FOLHA MONTES CLAROS - SE.

23-X-A-VI
16°30'S

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA SECRETARIA DE GEOLOGIA, MINERAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO MINERAL CPRM - SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL
43°50'W 43°40'W

Mapa Geológico Folha MONTES CLAROS - SE.23-X-A-VI Escala 1:100.000, CPRM - 2011

Í

=

tre i to

ão

Í

Í

BR -12

CRÁTON CRÁTON

RINH

Í

Í

Í

Í Ä

Í

V

C EF

Ã

200 km

22

Í

Ã

Í

Í

Có rr. d

ITA

!

AB ON

!

Ä

!

"
!

Í

!

R io Bu r

Có r r.

eir a

!

Í

Í

16°40'S

Í

!

Í

Ba

Í Í

Í

S AP

!

!

DO

Í

à Í

RA

Í

Í y Ä

SER

!

!

!

Í

co s

20

25
!

!

!

NP3sh

!

ar

oM

! !

V ie ira

Córr. S ã

!

!

o Cintr a

Í

"
!
!

!

!

!!

K2u

T ! E LÉ

!

rr. d

!

GR ! AF O !
"

!

"

cc
!

!

!

!

TELÉ GR !
!
!

"

Poções

!

AFO ! !

! Ri o

do

Ri o

!

! !

Í

!
!

!

Córr. d o Cintr a

! !
!

!

NP3ljc
"
!

Montes Claros

NP3sh

da P

NP3ljs

R io

do

s

8.152.000

!

!
!

Í

Í

rcos

8

8

Í

ap a

Mati as

Có r r. L

Córr. Sã

-43°50'

Córr. do

Gr

!

!

!

!

!

r. P C ór

!

!

Í

MG51

!

TELÉGR AFO

Í

Í

!
! !

Í

!

!

` Í

Í

Í Ä

Í

!

! !

Í

s

!

"

Í

or co

!

Í Í

sP

ei r o

Có rr.

!

OR CO

Í

SP

80

70

S E RR A DO

=

Í Í

Ä

Í

N34ec

Ca

!

55

15

Ä

NP3sd

18

NP3ljc

r r.

NP3ljs
!

Bo

!

#

qz

á

5

16°50'S

Í

Ä

A

K2u

65

l omb

Í

Í

an du

Í

Qu i

Có rr. G

Í

Í

eix e

BR-135

Santa Maria

"

M 20 ar i

Córr.

Rio P acuí

65

78

Rio do Peixe

50

Ri od

Ä

G-

Í

+

51

35

20

Capela do Mocambo

oP

"

+

NP3sh

Ri

ur

N12dl

a

"

Í `

do

l Va

15

70 15

Ta q

Í

ua

10

Cór r.

ri
N34ec

qu

"

ar i

#

30 cc

NP3ljc

8

8

-17°00' -44°00'

-43°50'

ESCALA 1:500.000

-43°40'

-17°00' K2u

70

Í

R io

N34ec

25

ÄÍ

R io
Rio do S

Córr. Mu nd

oV al e

K2u

Rio d

NP3sd

"

55

NP3ljs
!

io

Í

"

are

Bo i da

N34ec

C arro

NP3sh

48

MORRO DA BARRIGUDA

Có r

r. d

ajes as L

Í

M

8

"
!

Lagoinha

Có rr.

"

Poções

20

10

Ri o

Sa r ac u

ra

e

38

8.136.000

Í

T áb u a

Í

Í

Cór r.

Í

Có rr.

Í

ÍÍ

Í

Í

Córr. Pinheiro

Í

Í

Í

Í

Rio d o Ang ic

Í

Í

Í

Córr. P inhe

RA

s

ro Danta

R io d a s Tra íras

Í

Í

Í

SER

K2u

12

15

Rio M

15

Córr. Rib ei

`

8

608.000

616.000

624.000

632.000

640.000

8

85

648.000

8

-17°00' -44°00'

8

-43°50'

ESCALA 1:500.000 -43°40'

-17°00'

Córr. Barro Vermelho

Estarda de ferro (E.F.C.B.)

Rio Verde Grande

Rodovia BR-135

Rodovia MG-51

Rio das Pedras

Rio do Peixe

Córr. Gandu

ARTICULAÇÃO DA FOLHA
BRASÍLIA DE MINAS SE-23-X-A-II CAPITÃO ENÉAS SE-23-X-A-III FRANCISCO SÁ SE-23-X-B-I Pirapora

Montes Claros Teófilo Otoni

Rio do Félix

Rio Macaúbas

Rio do vale

LOCALIZAÇÃO DA FOLHA

Rio das Pedras

Córr. Quilombo

Rio do Cerrado

BA
18°S

NW
1000

CORAÇÃO DE JESUS SE-23-X-A-V

MONTES CLAROS SE-23-X-A-VI

BOTUMIRIM SE-23-X-B-IV

Governador Valadares Belo Horizonte Ponte Nova

NP3sd

ES
Vitória Guarapari

800

NP3ljs N4a NP3ljs NP3sh NP3sh N34ec N34ec

NP3ljc

20°S

NP3ljs

JEQUITAÍ SE-23-X-C-II

BOCAIÚVA SE-23-X-C-III

ITACAMBIRA SE-23-X-D-I

São João Del Rei

600

RJ
42°W 40°W

NP3sh

44°W

400

A
Escala Horizontal : 1:100.000 Exagero vertical: 5x

BASE CARTOGRÁFICA Base Planimétrica digital obtida da carta impressa publicada em primeira edição pelo DSG em 1979 (Montes Claros), ajustada às imagens do Mosaico GeoCover - 2.000, ortorretificada e georreferenciada segundo o datum WGS84, de imagens ETM+ do Landsat 7 resultante da fusão das bandas 7, 4, 2 e 8, com resolução espacial de 14,25 metros. Esta base foi editada e atualizada pela Divisão de Cartografia - DICART, da CPRM, para atender ao mapeamento temático do Serviço Geológico do Brasil - CPRM

?

MG

K2u

?

?

K2u

K2u

K2u

?

R

R

R
?

R

R

R

R

RR

R

R

R

È

MORRO DO FÉLIX8

656.000

8.120.000

17°00'S

8

-16°50'

8

Ò

Ò

-16°50'

NP3ljs

12

65

"
!

Onça

r. C anoa s

R

10

N34ec

10

"

12

"

Í

Rio das Pedras Rio d as P ed ra 25 s
N34ec N34ec

B

io

d

as

Pe

dras

DO

8

K2u 15

iro

Ri oG
!

ua vin

"

40

Rio das Pedras

NP3sh

È

45

N34ec

ac a úb a s

K2u

"

35

Pau de Óleo

60

o

!

C ATUNI

Í

8

-16°40'

8

Ò

Ò

-16°40'

Pa u-

20

K2u aPi qu e

5

mb

"

Rio C a

Córr. Muca
!

inho

40

50

N34ec

Rio do

50

Í

Có rr.

"

do

25

NP3ljc

içara

"

80 36

Ä

l ix

45

s

Palmital

12

NP3sh

Ä

S Rio

ão

ber to Lam

Ã

18

Rio São Lamberto

"
!
!

Pires e Albuquerque

5

rr. C

s Cór r. da É guas

K2u

Í

K2u

10

20

10

K2u

Í

NP3ljs

8.128.000

-44°00' -16°30'

da

r.

FUSÃO GEOLOGIA X MODELO DIGITAL DE TERRENO
-43°50' -43°40'

Abóbora

Po n te

a

Pentáurea
!

rr. Varge m Có

N4a

N34ec

8

NP3ljs
"

10

"

Curral Queimado

AT

C

8

-16°50'

8

Ò

Ò

-16°50'

Ri o S an ta

35

NP3ljs

10

x

"

Taquari

18

55

20

P Glaucilândia

10

8

Córr. Poçõ

Í

15

60

#

o

es

qz

!

10

80

75

14

42

36

"

Saracura

!

!

Jurament o
o
J

ur i

10

"

Vau

10

10

8

"

Santa Cruz

K2u

Rio d o Pe i

xe

N34ec

"

Caiçara

12

35

NP1sc

N12dl

5

18

MORRO VERMELHO
!

-43°30' -16°30'

"

ór

nt Pe

re áu

12

Ri

err ado oC od
8

R io

d o Pe i x

e

Manduri

10

"

# cc

R io

N34ec

Jur a men to

W
!
!

Rio do Cerrado
!

"

N34ec

"

Gameleira

15

Ri o

Ca

Córr. Te

ixeira

á
! !

NP1db

Ale g re

ALTO BELO

R

N34ec

25

aiçar

as

Aperto

"

NP1sc

Có r . Enc an

a

o

"
!

"

Mucambinho 65

18

30

20

Laranjão

"

NP3ljs

NP3ljs

MORRO DO FOGO
K2u

18

12

10

ho C ó rr. Mucam b in

50

80

18

!

K1ab

N12dl

!

!

35

Córr . Barro Verme l h o

"

40

!

!

70

W

NP1db

NP1sc

N12dl

R
NP1db

R

SE
1000

NP1sc
800

600

400

B

8

8

80

Ò

75

76

N4a

10

" qz

Ò

Í

!

15

50

Traçadal 15

"

!

35

y

ra

ça dal

60

Campo Grande

" +

70

15

13

+ ®

!

!

8

-16°40'

8

Ò

Ò

S

!

rr. C ru z

-16°40'

Córr . do

`

65

C

ó

Santana do Mundo Novo

!

!

N34ec

10

70

75

da ca ru 50

!

!

"

Í

AT

!

#

10

Có rr. Man

35

do

!

!

40 cc

im o so

Ä Í Í

12

75

75

M

55

12

Traçadal

"

!

!

oG erald o

10

R io

"

!

22

!
!

N34ec

+

C ór

r. S ã

N34ec

!

NP3ljc

São Geraldo

20

!

70

!

"

"
!

!

25
!

50

NP3sh

!

!

#

15

"

10

!

15

!

"

!

!

!

cc

!

!

40

!

!

Parada Antônio Olinto

Ä

!

45

!

!

=

12

Ribeirão

"

Í

!

!

"

!

"

!

!

NP3ljs
!

10

45

15

8.144.000

-44°00' -16°30'

-43°50'

-43°40'

-43°30' -16°30'

!

20

rr.

72

!

!

Í

MODELO DIGITAL DE TERRENO

!

!

!

!

75

+

o uzeir Cr

tias

!

5 -1 4 M G N34ec

oP .d ! rr ! Có

Í

do

Ma

!

almital

Có rr.

24

!

!

15

!
!

10

18

10

"

!

Matias

!

20

"

Ponta do Morro

Córr. do F og o

!

Porteirinha

15

+

!

!

!

#

Pau de Óleo

"

55

NP3ljs

Í

!

!

!

!

!

"

"

Pau Preto

"

!

cc

!

!

!

!

rr.

!

# cc

!

!

!

!

!

!

!

!

Í

Preto au

20

+

NP3sd

=

Í

Í

20

!

Í

15

AT
! !

40

!

70

55

!

!

ESCALA 1:500.000 -43°40'

!

!

NP3sh
!
!
!

!

!

! !

N34ec

P rr. Có

au

Ó de

47

"

Í

o Ma

!

-17°00' -44°00'

-17°00'

23

em

Córr. Bre jin

!

!

!

20

!

!

NP3sd

Í

Gra

ho

45

52

5

60

13

leo

8

Prata

"

Í

nd

8

-16°50'

-16°50'

"

!

e

!

