You are on page 1of 37

SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO DO VALE DO IPOJUCA FACULDADE DO VALE DO IPOJUCA – FAVIP COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

YRAKITAN ARRUDA MARINHO

“PROCEDIMENTOS MELHORADOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL”: Implantação do Programa 5s na Viana e Moura Construções

CARUARU 2013

YRAKITAN ARRUDA MARINHO

“PROCEDIMENTOS MELHORADOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL”: Implantação do Programa de 5s na Viana e Moura Construções

Projeto de Trabalho Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Engenharia Civil da Faculdade do Vale do Ipojuca, como exigência parcial para a obtenção do título de Engenheiro Civil. Orientador: Msc. Tuane Egito.

CARUARU 2013

Catalogação na fonte Biblioteca da Faculdade do Vale do Ipojuca, Caruaru/PE S725u

Sobrenome, Nome. Título da obra: subtítulo, se houver / Nome Sobrenome. – Local: Editora, Data. 00 f. : il. Orientador(a) : Fulano de Tal. Trabalho de Conclusão de Curso (Xxxxxxxxxxxxxxxxx) -- Faculdade do Vale do Ipojuca. Notas. 1. Palavra-chave. 2. Palavra-chave. 3. Palavra-chave. I. Título. CDU 657[11.1]

YRAKITAN ARRUDA MARINHO “PROCEDIMENTOS MELHORADOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL”: Implantação do Programa 5s na Viana e Moura Construções Projeto de Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Engenharia Civil da Faculdade do Vale do Ipojuca. ________________________________ Orientador (a) ________________________________ Avaliador (a) _______________________________ Avaliador (a) CARUARU 2013 . como exigência parcial para a obtenção do título Engenheiro Civil. Aprovado em: ____/____/____. Tuane Egito. Orientador: Msc.

por todo o amor e dedicação para comigo.Dedico este trabalho aos meus pais. por terem sido a peça fundamental para que eu tenha me tornado a pessoa que hoje sou. . A minha família pelo carinho e apoio dispensados em todos os momentos que precisei.

meu agradecimento pelas horas em que ficou ao meu lado não me deixando desistir e me mostrando que sou capaz de chegar onde desejo. por ser a pessoa que mais me apoia e acredita na minha capacidade. por ser tão dedicada e amiga. por ter sido tão dedicada. por todo amor e dedicação que sempre teve comigo. Gleyson Deodato) por todos os momentos que passamos durante esses anos meu especial agradecimento. por estar sempre torcendo e rezando para que meus objetivos sejam alcançados. Sem vocês essa trajetória não seria tão prazerosa. sem dúvida foi quem me deu o maior incentivo para conseguir concluir esse trabalho. carinho e atenção que sempre teve comigo. Ao meu pai Inácio Marinho. por ter me dado forças e iluminando meu caminho para que pudesse concluir mais uma etapa da minha vida. A minha namorada Cintia Morgana pelo amor. amigo. pessoas que se mostraram muitas vezes com gestos que marcaram mais que muitas palavras. batalhador. porque Ele é fiel. enfim por todos os conselhos e pela confiança em mim depositada meu imenso agradecimento.AGRADECIMENTOS À Deus. Por fim. corações bondosos que dedicaram toda sua vida a família. cada um de forma especial contribuiu para a conclusão desse trabalho e consequentemente para minha formação profissional. me apoiando e me fazendo acreditar que nada é impossível. a todos que contribuíram . pelo carinho e pela compreensão nos momentos em que a dedicação aos estudos foi exclusiva. sempre me apoiando em todos os momentos. gostaria de agradecer aos meus amigos e familiares. A todos os professores do curso de Engenharia. por todo o amor que ambos me dedicaram meu eterno amor e agradecimento. pai dedicado. pessoa que sigo como exemplo. A minha mãe Maria Francilene. A minha tia Maria de Fátima. pelos ensinamentos disponibilizados nas aulas. pela verdadeira amizade que construímos em particular aqueles que estavam sempre ao meu lado (Romero Éverton. aos meus avós Jaime Cândido e Maria Arruda Bezerra (in memoriam). Aos amigos que fiz durante o curso. meu eterno agradecimento pelos momentos em que esteve ao meu lado. homem pelo qual tenho maior orgulho de chamar de pai. que abriu mão de muitas coisas para me proporcionar a realização deste trabalho. por terem sido minha estrutura familiar por muitos anos.

direta ou indiretamente para que esse trabalho fosse realizado meu eterno AGRADECIMENTO. .

Falconi .“Sua META é ser o melhor do mundo naquilo que você faz”.

RESUMO .

ABSTRACT .

........... 07 JUSTIFICATIVA.... Autodisciplina:.......................................................................................................................................................................................................... Rendimentos................................................................................... 10 1 Capítulo: Programa de 5S: Origem sócio-histórica e a Prática no Brasil........................................................................................................................................................................ 10 2 Capítulo: Sensos: Utilização................................ 07 Especificos: ................................................... 18 5.............. 13 4 Capítulo: Rendimentos: Melhorias Qualidade após aplicação do programa.................................... Sensos...................................................................................................................................1 Tipo da pesquisa ....... 16 5 METODOLOGIA...................... ............... Limpeza..... 7 REFERÊNCIAS ..................................... 07 Geral: ... Saúde................................................................................ .................................................................................... 26 9 ANEXOS ...........................................................SUMÁRIO INTRODUÇÃO............................................................................................................ .............................................................................................. 11 3 Capítulo: Implantação: Desenvolvimento do programa de 5s na Viana e Moura Construções ...... 05 OBJETIVOS ................................................................................ Ordenação............................ 18 6 CONCLUSÃO................ ...................................... 08 Programa de 5S..... 30 .............................................. 24 8 APÊNDICE .............................................................................................................

