Versão traduzida de Herbert_Stanley_Redgrove__Alchemy_Ancient_And_Modern_id1345959722_size369.

pd f
Page 1

Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com 1 Alquimia: Ancient e Moderno Herbert Stanley Redgrove Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com
Page 2

Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com 2 Prefácio à segunda edição É extremamente gratificante para mim que uma segunda edição deste livro deve ser chamado para. Mas ainda mais bem-vinda é a mudança na atitude do mundo educado para os alquimistas dos velhos tempos e suas teorias que tenha ocorrido durante os últimos anos. A teoria da origem da alquimia apresentadas no Capítulo I levou a considerável discussão, mas enquanto essa teoria tem encontrado aceitação geral, alguns de seus mais cedo críticos tomou isso como implicando muito mais do que é realmente o caso. Como resultado de uma maior pesquisar a minha convicção de sua verdade tornou-se mais plenamente confirmada, e na minha recente trabalho intitulado Crenças Bygone (Rider, 1920), sob o título de "The Quest of the A Pedra Filosofal ", eu descobri que seja possível apresentar mais uma prova neste ligação. Ao mesmo tempo, enquanto eu ficava cada vez mais convencido de que a principal hipóteses alquímicos foram elaborados a partir do domínio da teologia mística e aplicado a física e química por analogia, também se tornou evidente para mim que o crude fisiologia de eras passadas e remanescentes da antiga fé fálico formado mais um e

fonte subsidiária da teoria alquímica. Eu tenho mal, se em tudo, falei sobre isso Página vi importa, no presente trabalho, o leitor interessado encontrará tratados em alguns detalhes em "The Element fálica em Doutrina alquímica" em minhas crenças passadas. Em vista da pesquisa recente no domínio da radioactividade e a consequente avanço no conhecimento que resultou desde que este livro foi publicado pela primeira vez, eu tenho cuidado considerada a conveniência de reescrever todo o último capítulo, mas veio para o conclusão de que o tempo para isso ainda não estava madura, e que, para além de algumas pequenas emendas, o capítulo seria melhor permanecer muito, uma vez que originalmente significava. Minha razão para este curso era de que, embora consideravelmente mais é sabido a-dia, do que era o caso na 1911, sobre as transmutações muito complexos submetidos espontaneamente pelo elementos radioativos - o conhecimento, ajudando ainda mais a elucidar o problema da constituição dos chamados "elementos" do químico - o problema realmente cognata meu assunto, ou seja, de realizar uma transmutação de um elemento em outro à vontade, permanece quase no mesmo estado de indeterminação como em 1911. Em 1913, Sir William Ramsay 1 pensei que ele tinha obtido provas para a transmutação de hidrogênio em hélio pela ação da descarga elétrica, e os professores Collie e Patterson 2 pensei que eles obteve evidência da Página vii transmutação de hidrogênio em neon por meios semelhantes. Mas estas observações (como também
Página 3

Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com 3

Experiências anteriores transmutacionais de Sir William Ramsay) não conseguiu ser satisfatoriamente confirmada; 3 e uma vez que a morte do último, pouco, se alguma coisa, parece ter sido feito para resolver as questões levantadas por suas experiências. Referência deve, contudo, ser feito a uma investigação muito interessante por Sir Ernest Rutherford sobre a "Colisão de -Partículas com átomos leves ", 4 donde resulta que, quando for bombardeado com-o rapidamente em movimento -Partículas emitidas por rádio-C, os átomos de azoto podem estar desintegrado, um dos produtos a serem hidrogénio. O outro produto é o hélio, possivelmente, 5 embora isso não tenha sido provado. Perante Rutherford resulta uma repetição adicional de Os experimentos de Ramsay certamente parecem ser aconselhável. No que diz respeito às transmutações espontâneas sofridas pelos elementos radioativos, os fatos parecem indicar (ou, pelo menos, pode ser colocado em algum tipo de ordem supondo) o átomo de consistir de um núcleo central e um invólucro exterior, tal como sugerido por Sir Ernest Rutherford. O núcleo pode ser comparado com o sol de um sistema de energia solar. É excessivamente pequena, mas em que a massa do átomo é quase inteiramente concentrada. É positivamente carregada, a carga que está sendo neutralizado pelo que os elétrons livres que giram como planetas sobre isso, e que por suas órbitas representam o Página viii volume do átomo. O peso atômico do elemento depende do sol central, mas as propriedades químicas do elemento é determinado pelo número de electrões no casca, e este número é igual ao que representa a posição do elemento na sistema periódico. Mudança radioativo se origina no núcleo atômico. A expulsão dos um -Partícula daí diminui o peso atómico por 4 unidades, necessita (desde o -Partícula carrega duas cargas positivas) a remoção de dois elétrons do reservatório de

a fim de manter a neutralidade eléctrica, e, portanto, altera a natureza química do corpo, a transmutação de um elemento para ocupar uma posição de dois lugares para a esquerda no sistema periódico (por exemplo, a alteração do rádio em niton). Mas a radioatividade às vezes resulta na expulsão de um -Partícula do núcleo. Isto resulta na adição de um electrão para o reservatório e, consequentemente, altera o carácter químico do elemento, transmutando-o em um ocupando uma posição um lugar para a direita no periódica do sistema, mas sem alterar o seu peso atômico. Por conseguinte, o afastamento de um E dois -Partículas do núcleo, diminuindo simultaneamente o peso atómico do elemento 4, o número de folhas de electrões na camada e, portanto, o produto químico propriedades do elemento, inalteradas. Estas conclusões notáveis são amplamente corroborado pelos fatos, bem como a descoberta de elementos (chamados de "isobares") com o mesmo atômica peso, mas propriedades químicas diferentes, e daqueles (chamado de "isótopos"), com idêntica caracteres químicos, mas diferentes pesos atómicos, deve ser considerada como uma das mais descobertas significativas e importantes dos últimos anos. Alguns referência adicional
Page 4

Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com 4 Página ix esta teoria será encontrada em 77 e 81: o leitor que deseja seguir a matéria ainda deve consultar a quarta edição do do Professor Frederick Soddy Interpretação de Radium (1920), e os dois capítulos sobre o assunto em sua ciência e Vida (1920), uma das quais é uma exposição popular e o outro um mais técnica. Esses avanços no conhecimento apontam para a possibilidade de realizar transmutações em

vai, mas até agora as tentativas de conseguir isso, como já indicado, não pode ser considerado como totalmente satisfatórias. Várias modalidades de ouro, ou melhor, os elementos quimicamente idêntico com o ouro, uma vez que o método de controlo de mudança radioactivo for descoberto (tão certamente será) são sugeridos pela teoria do átomo nuclear de Sir Ernest Rutherford. Assim, o afastamento de dois -Partículas de bismuto ou de um tálio renderia o resultado desejado. Ou chumbo pode ser convertido em mercúrio pela expulsão de um -Partícula, e isto em tálio pela expulsão de um -Partícula, ouro rendimento por a continuação de uma expulsão -Partícula. Mas, como Professor Soddy observações em sua ciência ea vida só se referiu a ", se o homem nunca consegue isso mais controle sobre a natureza, é bastante certeza de que a última coisa que ele gostaria de fazer seria transformar chumbo ou mercúrio em ouro - Por uma questão de ouro. A energia que seria libertada, se o controlo destas subprocessos atómicas estavam quanto possível, como é o controlo das mudanças químicas comuns, tais como o combustão, que superam em importância e valor do ouro. Pelo contrário, pagaria para transmutar em ouro prata ou algum metal de base. " Página x No 101 do livro que eu sugiro que a questão do efeito sobre o mundo das finanças de a descoberta de um método barato de transmutação de metal em ouro em grande escala é aquela que deve apelar para um romancista especialmente dotado de imaginação. Uma vez que o palavras foram escritas pela primeira vez um trabalho tem aparecido em que algo aproximado ao que Foi sugerido foi tentada e muito admiravelmente alcançado. Minha referência é o Sr. O romance de HG Wells, A Set Free World, publicado em 1914. Em conclusão, eu gostaria de agradecer aos muitos comentadores que encontrei tantas boa coisas a dizer sobre a primeira edição deste livro. Para obter assistência espécie na leitura da provas desta edição os meus melhores agradecimentos são devidos também e ficam ofertadas para minha esposa, e

meu bom amigo Gerald Druce, esq., M.Sc. HSR 191, Camden Road, Londres, NW 1. Outubro de 1921.
Page 5

Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com 5 1. Veja o seu "A presença de Hélio no Gás do Interior de uma lâmpada XRay", Journal of the Chemical Society, vol. CIII. (1913), págs 264 e segs. 2. Veja o seu "A Presença de Neon em hidrogênio após a passagem do eléctrico Descarga através da última a baixas pressões ", ibid, pp 419 e segs;.. E" O Produção de néon e hélio pela descarga elétrica ", Proceedings of the Royal Society, vol. xci. (1915), pp 30 e segs. 3. Ver especialmente o relatório de experiências negativas por Mr. ACG Egerton, publicado na Proceedings of the Royal Society, A, vol. xci. (1915), págs 180 e segs. 4. Veja a Revista Filosófica de junho de 1919, sexta série, vol. xxxvii. pp 537587. 5. Ou, talvez, um isótopo de hélio (ver abaixo). Página xi Prefácio O número de livros no idioma Inglês lidar com o assunto interessante A alquimia não é suficientemente grande para tornar necessário um pedido de desculpas para a adição aos mesmos. De fato, no momento atual, há uma necessidade real de mais um contributo para esta assunto. O tempo se foi, quando foi considerado perfeitamente legítimo para apontar para Alquimia como um exemplo das aberrações da mente humana. Experimental recente pesquisa trouxe profundas modificações nas noções científicas sobre o elementos químicos, e, de fato, no conceito científico do próprio universo físico; e uma certa semelhança pode ser traçada entre esses pontos de vista mais tarde e as teorias de Alchemy passada. A alteração espontânea de um "elemento" em outro foi testemunhado, ea recente obra de Sir William Ramsay sugere a possibilidade de realizar o antigo sonho alquímico - a transmutação dos metais "base" em ouro.

que carecia de profundidade filosófica e introspecção. para ganhar mais uma vez pelo experimental método. e são produzidas por um processo evolutivo. A semelhança. embora distorcida e fez parecer grotesco.eles chamaram analogias injustificáveis . é apenas o Página xii Alma que é permanente. Foi na elaboração desta grande idéia fundamental que Alchemy falhou. eles falharam.A idéia básica que permeia todas as teorias alquímicos parece ter sido o seguinte: Toda a metais (e. caracterizou-se por um elevado grau de filosófico profundidade e discernimento. pois os alquimistas se compreender a verdade fundamental ofthe Cosmos. deficiente em tais detalhes precisos. eu diria que. A ciência moderna.Abika. de facto. e um formulário pode ser transformado em outro.e portanto. Os alquimistas lançar suas teorias em um molde inteiramente fantástico. o modo de manifestação da. no entanto. suas opiniões não podem ser aceites nestes dias de modernscience. Pode-se dizer.com 6 Os antigos alquimistas chegaram à conclusão acima por um método teórico e Tentativas para demonstrar a validade da sua teoria. Page 6 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Se foram convidados a alquimia contraste com a química e ciências físicas do século XIX século. o corpo ou a forma exterior. ele aparece. A alma de todos eles é uma ea mesma coisa. entre esta visão ea teoria etérico moderna de matéria é de uma só vez aparente. em que. até mesmo ridículo . ou seja. adotando o processo inverso. enquanto Alquimia. apreciar as idéias fundamentais em . para uma perda de tempo de espera a idéia da unidade do universo físico. Alma. se não podemos aprovação de suas teorias em toto. podemos. na verdade. é transitória. a identidade. Mas. enquanto o segundo abundava em uma riqueza de detalhes muito precisos e muita verdade relativa. todas as formas de matéria) são uma na origem. por meio de experiência.

Abika. uma síntese de dois pontos de vista é essencial. de permissão para . uma vez que estes dois aspectos são tão intimamente ligados e. essencialmente. como espero deixar claro. ter uma visão puramente transcendental do assunto.. e. e para GH Gabb.com 7 Página xiv British Museum Collections. Por outro lado. Agora. E é principalmente com o objetivo de apontar essa semelhança entre essas antigas idéias sobre a física Página xiii universo e os mais recentes produtos do pensamento científico. em muitos casos. o autor deve expressar os seus agradecimentos às autoridades o Museu Britânico permissão para fotografar retratos e ilustrações gravadas de obras antigas no Página 7 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. o autor deste livro pode reivindicar ser um estudante humilde de ambos Química eo que pode ser generalizado sob os termos Misticismo e Transcendentalismo. e. um com o outro. esquecendo o facto de os alquimistas eram. Os químicos em geral. uma está preocupado principalmente com a física.a raiz dos mesmos. Para uma compreensão adequada da Alquimia. isto é necessário mesmo quando. aspecto do assunto. É um fato lamentável que a maioria dos trabalhos de lidar com o assunto da Alquimia ter um ponto unilateral de vista. na sua maior parte. o místicos. como no presente trabalho. FCS. e adotar uma atitude simpática para com eles. tem uma visão puramente física do assunto. No que diz respeito às ilustrações. preocupados com as operações de uma física natureza. esq. em primeiro capítulo deste trabalho. em vez que o puramente mística. que este livro foi escrito. e ele espera que essa combinação talvez pouco usual de estudos permitiu-lhe ter uma visão ampla de mentalidade das teorias dos alquimistas. ao invés de tentar compreender a sua linguagem mística. muitas vezes (não digo sempre) preferem rotulá-la absurdo eo alquimista um tolo.

. . . . 30 • 25. . . . . . . . . . 10 • 10. . . . . . . . . . 23 • 20. . . . . A natureza dual da Alquimia. . . . . . . . . . . . 26 Page 8 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. . Alquimistas de um tipo de mística.Abika. . . . . A TEORIA da alquimia FÍSICA. 20 • 18. . esq. . . . . 4 • 5. O objetivo da alquimia. . . . . . 32 • 26. . . . . . . . . . A Teoria Mercury enxofre. . . . . . . . . 7 • 8. . 17 • 15. . . 13 • 12. . em Londres. . Página xv CONTEÚDO • Capítulo 1. Visualizações de Aristóteles sobre os elementos. . . .. . . . . Sinceros agradecimentos do autor são também devido a Frank E. . . . Opiniões de outros escritores. . . . . . Weston. . . 35 • 28. . . . . . . .com 8 • 22. . 27 • 23. . . . . Alma e Espírito". . . . . A Teoria Transcendental da Alquimia. . . . . . .fotografia gravado retratos em sua posse. . . HSR Escola Politécnica. . . . . O SIGNIFICADO DA alquimia. . . . As provas de Transmutação suposto. . . 2 • 3. . .. . . 1 • 1. . . . . . . . . 17 • 14. . . . A Teoria Sal Enxofre-Mercúrio. . 25 • 21. . . . misticismo e ciência moderna. A Pedra Filosofal. . . Os métodos práticos de os alquimistas. . . . . . Os elementos alquímico. 5 • 6. . . . . . . . . . . . . 14 • 13. . . 15 • CAPÍTULO II. 7 • 7. A idéia básica da alquimia. 12 • 11. . . . . . As qualificações do Adepto. . 29 • 24. . esq. . . . . A Natureza da Pedra Filosofal. & c. . B. Outubro de 1910. . A Lei de Analogia. . . . . . Alchemistic Dada a natureza de Ouro. Elementos e princípios alquímico. . FCS e WG Llewellyn. . . . . . . . O Elixir da Vida. . . . . 1 • 2. . . 3 • 4. Os Poderes da Pedra Filosofal. .. W. "Corpo. . O significado da Alquimia. 8 • 9. . 36 . . . Alquimia. . . . . O crescimento dos metais. . . 18 • 16. A falha da Teoria Transcendental. . Língua Alchemistic. 34 • 27. . .Sc. . A Teoria do Desenvolvimento. . . . 19 • 17. . . . . . . . . . . Para o seu tipo ajudar na leitura das provas. . . . . . . . . . . . 22 • 19. . . . . . . . Alquimia e Astrologia. . . .

. . . . 53 • 43. . . . .Abika. . . . 81 • 61. . . . Os alquimistas (A. Hermes Trismegisto. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39 • 29. . . . . . . . 58 • 46. . . . . . 81 . . Albertus Magnus. . . . 77 • 59. . . . . . . . . Johann Rudolf Glauber. . . . . . . . . . . . Thomas Charnock. . . . . . . . . . . . . . ANTES PARACELSUS). . . . Iatro-química. . . . . . . O RESULTADO da alquimia. . . . . . . . . . . . . . . . . . Peter Bonus. . . . . . . . . Thomas Norton. . 49 • 40. Alexander Sethon e Michael Sendivogius. . Bernard Trevisan. . . . . 67 • 53. . . . . . . 47 • 39. . . . 51 • 41. . . . . . . . 45 • 37. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 72 • 56. . . Michael Maier. . . . . . . . . 40 • 31. . 44 • 36. . . . . . 77 • 60. . . .com 9 • 58. . . . Sir George Ripley. . Jacob Boehme. . . . . . . . . . . . . . . . . Será que os alquimistas alcançar o Opus Magnum? . . 74 • 57. . . . . . . . . . 70 • 54. . . . . . JB van Helmont e FM van Helmont. 47 • 38. Tomás de Aquino. . . Isaac da Holanda. . . . . . . . . 62 • 50. . . . . 54 • 44. Edward Kelley e de John Dee. . . . . . . . . . . . . . . 65 • 51. . . PARACELSUS E depois). 58 • 47. 52 • 42. 42 • 33. . . . . 44 • 34. . . . . . . . . . . Arnold de Villanova. . . . . . . . A Tabela Smaragdine. . . . . . . . . . 44 • 35. . . . . . . . . . Outros alquimistas árabes. . . . . . . . . . . . . . . 79 • Capítulo V. . Nicolas Flamel. . . . . . . . . . . . . . . . . . . Raymond Lully. . . . Roger Bacon. 55 • 45. . Zósimo de Panopolis. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . "Basil Valentine" ea Chariot Triunfo de antimônio. . . . . . . . . Andreas Libavius. . . . . 39 • 30. . . . . . 56 • CAPÍTULO IV. . . . 70 • 55. . . . . . . . . . . . . .Página xvi • CAPÍTULO III. . . . . . . . . . . . . . A Sociedade Rosacruz. Os alquimistas (B. . . . 42 • 32. . . . . . 60 • 48. . . . . 61 • 49. . . . . . . . . Visualizações de Paracelso. . . . . . . . . . . . . . . . . . "Ireneu Filaleto" e George Starkey. . . . . . . . . . Geber. 66 • 52. . . . . . . . . . 75 Page 9 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. . . . . Paracelsus. . . . . . . . . . . . Thomas Vaughan ("Eugenius Philalethes"). Henry Khunrath. . .

