You are on page 1of 106

LITERATURA INFANTIL E JUVENIL CATÁLOGO 2013

é Ler é (re) ventar dos
mundos
Ler é (re)inventar mundos

Ler é (re)inventar

Ler é (re)inventar mundos

Ler é (re)inventar mundos

Ler é (re)inventar

(re)inventar mundos Ler é (re)inventar

mundos

Ler é (re)inventar mu

no livro Como um romance (Rocco. Que encante e emocione. seduzam e apaixonem nossos leitores. que confortem e ampliem a vida do leitor. oferecer livros que despertem o interesse de crianças e adolescentes para os mais variados temas. obras cujos princípios éticos sejam principalmente o diálogo criativo e coerente com o mundo e o enriquecimento intelectual. Buscamos. E que essa intimidade e essa cumplicidade se estendam a nós. uma prazerosa relação de intimidade. pois contamos permanentemente com um retorno que. uma inovação. pela qualidade gráca e textual. que estimule e atraia por si mesma. Queremos oferecer obras que. isto sim. para os mais diferentes assuntos. nos fará aprender cada vez mais. E que lhe permita conquistar o presente maior: o prazer de ler. Queremos tudo isso sim – mas sem nunca perder de vista os direitos imprescritíveis do leitor: O direito de não ler O direito de pular páginas O direito de não terminar um livro O direito de reler O direito de ler qualquer coisa O direito ao bovarismo (doença textualmente transmissível) O direito de ler em qualquer lugar O direito de ler uma frase aqui e outra ali O direito de ler em voz alta O direito de calar – como propõe o autor francês Daniel Pennac. diversidade. cada livro com tais características já é.LITERATURA INFANTIL E JUVENIL CATÁLOGO 2013 APRESENTAÇÃO O QUE PROPOMOS Uma literatura instigante. O QUE ESPERAMOS Que se crie. que faça pensar. não importa: queremos oferecer livros que marquem. entre nossos livros e leitores de todas as idades. que “agarre” o leitor já na primeira linha e o impeça de parar. que o ajudem a ser quem é. 1993). por si só. que calem fundo. Essa é a nossa proposta. emocional. certamente. Clássicos universais ou textos contemporâneos. Uma literatura que fuja de dogmas. selecionada segundo critérios como ecletismo. afetivo. que permaneça com ele muito depois de terminada a leitura. de cumplicidade. . sem seguir regras e preceitos. que faça rir e chorar. editores. porque dá vida a um mundo que não existia e que vale a pena conhecer. Não temos a pretensão de inovar: para nós. sempre permeados por valores humanos e cidadãos. qualidade de texto e de temática. deste ou de outros séculos.

.

penas e escamas 23 Gente de muitos anos 23 Gente que aprende ensinando 24 Gente pequena também tem direitos 25 Acorde o Sol... vamos tirar uma foto? 10 Hum..O. 59 Olho d’água – O caminho dos sonhos 60 Pequena fábula 61 Poesia na varanda .07 PRÉ-LEITOR 33 Tem livro que tem 34 Tem tupi na oca e em quase tudo o que se toca 35 Vamos voar as trancinhas? 08 Coleção Para os Bem Pequenos 09 Adivinha onde estou? 09 Brinquei na pracinha 09 Ei....S..mas é segredo. orestas 19 Sua mãe 20 Pantufa de cachorrinho 36 LEITOR EM PROCESSO 21 LEITOR INICIANTE 22 Coleção No Caminho da Cidadania 23 De patas. cadê você? 10 Que bichos mais bonitinhos! 11 Roda de amigos 12 Coleção Histórias do Coração 13 A árvore de dinheiro 13 Os feitiços do vizinho 14 O gato e a menina 14 A menina e o tambor 15 O menino e a gaiola 15 O menino e o peixinho 16 A velhinha na janela 17 O Senhor Tomatos 18 A semente – S. Don Aderbal! 26 A longa lenga-lenga de Nona Milonga 27 A menina e o segredo da avó 28 Os três jacarezinhos 29 Casa do sabor 30 A gata mirrada e outros poemas 31 Hai-quintal – Haicais descobertos no quintal 32 O segredo maior do mundo 37 Coleção Eu também amo 38 Frida ama sua terra – Uma história para conhecer Frida Kahlo 39 Vincent ama as cores – Uma história para conhecer Vincent Van Gogh 40 Abraço de pelúcia e mais poemas 41 Alice através do espelho 42 Cheirinho de talco 43 O comedor de livros 44 O maluco do céu 45 O menino de olhar apertadinho que enxergava longe. 46 Menino parafuso 47 No risco do caracol 48 Os passarinhos do mundo 49 Poemas empoleirados no o do tempo 50 Se um dia eu for embora. que gostoso! 10 Pedrinho.. 51 O tamanho da gente 52 A tartaruga e a boneca 53 Coleção Giramundo Reconta 54 Chapeuzinho Vermelho 54 O elefante escravo do coelho 55 A mula sem cabeça 56 Desenrolando a língua – Origens e histórias da língua portuguesa falada no Brasil 57 A lha da preguiça 58 .

o vento 67 Roubo na Rua das Paineiras 68 Simpi & o desa o do dragão 69 A voz de So a 70 Cuore 71 O diário de Gian Burrasca 72 Mil coisas podem acontecer 73 Pintando poesia 97 ÍNDICE DE DATAS COMEMORATIVAS ÍNDICE DE AUTORES E ILUSTRADORES ÍNDICE DE TÍTULOS PRÓXIMOS LANÇAMENTOS 100 101 74 LEITOR CRÍTICO 102 75 O que você vê? – Uma conversa losó ca 76 Um verso a cada passo – A poesia na Estrada Real 77 Você é livre! 78 Micrômegas – Uma história losó ca 79 Histórias daqui e d’acolá 80 Ouro dentro da cabeça 81 Vagalovnis 82 Retratos da escola 83 PARA 84 O PROFESSOR Série Conversas com o Professor 85 O professor e a literatura – Para pequenos. comentários e dicas de atividades .62 LEITOR FLUENTE 91 Livros e professores “caçadores de leitores” 93 Contar histórias: por que despertar esse dragão adormecido? 63 O avô mais louco do mundo 64 O castelo encantado 65 O menino e a lágrima de Vênus 66 O ramo. médios e grandes 86 A imagem nos livros infantis – Caminhos para ler o texto visual 87 Sobre ler. escrever e outros diálogos 88 Ler e escrever na Educação Infantil – Discutindo práticas pedagógicas 89 A poesia vai à escola – Re exões.

gravuras. Início da descoberta da linguagem.. que funcionem como brinquedos. didática.) ” Pré-leitor . [. São Paulo: Moderna. e quando se dá a passagem da indiferenciação psíquica para a percepção do próprio ser.] O importante.PRIMEIRA INFÂNCIA (DE 15/17 MESES A 3 ANOS) CARACTERÍSTICAS DAS CRIANÇAS NESTA FASE: Reconhecimento da realidade pelo tato e pelos contatos afetivos..] Tudo o que acontece ao redor da criança é.) ” SEGUNDA INFÂNCIA (A PARTIR DE 2/3 ANOS) CARACTERÍSTICAS DAS CRIANÇAS NESTA FASE: Descoberta da linguagem e do mundo concreto por meio de atividades lúdicas. prendendo a atenção e o interesse das crianças durante a leitura. É [. criando expectativas e instigando a curiosidade natural das crianças. Fase em que começam a predominar os valores vitais (saúde) e sensoriais “ (prazer ou carências físicas e afetivas)..].] o momento em que a criança começa a conquista da própria “ linguagem e passa a nomear as realidades à sua volta. colagens ou pinturas (coloridas ou em preto e branco) de traços nítidos e cores bem de nidas. LIVROS ADEQUADOS PARA AS CRIANÇAS NESTA FASE: Livros com gravuras ou desenhos bem delineados e coloridos de animais e objetos conhecidos. [. por meio de desenhos. ibid. 33. (id.. 2010.. Livros que utilizem a técnica da repetição de elementos. Interesse pelas vivências do cotidiano familiar. p.. Literatura infantil: teoria. Livros feitos com material agradável ao tato e resistentes a manipulações pouco hábeis. abordando situações do cotidiano signi cativas para as crianças. muito importante e signi cativo. Descoberta de si mesma e dos outros.. LIVROS ADEQUADOS PARA AS CRIANÇAS NESTA FASE: Livros com predomínio absoluto de imagens. Desenvolvimento da percepção visual e motriz. análise. é essencialmente a atuação do adulto.. (Nelly Novaes Coelho.. inventando situações bem simples que os relacionem afetivamente com a criança [. manipulando e nomeando os brinquedos ou desenhos. Livros que explorem o humor e o mistério. sem texto escrito ou com textos curtos. para ela. nessa fase.

adequados ao manuseio por crianças pequenas. os livros desta coleção apresentam situações lúdicas do cotidiano infantil. associando a leitura aos momentos de prazer da criança. Ilustrações grandes e simples. 8 . Textos: Sonia Junqueira Ilustrações: Mariângela Haddad 18 x 18 cm Faixa etária sugerida: crianças de 0 a 3 anos e pré-leitores PRÉ-LEITOR Livros de cartão resistente. com cantos arredondados. de contornos nítidos e fartamente coloridas.COLEÇÃO PARA OS BEM PEQUENOS Com histórias bem-humoradas e descontraídas.

EI. gangorra. Cocó). o menino toma uma decisão inesperada. No nal. com a foto pronta. Depois de lavar direitinho. nomeando-as. Menino volta sujo da pracinha e toma banho Brincar de pique e carrinho. aviãozinho. Quaquá. . VAMOS TIRAR UMA FOTO? Texto e ilustrações: Mariângela Haddad 20 páginas ISBN: 978-85-7526-548-2 Menino fotografa uma menina e seus amigos Um menino e uma menina querem tirar uma foto com os animais do sítio da vovó. desa a o leitor a adivinhar em que lugar ela está brincando. pular amarelinha: essas são as diversões de um menino e seus amigos da pracinha. jogar bola. as crianças os chamam por seus nomes onomatopaicos (Pocotó. etc. Mumu. Apenas no nal. é que são apresentados os nomes das espécies de cada animal fotografado. pula-pula. escorregador. gira-gira. Piupiu. Após tantas brincadeiras. é hora de um banho bem gostoso. Para reuni-los diante da câmera. todas as partes do corpo e de vestir roupas limpas. Miau. Auau.LANÇA MENTO ADIVINHA ONDE ESTOU? 16 páginas ISBN: 978-85-6538-177-2 BRINQUEI NA PRACINHA 20 páginas ISBN: 978-85-7526-529-1 PRÉ-LEITOR 9 Criança brinca no parquinho Uma criança relata os vários tipos de brinquedo nos quais está se divertindo: balanço. correr.

um carneiro de bolinhas. passando pelas papinhas e frutas amassadas ou raspadas. um sapo cor-de-rosa... Menina cria bichos bem originais Um elefante amarelo. as mãos. um urubu orido. QUE GOSTOSO! 16 páginas ISBN: 978-85-8217-028-1 PRÉ-LEITOR QUE BICHOS MAIS BONITINHOS! 20 páginas ISBN: 978-85-7526-530-7 Menino fala de sua alimentação Um garoto descreve com prazer os vários tipos de alimento consumidos por ele desde o nascimento: do leite materno e das mamadeiras. o joelho. um peixe xadrezinho: esses e outros bichos diferentes fazem companhia a uma menina cuja imaginação não tem limites. PEDRINHO. um desfecho bem ao gosto das crianças pequenas. Ao perceber que o menino está atrás de uma árvore. No nal da história. Pedrinho responde. nesta história que guarda uma surpresa para o leitor no nal. quando sua primeira dentição já está formada. outro pé. até chegar aos alimentos sólidos.LANÇA MENTO HUM. a mãe vai perguntando onde está cada parte de seu corpo. CADÊ VOCÊ? 16 páginas ISBN: 978-85-7526-531-4 Menino brinca de se esconder da mãe Pedrinho gosta de brincar de se esconder. mostrando um pé. 10 .

um barquinho. As ilustrações dos livros desta coleção resultam de uma relação de cumplicidade com os leitores bem pequenos e do desejo de despertar neles o prazer que é folhear um livro. Seus textos divertidos encontraram correspondência perfeita nas cores vibrantes e nos traços bem marcados de Mariângela. • Observação da natureza: espécies animais e suas principais características. um ursinho. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA COM OS LIVROS DA COLEÇÃO • Corpo humano e noções básicas de alimentação saudável e higiene pessoal. um pião. Meio ambiente. Uma bola. . AS AUTORAS Sonia Junqueira e Mariângela Haddad são mineiras.LANÇA MENTO RODA DE AMIGOS 16 páginas ISBN: 978-85-65381-78-9 PRÉ-LEITOR 11 Criança descreve o móbile instalado em seu quarto Um carrinho. • Desenvolvimento da criatividade e da imaginação por meio do desenho. um sapo. Esta coleção é o resultado de um desa o que Sonia colocou para si mesma: escrever para crianças bem pequenas. as duas moram em Belo Horizonte. • Exposição de fotos de animais de estimação. Página a página. Sonia nasceu em Três Corações. uma boneca. uma peteca. Um gatinho. o móbile pendurado no canto de seu quarto. Hoje. um avião. e Mariângela em Ponte Nova. isto é. Temas transversais: Saúde. uma criança enumera as guras que formam sua roda de “amigos”. • Prática de jogos e brincadeiras infantis. A sintonia entre as duas artistas mineiras se revela plenamente neste trabalho bem-humorado e cativante. Um palhaço.

São narrativas desenhadas. novos sentidos para as imagens. a cada leitura. histórias de encontros e descobertas.PRÉ-LEITOR COLEÇÃO HISTÓRIAS DO CORAÇÃO Os livros desta coleção contam. coloridas. nas quais o leitor de qualquer idade pode mergulhar e descobrir. sem palavras. Histórias: Sonia Junqueira Ilustrações: Mariângela Haddad 21 x 24 cm | Faixa etária sugerida: a partir de 5 anos 12 . novas vivências para as personagens e um prazer sempre renovado.

compra um dos brinquedos desejados. ele as colhe e vende. E se depara então com a melhor das surpresas. Com o dinheiro obtido. que entra e sai sorrateiramente de casa.LANÇA MENTO A ÁRVORE DE DINHEIRO PRÉ-LEITOR 32 páginas ISBN: 978-85-8217-158-5 Menino planta moedas para ter uma árvore de dinheiro Um garoto planta várias moedas na mesma cova onde já brota um pequeno pé de laranja. sem cumprimentar ninguém. para ser lida primeiro. esquisito. OS FEITIÇOS DO VIZINHO 32 páginas ISBN: 978-85-7526-408-9 Homem misterioso intriga e surpreende a vizinhança Todos acham estranho o jeito do vizinho desconhecido: um homem sisudo. o mais delicioso dos presentes… 13 . de casaco preto e atitudes suspeitas. e se dirige à pracinha da esquina.. o menino cresce junto com a laranjeira e vai perdendo a ingenuidade. Quando as laranjas amadurecem. seguida de uma narrativa verbal. empurrando um carrinho cheio de estranhos objetos. Quando o vizinho nalmente sai de casa. Sonhando com os brinquedos que poderá comprar quando a árvore de dinheiro produzir. Ali.. há mistério e perigo. Este livro traz a mesma história em dois gêneros: uma narrativa visual. sem dúvida. Sombras na janela e barulhos assustadores vindos da casa do sujeito criam ainda mais curiosidade e medo nas crianças e nos pais da vizinhança. a meninada vai atrás.

escuta o TUMTUM do próprio coração e tem uma ideia: vai para casa. De repente. pega um pequeno tambor e sai pelas ruas tocando-o com força. ela não consegue estabelecer contato com essas pessoas.. triste ou aborrecido. Aos poucos.. menina quebra a apatia das pessoas Andando pela rua. assusta pombos.A MENINA E O TAMBOR PRÉ-LEITOR 32 páginas ISBN: 978-85-7526-386-0 Com seu tambor. levando uma vida desbotada e sem alegria. persegue um rato. O resultado dessa atitude acaba sendo surpreendente. sentindo um cheiro. Estaria à procura de um peixe? De uma gatinha pra namorar? Da bruxa com sua vassoura? O gato vasculha uma lata de lixo.Vai vivendo as situações que se apresentam. vai cando contaminada pela desolação geral e também começa a desbotar.. um ar preocupado.. tropeça nas pernas de um homem. nas pessoas que passam. Parecem todos apáticos. despertando a curiosidade dos passantes. até o momento em que fareja o ar. brinca com uma bolinha de papel. O GATO E A MENINA 32 páginas ISBN: 978-85-7526-341-9 Gato faz travessuras enquanto procura a dona Um gato anda pela rua como quem procura alguma coisa. Corre na direção dele e encontra uma menina que lê ao pé de uma árvore – e faz algo que enternece o leitor. uma menina percebe. Por mais que tente. 14 .

Este livro traz a mesma história em dois gêneros: uma narrativa visual. O garoto leva o peixe para casa e o cria num aquário. para ser lida primeiro.. outra numa cadeira de rodas. um idoso de bengala. Feliz e orgulhoso desse feito. fazendo com que ele que saudável e alegre. .LANÇA MENTO O MENINO E O PEIXINHO PRÉ-LEITOR 15 32 páginas ISBN: 978-85-8217-160-8 Menino adota e cuida de um peixinho de aquário O MENINO E A GAIOLA 32 páginas ISBN: 978-85-7526-308-2 Menino captura passarinho e toma consciência de seu ato Um menino e seus amigos capturam um passarinho e o prendem numa gaiola. Uma professora distribui aos alunos lindos peixinhos de aquário dentro de saquinhos com água. que ninguém quer pegar. seguida de uma narrativa verbal. Tomando consciência do que havia feito. o menino ca triste e repensa sua atitude em relação ao passarinho.. Um dos meninos escolhe o peixinho mais feio e triste. o menino sai para um passeio e começa a observar situações de “prisão” de pessoas e animais: uma menina atrás das grades da casa. animais de um circo nas jaulas.

. Ciências. Sonia. ilustradora e arquiteta. mas nunca aprendeu a desenhar. 16 seus detalhes. criação de diálogos entre as personagens. Um prazer para o olhar e para o coração. tenta fazer contato com pessoas que passam na calçada. • Narrativa oral da história contada pelas imagens. produção de desenhos a partir das ilustrações dos livros. Temas transversais: Ética. sempre gostou de contar histórias. As duas trocam olhares. O encontro da inventividade de uma com a arte da outra resultou na criação desta sedutora coleção de narrativas visuais. AS AUTORAS • Observação e fruição das ilustrações. Língua Portuguesa. mas é sempre ignorada. Pluralidade cultural. contando (por meio de imagens em balões) a origem de cada um. em todos os Esta é mais uma parceria de sucesso das mineiras Sonia Junqueira e Mariângela Haddad. Literatura. conversam. também sempre gostou de contar histórias. leitura comparativa: semelhanças e diferenças entre a narrativa por imagens e a narrativa em palavras. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA COM OS LIVROS DA COLEÇÃO • Relatos e debates sobre vivências dos alunos semelhantes às dos livros. editora e autora de vários livros infantis. Cada objeto retirado do baú conta uma história interessante da época em que a velhinha ainda era criança ou jovem. Essa situação se repete por algum tempo. A menina mostra à velhinha sua caixa de brinquedos. • Exposição de fotos de animais de estimação. mas por meio de desenhos. Interlocução com: Geografia. na janela da casa onde mora. sorrisos. Meio ambiente. até que a menina da casa vizinha olha e vê a velhinha. criação de títulos e desfechos diferentes para cada história. Mariângela. • Em O menino e o peixinho e A árvore de dinheiro. Então a velhinha abre para a menina – e para os passantes que se reúnem em torno delas – seu baú de guardados. Artes.A VELHINHA NA JANELA PRÉ-LEITOR 24 páginas ISBN: 978-85-7526-324-2 Idosa solitária faz amizade com uma menina Uma velhinha solitária.

Temas transversais: Ética. mas ele não se apertou e encontrou uma forma criativa de resolver o problema e continuar feliz. todo animado para sair dirigindo seu carrinho novo pela cidade. desde criança. ilustradora. Tomatos não conseguia entrar no pequeno carro. Mas aconteceu uma coisa que atrapalhou pra valer os planos dele: por mais que tentasse. professora e produtora cultural. largo e estreito. viajou por vários países do mundo. Na última tentativa. É artista plástica. mudou-se para o Brasil. Pluralidade cultural. Durante a infância e a adolescência. Anna Göbel nasceu na Espanha. alto e baixo. morou na Alemanha e na Argentina. • Bate-papo sobre brinquedos estragados e reações dos alunos à situação. 17 . Matemática.O SENHOR TOMATOS Texto e ilustrações: Anna Göbel PRÉ-LEITOR A AUTORA 24 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 4 anos ISBN: 978-85-7526-528-4 A capacidade de superar obstáculos O Senhor Tomatos estava feliz da vida. em 1995. pois estava muito gordo. aconteceu uma tragédia. Interlocução com: Artes. • Jogos com noções espaciais: grande e pequeno. • Uso da criatividade na solução de problemas. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Brincadeiras com cores e produção de desenhos a partir da história.

Geografia. produção de desenhos a partir das ilustrações do livro. E agora? Que destino dar àquela planta? Nesta bela narrativa visual.O. criação de diálogos entre as personagens. Meio ambiente. Literatura. um jardineiro da Prefeitura retira a planta da terra. plantando-a num vaso. A SEMENTE – S. Com a ajuda da irmã. FLORESTAS Roteiro e ilustrações: Eduardo Albini PRÉ-LEITOR 40 páginas | 20. Interlocução com: Língua Portuguesa. porém. Ciências. Uma história comovente contada por imagens.5 x 21 cm Faixa etária sugerida: a partir de 5 anos ISBN: 978-85-7526-455-3 Livro de imagens SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Narrativa oral da história contada pelas imagens. uma sensível lição de persistência e amor à natureza. cuida dela até que brote.O AUTOR Eduardo Albini nasceu no Uruguai e mora no Brasil desde 1980. • Respeito à natureza: como cuidar de plantas e animais. Este é o primeiro livro todo seu (roteiro e ilustrações). • Observação e fruição das ilustrações. Certo dia. o menino a replanta num canteiro da praça em frente ao edifício onde mora. mas o menino impede que ela seja levada embora. Quando a muda cresce. Menino encontra semente e luta para que ela sobreviva Um menino encontra uma semente na calçada e a leva para casa. Participou de várias exposições e ganhou alguns prêmios com suas obras. É artista plástico e ilustrador de livros infantis. experimentos com germinação de sementes. Artes. Temas transversais: Ética. 18 .S. criação e conservação de áreas verdes urbanas. em todos os seus detalhes.

mas não entende por que todos riem quando fala os nomes da mãe e do avô. alto e baixo.SUA MÃE 24 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 5 anos ISBN: 978-85-7526-556-7 PRÉ-LEITOR SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Brincadeiras com oposições: claro e escuro. Formada em Letras pela UFMG. é cronista e poeta. fez mestrado e doutorado. Ciências. 19 . Interlocução com: Língua Portuguesa. da avó e da cachorrinha. grande e pequeno. dia e noite. • Jogos com palavras e nomes de pessoas e animais. Sol e Lua. resgatou sua memória de mãe. por meio de um monólogo. Temas transversais: Ética. Para ilustrar este livro. A AUTORA Ana Elisa Ribeiro é mineira de Belo Horizonte. Literatura. Texto: Ana Elisa Ribeiro Ilustrações: Rosinha Criança descobre o mundo e o signi cado das palavras Um menino pequeno começa a descobrir o mundo e a aprender o sentido das palavras. • Introdução às necessidades básicas dos bebês e das crianças. De forma sensível e criativa. • Primeiras noções sobre identidade e relações de parentesco. este livro mostra. os primeiros passos de uma criança no processo de descoberta e aquisição da linguagem. A ILUSTRADORA Rosinha nasceu em Recife e mora em Olinda. Ilustrou livros de diversos autores de literatura infantojuvenil. da época em que seus três lhos eram pequenos. Descobre as diferenças entre claro e escuro. Saúde. além de ser também autora. Aprende os nomes da tia. Além de autora de literatura infantil. trabalhou em editoras e é professora do CEFET-MG. etc.