Viana e Moura Construções. este programa se implantado sozinho. Visando isso o programa foi adaptado ao Brasil para aplicação nas empresas. Diante do exposto. Várias alternativas de melhorias podem ser aplicadas para a construção civil. na Viana e Moura Construções. 1. a “chave” não é somente a aplicação dos conceitos. A meta é a boa prestação de serviços. saúde e autodisciplina são de fundamental importância para a produtividade. informações e documentos. Este tem como ponto de partida o controle da qualidade e cada vez mais ele propicia uma evolutiva melhora. ordenação. esse trabalho buscará refletir sobre quais ganhos gerados a construção civil através da utilização do programa japonês de 5s. . especificamente neste relatório trataremos da implantação do programa de 5S em uma empresa de construção civil brasileira. limpeza. de forma eficiente e dinâmica. mas a mudança cultural de todas as pessoas envolvidas e a aceitação de que cada um deles é importante para melhorar o ambiente de trabalho. A utilização. No entanto. De acordo com experiências de empresas que já implantaram o programa.1 Geral:  O objetivo deste trabalho é relatar os ganhos gerados na aplicação do programa japonês de 5S.2 Objetivos 1. esse programa proporcionam melhorias em pequenos prazos como a redução do índice de acidentes. a saúde física e mental dos trabalhadores e o sistema da qualidade. o programa de melhoria japonesa de 5S é um deles. apresentando uma oportunidade inigualável de mobilização dos empregados. sem estudos e melhorias não será garantia de um sistema de qualidade eficiente. tendo em vista que.2. melhoria da qualidade e produtividade. redução do tempo parado de mão de obra e administração participativa.1 INTRODUÇÃO A gestão da Qualidade é primordial para o estabelecimento e sobrevivência de uma instituição e para viabilizar o controle de atividades.

ligadas diretamente a construção civil. participação ativa da administração. recursos e insumos. Ordenação. visando redução de despesas. Identificar a importância da aplicação da Utilização. . Autodisciplina. a melhoria da qualidade e da produtividade. bem como a sua aplicação na construção civil no Brasil.1. redução do tempo para execução de etapas com segurança.2.2 Específicos:   Entender a origem socio-histórica da construção do programa de 5S.  Analisar a importância do programa de 5S. Limpeza. Saúde. a melhoria da relação empregador/empregados.  Observar a produção da mesma casa com a implantação do programa de 5s.

este promovido nos bombardeios das cidades de Hiroshima e Nagasaki.14): “[. a população vinha a sofrer de epidemias. entre outras causas.. começou a enfrentar problemas de infraestrutura.unesp. Acesso em 20/09/2012). suas exportações foram restritas devido à qualidade baixa de seus produtos em relação a produtos europeus e americanos. p.] esse sucesso se deve em grande parte pelo fato de se adotar o foco na qualidade como base . Este conflito era organizado entre duas alianças militares opostas.feb. Segundo Miller (1996. Acesso em 04/08/2012). a única vez que se utilizou armas nucleares em combate. Em: <http://simpep. os países mobilizaram todo seu potencial econômico. o Japão estava literalmente arrasado e destruído. Com a guerra como centro das atenções. A partir daí surge uma época conhecida como “Revolução da Qualidade”.html>. período o qual o Japão conseguiu superar os padrões internacionais. foi a guerra mais sangrenta da história da humanidade com cerca de 100 milhões de militares disponíveis para combate.com/administracao/programa-de-gestaoda-qualidade-5s.1 Programa de 5S: Origem sócio-histórica e a Prática no Brasil. contra a população. Marcado por um número considerável de ataques.I CAPÍTULO: PROGRAMA DE 5S: Sensos e Rendimentos. (Em: < http://fontedosaber. Assim. um fato ficou marcado na história. principalmente de produtos americanos.br>. grande parte de suas estradas tinham sido destruídas. (CAMPOS. Ao fim de todo este acontecimento da humanidade. conflito este que incluía as grandes potências mundiais. 1. Renato. tornando-se então líderes mundiais em produtos de baixo preço e qualidade superior existente no mercado. Com uma população imensa em um pequeno território.. industrial e cientifico em favor da guerra. recursos naturais escassos. Na década de 40 o mundo estava atravessando o fim da segunda guerra mundial. foi de extrema necessidade se investir em “Programas de Qualidade” o qual pudessem atender a população o mais rapidamente e que fosse melhorado significantemente as condições a qual se estavam sido estabelecidas.

Essa gestão de qualidade fica conhecida mundialmente como “Programa de 5s”. dentre estas muitas das maiores e melhores empresas atuantes no Brasil. Existindo então uma interligação entre esses três campos. Esse projeto tem como objetivo principal a mudança dos valores criados nas pessoas. a dimensão intelectual (realização de tarefas) e a dimensão social (relacionamentos e ações do dia-adia). planejamento habitacional. (CAMPOS.html>. Acesso em 20/09/2012). originando um relacionamento interpessoal mais próximo eliminando privilégios que impedem o esforço coletivo em prol de objetivos comuns. como por exemplo. mas também para diversas iniciativas de melhoria. Estes processos atingidos pelo 5S não são apenas os voltados para a qualidade. sendo este nacionalmente reconhecido por várias organizações.com/administracao/programa-de-gestao-da-qualidade-5s. A implantação deste programa nas empresas brasileiras ocasionou consequências visíveis no que se diz em autoestima de funcionários. programa este que teria que atender indescritivelmente todos os meios da sociedade como: acessibilidade de pessoas e transporte. Em: <http://simpep. por meio de um aprendizado contínuo e da geração de um ambiente favorável ao desenvolvimento dos processos empresariais. serão notados o reflexo de melhoria nos outros dois. É notório que o programa visa uma maior interação entre as pessoas. Renato. entre outros. (Em: < http://fontedosaber. Nas empresas brasileiras a comunicação visual vem atuando eficientemente trazendo aspectos relevantes para todos os colaboradores.fundamental da gestão empresarial e pela maneira como implementam e estruturam esses processos. produtividade e segurança.unesp. Em meados do ano de 1991 o programa de 5s foi formalmente lançado no Brasil.html>. .” Surge então no Japão um programa visando a qualidade total. Acesso em 20/09/2012). respeito ao semelhante.br>. na verdade a essência do método explora três campos básicos: a dimensão física (layout). havendo uma melhoria em um desses. (Em: < http://fontedosaber. Acesso em 04/08/2012). O 5S é uma ferramenta para atingir o nível desejado de qualidade. pois muitas vezes as pessoas não percebem de imediato a sua abrangência. consciência da importância do meio ambiente e crescimento pessoal. esse tipo de comunicação recebe o nome de “gestão à vista”.feb. controle populacional. O projeto do programa de 5s é aplicado muitas vezes como uma grande faxina.com/administracao/programa-de-gestao-da-qualidade-5s.

