You are on page 1of 28

KOJJI NARIMATSU

GERENCIAMENTO DO STRESS
E
COMPETÊNCIA EMOCIONAL
COM
AS TERAPIAS NATURAIS

MARINGÁ
2006
O STRESS:____________________________________________________

Falamos muito em stress nos dias atuais, mas nem sabemos bem do que se trata. O que
poucos sabem é que o stress não é um vilão, mas um conjunto de esforços naturais do
nosso corpo em adaptar-se aos fatores externos e internos.

O stress existe naturalmente e é necessário, como a temperatura corporal. A febre é uma


tentativa do corpo em debelar uma infecção, mas pode levar à perda de várias enzimas
vitais. Da mesma forma, o stress em níveis normais confere-nos o tônus muscular,
cardiorespiratório, cardiovascular e cerebral útil na vida cotidiana, este é o “stress positivo”
ou “eutress”.

Infelizmente, a maioria das pessoas reage aos estressores de forma exagerada, assim, a
influência do stress depende do estado psíquico e somático de cada pessoa.

O objetivo deste curso é ensinar as pessoas a reagirem de forma mais branda e natural,
evitando assim a predisposição ao câncer, enfarte do miocárdio e todas as doenças
psicossomáticas.

O termo stress vem do inglês “distress” que significa aflição, mal-estar, perigo.

O pioneiro na pesquisa do stress foi o fisiologista Hans Selye, que em 1926 no segundo
ano de Medicina na Universidade de Praga (Alemanha) deparou-se com sintomas que
estavam ligados a certos fatores como o trabalho muscular excessivo, tensão nervosa, frio
ou calor intensos, ferimentos, traumas, etc. Este conjunto de sintomas caracterizados pela
perda de apetite, mal-estar, dores por todo o corpo, úlceras gastrointestinais, aumento da
córtex supra-renal e supressão do sistema imunológico, recebeu o nome de Síndrome de
Adaptação Geral (GAS).

Selye classificou a GAS em três estágios: (1) a reação de alarme; (2) a resistência e
defesa e (3) o de exaustão ou esgotamento.

Os estudos modernos dividem em duas fases os “Sistemas Adaptativos Complexos”: (1)


Resposta Adaptativa Inicial e (2) Resposta Prolongada ao Stress.

1) Resposta Adaptativa Inicial: ocorre em poucos segundos quando a mente percebe um


perigo (real ou cognitiva e imaginariamente real ), ativando o sistema nervoso
Simpático que dá ordens ao corpo para liberar as moléculas mensageiras de
catecolaminas: epinefrina e norepinefrina (adrenalina e noradrenalina). Certas células
dentro do hipotálamo transduzem a informação neuronalmente codificadas às
moléculas de emergência (CRH ou Hormônio Liberador de Corticotropina) que liberam
a corticotropina e sinalizam a hipófise para liberar a Adrenocorticotropina (ACTH) que
em poucos segundos provocam respostas adaptativas no coração, pulmão, fígado,
cérebro e músculos. E em poucos minutos estimula as células da córtex supra-renal
para liberarem cortisol na corrente sangüínea.
Estas respostas adaptativas iniciais podem durar minutos e até horas, aumentando o
tônus cardiovascular e cardiopulmonar ( acelerando os batimentos cardíacos e a
respiração), liberando e utilizando mais glicose, aumentando os fatores coagulantes do
sangue ( o que expõe à um maior risco de enfarte do miocárdio ); ao mesmo tempo ,
inibindo a digestão, o crescimento, a sexualidade e o sistema imunológico.

2) Resposta Prolongada ao Stress: quando o stress perdura por horas, dias, meses ou
anos, ele se torna patogênico: as moléculas mensageiras hormonais do stress são
liberadas em maiores doses por mais tempo, desta forma, a reação de alarme não
cessa e acaba lesando os vários órgãos e sistemas. E como se não bastasse, ocorre
um processo autoprotetor corporal chamado de “baixa-regulação” em que os
receptores de moléculas mensageiras regulam abaixo do normal gerando um processo
de abstinência em que o corpo sente-se cansado, sem energia, indisposto, de mau
humor. Infelizmente, as pessoas ao invés de atenderem o corpo e descansar, relaxar,
fazem justamente o contrário, agem compulsivamente, trabalham em demasia para ter
de volta sua alta de adrenalina e tomam substâncias ativantes, acabando por
desgastar-se ainda mais, levando o corpo à exaustão e aos sintomas psicossomáticos
ou doenças de adaptação.

Uma das mais alarmantes descobertas da neurociência clínica é que o stress crônico
pode levar à morte dos neurônios no hipocampo do cérebro, havendo perdas de massa
encefálica, provocando danos irreversíveis.

CAUSAS DO STRESS:___________________________________________

Como vimos anteriormente o stress é uma reposta adaptativa à uma situação externa. O
problema do stress é a intensidade e a duração do mesmo.

Os fatores que estressam são chamados de agente estressor. Este pode ser físico ou
psíquico.

Os estressores físicos são a exposição ao frio ou calor em demasia, o trabalho muscular


exaustivo e ferimentos ou traumatismos.

Os estressores psíquicos são o nervosismo, a raiva excessiva, a depressão, a culpa, a


ansiedade, o ressentimento, o ódio, o rancor, as preocupações, os traumas, as fobias, os
complexos, o sentimento de perda, a responsabilidade excessiva, a pressa, etc.
Resumindo, os estressores são todos os excessos, situações de desafio, mudança,
perdas, responsabilidade e cobranças internas e externas, que contudo podem ser
compreendidos como novas e importantes aprendizagens no processo de crescimento
interior.

Baseados na escala de T. H. Holmes da Universidade de Washington, é possível ter uma


noção do que nos estressa, basta somar os pontos. Vale mencionar que 49% dos
cancerosos entrevistados somaram mais de 300 pontos nos últimos 12 meses, enquanto
que apenas 9% deles tinham acumulado menos de 200 pontos, o que indica que 91% dos
cancerosos haviam acumulado entre 200 à 300 pontos de stress.

Abaixo a escala de Holmes, lembrando que estes valores podem variar segundo a opinião
pessoal em relação ao evento.
- a morte do marido ou da esposa....................................................................100
- o divórcio...........................................................................................................73
- a separação ou a ruptura entre parceiros.........................................................65
- a morte de um membro da família....................................................................63
- estadia na prisão...............................................................................................63
- acidente ou doença...........................................................................................53
- casamento.........................................................................................................50
- perda de um emprego.......................................................................................47
- reconciliação entre cônjuges.............................................................................45
- doença de um membro da família.....................................................................44
- gravidez............................................................................................................40
- impotência ou frigidez.......................................................................................39
- nascimentos, a família aumenta........................................................................39
- um novo contrato de trabalho............................................................................39
- alterações de ordem financeira.........................................................................38
- a morte de um amigo de verdade......................................................................37
- alteração de local de trabalho...........................................................................36
- conflitos familiares mais freqüentes..................................................................35
- dívida grande.....................................................................................................31
- uma hipoteca vencida que não se pode pagar..................................................30
- alterações de responsabilidades........................................................................29
- o filho ou a filha deixam a família.......................................................................29
- dificuldades de ordem penal..............................................................................29
- exigência de ganhos suplementares..................................................................29
- a esposa que começa ou cessa de trabalhar.....................................................26
- o início ou o fim de um treinamento....................................................................26
- alterações nos hábitos pessoais ou familiares...................................................25
- alterações vitais..................................................................................................24
- dificuldades profissionais....................................................................................23
- mudança de residência.......................................................................................20
- mudança de escola.............................................................................................20
- mudanças nos hábitos religiosos........................................................................19
- mudanças nos hábitos sociais............................................................................19
- dívida menor.......................................................................................................17
- alterações nos hábitos de sono..........................................................................16
- alterações nos hábitos alimentares....................................................................15
- férias...................................................................................................................13
- festas natalinas...................................................................................................12
- pequenas contravenções....................................................................................11
Outras situações de stress: cuidar de um filho doente, participar de uma competição, as
provas da escola, a apresentação de uma monografia, o cliente que não paga, as brigas
de casais, a desobediência dos filhos, o engarrafamento, o trânsito, a concorrência
profissional ou comercial, o ciúme, a pressa, etc.

EFEITOS DO STRESS:__________________________________________

Selye (1976) em “Doenças de Adaptação” relaciona as seguintes doenças de adaptação


acarretadas pelo stress:
- câncer
- doenças alérgicas (rinite alérgica, urticária, etc.)
- infecções
- doenças cardíacas e vasculares
- eclampsia
- doenças metabólicas (diabetes, obesidade, etc.)
- hipertensão arterial
- doenças renais
- doenças digestivas ( gastrite, úlceras gastrointestinais, anorexia, etc.)
- distúrbios sexuais (impotência, frigidez, anorgasmia, ejaculação precoce, etc.)
- artrite reumática e reumatóide
- doenças nervosas e mentais (depressão, pânico, TPM, etc.)
- doenças de resistência em geral

Sapolsky (1992) relata que metade dos pacientes com depressão maior apresentam sinais
de hipercortisolismo (excesso de secreção de glicocorticóides durante certos períodos do
dia. O hipercortisolismo é associado à depressão em idosos.

