CUSTOS INDUSTRIAIS

Indústria : é a atividade secundária da economia que engloba as atividades de produção ou qualquer de seus ramos, em contraposição à atividade agrícola (primária) e a prestação de serviços (terciária). É a conjugação do trabalho e do capital para transformar a matéria-prima em bens de produção e consumo (Oliveira & Perez Jr.) Empresas industriais: aquela que adquire determinadas matérias-primas e, com o uso de máquinas, equipamentos e mão-de-obra especializada, transforma as matérias-primas em produtos acabados. Ramos da indústria: petrolífero, químico, de plásticos e derivados, petroquímico, eletroeletrônico, de alimentos, de bebidas, têxtil e de caçados, de laminação de aço, celulose e papel, siderúrgico, de mineração, metalúrgico, de laticínios, móveis, materiais de construção, fumo e tabaco, etc.. Industria pesada: fabrica material de infra-estrutura, máquinas e ferramentas pesadas

EMPRESAS INDUSTRIAIS – ESTOQUES • • • • • Material; Produtos em processo ou produção em andamento; Produtos semi-acabados; Produtos acabados; Materiais auxiliares.

EMPRESAS INDUSTRIAIS – ESTOQUES

Material: Matéria-prima; material de embalagem e outros materiais para utilização na produção dos diversos produtos. Produtos em processo ou produção em andamento: produtos cuja fabricação foi iniciada no período, não tendo ainda sido concluída. Produtos semi-acabados: produtos que já passaram por uma fase de processo produtivo e encontram-se em estoques intermediário aguardando para entrar em nova fase do processo. Podem ser vendido nesta fase. Produtos acabados: Produto prontos para vendas aos diversos clientes.

Materiais auxiliares: produtos auxiliares à produção, tais como graxas e lubrificantes, ferramentas de pequeno porte, peças de pequeno valor para reposição e manutenção de máquinas, etc.. RELATÓRIOS DE CUSTOS – USUÁRIOS

• • • •

Empresários, diretores e demais executivos da empresa; Administradores de empresas; Fiscalização do imposto de renda e outros tributos; Auditores internos e externos

Um sistema de controle, contabilização e apuração dos custos dos produtos fabricados e serviços atende a duas grandes necessidades: • a) Gerencial: extra contábeis, não atendem às diversas regulamentações legais e fiscais. b) Fiscal e societária: atender exigências fiscais, legislação comercial e societária – contabilidade de custos integrada e coordenada com o restante da escrituração contábil

Objetivos principais da contabilidade de custos

• • • • • • • • • •

Apuração do custo dos produtos, dos serviços e dos departamentos; Apuração da rentabilidade dos produtos, dos serviços e dos departamentos; Atendimento de exigências contábeis e de auditoria; Atendimento de exigências fiscais; Controle dos custos de produção; Controle da movimentação interna e externa de mercadorias; Melhoria de processos e eliminação de desperdícios; Auxílio na tomada de decisões gerenciais; Otimização de resultados; Atribuição de responsabilidades entre os diversos executivos e dos departamentos;

Análise do desempenho dos diversos executivos e dos departamentos envolvidos; Subsídio do estabelecimento dos preços de vendas

RESUMO DOS OBJETIVOS DA APURAÇÃO DE CUSTOS E OS CORRESPONDENTES SISTEMAS DE CUSTEIO QUE OS ATENDEM:

Objetivos

Sistema de custeio

Apuração do custo dos produtos e dos departamentos

Por absorção ou ABC

Contábil

Por absorção

Fiscal

Por absorção ou arbitrado

Controle

Padrão ou standard

Melhoria de processos

Por atividades

Gerencial

Variável ou direto

Otimização de resultados

Teoria das restrições

Um sistema de custos deve fornecer informações detalhadas, precisas e confiáveis sobre:

• • • • • • •

Custos diretos, indiretos, fixos e variáveis; Geradores de custos; Atividades e processos que agregam ou não valor a seus produtos e serviços; Margem de contribuição de cada produto ou serviço; Departamentos deficitários; Mix de produtos para maximizar o lucro e obter melhor rentabilidade; Preços competitivos baseados na determinação e análise do ponto de equilíbrio.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful