You are on page 1of 2

FRENTE 01 - AULA 08 - NÚCLEO

I. IMPORTÂNCIA E FUNÇÕES PRINCIPAIS É a região celular mais importante, por conter o material genético
I. IMPORTÂNCIA E FUNÇÕES PRINCIPAIS
É a região celular mais importante, por conter o
material genético e controlar todas as atividades celulares,
destacando-se a reprodução, a síntese de proteínas e a
transmissão do material hereditário durante os processos
de divisão celular.
VIII . ESTADOS NUCLEARES
Dependem
do
momento
celular
em
que
observamos a célula, INTERFASE (fase de não divisão)
ou MITOSE (divisão celular). Assim, teremos:
1.
Núcleo Interfásico ou Metabólico
É
o estado nuclear quando
a célula
não
está se
dividindo (está em interfase).
II. LOCALIZAÇÃO
A localização mais frequente é a central, entretanto
pode ser também apical (no ápice), basal (base de células
secretoras) ou mesmo periférico.
2.
Núcleo Mitótico ou Divisional
É
o
estado do
núcleo quando
a célula
está
se
dividindo (está em mitose).
IX. COMPONENTES DO NÚCLEO INTERFÁSICO
III. FORMATO
A forma mais frequente é a arredondada ou então
acompanha o formato da célula.
C
IV. TAMANHO
O tamanho do núcleo obedece a uma relação
proporcional chamada de Relação Núcleo-Plasmática
(RNP) ou Relação de Hertwig. Assim, podemos
representá-la da seguinte forma:
B
RNP = 1/3 (Núcleo com 1/3 do volume da célula).
O desequilíbrio desta
relação funciona como
estímulo para que a célula se divida, ou seja, age como
um fator mitógeno (que provoca mitose).
As células perenes ou permanentes (neurônios e
musculares estriadas cardíacas) são programadas
geneticamente para não sofrerem este desequilíbrio, já
que não se dividem após o período embrionário.
D
A
A)
Carioteca ou Membrana Nuclear
V. DEMONSTRAÇÃO DA IMPORTÂNCIA DO NÚCLEO
PELA EXPERIÊNCIA DE MEROTOMIA OU DE BALBIANI
Quando uma célula é dividida em duas partes, a que
ficar com o núcleo consegue sobreviver e se regenerar,
enquanto a porção anucleada morre, demonstrando que o
núcleo é fundamental para a sobrevivência da célula pelo
seu papel regulador.
B)
Cariolinfa ou Carioplasma ou Nucleoplasma
C)
Nucléolo Verdadeiro ou Plasmossomo
D)
Cromatina ou Material Genético (DNA +
proteínas do tipo histonas)
X. COMPONENTES DO NÚCLEO MITÓTICO
A)
Carioteca
B)
Cariolinfa
VI. ENÉRGIDE E POLIENÉRGIDE
Enérgide é a região do citoplasma mais próxima ao
núcleo e que mantém intercâmbio direto com ele. Nas
células plurinucleadas como há vários núcleos cada um
terá a sua enérgide formando uma polienérgide.
C)
Nucléolo Verdadeiro
D)
Cromossomos ou Material Genético
Observe que cromatina na interfase e cromossomos
na mitose são aspectos estruturais diferentes do material
genético. Podemos então afirmar que:
VII. NÚMERO E OCORRÊNCIA
Classificamos as células quanto a ocorrência e
número de núcleos em:
“O cromossomo é a cromatina espiralizada
(condensada) visível quando a célula está em divisão
celular”.
A)
Anucleadas: não têm núcleo.
Ex: hemácias dos mamíferos e células do tubo
XI. ESTUDO DOS COMPONENTES NUCLEARES
do floema de angiospermas.
A) Carioteca
É o envoltório nuclear com essas características:
B)
Mono ou uninucleadas: possuem um núcleo.
Ex: a maioria.
C)
Binucleadas: são as que têm 2 núcleos.
Ex: hepáticas e cartilaginosas.
D)
Plurinucleadas: apresentam vários núcleos e
podem ser de dois tipos: sincícios (Ex: placenta) ou
plasmódios (Ex: amebas, Plasmodium, cenócitos vegetais,
mixomicetos) diferentes quanto à origem.
* é uma membrana viva;
* é uma estrutura dupla (2 folhetos);
* possui entre os dois folhetos um espaço
chamado de perinuclear;
* apresenta inúmeros poros (annulli);
* quimicamente é lipoproteica;
* possui inúmeros ribossomos aderidos;
* não se regenera quando lesada;
* forma-se a partir do R.E.R., ligando-se, através,
com a membrana e o Complexo de Golgi, formando um
sistema reticular de comunicação;
NOSSO SITE: www.portalimpacto.com.br
CONTEÚDO - 2009
FRENTE 01 - AULA 08 - NÚCLEO I. IMPORTÂNCIA E FUNÇÕES PRINCIPAIS É a região celular