Segundo Thaylor (1992), na velhice o mal de Parkinson e Alzheimer podem advir da


excitotoxidade neural do stress.

O CÂNCER E O STRESS:_______________________________________

O Dr. Carl Simonton, especialista de Cancerologia do Centro de Aconselhamento e


Pesquisas do Câncer de Forth Worth (Texas), após vários anos de pesquisa, afirma que a
célula cancerosa é uma unidade esgotada, fatigada e desorganizada; que o aparecimento
do câncer é uma seqüela direta de uma ou várias situações estressantes; e que o câncer
não se manifesta sem problemas psíquicos e sem situações estressantes, pois, ele pode
estar presente, mas não aparece sob a forma de sintomas clinicamente diagnosticáveis.

A causa pode estar na predisposição genética (oncogenes) que pode ser acionada por
substâncias carcinogênicas (certos alimentos, aditivos, conservantes e gorduras) e
situações estressantes. Muitos pesquisadores acreditam que o câncer se inicia quando os
genes normais reguladores do crescimento ficam danificados e transformam-se em
oncógenos. Kiecolt-Glaser et al. (1985) descobriram que o stress emocional pode
prejudicar os mecanismos de reparação do DNA ao mensurar a recuperação da
sedimentação nucleóide após a irradiação de 100 rads (RX) em células sangüíneas
periferais.

Outras pesquisas demonstram a conexão mente-gene. Glaser relata que também podem
ter sua origem com estressores psicossomáticos modulando a transcrição genética de
expressão desregulada, como no caso da baixa regulação de c-myc RNAm, danificando-
se assim os genes supressores de tumor, que normalmente agem para inibir o
desenvolvimento do tumor.

As investigações modernas em cancerologia apontam que o sistema imunológico inibido


pelo excesso de stress ( o cortisol inibe o sistema imunológico) acaba falhando na
eliminação de células cancerígenas.

Durante a nossa existência, o corpo produz milhões de células, é admissível que nesta
produção algumas saiam com defeito; assim, o corpo produz células cancerosas vez e
outra mas sem o crescimento de tumores cancerígenos clinicamente reconhecíveis.
Estudos em radioscopia e autópsias post mortem evidenciam a presença de tumores
estacionados, e ainda, células prostáticas cancerosas em homens com mais de 50 anos,
mas sem que haja um real câncer clínico.

A principal teoria sobre a oncogênese é de que quando o sistema imunológico está


hipoativo ou deprimido pode ocorrer a formação de tumores cancerosos (Stein et al, 1985).

Significativamente, o stress de mudança de vida ( como por exemplo, a mudança de


emprego, perda de um ente querido, separação, etc.) pode ativar o eixo cortical-
hipotalâmico-hipofisiário-supra-renal para produzir os corticosteróides que inibem o
sistema de vigilância imunológica. Outros fatores que deprimem o sistema imunológico são
a ansiedade, a depressão e a baixa auto-estima.

Contudo, o que determinará se o stress terá ou não um efeito depressivo no sistema


imunológico é a habilidade do sujeito em lidar com desafios e adversidades. Neste
sentido as recentes pesquisas em psicobiologia constataram que os sintomas de
ansiedade e depressão em resposta à mudança estressante de vida, indicavam pouca
habilidade em lidar com desafios, resultando assim na diminuição das células NK (natural
killer = exterminadoras naturais), que junto com os linfócitos-B e –T, células K (killer) e
macrófagos constituem a base do sistema de vigilância imunológica (Locke et al, 1984).

Desde a década de 70, os Simontons utilizam uma combinação de visualização e


relaxamento no combate ao câncer, com excelentes resultados de sobrevida. Também os
trabalhos de outros pesquisadores corroboram na expectativa de modulação do sistema
imunológico nos processos de cura desencadeados por exercícios de visualização, entre
eles podemos citar: Hall et al (1982), Temoshok e Dreher (1992), Smith e McDaniel (1983),
Schneider, Smith e Witcher (1983), conforme ROSSI (1997, p. 241).
Hall (1982-1983) e Frankel (1985) fizeram experimentos bem controlados que evidenciam
a atuação da hipnose no controle da imunocompetência. Desta forma, a hipnoterapia pode
vir à ser um importante aliado na cura ou prevenção do câncer.

Temoshok (1991, p.20) em sua pesquisa sobre melanoma maligno afirma que: “quanto
mais se expressasse emoção, mais baixa a taxa mitótica do tumor, maior a infiltração
linfocítica e menos densidade tumoral”.

V. Riley da Universidade de Washington em suas pesquisas descreve um experimento


com dois grupos de camundongos geneticamente predispostos ao câncer. Um grupo é
submetido ao stress e outro é protegido do stress. No grupo exposto ao stress, 92% deles
desenvolvem o câncer, enquanto que no outro grupo apenas 7% desenvolveu câncer.

Samudshan em estudos do desenvolvimento de células cancerosas em animais de


laboratório observa que estas células desenvolvem muito mais rapidamente e, animais
estressados.

Com efeito, o que as pesquisas nos apontam é que devemos reenquadrar nossa forma de
pensar, sentir e agir, pois guardar os sentimentos de raiva, mágoa, medo, culpa e auto-
culpa apenas resultam em severos danos à saúde e bem estar geral.

Devemos então, procurar encarar a existência com mais otimismo, alegria e fé. Sem
muitas cobranças, sem tanto perfeccionismo, sem tanta pressa, sem medos ou temores,
sem artificialismos, sem censuras ou recalques, sem ansiedade e sem pessimismo.
Buscando sempre a compreensão, a complacência, o perdão, a fé, a esperança, a
espontaneidade e a expressividade natural de nossas emoções e sentimentos, sobretudo
o Amor. É esta a receita daqueles que curaram as suas vidas do nefasto câncer, é esta a
receita para cada um de nós.

CONVERTENDO O STRESS NEGATIVO EM EXPERIÊNCIA POSITIVA:

O impacto de um estressor psicossomático depende de como interpretamos a situação


estressante. É a nossa habilidade de lidar com os desafios que determinarão se os efeitos
do estresse irão ou não perturbar os nossos sistemas nervoso, endócrino e imunológico.

Bandura (1985) constatou a presença de níveis elevados de catecolamina em pacientes


que sofriam de fobia e que os níveis abaixavam quando estes sentiam-se capazes de lutar
contra a fobia.

Desta forma, podemos reduzir os efeitos do stress através de uma resignificação dos
fatos, convertendo uma ameaça negativa em um desafio positivo, um stress negativo em
um stress positivo, que é como um revitalizador.

Muitas pessoas ao perderem um ente querido entram em desespero, ficam ansiosas e


caem em profunda depressão. Outras ao perderem seus bens ficam coléricas ou
depressivas. Outras ao encontrarem uma dificuldade, ficam frustradas, fogem ou se
retraem. E assim, seguem-se uma série de atitudes derrotistas, covardes, infantis ou
funestas.

Podemos transformar todas as situações com novas formas de ver a vida, novos
comportamentos e novos sentimentos.

A serenidade, o desapego ( às coisas materiais, às pessoas, etc.), a esperança, o perdão


e a coragem são valores importantes na transformação do stress.

Infelizmente, a maioria das pessoas não conseguem ser serenas diante das atrocidades
da vida, tampouco conseguem desapegar-se de seus bens ou perdoar quem os roubou.
Por que isso é tão difícil? O que falta?

Cabe à cada um compreender a necessidade de mudar e buscar uma melhora pessoal,


interior. O que pode ser facilitada pelo concurso de alguém especializado (que pode ser
um psicoterapeuta ou alguém que tenha uma boa aprendizagem de vida fundamentada
em verdades insofismáveis) ou no aprendizado de novas concepções de vida. Ora, quem
tem realmente fé em Deus é apegado Nele e pouco importam as coisas materiais. Quem
confia Nele de verdade, não se desespera, nem anda ansioso...

Todavia, não é muito fácil adquirir uma fé tão profunda. Resta-nos, então, fazer o que é
mais tangível no momento: relaxar, produzir o Reflexo de Relaxamento e encontrar neste
estado uma nova compreensão dos fatos e da vida.

No dia a dia, ao depararmos com uma situação estressante, deveremos sempre procurar
uma significação positiva para tudo o que acontece. Por exemplo, se alguém nos irrita
à ponto de perdermos a paciência, devemos ver nesta pessoa alguém que está nos
auxiliando no exercício da paciência. A vida é um laboratório psicológico e estamos
aqui justamente para aperfeiçoar nossas virtudes (Amor, Paciência, Serenidade,
Complacência, Perdão, Esperança, Fé, Caridade, Humildade, Gratidão, Desapego,
etc.) através dos relacionamentos e das situações que a vida nos traz.

GERNCIAMENTO E REDUÇÃO DO STRESS:___________________________________

Os exercícios de Relaxamento Psicossomático por si só reduzem o stress, uma vez que


constituem a reação antagônica à do stress, ou seja, enquanto o stress vem da
predominância do sistema nervoso simpático, o relaxamento vem da predominância do
parassimpático, o opositor natural do simpático. Contudo, o fisiológico não é tudo,
devemos atentar também para o lado emocional e mental, que muitas vezes é a causa
causorum do stress.

No estado Alpha todas as faculdades são amplificadas, desta forma, o estado Alpha é o
estado ideal para encontrar a resolução dos problemas do dia-a-dia, para compreender as
diversas situações e principalmente os relacionamentos, que são os fatores mais
estressantes.

RELAXAMENTO PSICOSSOMÁTICO:_________________________________________

O Relaxamento Psicossomático é um estado de paz e tranqüilidade física e mental. É o


relaxamento no sentido de soltar-se e libertar-se das tensões mentais (psíquicas) e físicas
(somáticas), por isso o nome de relaxamento psicossomático.

Entrar em estado de relaxamento psicossomático é um processo natural e entramos


nesse estado naturalmente durante o dia a dia, geralmente quando vamos dormir ou
quando vamos descansar e relaxar em uma rede ou sofá.

Muitas vezes este estado é produzido por cerimoniais, cânticos ou ritos. E vem
sendo utilizado ao longo dos tempos, principalmente pelos religiosos e líderes.

Alguns dizem entrar em Alpha ou alfagenia, porque nesse estado o nosso cérebro
pulsa numa freqüência entre 8 e 13 ciclos por segundo.

Os pesquisadores desenvolveram várias técnicas para se entrar neste estado


voluntariamente. Alguns basearam-se nas práticas já existentes como o antigo Yoga,
um sistema de evolução humana e manutenção de um corpo saudável, que se utiliza
de posturas corporais e atitudes mentais ( concentração e meditação ) executados
lentamente.

O Treinamento Autógeno do Dr. Schultz, o Relaxamento Progressivo de Jacobson e


a Sofrologia de Caycedo são os grandes expoentes do relaxamento psicossomático.

Em diversas partes do globo, médicos, psicólogos, psiquiatras e terapeutas utilizam


as técnicas acima como recursos para auferir a cura dos mais variados distúrbios,
entre eles o câncer.

Também os religiosos aplicam a alfagenia nas curas, obtendo numerosos “milagres”.


Óbvio está que, de uma forma velada e implícita.

Enquanto os religiosos atribuem às curas a ação de um poder divino, os cientistas


atribuem à alfagenia. Ambos estão corretos, entretanto ambos se contestam... Na
verdade, muitas vezes a cura ocorre simultaneamente com estado Alpha: no
momento da cura o doente está em Alpha. E podemos afirmar que o Poder de Deus
manifesta-se através do estado Alpha, induzido pela Fé e pelos cantos, dança, louvor
e oração.

Por outro lado, o relaxamento psicossomático combate naturalmente os efeitos do


estresse, estimulando a produção de endorfinas e outros peptídeos endógenos,
equilibrando o sistema nervoso e consequentemente o organismo (corpo-mente).
OS DOIS REFLEXOS BÁSICOS:_________________________________________

Possuímos basicamente dois reflexos: 1) o de tensão ou alarme em que predomina o


sistema nervoso Simpático. 2) o de relaxamento, repouso e restauração em que
predomina o sistema nervoso Parassimpático.
No relaxamento psicossomático ocorre a predominância do Parassimpático.

Para se obter este estado, também chamado de Resposta de Relaxamento, existem


várias técnicas. A classificação geral destas refere-se ao meio de obter a resposta de
relaxamento, chamado de aproximação. Assim, existem os meios de aproximação
física, que consistem em um relaxamento físico dos músculos, da respiração e dos
batimentos cardíacos; e os de aproximação mental que consistem em um
relaxamento mental com o silenciamento da mente, dos pensamentos e das
emoções, banindo da mente todas as preocupações do dia a dia.

Entre as técnicas básicas podemos citar as seguintes: a) respirar lenta e


profundamente e ir relaxando todos os músculos do corpo. b) tensionar e
distensionar cada grupo muscular. c) imaginar luzes e cores que vão se espalhando
pelo corpo, relaxando e curando. d) pronunciar sugestões como “sinto-me em paz...
e estou entrando em um estado de profundo relaxamento...”.

Considero como elemento básico e essencial para a indução do relaxamento o


feedback , o sentir ou tomar consciência em relação ao que está sendo proposto
(como no caso da auto-sugestão), a propriocepção, que é a percepção do que vai
ocorrendo: a sensação de relaxamento muscular, a sensação de tranqüilidade, a
visualização, etc.

CONDIÇÕES BÁSICAS PARA ENTRAR EM ALPHA:________________________

Devemos sempre que possível procurar um lugar com as seguintes características:


a) limpo e higiênico (sem sujeiras, isento de poluição, fumaça e mau-odores), b)
tranqüilo (sem barulhos ou pessoas que possam incomodar ou interromper o
relaxamento), c) arejado (um cômodo onde haja uma ventilação adequada), d) com
uma iluminação indireta ou no escuro.

Estas são as condições básicas para obtermos um bom estado de relaxamento, mas
se necessitarmos relaxar em algum outro local, como dentro de um ônibus ou ao ar
livre, ainda assim é possível obter as respostas de relaxamento. Devemos observar
também o nosso estado físico e mental: a) esvaziar previamente a bexiga e os
intestinos, b) estar limpo e asseado (um banho morno propicia um relaxamento
natural dos músculos), c) estar tranqüilo e com boas intenções, favorece um bom
relaxamento, mas se estivermos agitado ou nervoso, esta é uma boa razão para
buscar o relaxamento, d) buscar uma posição confortável, preferencialmente em
decúbito dorsal (deitado de costas) ou sentado (com a coluna naturalmente ereta),
com certo treino podemos relaxar em pé ou caminhando, relaxando apenas os
músculos desnecessários, mas mantendo a concentração no que estamos
realizando, de maneira que não ocorram distrações prejudiciais.

ENTRANDO EM ALPHA:_______________________________________________

Quando estamos entrando em Alpha, ocorrem mudanças fisiológicas, em geral


relacionadas com a predominância do parassimpático: lacrimejamento, salivação,
bradicardia, respiração mais lenta e profunda, dilatação vascular, aumento do tonus
dos músculos bronquiais e do trato urinário, estimulação da atividade digestiva, etc.
Estas mudanças podem ser percebidas ou não, o mais importante é perceber a
sensação de tranqüilidade, paz, bem-estar, segurança, conforto, torpor e distorção na
percepção do tempo.

Técnicas de aproximação física ou somatopsíquicas:

I) RELAXAMENTO NEUROMUSCULAR ( RxNM):

α. Coloque-se numa posição adequada (deitado ou sentado).


β. Respire lenta e profundamente. Respiração Abdominal ou Completa.
χ. Estenda os dedos do pé esquerdo, mantenha e sinta a tensão muscular por um
período de 2 respirações ou até quando começar a sentir dor ou incômodo. Em
seguida, durante a expiração, relaxe-os e perceba a sensação de relaxamento,
por um período de uma respiração.
δ. Flexione e contraia os dedos do pé esquerdo e mantenha esta tensão nos dedos
por um período de 2 respirações. Em seguida, durante a expiração, descontraia
os dedos e sinta a sensação de relaxamento neles.
ε. Faça um movimento de extensão com o pé esquerdo e mantenha estendido por 2
respirações. Em seguida, durante a expiração, relaxe e perceba a sensação de
relaxamento.
φ. Flexione o pé esquerdo, por um período de 2 respirações e em seguida relaxe-o,
percebendo a sensação de relaxamento e descontração muscular.
γ. Estenda a perna esquerda até formar um ângulo de aproximadamente 90 graus
em relação ao corpo, mantenha a tensão por 2 respirações e vá abaixando a
perna lentamente à medida em que vai sentindo-a cada vez mais pesada e
cansada. Em seguida relaxe a perna completamente ao tocar no chão.
η. Flexione ou dobre a perna ao máximo possível e depois relaxe, seguindo os
mesmos critérios anteriores. Sinta a perna esquerda completamente relaxada.
ι. Repita o mesmo com a perna direita.
ϕ. Contraia, mantenha a tensão e depois descontraia os glúteos.
κ. Contraia, mantenha a tensão e descontraia o baixo-ventre.
λ. Contraia, mantenha a tensão e descontraia o abdome.
µ. Contraia, mantenha a tensão e descontraia cada parte do braço esquerdo.
ν. Contraia, mantenha a tensão e descontraia cada parte do braço direito.
ο. Contraia, mantenha a tensão e descontraia os ombros.
π. Faça um movimento de retroflexão com a cabeça ( para trás), de modo a sentir a
tensão na musculatura cervical posterior. Em seguida, relaxe.
θ. Faça um movimento de anteflexão com a cabeça tentando tocar o queixo no
peito, mantenha a tensão e depois relaxe. Sinta o pescoço relaxado.
ρ. Contraia, mantenha a tensão e descontraia os maxilares.
σ. Contraia, mantenha a tensão e descontraia os músculos da face.
τ. Sinta todo o corpo completamente relaxado e tranqüilo.
Este exercício conduz à um estado de relaxamento profundo e pode ser usado
precedendo exercícios de transformação pessoal, regressão de memória, etc.
Pode ser usado especificamente para uma autoterapia no sentido de aliviar o
stress cotidiano e remover antigas “couraças “ bioenergéticas, ele tem a
propriedade de provocar uma descarga das emoções somatizadas nos músculos
e nervos. A diversidade de movimentos e a abrangência aos diversos músculos
atua sobre a rigidez músculo-esqueletal, produzindo um alongamento profícuo
associado “respiração celular”, mantendo o corpo jovem e sadio, inclusive
possibilitando a melhora de quadros de fibromialgia. Praticado com freqüência,
beneficia o sistema nervoso, a circulação sangüínea e linfática, as articulações,
além de evitar a atrofia muscular (muito comum na vida sedentária). Por exemplo:
devido ao uso contínuo de sapatos, os dedos dos pés acabam atrofiando.

II) RELAXAMENTO NEUROMUSCULAR RÁPIDO ( RxNMR):

α. Coloque-se em uma posição adequada.


β. Respire lenta e profundamente.
χ. Contraia e descontraia todos os músculos do corpo. Mantenha a respiração lenta
e profunda. Mantenha a tensão pelo tempo que puder, sem que isto cause
desconforto.
δ. Durante a expiração, solte e relaxe todos os músculos. Sinta a sensação de
relaxamento e alívio das tensões.

Esta é uma forma de relaxar rapidamente e pode ser usada no dia-a-dia para
reduzir as tensões cotidianas de uma maneira rápida e dinâmica. Pode ser feito
em pé (posição ortostática) apenas para liberar um pouco das tensões e da
ansiedade.

Técnicas de aproximação mental ou psicossomáticas:

I) RESPIRAÇÃO AZUL (RA):

α. Coloque-se em uma posição confortável.


β. Comece respirando lenta e profundamente.
χ. Ao inspirar imagine um vapor luminoso azul, da cor do céu, brilhante, entrando
pelas narinas, indo até os pulmões e depois espalhando-se por todo o corpo
através da circulação sangüínea, levando à todas as células uma energia vital
que produz paz e tranqüilidade.
δ. Ao expirar imagine um ar cinza, saindo pela boca, descarregando todas as
toxinas e todas as tensões.
ε. Continue inspirando e expirando lentamente até sentir-se profundamente
relaxado e tranqüilo. Leve a luz azul para cada parte do corpo: pés, pernas,
abdome, tórax, costas, ombros, braços, mãos, pescoço e cabeça.
A Respiração Azul é uma forma simples e prática de entrar em Alpha que
aufere muitos benefícios à saúde orgânica e psíquica, favorece o controle
emocional e mental, e pode ser executada em diversas ocasiões, para obter um
estado de paz e tranqüilidade, segurança e bem-estar.

II) RELAXAMENTO IDEOSOMESTÉSICO(RxISE):

α. Assuma uma posição confortável.


β. Repita mentalmente várias vezes enquanto vai sentindo a sensação de paz e
tranqüilidade aumentando mais e mais: “Estou tranqüilo... calmo...”.
χ. Repita mentalmente várias vezes enquanto vai sentindo a sensação de
relaxamento cada vez mais profundo: “Estou entrando em um estado de
relaxamento profundo... estou entrando em Alpha...”.
δ. Repita mentalmente várias vezes enquanto vai sentindo a sensação de
relaxamento e peso no braço direito e na mão direita: “Meu braço direito está
relaxando e ficando pesado e mole... solto...”.
ε. Repita mentalmente várias vezes enquanto vai sentindo a sensação de
aquecimento no braço direito, nos dedos e na mão (devido à uma maior irrigação
da circulação sangüínea oriunda do relaxamento): “Meu braço direito está
esquentando...”.
φ. Repita mentalmente várias vezes enquanto vai sentindo a sensação de
relaxamento em cada parte do corpo: “Minha mão esquerda está relaxando...
meu braço esquerdo está relaxando... ambos os braços relaxam
profundamente... meu pé direito está relaxando... minha perna direita vai
relaxando... meu pé esquerdo está relaxando... minha perna esquerda está
relaxando... ambas as pernas relaxam profundamente... as costas estão
relaxando... vértebra por vértebra... relaxando... vou relaxando o baixo
ventre... relaxando o abdome... relaxando o tórax... respirando lento e
profundamente... os batimentos cardíacos compassados, fortes e
tranqüilos... relaxando os ombros... relaxando o pescoço... relaxando a
nuca... relaxando a testa... relaxando os maxilares... relaxando as pálpebras
e todos os músculos do rosto... e sentindo uma sensação de
rejuvenescimento... enquanto sinto todo o meu corpo entrando cada vez
mais e mais num profundo estado de paz, tranqüilidade e segurança,
confortavelmente... todos os órgãos e glândulas funcionam em perfeita
harmonia... as células se renovam... e todo o organismo se fortalece...”
γ. “... agora transporto minha mente para um lindo jardim... onde há flores de
todas as cores... sinto que é um lugar tranqüilo e agradável... onde não
tenho nada o que fazer, à não ser relaxar... o céu está límpido e muito belo...
é um lindo dia... posso sentir a brisa suave tocando o meu rosto... e posso
sentir o perfume das flores... o canto dos pássaros... à medida em que vou
indo em direção da floresta posso sentir o cheiro da terra úmida... vejo uma
trilha no meio da floresta e vou em direção à ela... enquanto vou
caminhando pela trilha posso ouvir o murmúrio das águas... lá no fundo da
floresta... lá na frente percebo a claridade do fim da floresta e começo a
ouvir o barulho do mar... vou chegando em uma linda praia...”
η. Fique alguns instantes apreciando este lugar.
ι. Para retornar ao estado de vigília: “... agora, pouco a pouco vou retornando
ao estado de vigília, sentindo uma sensação agradável de
rejuvenescimento, paz e tranqüilidade. .. ... vou tomando consciência do
meu corpo e movimento os pés, pernas, mãos e braços e assim que eu abrir
os olhos estarei no meu acordado e sentindo-me muito bem.
Este relaxamento produz amplos benefícios ao corpo e à mente, induzindo
estados fisiológicos de repouso e restauração orgânica (pela predominância do
Parassimpático), em conjunto com estados psíquicos de descontração,
segurança, conforto e bem-estar. Pode ser gravado em fita k-7 ou em CD com a
própria voz, o que proporciona um relaxamento profundo e agradável.

RETORNANDO AO ESTADO DE VIGÍLIA:_________________________________

α. Concluído o exercício, vá tomando consciência do seu corpo e comece a


movimentar-se lentamente cada parte do seu corpo.
β. Respire profundo e sinta o ar entrando nos pulmões.
χ. Comece a espreguiçar e estique todo o corpo.
δ. Dê um longo bocejo.
ε. Sorria e abra os olhos.

APLICAÇÕES DA HIPNOSE:____________________________________________

Ao entrar em Alpha é possível obter-se os mesmos benefícios de um transe


hipnótico, pois o relaxamento é um estado de hipnose autógena.

A Hipnose em si mesma não cura doenças, mas é um método que pode auxiliar o
corpo e a mente no processo de auto-cura.