• Levantamento: nomes engraçados ou curiosos de animais de estimação conhecidos dos alunos. Lendo os poemas. como se chamam. Isol nasceu em Buenos Aires. receberam diversos reconhecimentos. e a seleção como nalista do Prêmio Hans Christian Andersen por duas vezes seguidas. em 2003. A ILUSTRADORA PANTUFA DE CACHORRINHO PRÉ-LEITOR Texto: Jorge Luján Ilustrações: Isol Tradução: Leo Cunha 32 páginas | 20. • Observação e análise das ilustrações. 20 . Interlocução com: Língua Portuguesa. podemos ouvir as vozes das crianças e a do poeta..O AUTOR Tradução: Leo Cunha Jorge Luján é um poeta. Com mais de vinte títulos publicados em vários países. muitas vezes é também escritora de seus livros. sua especialidade é narrar por meio do diálogo entre imagens e textos. o Destacados de ALIJA e o Altamente Recomendável da FNLIJ. Temas transversais: Saúde. Seus livros. de crianças latino-americanas. Literatura. músico e arquiteto nascido em Córdoba. Saúde. como se comportam. onde escreve textos em poesia e prosa... Além de ilustradora. Meio ambiente. situações engraçadas que protagonizaram. numa inesquecível experiência humana e criativa. Seu trabalho foi reconhecido internacionalmente com o Prêmio Golden Apple. o White Ravens. pela internet. e radicado na Cidade do México. como o Prêmio Alberto Burnichon. etc. traduzidos para onze idiomas. • Debate: animais de estimação podem ser nocivos à saúde das pessoas? Que cuidados devemos ter com eles para evitar problemas?. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Bate-papo: os alunos e seus animais de estimação – quais são. O autor propôs um tema – mascotes –. Argentina. Ciências. Ética. e também os latidos. seção brasileira do IBBY. as crianças mandaram casos. • Debate: ter um bicho de estimação melhora ou piora a vida das pessoas? Por quê?. os miados e grunhidos de seus mascotes. o que significam para seus donos. o de Arte Editorial CANAIEM.5 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 5 anos ISBN: 978-85-65381-30-7 Poemas sobre mascotes escritos em parceria com crianças Conjunto de poemas escritos com a participação. e o autor compartilhou com elas a “cozinha” da criação poética.

enunciados em ordem direta. Livros cujos textos tenham estruturas simples: frases curtas.. palavras de sílabas simples.) ” Leitor iniciante (A PARTIR DE 6/7 ANOS) . LIVROS ADEQUADOS PARA AS CRIANÇAS NESTA FASE: Livros com predomínio da imagem sobre o texto. análise. que desenvolvam uma situação simples – seja ela do cotidiano. p.] Nessa fase. Livros cujas personagens – reais ou simbólicas – apresentem traços de caráter ou comportamento bem nítidos. faz-se ainda necessária.. Livros com narrativas lineares. Início dos processos de socialização e de racionalização da realidade. Livros que explorem o humor e estimulem a imaginação. como ‘agente estimulador’. orações coordenadas.CARACTERÍSTICAS DAS CRIANÇAS NESTA FASE: Desenvolvimento do processo de aprendizagem da leitura. como também para estimulá-la a decodi car os sinais grá cos que lhe abrirão as portas do mundo da escrita. didática.] a formação das sílabas simples e complexas. a presença do adulto. não só para levar a criança a se encontrar com o mundo contido no livro. 2010. meio e m. os signos do alfabeto e [. “ com facilidade.. São Paulo: Moderna. Literatura infantil: teoria. [.. Fase da aprendizagem da leitura. a inteligência e as emoções das crianças. 34-35. (Nelly Novaes Coelho. com começo. na qual a criança já reconhece. seja do mundo da fantasia –.

COLEÇÃO NO CAMINHO DA CIDADANIA Esta coleção paradidática tem como objetivo provocar situações de análise e re exão sobre valores e atitudes fundamentais para a formação da criança. os volumes desta coleção são ilustrados com guras tridimensionais moldadas em massa plástica. entre outros –. situações cotidianas do processo de socialização. que começa a construir seus princípios éticos e morais a partir dos primeiros anos de vida. abordando. Textos: Malô Carvalho Ilustrações: Suzete Armani Fotogra a: Fabio Cerati 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 6 anos LEITOR INICIANTE 22 . montadas em pequenos cenários e fotografadas. Sua proposta básica é trabalhar com temáticas sociais – como os direitos das crianças. dos professores. dos idosos. dos animais. de forma lúdica e divertida. Com tratamento visual e grá co comumente dado a livros de literatura infantil.

um resumo da lei de proteção aos animais. com os direitos fundamentais que toda pessoa deve respeitar. 23 LEITOR INICIANTE DE PATAS. na mesma linha dos outros volumes da coleção. diversas situações que ilustram a defesa do direito dos animais à vida. situações referentes aos direitos dos professores. mas que nem sempre são objeto do cuidado e da re exão que merecem. com informações importantes que todo cidadão deve conhecer. No nal. ao respeito e à dignidade. Ao nal do livro. GENTE QUE APRENDE ENSINANDO 32 páginas ISBN: 978-85-7526-610-6 Os direitos dos professores Este livro aborda. de forma sensível e divertida. diversas situações que envolvem pessoas idosas. Ao nal do livro. um resumo do Estatuto do Idoso. o leitor terá a oportunidade de vivenciar. Nele. Os direitos do idoso Este livro pretende chamar a atenção para os direitos dos idosos. inspirados na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. uma relação de direitos fundamentais dos professores. sob um novo olhar.24 páginas ISBN: 978-85-7526-472-0 36 páginas ISBN: 978-85-7526-399-0 Os direitos dos animais Este livro apresenta. PENAS E ESCAMAS GENTE DE MUITOS ANOS .

Meio ambiente.LANÇA MENTO A AUTORA Malô Carvalho nasceu e mora em São Paulo. • Pesquisas sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e sobre as várias declarações de direitos publicadas por entidades mundiais. uma lista com os direitos fundamentais da criança. publicada pela UNICEF. Interlocução com: História. diversas situações referentes aos direitos das crianças. relatos de vivências. Ciências. Pluralidade cultural. • Relatos de vivências. na escola e no dia a dia. É formada em Psicologia e trabalha na área de Planejamento e Pesquisa de Mercado. Os direitos da criança Este livro apresenta. • Conversas com veterinários e tratadores sobre como cuidar dos animais. SP. Geografia. O prazer pela arte de modelar era um hobby que acabou virando pro ssão. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA COM OS LIVROS DA COLEÇÃO • Entrevistas com pessoas idosas e professores. • Modelagem em argila e massinha. 24 . A inspiração para criar esta coleção surgiu durante um bate-papo em família. No nal. em casa. em 1989. de forma terna e sensível. Temas transversais: Ética. É formada em Biomedicina e trabalhou por muitos anos na área de saúde. Artes. A ILUSTRADORA LEITOR INICIANTE GENTE PEQUENA TAMBÉM TEM DIREITOS 32 páginas ISBN: 978-85-65381-79-6 Suzete Armani nasceu em São Caetano do Sul e mora em Registro. Sempre alimentou o sonho de trabalhar com crianças. extraída da Declaração Universal dos Direitos das Crianças.

Ilustrou muitos livros didáticos antes de se tornar ilustrador de literatura para crianças. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate sobre relações e conflitos mais comuns entre adultos e crianças. Retornando ao Brasil. porém ninguém na cidade lhe dá ouvidos. mas apresentam sugestões que não dão certo. O garoto Duda diz ter a solução para o problema. Ciências. Autoridades do lugar tentam resolver a questão. DON ADERBAL! Texto: Monika Papescu Ilustrações: Jean-Claude Alphen 32 páginas | 21 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 6 anos ISBN: 978-85-7526-457-7 Galo canta fraco. 25 LEITOR INICIANTE . A situação se complica. Jean-Claude Alphen nasceu no Rio de Janeiro e cresceu na França. e o Sol não nasce Um vilarejo se vê privado da luz e do calor do Sol porque o galo Don Aderbal de la Crista Roja canta muito fraco. etc. Interlocução com: Língua Portuguesa. maestro. nos quais assina o texto e os desenhos. e este é seu primeiro trabalho como autora. Sol e Lua. cozinheiro. iniciou sua carreira pro ssional como caricaturista do Jornal da Tarde. • Observação e análise das ilustrações. Multimídia e Ilustração em Londres. Já ilustrou vários livros infantojuvenis. professor. Artes.A AUTORA Monika Papescu nasceu em São Paulo e mora em Santo Antônio da Patrulha. e seu “cocoricó” não acorda o astro-rei. no Rio Grande do Sul. Já tem mais de 40 livros ilustrados e quatro livros autorais. Meio ambiente. O ILUSTRADOR ACORDE O SOL.. dia e noite. a relação entre o canto do galo e o amanhecer. Temas transversais: Ética. • Pesquisa sobre profissões: médico. Geografia. • Soluções da ciência para compensar deficiências das pessoas. cantor. É formada em Comunicação Visual e estudou Design Grá co... e Don Aderbal corre o risco de virar canja. • Pesquisa sobre os movimentos da Terra.

pois o pai estava sempre longe de casa. • Educação para o trânsito: noções básicas de sinalização. Meio ambiente. 26 .. Para ilustrá-lo. tinta acrílica e colagens sobre papel e tecido. Certo dia. Pernambuco. A história deste livro é baseada num episódio verídico de sua infância. Artes. mas gosta mesmo de escrever e ilustrar. Ele e a mãe criavam galinhas para se manter. Há mais de 10 anos também escreve e ilustra para crianças. Geografia.. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Relatos de experiências semelhantes às do protagonista da história. • Pesquisa: o que são “livros de detetive”? Interlocução com: Língua Portuguesa. • Confecção de pipas e produção de desenhos a partir das ilustrações do livro. Entre as galinhas da criação. debates sobre perdas e separações: como lidar com o abandono e a morte. vivia fugindo para a rua e obrigando o garoto a largar o que estava fazendo para ir atrás dela. chamada Nona Milonga. Galinha vive fugindo da casa do dono Pedrinho era um menino que adorava ler livros policiais e empinar pipa. Tem romances. É formado em Direito. E o inevitável aconteceu. Pedrinho foi esperar o pai na estação de trem e não pôde tomar conta da galinha destrambelhada. Temas transversais: Ética.O AUTOR LEITOR INICIANTE A LONGA LENGA-LENGA DE NONA MILONGA Texto e ilustrações: Walther Moreira Santos 24 páginas | 19 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 6 anos ISBN: 978-85-7526-473-7 Walther Moreira Santos nasceu em Vitória de Santo Antão. uma. ele usou lápis de cor e de cera. peças de teatro e livros de memórias escritos para adultos. • Pesquisa e exposição de fotos de animais domésticos e de estimação. Ciências. completamente maluca.

meio ambiente e cultura. alegria e tristeza. Meio ambiente. • Preparo e degustação de comidas apreciadas pelas crianças. plantas e elementos da natureza no entorno da escola. • Observação de bichos. Ciências. Pluralidade cultural.LANÇA MENTO O AUTOR Alexandre Perlingeiro nasceu em Niterói. Este seu quarto livro foi inspirado em duas situações: num diálogo que o autor presenciou entre sua mãe e sua lha e nas lembranças que ele guarda de suas brincadeiras e conversas com o avô. Geografia. • Entrevistas com oftalmologistas a respeito da necessidade de uso de óculos e dos cuidados que se deve ter com eles. antes de se tornar ilustrador de livros infantis. Para ilustrar esta história. Interlocução com: Artes. 27 LEITOR INICIANTE A MENINA E O SEGREDO DA AVÓ Cláudio Martins é mineiro. mas a senhora lhe responde que vive cheia de felicidade. Saúde. Temas transversais: Ética. O ILUSTRADOR Texto: Alexandre Perlingeiro Ilustrações: Cláudio Martins 32 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 6 anos ISBN: 978-85-8217-036-6 Avó e neta conversam sobre a vida Uma menina e sua avó brincam no quintal e começam a conversar sobre coisas da vida. Língua Portuguesa. A menina pergunta se a avó se sente triste por usar óculos. trabalhou em projetos de tecnologia. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisa e apresentação de brincadeiras infantis em grupo. a partir daí. A neta então lhe pergunta o que é felicidade e. RJ. Estudou Desenho Industrial e. ambientou todas as cenas ao ar livre. além de rodar por jornais e revistas. • Pesquisa em dicionário dos vários significados das palavras felicidade. o pomar e o quintal. • Audição de canções infantis. nos espaços abertos de uma casa. desenvolve-se um diálogo carinhoso e rico sobre o signi cado da palavra e sobre as várias maneiras que cada pessoa pode encontrar para ser feliz. Foi da Marinha e depois se tornou professor de yoga e escritor. . como o jardim.

Ele mora em Utah. Algum tempo depois. Literatura. as casas são atacadas. Estados Unidos. Ela e seu marido moraram nove anos no Texas e agora residem na Flórida. que deseja devorar os três irmãos. Ciências.AUTORA Helen Ketteman é autora de 20 livros infantojuvenis e mãe de dois lhos. há muitos jacarés. Pluralidade cultural. pelo Javali Bundudo. esta releitura do texto clássico apresenta um nal curioso e surpreendente. 28 . gravetos ou pedras. Temas transversais: Ética. Interlocução com: Língua Portuguesa. Nesses dois lugares.5 cm Faixa etária sugerida: a partir de 6 anos ISBN: 978-85-7526-495-9 LEITOR INICIANTE Will Terry já ilustrou 18 livros infantojuvenis. Geografia. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate sobre semelhanças e diferenças em relação ao conto original. Artes. de novas paródias com outros animais. Meio ambiente. em grupo. onde dá aulas de ilustração no Utah Valley State College. • Observação e análise da ilustração. O ILUSTRADOR OS TRÊS JACAREZINHOS Texto: Helen Ketteman Ilustrações: Will Terry Tradução: Cecília Martins 36 páginas | 25 x 19. Três jacarezinhos têm suas casas atacadas pelo Javali Bundudo Três jacarezinhos se separam da mãe e vão viver por conta própria. Paródia extremamente original e bem-humorada de Os três porquinhos. • Criação. • Debate sobre as diferenças físicas e de personalidade dos três jacarezinhos. • Comparação do comportamento animal com o humano na relação entre pais e filhos. Estados Unidos. uma após a outra. Cada um constrói a própria casa à sua maneira: de areia. • Pesquisa sobre tipos de habitação. especialmente da forma que o ilustrador encontrou para diferenciar um irmão do outro.

É jornalista. E faz uma incrível descoberta. LEITOR INICIANTE 29 Galeno nasceu no Delta do Parnaíba e vive em Brazlândia. Certo dia. • Debate sobre as relações entre pais e filhos. • Observação e análise das ilustrações. ela vai até seu esconderijo preferido. Geografia. cidade que seu pai ajudou a construir. O ILUSTRADOR Menina que não gosta de comer descobre o sabor dos alimentos Emília era uma menina magrinha que não via graça em nenhuma comida. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Noções sobre nutrição e tipos de alimento. Além dos livros para crianças. o que causava preocupação a seus pais.5 cm Faixa etária sugerida: a partir de 7 anos ISBN: 978-85-7526-526-0 Livro de formato original. Artes. mestre em Literatura Brasileira e doutora em História da Arte. As horas passam e ninguém a encontra. Temas transversais: Ética. • Pesquisa sobre palavras e tradições indígenas. CASA DO SABOR Texto: Graça Ramos Ilustrações: Galeno 16 páginas | 27 x 17. Interlocução com: Língua Portuguesa. plantas e frutas brasileiras. e acaba cando presa nos galhos da árvore. Pela primeira vez na vida. netos e avós. É pintor e tem quadros espalhados por muitos países. e mudou-se para Brasília ainda pequena. História. . • Produção de desenhos a partir da observação das ilustrações do livro. Emília sente fome e sede. para ser aberto de baixo para cima.A AUTORA Graça Ramos nasceu em Parnaíba. bairro de Brasília. Suas pinturas exploram a intensidade das cores e recriam objetos resgatados da memória da infância. escreveu obras sobre arte e literatura destinadas aos adultos. no Piauí. na copa de um umbuzeiro. Ciências. • Pesquisa sobre animais. Pluralidade cultural. Meio ambiente. Saúde.

Pluralidade cultural e Saúde. • Espaço rural × espaço urbano: debate sobre as diferenças de comportamento decorrentes do tipo de lugar ou ambiente em que se vive. Tem muitos livros publicados e há mais de dez anos escreve e ilustra para crianças. Com ilustrações primorosas do próprio autor. Walther Moreira Santos nasceu em Vitória de Santo Antão. este livro é um convite ao devaneio. Língua Portuguesa. Meio ambiente. as confusões dentro de casa numa noite sem energia elétrica. brincadeiras que não devem ser feitas com certos animais. as trapalhadas de um gato xereta. que brincam com a linguagem e com o nonsense: uma gata de rua que é levada para casa e se transforma. Pernambuco. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisa sobre as várias espécies de animais que aparecem nos poemas. Interlocução com: Artes. • Produção de poemas e ilustrações a partir da leitura do livro. as diferenças entre o comportamento de duas avós. A gata que dá título a este livro existiu de verdade e ensinou muitas coisas para o autor. 30 . Para ilustrar os poemas. • Mesa-redonda: a importância da energia elétrica na vida atual. Ciências. como cuidar de bichos de estimação. e é formado em Direito. • Organização de mural com imagens de objetos encontrados em águas poluídas. Geografia. uma pescaria de resultado inesperado. jogos de palavras e perguntas inusitadas. a tinta acrílica e a colagem. o café da manhã de um garoto sonhador. ele utilizou materiais e técnicas variadas como o bordado. Temas transversais: Ética. à diversão e à re exão.LANÇA MENTO LEITOR INICIANTE A GATA MIRRADA E OUTROS POEMAS Texto e ilustrações: Walther Moreira Santos 32 páginas | 19 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 7 anos ISBN: 978-85-8217-026-7 O AUTOR Poemas bem-humorados para rir e pensar Conjunto de poemas de temáticas variadas.

trabalha com educação popular. Sempre morou em casas com quintal. Paraíba. Artes. São Paulo e mora em João Pessoa. • Observação e análise das ilustrações. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Produção de haicais – forma poética de origem japonesa. o céu cheio de estrelas. Literatura. Educação Física. e mora numa casa com quintal. publicou os títulos: Histórias daqui e d’acolá. Myrna Maracajá nasceu em Timbaúba. A ILUSTRADORA LEITOR INICIANTE 31 HAI-QUINTAL – HAICAIS DESCOBERTOS NO QUINTAL Texto: Maria Valéria Rezende Ilustrações: Myrna Maracajá 40 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 7 anos ISBN: 978-85-7526-521-5 Poemas singelos retratam a magia de um quintal O trajeto de uma formiga. constituída de três versos. Os delicados haicais desse livro são um convite ao contato poético com a natureza e com a infância livre de amarras. em contato com a natureza. • Pesquisa sobre animais e plantas comumente encontrados em quintais. com a mão direita. jornais e editoras. • Brincadeiras ao ar livre. Pela Autêntica. a rede na varanda. Há mais de 30 anos. e foi num deles que nasceu seu gosto por escrever livros.A AUTORA Maria Valéria Rezende nasceu em Santos. Desenha desde os três anos de idade e hoje em dia ilustra para revistas. Temas transversais: Ética. . o orvalho no mamoeiro: esses e muitos outros elementos compõem o cenário a um só tempo minúsculo e in nito de um quintal. resultando num tipo de desenho que parece feito por crianças. Nesse livro. Meio ambiente. além de várias traduções. o balanço pendurado em uma árvore. Ciências. os pés descalços no chão de terra. Pernambuco. No risco do caracol e Ouro dentro da cabeça. Interlocução com: Língua Portuguesa. utilizou sua habilidade de desenhar com as duas mãos: os traços foram feitos com a mão esquerda e a pintura.

• Relato de experiências e debates sobre a relação O SEGREDO MAIOR DO MUNDO LEITOR INICIANTE Texto e ilustrações: Sayaru 32 páginas | 25 x 19.SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • A importância da imaginação e da criatividade no cotidiano das crianças: jogos e brincadeiras.5 cm Faixa etária sugerida: a partir de 7 anos ISBN: 978-85-7526-557-4 entre pais e filhos no mundo atual. que trata de um tema presente no cotidiano de uma grande quantidade de crianças. nascida em Belo Horizonte. • Pesquisa sobre os efeitos da TV na saúde física e mental das crianças. • Debate sobre qualidades e defeitos dos programas de televisão. Geografia. vive na cidade do Rio de Janeiro. A inspiração para escrever este livro veio de suas viagens e andanças pelo mundo. moderno. Ciências. onde trabalha como atriz. até que um anjo parecido com um palhaço ensinou a ela o maior segredo do mundo. trabalhavam demais. História. Menina solitária descobre um grande segredo Maria cava brava e infeliz porque os pais brigavam muito. onde desenvolveu seu gosto pela pintura e pela dança. • Observação e análise das ilustrações. Interlocução com: Língua Portuguesa. Artes. 32 . A AUTORA Sayaru (nome artístico de Paula Neves) é mineira. Saúde.. Atualmente. Passou a infância em Ouro Preto e no Peru. não brincavam com ela e sempre a colocavam pra ver televisão. necessário. Texto delicado. Temas transversais: Ética.. A menina tinha medo de seu cérebro diminuir de tamanho por causa disso.

O Sítio do Picapau Amarelo. Este livro fala muito de suas andanças pela vida. O Menino Maluquinho. de Monteiro Lobato). Angelo Abu nasceu e mora em Belo Horizonte. Interlocução com: Língua Portuguesa. Literatura. A AUTORA Fa Fiuza é mineira de Belo Horizonte e mora na Flórida. O ILUSTRADOR universal (Pinóquio. Formado em Cinema de Animação pela Faculdade de Belas Artes da UFMG. foi professora de Português e Literatura e também trabalhou em biblioteca. Os três porquinhos. Estados Unidos. Pinóquio. com belíssimas ilustrações. este livro mostra o fascínio exercido pela literatura e as in nitas possibilidades que a leitura oferece ao sonho. alguns deles da Autêntica Editora. A bota do bode. Uma autêntica declaração de amor ao livro. Temas transversais: Pluralidade cultural. 33 . e as histórias do Sítio do Picapau Amarelo. • Produção de textos poéticos. cantigas e adivinhas. • Jogos com parlendas. à criatividade e à imaginação.TEM LIVRO QUE TEM 32 páginas | 24 x 21 cm Faixa etária sugerida: a partir de 7 anos ISBN: 978-85-7526-549-9 LEITOR INICIANTE SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Leitura de clássicos da literatura infantojuvenil Texto: Fa Fiuza Ilustrações: Angelo Abu As in nitas possibilidades da leitura Uma viagem poética pelo universo de histórias clássicas e de personagens famosas de livros infantis contemporâneos (Os três porquinhos. A Bela Adormecida. de suas viagens reais e imaginárias. A Bela Adormecida.) e brasileira (O Menino Maluquinho. etc. com métrica e rima irregulares. • Observação e análise das ilustrações. Em versos curtos. de Ziraldo. já ilustrou diversos livros de literatura infantojuvenil. entre outras). Formada em Letras.

No nal do livro. Interlocução com: Língua Portuguesa. em versos e trava-línguas divertidos e criativos. Formou-se em Direito. • Criação de trava-línguas a partir dos poemas do livro e de exemplos conhecidos. • Observação e análise das ilustrações. este livro brinca com palavras do nosso cotidiano originadas do tupi-guarani. e tem vários livros publicados para adultos. A ideia de escrever este livro surgiu quando ele sobrevoava uma aldeia no Norte do Brasil. Temas transversais: Meio ambiente. O AUTOR Walther Moreira Santos é pernambucano. 34 . Literatura. da cidade de Vitória de Santo Antão. Há mais de 10 anos também escreve e ilustra para crianças. aquarela e colagens.LEITOR INICIANTE TEM TUPI NA OCA E EM QUASE TUDO O QUE SE TOCA Texto e ilustrações: Walther Moreira Santos 24 páginas | 19 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 7 anos ISBN: 978-85-7526-551-2 Poemas divertidos brincam com palavras de origem tupi Com leveza e bom humor. • Produção de desenhos a partir das ilustrações do livro. Ciências. além de elementos do artesanato indígena. um glossário traz o signi cado de todas essas palavras. Para ilustrar os poemas. Pluralidade cultural. Geografia. Artes. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisas sobre palavras de origem tupi. massa de modelar. História. usou tinta acrílica.

mestre em Literatura Brasileira e doutora em História da Arte. Suas pinturas exploram a intensidade das cores e recriam objetos resgatados da memória da infância. pernas inclinadas. e mudou-se para Brasília ainda pequena. cidade que seu pai ajudou a construir. • Produção de desenhos a partir da observação das ilustrações do livro. escreveu obras sobre arte e literatura destinadas aos adultos. no Piauí. bairro de Brasília. olhos quase fechados. LEITOR INICIANTE 35 VAMOS VOAR AS TRANCINHAS? Galeno nasceu no Delta do Parnaíba e vive em Brazlândia. • Pesquisa sobre brincadeiras populares. Pluralidade cultural. Interlocução com: Artes. rodando e rodando. até sair do chão e sentir as tranças do cabelo soltas no ar. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate sobre a importância da amizade no crescimento das pessoas. . Educação Física. • Atividades físicas em grupo: a importância da confiança mútua para o sucesso de um trabalho em equipe ou de uma brincadeira. É jornalista. O ILUSTRADOR Texto: Graça Ramos Ilustrações: Galeno 20 páginas | 21 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 7 anos ISBN: 978-85-7526-519-2 Crianças inventam brincadeira baseada na con ança Numa cidade inventada. Um segurando o outro. É pintor e tem quadros espalhados por muitos países. com os braços bem esticados. Além dos livros para crianças. Temas transversais: Ética. História. Geografia. os redemoinhos formados pelo vento despertam nas crianças a ideia de uma nova brincadeira: o jogo de voar as trancinhas. O segredo para a brincadeira dar certo? Amizade e con ança.A AUTORA Graça Ramos nasceu em Parnaíba.

como aplainador de possíveis di culdades e. satíricas ou inesperadas. (Nelly Novaes Coelho. seja de motivação fantástica –. São Paulo: Moderna. Livros que explorem situações engraçadas. Atração pelos desa os e questionamentos de todo tipo. análise..) ” . LIVROS ADEQUADOS PARA AS CRIANÇAS NESTA FASE: Livros em que as imagens dialoguem com o texto. 36..] Seu pensamento lógico organiza-se em formas concretas que permitem as operações mentais. [. em ordem direta. Interesse pelo conhecimento das coisas.Leitor em processo (A PARTIR DE 8/9 ANOS) CARACTERÍSTICAS DAS CRIANÇAS NESTA FASE: Domínio do mecanismo da leitura.] A presença do adulto ainda é importante como motivação ou estímulo à leitura. didática. Literatura infantil: teoria. com um con ito a ser resolvido no nal. evidentemente. e introdução gradativa dos períodos compostos. p.. [.. 2010. Livros com narrativas lineares em torno de uma situação central – seja de motivação realista. Fase em que a criança já domina com facilidade o mecanismo “ da leitura. Livros cujos textos apresentem frases simples. como provocador de atividades pós-leitura.

desde criança.COLEÇÃO EU TAMBÉM AMO Esta nova coleção traz para o leitor infantil brasileiro a história de artistas famosos. divertido.5 cm | Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos LEITOR EM PROCESSO 37 . mostrando por que suas obras são como são e ajudando-o a descobrir. comovente ou oculto na arte. Textos: Silvia Sirkis Ilustrações: Tomi Hadida e Walter Davenport Tradução: Cristina Antunes 25 x 19. o que há de especial.

pais e professores de seu país. criou a Arte a Babor. cujos sonhos desa aram suas limitações físicas e os costumes de seu tempo. No nal. Com ilustrações que dialogam com obras conhecidas da pintora. o texto mostra por que Frida se vestia de forma diferente das mulheres de sua época e por que pintou tantos autorretratos. A comunicação pela arte está presente em todos os livros que escreveu. Suas obras são muito populares entre crianças. o livro apresenta reproduções de alguns quadros e informações sobre o museu que abriga boa parte da obra da artista. Em 2008.LANÇA MENTO LEITOR EM PROCESSO 38 FRIDA AMA SUA TERRA – UMA HISTÓRIA PARA CONHECER FRIDA KAHLO 16 páginas Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-65381-66-6 A vida e a obra de Frida Kahlo História da pintora mexicana Frida Kahlo. o leitor vai conhecer o amor de Frida pelo México e pelo famoso pintor Diego Rivera. A AUTORA Silvia Sirkis nasceu na Argentina e é arquiteta e designer. . uma editora especializada em arte para crianças. Apresentando os momentos mais importantes da vida da artista.

a partir das obras dos artistas. o livro mostra a relação do pintor com o Impressionismo e com artistas como Gauguin. que. Interlocução com: Artes. História. Seraut e Pissaro. • Entrevistas com médicos sobre a poliomielite (Frida Kahlo) e as doenças mentais (Van Gogh). amava a natureza e desejava embelezar a vida das pessoas. LEITOR EM PROCESSO 39 VINCENT AMA AS CORES – UMA HISTÓRIA PARA CONHECER VINCENT VAN GOGH artistas retratados. após sua morte precoce. mas não sabia o que fazer para realizar seu sonho. responsável pelo início da divulgação de seu trabalho. o texto mostra o grande apoio que recebeu do irmão Theo. um dos maiores pintores de todos os tempos. • Produção de desenhos. Por meio de belas ilustrações que interagem com reproduções de obras.LANÇA MENTO SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA COM OS LIVROS DA COLEÇÃO • Pesquisa detalhada sobre a biografia dos de obras dos artistas. Geografia. além de informações sobre os museus e sites que abrigam suas obras. No nal. reproduções de alguns quadros de Van Gogh e de outros pintores impressionistas. Ciências. • Organização de mural ou exposição com reproduções . ilustrações e pinturas A vida e a obra de Vincent Van Gogh História do holandês Vincent Van Gogh. Temas transversais: Pluralidade cultural e Saúde. desde criança. Abordando os momentos mais importantes da vida do artista. 20 páginas Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-65381-67-3 o Impressionismo (Van Gogh). • Pesquisas: a história e a cultura do México (Frida Kahlo). Monet. • Debate: genialidade × loucura.

etc. cheio de nonsense e risos. Para fazer as ilustrações deste livro. • Debate sobre a divisão do livro em partes e as características dos poemas de cada parte. dormir. aprender – são incrementadas com o tempero da poesia e do humor. sentir. mágica e arte-educadora. mas também repleto de delicadas emoções e re exões. pensar. • Observação dos diferentes recursos usados nas ilustrações.. • Pesquisa sobre jogos de palavras e o significado da palavra nonsense. Literatura. Tudo processado e nalizado no computador. Saúde. LEITOR EM PROCESSO A ILUSTRADORA ABRAÇO DE PELÚCIA E MAIS POEMAS Texto: Marta Lagarta Ilustrações: Mariângela Haddad 32 páginas | 21 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-7526-514-7 Poemas para brincar.” (Luiz Raul Machado) Mariângela Haddad nasceu em Ponte Nova e mora em Belo Horizonte.. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Conversa sobre o que leva os alunos a brincar. Já escreveu para jornais e revistas. Trazendo sempre uma surpresa. “Marta Lagarta sabe a linguagem certa pra atingir a criança-leitora e a criança-ouvinte. Interlocução com: Língua Portuguesa. foi professora de artes cênicas e roteirista de cinema e televisão. Já ilustrou vários livros da Autêntica. imaginar. produção de poemas a partir de temas semelhantes. imaginar. teve programa infantil de rádio. E as palavras se arrumam numa grande e feliz brincadeira. utilizou uma técnica mista que inclui colagem de jornal. Temas transversais: Ética. montou um circo-teatro e trabalhou com teatro para crianças. fotos. tecidos. pensar. sentir. objetos. produção de desenhos e colagens. comer.A AUTORA Marta Lagarta é Marta Irene Lopes Vieira. transparências. As experiências comuns do território infantil – brincar. Foi dessas mesmas crianças que ganhou o apelido que virou nome artístico. desenhos com lápis de cor e aquarela. imaginar Nas rimas e nas brincadeiras. traços tremidos. cores chapadas e com texturas. os poemas deste livro constroem um mundo de encantamento e fantasia. autora carioca multimídia. Contadora de histórias. 40 . nos jogos de palavras e nas palavras inventadas. Artes. traços rmes. onde entram naturalmente o jogo e a rima.

romancista. • Produção de quadrinhas rimadas. Temas transversais: Ética. onde vive as aventuras mais malucas e engraçadas. Tornou-se mundialmente famoso por ser o autor do clássico Alice no País das Maravilhas. É designer de formação e artista plástico de coração. para temperar. Pluralidade cultural. As ilustrações deste livro foram feitas com colagens inspiradas nos desenhos de John Tenniel. Artes. Foi professora e é autora de diversos livros. discussão sobre o significado do termo nonsense. quadrinhos. Diante das mais exóticas personagens..). Releitura em versos. televisão. História. coragem e um pouquinho de loucura. . amizade. comparação com a obra original e outras adaptações (para cinema. Literatura. Iniciou sua carreira de ilustrador em 1992. esplendidamente ilustrada. do clássico de Lewis Carroll. O ILUSTRADOR ALICE ATRAVÉS DO ESPELHO Texto: Lewis Carroll Adaptação: Lecticia Dansa Ilustrações: Salmo Dansa 80 páginas | 19 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-7526-343-3 Menina vive situações inusitadas no País do Espelho Depois de visitar o País das Maravilhas. por meio de quadrinhas rimadas. desenho animado. 41 LEITOR EM PROCESSO Salmo Dansa também é carioca. Apaixonada por literatura. o ilustrador original da obra de Lewis Carroll. • Pesquisa sobre a vida e a obra de Lewis Carroll. os sentimentos se confundem: amor e ódio. Matemática. Lewis Carroll é o pseudônimo de Charles Lutwidge Dodgson. • Produção de desenhos e colagens a partir das O AUTOR ilustrações do livro. ao qual se seguiu Alice no País do Espelho. • Inventário das maluquices preferidas pelos aluno na história. esta original e so sticada obra de Lewis Carroll. Interlocução com: Língua Portuguesa. aceitou (e venceu) o difícil desa o de recontar em forma de poesia. medo. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Bate-papo com os alunos sobre a personagem Alice e suas aventuras – eventualmente já conhecidas por eles. o nonsense se faz presente o tempo todo.A ADAPTADORA Lecticia Dansa é carioca. poeta e matemático britânico nascido em 1832 e falecido em 1898. insegurança. alegria e tristeza. Durante essa nova viagem. • Estudo do jogo de xadrez e de outros jogos de tabuleiro. etc.. poesia e música. Alice vai parar no mundo por trás do espelho.

LEITOR EM PROCESSO

CHEIRINHO DE TALCO
Texto e ilustrações: Aline Abreu 32 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-65381-23-9

Menina muda de ideia sobre nomes que considerava feios
A narradora é uma menina que escapou de se chamar Hermengarda, nome da bisavó. Assim ela começa a contar essa história uma história bonita, emocionada, na qual a menina descobre a ternura e o perfume que podem existir dentro de um nome...

SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA
• Bate-papo: situações semelhantes às do texto vividas

A AUTORA

Aline Abreu é paulista. Estudou na FAAP, em São Paulo, e atualmente mora no interior do estado. Foi ouvindo as histórias da família que descobriu a vontade de ser escritora. Mas também dançou balé, tocou violino, fez teatro...Tem vários títulos publicados; este é seu primeiro livro pela Autêntica.

ou conhecidas pelos alunos; como eles explicam a mudança da personagem, que no começo achava feio o nome da bisavó e, no final, pensa até em dar o mesmo nome para uma filha?;
• Bate-papo: nomes preferidos dos alunos; nomes comuns

nas famílias dos alunos; histórias curiosas ou engraçadas envolvendo nomes de parentes ou conhecidos;
• Pesquisa: nomes que saem e nomes que entram em

moda; o que causa essas “ondas”; levantamento de nomes frequentes nas famílias ou entre conhecidos dos alunos, segundo algumas faixas etárias;
• Bate-papo sobre relação dos alunos com pessoas idosas; • Exposição de fotos de idosos de quem os alunos

gostem muito, com quem tenham algum tipo de relação, seguida de descrição: quem é essa pessoa? Que papel ela ocupa na vida do aluno? Por que ele gosta dela? O que já aprendeu com ela?;
• Observação e análise das ilustrações.

Interlocução com: Literatura, Língua Portuguesa, Artes, Estudos Sociais. Temas transversais: Ética, Pluralidade cultural.
42

SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA
• Debate sobre o tema do livro: a leitura como

alimento; percepção da história como uma alegoria: os “processos digestivos” da comida (alimento do corpo) e da leitura (alimento do espírito, do intelecto); a importância das palavras e dos livros na formação e no desenvolvimento do ser humano;
• Leitura de obras clássicas voltadas para o público infantil; • Produção de desenhos a partir da observação das

ilustrações do livro.

O COMEDOR DE LIVROS
Texto e ilustrações: Comotto Tradução: Cristina Antunes 36 páginas | 22 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-7526-494-2
Interlocução com: Língua Portuguesa, Literatura, Artes, Ciências. Temas transversais: Ética, Saúde.

Homem devora compulsivamente os livros que lê
Sem explicação, o senhor B. devora todos os livros que vê pela frente. Isso faz com que suas camisas quem impregnadas de letras. O senhor B. tenta resolver o problema lavando as camisas e pendurando-as no varal. As letras se soltam do tecido e são carregadas pelo vento, caindo sobre a cidade. Muitas delas, curiosamente, vão parar num edifício antigo, que o senhor B. visita toda semana...
O AUTOR

Agustín Comotto é argentino e mora com a família em Barcelona, Espanha. Iniciou sua carreira como desenhista de histórias em quadrinhos na década de 1980 e depois passou a escrever e ilustrar livros infantis. Tem títulos publicados em vários países e recebeu o prêmio A la Orilla del Viento (México).

LEITOR EM PROCESSO
43

SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA
• Debate sobre a curiosidade como estímulo à ampliação

de conhecimentos e vivências; o poder libertador dos sonhos e dos desejos;
• Explicação científica para a formação dos cinco

continentes;

LEITOR EM PROCESSO

• Pesquisa da lenda original e comparação com esta livre

O MALUCO DO CÉU
Texto e ilustrações: Anna Göbel Fotogra a: Daniel Mansur 40 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-7526-388-4

adaptação;
• A importância da dança como manifestação de emoções

e sentimentos;
• O uso de onomatopeias no dia a dia; • Exposição de fotos de seres do mar, da terra e do ar;

comparação com as ilustrações do livro.

Livre adaptação de lenda caribenha sobre o surgimento dos continentes
Diz a lenda que, no princípio de tudo, a Terra dormia um sono pesado no fundo do mar. E permaneceria ali, eternamente, não fosse por um rochedo muito curioso, conhecido pelo apelido de Maluco do Céu. Ansioso por saber como era o mundo acima da superfície, mas sem poder sair do lugar, o rochedo conta com uma ajuda inusitada para saciar seu desejo: um exército de siris, peixes e medusas, movido por muita alegria e muita dança. Tudo na medida certa para virar a Terra de cabeça para baixo... e criar os cinco continentes.
A AUTORA

Interlocução com: Língua portuguesa, Literatura, Artes, Ciências, Geografia. Temas transversais: Ética, Meio ambiente, Pluralidade cultural.

Anna Göbel nasceu na Espanha, morou na Alemanha e na Argentina e, em 1995, mudou-se para o Brasil. É artista plástica, ilustradora, professora, produtora cultural, e adora dançar. Este livro surgiu do lme animado homônimo, que ela mesma criou e produziu. As ilustrações são fotos da animação exibida com retroprojetor.

44

45 LEITOR EM PROCESSO . também resgatou recordações de infância. Saúde. Para ilustrar este livro. • Observação e análise das ilustrações. um menino forte. Literatura. Interlocução com: História.. Ciências.O MENINO DE OLHAR APERTADINHO QUE ENXERGAVA LONGE. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisa sobre o cotidiano e os costumes de épocas A AUTORA Sonia Rosa nasceu e mora na cidade do Rio de Janeiro. até o momento em que ele arruma o primeiro emprego. Geografia. semelhantes às narradas por Sonia Rosa. Texto: Sonia Rosa Ilustrações: Cláudia Jussan 40 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-7526-550-5 Menino sonha em crescer depressa para virar gente grande Murilo era um garoto que ansiava por virar gente grande. avós e bisavós. Num relato terno e nostálgico. É professora e sempre gostou de contar histórias para seus alunos.. entrevistas com pessoas mais velhas: tios. • Aprendizado e prática de brincadeiras antigas. • Debate sobre profissões. brincadeiras. alegrias e sofrimentos é relembrado por uma antiga vizinha. Educação Física. Fez bacharelado em Desenho e mestrado em Artes Visuais na UFMG. A ILUSTRADORA passadas. entrando para o mundo dos adultos. Pluralidade cultural. • Etapas do crescimento e desenvolvimento da criança e do adolescente. Cláudia Jussan nasceu e mora em Belo Horizonte. a importância do primeiro emprego. Foi assim que surgiu o desejo de ser escritora. Seu cotidiano de aventuras. Este livro é uma homenagem a seu marido e é uma mistura de realidade com cção. Temas transversais: Ética. que sabia o que queria e correu atrás do próprio sonho. ela repassa cenas inesquecíveis da vida de Murilo.

• Observação e análise das ilustrações. • Estudo sobre o estado de Sergipe: geografia. Pluralidade cultural. Cursou Psicologia por dois anos e formou-se em Cinema de Animação pela Faculdade de Belas Artes da UFMG. A AUTORA Olívia de Mello Franco nasceu em Brasília e mora em Maceió. gira. Estudou Pedagogia na UnB e foi diretora de escola. Fez especialização na PUC Minas e mestrado em Educação na UFMG. um menino percorre os quintais da vizinhança e vai vestindo saias e anáguas que recolhe dos varais. • Levantamento de dados sobre o trabalho infantil na colheita da cana. onde vivem os alunos. Dança e rebola. • Pesquisa de canções do Folguedo Parafuso. Quem será esse menino? Aonde será que ele vai? Por que veste essas saias? Que coreogra a é essa que desenvolve? Após o desfecho inesperado. nos Estados Unidos. O ILUSTRADOR SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisa sobre folclore: festas populares da região Angelo Abu nasceu em Belo Horizonte.. Geografia. passou parte da infância em Porto Seguro. Artes. população. Além de livros para crianças e jovens. Folclore. História.LEITOR EM PROCESSO MENINO PARAFUSO Texto: Olívia de Mello Franco Ilustrações: Angelo Abu 36 páginas | 21 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-7526-307-5 Menino se apronta para dança folclórica Saído de um canavial. e da adolescência em Oklahoma. coreografia em sala de aula. cultura. Bahia. brincadeira típica do folclore da cidade de Lagarto. faz piruetas. Interlocução com: Língua Portuguesa.. um texto informativo. em Sergipe. 46 Temas transversais: Ética. economia. apresenta o Folguedo Parafuso. publicou um livro didático sobre alfabetização e letramento. com fotos. Iniciou sua carreira de ilustrador na década de 1990. .

NO RISCO DO CARACOL Texto: Maria Valéria Rezende Ilustrações: Marlette Menezes 32 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-7526-340-2 Haicais descrevem a paisagem do Nordeste no inverno e no verão “O haicai é um pequeno poema de três linhas inventado pelos poetas japoneses. Seu trabalho como ilustradora de literatura infantil combina elementos rurais e urbanos. identificação de elementos estruturais nos haicais do livro. onde estudou Belas Artes.” Numa estrutura circular. Mudou-se para Belo Horizonte. e que o encantou. Cresceu e foi educada numa fazenda. São Paulo. os haicais deste livro mostram um pouco da vida e da beleza do Nordeste brasileiro. Artes. na natureza. numa estrutura circular que lembra um caracol. Interlocução com: Língua Portuguesa. É como a ‘fotogra a’ com palavras de um momento único que o poeta viu. Meio ambiente. • Pesquisa e exposição de fotos sobre a paisagem do Nordeste no inverno e no verão. Minas Gerais. com versos encadeados (o último verso de um poema é o primeiro do seguinte). que leva livros e contadores de histórias para alunos de escolas rurais. ouviu. surpresa e graça chegando até o leitor no rastro prateado de um pequeno caracol.A AUTORA Maria Valéria Rezende nasceu em Santos. por meio de técnicas artesanais e digitais. Como freira missionária educadora. Design e Tecnologia. Ciências. • Pesquisa sobre os caracóis e outros moluscos. comparação com as ilustrações do livro. • Observação do efeito de encadeamento dos haicais do livro. Paraíba. verão e inverno. sentiu. e mora em João Pessoa. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Produção de haicais a partir das principais características expostas no texto de apresentação. Geografia. 2º LUGAR BUTI 2009 PRÊMIO JA L RO INFANTI MELHOR LIV 47 LEITOR EM PROCESSO A ILUSTRADORA . • Pesquisa sobre as estações do ano nas várias regiões do Brasil. Literatura. trabalhando com educação popular. SELECIONADO PELA FNLIJ PA RA 46ª FEIRA DE A LIVROS INFAN TI BOLONHA 20 S DE 09 Temas transversais: Pluralidade cultural. Coordena o projeto de leitura Biblioteca Livro em Roda. andou pelo mundo inteiro. Marlette Menezes nasceu em Araxá.