pois cada um deles irá atuar um sua área a qual está relacionado. decreta-se guerra ao desperdício de inteligência. limpeza e saúde. 28). Se por exemplo ela possua um elevado número de funcionários insatisfeitos. . Para que se alcance o resultado esperado. pois apresentará gradativamente uma melhoria nas condições de trabalho na construção civil. Fica clara a necessidade de inserção do programa de 5S. não seria possível o desenvolvimento do programa se qualquer um deles fosse deixado para segundo plano. ocorrerá diante dessa situação um grande número de acidentes de trabalho. Neste último destaca-se a necessidade da autoestima. O combate ao estresse é auxiliado pelos sensos de ordenação. Com o desenvolvimento do senso de utilização. p. 1996. talvez o fator mais relevante para uma profunda mudança da natureza interior (MARTINS. apresente um alto custo produtivo com uma qualidade baixa em um elevado tempo. Comumente algumas empresas nas quais não estão sendo aplicado o programa supracitado apresentam sinais de desorganização na construção civil. tempo e matéria-prima.O contínuo desenvolvimento da autodisciplina promove o crescimento do ser humano em iniciativa. A aplicação do programa de 5S na contemporaneidade se apresenta como uma inovação na construção civil. o ciclo tem que se cumprir. Todos os sensos interagem entre si. criatividade e respeito. tendo em vista que este ocasiona várias mudanças no comportamento sócio-educativo das pessoas que constituem uma empresa.

eliminando o desnecessário”. Inicialmente tem-se que dividir os recursos em duas classes: recursos necessários e recursos desnecessários. evita a compra de novos materiais originando uma duplicidade de . Autodisciplina. Os recursos necessários são aqueles o qual não podemos desenvolver nossas atividades sem eles. Este senso está relacionado estritamente com as perdas.1 Senso de Utilização: (SEIRI). Limpeza. O sendo de Utilização é o primeiro de todos os sensos. evitando assim a perda de tempo.ebah. usados raramente porem necessários. Esses recursos necessários se dividem em outras três classes: recursos usados constantemente.unesp. Ordenação. mão de obra esta que muitas vezes fica ociosa ou não apresenta seu rendimento máximo devido a má utilização dos recursos oferecidos. como por exemplo. 2. Renato. (CAMPOS. Em: <http://simpep. Saúde. O senso de utilização vem para não só atuar na supervisão desses resíduos. Acesso em 04/08/2012). facilitando o transporte interno e controle da produção. mais para controlar e gerenciar o desperdício principalmente da mão de obra.com. O programa recomenda que a partir daí deve-se atuar na seguinte maneira: os recursos usados constantemente deverão ser colocados o mais próximo possível do local de trabalho. O meio de construção civil está entre os líderes de desperdícios no Brasil. ferramentas de trabalho em condições de utilização. dispor de sanitários no canteiro. anualmente são produzidos milhares de resíduos oriundos da construção civil e. usados ocasionalmente. nessa etapa é visado manter somente os recursos necessários próximo de si. o fornecimento de equipamentos de proteção individual e coletiva (EPI’s e EPC’s). entre outros.II Capítulo: SENSOS: Utilização. A fundação Cristiano Ottoni fundamentou em 1991 um conceito que diz: “Separar o útil do inútil.br>.br/content/ABAAAAYVMAF/perdas-na-construcao-civil> Acesso em: 05/08/2012). no entanto uma pequena quantidade desses resíduos é reutilizada.feb. nessa etapa é que o trabalho começa a ser colocado em ordem. (Em: <http://www.

estes deveremos determinar outro local para sua utilização. a relação entre os dois primeiros sensos é tão grande que não há uma linha divisória clara entre eles. porém sabendo onde encontrar em caso de necessidade do seu uso. A acessibilidade é o grande foco deste senso. podemos citar como exemplo: liberação de espaços para outros fins no canteiro.15): “Ordenação. (Em: <http://www. Normalmente perde-se bastante tempo procurando coisas que poderiam ser encontradas facilmente se fossem guardadas em um local específico. bem como uma excelente comunicação visual que facilite o acesso rápido aos mesmos. E os recursos usados raramente. reaproveitamento dos recursos que não vinham sendo bem utilizados. que são aqueles o qual não há necessidade de dispormos dele no canteiro. Esse senso vem a orientar através da comunicação visual. Os benefícios gerados pelo senso de utilização na construção civil são enormes.Refere-se à disposição sistemática dos objetos e dados. além de facilitar o fluxo das pessoas”. que deveremos transferir para onde for útil e os recursos que requerem outro local especial.com. entre outros. o que é realmente necessário e o que não é”. Ele é ligado diretamente a desenvolver um layout para determinada área. p. Recursos usados ocasionalmente deverão ser colocados afastados do local de trabalho. Com a identificação de espaços. os recursos potencialmente úteis. Segundo Martins (1994. p. teremos que possuir um local determinado para seu armazenamento. a partir daí deixa-se de se perder diversos dados que antes não eram tão importantes e com a aplicação do senso se torna necessário a sua visualização.14): “Todos da equipe devem saber diferenciar o útil do inútil. diminuição dos custos. realocação da mão de obra. a ideia central é um lugar para cada coisa e que cada coisa tenha seu lugar. irá se criar hábitos e referências visuais para que ao ser necessário o armazenamento ou a procura da informação seja . Quando os recursos são classificados em desnecessários.br/content/ABAAAAYVMAF/perdas-na-construcao-civil> Acesso em: 05/08/2012). Este senso é o segundo na ordem do programa japonês de 5s.recursos. 2. Segundo Mello (2005.ebah. entre outros. eles se subdividem em três grupo: sem uso potencial.2 Senso de Ordenação: (SEITON).

