You are on page 1of 1

Darcy Ribeiro, fala de três brasis sulinos: o dos índios guaranis e das Missões Jesuíticas, que geraram os gaúchos;

"o dos ilhenhos, que Portugal mandou buscar para pôr uma presença portuguesa lá. E dos gringos, a gringalhada que caiu lá, como uma onda". Brasil Sulino A expansão dos paulistas atingiu a região sulina, dominada por espanhóis. Tal expansão acabou por incorporar a região ao resto do Brasil. Os três componentes sociais do Brasil sulino são: o nativo de origem açoriana, o gaúcho, mestiço do espanhol ou do português com o indígena guarani; e o gringo, descendente do imigrante. O Brasil sulino surge à civilização pelas mãos jesuítas. Estes religiosos tratavam o indígena de maneira a assegurar sua existência destribalizando-os e aculturando-os. Mas eis que surgem os membros paulistas e liquidam com as missões jesuíticas. Um fator fundamental da formação do Brasil sulino foi o desejo de Portugal em levar sua hegemonia até o rio do Prata, uma vez que o local pertencia aos espanhóis. Viuse a Coroa em dificuldades por falta de viabilidade econômica e porque os núcleos sulinos estavam mais atraídos ao lado espanhol. A ameaça foi superada com o aparecimento do mercado da região mineira para o gado. Este deu condições de vincular a região com o Brasil. Porém, com o esgotamento das minas houve um novo rompimento. Enquanto isso, os cearenses introduzem o fabrico do charque aos rebanhos sulinos, rearticulando o Brasil sulino ao país. O ingresso de imigrantes pós-independência teve um papel de abrasileiramento para a região. Afinal, estes ocuparam lugares desabitados entre o Brasil e as fronteiras sulinas e serviam como uma ponte para o intercâmbio entre as partes. Nasce nesse processo o caudilho (o patrão do Sul), que recebe sesmarias. O pastoreio se torna cada vez mais uma atividade racional, caracterizando-se pelo trabalho intenso e regulado por horários, dos quais o gaúcho não se adapta com facilidade. Surgem também produções agrícolas não tropicais, como a soja, e introduz-se o arrendamento pagável. Moderniza-se a paisagem rural com máquinas, irrigação e fertilizantes. Há uma diversificação da sociedade, ampliando-se um setor intermediário reforçado com profissões liberais, menos ligadas ao ruralismo. A mecanização acaba por manter marginalizada parte da população rural, agravando ainda mais a situação. O matuto, assim como o gaúcho, cai na pobreza e acaba por se misturar a este, uniformizandose. O terceiro grupo, o dos gringos, de origem germânica e italiana principalmente, diferencia-se do restante da população por seu bilingüismo, seus hábitos europeus, seu nível educacional mais elevado e um modo de vida confinado em pequenas propriedades policultoras. Hoje as áreas de colonização européia são aglutinadas em vilas com produção de vinhos, por exemplo. Sua expansão esbarrou no latifúndio, esgotando assim sua fronteira.

Related Interests