8

Ò

Ò

!

C órr. d os Bois

!

C órr. d os Bois

+

!

!

8

!

26

K2u

#

15

!

cc

!

72

!

ho s

NP3ljc

É

!!

MORRO DOIS IRMÃOS

! ! !
! !
!

i

!

!

" +

Valentina

30

25

Rio
! 54

!

Ve r de
!

Gr an de
!
!

!

!
!
!

! 48

!
!

"

NP3ljc

rr. Có

# cc

Í Í Í

Có r r.

Có rr.

D

22

"

10

" cc

10

!

!

!

20

!

!

!

35

"

!

10

50
!

!

8

-16°40'

8

Ò

Ò

-16°40'

SE

rro c

!

48

ór r.

!

!

!

!

!

!

10

im

!
!

!

Rio

15

ão

!

!

!

40

10

!

!

!

"

Barrocãozinho

30

dos

""
70

!

A RR

70

!

!

!

! !
!

rr.

da

sL

ajes

ra Se

fm

62

20

60

MORRO DO TRIGO
16 40 45

20

28

"

62

!

70

!

!

! !
!

Au

20

"
!

!

!

Brejinho

20

`

10

cc

#

65

#

cc

80

N4a

50

NP3ljc

rata

Pa

to

s

52

NP3ljs

22

N34ec

Mamona

"

42

"

62

15

45

10

!

9

Tira Chapéu

65

70

30

12

18

10

50

NP1sc

irã Rio Ribe

o

10

NP3sh

36

28

Rio d a

55

22

s Ca

10

noas

36 12

25

NP3ljc

Ri o

20

da s Cano

as

Santa Catarina

60

60

"

cu

ra

NP3ljs

45

15

38

N12dl

15

cc

#

Í

5

8

5

Córr. Baquari

8

8

12

!

!

DA

Ò
! ! !

Ò
a an

Ã

Pa to

NP3ljs

! !

!

Í

s

!

BO

e dr o

+

!

C

#

C

NP3sh

!

!

do

"

Í

cc

!

N AI

A

"

!

!

"

50

!

25

cc

Í

15

10

rr. d Có

o

Ä

12

!

"

tias Ma

!

!

!

ed r o

!

!

oC

!

26

MORRO DO ENCONTRO

Toledo

!

N34ec

Rio

Lagoa da Barra 60

F

!

!

do

"

Vi

!

!

-44°00' -16°30'

-43°50'

-43°40'

-43°30' -16°30'

18

#cc

i ti

"

!

MAGNETOMETRIA

5

"

8

C

. órr

al e i jo

20

NP3ljc

5

Coqueiro

"

15

8.160.000

!

!

!

NP3ljc

Pau d eÓ leo

20

Rio

!

15

15

Í Í Í

18

!

!

!

"
!

SE RR

65

15

70

N34ec

Caiti tu

!

62

LÉ TE

GR

!

20

NP3sd

O AF

!

NP3sd

Cabeceiras

!

12

Mucambinho

!

25

50

"

+

!

NP3ljc

"

18

Parada

à Í

Ri

!

!

od

o Vieir a

"

Í

!

N34ec

!

N34ec

"

o Pa

!

BR -1 35

10

25

NP3sh

22

dr e

!

!

Ca no as

Ä

R

"

Rio

N4a

Ã

!

!

N34ec

r. B Cór

cão a rro

Ä

Je

!

+

do I

NP3ljc

Ä

!

20 20º

M Ma

65

!

Í

Nova Esperança
ão r r oc

Í

PM Co

8

20

me

Ä

MORRO CAPIM PUBO

+

Í

A R A Ç U A Í

Folhas 1:100.000 mapeadas pela UFMG em contratos com a CPRM: A, Andrequicé; B, Bocaiúva; C, Carangola; Co, Contagem; Cr, Curvelo;Ct, Corinto; E, Ecoporanga; EF, Espera Feliz; J, Jequitaí; M, Manhuaçu; MA, Monte Azul; Ma, Manhumirim; MC, Montes Claros; MG, Morro da Garça; Mn, Mantena; Mo, Montanha; NV, Nova Venécia; PM, Pará de Minas; SC, Serra do Cabral; T, Taiobeiras; V, Viçosa; e 1:50.000,Je, Jequeri.

