26 27 26 26 27 27 ÁREA 2 – A SOCIEDADE | UNIDADE TEMÁTICA 4 – A REGIÃO, ESPAÇO VIVIDO TEMA-PROBLEMA | 4.

1 A IDENTIDADE REGIONAL
©
A
R
E
A
L
E
D
IT
O
R
E
S
©
A
R
E
A
L
E
D
IT
O
R
E
S
CONCEITOS
Atividade económica: trabalho
que proporciona ao ser humano
a capacidade de obter o seu sus-
tento e de satisfazer as suas
aspirações.
Setores de atividade: conjunto
das atividades económicas que se
dedicam à produção de bens e/ou
serviços.
16. Refere exemplos de grupos sociais que pertençam ao grupo da:
a) população ativa;
b) população inativa.
17. Identifica o tipo de setor de atividade ilustrado nas imagens
ao lado.
18. Identifica a profissão que gostarias de exercer e enquadra-a
no respetivo setor de atividade.
Setores de atividade Noção/abrangência Exemplos profissionais
Primário Agrupa atividades
económicas relacionadas
com a exploração dos
recursos primários da
natureza.
Agricultura, silvicultura,
pesca, aquacultura,
criação de gado.
Secundário Engloba as atividades de
transformação das
matérias-primas em
produtos acabados ou
semiacabados, as
extrativas, os setores de
energia, a construção civil
e as obras públicas.
Todo o tipo de indústrias.
Terciário Agrupa as atividades que
embora não produzam
bens materiais, prestam
serviços à população.
Comércio, setor bancário,
transportes, profissões
liberais ligadas, por
exemplo, ao ensino, à
saúde ou educação.
Atividades económicas
N
o âmbito da caracterização da atividade económica podemos categorizar
a população como ativa ou inativa. Todos os indivíduos que exercem
uma profissão remunerada, que constituem mão de obra disponível para
a produção de bens ou serviços ou se encontram desempregados, fazem parte
da população ativa.
A população inativa é constituída por todos os indivíduos que não exercem
qualquer tipo de atividade (não disponíveis para o trabalho), como por exem-
plo: os reformados, as crianças, os estudantes e as domésticas.
As atividades económicas encontram-se agrupadas pelos três tipos de seto-
res de atividade: primário, secundário e terciário.
Assimetrias espaciais e indicadores de desenvolvimento
A taxa de atividade e a repartição da população ativa por setores de ativi-
dade difere de país para país e de região para região, tendo em conta o seu
nível de desenvolvimento. Por exemplo, nos países desenvolvidos a taxa de ati-
vidade é mais elevada do que nos países em desenvolvimento e a maior parte
da sua população ativa enquadra-se no setor terciário. Nos países menos
desenvolvidos é o setor primário que ocupa a maior parte da população ativa,
devido à baixa mecanização neste setor.
FRANÇA
78,9%
19,0%
2,1%
76,9%
21,9%
1,2%
75,3%
23,1%
1,6%
71,3%
24,9%
3,8%
67,7%
25,8%
6,5%
43,0%
13,2%
43,8%
40,5%
48,6%
10,9%
36,4%
60,4%
3,2%
Primário Secundário Terciário
EUA JAPÃO AUSTRÁLIA BRASIL ETIÓPIA CHINA ARÁBIA
SAUDITA
Fig. 41 | Distribuição da população ativa (por setores de atividade) emalguns países do Mundo.
Fonte: The World Factbook, 2010.
19. Observa os gráficos relativos à distribuição da população ativa nos diferentes países.
19.1. Descreve os dados traduzidos pelos gráficos.
19.2. Classifica os países representados quanto ao seu grau de desenvolvimento.
20. Faz um levantamento (registo escrito e fotográfico) das atividades económicas predominantes
na tua região, construindo um cartaz.
As atividades económicas em Portugal
A estrutura profissional portuguesa tem vindo a alterar-se. No início do
século XX, o setor predominante em Portugal era o primário. Desde então tem-
-se vindo a assistir a um aumento das atividades terciárias, cujo fenómeno se
designa de terciarização, devido a vários fatores:
– diminuição da mão de obra ativa do setor primário, justificada pela emigração,
pelo êxodo rural, pelos avanços tecnológicos (mecanização agrícola), pelo apare-
cimento de novas atividades ligadas ao lazer, ao turismo e à cultura, à expansão
do comércio, dos serviços financeiros, de educação e de saúde;
– libertação da população ativa do setor secundário, cada vez mais automatizado;
– novas exigências sociais, que se refletiram no aumento da quantidade e
diversidade de emprego no setor terciário (exemplo: valorização da arte,
do turismo e da investigação).
Um outro fenómeno que marca a evolução da estrutura profissional portuguesa é a
feminização da mão de obra, resultante da evolução social e cultural (conquista da
igualdade de direitos e oportunidades).
72,8%
24,4%
2,9%
Primário
Secundário
Terciário
PORTUGAL
Fig. 42 | Distribuiçãodapopulaçãoativa
(por setores de atividade) emPortugal
Fonte: The World Factbook, 2010.
1
2
3
Paris, França.
China
PortodeSantos, Brasil

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful