You are on page 1of 11

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Formação Inicial e Continuada de Trabalhadores (Lei Federal 11741/08)

PLANO DE CURSO

Área Tecnológica: Metalmecânica Qualificação: Inspetor de Qualidade

SÃO PAULO

2009 Diretoria Técnica Coordenação Gerência de Educação Elaboração Gerência de Educação Escola SENAI “Mariano Ferraz” CFP 1.Plano de Curso de Qualificação Profissional – Formação Inicial e Continuada de Trabalhadores – Metalmecânica – Inspetor de Qualidade SENAI-SP.06 Escola SENAI “Roberto Simonsen” CFP 1.01 2 .

........ 9 VI....................... CRITÉRIOS DE APROVEITAMENTO DE CONHECIMENTOS E EXPERIÊNCIAS ANTERIORES .......... 4 Quadro de Organização Curricular...........................10 3 ............................................. 4 IV.................................................................... 4 Enfoque didático-pedagógico ....... VII.............................................................................................. 9 V........ 9 CERTIFICADOS .. 4 Perfil da Qualificação Profissional – Inspetor de Qualidade ........................................................................................................................................ 9 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO......... INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS ............. PESSOAL DOCENTE E TÉCNICO ............................................................................... 5 Ementa de conteúdo formativo........................................................................................................................................... QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL – INSPETOR DE QUALIDADE .....SUMÁRIO I................................................................................................. ORGANIZAÇÃO CURRICULAR . Objetivo .................................. 4 Requisitos de Acesso ...................................................................................................... 6 Organização de turmas ......................... 9 II............... 4 a) b) c) a) b) c) d) III............................................................................................

c) Perfil da Qualificação Profissional – Inspetor de Qualidade Faz medições e controle de medidas utilizando instrumentos de medição direta e indireta. II. b) Requisitos de Acesso Os candidatos ao curso devem: • • ter concluído a 6ª série do Ensino Fundamental. ambientais e de segurança. no mínimo. QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL – INSPETOR DE QUALIDADE a) Objetivo O Curso de Qualificação Profissional Inspetor da Qualidade tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas ao manuseio de instrumentos e equipamentos de medição de acordo com normas técnicas. a) ORGANIZAÇÃO CURRICULAR Quadro de Organização Curricular LEGISLAÇÃO UNIDADES CURRICULARES Desenho Técnico Controle de medidas Tecnologia Mecânica Carga Horária Total CARGA HORÁRIA TOTAL (HORAS) Lei Federal nº11741/08 Decreto Federal nº5154/04 60 60 48 168 Lei Federal no 9394/96 4 . modelos. saúde e segurança. utilizando técnicas de medição fazendo controle de medidas das peças usinadas de acordo com desenhos. padrões e especificações técnicas do produto. normas.I. obtendo medidas de alta confiabilidade e observando aspectos do meio ambiente. esboços. ter. medindo peças de vários perfis. 16 anos completos.

o curso deverá ser desenvolvido a partir da proposição de situações contextualizadas e desafiadoras. 5 . Além disso. tais como situações-problema que envolvam tarefas. realizar medições em conjuntos respeitando aspectos de segurança e meio ambiente. manuseio de instrumentos de medição. interpretação de normas e desenhos. sociais. organizativas e metodológicas e conhecimentoos definidos como conteúdo formativo e necessários para o desempenho profissional do Inspetor de qualidade. deve ser planejada considerando as capacidades técnicas definidas na ementa de conteúdo formativo da unidade curricular. podem ser desenvolvidos medidas de conjuntos mecânicos que necessitem: utilizar equipamentos de medição. Dessa forma. toda e qualquer a ação docente. tendo em vista as competências explicitadas no perfil da qualificação profissional. estratégias e técnicas. tendo em vista a aquisição de capacidades técnicas. operações ou ensaios. tendo em vista o desenvolvimento das aulas.b) Enfoque didático-pedagógico Os processos de ensino e de aprendizagem deverão ser desenvolvidos com a utilização de diferentes métodos. Assim.

c) Ementa de conteúdo formativo MÓDULO DE QUALIFICAÇÃO: INSPETOR DE QUALIDADE . • parâmetros de rugosidade superficial de acordo com a Norma Brasileira NBR 6405. Medir com rugosímetro. • características do Sistema de Tolerâncias e Ajustes. conforme manuais do fabricante e exigências técnicas. Utilizar o conceito de intercambiabilidade. Resolver expressões de medidas e arredondamentos. micrômetro e relógios comparadores. • tipos e características de roscas na união dos elementos mecânicos. • características e princípios de funcionamento dos instrumentos e aparelhos de medição e controle na execução de peças. de acordo com a ISO1101. Aplicar conceitos de qualidade. vibração. Identificar as definições e terminologia. Aplicar o Sistema de Tolerância e Ajuste ISO. considerando normas técnicas e padrões de qualidade. considerandose a importância de sua interpretação na execução de peças mecânicas. aplicando as características do sistema ISO e tipos de ajuste. • características dos laboratórios em relação às condições de temperatura. Cuidar e manter os instrumentos. Identificar o sistema de medição linear interno e externo e angular. considerando a norma ISO (International Organization for Standardization) na fabricação de peças mecânicas. paquímetro. Medir Dureza. Medir com bloco padrão em mesa de seno. Operar Projetor de Perfil. bem como nos conjuntos mecânicos. • • • • • • • 6 . características do Sistema de Tolerâncias de Forma e Posição na fabricação de peças e seu funcionamento. Utilizar instrumentos de medição como régua graduada. • rugosidade superficial Ra e Rt. poeira e umidade do ar.168 h Unidade Curricular: Controle de medidas – 60 horas Capacidades Técnicas 1 Conhecimentos Controle de medidas • fundamentos do controle dimensional em função da adoção de normas e procedimentos de laboratório. Utilizar sistemas internacionais de medidas. Controle de medidas • • • • • • • • Aplicar os princípios de metrologia.

