gêneros textuais acadêmicos

material de apoio a Oficina

junho/2011

br/periodicoshumanas/index.uff.php/ensaios Profª Responsável: Lígia Dabul Equipe Editorial: Robson Campanerutti Douglas Martins Renan Prestes Patrícia Freire Giselle Mendes Gabriela Rodrigues Phillipe Costa Ellen Araujo Mariana Dourado Bruna Freire Colaboraram nesta Oficina: Isabel Viana Thamy Antunes revistaensaios@gmail.com .revistaensaios.Revista Ensaios www.blogspot.com www.

pois o assunto o afeta diretamente. p. “O objetivo da resenha é des- pertar o interesse em ler a obra e oferecer uma primeira análise crítica do seu conteúdo. 57) Diferentemente do resumo. As palavras-chave. fornecem-se informações precisas e concisas sobre o contexto de produção do trabalho. Pereira. a resenha apresenta obrigatoriamente comentários e avaliações sobre o texto lido. projeto de pesquisa. na parte pré-textual. Assim. 37-38) 3 . no entanto as informações são estritamente organizadas. A resenha é uma atividade que exige uma reação da parte de quem está lendo. IV . que são transcritos literalmente..Gêneros Textuais Acadêmicos : Resumo e Resenha RESUMO I . Pereira. II . ou seja. ou seja os tempos no presente. Gonçalves/Niterói: EdUFF. ensaios. PEREIRA. com características próprias: o primeiro é formado por trechos do texto fichado. Gonçalves. Sebastião J.. seus objetivos.Resumo versus fichamento Apesar de semelhantes. (. O resumo. O emprego dos tempos comentadores constitui um sinal de alerta para advertir o ouvinte de que se trata de algo que o afeta diretamente e de que o discurso exige a sua resposta (verbal ou não verbal).O que é a Resenha? Também conhecida como resenha crítica.O que é resumo? O resumo é um gênero textual muito utilizado no início de trabalhos de conclusão de curso.Formatações do resumo De acordo com Votre1. o corpus. em geral. neste tipo de trabalho deve-se sempre utilizar os tempos “comentadores”.” ( VOTRE. a resenha tem como objetivo apresentar as informações centrais sobre um texto lido juntamente com comentários acerca do mesmo. dissertações de mestrado e teses de doutorado. os tempos verbais que este irá escolher. a orientação teórica e os principais resultados. mas não suas frases.. II . 2009. José C. nome dos autores e sua filiação. Pereira. repetem-se as ideias do texto a ser resumido.Situação Comunicativa A situação comunicativa diz respeito à postura verbal do resenhista. monografia. In Votre. No resumo. sintetizam o tema do trabalho. devem aparecer o título da obra. Vinícius C. que apenas apresenta informações selecionadas a respeito do conteúdo de outro texto. Vinícius C. artigo científico.” ( KOCH. Na parte textual.Atitude verbal O tempo verbal utilizado é o presente. “È graças aos tempos verbais que emprega que o falante apresenta o mundo. p. José C. a metodologia de coleta e análise.) e o ouvinte o entende. Comentar é falar comprometidamente. Desenvolvendo a competência comunicativa em gêneros da escrita acadêmica/ SebastiãoVotre. fichamento e resumo são gêneros textuais independentes. não possui parágrafos. III . 1- RESENHA I . é esta a sua função. juntamente com o título. Gonçalves.. já o segundo é composto por paráfrases. GONÇALVES. Contém informações básicas sobre o conteúdo desses textos.