Com isso tem-se a desenvolver nas pessoas costumes como: se ligar. Acesso em 04/08/2012).46): “praticar a limpeza de maneira habitual e rotineira e. sobretudo. desligue. mesmo que muitas vezes não tenham a intenção. mais cometem o ato. Estudos científicos comprovam que um funcionário que se sente bem em seu ambiente de trabalho. concentraram seus esforços iniciais em criar um ambiente asseado.. investiram em pinturas do ambiente.unesp. p. em seus primórdios. (Em: <http://www. entre outros. a qualquer momento” (HABU et al. Mais essas atitudes por si só não serão eficientes caso não for mantido a metodologia de assegurar a ordem no espaço. se abrir. O senso de Limpeza é o terceiro senso do programa de 5s. entre outros.br>. classificar os objetos por nomes.]” (CAMPOS et al. (MARTINS. Yamaha e Honda. arrume.3 Senso de Limpeza (SEISO). além de se ter uma economia enorme na utilização de tempo. p. p. Hoje em dia essas empresas se tornaram multinacionais.45). A ordenação gera benefícios visíveis muito rapidamente. pois não é fácil tendo em vista que em grande parte os brasileiros possuem vícios de sujar ambientes. utilizar quadros de avisos [. Normalmente o grande desafio para cumprimento deste senso trata-se de educar e conscientizar as pessoas a qual está se trabalhando e implementando o programa. eliminando vazamentos de óleo e combatendo a sujeira física. 1994. feixe.. Mesmo quando não tinham dinheiro.30). bem acabado. 1996. mas que davam a impressão dignidade e asseio.feb. se desarrumar.. utilizar cores fortes para identificação. caprichado. ou seja. graça ao olhar que . “[. aprimorado. não sujar”.br/content/ABAAAAYVMAF/perdas-na- construcao-civil> Acesso em: 05/08/2012). melhor fluxo das pessoas e materiais. Em: <http://simpep. O objetivo central do senso segundo Martins (1996. Renato. 2. Entende-se por Limpeza tudo que é asseado. p. Empresas como Toyota. ou seja.ebah. usando tintas baratas. tem-se também a diminuição do cansaço físico e mental após buscas mal sucedidas. “fazer com que as coisas necessárias sejam utilizadas com rapidez e segurança. (CAMPOS.46). 1992.] é necessário reorganizar a área de trabalho.com. desenvolve suas atividades muito mais tranquilas e bem mais eficientes.reduzido ao máximo esse tempo de atuação..

Refere-se à preocupação com a própria saúde e nível físico. iniciou-se. primeiro a empresa que terá que capacitar outra pessoa para atender suas necessidades. em que a limpeza deve ter a abrangência convencional de varrer. Este senso trás inúmeros benefícios quando direcionado adequadamente. Acesso em 04/08/2012). o senso de saúde vem relacionado a conservação da vida. Seguindo com o quarto senso. (CAMPOS.br>. o mesmo não ocorre com o senso de saúde. Em: <http://simpep. A aplicação dos 3s já mencionados faz com que o senso de saúde não seja abalado por outros aspectos que poderiam vir a afetar a saúde. (CAMPOS.feb. Neste sentido. de fato. etc. Renato.3 Senso de Saúde (SEIKETSU). 2. Grandes empresas ao implantar o programa investem significativamente neste senso.visava à qualidade do ambiente que seus funcionários exerciam e exercem suas funções. 1996. com isso. p.. estabelecer um horário definido para a limpeza diária do ambiente. e segundo o funcionário que ficará afastado de suas atividades. entre outros.unesp. 46). praticar o 5s nos equipamentos significa mantê-los em plenas condições de uso. transformando a limpeza em oportunidades para inspeções detalhadas. p. (MARTINS. a eficiência deste senso irá acarretar numa diminuição de gastos relacionados a direitos trabalhistas. Renato.unesp. entre outras ideias. Acesso em 04/08/2012). Este enfoque não deve ser dado logo no início. Ao praticar os três primeiros sensos. . Enquanto a prática dos três primeiros sensos traz efeitos imediatos. Sabe-se que em um acidente de trabalho todo mundo sai perdendo. pois os seus resultados não são prontamente observáveis. distribuir recipientes de coleta de lixo. elaborar junto à equipe uma lista de verificação de todos os pontos dos equipamentos que mereçam atenção especial. espanar.feb. mental e emocional.. prevenção de acidentes. pode-se sentir um sentimento de melhora do bem estar dos funcionários. 50). 1996. um anseio de excelência transmitido ao cliente.br>. Em: <http://simpep. quando poderão ser identificados problemas reais ou potenciais. Normalmente para maior eficiência deste senso planejam-se algumas atividades como definir responsáveis pela limpeza de determinadas áreas. lavar. a prática do senso de saúde (MARTINS.

Normalmente o ambiente de trabalho tem a probabilidade de ser conturbado.80% deles tem alimentação desequilibrada. cadeiras que possam atender as necessidades dessas pessoas. -50% fazem uso de bebidas alcoólicas regularmente. Este senso é um resultado da aplicação eficiente dos outros sensos. como.50). onde grande parte da população se alimenta inadequadamente. mesas de acordo com a altura da pessoa que irá utilizar. de 30 a 75 anos. desenvolvendo projetos de leiaute de ambientes onde se estuda. entre outras medidas. com os seguintes resultados: . Acesso em 04/08/2012). Com o título “Executivos brasileiros com a saúde em baixa” o Jornal do Brasil apresentou no dia 15/01/96.52). Tendo chance das pessoas que estão trabalhando neste ambiente em longo prazo desenvolvam doenças relacionadas ao trabalho. p. por exemplo. p.unesp. estressante e cansativo.Entende-se que o cumprimento dos três primeiros sensos. 1996. possuem uma grande chance de acontecer acidentes. uma pesquisa realizada com 7000 executivos.feb. 51): “Cada dia afastado do trabalho e cada dia trabalhado sem energia e entusiasmo significam perdas financeiras para empresa e perda de vida para o empregado”. -70% estão estressados devido ao estilo de vida competitivo e obsessivo por resultados. a postura que esses funcionários exercem no seu dia a dia. Segundo Martins (1996. traz como consequência a ideologia do senso de saúde. 1996. -65% tem vida sedentária. nota-se que não é interessante para nenhuma parte um ambiente de trabalho que não ofereça saúde para as pessoas que nele trabalham. p. estarem trabalhando desmotivadas e não apresentarem o seu rendimento adequado à atividade. No Brasil. Empresas que se preocupam com a saúde do funcionário investem em ambientes de trabalhos sadios. onde estas pessoas podem estar desenvolvendo doenças de trabalho. Combater essas causas já significa uma grande iniciativa para conservar a vida da empresa e dos seus empregados em boas condições (MARTINS.12. p. -40% são fumantes (MARTINS. . (CAMPOS. má ordenação e sujeira são. causas de acidentes no trabalho e estresse. reconhecidamente. Locais que não oferece boas condições de trabalho as pessoas. Excesso de materiais. desenvolvendo ao longo do tempo doenças que normalmente não são tão simples de curar e muitas delas não tendo cura e levando a óbito após certo período. Renato. Em: <http://simpep.br>. Com isso. -60% tem peso acima do ideal.

conscientizada. precisa ser muito bem trabalhada.feb. 1996. A autodisciplina não é algo que se consegue atingir facilmente. ser justo e honesto são atributos prontamente associáveis com o conceito de autodisciplina.br/content/ABAAAAYVMAF/perdas-na- construcao-civil> Acesso em: 05/08/2012). Portanto. Renato. o programa será cumprido integralmente. o papel simultâneo de aprendizes (MARTINS. estimular um clima de confiança. manter excelentes condições de higiene nos banheiros. em ambientes onde existam pessoas que possam dar exemplo e assumir. mapear todas as situações inseguras do ambiente. vem desenvolvendo as pessoas a serem autodisciplinadas. ele pode apenas ser estimulado e. Acesso em 04/08/2012). ao longo de todo o programa. Em: <http://simpep. Aprender sempre. Podemos dizer que. mesmo assim. p. implantável.feb. falada e estimulada entre as pessoas a qual o programa se destina. 2.Ver-se o grande risco que os brasileiros estão correndo com relação a sua saúde. 56).unesp. apresentar e fornecer material informativo sobre o tema saúde. Trata-se do último de todos os sensos do programa de 5s. desenvolvem atividades que prejudicam a sua saúde. ele não é de forma alguma. tem-se que manter e melhorar os três primeiros sensos. agir com integridade. pessoas que independente de serem instruídas ou não.br>.4 Senso de Autodisciplina (SHITSUKE). Ele vem como sendo o cumprimento de todos os outros sensos.com. amizade e solidariedade entre as pessoas. (CAMPOS. Acesso em 04/08/2012). Em: <http://simpep. Um fator primordial é a humildade. (CAMPOS. Assim como o senso de saúde. entre outros aspectos. se fosse possível conscientizar as pessoas na aplicação deste senso e ele fosse aceito totalmente não seria necessário dar tanta importância aos demais sensos. onde se dar mais importância aos resultados do que ao seu bem estar. não adianta se atingir o topo da . a partir do momento que as pessoas conseguem atingir essa meta. (Em: <http://www. Para estimular o senso.ebah. compartilhar. ser paciente e perseverante.br>. Renato. humildemente.unesp.

Segundo Martins (1996. limpando e mantendo a rotina diária de limpeza e por último tomando cuidado na saúde evitando assim doenças futuras relacionadas ao trabalho.autodisciplina e não ser humilde com as demais pessoas que estão sendo trabalhadas no programa de 5s. Este senso é uma melhoria continua dos outros sensos.56): “.. ter todas as pessoas comprometidas com o cumprimento dos padrões técnicos e éticos e com a melhoria contínua em nível pessoal e organizacional”. p. ordenando os recursos para se perder o mínimo de tempo possível. . só se consegue atingir e manter a autodisciplina utilizando somente o necessário.. não sendo interessante ter apenas algumas pessoas disciplinadas mais sim todas sem exceção de pessoas. Vem este a ser o sentido da autodisciplina.

dentre estes está o Pedido Padrão. O empresário defende que: “Uma empresa só sobrevive quando existe algo que ligue ela ao seu funcionário. Implantaram na sua cultura muitos princípios oriundos das Baterias Moura. muitas dessas feitas pelas mesmas pessoas mais não seguindo um padrão devido de qualidade. Essa meta é acompanhada diariamente através de um cronograma que fiscaliza o consumo de materiais e a produção diária. Começou a nascer neste momento à cultura da empresa. se desligou da sociedade.” Veio ai a surgir a “Missão”. observou-se as dificuldades de se alcançar as metas estabelecidas. Analisava-se também a variação de qualidade entre as casas. que viria a trazer o motivo de todos os seus colaboradores estarem ali diariamente trabalhando para o bem comum de alguém que eles não .III Capítulo: IMPLANTAÇÃO: Desenvolvimento do programa de 5s na Viana e Moura Construções. A Viana e Moura Construções iniciou seus trabalhos no ano de 2003 na sua primeira UGB (Unidade de Gerenciamento Básico) situada na cidade de Belo Jardim. que visam pessoas com renda de até três salários mínimos através do programa do governo federal “Minha Casa Minha Vida”. o uso excessivo de materiais alem do padrão entre outras causas. Com isso pensou durante alguns dias qual seria sua nova área de atuação. A empresa surgiu em um momento de transformação na vida do seu presidente Pedro Ivo Moura. A Viana e Moura Construções produz exclusivamente casas populares. Assim inicia-se a ideia central do que viria a ser a Viana e Moura Construções. No inicio de seus trabalhos. o que se chama de “meta da produção”. Foi estabelecido também. e assim sonhou com conjuntos habitacionais de casas populares. Trata-se de um relatório o qual contem todas as despesas e todos os insumos necessários para construção de uma casa. segundo o próprio empresário relata em vídeo de apresentação da empresa. que nada mais é do número de dias trabalhados em um par de casas por um GA (Grupo Autônomo) que é formado de dois pedreiros e dois ajudantes. Tudo começou quando o empresário que detinha de 1/6 das ações das baterias Moura.