• Trabalhar em grupo e individualmente. catálogos e publicações técnicas. as organizativas permitem coordenar as diversas atividades. Normas e procedimentos de laboratório. seguidos de contextualização (conhecimento) que são resultado da análise das competências profissionais de um perfil. sociais e econômicos implicados. encontrar soluções apropriadas e tomar decisões autonomamente. • Estudar e pesquisar. 1 7 . • Conservar o equipamento. Caracteres normalizados. expressando desempenhos específicos (explicitados por verbos). Números decimais e fracionários. Simbologias de tolerância. em nível horizontal e vertical. Capacidades sociais.Cálculos matemáticos simples. • Interpretar acabamentos superficiais. cooperando com outros profissionais de forma comunicativa e construtiva.168 h Unidade Curricular: Desenho Técnico – 60 horas CONTEÚDO FORMATIVO Capacidades Técnicas 1 Conhecimentos Leitura e Interpretação de Desenho Leitura e Interpretação de Desenho Desenho técnico . organizativas e metodológicas2 • Ter raciocínio lógico. Cortes. • Ter atenção a detalhes. as metodológicas permitem responder a situações novas e imprevistas que se apresentem no trabalho. • Desenhar a mão livre e com instrumentos. • Ser analítico. Instrumentos de medição. e integrar-se com eficácia. • Representar vistas em cortes. Projeções ortográficas. Perspectivas isométricas. Padrões. • Distribuir medidas nos desenhos. Buscar o auto-aprimoramento. • Consultar manuais. • Preservar o meio ambiente.Materiais e instrumentos de desenho. • Ter postura física. Implicam o domínio dos conteúdos do âmbito do trabalho e a posse de conhecimento e habilidades necessários em determinada atividade. Postura. • Interpretar desenhos técnicos. seqüências. com relação a procedimentos. participar na organização do ambiente de trabalho e administrar racional e conjuntamente os aspectos técnicos. Higiene e segurança no trabalho. Permitem operar eficientemente os objetos e variáveis que interferem diretamente na criação do produto. • Conservar materiais e instrumentos de desenho. em escalas e aplicar normas.MÓDULO DE QUALIFICAÇÃO: INSPETOR DE QUALIDADE . Figuras geométricas. Cotagem.2 • Caracterizam uma qualificação. Metrologia . bem como utilizar forma adequada e segura os recursos materiais e humanos à disposição. e Escalas. Procedimentos – Normas. equipamentos e produtos. Preservação da saúde. • Manter a organização e limpeza do local de trabalho. 2 As capacidades sociais permitem responder a relações e procedimentos estabelecidos na organização do trabalho. Fundamentos do controle dimensional. Figuras planificadas. Estado de superfície.