como alunos de um PréVestibular Popular. formação acadêmica e principal obra publicada. Três momentos significativos do desenvolvimento da teoria são apresentados. prática social. TEORIA CRÍTICA DO DISCURSO E TEXTO Izabel Magalhães B) Textual – O resumo da obra e a crítica em si.Título e autoria da rese. 2004. Assim como um destaque para as conclusões a que a autoria da obra chegou.Formato da Resenha Acadêmica: Propostas de Atividades A resenha acadêmica está dividida em três TEXTO 1: partes: Sobre teoria crítica de discurso e texto: A) Pré Textual .envolvendo gêneros discursivos e a consfia consultada pelo resenhista trução de sentidos nos textos: ações (gêneros). Dados da Obra: credenciais do rese. na sua maioria oriundos de escolas públicas. gênero. Expõe os métodos de coleta e análise. utilizam a linguagem escrita na elaboração de questões discursivas de Geografia. assim como são destacados pontos para futuras pesquisas. Conceitos centrais na teoria crítica do discurso são os de prática social. nha. Palavras-chave: Teoria crítica. A análise de discurso textualmente orientada (ADTO) é uma proposta de compreensão das práticas sociais na concepção dialética do discurso. TEXTO 2: O AUXÍLIO DA LÍNGUA PORTUGUESA NA RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE GEOGRAFIA O objetivo deste trabalho é observar. Resumo: O propósito deste artigo é apresentar uma agenda para o debate e a pesquisa da teoria crítica do discurso.Textuais – referências da bibliogra. gênero discursivo e texto. representações (discursos). texto. à lingüística sistêmico-funcional. os instrumentos de coleta e organização dos dados e do modo de apresentação dos resultados. nhado.Gêneros Textuais Acadêmicos : Resumo e Resenha III . através da análise de textos. volume 4. sua nacionalidade. identificações (estilos). nacionalidade. transdisciplinaridade.Revista Linguagem em (Dis)curso. C) Pós. Devem aparecer as credenciais do resenhado. evento social. por outro. ou que o resenhista localizou. formação acadêmica e principal obra publicada. à teoria social crítica e. descreve de forma sucinta os capítulos ou partes em que se divide a obra. discurso. 4 . por um lado.número especial. relacionando-a.

Quase Romance. identificaram-se quais eram as deficiências em relação ao uso da norma padrão da língua portuguesa e mapearam-se os principais desvios. Logo. 1989). Ao sair é interceptado pelo porteiro. é incrível como tudo lembra o seu pai. Os resultados da aula foram bastante impactantes. não só de textos referentes diretamente às disciplinas em questão. ainda. relembra tudo o que viveu e aprendeu com o seu pai. Após alguns minutos. chegou-se à conclusão de que a consequência do pouco ou nenhum contato com textos escritos no português padrão . de João Wanderley Geraldi (São Paulo: Ática. ajudando-os a melhor compreender questões diversas e a desenvolver sua habilidade escrita. que lhe entrega um embrulho deixado no último final de semana por um hóspede.Gêneros Textuais Acadêmicos : Resumo e Resenha O presente trabalho foi realizado no curso Pré-Vestibular Popular da Engenharia da Universidade Federal Fluminense (UFF). Não há dúvidas. Carlos Heitor Cony. Companhia das Letras. do educador Paulo Freire (São Paulo: Cortez. todavia. Em um dia nada especial do ano de 1995. 23° edição. Carlos Heitor Cony almoça com alguns amigos no restaurante de um hotel. científicos e jornalísticos . pensando se tratar de alguma obra de um jovem escritor que solicita sua analise não dá muita importância ao envelope e deixa-o sobre a mesa de seu escritório. o livro A coesão textual.chave: escrita-leitura-ensino TEXTO 3: Em Busca de um Referencial Obra: Quase Memória. para que isso possa resultar num melhor desempenho em futuras produções textuais. Mas por que ele enviaria isto? Como explicar o fato se ele está morto há dez anos? Sem entender o ocorrido e hesitante em abrir o embrulho. como também daqueles relacionados a outras disciplinas. 2005) e O texto na sala de aula. ele percebe que algo ali parece familiar. o embrulho só pode ser obra dele. A partir da análise das respostas dadas nos trabalhos de Geografia elaborados pelos alunos. pode-se constatar que essas dificuldades apresentadas pelos alunos impossibilitaram a compreensão das questões e a elaboração das respostas de maneira clara e coerente. entre outros. já que apenas freqüenta o restaurante. Para tratar do assunto. Este. Cony aceita o pacote. O humilde pacote não traz remetente.é o distanciamento do aluno com a norma padrão da língua. utilizouse. 5 . Eles foram motivados a estabelecer uma relação com a leitura. demonstrar para o alunado que há uma sensível correspondência entre a variedade da Língua Portuguesa privilegiada no espaço escolar e a internalizada e utilizada por ele no seu dia-a-dia. 1997). Palavras. Procurou-se. conforme preconizam as obras A importância do ato de ler. Cony procura respostas no passado. A partir de então. realizouse uma aula interdisciplinar de Redação e Geografia em que tais desvios foram apresentados e analisados com os alunos. envolvendo um total de 120 alunos em 2 turmas. Desde a letra até o mais ínfimo detalhe. uma vez que a produção textual deles sofreu uma considerável melhora. de Ingedore Koch (São Paulo: Contexto. Com isso. sem nunca ter se hospedado no hotel. entretanto. mas indica em letras bem grandes o destinatário: o escrito Carlos Heitor Cony. 213 páginas.textos literários. no segundo semestre letivo de 2010. mas fica surpreso. Assim.

mas de orgulho. Cony convida o leitor a entrar em seu universo particular e utilizando de uma linguagem clara e simples faz com que ele se sinta à vontade. Além de tudo. É impossível ler e não se divertir com episódios como o das mangas no cemitério ou da criação de um laboratório de perfumes. comenta sobre os assuntos relatados e ainda abre espaço para que as ouvintes gravem seus depoimentos. um colega de profissão e acima de tudo um exemplo de homem fiel e autentico aos seus princípios. Mais que isso. tudo é lembrado minuciosamente desde a sua infância até os últimos momentos junto àquele que foi o seu grande referencial. 6 . Ao final de um longo dia de recordações. o pai. algumas. mas também um amigo. TEXTO 4: As boas mulheres da China “As boas mulheres da China” é o título do livro da jornalista Xinran. não de nostalgia. Todas a respeito da condição da mulher que vive em uma China cujo regime socialista impera. “Palavras na brisa noturna”. mas também consegue entender gestos e atitudes de alguém que mesmo nas horas difíceis procurava fazer “grandes coisas”. chocantes. Com este livro Cony não faz só um convite a entrar na sua história. Agora ele não só sabe porque recebeu o pacote e qual o seu significado. com as de alguém especial da família. ela apresenta histórias adquiridas no período de 1989 a 1997 através de entrevistas e relatos da vida das mulheres chinesas. em que lê cartas de ouvintes. Através deste simples envelope. Cada relato é surpreendente. O mais importante ali é perceber o sentimento. Vêem no programa uma forma de serem ouvidas. Xinran passa a ter conhecimento dessas histórias por conta do espaço que abre no seu programa de rádio. É difícil não se sensibilizar com episódios como o do balão que volta para morrer onde nasceu. uma orientação para sair ou amenizar o sofrimento pelo qual passam. como se fosse parte deste mesmo mundo. no entanto. Apesar de às vezes tornar-se difícil responder se a obra trata-se de uma biografia do pai ou uma autobiografia do autor. a carta não chega a tempo de ser lida e a jornalista fica sabendo que o suicídio aconteceu. de sentirem ou de alcançarem uma palavra. As ouvintes do programa Palavras na brisa noturna são mulheres que não têm liberdade para expressar seus sentimentos. este detalhe é irrelevante. ele finalmente encontra as respostas. é possível que muitos identifiquem as peripécias de Ernesto Cony. Xinran não imagina como o seu programa é importante para suas ouvintes até receber uma carta em que uma jovem preste a se matar pede ajuda. As histórias que compõem o livro são emocionantes. como a história de Houngxue que quer se manter doente no hospital porque não suporta os abusos sexuais do pai sofridos desde os onze anos e o primeiro toque suave que recebe é o de uma mosca. Nele. as histórias. suas aflições. Orgulho não só por ter tido um pai como aquele. ele faz com que cada um volte ao seu próprio passado e encontre seu referencial. seus medos. as fantasias.Gêneros Textuais Acadêmicos : Resumo e Resenha Todas as lições.

como se afirma no livro é “servil ao pai. No entanto. seja a universitária que batalha por uma carreira. em todo o texto. diretamente. 7 .Gêneros Textuais Acadêmicos : Resumo e Resenha Um pai que por frustração cria sua única filha como garoto e essa. econômicos e socioculturais que o homem. não são respeitados. a violência descrita contra a mulher é atribuída. seja a menina da aldeia que é vendida a um velho que a acorrenta por medo de uma possível fuga. É claro que esses direitos. depois de sofrer um estupro coletivo. foi no regime socialista que foi concedido à mulher os mesmos diretos políticos. mas que precisa se manter para alcançar seu objetivo. Vale ressaltar que todo o discurso de Xinran está condicionado ao seu lugar social: uma mulher chinesa que não sofreu as repressões do seu país. na prática. ao filho”. Ou ainda as histórias da jovem estudante Jin Shuai que conta como é a vida das universitárias que trabalham como “secretarias particulares” de grandes executivos. exclusivamente ao governo. teoricamente. tentam tirar vantagens econômicas de seus “clientes” sem se envolver emocionalmente. sabe-se que esta condição é milenar e que. Todos os relatos evidenciam a condição servil da mulher chinesa. nessa época. Apesar da autora atribuir essa condição ao regime socialista. Isso em todas as esferas da sociedade. e a autora denuncia isso através das histórias colhidas no seu programa de rádio. depois ao marido e com a morte deste. A mulher. teve contato com outras culturas e por isso pode ter este olhar tão questionador a respeito da condição feminina. passa a ter ojeriza a homem e se assume como homossexual.

uma das características desse tipo de trabalho é sua concisão: um artigo completo (sem as referências e os possíveis anexos) possui. e seu teor 1 . que a maioria dos autores deixa para escrever por último. Anexos. que tem como objetivo principal apresentar os resultados de uma pesquisa. Rey (1978) chama a atenção para dois questionamentos que o autor do artigo deve fazer a si mesmo. A confiabilidade deve-se ao fato de que. 5. Conclusão. podemos desmembrar a estrutura de um artigo científico como nos tópicos a seguir: 1. não há espaço para prolixidade: a linguagem do artigo deve ser clara e concisa. 8 . Portanto. Precisam transmitir claramente e em poucas palavras o assunto do qual o artigo irá tratar.Identificação. 33) O número de páginas que um artigo irá conter é variável. Elementos pré-textuais Introdução O artigo científico é um relato analítico de informações atualizadas sobre um tema de interesse para determinada especificidade. 1978. Identificação A identificação figura como um cabeçalho e é composta pelas informações iniciais sobre o(s) autor(es) e o trabalho: 1. Geralmente. antes de começar sua redação: 4. seja ela no âmbito do Ensino. 6. em média. Referências. quinze páginas. da Pesquisa ou da Extensão. Metodologia. Em geral.1 Título e subtítulo: Devem estar na página de abertura do artigo. antes de ser aceito para publicação. 10.Resumo. 8. 7.Gêneros Textuais Acadêmicos : Artigo Científico ARTIGO CIENTÍFICO deve ser o mais objetivo possível. tem a virtude de reunir unicamente os dados essenciais do trabalho e pressupõem um esforço de análise e síntese com os quais o trabalho experimental deve ter sido encerrado”. 9. “esses dois tópicos. Elementos textuais Elementos pós-textuais a) Qual foi a questão abordada em seu Vejamos as características de cada um trabalho? b) Quais as respostas obtidas? desses itens: Segundo Rey. É uma maneira confiável de se saber a situação do estado da arte de determinado assunto.Palavras-chave. Discussão. o artigo científico é uma escrita própria do meio acadêmico. o artigo é submetido à avaliação do comitê científico do periódico em questão. Introdução. 2. porém. na língua em que o texto está escrito. 3. (REY. Resultados.

o procedimento de Devem estar escritas. não haja prejuízo ao leitor .2 Nome(s) do(s) autor(es): nome completo dos envolvidos na execução do projeto e escritura do artigo. Assim como sua caracterização comum. c) O enfoque sob o qual o objeto de estudo foi analisado. das do próprio texto. um desenvolvimento e uma conclusão. expõe-se informações básicas sobre o assunto que virá a ser tratado. b) Um breve levantamento do estado da arte (revisão da literatura) do assunto. indicativo. Sua função é informar ao leitor sobre o que tratará o texto. o autor enumera três palavras-chave retira- 9 . d) Uma justificativa que explicite a relevância da escolha do tema e a metodologia que foi utilizada para que se obtivesse tais resultados. assim como a caracterização da pesquisa. a seleção dos sujeitos 3. deve enfatizar os elementos de maior importância do texto. de modo que o leitor tenha uma visão geral desse tema.Resumo O resumo deve apresentar-se na língua que o texto foi escrito. alguns tópicos que devem estar presentes na introdução: a) Uma breve apresentação do tema que foi estudado. Metodologia Nessa seção. podendo sempre variar de acordo com o periódico em questão. o material e as ferramentas utilizadas. o resumo deve conter também uma introdução. Palavras-chave participantes da pesquisa. São dos gerados. assim como um endereço de e-mail.3 Instituição: local onde o trabalho foi realizado e ao qual o(s) autor(es) é (são) afiliado(s). palavras essas que são definidoras do assunto abordado pelo texto. 4. na mesma língua que o artigo. De forma bastante concisa. logo abaixo da identificação do trabalho e de seu(s) autor (es). se apenas descreve a natureza do que foi estudado. 2 . será melhor detalhada. o resumo não deve conter citações. caso não se possa ler o artigo completo. Serão descritos métodos e técnicas utilizadas. Introdução Na introdução. Citemos.geração de dados e a análise desses damo. 1. crítico. um elemento obrigatório e seu local no artigo é logo após o resumo. a abordagem metodológica. acompanhado de um breve currículo. então. assim como o resu. a fim de que ele decida sobre a relevância da leitura. Em geral. que já foi citada na introdução. que estará na nota de rodapé dessa primeira página. quando traz os aspectos mais relevantes sobre o texto. através da citação de trabalhos anteriormente desenvolvidos.Gêneros Textuais Acadêmicos : Artigo Científico 1. quando apresenta uma opinião sobre os resultados que o artigo traz. Contém de 200 a 250 palavras. precedidas da expressão “palavras-chave”. de modo que. 5. Ele pode ser informativo. Por fim.