Abaixo segue-se uma lista de benefícios e distúrbios ou problemas que podem ser
auxiliados pela Hipnose.
• Melhora do desempenho esportivo e escolar. Melhor concentração, memória,
aprendizagem rápida, etc.
• Preparação para testes, vestibulares e concursos.
• Desinibição e melhora da comunicação e expressividade.
• Dificuldades nos relacionamentos afetivos, sociais e comerciais.
• Medos, temores, pânico, fobias.
• Mágoas, culpa e dificuldade de perdoar.
• Ansiedade, angústia, depressão, nervosismo e estresse..
• Dores músculo-esqueletal, tensão e rigidez muscular de origem nervosa.
• Obesidade, compulsão alimentar, alcoolismo, tabagismo e drogas.
• Asfixia e falta de ar, asma e bronquites crônicas.
• Fortalecimento do sistema imunológico para doenças crônicas.
• Enxaqueca, dores de cabeça crônicas e Hipertensão arterial.
• Alergias, dermatoses, acne, psoríase.
• Frigidez, dificuldade orgástica e impotência.
• Alívio de dores crônicas (câncer, neuralgia, etc.).
• Anestesia dentária e cirúrgica em pacientes sensíveis a anestesia química.
• Encontrar soluções para problemas de difícil resolução.
• Distúrbios orgânicos do sistema nervoso ( hemiplegia, esclerose múltipla,
esclerose cérebro-espinhal, etc.), distúrbios histéricos, neuropáticos e neuroses
(coréia, sonambulismo, incontinência), paresias e paralisias, distúrbios
gastrintestinais, várias dores, doenças reumáticas, neuralgias e distúrbios
menstruais. Segundo o Dr. Bernheim.
• Gagueira, mutismo (mudo), má digestão, constipação, torcicolo crônico,
transpiração nas mãos, neurastenia, obsessões, coréia, espasmos, tremores,
todos os tipos de histeria. Segundo Bramwell, um inglês do fim do século
passado (1900), que fez uma análise detalhada dos resultados obtidos através
da hipnose tanto na medicina quanto na cirurgia.
• Dores em geral, reumatismo crônico ou grave, influenza, asma de origem
nervosa (cura ou apenas melhora dos sintomas), todos os tipos de espasmos,
paralisias ou contraturas, distúrbios histéricos da sensibilidade, distúrbios
nervosos do sistema digestivo, irregularidades intestinais, insônia, desequilíbrios
mentais, obsessões, fobias, tiques, anomalias psicossexuais, tendências
mórbidas, distúrbios funcionais da linguagem, doenças orgânicas. Segundo o Dr.
T. H. Schultz, em seu Tratado sobre o Hipnotismo e a Terapia Hipnótica, de 1928.

Alguns dados que abonam a eficácia da Hipnose:


• O Dr. Bernie Siegel descreve a relação entre mente e corpo e o grande potencial
curativo atingido através desta ligação.
• O Dr. Brian Weiss, M.D., em sua obra sobre TVP, dá amplas explanações e
evidências sobre a cura da obesidade, vícios, dores de cabeça, tumores
cancerígenos, alergias, asma, etc. através da dos métodos de hipnose e
regressão.
• O Dr. Ernest Lawrence Rossi, Ph.D., ao confirmar que é possível curar as
doenças do corpo pela utilização da mente, concilia as amplas e novas
evidências da Psiconeuroimunologia, Neuroendocrinologia, genética molecular e
neurobiologia. Afirmando que em estado hipnótico a memória, a aprendizagem e
o comportamento codificados no sistema límbico-hipotalâmico são os maiores
transdutores de informação que formam a conexão mente-corpo.
• Pesquisas desenvolvidas na Universidade Estadual da Pensilvânia mostram que
através da hipnose é possível aumentar a quantidade de determinados
leucócitos no sistema sangüíneo.
• Na Rússia, o Dr. Bikow demonstrou a possibilidade de alteração leucocitária
trabalhando com cobaias. Suas experiências consistiam em aplicar injeções
peritoniais de uma emulsão microbiana, associando a cada injeção o toque de
um tímpano. Verificando posteriormente que o simples toque do tímpano,
desacompanhado da injeção microbiana, era suficiente para alterar a fórmula
leucocitária da cobaia. Isto evidencia a possibilidade de corrigir distúrbios
orgânicos através da hipnose.

RELAXAMENTO PSICOSSOMÁTICO DE BENEFÍCIOS GERAIS:___________________

α. Entre em Alpha.
β. Imagine uma tela mental à sua frente, projete nessa tela os acontecimentos do dia,
procurando reconstruir todos os detalhes possíveis do que você viu, ouviu e sentiu.
χ. Reflita sobre eles, observe as suas emoções, sentimentos e pensamentos.
δ. Busque a compreensão, aceitação e perdão, dissolvendo os sentimentos negativos de
culpa, ressentimento, mágoa, tristeza, orgulho, etc.

OUTRAS PRÁTICAS TERAPÊUTICAS QUE AUXILIAM NA REDUÇÃO E


GERENCIAMENTO DO STRESS:

Yoga e Meditação: a prática regular de Yoga e Meditação auxilia muito na redução


do stress. O Yoga trás equilíbrio ao sistema nervoso e à mente. Confere serenidade,
paz, tranqüilidade, auto confiança, auto estima e bem estar geral.
Acupuntura e Shiatsu: receber sessões de Acupuntura ou Shiatsu também
auxiliam na redução do stress, trazendo equilíbrio ao sistema nervoso, relaxando as
tensões musculares e normalizando todas as funções orgânicas.
Cromoterapia: o uso de cores calmantes e relaxantes, como o azul e o rosa
ajudam a acalmar o cérebro. Alguns pesquisadores afirmam que nossas células
vivem de luz, assim, sessões freqüentes de cromoterapia ajudam a equilibrar a
saúde de todo o corpo.
Musicoterapia: o corpo e a mente são altamente influenciáveis por sons e ritmos.
O uso de músicas apropriadas (clássicas e músicas de relaxamento) traz grandes
benefícios no controle do stress. Deitar-se e relaxar ao som de uma boa música é
muito calmante e revigorante.
Aromaterapia: o corpo e a mente reagem bem aos estímulos olfativos, dessa
forma, o uso de óleos essenciais naturais no ambiente ou em tratamentos trazem
paz, confiança, relaxamento e bem estar.
Massagem Relaxante e Drenagem Linfática: o corpo e a mente reagem
prontamente ao toque. Todos necessitamos ser tocados, abraçados, acarinhados. A
massagem com toques suaves e firmes relaxam as tesões musculares e acalmam a
mente. Promovem a liberação de endorfinas e outros neurotransmissores que
trazem bom humor e prazer. Além disso estimulam a circulação e a eliminação de
toxinas intersticiais.
Reiki: receber Energia Cósmica Universal através do Reiki ajuda no relaxamento
das tensões gerais, fortalecendo o sistema imunológico e revigorando o corpo e a
mente.
Banhos Terapêuticos e Hidrodroterapia: a água é um agente universal, que por si
só tem efeitos terapêuticos. A água quente ou fria associada aos óleos essências,
flores e outros ingredientes naturais aumentam os poderes medicinais da
hidroterapia.
Geoterapia: com argila verde, branca, rosa e amarela ajudam a relaxar e
desintoxicar o corpo.

MODULAÇÃO MENTAL E MEDITAÇÃO:______________________________________

Através de técnicas mentais é possível a modulação mental do sistema nervoso


autônomo, do sistema endócrino, do sistema imunológico e do sistema neuropeptídeo. Os
benefícios da atuação nestes sistemas são muitos. Entre eles podemos citar: controle da
ansiedade, controle de estresse, controle da saciedade, controle de sudorese, controle de
batimentos cardíacos, controle da pressão arterial, redução de cefaléias, acelerar
processos de regeneração tecidual, curar verrugas, dermatites, insônia, combater doenças
infecto-contagiosas, viroses, disfunções orgânicas, aliviar e curar dores, contusões e
traumatismos, etc.

A modulação mental por meio de visualizações também oferece valorosas contribuições


em psicoterapia, nos processos cognitivos reestruturadores ou de reenquadramento e nas
terapias de regressão de memória, no tratamento de depressão, ansiedade, síndrome de
estresse pós-traumático (PTSD), fobias, neuroses de ansiedade, compulsões, adições,
obesidade, frigidez, ejaculação precoce, impotência, etc.

Muitos autores e pesquisas estão defendendo a prática da meditação pelos seus


benefícios ao corpo e a mente. A medicina reconhece o poder da Meditação, do Yoga e de
técnicas de relaxamento no tratamento da hipertensão, enxaqueca, depressão, ansiedade,
insônia e até infertilidade (WEISS, 1988).

Segundo Weiss (1998, p. 16-47), pesquisadores da Universidade de Harvard descobriram


que alguns tipos de meditação podem prolongar a vida dos idosos. Ele tem verificado a
eficácia na cura de insônia, na redução de peso, estresse e hipertensão arterial, no
tabagismo, no fortalecimento do sistema imunológico e no combate à infecções e doenças
crônicas. E enfatiza os benefícios da meditação na superação de conflitos pessoais e de
relacionamento, agindo independentemente de o praticante estar fazendo ou não
psicoterapia.
De acordo com Presse (2006), “A meditação estimula a concentração e retarda o
envelhecimento do cérebro, segundo estudos apresentados no fim de semana em uma
conferência anual de neurologia”.Referindo-se aos estudos de Sara Lazar, neurocientista
do Massachusetts General Hospital, afiliado à Universidade de Harvard, que conduziu o
primeiro estudo capaz de confirmar que a meditação altera a estrutura do cérebro.