O importante é pensar em termos de despertar nas pessoas uma consciência ou um senso de qualidade em sentido amplo. . um custo além do padrão para se construir uma casa com qualidade inferior das demais. E essa Missão tem a seguinte frase: “Contribuir para a felicidade das pessoas construindo vilas encantadoras e sustentáveis”. Segundo o empresário: “Não adiantaria trazer e implantar um programa que o funcionário ao fim do expediente deixasse ele esquecido. de garantia de qualidade durante seu processo de produção. iniciou estudos de como poderia trazer essa qualidade garantida das baterias para a construção civil. teria que ser um programa que modificasse e acompanhasse durante toda a sua vida”. Essa era a linha de pensamento do empresário naquele momento. Iniciou-se a partir daí estudos de readequação do programa para implantação na construção civil. É importante ressaltar que os cinco sensos constituem um sistema cujas partes estão entrelaçadas. distribuição e controle de todos os materiais do canteiro e o setor de gerenciamento da produção. SEBRAE entre outros. seguida de ação.conhecem. entre outros. que estipula e controla as metas a serem cumpridas. dentre eles o setor de suprimentos. um maior consumo de materiais para realizar determinada etapa. As Baterias Moura possuem vários prêmios de órgãos como SENAI. e foi através disso que o presidente Pedro Ivo Moura. o que faz mediante a reflexão. Sabe-se que é reconhecido nacionalmente o padrão de qualidade a qual a empresa Baterias Moura passa para seu cliente. Através da análise do controle do setor de suprimentos o empresário e presidente Pedro Ivo Moura. um elevado número de acidentes de trabalho no canteiro. uma má distribuição de materiais no canteiro fazendo que funcionários perdessem excessivo tempo a procura do recurso necessitado. A empresa é dividida em vários setores. que é responsável pela compra. por exemplo. 1996. Por ter livre acesso o empresário analisou que poderia reutilizar um programa que é fortemente explorado na produção de baterias.105). começou a notar falhas gravíssimas que vinha acontecendo. de forma a repercutir positiva e imediatamente na vida de cada um (MARTINS. armazenamento. onde o objetivo principal é que a felicidade dessas pessoas não seja em apenas conseguir a compra de uma casa mais sim a felicidade de se morar em uma vila que tenha sido construída visando à integração de todos os seus moradores. o programa japonês de 5s. p.

que são apreciadas pelo cliente”. Na monitoração dos RESULTADOS destes processos e sua comparação com as METAS.26): “Ao se reduzirem as anomalias.1 (FALCONI) PÁGINA 27 Através da identificação das anomalias. Na perfeita definição da autoridade e da responsabilidade de cada pessoa. e isso fazia que todos os setores se sentissem desordenados e sem um rumo devido para seguir. Através desse controle se torna possível um maior controle no gerenciamento da rotina. 6. No entanto estava acontecendo essa defasagem de recursos. p. 3.23): “Aumentar o VALOR AGREGADO do seu produto é aumentar o número de características deste produto. 5. estas são conduzidas ao responsável e é criado um plano de ações corretivas. O gerenciamento da Rotina do trabalho do Dia-a-Dia é centrado: 1. as necessidades de trabalho que não agrega valor são diminuídas”. Analisou-se que os colaboradores estavam realizando suas tarefas de forma desordenada. COLOCAR A TABELA 1. que não agregava valor e sim elevava o custo final do produto.105): “A prática mostra que as primeiras ações são equivalentes a uma faxina geral. Ou seja. Iniciou-se então a implantação formal do programa de 5s na Viana e Moura Construções. p.34). Segundo Martins (1996. visando à identificação das anomalias existentes. Iniciou-se então uma fiscalização intensa no controle do gerenciamento da rotina.A partir deste momento iniciou-se um trabalho intenso no gerenciamento da rotina dos funcionários independentemente do cargo que eles ocupam. Num bom ambiente de trabalho (5s) e na máxima utilização do potencial mental das pessoas. Verificou-se que a meta anual de produção de casas não iria ser cumprida devido ao elevado número de dias para produção de pares de casas. a partir dos DESVIOS encontrados nos RESULTADOS. Na padronização dos PROCESSOS e do TRABALHO. onde se praticam intensamente os sensos de . Segundo Falconi (2004. Segundo Falconi (2004. não existia padrão em nenhum setor da empresa. Na busca continua da perfeição (FALCONI. Segundo Falconi (2004. 4. p. p.26): “Para se atingirem METAS DE MELHORIA é necessário estabelecer NOVOS PADRÕES ou MODIFICAR OS PADRÕES EXISTENTES”. quando comparados com as METAS. p. Também foram estudadas através do setor de gerenciamento de produção as metas anuais a serem cumpridas. 2004. 2. Na AÇÃO CORRETIVA no PROCESSO.