. . . . . . Helvécio obtém a Pedra Filosofal. . A teoria do flogisto. Helvécio realiza uma transmutação. . . 128 • 97. . . . . . 96 • 74. 127 • 96. . . . O Genesis da Química. . . . Alquimia moderna. . 109 • 80. . . . . A Produção de Neon de emanação. Ouro de Helvécio mais testado. . . A teoria atômica de Dalton. Hipótese de Prout. . 117 • 87. . . . . A descoberta do Radium. . . . . . . . 117 • 86. . . . . . . As leis estequiométricas. . A "Lei Periódica". . . . . . Raios-X e Raios Becquerel. . . . . 91 • CAPÍTULO VI. . . 89 • 69. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 123 Page 10 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. . . . . . . . . . . . . . . . . . ." . . . Esta mudança é uma verdadeira transmutação? . 123 • 92. . . 119 • 89. Natureza dessa mudança. . . .102 • 77. . . "Alquimia moderna". . A Teoria etérico da matéria. . . . . . . A determinação dos pesos atômicos dos elementos. 85 • 65. . . Depoimento de Helvécio. . 94 • 73. . . . . . . . 122 • 91. . 96 • 75. . . . . . . . . . 120 • 90. . . . O nascimento da Química Moderna. . . 88 • 67. . A prova de que os elétrons não são matéria. . . . . Vistas de Wald e Ostwald. . . . . 105 • 79. . . A degenerescência da Alquimia. . . . . . . . . . . . 113 • 83. .com 10 • 93. . . . . 112 • 82. . . . . . 115 • CAPÍTULO VII. . . . . 90 • 70. . 83 • 64. . 110 • 81. . . Boyle ea definição de um elemento. . . Propriedades de urânio e tório. . . . . . A desintegração do átomo de rádio. . . . . . . . 118 • 88. . . . . Ouro de Helvécio ensaiadas. . . . . A produção de Hélio de emanação. . . . . . . . . . 99 • 76. . . . . . . . . . . . . . . . . Depoimento de van Helmont. 94 • 71. 82 • 63. . . . . . . A emanação Radium. "A radioatividade induzida. . . . . . A teoria corpuscular da matéria. . Propriedades químicas do rádio. . . . . . . . 88 • 68. . . . . . . . . . . . . . . . .Abika. . . . A Teoria eletrônica da matéria. . . . A radioatividade do Radium. . 124 • 94. . . . . . . . . . 114 • 84. . . A AGE da química moderna. . . . . 117 • 85. . 102 • 78. . . . . . . 125 • 95. 87 Página xvii • 66. . . . "Conde Cagliostro". . . . . . . . . . . . . 130 . . . . . . . . . .• 62. . . . . . . . . . . . . . . . . Mais uma prova da complexidade dos átomos. 0. 94 • 72. .

. 33 • placa 5. . . . 15 • CHAPA 3. . . . • CHAPA 13. . 76 Página xx • A página virada. . . . . . . . . . . . . . . Retrato de "Cagliostro". . . . . . . . . . . . . A possibilidade de fazer ouro. . . . . . . 84 • CHAPA 14. Retratos de (A) São Tomás de Aquino (B) Nicolas Flamel. . . . . . . . . . . 44 • PLACA 8. . . . . . . . O significado de "Allotropy". . . . . . . Ilustrações simbólicos que representam (A) A cocção de Gold-Amálgama num recipiente fechado (B) a transmutação dos metais. . Conclusão. . . . . . . .• 98. . . . . Retrato de Jacob Boehme. . . . . . . . . . . Retratos de (A) Edward Kelley (B) John Dee. . . . 92 . . . 68 • CHAPA 10. . . . . . Experimentos de Ramsay em tório e aliados Metais. . . . . . . . . . 38 • placa 7. . . . . . . . . . . Alma e Espírito. . Novas experiências com Radium e cobre. . . . . . Ilustração simbólica representando a trindade das Corpo. . 136 • 102. . . . . 72 • CHAPA 11. . . . Frontispício • A página virada • PLACA 2. Retrato de Paracelsus. . . 142 Página xix LISTA DE PLACAS • CHAPA 1. . . 134 • 101. . . . . Ilustrações simbólicos que representam (A) A fertilidade ofthe Terra (B) a fusão de Mercúrio e Ouro. . . .Abika. . . . . . 37 • placa 6. . . . . . . Retrato de Michael Maier. . . . . . . . . . . 52 • placa 9. . . . . . . . . . . . . . 74 Page 11 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. . . Experimentos de Ramsay em cobre. . . . . . Aparelho Alchemistic (A) (B) Dois tipos de aparelhos para a sublimação. . . . . 134 • 100. . Aparelho Alchemistic (A) Um Athanor (B) A Pelican. . 136 • 103. .com 11 • CHAPA 12. . . . . Retrato de JF Helvécio. . . . . . . . . . Retrato de Albertus Magnus. 26 • Placa 4. . . . . Retratos de JB e FM van Helmont. . . . . 132 • 99.

A teoria transcendental da Alquimia. ea transmutação dos metais foi a sua extremidade apenas na medida em que isso iria dar a prova final da hipóteses alquímicos.com 12 2. 107 Page 1 Capítulo 1 Alquimia: o antigo eo moderno CAPÍTULO I O SIGNIFICADO DA ALQUIMIA 1. não muitos alquimistas veio até esta ideal. . Alchemy é geralmente entendida como tendo sido de que a arte. a opinião de que tem sido expressa Alquimia não era um . e nós deveria valorizá-lo apenas Page 2 para seu ensino científico. Alquimia quis apenas a possibilidade de fazer ouro barata e ganhando riqueza incalculável. perderia seu valor.. Retrato de Robert Boyle. isto é um pouco visão superficial. considerada a partir do físico ponto de vista. De acordo com algumas místicos. . 100 • tabela mostrando a classificação periódica dos CHEMICAL ELEMENTS. Retrato de John Dalton. Page 12 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. . o grande ídolo da humanidade. . . . Páginas 106.Abika. . foi a tentativa de demonstrar experimentalmente no plano material a validade de uma determinada visão filosófica do Cosmos. no entanto. o ouro. 94 • CHAPA 16. . " 1 Infelizmente.. O objetivo da alquimia. . A alquimia era tanto uma filosofia e uma ciência experimental. . . . a alquimia. .• CHAPA 15. . . . . todos os homens podem tornar-se adeptos em nossa Arte . cujo fim era a transmutação dos chamados metais em ouro por meio de um algo mal definido chamado Pedra Filosofal. Nós vemos o verdadeiro científica espírito no ditado de um dos alquimistas: "Quisera Deus . . . . . e para a maioria deles. em seguida.para. mas mesmo a partir de um ponto de vista puramente físico. . . em outras palavras. . . . . . no entanto. . . . .

3. mas a pseudo-alquimistas que até agora incompreendidos seus escritos como ter interpretou-os em um sentido literal. que o desenvolvimento da ciência química não era devido a seus trabalhos.A transmutação de sua alma em ouro espiritual . e não de substâncias materiais. mas deve ser entendidos como grandes alegorias que lidam com as verdades espirituais. De acordo com esta teoria transcendental. e para a realização de que a salvação espiritual ou transmutação Página 3 pode ser descrito como o novo nascimento. Por suas vidas indiscutivelmente. que aponta para a vida dos próprios alquimistas na refutação do mesmo. Arthur Edward Waite. retortas. Esta teoria. a partir do qual é suposto que diferem somente pelo emprego de uma especial linguagem. era o seu objeto a fabricação de material ouro.o que era para ser obtido pela eliminação do mal e ao desenvolvimento de bons pela graça de Deus. mercúrio. ou que a condição de ser conhecido como a união com o Divino. tem sido efetivamente eliminados pelo Sr. é claro. Segue-se. De acordo com essa visão. Misticismo. enxofre. ou pelo menos considerá-lo como um ramo. que em nenhum sentido. alambiques. por conseguinte. sua objeto era a perfeição. com fornalhas. A falha da Teoria Transcendental. com sal. mas do homem em um sentido espiritual.arte física ou ciência em tudo. se tal fosse verdadeiro. e eles afirmam que os escritos deA alquimistas não deve ser entendido literalmente como lidar com operações químicas. o figura da transmutação dos metais "base" em ouro simbolizava a salvação do homem . comprovam que os alquimistas estavam ocupados com as operações de químicos no . pelicanos e semelhantes. que a teoria dos alquimistas genuínos místicos eram puros e. e que seus processos não foram levados para fora da Alquimia no plano físico. ouro e outros materiais de substâncias. Alchemy estava preocupado com a alma do homem. no entanto. Aqueles que defendem esse ponto de vista identificar com Alchemy.

. suando noites inteiras sobre fornos de fogo. que eram os alquimistas de seu período. que não podem ser explicadas por qualquer método de interpretação transcendental. Podemos notar. existem algumas curiosidades que não são satisfatoriamente explicada por uma teoria puramente física da Alquimia. é evidente que existe uma dimensão considerável de Misticismo em as doutrinas alquímicos. e que por qualquer motivo que trabalharam para descobrir um método para transmutação dos metais mais comuns em real. No entanto. Mas eles se dedicam com afinco ao seu trabalhos.com 13 aos trabalhos diretos dos alquimistas. porém.Abika. . mas. o ouro material. "Estes não entregar-se à facilidade e ociosidade. e não para qualquer um que descaracterizou sua escritos. e. como regra geral. com muito do que do ponto de vista físico aparece apenas fantástico) contas precisas de muitos processos químicos e descobertas. mas encontrar seu prazer em seu laboratório. em primeiro lugar. Estes não matar o tempo com vazio falar. o reconhecimento da importância deste elemento místico e do verdadeiro relação que existia entre Alquimia e Misticismo é essencial para o direito compreensão do assunto. Não existe a menor Duvido que a química tem a sua origem Page 4 Page 13 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. este sempre foi reconhecida. têm considerado este elemento místico como de pouca ou nenhuma importância. 4. os que abordou o assunto do ponto de vista científico. no nosso opinião. As qualificações do Adepto. Como o próprio diz Paracelsus dos verdadeiros "médicos espagíricos". que os alquimistas sempre .plano físico. " 2 Os escritos dos alquimistas conter (Misto. Ao mesmo tempo.

ele pode vêm com uma consciência eliminados de todas as taras. Como diz um alquimista: "Em primeiro lugar. e semelhante iniqüidades. mas como uma arte mais santo (vendo que tipifica e sombras o maior bem celestial). a hipocrisia. mas somente a misericórdia do Altíssimo. deve haver a invocação de Deus. que todos devem ser arrancadas do coração . Portanto. e vice. e como é ao mesmo tempo aparente em abrir qualquer livro alquímico. levantá-lo somente a Ele e pedir-Lhe esse dom em verdade. devemos observar a natureza da linguagem alquímica. 3 E "Basil Valentine": "Em primeiro lugar. Só Ele pode dar e concedê-la ". Em segundo lugar. para recuperar a saúde do seu corpo. a linguagem da Alquimia é altamente místico. ele deve lembre-se que é obtido não pela força do homem. e não há muito que é perfeitamente incompreensível em um . que cada farmácia e estudante devoto e temente a Deus desta Arte considerar que este arcano deve ser considerado. e sem dúvidas oração. 4 5. você deve antes de tudo limpar seu Page 5 coração. e eles sempre ensinam que a atitude mental correta com respeito a Deus é o primeiro passo necessário para a realização do opus magnum. como arrogância. luxúria.que quando um homem aparece diante do trono da graça. orgulho. não só como um verdadeiramente grande. e um consciência que deve estar livre de toda a ambição. como também de toda a falhas cognatos. sério.falar de sua arte como um dom divino. mas pela graça de Deus. que flui a partir da profundidade de um coração puro e sincero. se alguém quiser chegar a este grande e inefável mistério. os maiores segredos do que não devem ser aprendidas a partir de todos os livros sobre o assunto. a opressão de os pobres. e que não a nossa vontade ou desejo. pode concedê-la em cima de nós. ousadia. vaidade mundana. Como nós temos sugerido acima. Língua Alchemistic. e ser transformado em um templo puro de Deus purificados de todos os que contamine ". Por esta razão.

portanto. o método transcendentais de tradução que muitas vezes conseguem fazer sentido fora do que é outra forma ininteligível Nos escritos deA alquimistas. e as dificuldades parecem dissolver onde é aplicado. " 5 . sem dúvida. Por outro lado.Abika. As observações escritor acima mencionados sobre este ponto: "Sem nada fingindo afirmar que esta hipótese reduz o caos literário os filósofos em uma ordem regular. desejados para proteger seus segredos de vulgar e profano os olhos. absurdos. portanto. seja o que for para nós. É também Page 6 verdade que os alquimistas. necessariamente adotar uma linguagem simbólica. era muito real para ele. também. AE Waite aponta. Além disso. Mas é a crença de que o passado linguagem do alquimista foi devido a algum plano arbitrário. e. É verdade que. esse argumento de dois gumes. em os dias de degeneração da Alchemy uma boa dose de absurdo pseudo-místico foi escrito Page 14 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. não corria risco de informar o vulgar dos preciosos segredos da alquimia.sentido físico. que esse elemento místico deve ser encontrada nos escritos dos alquimistas anteriores.com 14 pelos muitos impostores então abundante. curioso. que ter um visão transcendental da Alquimia em conta a sua linguagem como simbólica. os alquimistas habitualmente desculpas por sua imprecisão sobre o fundamento que tais segredos poderosos não podem ser mais manifesta plenamente. para dizer o mínimo. como o Sr. é claro. cuja manuscritos não foram escritos para a publicação e. embora depois de um maneira diferente. e isso é maravilhoso como contradições. mas o estilo místico da linguagem não é de forma confinada aos escritos mais tarde alquímicos. de fato. para aqueles. pode-se afirmar que materialmente elucida sua escritos. É também. que.

Amor do simbolismo dos alquimistas também é ostensivamente exibido no curioso projetos com os quais alguns dos seus livros são embelezadas. Exemplos de tais simbólico ilustrações. ou quase inteiramente. para exemplo. apesar de que não pode haver a menor dúvida de que a grande maioria dos alquimistas estavam envolvidos em problemas e experiências de natureza física. Alchemy deve ter sido de alguma . E. como o Sr. 3 e 4. particularmente. sem dúvida. preocupado com os problemas de natureza espiritual. (ver 29).com 15 apelo unânime de Hermes Trismegisto como a maior autoridade sobre a arte de Alquimia. AE Waite também indicou.Abika. que não raramente são encontrados nas obras desses alquimistas que ao mesmo tempo Página 7 eram práticos químicos (Glauber. Alquimistas de um tipo de mística. muitos dos quais são altamente fantástica. que corajosamente empregou a linguagem da Alquimia no elaboração de seu sistema de filosofia mística. ainda havia alguns homens incluídos nas fileiras alquímicos que eram inteiramente. e Jacob Boehme. Thomas Vaughan. podem ser encontrados em placas 2. 6. por exemplo). cujos escritos suposta são de um caráter místico. apesar da sua natureza aparentemente físico. É claro que. Devemos também notar que. mas às imagens cujo significado claramente não reside na superfície e cuja importação é claramente simbólica. o fato significativo que os alquimistas ocidentais fazem Page 15 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. devemos notar. Nós devem referir-se novamente ao longo dos capítulos presentes e a seguir. se o seu simbolismo tem referência a física ou a processos espirituais. Nós não estamos aqui referindo-se a as ilustrações de aparelhos reais utilizados para efectuar as várias operações de Alquimia física.

AE Waite. um homem de ciência. e era. devemos olhar para o assunto do ponto de vista alquímico. pelo qual a ciência da alquimia abre o conhecimento de toda a natureza. Como o autor anônimo de Vidas dos Filósofos Alchemystical (1815) observações: "A química universal. físico e. sua origem na tentativa de aplicar. de uma certa maneira. 6 isto é. Opiniões de outros escritores. de uma dupla natureza. não surgiu de um divórcio entre religião e ciência nas mentes dos homens (embora. essa" visão filosófica do Cosmos "foi Misticismo Alchemy tinha. por um lado espiritual e religiosa. Nos tempos modernos. o outro. São João descreve a redenção. até a consumação da obra. Se estamos sempre a compreender o significado da Alquimia corretamente. agora.. mas foi diferente com os alquimistas. por outro material. 7. um místico. que foi fundada em primeiro princípios forma analogia com o que o conhecimento é fundada sobre o mesmo primeiro princípios . Diz o Sr. em conjunto). porque são fundadas nos mesmos primeiros princípios. nos mesmos princípios básicos. que vai passar o fogo de eternidade ".. os princípios de misticismo para as coisas do plano físico. em que o Divino tintura transmuta o metal base da alma em uma perfeição. mais recentemente. "Se os autores do `Inquérito sugestivo 'e` Observações sobre alquimia ea Page 9 . Vamos citar aqui as opiniões dos dois escritores modernos. portanto. O significado da Alquimia. a Alquimia ea regeneração mística do homem (neste escritor opinião) são processos análogos em diferentes planos de existência. como a importância de Alchemy. Temos dito que "Alquimia foi a tentativa de demonstrar experimentalmente no plano material a validade de uma determinada visão filosófica do Cosmos ". a unificação Page 8 tendência tem. 8.forma intimamente ligado com Misticismo.. sua religião e seus ciência estão intimamente unidos. ou a nova criação da alma caída.