Impactos ambientais. Processo de obtenção . equipamentos e produtos. • Preservar o meio ambiente. Esforços mecânicos. Elementos de elevação. seguidos de contextualização (conhecimento) que são resultado da análise das competências profissionais de um perfil. participar na organização do ambiente de 3 8 . em nível horizontal e vertical. Transformação do ferro-gusa. expressando desempenhos específicos (explicitados por verbos). Árvore. Transmissões flexíveis. Estabelecer as condições de usinagem em torneamento. Forças de coesão. Tipos de ferramentas de corte.Processo de obtenção e transformação dos metais não-ferrosos e das diferentes ligas. encontrar soluções apropriadas e tomar decisões autonomamente. Preditiva. Torneamento . participar na organização do ambiente de trabalho e administrar racional e conjuntamente os aspectos técnicos. • Conservar o equipamento. • Manter a organização e limpeza do local de trabalho. seqüências. • Ter atenção a detalhes. Parâmetros de corte. Defeitos causados pelas solicitações mecânicas. Implicam o domínio dos conteúdos do âmbito do trabalho e a posse de conhecimento e habilidades necessários em determinada atividade. Descrever propriedades mecânicas dos materiais. Permitem operar eficientemente os objetos e variáveis que interferem diretamente na criação do produto. • Consultar manuais.Processo de obtenção. Chavetas. Acoplamentos. Especificar parafusos. 4 As capacidades sociais permitem responder a relações e procedimentos estabelecidos na organização do trabalho. Operações mecânicas. em nível horizontal e vertical. • Ser analítico. Preventiva. • • Ter raciocínio lógico.5 Caracterizam uma qualificação. Determinar as características de molas helicoidais considerando suas aplicações.Geração.168 h Unidade Curricular: Tecnologia Mecânica – 48 horas CONTEÚDO FORMATIVO Capacidades Técnicas 3 Conhecimentos Tecnologia Mecânica • • • • • • • Descrever diferentes tipos de metais ferrosos e nãoferrosos. pinos e cavilhas.Riscos à saúde. • Buscar o auto-aprimoramento. organizativas e metodológicas 4 Tecnologia Mecânica Metais ferrosos . Características de materiais metálicos. Conformação. Produtiva total (TPM). catálogos e publicações técnicas. e integrar-se com eficácia. bem como utilizar forma adequada e segura os recursos materiais e humanos à disposição. Controle de resíduos e efluentes em função do processo de obtenção de metais ferrosos e não-ferrosos. Ferro fundido. Elementos de máquinas – Eixos. e integrar-se com eficácia. Especificar rebites. Aplicações industriais. Selecionar elementos de máquina. Aços. cooperando com outros profissionais de forma comunicativa e construtiva. • Ter postura física. Engrenagens. considerando a matéria-prima e as diferentes aplicações industriais. as organizativas permitem coordenar as diversas atividades. sociais e econômicos implicados. Mancais. Metais não-ferrosos . Uniões metálicas – Elementos de máquinas utilizados na montagem de conjuntos mecânicos. • Conservar materiais e instrumentos de desenho. Molas helicoidais Sistemas de manutenção – Corretiva. • Trabalhar em grupo e individualmente. Capacidades sociais. porcas e arruelas. cooperando com outros profissionais de forma comunicativa e construtiva. 5 As capacidades sociais permitem responder a relações e procedimentos estabelecidos na organização do trabalho. as metodológicas permitem responder a situações novas e imprevistas que se apresentem no trabalho. Descrever os vários tipos de ensaios e suas finalidades. com relação a procedimentos. • Estudar e pesquisar.MÓDULO DE QUALIFICAÇÃO: INSPETOR DE QUALIDADE . as organizativas permitem coordenar as diversas atividades.

VI. a Unidade Escolar: “poderá aproveitar conhecimentos e experiências anteriores. PESSOAL DOCENTE E TÉCNICO trabalho e administrar racional e conjuntamente os aspectos técnicos.no trabalho ou por outros meios informais. prioritariamente. INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS Para o desenvolvimento das aulas devem ser utilizados os mesmos ambientes pedagógicos e equipamentos existentes para os cursos regulamentados da mesma área tecnológica. seqüências. encontrar soluções apropriadas e tomar decisões autonomamente. promoção. A avaliação será feita por especialistas da Unidade Escolar. IV. considerando. III. as metodológicas permitem responder a situações novas e imprevistas que se apresentem no trabalho. equipamentos e produtos. CRITÉRIOS DE APROVEITAMENTO DE CONHECIMENTOS E EXPERIÊNCIAS ANTERIORES Em conformidade com o artigo 11 da Resolução CNE/CEB nº 4/99. 9 . IV .em qualificações profissionais e etapas ou módulos de nível técnico concluídos em outros cursos.d) Organização de turmas As turmas devem ser organizadas com um número máximo de alunos em função da capacidade dos ambientes pedagógicos e com um número mínimo que garanta a autosuficiência do curso. sociais e econômicos implicados. adquiridos: I . bem como utilizar forma adequada e segura os recursos materiais e humanos à disposição. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Os critérios de avaliação.no ensino médio. recuperação e retenção de alunos são os definidos pelo Regimento Comum das Unidades Escolares SENAI. desde que diretamente relacionados com o perfil profissional de conclusão da respectiva qualificação ou habilitação profissional. com relação a procedimentos. V. a qualidade dos processos de ensino e de aprendizagem e o desenvolvimento das aulas dentro do enfoque didáticopedagógico proposto. especialmente designados pela direção.e reconhecidos em processos formais de certificação profissional”. II .em cursos de educação profissional de nível básico. III. e complementados na Proposta Pedagógica da unidade escolar. incluindo-se a Biblioteca que dispõe de acervo bibliográfico adequado para o desenvolvimento do curso e faz parte do sistema de informação do SENAI. mediante avaliação do aluno. atendidas as diretrizes e procedimentos constantes na proposta pedagógica. aprovado pelo Parecer CEE nº 528/98. mediante avaliação do aluno. V.

preferencialmente. com formação e experiência profissional condizentes com a qualificação. por profissionais técnicos. VII. CERTIFICADOS Para a qualificação profissional concluída será conferido o certificado de Inspetor de Qualidade 10 .O quadro de docentes para o curso Inspetor de qualidade deve ser composto.

DATA 00 13/10/2009 NATUREZA DA ALTERAÇÃO Emissão inicial 11 .CONTROLE DE REVISÕES REV.