Após a faxina geral. 1996. Com essa ideia de inicialmente descarregar o ambiente de trabalho visando diminuir intensamente as áreas de risco de acidente e mau uso dos insumos disponíveis..179): “Método é uma palavra que vem do grego. . começou a se trabalhar os funcionários nesse sentido para desenvolvimento de suas atividades. p. Não seria suficiente que só fosse iniciado o trabalho sem um acompanhamento das atividades e identificando todas as dificuldades apresentadas. é uma importante base para o bem-estar pessoal e refinamento do caráter (MARTINS. eliminação de anomalias”. Falconi recomenda que (2004. 5s. E para a implantação do sistema de 5s na Viana e Moura deveria que ser aplicado alguma forma que viesse a garantir a produção continua. padronização. fazer com que os padrões fossem cumpridos para só assim iniciar-se um trabalho de alinhamento de todos os setores da empresa. E esse foi o foco inicial da implantação do programa. p. O método PDCA que é mostrado abaixo é elaborado em um circulo. permeados pelo senso de limpeza. p. p. Método esse que visa à identificação e eliminação das falhas de processo. Deve-se ter em mente que a ordenação e fundamental à eficiente utilização de recursos e que a limpeza. onde todos os sensos estiverem em ação. Com isso esse método é o caminho para se atingirem as metas.26): “Para se atingirem METAS PADRÃO é necessário CUMPRIR OS PADRÕES EXISTENTES”. para que através do cumprimento rígido desses.106). o “D” corresponde a “DO” de executar. itens de controle. Segundo Falconi (2004.38): “. mais paralelamente a isso se iniciou a utilização do método conhecido como PDCA. Segundo Falconi (2004. O foco inicial foi dado aos três primeiros sensos. ordenação e limpeza”. vá trabalhando simultaneamente no PDCA. Hodos quer dizer caminho”. prossegue-se com o refinamento dos sensos de utilização e ordenação. o “C” a “CHECK” de verificar e o “A” de “ACTION” de padronizar. É a soma das palavras gregas Meta e Hodos. Colocar o circulo PDCA. fosse alcançado os demais.utilização.. Falconi p. além de facilitar a utilização. Através desse controle é que vai ser identificado onde o programa de 5s terá que possuir um foco em especial. 180. onde existem realmente essas quatro letras: o “P” corresponde a “PLAN” de planejar.

iniciou-se uma capacitação intensa na pessoa que ficaria responsável pela supervisão do programa. inspirada em bons exemplos”. Segundo Martins (1996. No mês posterior cada gráfico é apresentado junto com os indicadores de produção. o gerente terá. que analisa junto com gerente e supervisores a situação atual do canteiro e principalmente o cumprimento da autodisciplina que gera a má alocação de recursos. p. p. é que se implantou o programa de 5s na Viana e Moura Construções. bastante trabalho adicional. por toda organização. Semanalmente é realizada a patrulha de 5s. A intenção dessa patrulha é o desenvolvimento do programa semanalmente. num primeiro momento.107): “Não existe um momento de implantá-lo. conscientizando da importância e dos lucros que esse programa irá trazer no dia a dia da sua equipe de trabalho.123). 1996. Posteriormente. pontos que podem ocasionar acidentes de trabalho. trás uma avaliação através de algumas perguntas já pré-estipuladas o qual o avaliador estabelece notas para aquela pergunta. p.Como o 5s promoverá um movimento intenso. O registro da situação atual deve ser feito com dupla finalidade: criação de material para sensibilização inicial e registro das melhorias alcançadas para manter o movimento vivo no futuro. texto simplificado para divulgação rápida do assunto para os colaboradores em geral”. Segundo Falconi (2004. Com essa ideia de transparência para todos os funcionários e da importância dos ganhos gerados. já que ele é fruto da educação continuada... não precisarão mais ser vigiadas (MARTINS. p. o seu trabalho será facilitado.37): “Para cada problema localizado defina um item de controle e faça um gráfico mostrando a situação atual e sua meta”. p. Ao final da avaliação é gerada uma nota que gera um gráfico com uma nota para cada senso. filmes e levantamento de dados sobre os números críticos para a empresa. Foi a partir daí que se escolheu a pessoa denominada como líder setorial de 5s. onde esse checklist. Isso pode ser feito com fotos. etc (MARTINS. à medida que as pessoas compreendem o sentido da autodisciplina. pessoa esta que é responsável de liderar o programa no ambiente de trabalho. Segundo Martins (1996. como: índice de acidentes.125). fazendo que essas notas sejam analisadas e acompanhadas mensalmente. índices de absenteísmo. Inicialmente foi criado o que se chama checklist mensal de 5s.129) “. . Com isso. pois. Também foi criado um quadro de exposição que mostra fotos do canteiro antes da implantação do programa e fotos de bons exemplos após a implantação. 1996. entre outros.

Com isso foi analisado através do PDCA o que poderia ser feito para que esse indicador pode-se ter uma redução em seu índice. (Onde a atividade deve ser feita.113): “A qualidade de uma organização reflete sempre a qualidade da administração. Relacionar todas as ideias possíveis sobre o tema. cursos. Após um longo estudo e verificação de todas as perdas que vinham prejudicando o processo de construção foi criado um plano de implantação do programa na empresa. seguindo alguns tópicos que são recomendados por Martins. p. Esclarecer outros relevantes para compreensão do plano (MARTINS. 3. melhores metas você atingirá”. Inicialmente a Viana e Moura tinha um elevado número de pedidos procedentes de assistência técnica. etc. a periodicidade de avaliação e estar certo que o sistema de gerenciamento garanta as ações corretivas necessárias. Após definir as ações que devem constar no plano (O Que).115) defende a ideia que: “Quanto melhor você planejar. A primeira evidencia dessa qualidade está nas condições de trabalho e no comportamento dos funcionários”. Ter em mente os objetivos gerais e específicos a se atingir. p. 1. incluindo os seus benefícios). 5. Segundo Martins (1996. p. A partir desse momento foram identificados alguns setores no qual o programa teria que atuar em um primeiro momento. sendo suficientemente especifico em função do nível do plano). Foi . 1996. 2. Definir a forma de avaliação dos resultados. palestras. Ter ou adquirir conhecimento sobre o assunto por meio de seminários. responder as perguntas complementares relevantes (Quem vai fazer e quem será beneficiado).109). Analisar criticamente as ideias e eliminar aquelas que não sejam adequadas às circunstâncias. 6. 7. incluindo as sugestões das pessoas que serão afetadas pelo mesmo. como também a inspeção dos supervisores e gerentes. materiais didáticos diversos. Falconi (2004. 4. Ficou entendido a partir daquele momento que para poder se atingir resultados seria de fundamental importância à alocação do recurso certo no momento certo.IV Capitulo: RENDIMENTOS: Melhorias da Qualidade após aplicação do programa. (Quando a atividade deve ser feita ou data limite para a atividade). visitas a organizações modelo. Foi visto que o setor de suprimentos teria que passar por uma modificação estrutural radical. (Como deve ser feito.