é de desenvolvimento universal. que reconhece Page 16 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. O ponto culminante prática da busca alquímica apresentou um aspecto tríplice. ganhando que ganhou o controle da riqueza. e apreciar a fruição de . MA. bem como a natureza dos símbolos. que. incluindo a humanidade. MM Pattison Muir. mas podemos ver pelos seus escritos que os grandes hierofantes de Oriental e Ocidental alquimia iguais eram continuamente assombrada por breves vislumbres e imperfeito do glorioso possibilidades para o homem. Page 10 diz: ".Abika. Eles [a generalidade dos alquimistas] aplicada sua teoria apenas para o desenvolvimento de substâncias metálicas a partir de uma baixa para uma maior ordem. pois. as suas opiniões teria sido muito modificado. para assim. e pode ser trouxe para fora e para a frente na perfeição.com 16 que cada substância contém recursos não desenvolvidos e potencialidades. " 7 Sr. para que dar-lhes o poder de apreciar a riqueza ea vida. eles procuraram a panacéia universal.. se a evolução de sua natureza foram realizadas ao longo das linhas de sua teoria. mas os erros que originaram com apenas tipográficos investigações foram intensificadas por uma consideração do grande alquimista teorema. por excelência. os alquimistas procuraram a pedra de sabedoria.. eles procuraram a alma do mundo. eles descobriram que o verdadeiro modo de hermética interpretação encontra-se em um meio termo. a alquimia que visa dar uma prova experimental de uma certa teoria do todo sistema da natureza.Alquimistas '[dois livros colocando frente a teoria transcendental] tinha considerado a vidas dos symbolists. eles poderiam manter comunhão com vivências espirituais.

os sábios foram ensinados Deus que este mundo natural é apenas uma imagem e cópias físicas de uma celestial e espiritual padrão.vida espiritual. o ouro sendo o mais alto produto de potências da Natureza. superando todas as tentações e provas contra o mal. Os alquimistas postulada e acreditava em um sentido muito real na unidade essencial do cosmos."O que está em cima é como o que está abaixo. eo que está embaixo é como o que está acima ". eles tinham que há uma correspondência ou analogia existente entre as coisas espirituais e as coisas físicas. para que os mistérios do céu deve ficar exposto ao olhar vulgar ". Assim. e que Deus a criou em imitação do universo espiritual e invisível. e ele persegue esta arte. . " 8 9. O objetivo de sua pesquisa era para satisfazer as suas necessidades materiais.. não por causa de ouro ou prata. e seus anseios espirituais. Assim.. expressa sucintamente a idéia básica da Alquimia.. o mesmo leis que operam em cada reino. sua capacidades intelectuais. O famoso axioma amado por todos alquimista . que a própria existência do mundo baseia-se na realidade de sua celestial arquétipo. Como escreve Sendivogius ". mas não são todos igualmente amadurecido e perfeito. 9 Os alquimistas afirmavam que os metais são um em essência. . o sábio vê o céu refletido no Natureza como em um espelho. mas para o amor do conhecimento que se revela. A idéia básica da alquimia. Em ouro.apesar de quesable {sic} origem. ea mola da mesma semente no ventre da natureza.. e as maravilhas da Seu poder e sabedoria absoluta e inefável. o alquimista viu uma foto do homem regenerado. ele zelosamente esconde-la do pecador e roda dos escarnecedores.. Os alquimistas da mais nobre espécie sempre fez o primeiro destes objetos subsidiária para os outros dois . resplandecente de beleza espiritual. a fim de que os homens Page 11 pode ser a melhor habilitado para compreender seu ensinamento celestial.

A Pedra Filosofal foi considerado como simbólico de Cristo Jesus. e ela Podem ser adicionados. e a solução foi igualmente um. A questão não é. A Lei de Analogia.Page 17 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. a principal doutrina da analogia.como típico do pecado e homem não regenerado. o que traria a grande transmutação desejado. mas bastante foi dito para indicar a analogia existente. ie. enquanto o ouro resistiu à ação do fogo e todos corrosivo conhecido líquidos (save aqua regia sozinho).com 17 Enquanto ele considerava lead . porque. ea perfeição ou transfiguração do homem espiritual. se esses problemas na realidade são uma ea mesma coisa. entre o problema da perfeição dos metais. desde que ele compreendeu o analogia entre a matéria eo espírito. o chumbo era mais facilmente posta em prática. que é. Somos informados de que o Pedra Filosofal. se reunir com geral . um elemento essencial em toda a verdadeira filosofia mística. pelo poder do Espírito de Cristo. Para o filósofo alquimista estes três problemas foram um: o mesmo problema em diferentes planos de ser.o mais vil dos metais . de fato. de acordo com a alchemistic ver. a transmutação da Metais "base" para o ouro. podemos entender o contrário incríveis poderes que lhe são atribuídas. note-se. carimbado com a hediondez do pecado e facilmente superada por tentação e do mal. é de um espécies com ouro em si e mais puro do que o mais puro. que. entre estes problemas e que a perfeição do homem considerados fisiologicamente. e neste sentido.Abika.. Ele. Page 12 10. entendida no sentido místico deste significa que a regeneração do homem podem ser efetuadas somente pela própria Bondade . que tinha a chave para um problema tinha a chave para todos os três.em termos de Teologia cristã. Com as teorias da Alquimia física trataremos longamente no capítulo seguinte. supomos.

não apenas a maravilhas da natureza. .consentimento. mas a natureza do próprio Deus. possivelmente. ea razão pela qual homem deve passar por muitas tribulações e angústias. mas que eles eram considerados como tal por todos os verdadeiros alquimistas.. Ele sombras por diante. Jesus Cristo.. pode haver mais verdade nelas do que parece à primeira vista. de uma forma maravilhosa. diz Peter Bonus: "Estou firmemente convencido de que qualquer Page 18 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. embora. " 10 Uma parte considerável desse trabalho alchemistic curioso é retomado em expor a analogia acreditava existir entre Pedra Filosofal e "A pedra que os construtores rejeitaram. a prática desta arte permite-nos compreender. em toda a sua glória indescritível. pensamos) que as analogias elaborado pelo alquimistas são fantásticos e de forma sempre correta. eo escritor conclui: "Assim . mas terá de ser afirmado (e com razão.com 18 incrédulo que tem verdadeiramente a conhecer esta arte.Abika. pelo qual podem alcançar certo bem-aventurança e perfeição. . não só no terreno mas também na vida eterna." Cristo Jesus. " 11 E da mesma forma. e acreditam na Trindade e em nosso Senhor Jesus Cristo. Diz o autor de O Hydrolith Sophic: ". antes que ele possa subir de novo para uma nova vida. A natureza dual da Alquimia.. que logo confessar a verdade de nossa Bendito Religião. eu tenho brevemente e simplesmente estabelecido a você a analogia perfeita que existe entre o nosso terreno e química ea Pedra verdadeira e celestial. e cair Page 13 uma presa até a morte.. todos os artigos da fé cristã. " 12 11. O ponto não é que essas analogias são correto. .

. mais ou menos fracamente. 12. De acordo com o nosso objetivo primário como indicado no prefácio. ea presença nos escritos de os alquimistas de muito do que é claramente mística. alguns pelo amor de conhecimento. especialmente. Ele explica a existência dos mencionados acima. os alquimistas foram empenhados. aqueles que dedicaram suas atividades inteiramente. finalmente. para o consecução deste objetivo maior da filosofia alquímica. a fim de compreender a sua teorias. mas. não ajuda a explicar o alquimista . E.Para a maior parte. mas. vamos limitar nossa atenção principalmente para o aspecto físico da Alquimia.alguns são chamados de "imperfeito". ou quase. "base". Ele explica o apelo às obras atribuídas a Hermes. Alma e Espírito". a possibilidade de a aplicação dos mesmos métodos para homem eo resultado glorioso da transmutação da alma do homem em ouro espiritual. parece-nos ser essencial para perceber o fato de que a alquimia era uma tentativa de aplicação dos princípios de misticismo para as coisas do mundo físico. A teoria de que Alchemy originada na tentativa de demonstrar a aplicabilidade dos princípios do Misticismo para as coisas do mundo físico traz para a harmonia física e transcendental teorias da alquimia e os diversos fatos conflitantes avançado em favor de cada um. é de acordo com tais declarações como citamos acima do hydrolith Sophic e em outros lugares. dois tipos muito diferentes de alquimistas. Havia poucos que tinham um Page 14 visão mais clara desse ideal. Ele ajuda a deixar claro por que os alquimistas atribuído moral qualidades para os metais . ie. outros estão a ser dito "Perfeito". com a tentativa de transmutar a "base" metais para os "nobres". e os tom religioso geral dos escritos alquímicos. com a realização do teoria alquímica no plano físico. Mas todos os que eram dignos do título de "alquimista" realizada em vezes. infelizmente! a vasta maioria pelo amor de mera riqueza. E. O suposta analogia entre o homem e os metais lança luz sobre o que de outra forma seria muito difícil de entender. e preocuparam-se pouco se de todo com o problema análogo no plano físico. "nobre". sobretudo. "Corpo.

os filósofos místicos geralmente usam estes termos da seguinte forma: "corpo" é a manifestação e forma exterior. "Esteja avisado. porém. 13. "alma" é o espírito individual dentro 13 E "espírito" é a alma universal. não é o "corpo" ou forma externa e propriedades ". 14 e.Page 19 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. e adicionando elucidação °. alma e espírito. ILUSTRAÇÃO SIMBÓLICA Representando a Trindade de Corpo. os dois peixes são Alma e Espírito. Notamos a grande diferença entre o Page 16 teoria alquímica e os pontos de vista sobre o assunto constitutionof que têm dominado Química desde a época de Dalton. em todos os homens. nos metais. Alma e Espírito Page 15 noções sobre a natureza dos metais. ilustrando sua observação pela imagem simbólica reproduzida em chapa 2. Alquimia. "O Mar é o corpo. de acordo com os alquimistas. Às vezes (na verdade freqüentemente) que empregou para designar apenas as partes mais voláteis de uma substância química substância. E da mesma forma. Mas no momento atual teoria de Dalton . misticismo e ciência moderna." 15 Os alquimistas. e realmente entender que dois peixes estão nadando em nosso mar". metalline alma" ou espírito. a essência que permeia tudo de todos os metais.com 19 PLACA 2.Abika. Os alquimistas acreditavam que os metais foram construído à maneira do homem. em outros momentos ele teve um significado mais interior. finalmente. No que respeita ao homem. Como escreve o autor do muito curioso folheto intitulado O Livro de Lambspring. em cuja constituição três fatores foram considerados como entrar: corpo. nem sempre foram consistentes em seu uso do termo "espírito".

que proporciona o ponto de vista. mas ficamos impressionados com a notável semelhança entre esta teoria alquímica de uma alma de todos os metais.Abika. Na sua tentar demonstrar a aplicabilidade dos princípios fundamentais do misticismo à coisas do Alchemy reino físico aparentemente falhou e terminou seus dias na fraude. E Waite. vol.. p. Veja 41. Prefácio. 13). 3 O hydrolith Sophic. 3. vol. FB: Vidas dos Filósofos Alchemystical (1815). pp 30.está sendo realizado por pesquisas recentes no domínio da ciência física e química. 1893. ou. Pedra Água do Wise (ver O Museu Hermético. e os religiosos. a um elemento primordial e visões modernas sobre o éter do espaço. O dogma de que era apenas um Alchymy .os elementos químicos está passando por uma modificação profunda.com 20 p. Page 20 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. 2. 5. pode-se dizer que tem Alchymy dois aspectos: o simplesmente materiais. editado por A. 74). AE Waite. Ele Parece. II. editada pelo AE Waite. 31. Nós não implica que A ciência moderna está voltando para tais idéias fantásticas como foram realizadas pelos alquimistas. 1. 4. p. que este verdadeiro objetivo da arte alquímica particularmente a demonstração de a validade da teoria de que todas as formas de matéria são produzidos por um processo evolutivo de alguns um elemento ou quintessência primal . p. contudo. restaurada e ampliada. ARTHUR EDWARD WAITE: As Ciências Ocultas (1891). Como diz outro escritor da escola mística de pensamento: "Se olharmos sobre o assunto [de Alchymy] a partir do ponto mais largo. 178). 7. 6. The Chariot triunfal do antimônio (tradução do Sr. "Irineu Filaletes": Entrada Aberta ao Palácio Fechado do Rei (Ver O Museu Hermético. 91. PARACELSUS: "a respeito da natureza das coisas" (ver O hermética e Escritos alquímicos de Paracelso. IP 167). ARTHUR EDWARD WAITE: Vidas dos Filósofos Alchemystical (1888). p. 1894. vol i. .

Deve-se ter em mente ao rever as teorias dos alquimistas. Pedra Água do Wise (ver O Museu Hermético. Ibid. vol i. 275). Page 17 Capítulo 2 CAPÍTULO II A TEORIA DA FÍSICA ALQUIMIA 14. II. PETER BÔNUS: The New Pearl of Great Price (tradução do Sr." para Uma descrição dos "espíritos" dos metais. traduzido por Nicholas Barnaud Delphinas (ver o Page 21 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. é. MICHAEL Sendivogius: A Nova Luz Química. pela graça de Deus. p.forma de química é insustentável por qualquer um que tenha lido as obras de seus principais professores. 9. A doutrina de que Alchymy era única religião. atribuído a "Basil Valentine. P. MA: The Story of Alchemy e os primórdios da Química (1902). páginas 3 e 4). entre as séries mais curioso na literatura alquímica. ou. 14.com 21 Museu Hermético. Veja o trabalho das coisas naturais e sobrenaturais. . Quanto Sulphur (O Museu Hermético. 138). em virtude da auto-consciência do homem. AE Waite.. imortal. IP 277). págs 105 e 106. 12. Pt. em particular.. 88). vol.Abika. p. Que. 13. é igualmente insustentável em face da história. The Book of Lambspring. MM PATTISON MUIR. espiritual e material (1893). vol. 11. 114. e que suas referências químicas eram todos blinds. 8. que havia . 10 A hydrolith Sophic. o que mostra que muitos dos seus mais professores observados foram os homens que fizeram importantes descobertas no domínio da química comum. Este trabalho contém muitos outros alquímico fantástico imagens simbólicas. Ii." The Science of Alchymy. p. e não eram de forma notável como professores ou de ética ou religião " ("Sapere Aude. As provas de Transmutação suposto. 15.

então a possibilidade de transmutação é apenas uma conclusão lógica. naturalmente. e se água pode ser transmutado em terra. devemos nos livrar de qualquer ideia de que tem alguma perto semelhança com a teoria dos elementos químicos de Dalton.um certo número de fenómenos conhecidos na altura. que não contém matéria sólida. Os elementos alquímico. A fim de compreender a teoria da elementos detidos por eles. mas. 2 Por conta dessas e de como os fenômenos considerados os alquimistas a transmutação dos metais como um fato experimentalmente demonstrado. concluiu a ser uma transmutação de ferro em cobre. em solução) foi fervida por algum tempo em um frasco de vidro. 1 embora. se a água (E isto é verdade em água destilada. vitríolo azul) foi. os alquimistas foram os precursores da ciência experimental moderna. o exame superficial do que o faria naturalmente gerar uma crença de que a transmutação dos metais era um comum ocorrência. tinha os alquimistas examinou o líquido residual. algum material sólido. apontou para a possibilidade de transmutar cobre em prata e ouro. e o facto de branco e ligas amarelas de cobre com arsênico e outras substâncias podem ser produzidas.. certamente um metal poderia ser Page 18 convertido noutro. Por exemplo. Soube-se também que. Mesmo se forem para ser responsabilizado por sua observação superficial de tais fenômenos. Quaisquer que sejam suas falhas. 15. eles teriam descobriram que os dois metais apenas tinha trocado lugares. terra foi produzido. Os alquimistas consideravam os metais como composto e concessão deste. a sua trabalho marcou um claro avanço sobre os métodos puramente especulativos e teóricos da os filósofos antes deles. o que fica claro a partir do que foi . no entanto. a deposição de cobre sobre o ferro quando imerso numa solução de de um sal de cobre (por exemplo.

deve notar-se. 16. em que se manifesta diferente propriedades. para estes elementos eram devidas as quatro propriedades primárias da secura. embora existam relações existentes entre as propriedades de corpos Page 19 e os seus elementos constituintes químicos (e também. não como os diferentes tipos de material. que considerou que havia quatro elementos . humidade. por exemplo.terra. Ele foi ensinado por Empédocles de Agrigent (circa 440 aC). Esta é uma visão que à priori não parece ser improvável. como. é um fato da simples observação de que muitos de outra forma diferentes corpos manifestam alguma propriedade em comum. combustibilidade foi pensado para ser Page 22 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. mas sim como diferentes formas ofthe uma matéria original. mas sabe-se agora que. água. são as propriedades que menos óbvias permitir químicos para determinar a constituição dos corpos.Abika. assim. "éter". Visualizações de Aristóteles sobre os elementos.disse no capítulo anterior. Agora.o "enxofre" dos alquimistas e "Flogisto" de um período posterior. combustibilidade. ea conexão está muito longe de ser da natureza simples imaginado pelos alquimistas. e não é improvável que derivada a partir alguma fonte ainda mais antiga. ar e fogo. cada elemento que está sendo suposto dar origem a . Aristóteles acrescentou um em quinto lugar. Propriedades como essas foram consideradas como sendo devido a algum princípio ou elemento comum a todos os organismos exibem tais propriedades. a relativa arranjo das partículas destes elementos). calor e frio. Estes elementos foram considerados.com 22 devido a um princípio elementar de combustão . Pensava-se que. Para a origem da teoria alchemistic dos elementos que é necessário para voltar à filósofos que antecede os alquimistas.

sendo um deles convertível num outro. os princípios alquímicos foram considerado como propriedades em vez de substâncias. Provavelmente. embora deva confessar que a alquimistas não eram de forma sempre clara sobre este ponto se. Além disso. Assim.o enxofre eo mercúrio . umidade e calor para o ar. & c. humidade e frio à água e secura e frieza para a terra. Vindo para os alquimistas. e eram chamados de "águas".em diferentes proporções e graus de pureza. quase universalmente aceito nos dias anteriores do Alchemy. e para o "mercúrio". não deve ser muito errado em dizer que "enxofre" foi considerado geralmente como o princípio da combustão e também de cor. a secura eo calor que está sendo pensado para ser devido ao fogo. . Page 23 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.duas dessas propriedades. A Teoria Enxofre-Mercúrio. Por estes termos "Enxofre" e "mercúrio". como os elementos de Aristóteles. como no exemplo dado acima (14) Page 20 17. no entanto. no entanto.Abika. o metálico princípio por excelência. os corpos úmidos e frios (líquidos em geral) foram dito possuir essas propriedades em elemento aquoso ofthe conseqüência. não é completamente fácil de dizer exatamente o que os alquimistas quis dizer por estes termos. não deve ser entendido os corpos comuns normalmente designado por esses nomes. e questão é complicada pelo fato de que muito frequentemente fazem menção a diferentes tipos de "enxofre" e "mercúrio". encontramos a visão de que os metais são todos compostos de dois princípios elementares .com 23 e dizia-se estar presente em conta o facto de que a maioria dos metais são transformados em terroso substâncias com a ajuda do fogo. transmutação foi pensado para ser possível. uma vez que estes elementos não foram considerados como diferentes tipos de matéria. Com efeito.

sendo este último aparentemente considerado como uma impureza. e ele se mistura com eles. porque é da mesma substância com eles. que os metais continha um incombustível. quando derretido. citando Arnold de Villanova. são alteradas para ele. é a causa de perfeição nos metais. o enxofre. na Por outro lado. Foi comumente pensado que pudesse ser preparado a partir de mercúrio comum por . até ser endurecidos {sic} e fez seca ". com um consumo extream. ainda. e ouro dota com o seu brilho. e ele escreve Page 21 de que uma das causas da corrupção dos metais por fogo "é a inclusão de uma queima Sulphuriety na profundidade de sua substância. maleabilidade e brilho. a cor dos metais. 3 Considerou um excesso de enxofre a ser uma causa de imperfeição nos metais. era geralmente considerado essencial para a realização do opus magnum. 5 Um alquimista depois diz que o enxofre é "mais facilmente reconhecido pelo espírito vital em animais. 6 Mercúrio. as quais foram consideradas como metais característicos deA em geral. de acordo com a pseudo-Geber. e exterminar também em Fume. O pseudo-Geber (ver 32) diz que "O enxofre é a seiva da Terra. por decocção temperado na Mina da Terra engrossou. " 4 Ele assumiu. escreve: "Quicksilver é a forma mais elementar de todas as coisas fusíveis. " 7 A obtenção de "Mercúrio.foi atribuído propriedades tais como fusibilidade. Outro alquimista. o odor nas plantas ". bem como um combustível de enxofre. diminuindo-os por Inflamação. Esses organismos diferem de mercúrio em sua composição apenas na medida em si é ou não está livre da matéria estranha de enxofre impuro. pois todas as coisas fusíveis. filosóficos" as virtudes imaginárias de que os alquimistas não se cansava de relacionar. tudo Argentvive em eles é de boa fixação.