NOSSO SITE: www.portalimpacto.com.br

CONTEÚDO - 2009

* durante a divisão celular ela desintegra-se na

prófase e se reorganiza na telófase. - Quanto a sua ocorrência dividimos as células em:

  • 1. Células procarióticas

São aquelas que não têm carioteca. Nelas o material genético está em contato direto com o citoplasma numa região chamada nucleoide. Os seres com células

assim são chamados de procariontes. Ex: Moneras.

  • 2. Células eucarióticas

São aquelas que possuem carioteca. O material

genético está organizado e isolado do citoplasma. Os seres com células assim são chamados de eucariontes. Ex: Seres dos outros reinos.

  • B) Cariolinfa Corresponde à parte líquida e possui como

componentes principais a água, as proteínas histonas e os ácidos nucleicos DNA e RNA.

  • C) Nucléolos Verdadeiros

São formações arredondadas, facilmente coráveis, visíveis na interfase. Quimicamente são formados por RNA e proteínas ou ribonucleoproteínas. São produzidos pelas regiões organizadoras dos nucléolos ou zonas N.O.R. de cromossomos especiais. Durante a divisão celular eles também se desintegram na prófase e se reorganizam na telófase. Isto está relacionado a um aumento na produção de proteínas, pela formação de mais ribossomos, a partir do RNA do nucléolo que migra para o citoplasma. D) Cromatina Corresponde ao aspecto estrutural do material genético durante a interfase. Quimicamente é formada por DNA e proteínas histonas (desoxirribonucleoproteínas). Ela aparece como um emaranhado de longos filamentos, chamados de cromonemas. Cada filamento deste tem duas regiões distintas: a eucromatina distendida e a heterocromatina condensada ou espiralizada. Quando a célula vai entrar em divisão estas fibras sofrem um processo de condensação ou espiralização progressiva, que determina a sua transformação em cromossomos. E) Cromossomos Correspondem ao aspecto estrutural do material genético durante a divisão celular, como resultado da condensação das fibras de cromatina ou cromonemas. E.1) Estrutura ao M.O. e ao M.E.

  • 1. Cromátide

  • 2. Centrômero

  • 3. Braço curto

  • 4. Braço longo

*

Cromômeros:

São

pontuações

ao

longo

dos

cromonemas, visualisadas ao M.E., simulando nucléolos.

* Braços: São as metades ou braços divididos pelo centrômero originando vários 4 tipos de cromossomos

* Telômero: Corresponde a extremidade, em geral, um pouco maior que o satélite.

* Satélite: Corresponde a uma formação arredondada localizada em uma das extremidades do cromossomo, relacionada à produção dos nucléolos.

E.2) Cromossomos (posição do centrômero):

* Metacêntrico: centrômero central determinando braços iguais.

* Submetacêntrico: centrômero quase central, com braços quase iguais.

E.3) Cromossomos na Interfase e na Mitose Durante a interfase, no período S,
E.3) Cromossomos na Interfase e na Mitose
Durante
a
interfase,
no
período
S,

* Acrocêntrico: centrômero próximo da extremidade e braços bem desiguais.

* Telocêntrico: centrômero numa das extremidades com um só braço.

NOSSO SITE: www.portalimpacto.com.br CONTEÚDO - 2009 * durante a divisão celular ela desintegra-se na prófase e

os

cromossomos se duplicam. E.4) Cromátides Quando os cromossomos se duplicam cada metade passa a ser chamada de cromátide. Elas permanecem unidas pelo centrômero. As cromátides de um mesmo cromossomo são chamadas de cromátides- irmãs.

Durante o processo de divisão celular elas se separam pelo rompimento longitudinal do centrômero e passam a se constituir em dois novos cromossomos.

* Centrômero ou Constrição Primária: É uma constrição ou estrangulamento que pode dividir o cromossomo em duas metades ou braços. É através dele que o cromossomo irá se prender nas fibras do fuso durante a divisão celular.

* Constrição Secundária: É outra constrição que pode ou não ocorrer

* Cromonemas: São as espirais visualizadas ao M.E

REVISÃO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!
REVISÃO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!