Lazar (2006), em entrevista à Revista Época, diz: “Há vários estudos demonstrando que a
meditação é muito útil no tratamento do stress, da ansiedade e da depressão. Também há
trabalhos indicando benefícios nos casos de hipertensão e psoríase, uma grave doença de
pele”.E também, “Alguns hospitais americanos oferecem meditação para reduzir o stress
antes de cirurgias ou durante o acompanhamento de pacientes de câncer”.

Cromie (2006), do Harvard News Office, em seu artigo sobre “Pessoas que meditam
cultivam cérebros maiores que esses que não fazem”: “Os investigadores em Harvard,
Yale, e o Massachusetts Institute of Technology acharam a primeira evidência que
meditação pode alterar a estrutura física de nossos cérebros”.Os escaneamentos
cerebrais que eles conduziram revelam que aqueles meditadores experientes ostentaram
densidades aumentadas em partes do cérebro que se relacionam com a atenção e
processamento sensorial.

Em uma área de massa cinzenta, as circunvoluções engrossando são mais pronunciadas


em pessoas mais velhas do que em pessoas mais jovens. Isso está intrigando porque
essas seções do córtex humano normalmente se tornam mais finas com o
envelhecimento. Com base nestas observações, é possível que a meditação possa
retardar o envelhecimento cerebral (CROMIE, 2006).

Benson acredita que aproximações de mente-corpo (técnicas de relaxamento e


meditação), juntamente com nutrição e exercícios, podem ser parte de práticas de
autocuidado que poderiam economizar milhões de dólares anualmente em custos
médicos (CROMIE, 2006).

Conforme Azambuja (2006), “Progressivamente, a meditação, em várias formas, tem sido


adotada por um número crescente de especialistas como coadjuvante dos tratamentos
alopáticos. Por observações clínicas já se tem certeza de que ela concorre para facilitar o
efeito dos medicamentos, o transcurso de operações e o pós-operatório”.Observou-se a
diminuição de sintomas, quando aplicada em doenças crônicas, além de uma atitude
positiva dos pacientes no enfrentamento das dificuldades por elas causadas.

“A meditação torna as pessoas positivas e tranqüilas, contribui para o aumento de


emoções prazerosas e essas emoções, pelos mediadores químicos envolvidos, leva a
uma ativação do sistema imunitário, ou seja, a um incremento da resistência a doenças ou
da facilitação da cura”, acrescenta Azambuja (Op. Cit.), baseado nas pesquisas de Richard
Davidson e colaboradores, do Laboratório de Neurociência Afetiva da Universidade de
Wisconsin, que em 2003, publicaram na revista Psychosomatic Medicine, uma experiência
de controle de efeitos da meditação no cérebro e no sistema imunitário.
Conforme Weiss (1998, p. 48), muitas doenças cardiovasculares são agravadas pelo
estresse, pelo medo e pela exaustão advindas da necessidade de competir, produzir e ter
sucesso. Essas condutas persecutórias de resultados, uma busca frenética e alienada de
posses, títulos, poder e ostentação, introduzidas pelo consumismo conduzem a um estado
de fadiga e desilusão, pois ao final resultam no mesmo vazio existencial, quando se
percebe que de nada vale o “Ter” sem o “Ser”, quando a saúde encontra-se deteriorada,
quando se percebe que a vaidade se exacerbou em detrimento da vida.

Varias descobertas acerca dos efeitos duradouros da meditação sugerem mudanças na


atividade cortical que incluem “aguçamento perceptivo e o crescimento da habilidade de
responder a um estímulo-alvo desprezando ao mesmo tempo os estímulos irrelevantes”,
que se denomina como “especificidade cortical aumentada”, ou seja, a excitação da área
cortical apropriada a uma dada atividade, com respectiva inibição das zonas corticais
irrelevantes, que é considerado um padrão subjacente à reação habilidosa. Também, uma
“crescente excitabilidade cortical específica a situações, com inibição límbica; estabilidade
autônoma e decréscimo do nível de ansiedade; e serenidade e tranqüilidade na resposta a
estímulos carregados emocionalmente e ameaçadores” (GOLEMAN, 1988, p. 195-196).

Com efeito, enquanto o estado mental agitado do dia-a-dia provoca liberação de


hormônios relacionados ao stress, aceleração do ritmo cardíaco, depressão do sistema
imunológico e, conseqüentemente, as mais diversas enfermidades, por outro lado, o
estado mental da meditação produz calma, tranqüilidade e, conseqüentemente, mais
saúde e longevidade.

PSICONEUROIMUNOLOGIA E A PSICOBIOLOGIA DA CURA:____________________

“mens sana in corpore sano”

As recentes descobertas da neurociência, neurobiologia, neuroendocrinologia, genética


molecular, psicoendocrinologia e psiconeuroimunologia ajudam-nos à compreender o
intrincado mundo da mente e as conexões desta com o corpo.

Rompendo com a idéia da dicotomia mente e corpo do dualismo cartesiano, a


Psicobiologia tem descoberto que o ser humano é uma unidade psicossomática. Já não
existe o binômio corpo e mente, mas o monômio homem, como uma estrutura única
indissociável em que as informações transduzidas de um para outro se interagem.
Segundo Pert et al. (1985), os neuropeptídeos e seus receptores unem cérebro, glândulas
e sistema imunológico em uma rede de comunicação entre cérebro e corpo.

Entendendo melhor: o estado corporal influencia os processos mentais, assim como,


o estado mental influencia os processos corporais.

Estas afirmações estão solidamente fundamentadas nas seguintes pesquisas:


- Selye (1936, 1982): a GAS decorre de um processo informacional das moléculas
mensageiras do eixo hipotalâmico-hipofisiário-supra-renal.
- Papez (1937): demonstrou que as experiências mentais são transduzidas em respostas
fisiológicas.
- Scharrers (1940) e Harris (1948) descobriram que células de secreção dentro do
hipotálamo podiam funcionar como transdutores de informação molecular, convertendo
os impulsos neurais que codificavam a “mente” nas moléculas mensageiras hormonais
do sistema endócrino, que por sua vez regulam o “corpo”. A conversão dos sinais
neuronais em moléculas mensageiras foi chamada de “transdução neuroendócrina”.
- Olds & Milner (1954) e Delgado, Roberts e Miller (1954) descobriram os centros de
prazer (recompensa) e de dor (punição) que constituem um valioso elo de
compreensão da comunicação entre a mente e o corpo, e o comportamento.
- Weiner (1972, 1977) explorou vários modelos de transdução informacional para
entender os problemas psicossomáticos.
- Achterberg & Lawlis (1980,1984) estudos sobre a comunicação e cura mente-corpo
mediados pela imagem física”.
- Milton Erickson (1902~1980) demonstrou que amnésias ocasionadas por choques
psicológicos ou eventos traumáticos são dissociações psiconeurofisiológicas que
podem se curadas por Hipnoterapia.
- Mc Gaugh (1983): pesquisas de neurobiologia de memória e aprendizagem.
- Izquierdo (1984): a memória depende da relação entre os estados neuro-hormonais e
hormonais.
- O psicólogo Robert Ader, da Universidade de Rochester (N.Y.) descobriu que o
sistema imunológico é condicionável, estabelecendo a sua relação com a psique.
Concluindo, o sistema límbico-hipotalâmico é a estrutura cerebral básica que
estabelece a comunicação entre a “mente” e o “corpo”. E todos os problemas
psicofisiológicos baseiam-se na transdução de informação, onde os processos
relacionados à memória, aprendizagem e comportamento produzem os diversos
estados mentais e corporais, muitas vezes rotulados como “distúrbios” ou “doenças”.

A transdução neuroendócrina codifica nossas experiências, emoções, pensamentos,


memória, aprendizagem e comportamento nas moléculas mensageiras. Assim, cada
estado emocional, cada pensamento faz com que o cérebro produza um quadro
neuropeptídeo relacionado. Este irá influir sobre todo o organismo, de uma forma benéfica
ou prejudicial.

A psiconeuroimunologia, uma área recente da medicina, estuda a relação existente entre


pensamentos, emoções, comportamento e o sistema imunológico.