Page 22 processos de purificação. ferro. por este termo não era o sal comum (cloreto de sódio). são falsificações de uma data em que já era secular (ver 32). 18.com 24 substâncias vulgarmente conhecido como sais. conferindo a propriedade de resistência ao fogo. Nesta forma prolongada. sal. o cobre. Até recentemente. o que é altamente coloridos. por exemplo. arsénio foi considerado como um princípio elementar (este ponto de vista é para ser encontrada. que (ver o trabalho dos recursos naturais e Coisas sobrenaturais) tenta explicar as diferenças nas propriedades dos metais como o resultado das diferenças entre a proporção de enxofre. mas a idéia não era geral. A Teoria Enxofre-Mercúrio-Sal. a teoria é encontrada nas obras de Isaac de Holanda e em que os atribuídos às "Basil Valentine". Ocasionalmente. enquanto Page 23 . pensava-se ter originada em grande medida com a Arabian alquimista Geber. a teoria do teor de enxofre. mas o falecido professor Berthelot mostrou que as obras atribuídas a Geber. é dito que contêm muito enxofre. em que a teoria é apresentada. um princípio de fixidez e solidificação. ou qualquer das pessoas Page 24 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Mais tarde na história da alquimia. A teoria enxofre-mercúrio dos metais foi realizada por esses alquimistas famosos como Roger Bacon. "Salt" foi o nome dado a um suposto básico princípio nos metais. e eles contêm mercúrio. Tal como no caso do enxofre e filosofia mercúrio. em O trabalho do Sum of Perfection. mercúrio foi prorrogado pela adição de um terceiro princípio elementar. sal. Arnold de Villanova e Raymond Lully. pela pseudo-Geber).Abika. Assim. em que o enxofre impuro deveria estar presente neste tipo de mercúrio pode ser purgado imediatamente.

deve conter um excesso de sal. e c. A teoria enxofre-sal mercúrio foi vigorosamente defendido por Paracelsus. Sal. O mesmo germe ideia subjacente a estas doutrinas encontra-se muito mais tarde na Stahl teoria phlogistic (século XVIII). Ele ainda não foi até mais tarde na história da química que se tornou evidente que o propriedades mais evidentes de substâncias químicas não são especialmente conferidos em virtude de certos elementos de entrar em sua constituição. não produziu nada. não é claro que a terceira omitido (sal). mas tornou-se o enfermeiro. e produziu enxofre. Terra. 19. ea doutrina ganhou aceitação muito geral entre os alquimistas. mais primário. contudo. destes três princípios. ar. fogo e água. que os quatro elementos deve incessantemente actuar uns sobre os outros Page 24 Assim. ar agiu em água. e produzido Mercury. por sua ação sobre a terra. Como escreve Sendivogius na Parte II. parece ter sido geralmente considerado um menos princípio importante do que qualquer um de mercúrio ou enxofre.embora o conceito de "flogisto" se aproxima mais quase com a idéia moderna de um elemento do que os elementos ou princípios alquímicos. Nós intencionalmente falar de três princípios. que os princípios. ordenado desde o início. O último. pois embora o Antigos mencionar somente dois. ou útero. produziu sal. Os alquimistas combinou as teorias acima com a teoria dos elementos de Aristóteles. cuja fonte foi dito ser esses mesmos elementos. Elementos e princípios alquímico. ou seja. em obediência ao seu comando. sozinho. de A Nova Luz Química: "Os três princípios das coisas são produzido a partir dos quatro elementos da seguinte maneira: Natureza.a hipotética princípio da combustão (ver 72) . o fogo começou a agir no ar. que tentou explicar a combustibilidade de corpos por parte do pressuposto de que suchbodies contêm "flogisto" . foram considerados como mais interior. não tendo nada a agir. não a partir de . cujo poder está em seu obediência à vontade de Deus. da terra. a água.

Para acima erth ferrugem neles é encontrado. é oculta a essência secreta de todas as coisas materiais. a uma certa vida.Abika. escreve um alquimista ".. e corruptível. neste caso. Soe acima erth apareceu a corrupção. De mettalls. simples e totalmente incorruptível. negou que os metais têm sementes e que que crescem no sentido de se multiplicam) diz: "Mettals de kinde crescer Lowe sob a terra. proveniente da Alma do Mundo. " 8 Page 25 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www..ignorância. reunindo-se e conectar todas as coisas. mas de um desejo de levar o leigo ao erro. Buth que acima Erth thei não estar em seu lugar Contrarié lugares a natureza faz que luta Como peixes fora d'água soltar completamente seu Lyfe: E o homem. Celestial. ou umidade radical intrínseco. e chamou o Espírito do Mundial. O crescimento dos metais. ". difundida através das partes elementares. Page 25 20. . de modo que a partir dos três gêneros de criaturas. 9 Dificilmente é necessário apontar como esta quase se aproxima moderno pontos de vista sobre o Éter do espaço. Os elementos e compostos". Do qual noe causa é encontrada. que é formada a uma máquina do mundo inteiro ". Thomas Norton (que. Intelectual. ensinou os alquimistas. com animais e aves vivem em Ayer. e na destruição Tyme por muito tempo. No entanto.com 25 Debaixo e dentro de todas essas coberturas de propriedades exteriores. e uma conhecimento desse crescimento como sendo de grande importância. ao contrário da generalidade dos alquimistas. são compostas por uma substância subtil. enchendo e no entendimento todas as coisas. muito preservando as próprias coisas em vigor. em adição ao material grosseiro. Os alquimistas consideravam os metais como crescer no ventre da terra.

Os minerais estão escondidos no ventre da terra. Se a terra foi abandonada por este espírito. A fertilidade da Mãe Terra constitui o assunto de uma das ilustrações em Os Doze Chaves de "Basil Valentine "(v. e não mais capaz de suportar alimento para nada. e quem diz que a terra não tem vida faz Page 26 Page 26 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. minas que eram freqüentemente fechados por um tempo. e eles a enfermagem como uma mãe faz seu filho. e todos os metais e minerais. peculiar a ela.Abika. 10 Norton aqui expressa a opinião. tornados assim capazes de transmitir alimento para todas as coisas que crescem. que cada coisa tem seu próprio ambiente natural. receber seu crescimento e nutrimento do espírito da terra. o autor escreve: "O poder vivificante da terra produz todas as coisas que crescem diante dele. árvores e raízes. e é. enquanto ele ainda está no útero. Este espírito é a vida ea alma que habitam na terra. Em relação a este assunto. 41). o poder de crescimento que eu falo é dada não pela terra. A. fig. de modo que o fornecimento de metais pode ser renovado. "Assim. e são alimentados por celeste e influências siderais.Mas as pedras e Mineralls sob Erth repaier ". uma visão controvertida por Robert Boyle (71). Este espírito é a própria alimentada pelas estrelas.com 26 uma declaração que é categoricamente desmentida pelos fatos mais comuns. nós reproduzimos em chapa 3. Para todas as ervas. e alimentada por ela com a espírito que ela recebe de cima. Tão firme era a crença no crescimento dos metais. Por sua riqueza enxofre ou faltaria a . Pois o que está morto não pode produzir vida e crescimento. mas pela vida dando espírito que está nele. uma vez que ele é desprovido do espírito vivificante. que é o espírito da vida. que seria morto. corrente entre os alquimistas.

Abika. ILUSTRAÇÃO SIMBÓLICA Page 27 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. os metais eram muitas vezes referidas pelos nomes ou símbolos astrológicos de seus planetas peculiares. Estes indicações são mostrados na tabela a seguir: PLACA 3. sem a qual não pode haver nem a vida nem o crescimento. foi considerado por alguns alquimistas que a devida observância da astrológico condições era necessário para a execução cabal alquímico importante . Ouro Sol Prata Lua Mercúrio Cobre Vênus Ferro Marte Estanho Júpiter Conduzir Saturno Além disso. foi muito geralmente realizada pelos alquimistas. & c.B. " 11 21. e em conseqüência disso.) Page 27 Metais. A ideia de que o crescimento ofeach metal estava sob a influência de um dos celeste corpos (uma teoria em harmonia com a visão alquímica da unidade do Cosmos).A ILUSTRAÇÃO SIMBÓLICA Representando a fertilidade da terra PLACA 3.com 27 Representando a amalgamação do ouro com mercúrio (Consulte a página 33. Alquimia e Astrologia. 12 Símbolos. Planetas.vivificante espírito.

é. natural. um belo metal que veste bem em uma atmosfera pura e resiste à ação do fogo. queé o objetivo de todos os metais.com 28 . na verdade. e uma vez que esta substância é (quer a uma vez. todos os outros metais são ouro em a confecção. diz:" Toda semente metálica é a semente de ouro. prata sendo considerada mais perfeito do que o resto.. como "Ireneu Philalethes ". Os alquimistas consideravam o ouro como o metal mais perfeito.experimentos. é somente através de algum acidental obstáculo. porque o ouro é a intenção da Natureza no que se refere a todos os metais. A razão deste ponto de vista não é difícil de entender: o ouro é o mais belo de todos os metais. a partir de uma semente. trabalha continuamente até ouro. Através de todos os metais. Alchemistic Dada a natureza de Ouro. de modo que. a sua existência marca a permanência dos poderes da natureza.Abika. em certo sentido. ea verdadeira intenção da Natureza Page 28 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. que foi considerado como temos salientado acima (ver 9). pois eles são todos potencialmente ouro ". 22. que resiste à ação do fogo e da maioria dos líquidos corrosivos. de acordo com a o Page 28 alquimistas. Se os metais não são de ouro. aqua fortis ou nítrico ácido). Prata. simbólica do homem regenerado. mas é atacado por certas substâncias corrosivas (por exemplo. sobre o outro lado. e comum a todos. 13 Ou. e não é afetado pelo enxofre. ou depois de deixar de lado no decorrer do tempo o enxofre estrangeiro e mal do mais vil metais por um processo de digestão gradual) alterou pela virtude da sua própria habitação enxofre em ouro. o substância dos metais é um. e também por enxofre. e mantém a sua beleza sem mancha.. como outro alquimista coloca: "Desde que .

e livremente confessar que no reino mineral.somos obrigados a admitir. A Pedra Filosofal. não podemos aceitar a sua teoria do crescimento dos metais. além disso. e as mudanças provocadas pela segunda classe. embora permanente. ele não cometa o erro curioso e paradoxal em relação ao fato da evolução como explicação para longe da existência de Deus . não são completas. o primeiro trazer apenas uma mudança temporária. O alquimista se esforçou para ajudar a natureza em seu ouro de decisões. escreve ele. com sua projeção. quando se trata de corpos.o alquimista reconheceu a mão do Divino na natureza . bem como no reinos vegetal e animal. no entanto. como enunciado por ele). a idéia de que todas as formas diferentes de matéria são evoluiu de alguns uma coisa primordial .e. e aperfeiçoa-los com a diferença de tudo Compleatment. nestes dias da ciência moderna. no entanto. e uma aproximação gradual com o mais alto padrão de pureza e excelência. mas ele era um evolucionista. para realizar sua métodos. apesar de. pelo menos. como esperamos mostrar adiante. pelo recente científica pesquisa. apreciar e aceitar a fundamentais de germes ideia que lhe está subjacente. para a sua validade não foi reconhecida pela Teoria atômica de Dalton (pelo menos. ou. Page 29 mas o que está sendo demonstrado. natureza procura e exige uma realização gradual de perfeição. e. " 15 . "A Medicina da Ordem Terceira". ou seja. tira tudo Corrupção. " 14 Esta foi a vista alchemistic da geração dos metais.um princípio de que a ciência química perdeu de vista por algum tempo. 23. "que eu chamo toda a preparação que. uma teoria que é reconhecidamente bruto. mas que. podemos. Foram distinguidos três formas de medicamentos. Mas esta é uma só. O alquimista foi certamente um evolucionista fantástico. pseudo-Geber ensinou que os metais imperfeitos seriam aperfeiçoados ou curada por a aplicação de "medicamentos". contém o germe de um grande princípio da extrema importância.

diz-nos que tudo o que é necessário para que possamos fazer é misturar e coagular o "sangue cor de rosa do Leão" e "o glúten da Águia". este foi. A Natureza da Pedra Filosofal. Muitas vezes. de ouro ou de prata. e só falava na linguagem mais enigmático e alegórica. em geral. Opiniões semelhantes foram realizadas por todos os alquimistas. No caso de alguns dos outros receitas que são compreensíveis. a maioria das suas receitas Page 29 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. ou talvez deveria dizer. foram distinguidas duas formas de Pedra Filosofal. por . claro. o verdadeiro medicamento que iria produzir uma transmutação real e permanente é a Pedra Filosofal. obtido novamente sob a forma metálica. dois graus de perfeição na única pedra. Paracelso.Isto. embora alguns deles ensinou que era necessário antes de tudo. após a projecção tinha sido feito. a pedra ou "pó de projecção" Dito de ouro para ser de uma cor vermelha. o alquimista imaginar que uma transmutação tinha sido efetuada. reduzir os metais ao seu primeiro Page 30 substância. manteve a sua natureza mais secreta. a obra-prima da arte alquímica. para transmutar o Metais "imperfeitos" em prata sendo dito ser branco. de longe. o máximo que pôde ser obtido seguindo as suas instruções é um branco ou amarelo liga metálica prata ou ouro superficialmente semelhante. o mais interessante dos dois. foi empregue na preparação do "medicamento" e. Em outras contas (ver Capítulo V. 24. A maioria dos alquimistas que afirmavam conhecimento da Pedra Filosofal ou o materia prima necessária para a sua preparação. Em alguns casos.com 29 contendo palavras de significado desconhecido.) o medicamento é descrito como uma tonalidade de enxofre pálido. que. A mística como distinguir as descrições pseudo-práticos da Pedra e a sua preparação são.Abika. tal como o caso pode ser. em sua obra sobre A Tintura dos Filósofos.

" 16 25. Page 30 . Tem o poderes de todas as criaturas. No Livro da Revelação de Hermes. identificado com a essência alquímica de todas as coisas ou a alma do Mundial.. . a Medicina. o poder sem limites . que está aqui. converte todos metálico Page 32 corpos em ouro. Ele é procurado por muitos e encontrado por poucos. a sua acção é encontrado em todos os elementos e as qualidades de todas as coisas estão ali.. pois ela existe em todas as coisas. era comumente realizada pelo alquimistas.a Mercury de os sábios. é descrita da seguinte linguagem sugestiva: "Este é o Espírito da Verdade. que a Pedra Filosofal consiste de "enxofre filosófico e mercúrio "combinados de modo a constituir uma unidade perfeita. como não raras vezes. Ele é contemplado de longe e encontrado perto.. Por Avicena este Espírito é chamado de Alma do Mundo. e não há nada semelhante a isso debaixo do céu. como a alma move todos os membros do corpo. interpretada por Theophrastus Paracelsus. mas apenas por uma água homogênea (ou líquido) . força maravilhosa. . e eles frequentemente comparada esta união para a conjunção dos sexos em casamento. . "Irineu Filaletes" diz-nos que para a preparação da Pedra é necessário para extrair a semente de ouro. mesmo na mais alta perfeição.que ele provavelmente quis dizer que devemos combinar "enxofre filosófico" com "Mercúrio filosófico. e em todos os momentos. ele cura todos os corpos vivos e mortos sem outro medicamento. Pois. assim também é que isto Espírito mover todos corpos. em todos os lugares." Page 31 Esta opinião. A Teoria do Desenvolvimento. E como a alma está em todos os membros do corpo. embora isso não possa ser conseguido por sujeição ouro para líquidos corrosivos. sobre o Supremo Segredo do Mundo.. ou sem a instrução de quem sabe. assim também é o espírito em tudo elementar coisas criadas. . O mesmo é de uma natureza misteriosa. que o mundo não pode compreender sem a interposição do Espírito Santo.

deve haver um desistir da nossa próprias vontades individuais. ou influência. a fim de desenvolver a essência dentro. uma humilhação da alma perante o Espírito. e utilizar para seus próprios fins.B ILUSTRAÇÃO SIMBÓLICA Representando a transmutação dos metais Page 33 Deve-se ter em mente.com 30 Do ponto de vista ascético (e.a união com o Divino . para a realização do opus magnum no plano físico. é a habitação e morada terrestre do que o espírito celestial. O segredo da alquimia é a destruição do corpo. vegetal ou mineral. o que permite o Artista chegar. daí a razão pela qual tais processos figura tão amplamente em receitas alquímicos para a elaboração do "Magistério divino".. Símbolos pictóricos de morte e decadência representante de tais processos .Abika. devemos despir metais das suas propriedades de ida.A ILUSTRAÇÃO SIMBÓLICA Representando a cocção de amálgama de ouro em um recipiente fechado PLACA 4. 17 Este assassinato do natureza exterior das coisas materiais era para ser provocada por processos de putrefação e decadência.Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. PLACA 4. a maioria dos místicos têm sido um pouco overfond de ideias ascético). a alma vivente ". que é o seu princípio de vida ou de crescimento. se quisermos alcançar o meta mais elevada possível para o homem . no entanto. Como diz Helvécio: ". infelizmente. seja animal. como o kernel é escondido na porca. que os alquimistas usaram o termo "putrefação" e "Decadência" em vez de forma indiscriminada. as essências de metais estão escondidos em seus corpos exteriores. o desenvolvimento da alma é inteiramente possível apenas com a mortificação do corpo. e todo verdadeiro misticismo ensina que. Cada corpo terrestre. E assim os alquimistas ensinou que. aplicando-os a processos químicos que não são mais considerado como tal.

