AVALIAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES

Relação entre os objectivos individuais e as fichas de avaliação do desempenho (director, coordenador de departamento e auto-avaliação)
Dimensões Objectivos individuais DR n.º 2/2008 (art.º 9.º) Dimensões das Fichas de avaliação do desempenho (Director e coordenador de departamento) Dimensões das Fichas de avaliação do desempenho (auto-avaliação) Guião do GRBE para a definição dos Objectivos Individuais i

A.1 e A. 2 – Cumprimento do serviço 1. Como avalia o cumprimento do lectivo serviço lectivo e dos seus objectivos (ficha de avaliação do director) individuais estabelecidos neste âmbito? A.4 – Cumprimento do serviço não lectivo (ficha de avaliação do director)

Não observável porque o coordenador de biblioteca não tem serviço lectivo distribuído. Não é necessário definir objectivos neste âmbito (embora venha a ser pontuado na ficha de avaliação), pois não está contemplado na dimensão dos objectivos individuais. Embora esta dimensão não se relacione directamente com o cargo de coordenador da biblioteca, podem ser definidos objectivos na perspectiva da melhoria global dos resultados escolares. Objectivos possíveis: A ii) / B i) /C i) / E i) / E ii) / E iii) / F i) / F ii)

a) A MELHORIA DOS RESULTADOS ESCOLARES DOS ALUNOS

7. Identifique a evolução dos resultados escolares dos seus alunos. Avalie o seu B.1 – Melhoria dos resultados escolares contributo para a sua melhoria e o (ficha de avaliação do director) cumprimento dos objectivos individuais estabelecidos neste âmbito.

b) A REDUÇÃO DO ABANDONO ESCOLAR

8. Como avalia a sua participação e o seu contributo para a definição e concretização de estratégias para a Na mesma lógica da dimensão anterior, prevenção e redução do abandono são objectivos possíveis: B.2 – Redução do abandono escolar escolar e o cumprimento dos seus (ficha de avaliação do director) objectivos individuais estabelecidos A ii) / B i) / C i) / E i) / E ii) / E iii) / F i) /F ii) neste âmbito? Na sua apreciação identifique sumariamente as acções e iniciativas que desenvolveu.

-1-

Dimensões Objectivos individuais DR n.º 2/2008 (art.º 9.º)

Dimensões das Fichas de avaliação do desempenho (Director e coordenador de departamento)

Dimensões das Fichas de avaliação do desempenho (auto-avaliação)

Guião do GRBE para a definição dos Objectivos Individuais

c) A PRESTAÇÃO DE APOIO À APRENDIZAGEM DOS ALUNOS

As dimensões 2, 3, 4, 5 e 6 da auto2. Como avalia o seu trabalho no âmbito avaliação não são aplicáveis ao da preparação e organização das coordenador da BE porque se relacionam actividades lectivas? Identifique directamente com os alunos do docente. sumariamente os recursos e instrumentos utilizados e os respectivos Contudo, de uma forma transversal os OI a) Preparação e organização das objectivos. deverão dar resposta à alínea c) A actividades lectivas; 3. Como avalia a concretização das PRESTAÇÃO DE APOIO À b) Realização das actividades lectivas; actividades lectivas e o cumprimento dos APRENDIZAGEM DOS ALUNOS c) Relação pedagógica com os alunos; objectivos de aprendizagem dos seus Na ficha de auto-avaliação o d) Processo de avaliação das alunos? Identifique as principais coordenador da BE poderá agregar estas aprendizagens dos alunos. dificuldades e as estratégias que usou dimensões e reflectir, em conformidade (art.º 17.º -avaliação realizada pelo para as superar. com os OI definidos, o seu contributo no coordenador | ficha de avaliação do 4. Como avalia a relação pedagógica que que respeita ao apoio á aprendizagem coordenador – não se aplica ao estabeleceu com os seus alunos e o dos alunos. coordenador de biblioteca a tempo conhecimento que tem de cada um inteiro) deles? Parte significativa das actividades do 5. Como avalia o apoio que prestou à A.3 – Apoio às aprendizagens dos coordenador deve constituir um apoio às aprendizagem dos seus alunos? alunos 6. Como avalia o trabalho que realizou aprendizagens dos alunos. Apresentam(ficha de avaliação do director) no âmbito da avaliação das se os seguintes exemplos de objectivos aprendizagens dos alunos? Identifique que podem ser definidos no âmbito sumariamente os instrumentos que deste indicador: utilizou para essa avaliação e os respectivos objectivos. A ii) / B i) / C i) / E i) / E ii) / E iii) / F i) / F ii) 10. Como avalia a sua participação nas Objectivos possíveis: C.3 – Participação estruturas de estruturas de orientação educativa e nos orientação educativa A i) / A ii) / A iii) / A iv)/ G órgãos de gestão e o contributo que deu (ficha de avaliação do director) para o seu funcionamento?

d) A PARTICIPAÇÃO NAS ESTRUTURAS DE ORIENTAÇÃO EDUCATIVA

-2-

Dimensões Objectivos individuais DR n.º 2/2008 (art.º 9.º)

Dimensões das Fichas de avaliação do desempenho (Director e coordenador de departamento)

Dimensões das Fichas de avaliação do desempenho (auto-avaliação)

Guião do GRBE para a definição dos Objectivos Individuais

e) A RELAÇÃO COM A COMUNIDADE

f) A FORMAÇÃO CONTÍNUA

g) A PARTICIPAÇÃO E A DINAMIZAÇÃO: ii) DE PROJECTOS CONSTANTES DO PAA E DOS PCT’S ii) DE OUTROS PROJECTOS E ACTIVIDADES EXTRACURRICULARES

14. Como avalia a relação que estabeleceu com a comunidade e o E – Relação com a comunidade (ficha de avaliação do director) cumprimento dos seus objectivos individuais definidos neste âmbito? 11. Como avalia o estado de actualização dos seus conhecimentos científicos e pedagógicos e a sua capacidade de utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação? 12. Refira as acções de formação D – Formação contínua contínua realizadas e a classificação (ficha de avaliação do director) nelas obtida e avalie o contributo de cada uma delas para o seu desempenho profissional 13. Identifique sumariamente as suas necessidades de formação e de desenvolvimento profissional 9. Como avalia o seu contributo para a vida da escola e em particular a sua participação nos projectos e actividades previstos ao nível da C.1, C.2 e C.4 - Participação nos escola/agrupamento e da turma projectos e actividades (designadamente, no 1.º ciclo, na (ficha de avaliação do director) supervisão das actividades de enriquecimento curricular)? Identifique as actividades que dinamizou e/ou em que participou.

Sugerem-se os objectivos: B ii) / F i) / Fii)

Recomenda-se a validação de acções de formação na área das bibliotecas escolares para os respectivos coordenadores e elementos das equipas, de acordo com o Anexo XVI ao Despacho16 872/2008 de 23/06/2008, ponto 17.

Objectivos a considerar: A i) / A ii) A iii) / A iv)/ F i) / F ii) / G i) / G ii) B iii) / B iv) / B v) 01 / B v) 02 / D II

-3-

NOTA S:

I - AVALIAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: Guião para a definição dos Objectivos Individuais do coordenador da biblioteca, sugestão de instrumentos de avaliação e recolha de evidências
II – Estes objectivos, importantes para a gestão da biblioteca escolar, surgem integrados neste item, uma vez que neste caso a BE surge como um Projecto da Escola a desenvolver pelo Coordenador

NOTA FINAL: Ao longo deste documento os mesmos objectivos individuais são relacionados com diferentes dimensões. Porém, trata-se apenas de uma indicação das dimensões com que eles se podem relacionar. Na definição dos objectivos não é desejável que eles se repitam por mais de uma dimensão. Deve pois ser escolhida a dimensão onde, na escola concreta em que a acção tem lugar, determinado objectivo tenha mais preponderância / visibilidade.

Última actualização 29/10/2008 -4-