You are on page 1of 2

Turismo rural ou turismo no espaço rural?

Entender o que é turismo rural implica, antes de tudo, conhecer a


diversificação geomorfológica do espaço rural brasileiro e da cultura
do nosso homem do campo. É preciso ligar a atividade ao fenômeno
turismo, assim como os conceitos de ócio, lazer e viagem dispersos
dentro de um cenário rural.
País com uma diversidade tão grande, definir o que é rural no
Brasil é relativamente simples, o que já não o é para países de outros
continentes como os europeus.
Ainda que a atividade “Turismo Rural” no Brasil já aconteça há
mais de 14 anos, não existe até a presente data nenhuma legislação
ou política de fomento para esta atividade. O processo em que se
desenvolve hoje no país é fruto da força da mídia e da necessidade
que o produtor rural tem de buscar novas fontes de renda para a sua
sobrevivência. Por se tratar de uma atividade ainda recente, há
poucos profissionais com experiência prática nesta atividade.
Conseqüentemente, poucos organismos e/ou entidades vêm apoiando
o desenvolvimento rural no Brasil.
Na minha concepção, vejo a atividade do Turismo Rural como
agente promotor das seguintes funções:
• Ser uma atividade estratégica para preservação e a recuperação
ambiental do espaço rural e natural;
• De garantir a manutenção das atividades agrícolas tradicionais e
a conseqüente manutenção da família rural no campo;
• De formular um novo conceito de produção com incrementação
de receitas para o espaço rural;

Partindo-se do pressuposto que no Brasil o conceito de Rural é


uniforme, podemos conceituar Turismo no Espaço Rural, ou
simplesmente Turismo Rural como: “são todas as atividades turísticas
endógenas desenvolvidas no meio ambiente natural e humano".
A concepção de turismo rural é bastante abrangente, pois apresenta
muitos pontos comuns com outras atividades no mesmo espaço.
Exemplificando citamos o Turismo ecológico, Turismo Cultural,
Turismo Aventura, Turismo Esportivo, etc.

PDF Creator: PDF4U Pro DEMO Version. If you want to remove this line, please purchase the full version
Então vamos adotar a seguinte definição:
Turismo Rural é um segmento do turismo desenvolvido em áreas
rurais produtivas, relacionado com o alojamento na sede da
propriedade (adaptada) ou em edificações apropriadas (pousada) nas
quais o turista participa das diferentes atividades agropecuárias
desenvolvidas neste espaço, quer como lazer ou aprendizado. Deve
ser incluída nesta modalidade a oferta de produtos naturais de origem
local ou regional como a gastronomia típica e o conhecimento da
cultura local.
Como elementos básicos da atividade de turismo rural pode-se
dizer que deve estar obrigatoriamente em harmonia com os seguintes
interesses: da comunidade local, do turismo e do meio ambiente.
A harmonização destes fatores significa garantir sustentabilidade
da atividade através dos três elementos básicos: Elementos Culturais,
Elementos Ecológicos e Elementos econômicos.
O turismo rural no Brasil é uma atividade emergente. Por um
lado temos o produtor com a necessidade de agregar valores a seus
produtos e buscar novas fontes de renda à sua produção. Por outro,
muitas pessoas, entidades, instituições e profissionais querendo
mostrar novas alternativas para o campo, incluindo o Turismo Rural.
Então, temos percebido muita informação desencontrada, teoria sem
consistência, resultados pontuais que não retratam a realidade da
atividade no país e modelos importados entre outros. Portanto, ao se
interessar pelo assunto ou promover sua divulgação, pesquise sobre o
tema, informe-se sobre os profissionais e suas experiências, modelos
e projetos implantados.
Fatalmente, na seqüência de um artigo como este, que pretende
fomentar a discussão, torcemos para que apareçam diversos
produtores rurais interessados. No entanto, o meu conselho é que se
avaliem entre outros aspectos a capacidade de gestão do produtor, a
capacidade financeira para promover as adequações necessárias, a
sustentabilidade ambiental e a avaliação mercadológica/localização
para sua viabilidade econômica.
No próximo artigo poderemos iniciar a apresentação de um
modelo piloto buscando identificar problemas desta atividade no Brasil.

Professor Flávio Lara Camargo


Bacharel e Mestre em Turismo
Coordenador do Curso de Turismo da Faculdade Marechal Rondon
Membro Diretor do Pólo Cuesta

PDF Creator: PDF4U Pro DEMO Version. If you want to remove this line, please purchase the full version