e contar com a experiência de diversos setores da sociedade. Verificou-se uma redução de entorno 30% do índice de assistência relativa às fissurações. Em longo prazo o programa tenta propiciar que possamos realizar a mesma tarefa com um custo menor.br/artigo/qualidade/o_que_e_pbqph_(21/11/2012 as 20:00). após alguns meses foi verificado (“C”) que a casa não apresentava nenhuma fissura e sendo assim padronizado esse processo (“A”). tendo em vista que esses pontos muitas vezes saiam do padrão existente. isolada. Outros princípios importantes do Programa são: atuação integrada do poder público. Com isso as pessoas selecionadas se tornaram especialistas no que foram determinadas diminuindo consideravelmente o número de erros no processo e o risco de acidentes de trabalho. p. . com maior sintonia entre as políticas de habitação municipais.127) defende que: “Haverá um Padrão de Processo para cada produto ou família de produtos”. http://www. estaduais e federal. No ano de 1991 o Governo Federal criou um programa conhecido como PBQP-H (Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat). pois ainda assim se trata de uma área de atuação com um custo elevado. Observou-se que seria muito mais eficiente e prático se fosse criado um grupo que executasse alguns pontos críticos. pois a ação do poder público. será limitada. Foram selecionadas pessoas que se tornaram responsáveis por produzir o que se chama de kits (hidráulicos. para fazer com que as aplicações correspondam à realidade de cada unidade da federação. Com o auxilio do programa de 5s.com.visto que entorno de 70% dos pedidos de assistência técnica era relacionado com fissuras nas paredes. a Viana e Moura conseguiu atender muito mais rapidamente as exigências do PBQP-H. Foi então planejado (“P”) colocar-se uma cinta de aço entorno da casa (“D”). parceria entre agentes públicos e privados.qualidadebrasil. participação da sociedade civil. Com essa ideia. Sabe-se da influência do programa de 5s nas melhorias das atividades. para cumprir uma tarefa que é de toda a sociedade. para assegurar que as ações do poder público estejam em conformidade com as necessidades e prioridades da população. para ampliar a otimização dos recursos e das ações. onde é de fundamental importância o trabalho sincronizado entre o poder público e privado. Falconi (2004. A sua meta é organizar o setor da construção civil em torno de duas questões principais: a melhoria da qualidade do habitat e a modernização produtiva. descentralização. o setor tem a oportunidade de se tornar muito mais competitivo. elétricos e sanitários). ampliando o controle e a efetividade das ações.

130): “É excelente para mostrar que a força de vontade pode superar grandes obstáculos”. que ao longo do tempo vem diminuindo consideravelmente apesar das mudanças tanto de mão de obra quanto de processo construtivo. a cada ano que se passa os ganhos vem aumentando cada dia mais. nenhum colaborador iria acreditar que se tornaria possível atingir um número de produção de casas populares com a mesma equipe superior em torno de 50%. p.Gráfico de Produtividade da UGB 02 DIAS Analisa-se o ganho ano a ano gerado após a implantação do programa de 5s. Mantendo o controle do seu processo. Segundo Falconi (2004. Ao inicio do trabalho. se tornou muito mais fácil se adequar as exigências do Governo Federal e da Caixa Econômica Federal. foi visto melhoras significativas em vários aspectos.. A Viana e Moura possui a 8 anos o certificado da Isso 9001. . Um desses fatores analisados é a produtividade. documento faz parte do processo de Desdobramento da Função Qualidade”.Com as melhorias evidentes do programa de 5s no processo construtivo. que é fornecido pela Caixa Econômica para as empresas que conseguem atender todas as exigências tanto da parte de documentação como também de processos construtivos.127): “. 40 35 30 25 20 15 10 5 0 ANO 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 FIGURA 1.. Após um levantamento dos anos iniciais do programa de 5s. p. Segundo Martins (1996.

tendo como sócio majoritário o senhor Pedro Ivo Moura.2 METODOLOGIA A pesquisa será de caráter exploratório a fim de investigar procedimentos melhorados na construção civil. bem como a implantação do Programa 5s na Viana e Moura Construções. Avenida Engenheiro Domingos Ferreira e suas filiais atuam .PE. A Viana e Moura Construções trata-se de uma empresa ligada a construção de casas populares. sua matriz é na cidade do Recife .

Partindo das referências teóricas publicadas. com finalidade de recolher informações e conhecimentos. onde o estudo irá se realizado especificamente na filial de Santa Cruz do Capibaribe. Mediando em pesquisa em livros. artigos e outros escritos sobre.no agreste de Pernambuco. serão utilizados aportes teóricos de Martins (1996). a proposta visa apresentar os ganhos gerados a partir da implantação do Programa 5s direcionado ao processo de construção de casas populares. 2007). Por fim. assim como outros autores que tratam da temática. 5 CONSIDERAÇÕES FINAIS . Esta pesquisa procurará explicar os ganhos gerados após a implementação do programa ao canteiro de obra. Godoy(1996). (CERVO. buscando respostas e analisando contribuições passadas sobre determinando assunto em pesquisas realizadas. a utilização do programa 5s em empresas. Para a realização da mesma.

REFERÊNCIAS .

A .APÊNDICE .

ANEXO A .