#
!

ucam b o Fir

38

"

!

20

15

Í

Córr. M

"

8

!

80

18

"

Estância Queluz

g ud

Í

MG Cr

Mn NV

C

ór .

Ve a

d inho

cc

Mucambo Firme

NP3ljs

75

80

`

Ct

SERR A

!

18 A

E Mo

Embasamento indiviso Limite entre Cráton do São Francisco e Orógeno Araçuaí
18

#

cc

!

Boa Vista

Bo

NP3sh

68

aV is

8.168.000

Sanharó

Í

18º

SC

ARQUEANO E PALEOPROTEROZÓICO

NP3sd

MOR

15

!

"

15

r r. Sa n har Có

á

"

20

!

25 # cc

10

30

Nova Esperança

C ó rr. C a bec

eiras

18

50

N34ec

N34ec

"

Tamanduá

60

38

"

NP3ljs

!

10

"

N34ec

"

25

Í

Í

22

Í Í

!

!

J

B

Supergrupo Espinhaço e correlatos

!

!

B J MC

OS

am

a r i n has

NP3ljc

NP3ljc

NP3sh

!

!

ESTATERIANO E MESOPROTEROZÓICO

.C

52

!

16 16º

O R Ó G E N O

C

!

40

Ri o

!

Rifte , margem passiva e ofiolitos

ór r.

40

8

do

2

!

10

Ca

!

T

cc

ititu

23

!

oR Ri

Í

Bacias orogênicas

ad Ve

ich

o

5

#

!

16

!

MA

R

+ Miralta

Ä

rr.

Ã

do

!

!

Magmatismo pré- a pós -colisional

Es

!

N34ec

58

52

20

!

45

25

!

Coberturas cratônicas

Í

5

!

NP3ljs

!

14 14º

55

"

25

"

!

CAMBRIANO E NEOPROTEROZÓICO

#

qz

!

52 C órr. Ba r ri

40

!

NP3ljs

32

N4a

70

eirão oqu Có r r. B
10

!

Coberturas mesozóicas e cenozóicas

eir ã

o

!

"

8

!

44 44º

42 42º

40 40º

5

!

Morrinhos

"

qu

22 Manduri

a
Córr .

!

8

Í

Ri

o

18

!

ua Tá b

1 -25 BR

Í

!

25

!

SITUAÇÃO GEOTECTÔNICA

44°00'W

PROGRAMA GEOLOGIA DO BRASIL CARTA GEOLÓGICA - ESCALA 1:100.000
38 cc

43°30'W

"