Rosinha nasceu em Recife e mora em Olinda. Temas transversais: Ética. formouse em Letras pela UFMG. Tanto entendem que o menino decide: nas férias. e o bichinho passa a viver num apartamento que ca num arranha-céu. leva o Zezito de novo para a fazenda e dá a ele outra gaiola. onde vive atualmente. um menino aprende a fazer e armar arapuca para pegar passarinhos. Pernambuco. • Pesquisa sobre espécies de aves brasileiras. Leva um deles – Zezito – na gaiola para São Paulo. na megalópole. . 48 Interlocução com: Língua Portuguesa. Meio ambiente. água. debate sobre maus-tratos e prisão de animais.. Para ilustrar esta história. utilizou tinta acrílica e lápis de cor sobre papel. como se relacionam com eles. foi professora e depois se mudou para a cidade de São Paulo. • Leitura comparativa de outras obras do catálogo de temática semelhante. mas hoje se dedica somente ao trabalho com ilustração de livros infantojuvenis e formação de leitores. Literatura. • Produção de texto: construção de diálogos entre o menino e o passarinho. Já teve escritório de arquitetura. Gaiola confortável. Ciências. o carinho do menino em conversas que só eles entendem. Pluralidade cultural.LEITOR EM PROCESSO OS PASSARINHOS DO MUNDO Texto: Vivina de Assis Viana Ilustrações: Rosinha 32 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-7526-404-1 Menino leva passarinho para morar na cidade grande Numa fazenda. A ILUSTRADORA como os tratam. É cronista e autora de diversos livros para crianças e jovens. Mineira de Morro do Ferro. A AUTORA SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Relatos dos alunos sobre seus bichos de estimação: Vivina de Assis Viana nasceu e cresceu em fazenda. Geografia. comida farta. • Comparação entre a vida rural e a vida urbana.. • Observação e análise das ilustrações.

Por sua amplitude.LANÇA MENTO POEMAS EMPOLEIRADOS NO FIO DO TEMPO Texto: Neusa Sorrenti Ilustrações: Marta Neves 64 páginas | 19 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-8217-066-3 A ILUSTRADORA Poemas em homenagem a importantes datas comemorativas Conjunto de poemas inspirados nas estações do ano e em diversas datas comemorativas. é um livro que pode acompanhar o aluno durante o ano todo. • Produção de poemas sobre datas comemorativas não contempladas no livro. Graduada em Letras e em Ciência da Informação. Religião. Marta Neves é artista plástica e já participou de diversas exposições no Brasil e no mundo. São mais de 50 poemas. dramatizações de poemas. sobre datas importantes. Para as ilustrações deste livro. A AUTORA • Sarau com a declamação dos poemas do livro. usou traços a bico de pena. 49 LEITOR EM PROCESSO . ora ternos. em vista da importância das datas comemorativas na escola. • Organização de murais ou exposições mensais sobre as datas do mês incluídas no livro. Temas transversais: Ética. ora bem-humorados. já ilustrou muitos livros infantis. Educação Física. manchas coloridas e recortes de revistas. trabalhou mais de vinte anos como professora e bibliotecária. Mestre em Desenho e Cinema de Animação pela UFMG. Minas Gerais. Saúde. Ciências. Neusa Sorrenti nasceu em Itaguara. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisa sobre a origem e o significado das várias datas comemorativas abordadas no livro. Interlocução com: Artes. onde também atua como professora universitária. Língua Portuguesa. Meio ambiente. Geografia. Os poemas deste livro foram sugeridos à autora por educadores. História. em Belo Horizonte. Pluralidade cultural. a maioria delas celebradas nas escolas. pontuando o dia a dia escolar e suscitando re exões sobre o signi cado de cada data abordada. Vive em Belo Horizonte. Orientação sexual. É pós-graduada em Literatura Infantil e Juvenil e mestre em Literaturas de Língua Portuguesa.

. um menino e uma menina conversam sobre a vida e sobre como vão continuar juntos se um deles morrer. Texto e ilustrações: Anna Göbel 36 páginas | 27 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-7526-338-9 SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Relatos de vivências semelhantes às dos personagens do Menino e menina conversam sobre a vida e a morte Num cenário luxuriante. livro.A AUTORA Anna Göbel nasceu na Espanha e criouse entre a Alemanha e a Argentina. bichos e riachos. As ilustrações baseiam-se na paisagem do sítio onde Anna vive com a família. em meio a árvores. Foi nas conversas entre os lhos que ela se inspirou para escrever este livro. • Produção de desenhos a partir da observação minuciosa das ilustrações do livro. natureza e amor. Texto curto. onde se casou e se tornou mãe de Maria Clara e Francisco.. carregado de poesia e de re exões sobre vida e morte.. pássaros e borboletas. Temas transversais: Ética. Artes. mudou-se para o Brasil. enxuto. • Transformação do diálogo das personagens em narrativa. LEITOR EM PROCESSO SE UM DIA EU FOR EMBORA. Ciências. Interlocução com: Literatura. debate sobre a vida e a morte. perto de Belo Horizonte. perdas e separações. 50 .. muito próximo da natureza. Pluralidade cultural. Em 1995. • Comparação entre o estilo de vida dos alunos e o das personagens. ores e frutos.

chegou a trabalhar em fábrica antes de optar pelas artes plásticas. O ILUSTRADOR O TAMANHO DA GENTE Texto: Murilo Cisalpino Ilustrações: Manoel Veiga 32 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-7526-384-6 Menino re ete sobre o próprio crescimento e sobre o tamanho das pessoas Um menino esperto e sensível.O AUTOR Murilo Cisalpino é natural de Belo Horizonte e mora em Timóteo. na Escola Nacional Superior de Belas-Artes e na Escola do Louvre. Artes. Aos poucos. Orientação sexual. vai crescendo e descobrindo coisas bonitas e importantes sobre a vida. Formado em Engenharia Eletrônica pela UFPE. bichos. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate sobre o significado de “crescimento” e “identidade pessoal”. Língua Portuguesa. Teve a ideia de escrever esse livro a partir de uma re exão sobre o que verdadeiramente signi ca crescer e construir a própria identidade. Manoel Veiga nasceu em Recife e mora em São Paulo. sobre si mesmo e sobre as pessoas. R 3º LUGA JABUTI 2010 O PRÊMI ILUSTRAÇÃO R O IL MELH INFANT O R V I L DE • Pesquisa sobre concepção e nascimento dos bebês. em Paris. Estudou na Escolinha de Arte do Recife. Temas transversais: Ética. que mesclam fotografia e pintura. França. Ciências. ele percebe o verdadeiro sentido da palavra “crescer”. combinou técnicas de fotogra a e pintura por meio do computador. que presta atenção a tudo o que o rodeia – pessoas. Interlocução com: História. É escritor e professor de História há mais de 20 anos. de acordo com o modelo ideal imposto pela mídia e pela sociedade. Minas Gerais. Saúde. • Discussão sobre a supervalorização da aparência física das pessoas. lugares –. independentemente do tamanho que tenham. Geografia. Para ilustrar este livro. • Produção de desenhos a partir da observação das ilustrações. 51 LEITOR EM PROCESSO .

a tartaruga resolve ajudá-la. Ciências. no suplemento infantil do jornal Estado de Minas. uma bonequinha cai no mar e é salva por uma tartaruga marinha. Geografia. Temas transversais: Ética. então. Estreou na literatura infantil em 1986. de diferenças. • Inventário e exposição de brinquedos dos alunos. uma peregrinação por mares e praias. Depois de muitos e muitos anos de busca infrutífera. Uma história de tristezas. com o livro Aqui entre nós. Publicou sua primeira ilustração aos sete anos. Uma história de esperança. escreveu roteiros de teatro e contos infantis para a televisão. Meio ambiente. Interlocução com: Língua Portuguesa. Pluralidade cultural. as duas percebem que envelheceram juntas e fazem uma descoberta a um só tempo emocionada e emocionante. • Produção de desenhos a partir das ilustrações do livro. 52 . dos relacionamentos. Além de livros para crianças e adolescentes. A AUTORA Márcia Leite nasceu e mora em São Paulo. Artes. à procura da dona da boneca. Recebeu o Prêmio Nestlé de Literatura Brasileira. dos afetos e das transformações são temas sempre presentes em tudo o que escreve. A importância do imaginário. amizade e con ança. Minas Gerais. mas também de alegria. Em 1996.O ILUSTRADOR Flávio Fargas nasceu e mora em Belo Horizonte. • Pesquisa sobre animais marinhos e meio ambiente. abriu o ViraLata Design. Formou-se em Pintura e Desenho na Escola de Belas Artes da UFMG. da confiança e do companheirismo para superar perdas e separações. • Discussão sobre pluralidade cultural e aceitação Boneca perdida no mar faz amizade com uma tartaruga Durante um passeio de barco com sua dona. Começam. escritório que trabalha com projetos grá cos e ilustração. • Bate-papo sobre ética e solidariedade na relação entre as pessoas. Comovida com o sofrimento da boneca. na categoria juvenil. LEITOR EM PROCESSO A TARTARUGA E A BONECA Texto: Márcia Leite Ilustrações: Flávio Fargas 36 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 8 anos ISBN: 978-85-7526-342-6 SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate sobre a importância da amizade.

proseando e aprendendo. tempo atrás.. Com perspectiva de futura encenação. tempo adiante. mas uma coisa não muda: sempre tem gente contando! E eu também. venho contar pra vocês! ENTÃO FOI QUE ERA UMA VEZ. cada livro é uma festa para os olhos e para a imaginação.COLEÇÃO GIRAMUNDO RECONTA A proposta da coleção é recontar.. os fatos acontecendo.. no sonho e no verdadeiro. sempre narrados pelo Zé do Conto. Recontos: Sonia Junqueira Ilustrações: Grupo Giramundo de Teatro 20 x 27 cm | Faixa etária sugerida: a partir de 9 anos — Me apresento: Zé do Conto. de acordo com o ambiente em que se passa cada história. Vivo andando pelo mundo. LEITOR EM PROCESSO 53 . ouvindo. montados e fotografados. contos clássicos e populares – brasileiros e de outros países –. O espaço privilegiado nos livros vai para as ilustrações: cenários e bonecos criados especialmente pelo Giramundo. no Giramundo. Um texto informativo sobre a história do grupo ocupa a última página de cada volume. dia e noite vendo. em linguagem coloquial.. ao seu inteiro dispor. Vi que tudo vai mudando. personagem criado para a coleção e que anda pelo mundo vivendo e ouvindo histórias.

Para chegar lá. A reunião se dispersa e o Coelho volta para casa. Coelho engana animais da savana africana Certo dia. à qual não está presente o Elefante. até que o Elefante aparece para tirar satisfação. dizendo que o Elefante é seu escravo. Então. Reconto livre do conto africano homônimo. a menina é obrigada a atravessar uma oresta e durante o percurso acaba se encontrando com um lobo esperto e traiçoeiro. tricotado pela avó. Certo dia.. porém. o Coelho participa de uma reunião com os animais da savana. originário de Moçambique.LEITOR EM PROCESSO RA O ÇÃO PA INDICA JABUTI 2012 IL PRÊMIO LIVRO INFANT R MELHO CHAPEUZINHO VERMELHO 52 páginas ISBN: 978-85-7526-567-3 O ELEFANTE ESCRAVO DO COELHO 36 páginas ISBN: 978-85-7526-518-5 Reconto livre e ampliado da clássica versão dos Irmãos Grimm Chapeuzinho Vermelho tinha esse apelido por usar sempre um casaquinho vermelho com capuz. tido por eles como o chefe de todos. a menina recebe da mãe a incumbência de levar uma cesta cheia de guloseimas até a casa da avó. 54 .. o esperto Coelho inventa uma história.

livremente e de forma saborosa. em Belo Horizonte. História. o Giramundo constrói cenários e bonecos para ilustrar os livros desta coleção. toma conhecimento da mula sem cabeça. o Grupo Giramundo leva seu teatro de bonecos para os palcos do Brasil e do mundo. • Pesquisa de histórias populares. adaptando materiais e estilo a cada história. Reconto livre da lenda na versão do Vale do Jequitinhonha. Temas transversais: Pluralidade cultural. Terezinha Veloso e Maria do Carmo Vivacqua. Geografia. sem medir as consequências de sua decisão. histórias populares vindas de diferentes lugares do mundo. ser fantástico que solta fogo pelas ventas – apesar de não ter cabeça – e assusta os moradores da região. no início da década de 1970. com as mesmas técnicas mostradas nos livros. Meio ambiente. Agora. Tonho se dispõe a capturá-la. na comemoração dos 40 anos do grupo. Interlocução com: Artes. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA COM OS LIVROS DA COLEÇÃO • Produção de roteiros a partir das histórias da coleção. A AUTORA Sonia Junqueira é mineira de Três Corações e sempre gostou de ouvir e contar causos. • Confecção de bonecos e cenários. por Álvaro Apocalypse. Ciências. ampliada e enriquecida por outras versões. 55 LEITOR EM PROCESSO . Desde sua criação. Ao saber que a mula é uma moça vítima de encantamento. contando histórias e encantando plateias de todas as idades. ela empresta seu humor e seu sotaque brasileiríssimo para recontar. • Dramatização em sala de aula e montagem teatral das histórias. lendas e contos de fada do mundo todo. Nos livros desta coleção. ao passar por um vilarejo.O GRUPO GIRAMUNDO DE TEATRO A MULA SEM CABEÇA 40 páginas ISBN: 978-85-7526-572-7 Forasteiro cria armadilha para pegar a mula sem cabeça Tonho é um viajante que.

Para ilustrar esse livro. de forma lúdica e divertida. Com isso. Estudou piano clássico na infância e cursou Música na UFMG.A AUTORA RA O ÇÃO PA INDICA JABUTI 2012 PRÊMIO PARADIDÁTICO R MELHO Anna Ly é mineira de Belo Horizonte e há alguns anos vive em Barcelona. É multi-instrumentista. Artes. projetadas no cenário contemporâneo do século XXI. mas que adquire autonomia de “língua brasileira” ao incorporar expressões de outros idiomas de nitivamente agregados ao nosso vocabulário popular. Espanha. audição e execução de canções folclóricas. • Noções sobre o sistema Braile e LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais). História. com letras divertidas e ritmos dançantes. o cialmente chamada de “língua portuguesa”. Diogo Droschi nasceu e mora em Belo Horizonte. fugindo aos padrões estereotipados da música infantil ofertada pela mídia convencional. Geografia. um pouco da riqueza de nossa língua e de nossa cultura. • Pesquisa de ritmos brasileiros. como a dança e o teatro. NHA: ACOMPA O CD C M ES CANÇÕ TO X E T O D 56 . O ILUSTRADOR LEITOR EM PROCESSO DESENROLANDO A LÍNGUA – ORIGENS E HISTÓRIAS DA LÍNGUA PORTUGUESA FALADA NO BRASIL Texto: Anna Ly Ilustrações: Diogo Droschi 36 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 9 anos ISBN: 978-85-7526-583-3 Origens e histórias da língua portuguesa falada no Brasil Publicação que reúne um livro ilustrado e um CD com canções de domínio público e composições inéditas da autora. • Observação e análise das ilustrações. de forma a motivar nas crianças o interesse por conteúdos essenciais da nossa cultura. • Levantamento de onomatopeias relacionadas às vozes dos animais. cantora. • Estudo do dicionário: inventário de palavras de várias origens que compõem o vocabulário de nossa língua. tinta e pincel) e digitais. Sempre trabalhou como designer grá co e ilustrador para agências de publicidade e editoras. compositora e educadora. Interlocução com: Língua Portuguesa. No livro. • Debate: existe uma língua brasileira? Semelhanças e diferenças em relação aos países que também falam o português. Temas transversais: Pluralidade cultural. Também atuou em outras áreas. amplia-se o acesso das crianças às raízes de sua língua falada e de sua cultura musical. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisa sobre a formação do povo brasileiro. Ciências. É formado em Design Grá co pela UEMG e em Artes Grá cas pela Escola de Belas Artes da UFMG. em sua remota matriz latina. usou recursos físicos (lápis de cor. Escreveu esse livro no intuito de mostrar às crianças. papéis coloridos. expressões de nossa língua. uma lúdica narrativa das origens da língua falada no Brasil.

Formou-se em Belo Horizonte. instalação. para aprender as letras do alfabeto. e o autor não chegou a vê-lo impresso. mas viajava frequentemente pelo Brasil para participar de conferências sobre leitura. ela perde por ser tão preguiçosa. A gravidez demorou sete anos e sete meses. levando-os a uma importante constatação. literatura e educação.. explicando e justificando sua preguiça. falando sobre o que. Como artista. desanimado. Essa condição acabou por contaminar o pai e a mãe. • Produção de texto: construção de bilhetes para a personagem. na opinião dos alunos.. Para ilustrar este livro. Saúde. utilizou aquarela com recortes de papel de revistas variadas. • Pesquisa sobre métodos de alfabetização. A lha da preguiça é um de seus últimos livros. . Matemática. o ser humano.. modorrento. • Observação e análise das ilustrações. por exemplo. Morava em Belo Horizonte. LEITOR EM PROCESSO 57 Bartolomeu Campos de Queirós nasceu e passou a infância no interior de Minas Gerais. tudo nela era lento. o estar no mundo. cidade onde vive e trabalha. Ciências.O AUTOR A FILHA DA PREGUIÇA Texto: Bartolomeu Campos de Queirós Ilustrações: Marta Neves 32 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 9 anos ISBN: 978-85-7526-609-0 A ILUSTRADORA Menina é preguiçosa desde o ventre da mãe A menina era a própria encarnação da preguiça: desde o ventre da mãe até a idade adulta. Interlocução com: Língua Portuguesa. vídeo. • Debate sobre o relacionamento entre pais e filhos. Prosa poética da melhor qualidade. imagens digitalizadas. Temas transversais: Ética. a mais longa do ano. Marta Neves é artista plástica. ela nasceu na noite de São João. Foi um dos criadores do Movimento Por Um Brasil Literário e um dos autores brasileiros de literatura infantil mais aclamados pela crítica. bordado. etc. Literatura. usa diversas técnicas: desenho. demorou vinte e seis meses. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisa sobre a preguiça e sua relação com a saúde física e mental: vivências dos alunos nesse sentido. • Produção de texto: construção de uma fala para a menina. carregada de re exões sobre a vida. ilustradora e professora universitária. aprendeu a falar aos dez anos. possíveis causas. marca registrada do autor. performance. Faleceu em Belo Horizonte. em janeiro de 2012. • Comparação dos “tempos” da protagonista com os da média das pessoas.

ator. em minúsculas e com reticências antes e depois. a “diferença” de Alex e seu significado metafórico. Com o passar do tempo. desenvolveu um trabalho leve e cheio de sutilezas. cada vez mais difícil de esconder. unindo mais fortemente os dois amigos. Literatura. aceitação de diferenças. roteirista. num desfecho entre mágico e realista.. construída com sutilezas e metáforas. Texto: Jorge Miguel Marinho Ilustrações: Juliane Assis 40 páginas | 21 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 9 anos ISBN: 9978-85-7526-389-1 Juliane Assis nasceu e vive em Belo Horizonte. Desenho e Gravura pela Escola de Belas Artes da UFMG. SELECIONADO PELA FNLIJ PA RA 46ª FEIRA DE A LIVROS INFAN TI BOLONHA 20 S DE 09 58 . Orientação sexual. compreensão e generosidade. • Debate sobre o preconceito da sociedade contra quem foge do padrão. o segredo de Alex vai crescendo. Artes.. mas sempre morou em São Paulo. escritor de peças de teatro e livros infantojuvenis. Seu trabalho como aquarelista levou-a para a área da ilustração infantil. mas que a menina. amiga e solidária. em aquarela sobre papel. a tensão se desfaz. Gosta muito de escrever para crianças e de ter amigos. História. É professor de Literatura.O AUTOR Jorge Miguel Marinho nasceu no Rio de Janeiro.. Temas transversais: Ética. Um segredo difícil de entender. Menina guarda o segredo de um grande amigo Melhor amiga de Alex. Até que. Para ilustrar esse texto. Uma história sensível e delicada. Ciências. Cecy é a única depositária de um grande segredo que faz do amigo um ser diferente e especial..MAS É SEGREDO. É formada em Pintura. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate sobre a amizade e as diferenças entre meninos e meninas. sobre companheirismo e empatia. defende contra todos os que dele descon am. Interlocução com: Língua Portuguesa. • Estudo das ilustrações do livro e introdução à técnica da aquarela. motivos pelos quais decidiu criar essa história. A ILUSTRADORA LEITOR EM PROCESSO . • Bate-papo sobre o título do livro.

Casa Familiar Rural. as doenças. no Amazonas e é professor da escola CFR . • Pesquisa: principais nações indígenas brasileiras. tiravam da terra o próprio sustento com o respeito e o cuidado devidos. um ensino diferenciado. e agora. há 10 anos começou a escrever e ilustrar para crianças. Temas transversais: Pluralidade cultural. Geografia. 59 LEITOR EM PROCESSO Roni Wasiry Guará pertence ao Povo Indígena Maraguá. mas o que gosta mesmo de fazer é escrever e ilustrar. É natural do Paraná do Ramos. que outras informações têm sobre o assunto. • Observação e análise das ilustrações. a miséria. Artes. TEXTO VENCEDO R 8º CONCURSO DO FNLIJ TAMOIOS DE TE DE ESCRITORE XTOS S INDÍGENAS Interlocução com: Estudos Sociais. exerciam livremente seus costumes e tradições. ao Manejo Florestal e a Técnicas Agrícolas. consequências dessa presença. Formou-se em Direito. presença do homem branco em sua região. Meio ambiente. deveria ser feito para impedir que isso aconteça? Quem deveria agir nesse sentido?. Formado em Pedagogia Intercultural Indígena.O AUTOR OLHO D´ÁGUA – O CAMINHO DOS SONHOS Texto: Roni Wasiry Guará Ilustrações: Walther Moreira Santos 32 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 9 anos ISBN: 978-85-65381-25-3 A devastação na vida e na terra dos povos da oresta com a chegada do homem branco Numa narrativa emocionada. onde vivem. um dos poucos de origem Aruak no Baixo Amazonas. • Debate: a ação do homem branco é realmente nociva para as tribos indígenas? Por quê? O que. • Pesquisa e exposição de fotos que ilustrem costumes e tradições de índios brasileiros. o autor fala do passado e do presente. da vida dos índios de sua tribo nos tempos de paz. o que sentiram lendo-o. à Preservação do Meio Ambiente. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Bate-papo sobre o que os alunos acharam do texto. O ILUSTRADOR Walther Moreira Santos é pernambucano de uma cidade chamada Vitória de Santo Antão. na opinião dos alunos. quando corriam à vontade pelas orestas. a descaracterização e a degradação da vida dos povos indígenas. . História. nos “tempos de mudança” – depois da chegada do homem branco: a devastação. Autor de várias obras para adultos. além de trabalhar como radiologista na cidade onde mora. que trabalha com questões voltadas ao Desenvolvimento Sustentável. dá palestras sobre temas indígenas.

e também da repressão política. • Observação e análise das ilustrações.”. como as que vive o rato da fábula. México. que o espreitava o tempo todo. foi parar na barriga do gato. o rato escolheu os caminhos que percorreu ou foi o destino que o levou até o gato? Por quê? • Debate: Qual era a armadilha que esperava o rato Uma fábula para todas as idades Um rato percorre as ruas de uma cidade. como Cuba. Nicarágua. O AUTOR Franz Kafka. Brasil. acinzentadas. o que poderia ter LEITOR EM PROCESSO PEQUENA FÁBULA Texto: Franz Kafka Ilustrações: Enrique Martínez Tradução: Cristina Antunes 32 páginas | 20 x 20 cm Faixa etária sugerida: a partir de 9 anos ISBN: 978-85-65381-68-0 acontecido com o rato se ele tivesse feito outro caminho? Para os alunos. História.) Interlocução com: Literatura. está a sua espera. Estudos Sociais. que “se aproximam” cada vez mais do rato. O ILUSTRADOR Enrique Martínez nasceu em Cuba. É um autor imprescindível da literatura clássica universal – a tal ponto que o termo “kafkiano” de ne não apenas sua escrita. diminuindo seu espaço de liberdade. Japão e Espanha. O processo e Metamorfose.SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Bate-papo: situações sufocantes e ameaçadoras. até chegar a um beco sem saída onde o gato. O livro – texto + ilustrações – pode ser considerado uma alegoria da vida. já vividas pelos alunos – na realidade ou em sonho. (Espera-se que os alunos percebam que as ilustrações traduzem o crescendo de opressão citado no texto.. O rato mudou de rumo? Como? (Sim: em vez de passar e continuar seu caminho. é autor de livros clássicos como O castelo. mas também situações semelhantes às que vivem seus personagens. já ilustrou mais de 300 livros em diversos países. traduzida pelos soldados armados que prendem o homem com o livro. nascido em Praga em 1883 e falecido em 1924. sentindo que os muros e os espaços se estreitam cada vez mais e o acuam. Estados Unidos. 60 . no canto? Quando ele se prepara para passar por essa armadilha. seja por meio das imagens maiores. com seus perigos e armadilhas inevitáveis. Venezuela. Temas transversais: Ética. • Debate: na opinião dos alunos. seja por meio das cores escuras. o gato diz: “Você só tem que mudar de rumo. Colômbia.). Artes. Ilustrador cada dia mais conhecido e respeitado em vários países..