é mais adequada a reescritura de determinadas partes do artigo em um pequeno texto com introdução. por exemplo. ser clara. após a aplicação de sua ferramenta de coleta de dados. o autor apresentará sua O QUE EVITAR: visão da pesquisa. sem emitir nenhum juízo de valor acerca do que foi coletado. Cabe também a sugestão de pontos que não foram contemplados mas que podem servir de mote para pesquisas futuras. mostrará se os objetivos propostos no início da pesquisa foram alcançados ou não. baseado no que encontrou mesmo autor. Referências Segundo a NBR 6023. A partir de tudo o que foi apresentado. a interpretação dos que compõem o texto do seu artigo deve dados etc. O resumo. retirados de um documento. Nesse momento. a afirmação ou refutação Frases soltas: a relação entre as orações das hipóteses iniciais. o texto do artigo deve conter apenas dados que apresentem uma abordagem teórica condizente com o assunto. que permite sua identificação individual. enfim. Anexos Os anexos são a última parte do artigo e podem ser de vários tipos: mapas. Discussão um material de autoria diferente da autoria do artigo. Resultados Podemos explicar os resultados como uma simples “apresentação dos números”: é nessa seção que o autor do artigo deve apresentar os valores estatísticos e dados qualitativos. desenvolvimento e os resultados da pesquisa como conclusão.”. É um elemento obrigatório em um artigo científico. O anexo difere do apêndice por ser 7. 10 . É nessa seção que entra o posicionamento do autor em relação aos dados coletados. referência é um “conjunto padronizado de elementos descritivos. fotos. o autor. Detalhes supérfluos: dada a concisão citada anteriormente. documentos. cabe o diálogo com outros autores que trataram do mesmo tema. ilustrações etc. 9. mas nos demais elementos que formam o artigo. Devem obedecer à ordem em que são citados no decorrer do texto. Os documentos efetivamente citados devem constar em uma lista ordenada alfabeticamente. que sejam necessários para uma correta interpretação dos resultados e que expliquem o procedimento de geração de dados Repetições: evite-as não apenas no corpo do texto. Conclusão te. 10. tabelas. O apêndice é elaborado pelo Nesse ponto.Gêneros Textuais Acadêmicos : Artigo Científico 6. o instrumento utilizado para a coleta de dados. Os períodos devem suceder-se de forma que o produto final seja coeren8. não deve ser uma simples cópia de trechos do texto. entrevistas transcritas.

pdf> Acesso em 20 mai 2011.ufrgs.Gêneros Textuais Acadêmicos : Artigo Científico Referências Bibliográficas ABNT. 1978 (reimpressão). Maria Bernardete Martins.pdf> Acesso em 20 mai 2011.ceart. NBR6023: informação e documentação: elaboração: referências.br/enviar_artigo/ ArtigoCientifico.br/ Documentos_e_Formularios/Arquivos/ modelo_artigo_cientifico. Susana Margaret de.read. São Paulo: Edgard Blücher. <http://www.udesc. Disponível em: <http://www. Rio de Janeiro. ALVES. Como elaborar um artigo científico. REY. 2002. Como redigir trabalhos científicos. Luís. ARRUDA. 11 .ea.