LEGENDA
FANEROZÓICO
CENOZÓICO
NEÓGENO
N4a

8

8

R i o Ca i

B rr. Có

135 BR! ! !

Í

o

=

titu

12

=

Í

Í

=

=

# cc

62

Depósitos aluvionares. A unidade compõe-se de sedimentos arenosos com cascalhos inconsolidados, com amplo predomínio de seixos de quartzo arredondados, e também por sedimentos enriquecidos em frações mais finas, constituídos de silte e argila. Os depósitos mais representativos ocorrem na porção meridiana central da folha, sobre a Formação Serra de Santa Helena, onde se verificam as cotas mais baixas da região, acompanhando o vale do Rio Verde Grande. Depósitos colúvio-eluviais. Sedimentos areno-siltosos, amarelos a avermelhados, localmente com níveis mais grossos e com fragmentos angulosos a subangulosos de quartzo de veio esparsos, local e restritamente apresentando o desenvolvimento de superfícies lateritizadas. A unidade aflora em manchas restritas sobre a Formação Serra de Santa Helena, principalmente na faixa central da área, e na borda oeste da mesma, cobrindo as formações Lagoa do Jacaré (calcários) e Serra da Saudade. Na atualidade, tais depósitos encontram-se em grande parte cobertos por eucaliptais, dificultando observações detalhadas de ordem geológica. Depósitos detrítico-lateríticos. Coberturas arenosas finas a médias, consolidadas ou semi-consolidadas, em geral de coloração vermelha intensa denotando contribuição ferruginosa. Comumente se associam a tais depósitos concreções ferruginosas centimétricas até decimétricas, em diversos locais formando horizontes de laterita potentes até 2 m de espessura. De modo característico tais coberturas possuem forte controle altimétrico, entre 1.150 e 1.180 m, cobrindo planarmente o maciço serrano arrasado, representado na margem sudeste da folha, e estendendo-se para leste em direção à Folha Botumirim.

Í

! ! !

=

I

Í

!

Oceano Atlântico

N34ec

! !

= =

Có rr.

M ut

=

=

rr Có
! !

am

!

Í

50

ba

=

I

N12dl

"

18 Ri o

! ! !
!

!

=

!

MESOZÓICO
CRETÁCEO SUPERIOR
FORMAÇÃO URUCUIA K2u

!

ta

!

Í=

Í =

=

Í

22

r

!

I
! ! !

Í

!

!

Ba

44

Arenitos finos, com intercalações locais de siltitos. Os arenitos predominam amplamente, de cores branca a branca-avermelhada, de granulometria fina (localmente média ou mostrando seixos esparsos), com estratificações plano-paralelas ou suavemente cruzadas. Os arenitos siltosos e siltitos apresentam coloração roxa característica, e são alvo freqüente de aproveitamento para a construção civil. Essa formação ocorre nas porções sudoeste e centro-oeste da folha, aproximadamente controlada pelo mesma superfície de aplainamento dos depósitos detrítico-lateríticos, entre 1.010-1.060 m. CRETÁCEO INFERIOR

Í

=

!

a rr. B

da gu rri

!

= Í

=

!

!

n fe

Ri

rno

tu a ti oC

!

10

! !

Í

MORRO QUILOMBO

I

Í

GRUPO AREADO
FORMAÇÃO ABAETÉ K1ab

!
!

Í

=

= Í

Í

#cc

10 R io 78

Conglomerados clasto-sustentados, polimíticos, com seixos de quartzitos (predominantes), quartzo e metapelito. Tal rocha se caracteriza pela quase ausência de matriz e um cimento silicoso. Essa unidade ocorre restrita e exclusivamente em diminuta parte no extremo sudeste da folha, onde encontra-se capeada pela cobertura detrítico-laterítica.

Í

=

= Í

¨

=

Í

Í

Í

­

"

Br

PROTEROZÓICO
NEOPROTEROZÓICO SUPERGRUPO SÃO FRANCISCO
GRUPO BAMBUÍ
FORMAÇÃO SERRA DA SAUDADE NP3sd

ca Va

=

I

Í

a

=

Í

Í

!

Ä
Í

va

FO RA ! ÉG ! EL T !

Í ¨

= Í

8 8 8

8 8 8

22

+

=

=

d Rio

Ã

54

!

­

Ä
Í =
ant aM aria

!

23
!

!

!

Predomínio de siltitos e argilitos. Essas rochas apresentam-se na coloração rosada, com tons amarelados quando alteradas. Ocorrem localmente, de modo característico na base da unidade, níveis ricos em intraclastos centimétricos formados pelo mesmo material da matriz (siltitos ou argilitos). A unidade está presente sobretudo em faixa à oeste da área mapeada, estendendo-se nesta direção para a Coração de Jesus.

!

Í

Í =

!

o Ri

!

FORMAÇÃO LAGOA DO JACARÉ NP3ljc

Í

!

Calcilutitos e calcarenitos predominantes. Constituem calcários cinza escuros, muitas vezes maciços e puros, localmente estratificados (principalmente nas proximidades da outra subunidade), ocorrendo no topo da formação. Apresenta-se em duas faixas bem distribuídas, a leste e a oeste da folha, ambas com disposição longitudinal. A faixa oriental é mais estreita, e suas rochas mais impuras (intercalações de margas e siltitos são comuns) e geralmente mostram estratos mais finos, intimamente relacionados à subunidade inferior. A faixa ocidental, mais larga, apresenta potentes pacotes quase contínuos a partir da parte centro-oeste da folha, e por tal razão é lavrada em diversos locais. Ritmitos que mostram alternâncias de níveis milimétricos argilo-siltosos de coloração cinza-clara, com níveis carbonáticos de coloração cinza-escura. Essa subunidade ocorre na folha, caracteristicamente, na base da formação. Sua mais importante faixa de distribuição encontra-se na porção centro-noroeste da folha, como pequenas manchas isoladas ou mesmo compondo uma região serrana (Serra dos Fonsecas e adjacências), a norte da mesma, onde adentra para as folhas Montes Claros (a norte) e Jequitaí (a oeste). Níveis isolados de calcários (não representáveis na escala) ocorrem principalmente no topo da subunidade, na faixa serrana.

Í

=

Ä
s oi
Ri
ac

r. C Có r

=

!
! ! ! !

C

!

Í

=

ra Se

av a Br

!

! ! !

r. d Cór

=

f

!

=

NP3ljs

oM

Í

! !

atia

= =

Í
o Retir

Í =

!

Ä

s

!

!

!

=

Í

P rr.
au

re Córr. B

!

! !

= Í

=

FORMAÇÃO SERRA DE SANTA HELENA NP3sh

et o Pr
!
!

=

=

j i nh

Í

Metassiltitos e folhelhos ardosianos intercalados. Essa unidade predomina homogeneamente em larga faixa, por toda extensão central e mais rebaixada da folha, e seus litotipos em geral apresentam-se bastante intemperizados. É típico sobre tais rochas o desenvolvimento de um solo com pedaços alterados de rocha foliada juntamente a pedaços angulosos, centimétricos de quartzo de veio.

!

o

!

GRUPO MACAÚBAS
FORMAÇÃO SERRA DO CATUNI NP1sc

Í Í=

!

Cór

!
!

a r. P
uP

Metadiamictitos cinza-claros, em geral apresentando raros a raríssimos clastos centimétricos de quartzo e quartzito. A matriz em geral é síltica, e em certos locais a ausência completa de clastos torna a rocha um metassiltito. Essa unidade, aflorante exclusivamente no setor sudeste da folha, é considerada uma variação lateral de fácies em posição mais distal, da Formação Jequitaí, que ocorre a sul na Folha Bocaiuva. Estruturalmente ela é alóctone, com massas empurradas de leste para oeste sobre os metassedimentos do Grupo Bambuí.

Í
=
a

o ret

=

Í =

=

!

r Va da rr. Có

=

È È È È È È È

!

=

!

FORMAÇÃO DUAS BARRAS NP1db

!

g

=

! !

=

Quartzo-metarenitos de granulação fina a média, impuros e mal selecionados, branco amarronzados ou acinzentados, localmente com seixos e horizontes de microconglomerados. Comumente ocorrem intercalações centimétricas a métricas de quartzitos cinza escuros, bastante ferruginosos. As principais estruturas primárias presentes nos quartzitos são estratificações cruzadas de baixo ângulo com sets variando até 50 cm e marcas de onda assimétricas. A unidade aflora em escamas apertadas, em faixas empurradas sobre o Grupo Bambuí, ou embutidas na Formação Serra do Catuni, do mesmo grupo.

de an

!

a Tir rr.

=

V ac Rio

Í

Í

=

r da Va Córr.

ap é Ch

! ! !

