You are on page 1of 1

A CNBB CONDENA O ESPIRITISMO?

Se a Bíblia é a "palavra de Deus", se a mesma "condena o Espiritismo", se a Igreja
Católica, é a "única representante de Cristo na Terra", se o "papa" é "infalível".
Porque então com todos estes recursos, para a defesa da igreja, seus bispos
optaram pelo assassinato do bispo Dom Aldo Di Cillo Pagotto?

O texto abaixo foi extraído da palestra, "Reflexos da Divulgação do Espiritismo",
de Alamar Régis Carvalho. Esta palestra está gravada em fita, e encontra-se à
disposição do público na biblioteca da Federação Espírita do Estado de São Paulo.

O Bispo Católico Dom Aldo Di Cillo Pagotto, arcebispo do Nordeste, deu uma
entrevista ao programa Espiritismo Via Satélite. Programa este apresentado pelo
senhor Alamar Régis Carvalho. Durante a entrevista, Dom Aldo disse li Paulo e
Estevão, (obra psicografada por Chico Xavier) quem não leu não sabe o que está
perdendo. Estive com Chico Xavier e me vi diante de um autentico santo. Durante um
encontro da CNBB, em Santa Catarina, um bispo pediu satisfação a Dom Aldo, sobre a
referida entrevista. Os ânimos se exaltaram, então os bispos disseram: Nós tiramos
a reencarnação da bíblia, precisamos rever esta tese. Nós tiramos a mediunidade da
bíblia, precisamos rever esta tese. Entusiasmado com o fato o Senhor Alamar
promoveu com o auxílio da USE, União das Sociedades Espíritas, O 1° Encontro
Espírita do Estado de São Paulo ENCOESP. Encontro este que seria realizado, em
Janeiro de 2001 no Anhemi. Este encontro teria a participação dos bispos da Igreja
Católica brasileira, bispos estes que: Pretendiam fazer, uma reforma no
Cristianismo, a partir do Brasil, e apresentar ao mundo o Espiritismo com sendo o
Cristianismo redivivo. O senhor Alamar disse inclusive, que os espíritas que
fossem ao encontro, ficariam surpresos, pois o Anhembi estaria lotado de bispos
católicos. Estavam convidados para serem os palestrantes, Dom Aldo Di Cillo
Pagotto, o padre José Linhares Pontes, que é ou era deputado federal pelo Ceará, e
o pastor protestante Nehemias Marien. Só Dom Aldo Pagotto não compareceu, o motivo
foi que, trinta por cento dos bispos católicos brasileiros, disseram: Se for para
acabar com a Igreja Católica, vai ter sangue no Anhembi. Ameaçando assim,
assassinar a tiros de metralhadora, Dom Aldo Di Cillo Pagotto, caso este fosse ao
evento. Houve uma reunião de emergência, pensaram em chamar a polícia, e avisar a
imprensa. Foi decidido então que a idéia precisava amadurecer, para posteriormente
então os bispos entrarem com toda a força, para fazerem a reforma no cristianismo.
Dom Aldo recuou, e o evento não aconteceu da forma como havia sido previsto.
Alamar Régis Carvalho é hoje, dono da Rede Visão.