De uma forma geral e evidente, as emoções e pensamentos positivos exercem uma


influência benéfica sobre os sistemas nervoso, imunológico, circulatório, digestório, gênito-
urinário e cárdio-respiratório. Enquanto que, as emoções e pensamentos negativos
acabam prejudicando a imunocompetência, além de provocar distúrbios psicomotrizes,
neurovegetativos, etc.
EXERCÍCIO PARA PROMOVER A AUTO-CURA:________________________________

α. Entre em Alpha.
β. Imagine uma Luz Dourada, brilhante, repleta de força curativa, uma força muito
poderosa, sendo derramada por um enorme cálice dourado acima da cabeça, entrando
pelo topo da cabeça, envolvendo o cérebro, a medula e espalhando-se por todo o
corpo.
χ. Imagine essa Luz indo para os órgãos afetados; limpando, purificando, fortalecendo e
normalizando as suas funções.
δ. Imagine o seu corpo ficando saudável, veja-se fazendo as suas atividades saudável e
forte, sinta-se alegre, feliz, saudável e forte.

Este exercício pode ser aplicado em todos os casos, mas de acordo com o distúrbio em
questão pode-se escolhe uma outra cor ou outra visualização. Em casos de dor, febre e
infeção aguda, em que há a necessidade de sedação, aplicar a Luz Azul. Em casos
astenia, fraqueza e frio (local), aplicar a Luz Vermelha para tonificar. O uso da
Cromoterapia é excelente.

OS PODERES DO SUBCONSCIENTE:________________________________________

Em 1900, Sigmund Freud, neurologista e pai da Psicanálise, construiu um modelo do


aparelho psíquico (The interpretation of Dreams, Freud, 1900).

Freud demonstrou que temos processos mentais e pensamentos inconscientes.

Com efeito, temos o Consciente e o Subconsciente ou Inconsciente. Podemos comparar o


Consciente com a ponta de um “iceberg” e o Subconsciente com o restante do “iceberg”
submerso. O Consciente é a parte visível, o que nós conhecemos, é a menor porção do
aparelho psíquico. O Subconsciente é a parte invisível, mas sempre presente e na
realidade a maior porção. Mas, tanto a ponta do “iceberg” como o restante deste são uma
coisa só, um enorme bloco de gelo, assim, Consciente e Subconsciente são uma coisa só,
a Mente. E poderíamos acrescentar ainda, acerca da potencialidade desta, que todo o
oceano é também uma coisa só, Água.

O Subconsciente “grava” tudo o que vemos, sentimos e pensamos. Todas as nossa


memórias e lembranças estão armazenadas no subconsciente. Algumas memórias são
conscientes, outras pré-conscientes e outras inconscientes, mas estão todas lá e podem
tornar-se conscientes, por métodos psicanalíticos ou hipnóticos.

O poder do Subconsciente é praticamente ilimitado, haja visto os casos clássicos de


hidrocefalia em que tais pessoas são capazes de dar o resultado de raízes ou
multiplicações de 6 ou mais dígitos em questão de segundos.
O Subconsciente é quem controla as nossas funções vitais através do sistema nervoso
neurovegetativo, assim todas as funções antigamente tidas como autônomas, são dirigidas
pelo subconsciente.

O Subconsciente tem soluções criativas para todos os problemas. Os sonhos são


manifestações do Subconsciente. Através dos sonhos foram solucionadas importantes
questões científicas, como a fórmula do benzeno. Thomas Edson que produziu centenas
de invenções fazia uso do estado Alpha, uma forma de acesso ao subconsciente e à
criatividade.

A ciência moderna está explorando as possibilidades de comunicação entre a mente e os


genes. Bem sabemos que os genes controlam a reprodução celular, determinam a cor dos
cabelos, o crescimento, algumas doenças, etc.

Alguns dados genéticos em esquizofrenia e em depressão indicam uma relação destas


com a alteração na estrutura dos genes (Kandel, 1989).

“Repetidos choques na extremidade de um molusco leva a várias ondas de expressão de


gene, que resultam na produção de uma porção de novas proteínas. ...foi emitido um
comando do núcleo do neurônio para acionar os genes de memória de longo prazo.” Esta
descrição de G. Montgomery (1989) em Molecules of Memory, exemplifica a “expressão
do gene”.

Dos 100 mil genes que nós humanos possuímos, cerca de 30 mil são “genes de
manutenção”, e a sua expressão é regulada a cada momento de nossas vidas pelas
mensagens continuas que eles recebem do cérebro e da mente, através dos sinalizadores
e mensageiros moleculares, isto sugere que cerca de 30 % de nossa expressão
genética possa ser modulada pela mente, incluindo a memória e a aprendizagem.

O segredo do “Poder do Pensamento” reside em conseguirmos inserir as sugestões,


comandos ou formulações no Subconsciente. Todo pensamento que consegue passar
para o Subconsciente é executado automaticamente. Felizmente nem todo pensamento
entra no Subconsciente, pois do contrário seria um desastre. Temos um mecanismo
protetor natural que impede a entrada dos pensamentos.

Ao longo do tempo foram descobertos os meios capazes de burlar esse mecanismo e


assim é possível inserir no Subconsciente os pensamentos que trarão os mais diversos
benefícios.

Dentre esses meios destacam-se os seguintes:


- a repetitividade: é o meio mais simples e consiste na repetição contínua ou intermitente
de um determinado pensamento. Parte do princípio de que em algum momento o
pensamento “entra”. Um outro aspecto é o de que o pensamento é uma energia sutil
que acaba condensando-se pelo acúmulo. O célebre Einstein colocou sabiamente que:
E = m . c 2 ( Energia é igual a massa vezes a velocidade da luz ao quadrado). Então, o
pensamento é matéria em estado radiante e matéria é pensamento “congelado”.
- a sugestibilidade : implica diretamente na capacidade de receptividade de uma
sugestão ou idéia que induz à uma ação. Descobriu-se que esta magnífica capacidade
de receber e executar uma sugestão pode ser aumentada pela concentração da
atenção, que pode ser obtida entrando em Alpha ou na hipnose.
- a linguagem adequada: consiste em usar construções fraseais dentro dos padrões de
aceitação do subconsciente, é a linguagem do cérebro. A Programação Neuro-
Linguística ou PNL e a Hipnose Ericksoniana ( do Dr. Milton Erickson ) utilizam-se deste
recurso maravilhoso.

A LINGUAGEM DO CÉREBRO:______________________________________________

Nosso cérebro, com seus trinta milhões de neurônios comunica-se com a linguagem verbal
e também com a linguagem não-verbal. A linguagem verbal é a linguagem falada ou
escrita, geralmente o idioma pátrio. Porém, enquanto o nosso consciente entende e aceita
ou refuta baseado na razão, o subconsciente entende de forma diferente e apenas
executa.

Uma característica básica do subconsciente é omitir o “não”. Assim, quando ordenamos a


mente: “não pense em verde”, ela pensará primeiro no verde. Isto porque o cérebro
precisa representar o que é negado, processar a sentença inteira ou blocos para que haja
sentido, e também, ele não processa o “não”, pois a negação só existe na linguagem e não
como uma experiência ou objeto representável.

Baseado neste princípio, devemos formular comandos para o nosso subconsciente


sempre em sentido positivo, direcionado para aquilo que queremos e não para o que
não queremos.

Como vimos anteriormente, todos os comandos que conseguirmos colocar em nosso


subconsciente é automaticamente executado. Com efeito, o uso de “formulações” ou
“auto-sugestões” é um meio poderoso de conseguirmos o que queremos. Unindo os
conhecimentos em Programação Neuro Lingüística, Psicocibernética, Psicossomática,
Hipnoterapia e Psicobiologia obtemos a fórmula magistral para conseguir o tudo o que
queremos: Estado Alpha + Sugestão + Linguagem apropriada + Repetitividade +
Imaginação Criadora.

FORMULAÇÕES:_________________________________________________________
_

As formulações são ordens, comandos ou auto-sugestões que queremos inserir no


subconsciente para que ele execute. Ao escolhermos uma formulação, devemos avaliar
todos os aspectos possíveis, para escolher o que é melhor, benéfico e seguro. Abaixo
temos vários modelos de formulações que você pode aplicar sempre que quiser:1
1
Caso queira algo mais específico entre em contato com o autor.
• A CADA MOMENTO, TUDO, EM TODOS OS SENTIDOS POSITIVOS DA VIDA, ESTÁ
CADA VEZ MELHOR, MELHOR, MELHOR!!!

• TODAS AS COISAS BOAS, BENÉFICAS E POSITIVAS VÊEM A MIM, POIS EU SOU


O QUE O CRIADOR É, LOGO, EU SOU UMA BENÇÃO ILIMITADA E PARTILHO ESTA
BENÇÃO COM MEUS IRMÃOS. FARTURA, OPULÊNCIA, PROSPERIDADE, TUDO
ISTO ME É PROPÍCIO.