Í

! !

a Brav a

=

Í

u

Rio Verde G r

Í

gem

!

Í =

!

n de Gra

Í
G M 1 -5

!

and

Í Ã Í = =

Í

! !
! !

=

e

!

= Í

=

!

È È È È= = ÈÈÈ ÈÈÈ È È È È È È È È È È È È È È È È È È = È È = È È È È È È È È = È È = È È È Í È È È È È È È Í È È È È È È È = È È = ÈÈ È ÈÈ È È Í = È È È È È È È

!

Í =

Í

Í Í =

= =Í = Í =

! !

CONVENÇÕES GEOLÓGICAS

!

Í I = ` ` ¨ y
35 65 x 57 42

Acamamento Acamadamento horizontal Foliação Fratura de cisalhamento X Fratura de cisalhamento Y Fratura de cisalhamento Y vertical Veio Ocorrência Depósito

Contato Contato transicional Falha ou fratura Falha ou fratura aproximada

Í = =

=

!

!

o Ri

F. E.

!

Sa

! ! !

B. C.

ra

! !

= Í

Í =

Ã
rr.

=

= y
=

T

È È

!

Falha contracional (inversa ou empurrão) Anticlinal normal Sinclinal normal Lineamentos estruturais: traços de superfícies S

!

r

Í

=
!

­

#

Ä Ã

`

! !

Í

= yy

me

=

leir

!

=
S Rio

a
!
!

Í

`

!
!

C ó rr. M

=

= Í

!
!

"

Í=

=

ucambo

`

are: areia; Au: ouro; cc: calcário; qz: quartzo

!
!
!

=

!
!

! !

n to me

! !
! !
! !

Í

=

! !

Ta

Í

=

.P Córr

!

CONVENÇÕES CARTOGRÁFICAS
P R
Cidade Vila Localidade Propriedade rural Igreja Torre Cemitério Usina Área urbana
! !

=

oçõe

Auto estrada Estrada pavimentada Estrada não pavimentada de tráfego permanente Estrada não pavimentada de tráfego periódico Estrada de ferro Pista de pouso Linha de transmissão Adutora Curso de água perene Curso de água intermitente Lagoa perene

! !

s

! !

Í

"
"

Í

=

ít

!
!
!
!
!

!
! !

R io V er de

+ ®

G ra nd e

Ã

W
+

!

Í

ras iça

á

Ã

Í

!

AT !
! !
!
!

Í

!

Córr .
L aranj ão

r

t

!

d

= `

Í

Í

!

Í

!

=

=

=

! !

!

` y =

!

!

!

Í
!

. Poç C ó rr

!
!

Ã

! !

È

=

ão

=

MAPA GEOLÓGICO
2 1 0

È

!

Í Í

!

ESCALA 1:100.000
2

!

Í

n ipa

4

6

È

! !

!

. da Córr

È

Origem da quilometragem UTM: equador e Meridiano Central 45°W.Gr. acrescidas as constantes: 10.000km e 500km, respectivamente. Declinação magnética do centro da folha 22°25' W, com variação anual de 5' W. 2011 Datum horizontal: WGS84

PROJEÇÃO UNIVERSAL TRANSVERSA DE MERCATOR

km

=
! ! !

! !
!

E stiva

r

Í

Í

AUTORIA: Mario Luiz de Sá Carneiro Chaves Kerley Wanderson Andrade COLABORADORES: Leila Benitez Adolfo Baeta de Medeiros EDIÇÃO DA BASE GEOLÓGICA DIGITAL Gustavo Antonio Pereira Batista Janaina Fernandes Veloso Rafael Carneiro Xavier Renan Duarte de Souza COORDENAÇÃO DE GEOPROCESSAMENTO Eliane Voll Karin Voll

COORDENADOR GERAL: Antônio Carlos Pedrosa Soares

Coordenador Geral Antônio Carlos Pedrosa Soares

Supervisor Técnico Luiz Carlos da Silva