Ciências.. morou muitos anos em São Paulo e hoje reside em Belo Horizonte. no sorriso do amigo. • Música e poesia: pesquisa sobre cantigas e canções populares. de onde vem. numa canção.. nas palavras dentro dos livros.Versos curtos. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate sobre o gênero poético: o que é poesia. no céu estrelado. de uma varanda. por exemplo. Formado em Pintura e Desenho pela Escola de Belas Artes da UFMG. • Conversa sobre o papel da memória na vida das pessoas. Flávio Fargas nasceu e mora em Belo Horizonte. Temas transversais: Meio ambiente. Música. numa casa com varanda. escreve suas histórias e corre atrás da poesia de todo dia.. trabalha com projetos grá cos e ilustração. na chuva que cai. como surge. que apontam para um possível lugar da poesia: as coisas simples da vida e da natureza que se pode observar. • Produção de poemas a partir de seres e elementos da natureza. O ILUSTRADOR • Leitura comparativa de outros livros de poesia do catálogo.. A AUTORA Sonia Junqueira nasceu em Três Corações. Interlocução com: Geografia. com métrica e rima. Artes. • Observação e análise das ilustrações. Literatura. Língua Portuguesa. LEITOR EM PROCESSO 61 . onde trabalha como editora de livros para crianças e adolescentes. Pluralidade cultural.POESIA NA VARANDA Texto: Sonia Junqueira Ilustrações: Flávio Fargas 28 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 9 anos ISBN: 978-85-7526-525-3 Menina encontra a poesia na simplicidade do cotidiano Poema sobre onde se pode encontrar a poesia: na planta que brota.

As potencialidades afetivas se mesclam com uma nova sensação de poder interior: a da inteligência. Livros de lendas ou narrativas mitológicas. Literatura infantil: teoria. 2010. Livros com a presença de grupos de personagens atuantes e questionadores. em que os protagonistas enfrentam grandes desa os para atingir seus objetivos. com começo.) ” . Maior capacidade de concentração. São Paulo: Moderna.Leitor uente (A PARTIR DE 10/11 ANOS) CARACTERÍSTICAS DAS CRIANÇAS NESTA FASE: Consolidação do domínio da leitura e da compreensão do mundo. p. (Nelly Novaes Coelho. A partir dessa fase. re exão e abstração. desenvolve-se o pensamento hipotético dedutivo “ e a consequente capacidade de abstração. re exivo. didática. Livros de contos e crônicas ou novelas de caráter realista. 37. LIVROS ADEQUADOS PARA AS CRIANÇAS NESTA FASE: Livros cujos personagens sejam “heróis” com valores humanos e ideais de justiça. seja do mundo da fantasia –. do pensamento formal. Livros policiais e de cção cientí ca. Desenvolvimento do pensamento hipotético dedutivo. O ser é atraído pelo confronto de ideias e ideais e seus possíveis valores ou desvalores. É a fase da pré-adolescência. Livros de aventura ou romance. análise. meio e m. simples – seja ela do cotidiano.

. Além disso. numa casa que ele mesmo construíra. LEITOR FLUENTE 63 O ILUSTRADOR O AVÔ MAIS LOUCO DO MUNDO Texto: Roy Berocay Ilustrações: Negreiros Tradução: Cristina Antunes 80 páginas | 14 x 21 cm Faixa etária sugerida: a partir de 10 anos ISBN: 978-85-65381-05-5 Aventuras de um menino com seu excêntrico avô O avô Felipe era magro. bate-papo sobre gêneros musicais preferidos dos alunos. Saúde. seus livros têm recebido prêmios importantes e são muito populares em seu país. . como o fumo. em Artes Plásticas. e também conhecer Gabriela. na Alcântara Machado. Roberto Negreiros nasceu e vive em São Paulo. Temas transversais: Ética. Meio ambiente. depois. e tem cinco lhos e três netos. Uruguai. pessoas da terceira idade importantes na vida dos alunos. • Pesquisa: hábitos nocivos à saúde. porque fumava muito.O AUTOR Roy Berocay nasceu em Montevidéu. • Observação e análise das ilustrações. tinha uma cara engraçada e vivia na praia.. Artes. Ciências. e em Jornalismo. Música. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate: o que significa ser “excêntrico”? Em que o comportamento de uma pessoa excêntrica se diferencia do de uma pessoa “normal”? Os alunos conhecem ou convivem com pessoas excêntricas? Como é a relação?. Diziam que era meio louco. Colaborador freelancer de importantes publicações e editoras do país há quase quatro décadas. Como seus pais iam viajar durante quinze dias. • Debate: crimes ambientais – a importância de denunciá-los e formas de fazer isso. é também músico e compositor. no Colégio Técnico de Artes Grá cas. careca. assim como em outros países da América Latina. bancava o detetive e adorava buscar soluções para todo tipo de problema. Saúde. escutava o dia inteiro uma música esquisita para um avô e estava sempre inventando máquinas que não funcionavam. • Bate-papo: a relação entre idosos e crianças. Foi guitarrista. Interlocução com: Estudos Sociais. Como escritor. é reconhecido pelo seu traço marcante e bem-humorado. como leitor de livros policiais. compositor e cantor do grupo uruguaio de rock e blues El Conde de Saint Germain e atualmente é membro da banda de rock La Conjura. Além de jornalista. na Faculdade Armando Álvares Penteado. experiências dos alunos nesse sentido. com audição de músicas desse gênero em sala de aula. foi com o avô que Marcos teve de car – e foi com ele que viveu uma grande aventura ao encontrar estranhas manchas no mar. em 1955. • Pesquisa: a terceira idade – o que é? Como se define? Como vem sendo encarada ao longo do tempo? Como é tratada no Ocidente e no Oriente? Como é tratada no Brasil?. • Pesquisa sobre o blues. Ecologia. Formou-se em Produção Visual Grá ca.

Sua formação em engenharia civil lhe foi muito útil na criação de castelos e moradias de fadas. Nesbit. Responsável pela autoria ou coautoria de mais de 60 livros de cção para crianças. Seu trabalho era conhecido pelo traço impecável.LANÇA MENTO A AUTORA LEITOR FLUENTE O CASTELO ENCANTADO Texto: E. Rowling. incluindo um anel de invisibilidade com extraordinários poderes mágicos. Muito conhecida e respeitada no Reino Unido. numa série de aventuras e perigos. Pluralidade cultural. embora também tenha feito diversos trabalhos para adultos. torres brancas e torreões. escritora e poetisa inglesa.5 x 22 cm Faixa etária sugerida: a partir de 10 anos ISBN: 978-85-8217-024-3 Edith Nesbit (1858-1924). • Produção de ilustrações a partir da leitura do livro. como J. autora da série Harry Potter. • Pesquisa sobre a mitologia grega e os principais deuses do Olimpo. . Millar tinha uma forte relação de trabalho com E.. • A partir da observação das ilustrações. Levados pela princesa. • Debate sobre a educação e a realidade escolar europeia no início do século XX. Harold Robert Millar (1869-1940). Millar Tradução: Márcia Soares Guimarães 248 páginas | 15. durante as férias escolares. 64 Temas transversais: Ética. comparação com a situação brasileira atual. Além de livros de fábulas e contos de fadas.. publicou suas histórias infantis sob o pseudônimo de E. Interlocução com: Artes. com histórias divertidas e fabulosas que têm como cenário lugares comuns e cotidianos. Literatura. O ILUSTRADOR Três irmãos vivem incríveis aventuras num castelo mágico Publicado pela primeira vez em 1907. além de um labirinto com uma princesa adormecida. na Inglaterra do começo do século XX. este livro conta as aventuras de três irmãos que. pela perspectiva e pela atenção aos detalhes. encontram um castelo encantado ao qual não faltam os costumeiros fantasmas e sortilégios assustadores. criou um novo gênero de aventuras de encantamento. bosques com estátuas de mármore. História. tornou-se muito conhecido por suas ilustrações de livros infantis. muitos deles adaptados para o cinema e para a televisão. como Robert Louis Stevenson e Rudyard Kipling. ilustrou obras de muitos autores britânicos de sua época. Um lago. Geografia. • Apresentação de informações sobre a Inglaterra do fim do século XIX. K. Nesbit Ilustrações: Harold R. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Organização de mural sobre a arquitetura e a localização de castelos famosos da Europa. pesquisa sobre a moda masculina e feminina da época. artista grá co e ilustrador escocês. in uenciou importantes autores da atualidade. Nesbit. • Pesquisa sobre a origem dos contos de encantamento. criam um clima de conto de fadas que captura o leitor desde a primeira linha. os irmãos descobrem os tesouros do castelo.

também tinha uma característica toda especial: ao se abrir. • Apresentação de informações detalhadas sobre a planta que produz a lágrima de Vênus. • Debate: como conviver e aceitar as diferenças de comportamento? • Produção de ilustrações a partir das aquarelas do livro. Essa or. O menino e a lágrima de Vênus convida o leitor a lançar um novo olhar sobre as coisas e a descobrir o brilho que há dentro de cada pessoa. ilustradora e autora premiada. ainda garoto. semelhante a um lírio. o texto. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisa e audição de canções de Caetano Veloso citadas no livro. poético. Minas Gerais. que gostava de car sentado na varanda observando o desabrochar de uma or. Maria José Boaventura nasceu em Pirapora. • Debate: o que faz de uma pessoa um artista?. utilizou a técnica da aquarela. com rara sensibilidade. História. observa a lágrima de Vênus cair de uma or. é professora titular de Estudos Literários da Faculdade de Letras da UFMG. Interlocução com: Artes. sempre ao meio-dia. no Rio Grande do Sul. dialoga (inclusive nas ilustrações) de forma emocionada com a obra musical do grande artista baiano. Pluralidade cultural. relato autobiográ co de Dona Canô. mãe de Caetano Veloso. Inspirado em fatos da vida do cantor e compositor Caetano Veloso. conhecida por “lágrima de Vênus”. organização de mural com dados e imagens da vida do artista baiano. A inspiração para escrever este livro surgiu com a leitura de Lembranças do saber viver. de vida e de poesia. deixava cair uma gota de seiva. Língua Portuguesa. Falando de amor.LANÇA MENTO A AUTORA O MENINO E A LÁGRIMA DE VÊNUS Texto: Lucia Castello Branco Ilustrações: Maria José Boaventura 40 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 10 anos ISBN: 978-85-8217-035-9 Lucia Castello Branco nasceu no Rio de Janeiro e mora em Belo Horizonte. realizou diversas exposições individuais e coletivas. no qual é narrada a cena em que o músico. LEITOR FLUENTE 65 A ILUSTRADORA História de um menino sensível e sua relação com a vida e a natureza História de um menino muito especial. . Meio ambiente. Ciências. Formada em Desenho e Pintura pela Escola de Belas Artes da UFMG. exposição de fotos ou gravuras. Para ilustrar este livro. Artista. Além de escritora. e mora em Tiradentes. foi professora de Educação Artística da UFRG. Temas transversais: Ética.

é um dos mais importantes intelectuais latinoamericanos do século XX. ensaísta. O VENTO LEITOR FLUENTE Texto: Octavio Paz Ilustrações: Tetsuo Kitora Tradução: Horácio Costa 24 páginas | 22 x 22 cm Faixa etária sugerida: a partir de 10 anos ISBN: 978-85-65381-70-3 Octavio Paz (1914-1998) nasceu na Cidade do México e passou a infância nos Estados Unidos.Vencedor do Prêmio Miguel de Cervantes de 1981 e do Prêmio Nobel de Literatura de 1990. Cursou Direito e especializou-se em Literatura. • Organização de mural com imagens de pássaros em árvores. Neste livro de poemas curtos. o poeta convida o leitor a mergulhar no imaginário dos momentos mais simples. contemplando a beleza existente em um simples pássaro que canta sobre o ramo de uma árvore ou no vento que balança as folhas. o renomado intelectual mexicano Octavio Paz mostra ao leitor que tais momentos podem ser vislumbrados de maneira bem profunda – por exemplo.LANÇA MENTO O AUTOR O RAMO. suas ilustrações coloridas misturam delicados traços em tons pastel. que estimulam os sentidos do leitor e o instigam a descobrir o que há de belo em momentos passageiros da natureza. no Japão e na Índia. • Mesa-redonda: Tudo na vida é efêmero?. transformando as impressões geradas por uma paisagem ou uma cena corriqueira em um livro cheio de descobertas. 66 . que compreende momentos de breve duração. Tetsuo Kitora é uma ilustradora japonesa várias vezes premiada dentro e fora de seu país. Também morou na Espanha. Temas transversais: Ética e Meio ambiente. Com delicadeza e sensibilidade. • Produção de poemas e ilustrações a partir da leitura do livro. formando composições um tanto abstratas. Suas obras revelam toda a vivência adquirida nos muitos países por onde passou. na França. Marcas do surrealismo e da escrita automática podem ser vistas neste e em vários outros livros de sua autoria. Interlocução com: Artes. debate sobre o que é perene e o que é transitório na vida. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisa sobre as características do vento e sua ação na natureza. Foi poeta. Neste livro. Língua Portuguesa. A ILUSTRADORA Poemas curtos re etem sobre o valor das coisas passageiras Efêmero é tudo aquilo que tem caráter temporário. Ciências. tradutor. editor e diplomata.

A AUTORA Lilian Sypriano nasceu no Rio de Janeiro e mora em Teresópolis. artista grá co americano. identificação desses elementos no livro. Literatura. utilizou caneta esferográ ca e recortes e se inspirou no trabalho de Saul Bass. ao publicar as histórias que havia criado para contar ao lho quando ele era pequeno. surgem pistas e suspeitas: um entregador de compras.5 cm Faixa etária sugerida: a partir de 10 anos ISBN: 978-85-7526-385-3 Garoto investiga roubo na casa de uma senhora idosa Esse livro traz uma forma diferente de narrar. • Comentário crítico sobre o desfecho da história e criação de outro desfecho. durante um passeio de bicicleta. Trabalho e consumo. O grito vem da casa de uma velhinha em apuros. Temas transversais: Ética. . Artes. criador de aberturas de vários lmes policiais e de suspense na década de 1960. O ILUSTRADOR ROUBO NA RUA DAS PAINEIRAS Texto: Lilian Sypriano Ilustrações: Angelo Abu 48 páginas | 15. um administrador de cemitério. • Pesquisa sobre os elementos fundamentais da narrativa policial. como se o próprio leitor fosse o detetive e vivesse as aventuras na pele do protagonista da história. Para ilustrar esse livro. A aventura começa quando o protagonista ouve. um grito arrepiante: “Aiiiiiiiiiiiii! Socoooooorro!”. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate sobre a participação do leitor na ação do livro. uma carta misteriosa. • Observação das ilustrações do livro e produção de desenhos com a mesma técnica. cujo marido está desaparecido. 67 LEITOR FLUENTE Angelo Abu nasceu e mora em Belo Horizonte e se graduou em Cinema de Animação pela Faculdade de Belas Artes da UFMG. Interlocução com: Língua Portuguesa. Hoje ela já tem quase 30 livros publicados para crianças e adolescentes..5 x 22. Iniciou sua carreira de escritora meio por acaso. dialogando o tempo todo com a autora. Durante a investigação..

Temas transversais: Ética. conhecendo guras estranhas. dramaturga. identificação desses elementos no livro. fora do comum. Esse livro surgiu a partir de uma série de cartas que ela escreveu para divertir a mãe. criou belíssimos desenhos no computador. Artes. que recebe do rei a tarefa de enfrentar o dragão que amedronta todo o reino. É ilustradora e autora. • Inventário de histórias maravilhosas conhecidas pelos alunos. pesquisa sobre lugares e seres fantásticos. Por causa disso. Geografia. A ILUSTRADORA Ana Raquel é mineira e atualmente mora no sul da Bahia. • Debate sobre as características do herói e do anti-herói nesse tipo de narrativa. Literatura. • Levantamento de dados e imagens do Japão. e vivendo situações as mais esquisitas – até fazer uma grande descoberta. A AUTORA Flávia Savary nasceu no Rio de Janeiro e mora em Teresópolis. 68 . Herói simplório enfrenta dragão feroz Simpi é um rapaz simples e humilde. palestrante sobre diversos temas e autora de vários títulos para crianças e adolescentes.SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisa sobre os elementos constitutivos da narrativa maravilhosa. Já ilustrou mais de 130 livros.. • Produção de desenhos a partir das ilustrações LEITOR FLUENTE digitais do livro. SIMPI & O DESAFIO DO DRAGÃO Texto: Flávia Savary Ilustrações: Ana Raquel 88 páginas | 17 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 10 anos ISBN: 978-85-7526-392-1 Interlocução com: Língua Portuguesa. É escritora. Pluralidade cultural. sai pelo mundo vivendo as mais loucas e maravilhosas aventuras.. Para ilustrar essa história. ilustradora.

técnica utilizada no livro. sem maiores explicações. Para ilustrar esse livro. os habitantes passam a ouvir. Ciências. • Inventário e debate sobre os temas sociais abordados no livro: ganância. História. Artes. o tempo todo. falta de comunicação entre as pessoas. revelando a sabedoria de So a. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Comparação entre as atitudes dos adultos e as das crianças: por que os problemas da cidade só atingem as pessoas mais velhas?. • Pesquisa sobre os cinco sentidos do ser humano. desamor.. dependência excessiva de máquinas.A AUTORA Andréa Belo nasceu em Belo Horizonte e reside no Rio de Janeiro. • Avaliação crítica das soluções propostas pelos cientistas. pois sabe que eles têm muitas coisas a dizer. todos confundem os números e misturam as cores. utilizou a técnica da colagem com pedaços de papel rasgado unidos de forma caleidoscópica. consumismo. coisas estranhas começam a acontecer em Aron. É formada em Letras e autora de outros livros infantis. Gosta muito de conversar com crianças e idosos. violência. • Produção de ilustrações por meio de colagem. Geografia. Para piorar. um zumbido de pernilongo. O mistério só cresce. até que um cientista esquisitão aterrissa na história. uma cidade como tantas outras: ninguém mais distingue os sabores. distanciamento da natureza. LEITOR FLUENTE 69 Angelo Abu também é mineiro de Belo Horizonte e se graduou em Cinema de Animação pela Faculdade de Belas Artes da UFMG. apenas as crianças cam imunes à calamidade. Temas transversais: Ética.. O ILUSTRADOR A VOZ DE SOFIA Texto: Andréa Belo Ilustrações: Angelo Abu 48 páginas | 21 x 24 cm Faixa etária sugerida: a partir de 10 anos ISBN: 978-85-7526-406-5 Cidade ca à mercê de estranhos acontecimentos De repente. Estranhamente. A cidade ca de cabeça para baixo. Meio ambiente. . Interlocução com: Língua Portuguesa. Saúde.

comparação entre as situações apresentadas no livro e as vividas pelas crianças de hoje. Leitura certamente enriquecedora para leitores brasileiros. nos valores. pais e filhos. O ILUSTRADOR LEITOR FLUENTE CUORE Texto: Edmondo de Amicis Ilustrações: Daniel Hazan Tradução e notas: Maria Valéria Rezende 272 páginas | 15. Interlocução com: Língua Portuguesa. 70 . espécie de “diário escolar”. encantou e emocionou inúmeras gerações em diversos países. re etir e debater sobre semelhanças e diferenças nos hábitos. toda a sua obra goza de grande prestígio na Itália. Trabalho e consumo.O AUTOR Edmondo de Amicis foi um escritor e militar italiano.. Artes. a relação entre professores e alunos. História. que poderão conhecer um pouco da vida de crianças italianas daquela época. • Pesquisa sobre o trabalho infantil. Ainda hoje. e faleceu em Bordighera. nas relações. em italiano) foi lançado em 1886 e é sua obra de maior destaque. tem forte ligação com o teatro. em 1908. comparar com a vida que levam hoje. a geografia e costumes da Itália a partir de cenas e situações do livro. em 1846. se tornou célebre e atravessou dois séculos. Pluralidade cultural. • Pesquisa sobre a história. área na qual atua desde 2007 como iluminador cênico e cenógrafo. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate sobre semelhanças e diferenças entre a realidade escolar mostrada no livro e a vivida pelos alunos. Cuore (“coração”. Formado pela Escola de Belas Artes da UFMG. • Projeto: redação de um diário escolar ao longo do ano. esse livro. Nasceu em Oneglia. onde estudou Artes Grá cas e Pintura. tendo se tornado um clássico da literatura para crianças e jovens. Geografia.5 x 22 cm Faixa etária sugerida: a partir de 11 anos ISBN: 978-85-65381-04-8 Daniel Hazan nasceu em Belo Horizonte em 1983. Diário escolar de um menino italiano no nal do século XIX Escrito no nal do século XIX e narrado por um aluno da 3ª série de uma escola municipal da Itália. Temas transversais: Ética. nos comportamentos. Cuore é o primeiro livro que ilustra. Literatura. em vários lugares do mundo..

mas apronta tantas confusões que ganha o apelido de Burrasca. LEITOR FLUENTE 71 . • Observação e análise das ilustrações. Interlocução com: História. Diário de um menino travesso na Itália do início do século XX Quase todos os dias. nasceu e morreu em Florença. nos anos 1960. ele gosta de brincar e de se divertir. qualquer que seja a época ou o lugar. o livro deu margem a uma série da televisão dirigida. mais conhecido como Vamba. com a cantora Rita Pavone no papel de Gian Burrasca. povo. Leitura hilariante para todas as idades. que recebeu a colaboração de importantes escritores italianos e foi publicado até 1927. onde se dedicou ao jornalismo político e humorístico. nas ruas da cidade. Literatura. Trabalho e consumo. Temas transversais: Ética. publicado como folhetim entre 1907 e 1908 e. • Debate: a realidade escolar. crenças e costumes. Ilustrado pelo próprio autor. morou em Roma. E é também o protesto de um menino contra o mundo conformista da “gente grande”. este diário é uma sátira à sociedade. religiosa e familiar mostrada no livro é semelhante à atual no Brasil? O que é diferente?. • Pesquisa de opinião: o que você acha de alguém que sempre diz a verdade? Isso deve acontecer sempre? Por quê?. Artes. em livro. porém seu mérito principal continua sendo o de ter dado vida e vigor ao jornalismo infantil: em 1906. os parentes e os amigos. pela cineasta Lina Wertmuller.Vamba escreveu numerosas obras de literatura infantojuvenil. Pluralidade cultural.O AUTOR O DIÁRIO DE GIAN BURRASCA Texto e ilustrações: Vamba (Luigi Bertelli) Tradução e notas: Reginaldo Francisco 248 páginas | 15. posteriormente. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Relato de experiências: quem já viveu situações semelhantes ou se sentiu como o protagonista da história?. convivendo com os pais. fundou “Il Giornalino della Domenica” [O Jornalzinho de Domingo]. • Pesquisa sobre a história da Itália: formação. Itália.5 x 22 cm Faixa etária sugerida: a partir de 11 anos ISBN: 978-85-65381-13-0 Luigi Bertelli (1858-1920). instituições políticas e sociais. as irmãs. Durante sua carreira pro ssional. Como toda criança. Giannino Stoppani anota num diário os acontecimentos de sua vida e da vida de sua família. Geografia. na escola. tendo colaborado com diversos jornais até decidir abandonar o mundo dos adultos para se ocupar das crianças. colocando a serviço delas a própria experiência de jornalista. à igreja e à educação. cujo signi cado em italiano é “tempestade”. O garoto conta suas aventuras e travessuras em casa.

Meio ambiente. em 1971. História. um livro original e surpreendente. Artes. dicionários. • Comparação: história realista e história surrealista. Temas transversais: Ética. Espanha. já ilustrou vários livros infantojuvenis. Além de trabalhos de ilustração de livros didáticos. e que ainda não arrumaram um presente para ele. É na busca desse presente que se desencadeiam as mil coisas do título desta história. Geografia. • Observação e análise das ilustrações. que acontecem na cidade de Nil. O Tratável. onde tudo é possível. Pluralidade cultural. Licenciado em pintura pela Universidade Complutense (Madri). onde o excepcional faz parte do dia a dia. Traduzido do galego. cheias de imaginação. • Música: formação de uma banda. Em 2009. Ciências. comparação com situações absurdas do livro. publicou diversos livros. é ilustrador. Mil coisas podem acontecer obteve o prêmio Merlín de Literatura Infantojuvenil. A narrativa nos mostra uma série de personagens insólitos e situações disparatadas. Pindo IV. escritor e pintor. autor de histórias em quadrinhos. Como autor de literatura infantil.SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate: o que é ser normal? Pessoas diferentes podem conviver em harmonia?. Aventuras insólitas. Leda e Mercurim. . O AUTOR 72 Jacobo Fernández Serrano nasceu em Vigo. • Pesquisa sobre a fauna e a flora do fundo do mar. Língua Portuguesa. percebem que está chegando o aniversário do pai. guias sobre a natureza. transformando o absurdo em “normal”. cartazes e ilustrações para a televisão. LEITOR FLUENTE MIL COISAS PODEM ACONTECER Texto e ilustrações: Jacobo Fernández Serrano Tradução: Luís Reyes Gil 216 páginas | 14 x 21 cm Faixa etária sugerida: a partir de 11 anos ISBN: 978-85-65381-02-4 Interlocução com: Literatura. • Estudo dos mapas que abrem o livro. • Levantamento de situações absurdas vividas ou conhecidas dos alunos. com situações disparatadas e cheias de nonsense Os lhos do rei do mar. • Produção de texto: seleção e reescrita de um trecho surrealista do livro.

fez pós-graduação em Literatura Infantil e Juvenil e mestrado em Literaturas de Língua Portuguesa pela PUC Minas.A AUTORA Neusa Sorrenti nasceu em Itaguara. Geografia.. e a cheiro de terra e de chuva. o povoado com galinhas nas ruas. • Identificação de elementos típicos do cenário interiorano brasileiro. o congado. procuram mostrar um pouco da alma brasileira. Interlocução com: Língua Portuguesa. Artes. Poemas sobre a paisagem e a vida interiorana do Brasil Inspirados em pinturas e tendo como epígrafes versos de canções da música popular brasileira. Foi professora e bibliotecária e é autora de cerca de 30 livros de literatura para crianças e jovens. e mora em Belo Horizonte. Reunindo três linguagens. Temas transversais: Meio ambiente. SELECIONADO PELA FNLIJ PA RA 46ª FEIRA DE A LIVROS INFAN TI BOLONHA 20 S DE 10 • Produção e exposição de pinturas a óleo. Graduou-se em Letras e Biblioteconomia. comparação entre o conteúdo dos poemas. os poemas desse livro remetem a um Brasil interiorano. com a ferramenta que têm.. Literatura. pesquisa de imagens e comparação com as telas do livro. dos poemas e canções do livro. interior de Minas. a obra manifesta um enorme carinho por todos aqueles que. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisa sobre os elementos característicos da poesia. O carro de boi. o contador de histórias. • Apresentação coletiva. Pluralidade cultural. Era pintor autodidata. O PINTOR LEITOR FLUENTE 73 PINTANDO POESIA Texto: Neusa Sorrenti Telas: José Heleno Sorrenti Fotogra a: Daniel Mansur 40 páginas | 21 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 11 anos ISBN: 978-85-7526-333-4 José Heleno Sorrenti nasceu em Carmópolis de Minas e morava em Itaguara. o vaqueiro e o amor pela terra são alguns dos temas presentes no livro. as epígrafes e as telas. a boiada. • Pesquisa musical a partir das epígrafes dos poemas. de voz brejeira ou melancólica. Participava do projeto Talentos da Maturidade e já mostrou suas telas em exposições individuais e coletivas. Faleceu em Itaguara em maio de 2011. a escola rural. com recitação e cantoria. .

Literatura infantil: teoria. Desenvolvimento do pensamento re exivo e da consciência crítica. Livros que mostrem personagens dinâmicas.(A PARTIR DE 12/13 ANOS) Leitor crítico CARACTERÍSTICAS DAS CRIANÇAS NESTA FASE: Domínio total da leitura e da linguagem escrita. p. 2010. em busca da autorrealização e do autoconhecimento. o adolescente deve se abrir plenamente para “ o mundo e entrar em relação essencial com o outro. 39-40. O conhecimento de rudimentos básicos de teoria literária faz-se necessário. São Paulo: Moderna. didática. Capacidade de compreensão do mundo ampliada. pois a literatura é a arte da linguagem e como qualquer arte exige uma iniciação. de modo a tornar a leitura mais desa adora. Nesta fase.. Livros que apresentem linguagem mais elaborada. [. Livros que abordem os principais problemas e questionamentos do adolescente atual. (Nelly Novaes Coelho.] O convívio do leitor crítico com o texto literário deve extrapolar a mera fruição de prazer ou emoção e deve provocá-lo para penetrar no mecanismo da leitura. Desenvolvimento da escrita criativa.) ” . Interesse por novas vivências e conhecimentos LIVROS ADEQUADOS PARA AS CRIANÇAS NESTA FASE: Livros que apresentem uma visão crítica da sociedade e dos con itos da realidade contemporânea. análise..

e trabalha para a imprensa (revistas Astrapi e D Lire – BayardPresse) e com livros juvenis: Les orpailleurs (Os garimpeiros). entre os quais o recente L’arche et l’arc-en-ciel: Michel-Ange La voûte de la chapelle sixtine (A arca e o arcoíris: Michelangelo. • Produção de texto: Como vejo a realidade? Interlocução com: Língua Portuguesa. Estudou na escola Les Arts Décoratifs. Filosofia. • Produção de desenhos e quadrinhos a partir das conversas sobre o olhar. entre outros. de Paris. • Conversa sobre a relatividade do olhar. Segundo a autora. tanto na realidade quanto nas imagens que povoam o mundo. o teto da Capela Sistina – Le Passage. As ilustrações são modernas. é autora de vários livros. e em muitos momentos recorrem à linguagem dos quadrinhos. 75 LEITOR CRÍTICO A ILUSTRADORA . História. • Relatos dos alunos sobre vivências e experiências semelhantes às debatidas no livro. Em 2003. Conversavam sobre tudo o que viam. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate com os alunos sobre o que vem a ser filosofia e sobre a relatividade do olhar. 2006). Pluralidade cultural. soltas. escritora e diretora de pesquisa no CNRS (Centre National de la Recherche Scienti que – Centro Nacional de Pesquisa Cientí ca). Le baron perché (O barão nas árvores). Temas transversais: Ética. de traços rmes. Literatura. Especialista em comunicação por imagens. Assim surgiu esse livro. Artes.A AUTORA Marie José Mondzian é lósofa. sob a forma de um diálogo imaginário no qual tudo o que é dito foi realmente falado por uns e outros durante aqueles encontros. as crianças a ajudaram a compreender as alegrias. o papel da televisão e da mídia em geral no mundo contemporâneo. a autora se encontrou com crianças e pré-adolescentes em escolas de diversas cidades da França e de vários bairros de Paris. O QUE VOCÊ VÊ? – UMA CONVERSA FILOSÓFICA Texto: Marie José Mondzian Ilustrações: Sandrine Martin Tradução: Mariângela Haddad 180 páginas | 15 x 20 cm Faixa etária sugerida: a partir de 12 anos ISBN: 978-85-7526-552-9 Diálogo entre uma lósofa e uma adolescente sobre a realidade e suas imagens Durante dois anos. as tristezas e os medos que as imagens do mundo em que vivemos nos provocam. Sandrine Martin nasceu em 1979. os instrumentos usados para ver. ganhou o prêmio Fnac para jovens talentos de histórias em quadrinhos.

éis. SELO ALTAMEN TE RECOMENDÁVE L 2010 76 . Caminhos. percebeu quanto sua história e a de seus antepassados está ligada à Estrada Real. novos e. onde se formou em Jornalismo. • Observação e análise das ilustrações. nos poemas. coloridos. econômicos e culturais dos estados e das cidades por onde a Estrada Real passava. conquistou o prêmio Casa de las Américas de Literatura Brasileira. é revisitada nesse livro em poemas emocionantes e belissimamente ilustrados. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate para levantar os conhecimentos que os alunos têm a respeito da Estrada Real. Língua Portuguesa. ao mesmo tempo. Literatura. cidades e detalhes das margens da estrada surgem a cada página. tão importante para a formação do Brasil e ainda tão pouco conhecida dos brasileiros. Artes. Meio ambiente. um poema e sua ilustração. Temas transversais: Pluralidade cultural. Interlocução com: História. Geografia. identificação. homenagem emocionada à poesia das ideias que ela desperta em todos aqueles que a percorrem. • Pesquisa: o papel da Estrada Real na formação do Brasil.A AUTORA LEITOR CRÍTICO UM VERSO A CADA PASSO – A POESIA NA ESTRADA REAL Texto e ilustrações: Angela Leite de Souza Fotogra a: Sylvio Coutinho 48 páginas | 21 x 27 cm Faixa etária sugerida: a partir de 12 anos ISBN: 978-85-7526-344-0 Angela Leite de Souza nasceu em Belo Horizonte e viveu grande parte de sua vida no Rio de Janeiro. de informações a respeito dessa estrada. Em 1997. • Pesquisa: aspectos geográficos. Angela usou bordados e colagens com tecidos e materiais de costura. com o livro de poemas Estas muitas Minas. Para ilustrá-lo. Ao concretizar o projeto desse livro. Tem cerca de 50 livros publicados. • Trabalho de grupo: escolher e analisar Poemas em homenagem à Estrada Real A Estrada Real.

país africano. formada pela UEMG e pela UFMG. respectivamente. Seria essa a oportunidade de Amsy encontrar a irmã. Interlocução com: História. • Debate: em que medida a Declaração Universal dos Direitos Humanos é respeitada no Brasil. que luta contra o problema em diversos países. como no Níger. É designer e artista grá ca.Viajou pelo mundo inteiro e durante nove anos participou do programa Résistance (Resistência). há mais de 30 anos. Um retrato comovente da vida de muitas pessoas ainda submetidas a diferentes formas de escravidão em pleno século XXI. Para realizar esse trabalho. Pluralidade cultural. • Pesquisa sobre a formação histórica da África: divisão política. da televisão francesa. LEITOR CRÍTICO 77 A ILUSTRADORA VOCÊ É LIVRE! Texto: Dominique Torrès Ilustrações: capa – Thomas Ehretsmann miolo – Christiane Costa Tradução e notas: Maria Valéria Rezende 112 páginas | 14 x 21 cm Faixa etária sugerida: a partir de 12 anos ISBN: 978-85-65381-03-1 Romance-reportagem sobre escravidão e liberdade No Níger. Christiane Costa nasceu em Belo Horizonte.. um homem desconhecido conversa com o garoto e se propõe levá-lo para a cidade. • Observação e análise das ilustrações. porque o caminho da liberdade é duro para quem nunca soube senão se calar e obedecer. Temas transversais: Ética. Uma manhã. utilizou recortes. quando Amsy cata gravetos para a mãe acender o fogo e preparar a refeição dos donos. Amsy deverá lutar muito. população. seriam também libertados? Seja como for. que tinha sido vendida? E seus pais. na atualidade?. Amsy e sua família são escravos de uma família de tuaregues. onde ele poderá viver livre. • Pesquisa e debate: existe ainda algum tipo de escravidão no Brasil? Qual(is)?. etc. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Painel sobre a escravidão na África nos dias de hoje. colagens e interferência em fotogra as. Já produziu quatro lmes sobre escravidão nos dias atuais e alguns livros sobre o assunto. Geografia.A AUTORA Dominique Torrès é uma das principais repórteres do canal France 2.. no deserto. e esse é o primeiro livro que ilustra. Trabalho e consumo.. Artes. economia. Fundou e preside a organização Réagir dans le Monde (Reagir no Mundo). sobre Direitos Humanos. Trabalha na área editorial como designer há alguns anos. . onde vive e trabalha.

História. • Debate: existe vida fora do planeta Terra?. Meio ambiente. • Astronomia: pesquisa sobre o universo. Diogo Droschi é mineiro de Belo Horizonte. Literatura. Interlocução com: Ciências. foi um escritor. estudo das ideias desse filósofo e pensador. É uma das grandes guras do Iluminismo. • Debate: o ser humano é grandioso ou mesquinho? É humilde ou arrogante? É sábio ou ignorante?. que decide se aventurar pelo universo. E a conversa gira em torno de grandezas e pequenezas – do ser humano. Filosofia.. Formado em Design Grá co pela UEMG e em Artes Grá cas pela Escola de Belas Artes da UFMG. Micrômegas. Aqui. ensaísta e lósofo francês. Depois de fazer amizade com um gigante menor em Saturno. • Observação e análise das ilustrações. Produziu cerca de 70 obras em quase todas as formas literárias. usou referências de imagens cientí cas antigas. um grupo de lósofos que eles só conseguem enxergar usando um diamante como microscópio. a Via-Láctea e o sistema solar. Geografia. Temas transversais: Ética. mais conhecido como Voltaire (1694-1778). habitante de um planeta na órbita da estrela Sirius. Micrômegas chega à Terra. sempre trabalhou como designer grá co e ilustrador para agências de publicidade e editoras. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Pesquisa sobre a vida de Voltaire e a época em que viveu. O ILUSTRADOR Gigante extraterrestre visita a Terra e conversa com um grupo de lósofos Inspirado nas Viagens de Gulliver (1726). de Jonathan Swift.. escrito em 1752. do planeta. • Observação e análise da ironia presente no texto. é considerado um dos primeiros textos de cção cientí ca e também um dos primeiros a veicular a possibilidade de sermos visitados por habitantes de outros planetas. e suas obras e ideias in uenciaram pensadores importantes.5 x 22 cm Faixa etária sugerida: a partir de 14 anos ISBN: 978-85-65381-01-7 François Marie Arouet. Para ilustrar esse livro. Artes.O AUTOR LEITOR CRÍTICO MICRÔMEGAS – UMA HISTÓRIA FILOSÓFICA Texto: Voltaire Ilustrações: Diogo Droschi Tradução e notas: Maria Valéria Rezende 64 páginas | 15. ele e seu amigo têm uma longa e interessante conversa com seres minúsculos. O personagem que dá nome ao livro é um ser gigantesco. Uma literatura sempre atual e cada vez mais necessária a todas as idades. O conjunto de ideias de Voltaire constitui uma tendência de pensamento conhecida como Liberalismo. 78 .

Em 2001. seus amigos. • Observação dos recursos linguísticos das histórias: clareza vocabular e sintática. tom das narrativas. LEITOR CRÍTICO 79 . Minas Gerais. • Estudo da estrutura dos textos: narrador. desenvolvendo projetos editoriais. espaço. seja na ambientação em diferentes lugares do país. começou a publicar cção e poesia para adultos. tempo. trabalha como designer. Formada em Pedagogia. com forte presença de diálogos. O ILUSTRADOR HISTÓRIAS DAQUI E D’ACOLÁ Texto: Maria Valéria Rezende Ilustrações: Diogo Droschi 96 páginas | 15. durante muitos anos dedicou-se à Educação Popular. personagens. inspirou-se na técnica da xilogravura comumente utilizada nas ilustrações da literatura de cordel. História. Seja nas temáticas variadas. Temas transversais: Ética. Interlocução com: Literatura.5 x 22 cm Faixa etária sugerida: a partir de 14 anos ISBN: 978-85-7526-391-4 Diogo Droschi nasceu em Belo Horizonte. Trabalho e consumo. Língua Portuguesa.A AUTORA Maria Valéria Rezende é paulista de Santos e mora em João Pessoa. Formado em Design Grá co e Artes Visuais. • Pesquisa em jornais e revistas sobre histórias interessantes com cidadãos do povo. Para ilustrar esse livro. • Relatos dos alunos sobre vivências e experiências semelhantes às retratadas nos contos. Geografia. ação. jovens e crianças. Paraíba. atuando no Brasil e no exterior. as histórias abordam acontecimentos e situações típicas do nosso cotidiano. seu estilo de vida. Contos retratam situações típicas do cotidiano brasileiro Coletânea de contos bem brasileiros. riqueza estilística. especializada em História da Igreja na América Latina e mestre em Sociologia. Pluralidade cultural. Língua e Literatura Francesa. num des le de personagens com as quais o leitor pode tanto se espantar quanto se identi car ou identi car sua família. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate sobre o gênero e a temática da obra: coletânea de contos com forte presença de diálogos e situações da vida cotidiana brasileira.

Pela Autêntica Editora. “onde o olho desprevenido só vê miséria e tristeza”. No m de longa jornada. Pedagogia e Sociologia. as dificuldades pelas quais passam as pessoas que não sabem. • Avaliação do texto metrificado e rimado: melhor para ler? Por quê?. Interlocução com: Literatura. onde viveu até os 17 anos. que “valeu uma vida inteira”. Meio Ambiente. à literatura e à formação de leitores e escritores. Formada em Língua e Literatura Francesa. • Observação e análise das ilustrações. quando ele estava perdido. Temas transversais: Ética. Trabalho e consumo. 80 . Desenrolando a língua e Micrômegas.A AUTORA LEITOR CRÍTICO Maria Valéria Rezende nasceu em 1942 em Santos. enfrentou trabalho escravo no corte ilegal de árvores na Amazônia. na cidade de Belo Horizonte. tribo nômade que vaga há oito anos por João Pessoa. OURO DENTRO DA CABEÇA Texto: Maria Valéria Rezende Ilustrações: Diogo Droschi 104 páginas | 15. gêneros e livros preferidos dos alunos. vive há mais de 30 anos na Paraíba. a aprendizagem da leitura como uma conquista cidadã. Ciências. SP. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Bate-papo sobre a importância de saber ler e escrever. dedicando-se à educação popular. Meio ambiente. andou o Brasil inteiro. • Pesquisa: a exploração predatória da Amazônia. Diogo Droschi nasceu em 1983. MG. ilustrou os livros Histórias daqui e d’acolá. passou por um garimpo em que a vida era subumana. É formado em Design Grá co pela UEMG e em Artes Grá cas pela Escola de Belas Artes da UFMG. foi que encontrou o tesouro no lugar menos esperado. parte deles premiados. tem publicado livros de cção e poesia para gente de qualquer idade. • Pesquisa: o trabalho escravo no Brasil. onde ainda vive. • Pesquisa: analfabetismo e analfabetismo funcional. sofreu solidão e privações. Desde 2001. • Debate: por que ler? Por que não ler? Quem concorda/ não concorda com a forma de Marílio da Conceição encarar os livros? A importância da leitura literária. alguns traduzidos e publicados em outros países. Foi cofundadora e continua participando do Clube do Conto da Paraíba. sem saber para onde ir.5 x 22 cm Faixa etária sugerida: a partir de 14 anos ISBN: 978-85-65381-07-9 O ILUSTRADOR Aventuras e desventuras de um homem em busca de aprender a ler História de um homem que correu sérios perigos. tentando achar um tesouro “nem de prata nem de ouro: de coisa mais preciosa”. Estudos Sociais. Vagalovnis.

os planetas. Foi projetista de Engenharia Civil e. há alguns anos. Na criação de neologismos e na aplicação de recursos próprios da poesia concreta. Diogo Droschi é mineiro de Belo Horizonte. • Pesquisa: o sistema solar. na natureza. sempre intrigante… SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Debate sobre a existência de seres extraterrestres e vida em outros planetas. certa noite. seus poemas são como uma nave que conduz o leitor a uma viagem poética em meio a seres.5 x 22. Para ilustrar esse livro. vaga-lume) com a sigla ovni (objeto voador não identi cado) –.O AUTOR Antonio Barreto nasceu em Passos. a Via-Láctea. passou a se dedicar à literatura. a Lua e o universo. Língua Portuguesa.(de vagar. Suas obras já lhe valeram prêmios importantes. Formado em Design Grá co pela UEMG e em Artes Grá cas pela Escola de Belas Artes da UFMG. • Trabalho em grupo: escolher e analisar um poema e sua ilustração. às vezes estranha. que. Artes. • Relatos de alunos que já tenham avistado algum objeto voador não identificado. • Produção de colagens a partir das ilustrações do livro. onde estudou História e Letras. avistou uma luz imensa. numa paisagem – verbal e visual – às vezes enigmática. LEITOR CRÍTICO 81 O ILUSTRADOR VAGALOVNIS Texto: Antonio Barreto Ilustrações: Diogo Droschi 56 páginas | 15. Temas transversais: Meio ambiente. e mora em Belo Horizonte. esse livro “brinca” de forma original com a linguagem. Interlocução com: Geografia. • Produção de textos poéticos com apelo visual. Minas Gerais. na página. Pluralidade cultural.5 cm Faixa etária sugerida: a partir de 14 anos ISBN: 978-85-7526-527-7 Poemas mergulham nos enigmas da natureza e da linguagem Desde o título – uma combinação do radical vaga. elementos e sentimentos que se movem no espaço. a ilustração e o design editorial. Literatura. de origem desconhecida. Esse livro surgiu de uma experiência insólita vivida por ele. tem como grandes paixões a tipogra a. estabelecendo um diálogo verbovisual ao mesmo tempo sedutor e inquietante. pairando sobre o vale onde se situa sua casa de campo. muniu-se de uma gama variada de recursos e recriou os rascunhos concebidos pelo autor. História. .

Branca Maria de Paula. • Entrevistas com familiares e professores mais velhos para estabelecer comparação entre a escola “de ontem” e a de hoje.LEITOR CRÍTICO RETRATOS DA ESCOLA Textos: Machado de Assis. Lourenço Diaféria. Affonso Romano de Sant’Anna. Luiz Vilela. de alguma forma. Pluralidade cultural. Adriano Macedo. • Debate: a escola pode ser considerada uma ponte entre a casa (a família) e o mundo? Por quê?.5 x 22 cm Faixa etária sugerida: a partir de 15 anos ISBN: 978-85-65381-09-3 Diálogo entre autores do passado e do presente sobre o tema “escola” Organizada por Adriano Macedo. Interlocução com: Literatura. é uma coletânea de textos clássicos e contemporâneos. as emoções e densidades da escola no período em que viveram essa fase. Retratos da Escola. um conjunto de “fotogra as literárias” em que escritores de diferentes épocas registram as cores. se assemelhem às apresentadas nos contos do livro. Raul Pompéia. Marcos Rey. • Observação e análise de diferenças e efeitos da narrativa na 1ª e na 3ª pessoa. Estudos Sociais. SUGESTÕES PARA O TRABALHO EM SALA DE AULA • Bate-papo: vivências e experiências dos alunos que. 82 . também autor. assim como um álbum de fotogra as que nos permite observar e comparar retratos de vários momentos da vida. • Pesquisa: características do gênero literário conto . Francisco de Morais Mendes 88 páginas | 15. Temas transversais: Ética.

especialista em literatura para crianças e jovens.br/autentica/livros_infantis Para o professor ROTEIROS DE LITERATURA INFANTIL E JUVENIL .O site da Autêntica coloca à disposição de professores. pais e educadores quatro roteiros com questões para a re exão e a ampliação de conhecimentos sobre literatura infantil e juvenil. Os arquivos podem ser acessados pelos links de qualquer um dos livros da área de Literatura Infantil.autenticaeditora. Elaborados pela professora Ligia Cademartori. os roteiros são dirigidos para a leitura literária e tratam dos seguintes temas: PARA PENSAR A POESIA PARA PENSAR A NARRATIVA INFANTIL PARA PENSAR O LIVRO DE IMAGENS PARA PENSAR A LITERATURA JUVENIL Acesse: www.com.

84 .PARA O PROFESSOR SÉRIE CONVERSAS COM O PROFESSOR O objetivo desta série é facilitar ao professor do Ensino Fundamental o acesso ao conhecimento produzido pela Academia numa linguagem não acadêmica. sem so sticações teóricas e levando em conta a vivência e a experiência desse pro ssional.

e na Universidade de Tulane. Como conferencista. sob a m o c r o ss profe e tre professor as relações en a mediação d alunos com a s) agda Soare literatura. nos Estados Unidos. Partindo do pressuposto de que se tornar leitor é um processo que ocorre ao longo do tempo e de distintas maneiras para diferentes pessoas. É a partir do que pode aproximar alguém da obra literária que são apresentados e discutidos aspectos e elementos próprios da literatura infantil clássica e contemporânea. participou de congressos na Universidade de Lisboa. Ligia Cademartori é doutora em Teoria da Literatura. obra este livro é a “Felizmente. Tem participado como jurada do Prêmio Jabuti – Câmara Brasileira do Livro –. Faz crítica literária no suplemento “Pensar” do jornal Correio Brasiliense. em Portugal. sem ignorar a bagagem que o professor traz consigo.” (M PARA O PROFESSOR 85 . sobre re literatura.5 x 22. de comissões de seleção de livros de literatura do PNBE/MEC 2005 e 2007 e de vários outros concursos literários. a autora debruça-se sobre o professor-leitor para falar da leitura literária como experiência iniciática de doação de sentido. MÉDIOS E GRANDES Autora: Ligia Cademartori 128 páginas | 15. Foi professora do Curso de Pós-Graduação em Letras da Universidade de Brasília (UnB).PRÊMIO CECÍ LIA MEIRELES MELHOR LIVR O TEÓRICO DE 20 10 O PROFESSOR E A LITERATURA – PARA PEQUENOS.5 cm ISBN: 978-85-7526-426-3 A AUTORA As relações entre professor e alunos com a mediação da literatura Esse é um livro que pode realmente dar suporte ao trabalho em sala de aula. Seu ponto de partida é a relação que o professor mantém com a literatura. das diferentes modalidades de poesia endereçadas aos estudantes. da formação de leitores no âmbito escolar. pre vemos e sem que nunca ti na ra bre literatu esperamos so as relações do escola. da literatura juvenil em sua di culdade de de nição.

a autora discorre sobre os componentes técnicos necessários ao exercício da leitura de ilustrações. clássicos e contemporâneos. onde também concluiu o mestrado em Literatura Brasileira. enfocando 14 elementos fundamentais para a de nição de uma estrutura capaz de surpreender o leitor de qualquer idade pela excelência da combinação verbovisual.” para as crianç ) (Gê Orthof 86 . strução de um n valioso na co a crítico sobre pensamento vros porânea de li m te n o c ão ç u prod as.5 cm ISBN: 978-85-7526-534-5 Como ler e interpretar as ilustrações nos livros infantis Esse livro trata do lugar da ilustração em livros infantis nacionais e estrangeiros.5 x 22. isto é. Trabalhou em importantes jornais e revistas brasileiros e também é autora de livros infantis. que. interferem no processo de leitura e interpretação do texto visual.RA O ÇÃO PA INDICA JABUTI 2012 O PRÊMIO RO EDUCAÇÃ MELHO R LIV A AUTORA A IMAGEM NOS LIVROS INFANTIS – CAMINHOS PARA LER O TEXTO VISUAL Autora: Graça Ramos 176 páginas | 15. Piauí. impo nversas com o o para a série C ro é auxílio liv u e S Professor. Para sustentar a tese de que “a imagem pode de nir rumos para a leitura” e de que este não é um ato totalmente arbitrário. O livro destaca a importância dos livros ilustrados para o processo de formação de novos leitores e ressalta a necessidade de aproximação de pais e professores. publicou. principais intermediários do processo de alfabetização. É doutora em História da Arte pela Universidade de Barcelona. Por meio de exemplos práticos. Na Autêntica. com “Graça Ram as e ões apaixonad aç rv se b o as su uição rtante contr ib críticas. livre. em parceria com o artista plástico Galeno. É formada em Jornalismo pela Universidade de Brasília. ao lado do capital cultural de cada leitor (adulto ou criança). Casa do sabor e Vamos voar as trancinhas? PARA O PROFESSOR SELO ALTAMEN TE RECOMENDÁVE L 2011 os traz. Graça Ramos nasceu em Parnaíba. desse universo que a cada dia se transforma. o livro exibe páginas de obras que se encaixam nas diferentes categorias do livro infantil ilustrado.

recebeu importantes prêmios no Brasil e no exterior. em 1940. Bartolomeu Campos de Queirós nasceu em Papagaios. o autor permite que se compreenda um outro universo de sua escrita e também revela o modo como percebe a si próprio. Algumas de suas obras foram traduzidos para o inglês. sobre ar B e d o ic ít o e ao cr ura. o mais importante prêmio internacional para a literatura infantil e juvenil. à educaçã it le à re fe re ele que se r. Formou-se em Filoso a e especializouse em Educação e Arte no Instituto Pedagógico de Paris. o espanhol e o dinamarquês. vai cheg entro do pensamento ais d um pouco m tudo no tolomeu. Ocupava desde 2009 a Cadeira 26 da Academia Mineira de Letras. Como escritor. Foi nalista do Hans Christian Andersen. Um dos últimos. Seu primeiro livro. foi lançado em 1974. ed s perto. O peixe e o pássaro. A lha da preguiça. vai ter com o it cr es e d o entre seu ofíci que perceberá. ra em a rs ve n co a teratu um o a vida e a li m co . nesse livro. relatos de seus tempos de escola e também de sua experiência como leitor. escrita e educação Organizada em duas partes. foi publicado em 2012 pela Autêntica Editora. ro v li “Neste ucador e nde escritor. De maneira diferente daquela de seu texto literário. essa antologia traz. em Belo Horizonte. interior de Minas Gerais. poeta e ensaísta. além de textos críticos sobre o trabalho do autor como escritor.5 cm ISBN: 978-85-65381-22-2 O pensamento crítico de um escritor-educador a respeito de leitura.” podem ser su ueira) (Sonia Junq PARA O PROFESSOR 87 . Seu papel como educador e intelectual engajado em promover a leitura é a chave desta publicação. publicou mais de 60 títulos. “Leitura e memória” e “Leitura e educação”.5 x 22. ESCREVER E OUTROS DIÁLOGOS Autor: Bartolomeu Campos de Queirós 120 páginas | 15. Faleceu em janeiro de 2012. as is co outras bstantivas. Ficcionista. ra g o u o rm fo mai ar um pouco artista. como que em um itinerário crítico.O AUTOR SOBRE LER. o se r vai saber com o it le o . cidade onde viveu e trabalhou.

O livro também oferece aos leitores sugestões de atividades. inclusive às crianças. dados de pesquisas e relatos de situações concretas vividas por professores e seu grupo de crianças. o letramento e a alfabetização. atuando no curso de Pedagogia e no Programa de PósGraduação em Educação. Nesse sentido. Partindo desse pressuposto. É doutora em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP) e foi diretora de Ensino da Secretaria de Educação do Recife. Inglaterra) e professora do Centro de Educação da Universidade Federal de Pernambuco. este livro apresenta um conjunto de artigos voltados para os pro ssionais que atuam na Educação Infantil e buscam re etir sobre o trabalho didático que desenvolvem na área de linguagem escrita. a intenção desta obra é contribuir com o planejamento do ensino da linguagem escrita a crianças menores de seis anos. desde cedo. . formadora de professores e membro do Centro de Estudos em Educação e Linguagem (CEEL/ UFPE). É pesquisadora.A S OR G A N I Z A D OR A S Ana Carolina Perrusi Brandão é PhD em Psicologia pela University of Sussex (Brighton. Ester Calland de Sousa Rosa é professora do Departamento de Psicologia e Orientação Educacionais da Universidade Federal de Pernambuco e membro do Centro de Estudos em Educação e Linguagem (CEEL/UFPE). na direção de práticas signi cativas que integrem. PARA O PROFESSOR 88 LER E ESCREVER NA EDUCAÇÃO INFANTIL – DISCUTINDO PRÁTICAS PEDAGÓGICAS Coleção: Língua Portuguesa na Escola Organizadoras: Ana Carolina Perrusi Brandão e Ester Calland de Sousa Rosa 192 páginas | 14 x 21 cm ISBN: 978-85-7526-503-1 Práticas pedagógicas de letramento e alfabetização A leitura e a escrita fazem parte do nosso cotidiano e são patrimônios culturais que devem ser disponibilizados a todos.

sobre os do olhos e ouvid s lo e p a si e o p olta a chegar de v -l zê fa a ar p r.5 x 22. Neusa Sorrenti nasceu em Itaguara. Segundo a autora.A AUTOR A A POESIA VAI À ESCOLA – REFLEXÕES.5 cm ISBN: 978-85-7526-255-9 Como trabalhar o texto poético em sala de aula A proposta deste livro é fazer com que o professor do Ensino Fundamental tenha prazer em trabalhar com a poesia. fez pós-graduação em Literatura Infantil e Juvenil e mestrado em Literaturas de Língua Portuguesa na PUC Minas. a poesia nos torna mais críticos. Poemas empoleirados no o do Tempo. neste liv rr o S sa u e N tas. COMENTÁRIOS E DICAS DE ATIVIDADES Autora: Neusa Sorrenti 168 páginas | 15. Na Autêntica. Neusa Sorrenti. leito do-o . ro. Respondendo a muitas perguntas feitas em cursos e o cinas de poesia e literatura. mais humanos e mais participantes: “Quem lê poesia lê qualquer texto”. com enti. publicou Pintando poesia e tem. Atuou como bibliotecária e professora do Ensino Fundamental e Superior. Minas Gerais. realimentan ao seu coração humanidade” a de sua própri nieta A (Mar ia nto a) nh Antunes Cu PARA O PROFESSOR 89 . no prelo. É autora de livros para crianças e jovens. o livro apresenta atividades para que o professor saiba como explorar a poesia na sala de aula. esparra procura. “ e outros poe d e s u se as m poe mar tudo. Cursou Letras e Biblioteconomia.

90 .

a evolução da capacidade de interpretação textual por crianças e adolescentes. os grupos editoriais também têm feito investimentos volumosos no segmento de literatura para crianças e jovens. o prazer intelectual e estético proporcionado pelo ato de leitura. 1998. nas universidades. os estudiosos têm mostrado interesse renovado em entender a importância da cção para o desenvolvimento do pensamento lógico dos indivíduos. no seu mais alto sentido de conhecimento e valorização da experiência humana. ou seja. São Paulo: Companhia das Letras. Os textos de sua autoria aqui apresentados foram escritos especialmente para este catálogo. 1 91 . contadora de histórias e educadora. senão a grande maioria das pessoas. longe de ensinar conteúdos pedagógicos. melhor dizendo. entre outras coisas. No entanto. a prática da leitura. estão aspectos que envolvem a formação do leitor literário. p. seremos levados a defender um certo tipo de história literária: aquele que otimiza a fruição das obras. Estudou Artes Cênicas na UFMG e Letras na USP. é algo que se aprende. Uma questão que se coloca de imediato quando pensamos na importância de uma seleção de textos para a infância e a juventude é: “Para que serve a literatura?”. em que se estuda. Leyla. E se a fruição da literatura. E aqui podemos nos valer das palavras de Leyla Perrone-Moysés: Se nós acreditamos que a literatura tem a alta utilidade de esclarecer. Há alguns anos trabalha como editora de livros didáticos e de literatura para crianças e jovens. têm seu primeiro contato com os livros. Mas é nesse espaço que muitos. admitiremos que a história do conjunto de suas realizações maximiza o proveito que podemos tirar do contato com cada realização particular. desde a década de 1970. autores e estilos certamente contribuirá para o bom andamento dessa formação que jamais se encerra. se cultiva. 23. e grande somas são investidas na produção grá ca.Trata-se de um processo que se dá de maneira diferenciada para cada pessoa. segundo a estudiosa. e. nenhum pesquisador da área de pedagogia. Criaram-se as editorias especiais para atender esse público. Despertar o gosto pela leitura não é. uma tarefa que caiba exclusivamente à escola. a discussão em torno da importância da leitura no Brasil ganhou espaço indiscutível na mídia. No entanto. no bojo desse debate. Nos últimos anos. Daí o papel fundamental do professor. Não existe uma idade padrão ou um momento especí co para se tornar leitor. aquele que se descortina com a leitura. a partir daí. A leitura ou. se desenvolve. é o nosso objetivo.2 Portanto. Foi atriz. literatura ou psicologia nega a importância de os leitores em formação terem acesso a histórias editadas especi camente para eles. Além disso. E. sabe-se que apenas o domínio do código alfabético não é su ciente para que uma pessoa se torne leitora. a leitura literária deverá permitir ao leitor a fruição. na seleção de ilustradores.LIVROS E PROFESSORES “CAÇADORES DE LEITORES” MARIA VIANA1 O avanço de pesquisas nas áreas da pedagogia e da psicologia cognitiva. por certo. 2 PERRONE-MOISÉS. nos gabinetes dos políticos. alargar e valorizar nossa experiência do mundo. o acesso a livros de diversos gêneros. Altas literaturas. na concepção de projetos. Portanto. contribuiu sobremaneira para a concepção de uma teoria a respeito da literatura destinada a eles. É na escola que muitos são apresentados a um mundo até então desconhecido. onde atualmente faz mestrado no programa de Culturas e Identidades Brasileiras do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB). nas últimas décadas.

58. estilos ou personagens. num diálogo solitário. E sga-o. Ou seja. 2008. No entanto. razões. não há fronteiras. características essenciais devem ser consideradas na construção das estruturas narrativas. antes de selecionar textos para alunos de qualquer idade. uma mediação feita de modo sutil. nos buracos da signi cação. que também são apreciados por sua amiga de doze. texto e leitor dialogam e constroem sentidos. adora ouvir os contos maravilhosos lidos pela mãe para a irmã de seis anos.Todavia. In: Prazer em ler. por sua vez. Um menino de nove anos pode tanto gostar de ler gibi como livros de aventuras. inclusive. sentados num canto. o direito de abandonar uma leitura por não ter gostado da história ou não estar preparado para ela. Ler é construir e desconstruir sentidos permanentemente. São Paulo: Cenpec. Queremos apenas compartilhar algumas re exões e técnicas que poderão contribuir para que o professor amplie seu repertório de possibilidades nesse desa ante e delicioso trabalho de formar leitores literários. 92 3 GARCIA. apenas alguns parâmetros. onde. Quando nos damos conta. Por isso. como um animal caçador. Cada professor conhece bem qual funciona melhor com determinada classe ou aluno. Arquitetura das instâncias e ações mediadoras. mas do qual já fazemos parte. 3 Para nós. E o leva para dentro de seu universo. Isso porque concordamos com Edson Gabriel Garcia. mas fecundo e emaranhado. ca à espreita. sairmos de lá às vezes mais sabidos. que. ao nal da história. mas sem abandonar a ideia de que um leitor em qualquer idade geralmente se interessa por vários tipos de livro ao mesmo tempo. somos surpreendidos por redes que nos prendem do começo ao m da narrativa. . O que não é diferente no caso da criança. presa dos livros-caçadores? Portanto. ainda a conviver com aquele mundo que não é o nosso. na ausência e presença de ideias. tramas. acreditamos que o professor também tem papel fundamental como “caçador de leitores”. As redes e arapucas que podem ser usadas para caçar leitores são muitas. Edson Gabriel. que tem. Às vezes. de livros lidos e relidos. leitor e texto. O texto sedutor. delicado. enredos. enredando-o nas palavras. quando considera que o texto sedutor é também um mediador de leitura: Há. já estamos dentro da jaula-livro para. somos capturados por intrigas. a leitura é uma habilidade que exige esforço intelectivo antes de tornar-se fruição e. tênue. Mas como poderá ser esse caçador se antes não empreender sua própria jornada pelas veredas da leitura? Se não suspirar diante de uma bela narrativa romanesca. teias. propostas. mas queremos car lá dentro. No entanto. a depender do nível de desenvolvimento desse leitor. no entanto. que são como a isca colocada na frente da armadilha para atrair certos animais. É penetrar em mundos desconhecidos. p. é preciso que o professor tenha seu próprio repertório de leituras preferidas. que nem por isso deixam de ter importância na trajetória de todo leitor. A classi cação por idade ou ciclo escolar é uma das formas possíveis de se pensar a seleção de obras para esses destinatários. quase sempre com aquela sensação de que as portas da jaula já estão abertas – pois a história acabou. quase sem a presença de sujeitos mediadores. acreditamos que mais importante do que determinar a faixa etária é considerar as habilidades cognitivas e linguísticas do leitor em formação e seus interesses nas diferentes fases de vida. que possam funcionar num passe de mágica. Sós. com sorte. É a mediação feita pelo texto sedutor. esta pode ser uma grande contribuição do professor na formação do leitor literário: propiciar aos alunos o contato com o maior número possível de livros “caçadores de leitores”. nas ideias. de histórias abandonadas a meio caminho. às vezes emocionados. não sentir o coração disparar no desfecho de uma grande aventura ou ter os olhos mareados diante de um belo poema? Em síntese. se não for. que seduz e conquista o leitor com suas próprias forças. ele mesmo. não acreditamos em receitas infalíveis. esperando a aproximação de um leitor.

CONTAR HISTÓRIAS: POR QUE DESPERTAR ESSE DRAGÃO ADORMECIDO?
MARIA VIANA

Segundo Walter Benjamin,1 com o advento da era tecnológica desaparece o dom de ouvir, “desaparece a comunidade de ouvintes e, como contar estórias sempre foi a arte de contá-las de novo, ela se perde quando essas estórias não são mais conservadas”. A questão é que essas histórias que fazem parte do repertório oral de um povo são na verdade o depositório de palavras, conhecimentos e experiências que demoraram centenas de anos para se formar. E quando essas narrativas deixam de ser transmitidas de uma geração para outra, perdem-se palavras, estruturas frasais, imagens simbólicas, mitos e tantos outros conhecimentos. Um procedimento importante da tradição oral é a acumulação. Entenda-se por acumulação a apropriação da realidade imediata pela repetição. Acumular e repetir são processos de uma poética de duração. O recurso da acumulação é a forma utilizada por uma comunidade para impedir a intervenção, às vezes fatal, de outra cultura, cujo poder advém de uma dominação mais ampla (econômica ou política). Portanto, a acumulação seria a forma encontrada por essa comunidade para garantir seu próprio espaço cultural. Paulatinamente, as repetições de saberes, por meio da tradição oral, levarão à sedimentação de núcleos simbólicos e conhecimentos que de outra forma se perderiam. Portanto, contar histórias e estimular as crianças a ouvi-las de seus ascendentes é uma forma de garantir não apenas o “repasse” de elementos culturais importantes às futuras gerações, mas, sobretudo, de contribuir para que esse conteúdo linguístico e simbólico não seja engolido pela cultura padrão. A arte de contar histórias é um suporte pedagógico rico e imprescindível para o desenvolvimento de alguns aspectos cognitivos, psíquicos e linguísticos fundamentais para a formação do leitor literário. Ao ter contato com um conjunto de técnicas aplicáveis a um número reduzido mas signi cativo de histórias, os educadores poderão usá-lo em outras narrativas. A seguir, apresentamos algumas dessas técnicas, exempli cando-as com alguns títulos deste catálogo, mas elas podem ser aplicadas em quaisquer outras histórias contadas pelo professor ou pelas crianças.
Preparação do ambiente

É importante escolher um espaço neutro, sem muitas informações visuais na parede, a menos que isso faça parte de um cenário previamente montado para a atividade. Uma parede cheia de cartazes coloridos pode dispersar a atenção das crianças. O contador pode escolher o espaço de acordo com a história a ser apresentada e até aproveitar elementos da natureza para compor o cenário. Contar a história de Casa do sabor sob uma árvore, por exemplo, pode ser bastante inspirador. O importante é que as crianças estejam sentadas confortavelmente.
Contação sem objeto

Essa técnica consiste em contar a história sem a intervenção de qualquer objeto. Nesse caso, os recursos usados pelo contador são a voz e os gestos. Antes de dar início à contação, é fundamental que
1

BENJAMIN, Walter. O narrador: considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: Obras Escolhidas I: Magia e técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1996.

93

o professor conheça bem a história que vai apresentar. Mais do que decorá-la, é importante estudar a sequência dos fatos na narrativa, como eles são encadeados, quais são os momentos de suspense e reviravolta na história. Elaborar um roteiro com a síntese dessas ações ajudará o contador a compreender a estrutura narrativa e perceber qual tom de voz usar para demarcar as passagens temporais ou que ritmo deve ser utilizado para demonstrar sentimentos como medo, ternura ou tristeza. Empenhar-se em construir as características físicas e psicológicas das personagens também ajudará o contador a compor vozes diferentes para cada uma delas. Conhecer bem a história a ser contada é importante em qualquer circunstância; então, as sugestões de preparação feitas acima podem ser usadas também quando da utilização de outras técnicas. Histórias de assombro, como a do livro A mula sem cabeça, da coleção Giramundo Reconta, podem ser uma boa opção para inaugurar essa técnica.
Contando história com objetos e recursos cênicos

Ao selecionar objetos e recursos cênicos para contar uma história é muito importante fazer escolhas signi cativas e tomar cuidado para não usar uma variedade muito grande de elementos, o que poderá dispersar a audiência e tirar o foco da história propriamente dita. As crianças têm uma capacidade incrível de dar vida a objetos inanimados. Por meio da célebre expressão “faz de conta”, elas transformam um cabo de vassoura em cavalo de pau, peças de dominó em exército, um espanador em ave gigante. Então, ao usar objetos para contar uma história é preciso ter muito cuidado na escolha. Que objeto poderia representar uma princesa? Qual caria melhor para personi car um pai rígido e autoritário? Que elemento cênico poderia ser usado para representar uma bruxa malvada? Às vezes, a própria história fornece elementos interessantes que podem ser usados durante a contação. É o caso do livro Os três jacarezinhos, em que os irmãos são diferenciados pelos seguintes objetos: chapéu de palha, boné e óculos. Usar esses objetos já presentes na história pode ser uma ótima opção. Entretanto, para que as crianças vejam a personagem no objeto escolhido, é fundamental que o contador acredite nessa possibilidade, que brinque como as crianças com a fórmula “faz de conta” e se prepare previamente, construindo intimidade com o objeto escolhido. Ter na sala de aula uma caixa ou baú com objetos como espanadores, ores de plástico, lenços de várias cores, caixas de vários tamanhos, colares, colheres de pau, chapéus de vários estilos, sinos e outros objetos cênicos pode ser de grande ajuda.
Fantoche de vara

As crianças menores costumam gostar muito desse tipo de teatralização. Antes de dar início à atividade, escolha a história que será dramatizada pelo grupo. Narrativas já conhecidas, como Chapeuzinho Vermelho e outros contos clássicos, são uma boa opção neste caso. Faça uma leitura compartilhada da obra. Em seguida, organize a turma em grupos. Cada equipe representará uma personagem: Chapeuzinho, lobo, mãe, vovozinha, caçador, menino e menina amigos da Chapeuzinho. Estimule as crianças a desenhar a personagem escolhida. O desenho deverá ser colado em uma cartolina e recortado para depois ser a xado em um palito de sorvete. A dramatização pode ser coletiva, com todas as crianças representando a mesma personagem ao mesmo tempo, ou em pequenos grupos, em que cada equipe apresentará sua versão da história. Não é preciso que as crianças decorem o texto como está no livro, elas podem improvisar a partir dos principais fatos da história.
Construção coletiva

94

A narração coletiva pode ser feita a partir de uma ação inventada pelo primeiro narrador ou do título de um livro, como aquecimento antes da leitura de uma obra. Pode-se usar uma folha de papel ou um lenço, que vai sendo transformado à medida que passa pelas mãos de cada criança, de acordo com as novas situações criadas. Por exemplo, a partir da frase, que é título do livro de Anna Göbel, Se um dia

eu for embora..., o contador pode começar a construir a seguinte história: “Se um dia eu for embora, e você sentir muita saudade, me escreva uma carta”. Enquanto inventa esse trecho, o contador dobra o papel como se fosse uma carta e passa para o próximo, que deverá criar outra cena para a história e assim sucessivamente até que todos os componentes da roda participem. Essa construção pode ser gravada e depois transcrita em um painel. A história inventada antes da leitura de um texto pode ser comparada à versão da escritora, depois da leitura da obra.
Dramatização

Os alunos podem ser estimulados a transformar um texto em prosa em peça de teatro para encenação. Alguns contos da obra Histórias daqui e d’acolá, por terem muitos diálogos, podem ser bem utilizados para dramatização. Outro livro que fornece bons elementos dramáticos é Alice através do espelho, assim como Roubo na Rua das Paineiras. Deixe claro para os alunos que a montagem do espetáculo é um trabalho de equipe e que todas as funções são importantes para que o resultado nal seja um sucesso. A classe pode ser organizada de acordo com os seguintes grupos: Dramaturgia: A equipe de dramaturgia será responsável pela transformação do texto em peça teatral. Durante a passagem de um texto em prosa para a estrutura dramática, deve-se discriminar as falas e os sentimentos das personagens, a descrição do ambiente e demais elementos que favoreçam a interpretação e o uso dos recursos sonoros. Elenco: Os atores darão vida ao texto criado pela equipe de dramaturgia. Antes que o texto nal que pronto, os alunos-atores poderão ir construindo as personagens. Quando o texto estiver nalizado, eles poderão estudar suas falas ou improvisar a partir da ideia colocada pela equipe de dramaturgia em cada cena. Não há necessidade de decorar o texto, mas é fundamental que cada intérprete esteja familiarizado com seu papel. Sonoplastia: Esta equipe será responsável pelos recursos sonoros, como criar os ruídos e efeitos acústicos e escolher as músicas que farão parte da trilha sonora do espetáculo. Figurino e cenário: Os alunos desta equipe serão os responsáveis pelos recursos visuais, como a construção do cenário e a confecção dos gurinos. Divulgação: Essa equipe cará encarregada da divulgação do espetáculo, decidindo onde será a apresentação da peça. Se a escola tiver um an teatro, veri que a possibilidade de utilizá-lo. Caso não tenha, a apresentação pode ser realizada na própria sala de aula ou no pátio da escola, na hora do intervalo, por exemplo.

95

.

.. Don Aderbal! 25 • Menino Parafuso 46 • O menino de olhar apertadinho que enxergava longe. 45 • Cuore 70 • Histórias daqui e d’acolá 75 • Ouro dentro da cabeça 80 13 Dia da Libertação dos Escravos • Cuore 70 • O diário de Gian Burrasca 71 • Retratos da escola 82 22 Dia Mundial da Água • O avô mais louco do mundo 63 • Mil coisas podem acontecer 72 27 Dia do Circo/Dia do Teatro • Você é livre! 77 Segundo domingo – Dia das Mães • Sua mãe 19 • Cuore 70 • O segredo maior do mundo 32 • Coleção Giramundo reconta 53 ABRIL 1 Dia da Mentira JUNHO 5 Dia Mundial do Meio Ambiente • O elefante escravo do coelho 54 • O diário de Gian Burrasca 71 • Histórias daqui e d’acolá 79 • A semente – S.ÍNDICE DE DATAS COMEMORATIVAS Obs.: Poemas empoleirados no o do tempo (49) pode ser trabalhado na maioria das datas abaixo.O.S. orestas 18 • A tartaruga e a boneca 52 97 . florestas 18 • Histórias daqui e d’acolá 79 MARÇO 8 Dia Internacional da Mulher 19 Dia do Índio • Tem tupi na oca e em quase tudo o que se toca 34 • Casa do sabor 29 • Olho d’água – O caminho dos sonhos 59 21 Dia de Tiradentes • Histórias daqui e d’acolá 79 14 Dia da Poesia • Hai-quintal – Haicais descobertos no quintal 31 • No risco do caracol 47 • Abraço de pelúcia e mais poemas 40 • Poesia na varanda 61 • O menino e a lágrima de Vênus 65 • O ramo. FEVEREIRO 28 Dia do Agricultor 2 Dia Internacional do Livro Infantil • Os feitiços do vizinho 13 • Tem livro que tem 33 • O comedor de livros 43 • Alice através do espelho 41 • O castelo encantado 64 • A árvore de dinheiro 13 • A semente – S.O.S. o vento 66 • Pintando poesia 73 • Vagalovnis 81 19 Dia da Escola • Um verso a cada passo – A poesia na Estrada Real 76 MAIO 1 Dia do Trabalho • A árvore de dinheiro 13 • Os três jacarezinhos 28 • Acorde o Sol.

O.mas é segredo.• O avô mais louco do mundo 63 • Ouro dentro da cabeça 80 10 Dia da Língua Portuguesa 28 Dia dos Avós • A velhinha na janela 16 • Sua mãe 19 • Gente de muitos anos 23 • A menina e o segredo da avó 27 • Chapeuzinho Vermelho 54 AGOSTO 11 Dia da Televisão • Tem tupi na oca e em quase tudo o que se toca 34 • Desenrolando a língua – Origens e histórias da língua portuguesa falada no Brasil 56 12 Dia dos Namorados • .mas é segredo.S florestas 18 • Casa do sabor 29 • Ouro dentro da cabeça 80 25 Dia Nacional do Trânsito • A lha da preguiça 57 • A voz de Sofia 69 • O diário de Gian Burrasca 71 • O que você vê? – Uma conversa filosófica 75 • Micrômegas – Uma história filosófica 78 20 Dia da Amizade • O Senhor Tomatos 17 • A longa lenga-lenga de Nona Milonga 26 OUTUBRO 1 Dia do Idoso • A menina e o tambor 14 • Vamos voar as trancinhas? 35 • A tartaruga e a boneca 52 • O menino e o peixinho 15 • Os passarinhos do mundo 48 98 • A velhinha na janela 16 • Gente de muitos anos 23 • A menina e o segredo da avó 27 • Roubo na Rua das Paineiras 67 • . 58 .. 58 • A mula sem cabeça 55 18 Dia da Imigração Japonesa • O segredo maior do mundo 32 • O que você vê? – Uma conversa filosófica 75 22 Dia do Folclore • Simpi & o desafio do dragão 68 21 Dia Internacional da Música • Desenrolando a língua – Origens e histórias da língua portuguesa falada no Brasil 56 • Pintando poesia 73 • Mil coisas podem acontecer 72 24 Dia de São João • Menino Parafuso 46 • O maluco do céu 44 • Coleção Giramundo reconta 53 • Simpi & o desafio do dragão 68 Segundo domingo – Dia dos Pais • A longa lenga-lenga de Nona Milonga 26 • Cuore 70 • Mil coisas podem acontecer 72 • A filha da preguiça 57 • Histórias daqui e d’acolá 79 JULHO 1 Dia da Cidadania SETEMBRO 21 Dia da Árvore • Coleção No Caminho da Cidadania 22 • Você é livre! 77 14 Dia da Liberdade de Pensamento • A árvore de dinheiro 13 • A semente – S........

.. penas e escamas 23 • Os três jacarezinhos 28 • A gata mirrada e outros poemas 30 • Hai-quintal – Haicais descobertos no quintal 31 • No risco do caracol 47 • Os passarinhos do mundo 48 12 Dia da Criança (A) e • Vincent ama as cores – Uma história para conhecer Vincent Van Gogh 39 • Pintando poesia 73 NOVEMBRO 2 Dia de Finados • Se um dia eu for embora. 50 20 Dia Nacional da Consciência Negra • Você é livre! 77 • Histórias daqui e d’acolá 79 Terceira quinta-feira do mês – Dia Mundial da Filoso a • O que você vê? – Uma conversa filosófica 75 • Micrômegas – Uma história filosófica 78 DEZEMBRO 5 Dia do Vizinho Dia Nacional da Leitura (B) (A) • Coleção Para os bem pequenos 8 • Coleção Histórias do Coração 12 • Gente pequena também tem direitos 24 • Acorde o Sol.. 50 • Cuore 70 • O diário de Gian Burrasca 71 10 Dia da Declaração Universal • Os feitiços do vizinho 13 • Tem livro que tem 33 • O comedor de livros 43 • Ouro dentro da cabeça 80 15 Dia do Professor • Gente que aprende ensinando 23 • Cuore 70 • O diário de Gian Burrasca 71 • Ouro dentro da cabeça 80 18 Dia do Pintor dos Direitos do Homem • ..mas é segredo... 58 • A filha da preguiça 57 • A voz de Sofia 69 • O diário de Gian Burrasca 71 • O que você vê? – Uma conversa filosófica 75 • Micrômegas – Uma história filosófica 78 • Você é livre! 77 • Frida ama sua terra – Uma história para conhecer Frida Kahlo 38 99 . Don Aderbal! 25 • Vamos voar as trancinhas? 35 • O tamanho da gente 51 • O castelo encantado 64 • A voz de Sofia 69 • O diário de Gian Burrasca 71 (B) • Coleção Histórias do Coração 12 8 Dia da Família • Sua mãe 19 • Gente de muitos anos 23 • Os três jacarezinhos 28 • O tamanho da gente 51 • Se um dia eu for embora...4 Dia Mundial dos Animais/Dia da Natureza • O menino e a gaiola 15 • O menino e o peixinho 15 • O gato e a menina 14 • De patas.

61 Sonia Rosa 45 Suzete Armani 22. 12. 50 Anna Ly 56 Antonio Barreto 78 Bartolomeu Campos de Queirós 57. 24 Tetsuo Kitora 66 Thomas Ehretsmann 77 Tomi Hadida 37 Vamba (Luigi Bertelli) 71 Vivina de Assis Viana 48 Voltaire (François Marie Arouet) 78 Walter Davenport 37 Walther Moreira Santos 26. 86 Grupo Giramundo de Teatro 53.ÍNDICE DE AUTORES E ILUSTRADORES A onso Romano de Sant’Anna 82 Adriano Macedo 82 Alexandre Perlingeiro 27 Ana Elisa Ribeiro 19 Ana Raquel 68 Andréa Belo 69 Angela Leite de Souza 76 Angelo Abu 33. 16. 67. 80. 73. 78. 81 Dominique Torrès 77 Edmondo de Amicis 70 Eduardo Albini 18 E. 55. 70. 30. 59 Will Terry 28 . 75 Marie José Mondzian 75 Marlette Menezes 47 Marta Lagarta 40 Marta Neves 49. 79. 47. 61 Francisco de Morais Mendes 82 Franz Kafka 60 Galeno 29. 11. 69 Anna Göbel 17. 55 Helen Ketteman 28 Jacobo Fernández Serrano 72 Jean-Claude Alphen 25 Jorge Miguel Marinho 58 José Heleno Sorrenti 73 Juliane Assis 58 Lecticia Dansa 41 Lewis Carroll 41 Ligia Cademartori 85 Lourenço Diaféria 82 Lilian Sypriano 67 Lucia Castello Branco 65 100 Luiz Vilela 82 Machado de Assis 82 Malô Carvalho 22. 9. 35. 53. 38 Sonia Junqueira 8. 48 Roberto Negreiros 63 Roy Berocay 63 Salmo Dansa 41 Sandrine Martin 75 Sayaru 32 Silvia Sirkis 37. 87 Branca Maria de Paula 82 Christiane Costa 77 Cláudia Jussan 45 Cláudio Martins 27 Comotto 43 Daniel Hazan 70 Diogo Droschi 56. 24 Manoel Veiga 51 Márcia Leite 52 Marcos Rey 82 Maria José Boaventura 65 Maria Valéria Rezende 31. Nesbit 64 Enrique Martínez 60 Fa Fiuza 33 Flávia Savary 68 Flávio Fargas 52. 11. 89 Octavio Paz 66 Olívia de Mello Franco 46 Raul Pompéia 82 Rosinha 19. 35 Graça Ramos 29. 16. 34. 57 Monika Papescu 25 Murilo Cisalpino 51 Myrna Maracajá 31 Neusa Sorrenti 49. 79. 44. 12. 90 Mariângela Haddad 8. 40. 76. 46. 78.

O. que gostoso! 10 Ler e escrever na Educação Infantil – Discutindo práticas pedagógicas 88 Menino parafuso 46 Micrômegas – Uma história losó ca 78 Mil coisas podem acontecer 72 No risco do caracol 47 O avô mais louco do mundo 63 O castelo encantado 64 101 .mas é segredo. penas e escamas 23 Desenrolando a língua – Origens e histórias da língua portuguesa falada no Brasil 56 Ei. o vento 66 O segredo maior do mundo 32 O Senhor Tomatos 17 O tamanho da gente 51 Os feitiços do vizinho 13 Os passarinhos do mundo 48 Os três jacarezinhos 28 Ouro dentro da cabeça 80 Pantufa de cachorrinho 20 Pedrinho. comentários e dicas de atividades 89 A semente – S.. cadê você? 10 Pequena fábula 60 Pintando poesia 73 Poemas empoleirados no o do tempo 49 Poesia na varanda 61 Que bichos mais bonitinhos! 10 Retratos da escola 82 Roda de amigos 11 Roubo na Rua das Paineiras 67 Se um dia eu for embora. 50 Simpi & o desa o do dragão 68 Sua mãe 19 Tem livro que tem 33 Tem tupi na oca e em quase tudo o que se toca 34 Um verso a cada passo – A poesia na Estrada Real 76 Vagalovnis 81 Vamos voar as trancinhas? 35 Vincent ama as cores – Uma história para conhecer Vincent Van Gogh 39 Você é livre! 77 .. Don Aderbal! 25 Alice através do espelho 41 Brinquei na pracinha 9 Casa do sabor 29 Chapeuzinho Vermelho 54 Cheirinho de talco 42 Cuore 70 De patas.... vamos tirar uma foto? 9 Frida ama sua terra – Uma história para conhecer Frida Kahlo 38 Gente de muitos anos 23 Gente pequena também tem direitos 24 Gente que aprende ensinando 23 Hai-quintal – Haicais descobertos no quintal 31 Histórias daqui e d’acolá 79 Hum.S orestas 18 A tartaruga e a boneca 52 A velhinha na janela 16 A voz de So a 69 Abraço de pelúcia e mais poemas 40 Acorde o Sol..ÍNDICE DE TÍTULOS O comedor de livros 43 O diário de Gian Burrasca 71 O elefante escravo do coelho 54 O gato e a menina 14 Olho d’água – O caminho dos sonhos 59 O maluco do céu 44 O menino de olhar apertadinho que enxergava longe.. 45 O menino e a gaiola 15 O menino e a lágrima de Vênus 65 O menino e o peixinho 15 O professor e a literatura – Para pequenos.. médios e grandes 85 O que você vê? – Uma conversa losó ca 75 O ramo. 58 A árvore de dinheiro 13 Adivinha onde estou? 9 A lha da preguiça 57 A Gata mirrada e outros poemas 30 A imagem nos livros infantis – Caminhos para ler o texto visual 86 A longa lenga-lenga de Nona Milonga 26 A menina e o segredo da avó 27 A menina e o tambor 14 A mula sem cabeça 55 A poesia vai à escola – Re exões.

O livro conta as aventuras de Kim (Kimball O’Hara). 102 . autor francês morto em 1915. • Chá de sumiço e outros poemas assombrados – de André Aguiar. destinado apenas aos faraós. clássico da literatura francesa para jovens. publicado no s. • Meu irmão não anda. lançam mão de todos os meios. Adriano Macedo.PRÓXIMOS LANÇAMENTOS • Hipopô – de Weberson Santiago. o livro conta a emocionante história de uma jovem que viveu no Egito há 3. até perceber que era querido por todos. • Col. • A guerra dos botões – de Louis Pergaud. por um aventureiro inglês. estimulando a re exão e o debate. 82 deste catálogo). órfão de um soldado irlandês e de uma branca pobre que morreram na pobreza. como saída para não sufocar. • Zito que virou João & outros poemas – de Ronaldo Monte. novela policial juvenil sobre a misteriosa morte de um professor. • A rua da Bananeira – de Adriano Messias. o Paquistão e o Afeganistão. quatro livros-jogo em que o leitor persegue pistas para descobrir o criminoso: Dino maluco / Pânico no Pací co / Bafafá no país de Nefertiti / Roubo na mansão. Clássico da literatura francesa para jovens. o livro. • Coleção Você é o detetive – do francês Pronto. • Caraminholas – de Bel Azevedo. FilôIdeias – O bem. ou submerso. traz as aventuras e desventuras de um burro narradas por ele mesmo. foi duas vezes transformado em lme. questões losó cas importantes que pontuam a vida de todos nós. na Índia – na região onde cam. • Kim – de Rudyard Kipling. o menino levava uma vida errante e cheia de aventuras nas ruas de Lahore. mas pode voar – de Angel Barcelos. Publicado em 1858. história de um hipopótamo que sofria por ser diferente. o objetivo principal dessa coleção é apresentar às crianças. Clássico da literatura universal. contos e poemas de autores clássicos e contemporâneos. XIX.500 anos e cuja múmia foi inexplicavelmente descoberta num sarcófago riquíssimo. • Carta de um menino para a pior avó do mundo – de Neusa Sorrenti. • O romance da múmia – de Théophile Gautier. hoje. ao mesmo tempo em que aprendem o signi cado de conceitos como honra. • Retratos da cidade – org. • Cães em prosa e verso na literatura brasileira – org. que pode ser considerado um dos grandes manifestos paci stas da literatura. um egiptólogo e um empreiteiro de escavação. história terna e delicada sobre adoção e aceitação da diferença. no Brasil. liberdade e independência. Indicada para leitores a partir de 10 anos. seleção de contos de autores brasileiros clássicos e contemporâneos em torno do tema cidade. Na mesma linha de Retratos da escola (p. • Memórias de um burro – da Condessa de Ségur. Adriano Macedo. Crônicas. • A fabulosa morte do professor de Português – de Lourenço Cazarré. • História de Manuela – de Marcelo Maluf. texto que brinca com o signi cado da palavra caraminhola e reforça a importância do uso do dicionário. carta de um menino com reclamações e queixas sobre a avó. • Um + um + um + todos! – de Anna Göbel. poemas bem-humorados sobre personagens “macabras” em cenários “assustadores”. o mal e O amor e a amizade. O livro narra as aventuras de dois grupos rivais de meninos de 7 a 12 anos. Um dos maiores clássicos da literatura universal para jovens. autor francês do s. poemas sobre a vida e o cotidiano de pessoas simples do interior do Brasil. pelo processo de urbanização. Para vencer a “guerra”. narrativa impregnada de elementos da cultura popular a respeito da relação entre vizinhos que recria um universo quase desaparecido. divertido livro de imagens que mostra que a união faz a força. Criado por uma mulher indiana. primeiro autor de língua inglesa a receber o Prêmio Nobel (1907). XIX. história de uma menina que comia livros e escrevia histórias.

.

.

Paulista.Autêntica Editora Ltda. Horsa I.101 CEP 01311-940 São Paulo/SP . +55 (31) 3214-5700 Av. Conj. 2. +55 (11) 3034-4468 . Funcionários CEP 30140-071 Belo Horizonte/MG . Rua Aimorés. 1.073.Brasil Tel. 8º andar.Brasil Tel. Cerqueira Cesar Conjunto Nacional. 981.