• EM CADA RESPIRAÇÃO, INALO O SOPRO DA VIDA, FORTALECENDO TODO O


MEU CORPO E ALMA.

• TODO O MEU ORGANISMO FUNCIONA HARMONICAMENTE, TENHO MUITA


SAUDE E SOU FORTE, SADIO E VIGOROSO.

• TUDO O QUE EU QUERO, EU CONSIGO. POIS SER FILHO DE DEUS ME DÁ O


DIREITO DE SER CAMPEÃO.

• MEREÇO EM ABUNDÂNCIA TUDO O QUE É BOM E POSITIVO.

• DURMO UM SONO PROFUNDO E RESTAURADOR.

• SINTO-ME FELIZ POIS DEIXEI DE FUMAR.

• NOS PRÓXIMOS DIAS TEREI MAIS AUTO-CONTROLE.

• MINHA VONTADE É FORTE E SEMPRE REALIZO O QUE QUERO.

• MINHA MEMÓRIA É EXCELENTE E APRENDO COM FACILIDADE.

• MEU CORAÇÃO PULSA HARMONIOSO, TRANQÜILO E SAUDÁVEL.

• MEUS INTESTINOS FUNCIONAM EM PERFEITA HARMONIA.

• MEUS CABELOS CRESCEM FORTES, VIGOROSOS E SAUDÁVEIS.

• SOU FORTE E CORAJOSO.

• ESTOU SEMPRE TRANQÜILO E SEGURO EM TODAS AS SITUAÇÕES.

• SINTO-ME FELIZ POR SER UM VENCEDOR.

• FAÇO AMIZADES COM MUITA FACILIDADE.


• ESTOU SEMPRE BEM DISPOSTO, FORTE E SAUDÁVEL.

• ENQUANTO OS MÚSCULOS DOS OMBROS E DO PESCOÇO VAI RELAXANDO,


SINTOA CABEÇA FICANDO LEVE E TRANQUILA.

• RESPIRO CALMO E PROFUNDO E A LUZ AZUL VAI ANALGESANDO O MEU


BRAÇO (OU OUTRA PARTE COM DOR).

Entre em Alpha ou Tetha e repita mentalmente 7, 14 ou 21 vezes a formulação. Ao mesmo


tempo, use a Imaginação Criadora e veja-se alegre, feliz e sadio (com todos os detalhes
possíveis, veja a vestimenta, o sorriso, os órgãos, as pessoas circunstantes, as cores, os
sons, etc.), procurando sentir e agregar a emoção aos sentimentos positivos de bem-estar,
tranqüilidade, força e vigor. Repita o exercício por 21 dias, de preferência no mesmo
horário que adotar.

Muito importante:
• Quanto mais se dedicar em realizar o exercício com perfeição, melhores serão os
resultados. A prática conduz à Perfeição.
• Sempre que fizer um pedido, certifique-se que este é o melhor para você e para os
outros. Jamais peça algo egoísta, por exemplo: “vou conquistar a Maria” – será que ela
quer ser conquistada? O feitiço vira-se contra o feiticeiro. Se uma pessoa lhe
prejudicou, deseje o bem para ela, isto é o melhor que você pode fazer para ela.
SEMEIE SEMPRE O BEM, POIS VOCÊ SEMPRE COLHE AQUILO QUE SEMEIA.
Inspire-se no Divino Mestre, faça o bem à aqueles que o atacam, eles podem ficar
surpresos e mudar radicalmente. Essas pessoas geralmente têm problemas e
fraquezas, e elas precisam muito de uma ajuda, ore por elas e peça a Deus para que
elas melhorem. Você terá resultados excelentes, a sua vida via mudar e também a vida
destas pessoas mudará com certeza.
• Sempre que fizer um pedido, estabeleça um prazo. por ex.: se você mentalizar: “tenho
uma casa linda no melhor bairro da cidade”, ao visualizar veja-se entrando na casa,
veja um calendário do ano, mês e dia em que isso acontece.
• TODO O UNIVERSO CONSPIRA À SEU FAVOR, sempre que você estiver pensando
coisas boas e positivas. As oportunidades surgem, as pessoas ajudam, tudo vai de
bom a melhor. Tenha sempre em mente que quando você quer algo bom, tem vários
anjos de Deus à te ajudar, você nunca está só.

COMO RESOLVER PROBLEMAS:___________________________________________

O primeiro passo na resolução de um problema é compreendê-lo em sua extensão exata.


Muitas pessoas acabam tomando para si problemas inexistentes, problemas que não lhe
pertencem, preocupam-se à toa. Outras fazem “uma tempestade em um copo de água”,
criam os problemas ou atribuem à um pequeno problema a dimensão de um grande
problema. Entender isto já resolve muitos “problemas”, que na verdade são apenas
simples desafios.
No estado Alpha é possível reavaliar e compreender as diversas situações da vida,
resignificando-as de maneira adequada e benéfica.

Em Alpha é possível reavaliar um evento sob outros ângulos ou pontos de vista. E quando
nos colocamos no lugar de outra pessoa é possível compreender suas atitudes e
necessidades, surgindo a possibilidade de perdoar.

Quando entramos em Alpha temos acesso à uma Sabedoria Superior, entramos em


conexão com o Universo e com o Inconsciente Coletivo.

Em Alpha podemos entrar em estado de Oração Profunda e Comunhão com Deus,


acessando todo o Poder Cósmico. Isto é o que chamam de “o Infinito Poder da Mente.”
Neste estado podemos alcançar tudo o que nos é necessário.

EXERCÍCIO PARA RESOLVER PROBLEMAS:__________________________________

α. Entre em Alpha.
β. Neste estado reflita sobre a questão, explorando outros enfoques.
χ. Se precisar, entre em estado de oração profunda e peça com bastante fé que a solução
ocorra nos próximos dias ou venha em sonhos.
δ. Use a Imaginação Criadora e visualize a questão resolvida, com todos felizes e
saudáveis.

TRAUMAS, FOBIAS E
MEDOS:______________________________________________

Os traumas, fobias e medos causam uma série de incapacitações, roubam a nossa


energia e nos impedem de ser plenamente felizes. É de suma importância nos libertarmos
destas amarras que impedem nossa evolução pessoal.

Os traumas podem ter origem antes, durante ou depois do nascimento. Podem ser
herdados por memória genética, podem ocorrer na fase intra-uterina , perinatal, nos
primórdios da infância ou no decorrer da vida.

O método mais rápido e eficiente para a resolução dos traumas, fobias e medos é a
Terapia de Regressão, que só deve ser feita por um profissional devidamente qualificado,
com amplos conhecimentos em hipnose e psicanálise.

O estado Alpha é muito utilizado pelas linhas comportamentais para resolver os medos,
fobias e traumas.
Um dos métodos básicos consiste em rever várias vezes a causa do trauma2 em um
estado de paz e tranqüilidade, criando uma ancoragem ou vinculação de uma nova
resposta emocional para determinadas situações. Existem vários caminhos para a
resolução que incluem a compreensão, resignificação e remodelagem utilizadas pelas
hipnoterapia clínica moderna.

EXERCÍCIO PSICO-ALQUIMIA PARA MUDANÇAS GERAIS(EPA):________________

α. Entre em Alpha.
β. Imagine uma Tela Mental em sua frente.
χ. Projete na sua Tela Mental um objeto ou símbolo ( o que vier na sua mente: uma caixa
preta, um fogo, uma cor escura, uma frase, etc.) que represente o seu sintoma (alergia,
rinite, dores, etc.), medo ou trauma.
δ. Projete na sua Tela Mental um objeto ou símbolo ( o que vier na sua mente: uma bola
de luz, uma água cristalina, uma cor luminosa, uma frase, etc.) que represente o seu
bem-estar, livre dos sintomas desagradáveis.
ε. Faça a transformação do símbolo negativo para o positivo. Repita várias vezes. O seu
Inconsciente saberá a maneira exata de como realizar essa mudança, enquanto o seu
consciente faz a visualização.
φ. Para permitir o trabalho do Inconsciente, deixe a sua mente ir para um lugar tranqüilo e
agradável.

Este exercício pode ser aplicado para resolver traumas, medos, fobias, incapacitações,
sensações desagradáveis, dores, comportamentos desagradáveis, sintomas e problemas
orgânicos e psíquicos. Apesar da simplicidade, é um exercício que proporciona resultados
quase que imediatos.

NOTA FINAL:

Pratique sempre que puder, os resultados são diretamente proporcionais.


Envie para o autor um relatório dos benefícios e mudanças que conseguiu.
Leia e releia sempre que puder este material, cada vez que o fizer, aprenderá mais.

2
Quando não se consegue detectar a causa do trauma é útil recorrer à Terapia de Regressão.