com 31 podem ser encontrados em vários livros alquímicos.Page 31 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. ambos caíram em juntos ". Na quinta imagem em série. ambos pai e filho sendo deixados no túmulo para se decompor.. vemos o filho que está sendo impedido de escapando. estanho. cobre. enquanto o mercúrio é colorido assim. a calabresa (a curto trato prefixo The New Pérola de Grande Valor por Peter Bonus . a alegoria Page 34 receitas. incitado pelos servos. Há uma curiosa série de fotografias no modo A Forma e método de Aperfeiçoamento de Metais Básicos. ele pega o sangue de seu pai assassinado em suas vestes.Abika. o ouro. fig. mas . na última imagem da série (chapa 4. mata o pai e. Em a próxima imagem (. e deixá-lo lá. desaparecendo ou morrendo. o filho. rodeada por seu filho (mercúrio) e cinco servos (prata. fig A). o filho ".veja 39). pela qual nós Entendemos que um amálgama de ouro e mercúrio está a ser preparado. A imagem seguinte mostra-nos uma sepultura sendo cavada. ou seja. da qual mostrar três exemplos em placas 3 e 4. é agora a "Ótimo remédio" e. e na sexta. uma fornalha é para ser preparado. Aqui nós temos instruções na forma simbólica a colocar o amálgama num recipiente selado no forno e para permitir que ele permanecendo lá até que seja observada alguma alteração. Com efeito. Por esta ressurreição entendemos que o ouro seja finalmente obtida numa forma pura. ferro e chumbo). por Janus Lacinus. aparentemente. fig B). o filho do rei e seus cinco servos são todos os reis feitas em virtude das suas competências. chapa 4. pensou para lançar seu pai para a sepultura. o pai é restaurado à vida. Assim. a imagem (. o símbolo da ressurreição sendo (como seria de esperar) de ocorrência freqüente na literatura alquímica. Finalmente. B). . No primeiro filme da série (não mostrado aqui) entramos no palácio do rei (ouro) e observá-lo sentado no seu trono coroado. chapa 3. em o terceiro...

ou identificado com o próprio Stone. Os Poderes da Pedra Filosofal. o açúcar de cana em aquosa solução é convertido em dois outros açúcares pela acção de pequenas quantidades de ácido.o catalizador .com 32 pode ser usado repetidamente (este processo é realmente empregue no fabrico de ácido sulfúrico ou óleo de vitríolo). mas por outro lado. pensava-se. chumbo derretido.Abika. o que não irá combinar. sob condições normais. por exemplo. algumas das reivindicações da alquimistas (entendida literalmente) estão fora de toda a razão. e dióxido de enxofre e de oxigénio. sob certas . tal facilmente na presença de uma pequena quantidade Page 35 de amianto platinado. Os alquimistas acreditavam que uma proporção mais minutos da Pedra projetada sobre quantidades consideráveis de mercúrio aquecida. poderia ser aplicado. que é obtido puro após a reacção é terminada e Page 32 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. que uma quantidade de pedra mais minutos foi suficiente para transmutar quantidades consideráveis de Metal "de base". ou de outro metal de "base". na medida em que uma classe de produtos químicos reacções (denominado "catalisador") é conhecido.traz uma mudança química em um quantidade indefinida de alguma outra forma. O Elixir da Vida. O Elixir da Vida. seria transmutar praticamente toda em prata ou ouro. tem sido objeto de muita zombaria. em que a presença de uma pequena quantidade de alguns forma adequada de matéria .26. por isso. ou formas. No entanto. Esta afirmação dos alquimistas. 27. assim. o desproporção entre as quantidades de pedra e metal transmutado não pode ser avançado como uma objeção à priori às reivindicações dos alquimistas. Certamente. se essas transmutação catalítica do químicos "elementos" é possível é apenas conjectura. que foi geralmente descrito como uma solução da Pedra em espíritos vinho.

. lemos: ". ie. talvez. o efeito da Elixir é a perfeição fisiológica. os alquimistas trabalhavam com quantidades muito grandes de material em comparação com o que é utilizado em pesquisas químicas nos dias de hoje. Deste ponto de vista. que. mesmo se é efetuado pouco para a realização de seu fim. não é equivalente a vida infinita no plano material. A idéia. e limpa-lo de todas as impurezas através da introdução de novos e forças mais jovens. renovar a juventude. apesar de garantir a vida longa. e eles estavam acostumados a repetir a mesma operação (como a destilação. e prolongar a curto humana Page 36 vida. a idéia de que o ouro em uma forma potável era uma verdadeira cura para tudo: no último dias de Alchemy qualquer líquido de cor amarela foi impingido um público crédulo como um Preparação medicinal de ouro. mas há uma coisa que pode adiar decadência. " 19 Na teoria de que uma solução de Pedra Filosofal (que. diz Paracelso ".. o que demonstrou sua paciência incansável. Vamos concluir este capítulo com algumas poucas observações sobre os métodos práticos dos alquimistas. que se junta com a natureza do homem ". Eles prestaram muita atenção a qualquer . . "Pedra Filosofal". com um resultado totalmente análogo. que o Elixir seria dotar um com uma vida de duração infinita no plano material é não em estrito acordo com a analogia alquímica. por exemplo) sobre o mesmo material de uma e outra vez. 18 E em outro trabalho expressiva das opiniões do mesmo alquimista.condições para o próprio alquimista. foi pensado para ser de uma espécie de ouro) constituiu o Vitæ Elixir. 28... Eles tinham grande crença na eficácia de tempo para efetuar uma mudança desejada em suas substâncias. limpa o todo o corpo do homem. Em seus experimentos. não há nada que pode entregar o corpo mortal de morte. não raro atribuídas aos alquimistas. pode ser rastreada. seria restaurá-lo à flor da juventude. ela deve ser lembrado. Os métodos práticos de os alquimistas.

placa 5. fig. No presente caso. A. assim. fig. Alquímico APARELHO A e B. e que a substância é depositada sob a forma sólida. e foi muito usado para as destilações. Placa 6. o alambique são empregues em conjugação com o aparelho para sublimação substâncias dificilmente voláteis. B. são a partir de um trabalho conhecida como Alchemiae Gebri (1545). fig. e muitas descrições de suposto métodos para alcançar o opus magnum conter instruções detalhadas sobre a vários mudanças de cor que deve ser obtidos no material operados se um sucesso edição ao experimento é desejada.Abika. John French. mostra um outro aparelho para sublimação. que consiste numa espécie de forno. Page 38 A primeira figura mostra-nos um forno e alambiques. e três câmaras superiores amovíveis.mudanças de cor que eles observaram em seus experimentos. O bom alambique é uma espécie de ainda cabeça. A. Um navio deste tipo foi utilizado para corpos de aquecimento em um fechado . no entanto. e a placa 6. . fig. purificada a partir de menos impurezas voláteis. B. é de uma obra de Dr. Placa 5. intitulado A Arte de destilação (1651). que pode ser cimentada a um balão ou outro recipiente. geralmente chamado aludels. fig.com 33 PLACA 5. A.Duas formas do aparelho para sublimação Page 37 Em placas 5 e 6 damos ilustrações de algumas peças características de aparelhos empregada pelos alquimistas. fig. é da obra de Glauber em Fornos (1651) e placa 6. B. Em ambas as formas de aparelhos que os vapores são arrefecidos na parte superior da embarcação. sendo. mostra um atanor (ou digerindo forno) e um par digestão de navios. Placa 5. 20 Page 33 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.

ii. 7. ALEXANDER VON SUCHTEN: Cara. vol.. Parte II. 1678. Ver as obras de Geber.) 10. APARELHO alquímico: A. . p. foi utilizado para uma finalidade semelhante. p. 1893. Lavoisier (século XVIII) revelou esta transmutação aparente para ser devido ao ação do recipiente de vidro contendo água onthe ele. Da soma de perfeição (ver as obras de Geber. ip 25). 156).com 34 PLACA 6. pp 69 e 70). Da soma de perfeição (ver as obras de Geber.Abika. Page 34 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. 4. ilustrado na placa 6. THOMAS NORTON: Ordinall da Alquimia (ver Theatrum Chemicum Britannicum. 1652. pp 142-143). vol. The New Light Chemical. Este ponto de vista também foi realizada por outros alquimistas. A Nova Luz Química. 10). a top está sendo selado quando as substâncias a serem operados tinha sido colocado para dentro. B. sendo uma temperatura uniforme mantida. p. O pelicano. 5. Trato de Ouro sobre a Pedra dos Filósofos (The Hermética Museu. ii. 6. Quanto Enxofre (ver O Museu Hermético. fig.A Pelican 1. vol. . 151). eo vaso aquecido em cinzas numa atanor. 2. 9. Quanto Enxofre (ver O Museu Hermético. a dois braços sendo adicionado na idéia de que os vapores seria distribuído assim. (Veja BENEDICTUS figulus: Um Caixão de Ouro e Bendito das maravilhas da natureza. ip 17). Parte II. traduzido por Richard Russel. editado por Elias Ashmole. pp 71 e 72. Cf. B. 3. p. .. 160. vol.Uma Athanor. 8. Veja o trato de Ouro sobre a Pedra dos Filósofos (The Hermética Museu. traduzido por AE Waite. A exposição mais completa deste Fundação Médica para os alunos menos experientes. o melhor e mais perfeita das criaturas de Deus.espaço.

1893. O Livro da Revelação de Hermes. 12. 192). 14. cânones 64 e 65: "o meio ou sinais demonstrativos são cores. p. vol. Vol.Abika. 298). Na soma de perfeição (ver as obras de Geber. 239). (Ver O Museu Hermético. traduzido por Richard Russel. 13. iv. traduzido por AE Waite. P. JF Helvécio: O Bezerro de Ouro. 18. 17. vol. ii. pp 33 e 34). 37 e 41).com 35 Museu. 1894. interpretado por Teofrasto Paracelso. "Basílio Valentim": As Doze Chaves (ver O Museu Hermético. para alguns destes adicionar uma quarta. cap. pp 36. vol. cujo crepusculum mostrao início da ação do fogo da natureza e da solução. de que há também três os especiais (como crítico) para ser observado. devido à sua extrema escuridão. traduzido por AE Waite. (Veja BENEDICTUS figulus: Um Dourado Caixão das maravilhas da natureza. Trato de Ouro Quanto a Pedra dos Filósofos (ver O Hermética Page 35 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. 1893. Esta suposta conexão entre os metais e os planetas também desempenhou um importante parte no Magic Talismanic. 1678. I pp. 20. "Irineu Filaletes": a metamorfose de Metais (ver O Hermética Museu. 334). ip 19). p.11. sucessivamente e em ordem afetando a matéria e sua afetos e paixões demonstrativos. O primeiro é o negro. p. vol. ii. eo mais negro da meia-noite . 333 -. o que é chamado a A cabeça de corvo. 39). 15. Ii. Veja BENEDICTUS figulus: Um Caixão de Ouro e Bendito das Maravilhas da Natureza (Traduzido por AE Waite. Teofrasto PARACELSUS: O Quinto Livro dos Archidoxies (ver A Escritos herméticos e alquímicos de Paracelso. sobre o Supremo Segredo do Mundo. 19. 16. Como escreve Espagnet em seu Arcano Hermético.

Page 36 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. porque não são permanentes e não prossiga a partir da disposição intrínseca do assunto. pp 28 e 29). um precursor do sol. e que está sendo misturado de ambos é como o amanhecer com seu cabelo cor de açafrão. ou casualmente pelo calor em ligeira umidade "(ver Collectanea Hermética. A terceira é a cor de laranja. Muito provavelmente isso não é sem significado místico bem como uma suposta aplicação na preparação do material de pedra. porque a brancura é facilmente alterada por qualquer outra cor antes do dia-a rapidamente falha de sua sinceridade. esta Terra é branco e foliated. Mas a profunda vermelhidão da Sun perfecteth o trabalho de enxofre. como o meio. em que o primeiro trabalho do trabalhador repousa. onde Filósofos fazer semear o seu ouro. eo Filho do Sol. como o Arco-íris nas nuvens. vol. e do branco Enxofre. cores quase infinitas aparecer. editado por W. A quarta cor é Ruddy e Sanguine. Isso é chamado de a pedra abençoada. afetando mais ar do que na terra: o operador deve ter um cuidado delicado deles. Em seguida. o grão apodrece e é corrompido. Agora. e mostrar-se em vapores. 1893. mas a partir do fogo da pintura e formando tudo após o seu prazer.com 36 Page 39 Capítulo 3 .mostra-a perfeição de liquefação. o que é chamado de esperma do macho. e confusão dos elementos. a coroa do Rei. A cor branca succeedeth o preto. Wynn Westcott. "Além desses sinais decretório que são inerentes firmemente na matéria. e mostrar a sua essencial mutações. i. o fogo do Stone.Abika. que pode ser o mais apto para a geração. que é produzido na passagem do branco para o vermelho. que passam rapidamente para longe e são expulsos por aqueles que conseguem. que é extraído a partir de apenas fogo branco.. no qual é dada a perfeição do primeiro grau.

havia mais de um) pode ser Considera-se que o direito ao nome. Tendo agora considerados os principais pontos na teoria da Alquimia física. O primeiro nome que é encontrado na historyof Alquimia é a de Hermes Trismegisto. Nós já mencionou a alta estima que as obras atribuídas a esta personagem Page 40 foram realizadas pelos alquimistas (6). é uma questão de conjectura. alguma pessoa ou pessoas deve ter escrito as obras atribuídas a ele. é agora considerado como tendo foi escrito em uma data relativamente tardia.a personificação da Thoth.e ainda hoje se fala de selar hermeticamente frascos e semelhantes. ou mesmo se houver eram como um personagem. e o primeiro desses escritores (se. . mas que provavelmente é falsa. é claro. ANTES PARACELSUS) 29. Ele foi considerado o pai da alquimia. Ele agora é geralmente considerar como puramente mítico . Este túmulo continha uma tabela de esmeralda .CAPÍTULO III Os alquimistas 1 (A. o Grande encontraram o túmulo de Hermes. Dessas obras.a arte hermética . o deus egípcio da aprendizagem. 2 um tratado místico-religioso. A Tabela Smaragdine. devemos voltar nossa atenção para a vida e os ensinamentos individuais dos próprios alquimistas. que é um trabalho alquímico excessivamente obscuro. mas. em uma caverna perto de Hebron. Hermes Tismegistos. Mas o que foi realmente Hermes. The Tractate de Ouro. somos informados que Alexandre. o Pymander Divino. Os alquimistas-se supostas ele tem vivido anEgyptian sobre o tempo de Moisés. também atribuída a Hermes.em que foram inscritos na seguindo treze sentenças em caracteres fenícios: • 1. Eu falo as coisas não fictícios. 30. é o mais importante. sua nome foi fornecido um sinônimo para a arte . como parece não improvável. mas o que é verdadeiro eo mais certo."A Mesa Smaragdine" . Em um trabalho atribuído a Albertus Magnus.

possuindo as três partes da filosofia de todo o mundo. 31. foram criadas todas as coisas. Aquilo que eu tinha a dizer sobre a operação do Sol está concluída. • 3. Separar a terra do fogo. • 10. para realizar os milagres de uma coisa. pois supera todas as coisas sutis e penetra cada coisa sólida. . sua mãe a Lua. respectivamente. Assim você vai obter a glória de todo o mundo. • 8. Daí proceder maravilhoso adaptações que são produzidos desta forma. e toda obscuridade voará longe de você. É a causa de toda a perfeição em todo o mundo. o sutil do grosseiro. O que está embaixo é como o que está acima eo que está em cima é como o que está abaixo. penetrando até mesmo sólidos (isto devemos Page 42 nota é verdadeira do éter do espaço). o vento carrega em seu ventre.Abika. agindo com prudência e julgamento. E como todas as coisas foram produzidas pela mediação de um ser. Seu poder é perfeito se ser transformado em terra. Seu pai é o Sol. Assim. • 11. assim todas as coisas eram produzido a partir de uma coisa por adaptação. • 7. e depois novamente descer para a terra. • 6. e da qual todas as coisas do mundo físico são feita por adaptação ou modificação. e unir os poderes das coisas superiores e das coisas inferiores.Page 41 Page 37 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Por isso sou chamado Hermes Trismegisto. • Estas frases ensinam claramente a doutrina da essência alquímica ou "One Thing" que está presente em toda parte. Essa coisa é a fortaleza de todos fortaleza. Os termos Sol e da Lua na passagem acima provavelmente representam o Espírito ea Matéria. Subir com a maior sagacidade da terra para o céu. • 12. • 5. Zósimo de Panopolis. • 13. • 4. não ouro e prata. sua enfermeira é a terra. • 9.com 37 • 2.

com 38 No século VII.. Sinésio. Entre outros primeiros alquimistas. e muito do que é místico. Page 38 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. mas apenas fragmentos permanecem. 32. os estudos de minerais. e por incrível que pareça. como:" mas se tudo os fragmentos atribuídos a ele eram realmente seu trabalho é duvidosa. Desses fragmentos. Olimpiodoro de Tebas. o sírio. eles dão -nos uma boa idéia da aprendizagem do homem e de seu tempo. com o nome Geber foi propagada a memória de uma personalidade Page 43 com que o conhecimento químico do tempo estava ligado. mas de sua vida nada definido é conhecido. Geber. eo historiador.Abika. que foram impressas sob os títulos Summa Perfectionis Mettalorum. os árabes conquistaram o Egito. " 4 Geber é suposto ter vivido por volta do século IX. como diz o professor Meyer: "não pode haver nenhuma disputa que. a Alquimia floresceu sob os a um grau notável. dos quais a maioria são desconhecidas. mas a quatro MSS Latina. além de uma boa dose referindo-se à transmutação dos metais ". que floresceu no século V. Eles contêm descrições aparelho.Um dos primeiros dos alquimistas de quem permanece registro foi Zósimo de Panopolis. de águas minerais. De Invertione Veritatis e De . e foi considerado pelos alquimistas posteriores como um mestre da arte. Ele disse ter escrito muitos tratados lidar com a alquimia. Professor Venable diz: ". como gera. De Investigatione Perfectionis metallorum. de fornos. podemos mencionar também Africanus. 3 Zózimo disse ter sido o autor do ditado ". de fabricação de vidro. De todos os alquimistas árabes. Geber tem sido considerado como o maior. Um grande número de trabalhos têm sido atribuídas a ele.. Bispo de Ptolemaida. de ligas.

Entre outros alquimistas árabes mais célebres foram Avicena e Rhasis. 34. & c. o enxofre teoria mercúrio pode ter sido. Estes verdadeiros escritos de Geber são muito obscuros. Albertus Magnus. ele mostrou se apto a adquirir o conhecimento de seu tempo. provavelmente em 1193. e desempenhar um papel não desprezível na História da Alquimia. Os ensinamentos dos alquimistas árabes penetrou gradualmente no mundo ocidental. Os escritos espúrios acima mencionados mostram que a pseudo-Geber era um homem de amplo conhecimento químico e experiência. cristalização (ou de coagulação. o banho-maria. Neles são descritos a preparação de muitos compostos químicos importantes. nasceu em Lauingen. por exemplo. o produto químico mais essencial operações. & c. eram. No força dessas obras. como o os alquimistas chamavam). de Geber ter sido trazido à luz. em que. Ele foi educado em Pádua. Albert Groot ou Albert von Bollstädt (veja a placa 7). Outros alquimistas árabes. e aparelhos químicos também é importante. pois eles dar nenhuma justificativa para acreditar que a teoria enxofre-mercúrio famoso foi devido a este alquimista. e provar que ele não deve ser o químico especialista que ele deveria ter sido. filosofia e . Geber foi classificada alta como um químico. até poucos anos atrás. foi demonstrado pela tardia Professor Berthelot que Summa Perfectionis Mettalorum é uma falsificação do século XIV. e em seus últimos anos.. que é suposto ter vivido algum tempo depois Geber. cujas vidas e ensinamentos que devemos agora considerar brevemente. considerado genuíno. Page 44 33. filtração.Fornacibus Construendis. Albertus Magnus. Ele estudou teologia. tais como a sublimação. floresceu alguns dos mais eminentes da alquimistas. e as outras falsificações obras de uma data ainda mais tarde. Além disso. fornos melhorados. durante o século XIII. talvez. destilação. ea quem. em certa medida devido. No entanto. o original árabe MSS.

RETRATO de Alberto Magno. A autenticidade dos trabalhos alquímicos atribuída a ele tem sido questionada. além disso. e foi feito provincial desta ordem. ensinou publicamente em Colônia.com 39 Ordem dominicana. Tomás de Aquino (ver placa 8). Sua erudição. mas aposentou-se depois de alguns anos para um claustro Dominicana. 35. É muito provável. de acordo com a Thomson História da Química. O célebre dominicano. um homem de caráter nobre. Paris e em outros lugares.Abika. provavelmente. Roger Bacon. um aluno de Thomas Albertus Magnus. nasceu perto de Ilchester em Somerset. se a partida nesta direção é . e. onde dedicou-se a filosofia e ciência. o mais ilustre dos alquimistas medieval. Professor Meyer diz: "Ele deve ser considerado como o autor intelectual da investigação experimental. O PLACA 7. era mais notável. Ele entrou na Page 39 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Tomás de Aquino. que os trabalhos alquímicos atribuídos a ele são falsas. considerando-se o estado geral da ignorância prevalecendo. neste momento. ele teve o bispado de Regensburg conferido a ele.ciência natural. 5 36. Ele era um dos homens mais instruídos de seu tempo e. de quem é que ele embebidas aprendizagem alquímico. Roger Bacon. [Por de Bry] Page 45 autor destas obras se manifesta um tom profundamente religioso. foi. e é principalmente celebrado como um filósofo aristotélica. no entanto. provavelmente em 1214. ele foi o primeiro a empregar o termo "amálgama" para designar um liga de mercúrio com outro metal. Mais tarde.

numa direcção. o que quando é lançada sobre mettals ou organismos imperfeitos. ele foi inteiramente contrário de muitos da mágica . no entanto. que é chamado Elixir. Alchimy. seguida cada vez mais como tempo continuou. embora provavelmente erroneamente. não empregue na Europa até muitos Page 40 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. em que data. diz ele. "é uma ciência. 8 Ele também acreditava em astrologia. Parece. e ingressou na ordem franciscana. e garantiu sua desenvolvimento estável. portanto. ensinando a transforme qualquer tipo de mettall em outros.para ser acoplado com qualquer um nome .com 40 anos mais tarde. ele Page 46 sofreu muita perseguição. tal como apareceu por muitos Filósofos Bookes. e como ele não hesitou em se opor a muitos dos as opiniões atuais. Ele foi particularmente interessado em ótica. ele ganhou a reputação indesejável de estar em comunicação com os poderes das trevas. " 6 Roger Bacon estudou teologia e da ciência na Universidade de Oxford e de Paris. é uma ciência ensinando como fazer e compor um medicamento certaine. mas. e que através de um medicamento apropriado. que foi. deu à ciência [de Química] sua própria marca peculiar. e também para estender a vida do indivíduo. "Alchimy".Abika. também. que ele era familiarizado com pólvora. é incerto. e certas descobertas neste ramo da física têm foi atribuído a ele. no entanto. no momento. doth aperfeiçoar-los totalmente na projeção Verie ". 7 Infelizmente. no entanto. Ele era um firme crente nos poderes do filósofo da Pedra de transmutar grandes quantidades de metal "de base" em ouro.

mas calorosamente criticada por Page 47 outros. Todos mettals e minerais. o que resta Cleane inough. dos quais haja sundrie e diversas espécies. De Secretis Operibus Artis et Naturae et de Nullitate Magiæ.. Ele diz: "Nada pode ser misturado com mettalls que tem feito ou não Beene surgiram a partir deles." 11 Ele morreu cerca de 1294.. é capaz de aperfeiçoá-los. ou para fazer uma chaunge e nova transmutação deles. que qualquer dos Filósofos colocou o Arte no dito coisas remotas. . que não tem a sua originall destes dois [viz.. Para obter de acordo com o puritie e impuritie dos dois aforesaide princípios. alterar as Metalls . que nenhuma coisa estranha. que alwaies natureza intendeth e se esforça para a perfeição do ouro. uma prática comum para alguns alquimistas. são Argent-vive e enxofre. e seu trato. se não fosse por meio de comparação. 9 Ele expressa surpresa que alguns se utilizam substâncias de origem animal e vegetal em sua tentativas para preparar a Pedra. quando minerais não ser a abelha encontrada perto o suficiente: nem podemos nós. é "Continuall mistura" no fogo.. ou vegetais que estão longe. Argent-vive e enxofre. mas muitos acidentes que vem entre eles. enxofre e mercúrio]. em qualquer thinke sábio. de modo que é de se admirar. puro e mettals impuros são ingendred ". mas devo tel você.. os princípios naturais do Mynes. Arnold de Villanova.e noções supersticiosas realizada na época. Roger Bacon era uma empresa defensor da teoria do Enxofre-Mercúrio: ele diz: ". ele nos diz. que qualquer sábio homem deve direcionar sua mente para as criaturas vivas. são gerados destes dois. foi um esforço para provar que muitos dos chamados "milagres" poderia ser realizado simplesmente com a ajuda da ciência natural. que é o método que "Deus nos deu a natureza. 37.. " 10 A um processo necessário para a preparação da Pedra.

são tanto incerto. Para evitar a perseguição nas mãos da Inquisição. Sua carreira foi de um caráter itinerante e aventureiro. nasceu em Palma de Maiorca (Maiorca) sobre 1235.em sua juventude. Raymond Lully. 38. ele se tornou violentamente apaixonado por uma senhora de o nome do Ambrosia de Castello.e. e Lully escapou com sua vida. É-nos dito que. tentou assassiná-lo. Ele morreu (pensa-se em um naufrágio). um homem de prazer. descobriu que sua visão peito. Tornou-se acionado pela idéia de se converter ao cristianismo os pagãos na África. finalmente. apesar de casado.com 41 obrigado a deixar a Espanha e. Ele foi famoso não só como um alquimista. cerca de 1310-1313.A data eo local de nascimento de Arnold de Villanova. descobrindo objeto de seu mestre. na Sicília. encontrado a segurança com Frederick II.provocou a conversão de Lully. no presença de seu marido. ele era. apedrejado até a morte pelos habitantes de Bugiah (na Argélia) em 1315. e na última parte do século XIII praticado profissionalmente em Barcelona. mas também como um médico hábil. ele era Page 41 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. que tentou em vão dissuadi-lo de seu profano paixão. Ele estudou medicina em Paris. Raymond Lully.Abika. O homem. e contratou o serviços de um árabe pelo qual ele pode aprender a língua. em sua juventude. ela pediu Lully para visitá-la e. ou Villeneuve. Esta visão . Ele era um homem de caráter um tanto excêntrica . no entanto. Mas seu entusiasmo pelo trabalho missionário nunca diminuiu sua idéia central era da razoabilidade e demonstrability da doutrina cristã . . filho de uma família nobre espanhola. em sua maturidade. na passado. Page 48 uma mística e ascética. que quase foi devorado por um cancro.assim diz a história . Seus esforços provando fútil. infelizmente.

mas Page 42 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www..Abika. Ele é suposto ter obtido um conhecimento da alquimia de Roger Bacon e Arnold de Villanova. nos minerais. um suposto método para o que pode ser chamado a multiplicação do Metais "nobres". Portanto.. ou que os escritos alquímicos atribuídos a ele são falsificações de natureza semelhante a Page 49 as obras de pseudo-Geber (32). eu aconselho-te. reduzindo-os para a primeira matéria. você vai para a Practick como cegos sem olhos ou sentidos.. Filho. e eu juro-vos e promessa. e é uma pergunta difícil de decidir exatamente quais são genuínos.com 42 sobre o Sol e Luna. ó meus amigos. contudo. Isso que ele diz é a chave para todos os seus outros livros sobre alquimia.. Peter Bonus. Parece mais provável. teológicos e outros são atribuídos a Lully. embora tão obscuramente a não ser compreensível sem a sua ajuda. que tanto Lully o alquimista era um personagem distinto da Lully cuja vida temos esboçado acima.. Conforme Lully. o segredo da Pedra Filosofal é a extração do mercúrio de prata ou ouro. . a nossa enxofre e vive Argent: portanto. Desses escritos alquímicos podemos aqui mencionar a Clavicula. " 13 39. Neste trabalho. em vez de transmutação é descrita em linguagem clara. que você não trabalha. tu estás a usar esta matéria venerável. em que os livros Art inteiro está totalmente declarado. a menos que eles sejam reduzidos em sua primeira matéria . . que. mas deve ser notado que a pedra empregue é em si um composto ou de prata ou ouro. . se você tomar o vive Argent destes dois.12 Um grande número de tratados alquímico. falso. Ele escreve: "Metais não pode ser transmutado .. sem dúvida. muitos dos quais são. .

Há também dois tipos diferentes de enxofres . mas enquanto que o mercúrio é sempre um e o mesmo. a obra foi publicada. Em tudo isso. diferentes metais contêm diferentes enxofres. AE Waite foi publicado em 1894. mas nenhum. um porto Página 50 de Istria. objeções. intitulada Magarita Pretiosa.Em 1546. Nós Deve. que alegou ser um "Resumo fiel". em comparação com muitos outros alquimistas. ou através do poder transformadora repentina de nossa Stone. Uma tradução para o Inglês abreviada deste livro Mr. e este estado perfeito que atingir. em seguida. argumenta ele. propondo uma série de argumentos muito engenhosos contra o validade da Arte. ele então começa com argumentos em favor da Alquimia e coloca respostas para a frente na íntegra para os antigos. Para um grande número de muito instrumentos e utensílios úteis e indispensável não podia ser fornecida a todos. Para todos os metais comuns existe um transiente e perfeito estado de perfeição para dentro. e se todos os metais . exceto o ouro.para dentro e para fora. diz Bonus ". mas o Magarita Pretiosa é um trabalho alquímico de considerável interesse. se não houvesse cobre. estanho ou chumbo. a calabresa". de quem se diz ter sido um habitante de Pola. consistem de mercúrio e enxofre. acrescentar que os metais imperfeitos formar parte da grande plano e desenho de Natureza. embora um pouco prolixas. por "Janus Lacinus Therapus. de um MS. difere de todo o resto. como pseudo-Geber na sua soma de Perfeição. nada se sabe. "Cada um de metal". seguindo as opiniões dos pseudo-Geber. Da vida de Bonus. é extremamente lúcido. embora eles estão em curso de transformação em ouro. que atingiu maior grau de perfeição da qual é capaz. ferro. é necessário que o enxofre para o exterior e ser impuro purgado off. O enxofre é necessário para o desenvolvimento do mercúrio. bônus. mas para a final produto. quer através da operação lenta da natureza. são tratados com. a surgir. o ouro. escritos pelos Peter Bonus no século XIV. O autor começa. Todos os metais. mais dificuldades. no entanto. e tem uma certa perfeição e plenitude de sua própria. & c.

até que. Por esta razão beneficente natureza nos equipados com o substância metálica em todas as suas diferentes fases de desenvolvimento. Este livro revela a segredos ocultos da alquimia. Seus pais eram pobre. Este artigo. Somos informados de que um livro notável veio ao jovem escrivão de posse. " 14 Page 43 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. evoluiu a partir de essa substância elementar uma grande diversidade de formas.Page 51 foram prata ou ouro. Nicolas Flamel (veja a placa 8) nasceu por volta de 1330. Trata-se. A natureza está sempre estudando a variedade. abrangendo todo o animal. desenvolvendo os metais imperfeitos para a perfeição e remover seu enxofre impuro. mas em levar adiante Nature trabalho. ao que parece. por essa razão. no entanto. não em reduzindo os metais imperfeitos para sua primeira substância. tornou-se um Flamel homem muito rico e. e pelos seus meios Nicolas foi ativado Page 52 obter enormes quantidades de ouro. parece ser de uma lendário . a princípio. ele teve o bom sorte de encontrar um adepto que traduziu seus mistérios para ele. de igual modo. No decurso do tempo. para o uso dos homens que a natureza tem diferenciado a substância metálica em uma grande variedade de espécies e formas. ao mesmo tempo.com 43 De acordo com este trabalho alquímico interessante. a partir de ferro ou a mais baixa. Nicolas Flamel. finalmente. a arte da alquimia consiste. provavelmente em Paris.Abika. aquele que apresentou considerável munificência. em vez de cobrir toda a face da terra com água. ele era incapaz de entender. 40. e. vegetal e do mundo mineral. o que. ou o mais elevado estado de perfeição metálica. a ouro. e Nicolas pegou o comércio de um escrivão. Este aumento da riqueza de Flamel tem sido atribuída ao suposto sucesso a Arte Hermética.

intitulada Aparelho curto. O autor descreve a si mesmo como "Basil Valentine. 41. monge "Em seu" Practica ". De qualquer forma. apoiar a teoria de enxofre-mercúrio. ou Resumo filosófico. serão encontrados no Museu Hermético. todos os trabalhos alquímicos atribuído Flamel são de mais ou menos questionável origem. .Abika. A tradução para o latim com um comentário por Theodore Kerckringius foi publicado em 1685. e não que desejam passar este tempo na ociosidade. "a investigação desses segredos naturais pelos quais Deus tem Page 44 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Uma delas. . um beneditino .com 44 PLACA 8A. e me dedicar ao Serviço de Deus. RETRATO DE TOMÁS DE AQUINO 8B prato. ele pegou o estudo da alquimia. " 15 Ele passa a se relacionar que ele entrou em um monastério. e parece mais provável que a riqueza de Flamel resultado de seu negócio como um escrivão e de agiotagem. "Basil Valentine" e "O Carro Triunfal do Antimônio". fui levado a considerar a miséria deste mundo. Apressei-me a retirar-me do mundo do mal. outro trabalho alquímico. e as terríveis conseqüências da desobediência de nossos primeiros pais. ele diz:" Quando eu tinha esvaziado o borra o cálice do sofrimento humano.natureza. Retrato de Nicolas Flamel Page 53 . e uma tradução em Inglês desta versão do deputado AE Waite apareceu em 1893. para despedir-se dele. É um trabalho muito breve. Provavelmente o mais famoso de todos os livros alquímicos é o trabalho conhecido como TriumphWagen des Antimonii. mas achando que ele tinha algum tempo em suas mãos após a realização de seu trabalho diário e devoções.

em parte boa . mas os primeiros momentos de bastante sua data e autoria. provavelmente seu filho. Em The Chariot triunfal do antimônio são descrito com precisão um grande número de preparações de antimônio. que abundam em receitas. embora não isento de supersticiosa opiniões. Eles devem ter vivido durante o XV século. em termos muito de leve os médicos de sua época. Por conta deste trabalho Basil Valentine tem classificado muito alto como um químico experimental. e parece que a partir das pesquisas da falecido professor Schorlemmer "para ser uma falsificação indubitável que data de cerca de 1600. no entanto. são ditos foram os primeiros alquimistas holandeses. 42.ensombrado as coisas eternas ". as suas próprias descobertas. Ele defende com o maior vigor os valores medicinais de antimônio. dar conta precisa do conhecimento de antimónio deste intervalo de tempo. finalmente. . foram realizadas em grandes byParacelsus estima e outros alquimistas. e critica. parece ter sido uma prática Page 54 químico. Isaac da Holanda e um compatriota de mesmo nome. Isaac. Isaac da Holanda. em sua maior parte. The Chariot triunfal do antimônio faz. mas das suas vidas nada é conhecido. e como manjericão foi deveria ter escrito este trabalho em algum momento no século XV. seus trabalhos foram premiados pela descoberta de um Pedra mais potente na cura de doenças. estas preparações foram devidamente concluiu ter sido. e suas obras. ". e o pseudo-Valentine mostra-se ter sido um homem de considerável experiência com Relativamente a este assunto. foram considerados tanto quanto duvidoso. o informações que estão sendo abatidos a partir de obras de outros escritores. Ele afirmou que todas as coisas deste mundo são de uma natureza dual. e. 16 Provavelmente os outros trabalhos atribuída a Basílio Valentim são de natureza semelhante.

porque Nada no mundo pode ser gerado e trazido à luz sem essas duas substâncias. 43. em uma idade avançada. Tudo o que Deus criou bom na parte superior do mundo". . hearbs ou plantas. escreve: "são perfeitos e incorruptível. embora essas duas substâncias . " 17 Ele Fornece instruções para extrair a Quintessência. um conde francês do século XV. Ele parece ter se tornado o joguete de um charlatão após o outro.. E ainda mais coisas que são desconhecidas do que são evidentes para os nossos sentidos. a natureza é perfeita chamado Quintessence. e ele parece ser o mais antigo escritor conhecido que faz menção à teoria enxofre-sal mercúrio famoso. . . Page 55 mas. feito.Page 45 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. mas que seja nestas partes mais baixas. ou seja. é indued com uma dupla natureza. se ele abelha em Physick ou outras obras secretas.. perfeito e imperfeito. ". que. que são parcialmente descoberto por naturall mão de obra. . finalmente. ou de uma substância volátil e fixa. desperdiçou enormes somas de dinheiro em busca da Pedra.com 45 e em parte ruim. ele fala de Pedra Filosofal com as seguintes palavras: "Esta pedra é então composta de um Corpo e espírito. e. seja em animais. e que é. portanto. em que toda a sua vida e energias eram noivos. um Masculino e Feminino: De onde ele apareceu. ele diz que seu trabalho foi recompensado. ou o venemous ou combustível oile. como o céu.Abika. peixes e toda sorte de criaturas sensíveis. Bernard Trevisan. o unperfect as fezes ou dreggs. de açúcar e de outras substâncias orgânicas. a cada natureza de um tipo ou espécie que ele deu uma influência e vertue comum. e que ele realizada com sucesso a opus magnum. Bernard Trévisan. mas bastante obscura de trabalho. para a qual são maravilhosos poderes reivindicado. a saber. Em um curto. Deus tem colocado a natureza secreta ou influência em toda criatura.

Congelação. entrou Era uma vida monástica. sais Yerne e Steele. Cibation. Conjunção. multiplicação e projeção. ou seja. Sir George Ripley. Solution. Separação. Depois de algumas viagens.não são de uma e da mesma espécie. De Spyrytts. ter acrescentado nada ao nosso conhecimento da ciência química. Sua obra principal é O Composto de Alchymie. ele nos diz que tudo o que ele escreveu antes de ele equivocado. fermentos. dedicou-se ao estudo da Arte hermética. um eminente filósofo alquimista do século XV. aprendemos que há doze processos necessários para a realização dos o magnum opus. a saber.com 46 Exaltação. conteining doze portas. Ao final do décimo segundo portão. Neste trabalho curioso. Para os homens Wyse feito dizer loja ys nenhuma dor. no entanto. Page 56 Page 46 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Estes são comparados aos doze portões de uma castelo. E Multeply teus Medcyns ay mais e mais. . e embora aparecem e estão a ser dito duas substâncias. calcinação. Sir George Ripley. 44. tornando-se um dos Cônegos Regulares Bridlington. que foi escrito em 1471. que o filósofo deve entrar. Mantenha teus Secretts na loja ao teu servir. mas na verdade é apenas uma. mas uma pedra Acaso dali surgir. E os commaundements de Deus looke tu fulfull: Em Fyer conteinue teu glas pontas. Ripley diz: "Agora tu conqueryd doze Gates. Sublimação. Wenyug de modo a tornar o Phylosophers Stone: . E toda a tu holdyst Castell em wyll. Putrefação. ele diz: "Eu fiz Solucyons completo a um número. quando um jovem. ele retornou à Inglaterra e obtenção de licença do Papa para viver em solidão. 18 Ele aparece. Argent-vive ". " 19 Na conclusão do trabalho.Abika. Fermentação. .

Seu seio do Livro. Thomas Norton. As sílabas iniciais do proêmio e um dos seis primeiros capítulos. " 20 Ripley fez muito para popularizar as obras de Raymond Lully na Inglaterra. será encontrado no Collectanea Chemical (1893).s Theatrum Chemicum Britannicum) 21 é anônimo. Ele ensinou que o verdadeiro conhecimento da Arte da Alquimia só poderia ser obtida através do boca a boca a partir de um adepto.com 47 "Tomais Norton de Briseto. O Ordinall. Whych sempre falso I provyd. mas a identidade do autor é revelado por um dispositivo curioso. diz que Thomas Norton era um membro da câmara par de Edward IV. o neto de Thomas. o autor do célebre Ordinall da Alquimia. que também era um alquimista. A Parfet Mestre vos maie ele chamar trowe ". 45. Isso fez-me muitas vezes cheio agrevyd dolorido. Samuel Norton. Thomas Norton.Abika. mas não parecem ter contribuído para o conhecimento da química prática. juntamente com a primeira linha do sétimo capítulo. dar o seguindo dístico: Page 47 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Vistas distintos de Norton sobre a geração dos metais que já mencionados (ver 20). e em sua Ordinall ele dá conta de sua própria iniciação. que é escrito em verso (e que podem ser encontrados em de Ashmole. que contém um suposto método para a preparação da Pedra. Depois que meus Boks ainda operou-me bem. Ele nos diz . provavelmente nasceu pouco antes Page 57 do início do século XV.Mas fynally perdi eche delegados.

e certos artigos na Encyclopdæia Britannica. Meyer é A História da Química. que ele preparar o Elixir. recente pesquisas de diversas autoridades . em regra. DPH É agora. FP Venable. Ph. com a idade de vinte e oito anos. o Dictionary of National Biography.têm mostrado. no entanto. p. Veja Descoberta ROGER BACON'S dos Milagres. que tal são não sustentável. parecem ter colheram os frutos desse conhecimento. ERNST VON MEYER: A History of Chemistry (traduzido por Dr. editado por W. no entanto. As autoridades que se seguiram serão encontrados. na sua maior parte. estamos em dívida .que ele foi instruído pelo seu mestre (provavelmente Sir George Ripley) e aprendeu os segredos da Arte em 40 dias. em certos casos. 6. vol. i. mais especificamente mencionado no que se segue. 1. as vidas anônimas de filósofos Alchemystical (1815). e para quem. no entanto. Por duas vezes. Wynn Westcott. no entanto. fora de catálogo. 2. Isso não deve ser entendido. p. depois de arruinar a si mesmo e sua amigos por suas experiências mal sucedidas. Everard deste trabalho constitui vol. 5. também. p. 3. Ele não tem. ii. . AE Waite. e xi. do Collectanea Hermética. estão envolvidos na obscuridade considerável. ERNST VON MEYER: A History of Chemistry (traduzido por Dr. Tradução do Dr. caps. ele nos diz. como o leitor poderá observar. e muitos pontos em relação ao mesmo estão em disputa. 1906).D. e duas vezes foi roubado dele. muitos outros foram consultados assim: Thomas Thomson. vi. 1906). McGowan. mas aqui podemos reconhecer nosso endividamento geral as seguintes obras. 7. 13. 4.: Uma Breve História da Química (1896). p. Talvez seja aconselhável mencionar aqui que a vida dos alquimistas. por medida em que o mais velho deles estão em causa. 35. McGowan. e ele é dito ter morrido em 1477. 31. THOMAS THOMSON: The History of Chemistry.a quem de referência será encontrada no seguinte páginas. The History of Chemistry. MB. 33. (1830). que sempre acompanhou a conclusões alcançadas nestas obras. as obras do Sr.

(1905). Page 49 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. PARACELSUS e depois) 46. Ibid. p. 19. A. Sir GEORGE RIPLEY: o composto de Alchemy (ver Theatrum Chemicum Britannicum. Roger Bacon: O Espelho de Alchimy (1. p. Ibid p. 21. 20. 17. 13. p. 91).8. . 10. 1680. 35. Raimundo Lúlio: Clavicula. 11. Certos segredos de Isaac Hollandus. 12. 4. BERNARD. pp 17 e segs. 18. 189. Sir HE Roscoe. 4. Paracelsus. "Basílio Valentim": O "Practica" (ver O Museu Hermético.com 49 .). p. Roger Bacon: O Espelho de Alchimy (1597). 1683 (ver Collectanea Chymica: A coleção de dez vários tratados em Química.com 48 9.597). editado por Elias Ashrnole. FRS: A Treatise on Química. i. E Waite. pp 176-177). ou um pouco de chave (ver Aurifontina Chymica. P. 16. FRS. conde de Trevisan: Um Tratado da Pedra Filosofal. Cento e quatorze Experimentos e curas da Physitian Famous Teofrasto Paracelso. 15. p. PETER BÔNUS: The New Pearl of Great Price (tradução do Sr.Abika.Abika. p. para a qual é adicionado. 9. 1652. vol. Schorlemmer. 167). sobre a Vegetall e Trabalho animall (1652). e C. 14. 2. 186). 1684. p. Page 58 Capítulo 4 CAPÍTULO IV Os alquimistas (continuação) (B. vol ip 313. Ibid. 9. . p. Veja Vidas dos Filósofos Alchemystical (1815). A versão em prosa podem ser encontrados no Museu hermética traduzida de volta para o Inglês a partir de uma tradução para o latim por Maier. Page 48 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.

no entanto. Ele estudou o e artes médicas sob o seu pai.Que o gênio errático. a julgar a partir de seus escritos. . trouxe para desgosto muito geral com o descanso dos médicos. Ele. Como diz o professor Ferguson: "É mais difícil para .. encontrou o meramente teórico "learning livro" do currículo universitário insatisfatória e dirigiuse para as minas. assim nos é dito. visitando alguns dos principais países da Europa. em 1493. o autoridades credenciadas em assuntos médicos. e as autoridades tapume municipal com a ofendida boticários e médicos. ele retornou à Basiléia. para dar-lhe o seu nome correto. e. Philip Aureole (?) (?) Theophrast Bombast von Hohenheim . Por fim. ele fugiu da Basileia e retomou sua antiga vida itinerante. ele foi inspirado por ideais elevados e nobres e uma crença fervorosa na Religião cristã. combinada com o fato de que ele fez desnudar muitos das loucuras médicos e fraudes de sua época. então. que era médico. e continuou seus estudos mais tarde na Universidade de Basileia. não entregues em latim.ou.cujo retrato forma o frontispício da presente trabalho . certamente realizado um grande número de curas mais notáveis. cujos métodos Paracelsus expôs. mas em língua alemã). onde ele poderia estudar a natureza dos metais em primeira mão. que eram. As obras de Isaac da Holanda lhe inspiraram com o desejo de melhorar a ciência médica de sua época. Ele foi. Paracelso . e em suas palestras (que eram. Ele também deu um tempo para o estudo da magia e das ciências ocultas sob os famosos Trithemius de Spanheim. a sua grosseria na crítica e sua intensa auto-estima. um homem de muito destemperada hábitos. ele denunciou em termos violentos os ensinamentos de Galeno e Avicena. até então. a cadeira de Ciências Médicas da sua antiga universidade sendo concedido a ele. O uso da língua alemã. Paracelso combinados em si tais características opostas que é uma questão de dificuldade de criticá-lo corretamente. Page 59 contrariamente ao costume habitual. Paracelsus. sendo raramente sóbrio (a declaração abrir a sério a dúvida). Ele morreu em 1241.. mas por outro lado.nasceu em Einsiedeln na Suíça. passou vários anos viajando.

sua fraqueza. de honestidade unbated e amor à verdade. Ele ensinou que "o objeto da química é não para fazer ouro. o microcosmo. o seu ponto de vista sobre certos pontos eram exatamente. que em um instante ofende por sua jactância. e fundou a escola de Iatro-química ou Química Médica. suas visões sublimes do verdadeiro alcance da medicina. e ele pensou que a doença era o . sua incisiva e críticas epigramáticas de homens e motivos ". novas possibilidades de investigação química foram abertos agora que o objetivo não era puramente alquímico. de aguçada percepção dos erros (como ele pensava deles) de seu tempo. Página 50 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. com seu alcance do método.Abika. sua falta de auto-respeito. 1 É também um problema considerável dificuldade para determinar quais dos muitos livros atribuídos a ele são realmente o seu verdadeiro obras e. sua superstição. a sua grosseria.determinar o que seu verdadeiro caráter realmente era. para apreciar corretamente este homem de fervorosa imaginação. Visualizações de Paracelso. suas observações errôneas. sua bruto Página 60 noções.com 50 47. de uma implacável vontade de colocar desnudar esses erros e reformar os abusos a que deram origem. Paracelso foi o primeiro a reconhecer a conveniência de investigar a física universo com um motivo diferente do alquimista. suas inferências e teorias ridículas. eo mundo ou macrocosmo. Esta síntese de química com a medicina foi de grande benefício para cada ciência. Ele considerou todas as ações que acontecem no corpo humano como de natureza química. consequentemente. suas declarações lúcidos. A teoria central de Paracelso foi o da analogia entre o homem. É um problema de como conciliar a sua ignorância. da convicção poderosa e persistente. mas para preparar medicamentos ".

48. um grande melhoria sobre as idéias dos antigos.uma crença de extrema absurdo. os que perseguiu os estudos para seu próprio bem. posteriormente. embora fantasticamente afirmado e desenvolvido pelo próprio Paracelso. e é. Por outro lado. e muitos de seus teorias parecem ser altamente ridículo. é necessário distinguir entre os químicos e os alquimistas . a crença na criação artificial de minutos criaturas vivas que se assemelham homens (chamados "homúnculos") . por exemplo. ele considerado um excesso de enxofre como a causa da febre. sem dúvida. expressa uma certa verdade. Entre os alunos de Paracelso e da escola mais antiga da medicina. seja por motivos puramente egoístas. na elaboração do seu médico doutrinas Paracelsus caiu presa ao exagero eo fantástico. & c. como poderia muito bem ser suposto. A base das doutrinas iatro-químicas. que o ser humano saudável corpo é uma combinação particular de Page 61 substâncias químicas: doença o resultado de alguma mudança nesta combinação. ser radicalmente certamente verdade. Esta extravagância também é muito pronunciada na trabalhos alquímicos atribuídos a ele. e. seus escritos contêm muito verdadeiro ensinamento de natureza mística. portanto. se quisermos entendê-la literalmente.resultar de uma desproporção no corpo entre as quantidades dos três grandes princípios enxofre. se não com uma demonstração completa do ensinamento de Paracelsus. curável apenas por medicamentos químicos. por exemplo.para distinguir aqueles que perseguiram química estudos com o objetivo de descobrir e preparar medicamentos úteis e.que ele consideradas todas as coisas. Daí em diante. a saber. Iatro-Química. mercúrio e sal . mas com a aceitação do doutrinas iatro-químicas fundamentais. ou com . uma vez que o enxofre foi impetuosamente princípio. sua doutrina da correspondência do homem com o universo considerado como um todo. Mas. uma batalha campal foi travada por um tempo considerável. desde aqueles cujo objeto era a transmutação dos metais "base" em ouro. por exemplo. o que acabou por concluir.

No presente capítulo. em menor medida. Antes.com 51 demonstrar no plano físico. temos os homens de conhecimento químico muito e habilidade.homens como Jacob Boehme e. A Sociedade Rosacruz. especialmente no que alquimistas. porém. E os alquimistas do período que estamos considerando agora apresentam uma grande diversidade. vamos limitar a nossa atenção para a maior parte de Aqueles homens que podem ser considerados. por uma razão ou outra. Temos aqueles que. No entanto. foram. finalmente. há um curioso assunto . proceder a uma conta da vida e os ensinamentos desses homens. a validade das doutrinas do misticismo. durante o século seguinte ou dois encontramos. Nesse ano. não duvidava da possibilidade de realizar o magnum opus. foi publicado em Cassel. Por um lado. por outro lado. considerada como mestres da Arte hermética. temos alquimistas do Edward Kelley e "Cagliostro" tipo. dirigida ao . o químico eo alquimista unidos em uma ea mesma pessoa. cujo principal objeto era seu próprio enriquecimento à custa de seus vizinhos.que exige alguma breve consideração.Abika. na Alemanha um panfleto intitulado A Descoberta do Fraternidade da Ordem de Mérito da Cruz Rosy. muitas vezes. Thomas Vaughan. no entanto. e. como Libavius e van Helmont. temos aqueles que estão igualmente tão alta quanto expoentes da sabedoria mística . Homens como Glauber e Boyle. Referimo-nos à "extrema-famoso" Sociedade Rosacruz. A história esotérica da Sociedade Rosacruz começa com o ano de 1614. embora não tivessem enriquecer a ciência da química com as novas descobertas.talvez o mais notável de todos os curiosidades históricas . 49.o desejo de Page 62 Page 51 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. cujos nomes serão sempre ser lembrado por químicos. no entanto.

grand iniciar em os mistérios da Alquimia. As Núpcias Químicas de Christian Rosencreutz. mas depois de cerca de quatro anos se passaram. aparentemente.Page 63 o Aprendidas em geral e os governadores da Europa. por enquanto. A Confissão da Rosacruz Fraternidade. nenhum deles foi concedida uma resposta. mas embora muitas cartas foram impressas. Este último livro é um romance alegórico notável. enquanto outros ardentemente manteve suas reivindicações. a excitação acalmou. Como poderia muito bem ser esperado. Após uma discussão sobre o momentosa questão da reforma geral do mundo.Abika. descrevendo como um homem velho. mais dotado para Página 64 romance do que para a pesquisa histórica. O livro conclui convidando os homens sábios da época para se juntar ao Fraternidade. mais um panfleto apareceu. para despertar qualquer interesse particular. um estudante ao longo da vida da arte alquímica. o panfleto passa a informar os seus leitores de que tal associação é na existência. era claro para alguns que a sociedade os tinha enganado. e em 1616. o folheto foi a causa do interesse considerável e excitação. cuja história (que é claramente de um fabuloso ou simbólica natureza) é dado. que deve vir nas mãos da Irmandade. esteve presente na realização do opus magnum no ano 1459. fundada mais de cem anos atrás pelo famoso CRC. Page 52 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Uma enorme quantidade de controvérsia ocorreu. mesmo nos últimos tempos. dirigida ao aprendidas na Europa.com 52 Alguns escritores. o que era para ser realizado por meio de uma conspiração secreta dos mais sábios e mais homens filantrópicas. vimos na Sociedade Rosacruz um segredo . eo assunto cessou. No ano seguinte. orientando aqueles que desejavam fazê-lo para indicar seu desejo pela publicação de letras impressas.

que consiste na grande iniciados de todas as idades. assim como uma experiência para ver se algo não pode ser feito por esforço conjunto para sanar o defeito e abusos . e vendo seu resultado.confederação de imensa antiguidade e dos poderes estupendos. . mas mais. no entanto. respondendo ao propósito sério ele havia incorporado em sua ficção. Mr. Ele pensou que havia muitos Andreas espalhados em toda a Europa .. ou que seu livro pode levá-los a formar entre -se uma confederação filantrópica prático. AE Waite. deveriam estar na posse dos segredos do arco de arte alquímica. se eles devem aparecer.sociais. " 2 Seu esquema era um Página 65 fracasso. para lamentada por todos os homens bons. não se atrevendo a revelar-se como o autor do panfletos. Fica claro a partir de um exame dos panfletos já mencionei que eles são animados por Luterana ideais.o quão poderoso seria a sua ação sistemática unidos! . para que ele possa se comunicar pessoalmente com algum tal. o trabalho de quem sobre o assunto deve ser consultado para mais informações.Donde o termo "Rosacruz". um jeud'esprit com um propósito sério. RA Vaughan escreveu: ". e é interessante observar que o selo de Lutero continha a cruz ea rosa . no entanto. . e sugere que a Rosacruz A sociedade era provavelmente idêntico com a milícia Crucifera Evangelica.. no entanto. que não era nada do tipo. Ele é mais que evidente. que uma simples brincadeira. escrevendo várias obras na crítica de a sociedade e suas reivindicações. fez o seu melhor para acabar com a loucura. Andrea. esta Andrea escreve a descoberta da Fraternidade Rosacruz. educacionais e religiosa. Como o falecido Sr. uma sociedade secreta . Ele espera-se que as poucas mentes mais nobres que ele desejava organizar iria ver através do véu de ficção em que tinha investido sua proposta. rejeita esta teoria. um jovem e benevolente Luterana divina. A teoria geralmente aceite que se refere às panfletos como uma espécie de farsa elaborada perpetrado por Valentine Andrea.

em ordem cronológica. Devemos agora voltar nossa atenção para a vida e os ensinamentos dos alquimistas da período em causa. "Então uma Gentlemen que oughte me grande mallice Me levou a ser imprensa para goe servir em Callys: Quando eu vi que não havia outra boote. que em seu leito de morte instruído Charnock.... Este trabalho é quase totalmente autobiográfico. na esperança de ser recompensado logo . levando em experimentos em Alquimia. Thomas estava condenado ao fracasso em seus experimentos.com 53 Infelizmente. Ele havia começado a trabalhar para uma terceira vez. porém. um velho cego. Em 1557 ele escreveu seu Breviário de Filosofia. Sua desgraça final deve ser descrito Página 66 em suas próprias palavras.Abika. tratando-os. Depois de algumas viagens a Inglaterra. E quebrou toda a minha Worke enquanto ele estava de pé ". ele se estabeleceu em Oxford. e tinha passado muito dinheiro em seu fogo. Simon Studion. Na minha fúria Eu Tooke uma machadinha na mão. de Salisbury. Page 53 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Ele morreu em 1581. ele também teve outro mestre. Thomas Charnock nasceu em Faversham (Kent). Thomas Charnock. É. Ele nos diz que ele era iniciado nos mistérios da Arte hermética por um certo James S.fundada em Nuremberga pelo Luterana alquimista e místico. . tanto no ano de 1524 ou em 1526. Os experimentos seguintes foram arruinado pela negligência de um funcionário. tanto quanto possível. descrevendo experiências alquímicos de Charnock. 4 Thomas Charnock casado em 1562 a senhorita Agnes Norden. Mas o que eu devo goe spight do meu coração Roote. onde o primeiro alquimista a vir ao nosso conhecimento é Thomas Charnock. 3 50. No primeiro tentar seu aparelho pegou fogo e seu trabalho foi destruído.

desnecessário dizer que o seu nome não aparece na história da Química. Andreas Libavius. Sua a vida é tão obscurecida por várias tradições que é muito difícil chegar à verdade que lhe digam respeito. Andreas Libavius nasceu em Halle. mas suas próprias atividades foram direcionados principalmente para a preparação de medicamentos novos e melhores. ainda é conhecido pelo nome de spiritus fumans Libavii. foi trazida Page 54 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.talvez. no entanto. que contém um relato completo do conhecimento da ciência de seu tempo. Edward Kelley. 52. de acordo com alguns relatos. a melhor. provavelmente. a conta será encontrado no Miss Charlotte Caiu de Smith John Dee (1909). 5 Ele também disse ter entrado Universidade de Oxford. Ele aceitou fundamental iatro-química doutrinas. e seu trabalho em Química. onde estudou medicina e praticado por um curto período de tempo como um médico.com 54 -se como um boticário. 51. o que foi o primeiro a preparar. sendo reimpressa em várias ocasiões. sob a pseudônimo de Talbot. criticando algumas das opiniões mais extravagantes expressa por Paracelsus. na Alemanha. Ele era um crente firme na transmutação dos metais. pode ser Página 67 considerado como o primeiro livro-texto de Química.Abika. ao mesmo tempo. e tetraestanho cloreto. . Enriqueceu a ciência da química de muitas descobertas valiosas. Foi tida em alta estima por um considerável tempo. Libavius era um homem dotado de poderes de observação aguçado. Edward Kelley e John Dee. em 1540. Edward Kelley ou Kelly (ver placa 9) nasceu em Worcester em 1 de Agosto de 1555. O mais recente e.

mas que ele era. Dee como é geralmente chamado. para a qual ele tinha as orelhas cortadas. Em 1583. em Londres. ele praticado como um notário. e por meio da qual ele acreditava que ele tinha comunicação com os habitantes das esferas espirituais. juntamente com algumas das duas tinturas transmutando. um charlatão e perdulários a sequela vai fazer simples. Dunstan. ficando em primeiro lugar em Cracovia e depois em Praga. Kelley e seu joguete aprendeu deixou a Inglaterra. fazendo a sua fuga ao País de Gales.6 Mais tarde. que supõe ele ter evitado essa penalidade. juntamente com a sua esposas e um nobre polonês. Outros crimes dos quais é acusado são cunhagem e necromancia. e não apenas se tornou o médico "Vidente". não é improvável que o Emperor Rudolph II. Ele disse ter cometido uma fraude. que provavelmente possuía alguns poderes mediúnicos. Como exemplos da crença . um matemático de erudição considerável. Ele foi provavelmente não é culpado de todos esses crimes. interessou-se nestas experiências. mas outra conta. por um feliz acaso. Parece que Kelley. 7 Página 68 que havia sido descoberto em uma tumba perto. de um manuscrito de St. enquanto no bairro da abadia de Glastonbury. Ele também foi um astrólogo. Sua amizade com John Dee. mas também gulled-lo na crença de que ele estava na posse do arcosegredos da alquimia. tanto brancos como vermelho. estabelecendo a grande segredos da alquimia. cujos resultados ele aumentada por meio de fraude. John Dee (veja a placa 9) foi sem dúvida. tornou-se possuía. onde . Agora. não é improvável. sem dúvida. Dizem-nos que sobre o tempo de sua suposta escapar ao País de Gales. começou em 1582. condecorado Kelley. e estava muito interessado em experimentos in "crystal-olhando" para o que ele empregou uma espéculo de polido cannel de carvão. ou Dr.

com 55 PLACA 9B. os registros de Dee que Kelley realizada uma transmutação para o benefício de um Edward Garland e seu irmão Francis. eles foram para compartilhar "suas duas esposas em comum". Retrato de Edward KELLEY Page 55 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. 1586. 8 e PLACA 9A. RETRATO DE JOHN DEE Page 69 sob a data de 10 maio de 1588. por ordem de um espírito. foi Slayne". o Imperador Rudolph preso Kelley. podemos notar que.que o médico havia nos poderes de Kelley como um alquimista. os amigos de outrora se separaram. Para coroar seus antigos imposições. no entanto.Abika. pelo menos. e este incidente. Dee consentiu. de acordo com um relato. Prodigalidade de Kelley e temperamento violento. depois de mais alguma persuasão. Era. ou uma quantidade substancial de ouro. que lhe havia aparecido no cristal. levando a uma nova discussão. o preço de sua liberdade sendo a transmutação secreto. elaborado por sua ajuda. mas morreu em 1595. em sua Privada Diário sob a data de 19 de dezembro. sem dúvidas quanto à Kelley honestidade. Em 1587 ocorreu um evento que deve ser gravado vergonha duradoura dos sócios. Kelley informou o médico que. no entanto. lançado em 1593. graças a Deus! " 9 Que ele não era sempre. . no entanto. encontramos o seguinte registrou: "EK fez abrir a grande segredo para mim. é evidente a partir de outras entradas em seu diário. para que acordo. já tinha sido a causa de algumas divergências entre ele eo médico. Em 1589. como o resultado de um acidente incorridos durante a tentativa de escapar de uma segunda prisão. Dee apenas registra que ele recebeu a notícia no sentido de que Kelley ".

mas sem aproveitar. ele caiu nas garras do jovem eleitor. Que. ele descreve o trabalho principal de Khunrath. Page 56 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. passou depois de um tempo para a Itália. e colocá-lo à tortura. conscientes dos problemas maiores de Teoremas herméticos ". Como "puramente místico e mágico. Ele visitou a Holanda em 1602.Foi durante o seu encarceramento que ele escreveu um trabalho alquímico intitulado The Stone of Filósofos.. Foi. que consiste em grande parte de citações de escritos antigos alquímicos. Sethon. Agora. no entanto. ". Henry Khunrath nasceu na Saxônia. na segunda metade do século XVI. Seus outros trabalhos sobre alquimia provavelmente foram escritos em um período anterior. . . e viajou sobre a Alemanha. é reivindicada como um hierofante da lado psíquico do magnum opus. Ele era um seguidor de Paracelso. "Este alquimista alemão". e passou por Basileia para a Alemanha. que estava em busca da Pedra Filosofal. sem dúvida. Alexander Sethon e Michael Sendivogius. mas Michael Sendivogius provavelmente nasceu na Morávia sobre 1566. e..com 56 A data eo local de nascimento de Alexander Sethon. não parecem foram registrados. acontece que Sendivogius. Christian II. estava hospedado em Dresden. praticando como um médico. estava na posse do arco-segredos da alquimia. e ouvir a prisão de Sethon obteve permissão para . Amphitheatrum Salilentiæ Aeternae. lançou-o na prisão. 10 Página 70 53." 11 54. diz AE Waite. Enquanto isso. Henry Khunrath. um alquimista da Escócia. & c. em fim de extorquir o seu segredo. nos é dito.. ele disse ter realizado muitas transmutações.. Finalmente chegar Dresden.Abika.

mas ele recusou-se a trair os altos segredos da filosofia hermética ao seu salvador. sob a forma de um anagrama. ele ficou desapontado. e. em uma ocasião. ela não sabia nada sobre o assunto. Enquanto durou o seu pó. e por outro ocasionar a obtenção de sua libertação do Imperador Rudolph. somos informados. que está a ser dito neste trabalho de Sethon de mas alegou que Sendivogius para o seu próprio através da inserção do seu nome na página de título. ele lhe presenteou com uma onça do pó de transmutação. No entanto. 12 A Nova Luz Química foi realizada em grande estima pelos alquimistas. a fim para extorquir os segredos da alquimia dele. Depois. para a qual o arranjo alquimista escocês concordou de bom grado. execução. Sendivogius logo usado até este pó. Ele morreu em 1646. no entanto. Ele foi preso duas vezes. O No trato enxofre que foi impresso no final do edições posteriores. na realização transmutações e curas. sendo apreciador de vida caro. Depois algum esforço considerável de dinheiro em suborno. viajou Sendivogius sobre. No entanto. Sendivogius de Página 71 plano de fuga foi realizada com sucesso. Pouco depois Sendivogius impresso em Praga um livro intitulado A Nova Luz Química sob o nome de "Cosmopolita". que ocorreu pouco tempo depois. Neste. ele parece ter degenerou em um impostor. A primeira parte trata de . ele se casou Sethon de viúva. nos é dito. Sendivogius oferecido para efetuar a fuga de Sethon em troca de apoio na sua atividades alquímicos. mas isso é dito ter sido uma finesse para esconder sua verdadeira personagem como um adepto alquimista. mas ela teve a manuscrito de uma obra alquímica escrito por seu falecido marido. e Sethon encontrou-se um homem livre. escapar. é dito ter sido o verdadeiro trabalho da Morávia. muitas transmutações. antes sua morte. na esperança de que ela estava na posse do segredo da transmutação.visitá-lo.

e afirma ser baseado na experiência prática. A semente da natureza.Página 72 comprimento da geração dos metais e também de a Pedra Filosofal. ele assumiu o ofAlchemy assunto.Abika. portanto. Por que eu deveria perder a boa opinião dos meus vizinhos. o rei ou o burro vai morrer. um alquimista e Natureza. tornando-se um médico mais bem-sucedida.. Brunn] Página 73 Art. continuar dizendo que eu sei tudo. em desespero: "Agora eu vejo que eu sei Page 57 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.com 57 nada. porém. e no Entretanto. só que eu não preciso dizer isso.. Há muitos países. e eles deixariam de me confiar com dinheiro para as minhas experiências. ou eu ". pois existem muitos que esperam que eu faça grandes coisas para eles . Michael Maier (ver chapa 10) nasceu em Rendsberg (em Holstein) sobre 1568. Ele teve um papel proeminente na famosa controvérsia Rosacruz (ver 49). é um. Ele Estudou medicina assiduamente. Michael Maier. e ele estava enobrecida por Rudolf II. 55.. 13 A segunda parte trata da Elementos e princípios (ver 17 e 19). e muitas pessoas gananciosas que sofrerão-se ser gulfed por minhas promessas de montanhas de ouro. Devo. que é anexado. Diz o Alquimista. RETRATO DE MICHAEL MAIER [Por J. mas vários produtos resultar em conta as diferentes condições de desenvolvimento. dia seguirá dia. defendendo . Um imaginário conversa entre Mercúrio. nos é dito.a Pedra dos Filósofos . Mais tarde. não é sem um toque de humor. e é dito ter arruinado sua saúde e desperdiçou sua fortuna em busca dos ignis alquímicos fatuus . Assim.viajam sobre a Alemanha e em outros países Para ter uma conversa com aqueles que foram considerados como adeptos no CHAPA 10.

nasceu em Alt Seidenberg. JB Conde de Craven Michael Maier: Vida e Escritos (1910). Um relato completo de suas opiniões podem ser encontrados no Rev. a fim de que o homem pode escolher o mais nobre dos los como rei sobre todo o resto. serão encontrados no Museu hermética. mais Glorioso. por um lado. o deus criou nada mais nobre.as alegações da suposta sociedade em vários trechos. para ter sido admitido como um membro da corporação. uma aldeia perto .. " 14 Sua alegoria Sutil sobre os segredos da alquimia. juntamente com o seu Dourado Tripé. Será desnecessário afirmar que o Mercury ganha o dia. ornamento. a abelha. Tu és o Asyle. Ele era um homem muito culto. Assim não Maier elogiar Page 58 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. O bezerro. ou Behmen (ver chapa 11). Ele é referido. Ele leu um significado alquímico para as fábulas antigas sobre os deuses egípcios e gregos e heróis. ou mais Rentável. mas suas obras são um tanto obscuras e abundam em alegorias fantásticas. Âncora. e. esplendor e luz do mundo Tu és a glória. a ostra. ter-se fundou uma instituição similar. 56. e tye do Universo. por outro lado. linho e mercúrio são os representantes escolhidos. Página 74 consistindo em traduções de "namorados" "Practica" e doze teclas. por exemplo. o bicho da seda. ele segurou as supostas virtudes de mercúrio em alta estima. a ovelha. ordinal do Norton e espúria Testamento da Cremer. Sério Passe-time. Jacob Boehme. ele supõe um Parlamento da várias criaturas do mundo para conhecer. Em seus Serius lusus: ou. e defensor da Terra. o ganso. cada um dos quais os discursos em virar. Próximo de a Minde do homem. Jacob Boehme. Como a maioria dos alquimistas.Abika.com 58 ele: "Tu és o milagre. muito útil para possuir e agradável de ler.

Nessas visões.Abika. Sua natureza religiosa levou-o muitas vezes para advertir seus companheiros aprendizes. que ele nos diz foi concedida a ele em 1610. expirou em condição de êxtase. adquirido alguns conhecimentos de Química durante seus dias de aprendiz. e ele empregou o linguagem da Alquimia na elaboração de sua filosofia mística systemof. e Jacob sofreu considerável perseguição em consequência. o Aurora.com 59 Página 75 Jacob Boehme foi um alquimista de uma ordem puramente transcendental. no entanto. Seus pais serem pobres. o primeiro dos quais duraram vários dias. qual o comportamento finalmente o levou a ser demitido. Voltando a Görlitz. Ele visitou Dresden em 1694. Em um período posterior. dois anos depois. Foi então que ele escreveu seu primeiro livro. Görlitz em 1594. ele acreditava que ele viu nos segredos mais íntimos da natureza. e ter tido uma visão semelhante. Com esta . em 1575. com febre. Ele viajou sobre como jornaleiro sapateiro. e no mesmo ano foi lá doente. que ele compôs para si só. Ele tinha. depois de ter passado os anos de intervenção na melhoria da sua formação inicial. ele produziu um grande número de tratados de um místiconatureza religiosa. ao que parece. voltando.Görlitz. mas o que a princípio parecia fraca e vaga ficou claro e coerente em uma terceira visão. a fim de que ele não deve esquecer os mistérios revelou a ele. Estes livros despertaram a ira das autoridades eclesiásticas de mente estreita da cidade. a educação que ele recebeu foi de muito natureza rudimentar. Ele afirma que teve uma visão maravilhosa em 1598. CHAPA 11. Jacob foi aprendiz de um sapateiro. RETRATO DE Jacob Boehme Page 59 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. e quando seus dias de escolaridade foram mais. onde se casou e estabeleceu-se em negócio.

Dedicou -se ao estudo da medicina. A Pedra Filosofal. e não fizemos ele não ". Em um lugar em que ele diz: "A Pedra Phylosopher é uma pedra disesteemed muito escuro. João Baptista van Helmont (veja a placa 12) nasceu em Bruxelas em 1577. é o Espírito de Cristo. embora consciente de sua superioridade sobre muitas luzes menores. não há beleza que o desejássemos. & c. Boehme é. . " 16 No sentido transcendental. em Terminologia de Boehme. 17 57. de um cinza cor. Ele era um homem de profundo conhecimento. Suas pesquisas puramente químicos também foram de grande valor para a ciência. mas. Além disso. que deve "tintura" a alma individual. mas aí lyeth o maior tintura. Ele foi inspirado pelo escritos de Thomas Kempis de imitar a Cristo em todas as coisas. pedindo nenhuma taxa para seus serviços. . em primeiro lugar a seguir Galen. e ele praticou a medicina. Era desprezado. os ensinamentos de Paracelso. quando vemos ele. Ao mesmo tempo. isto é lembra as palavras de Isaías: "Ele não tem forma nem formosura e. A questão da validade de suas visões é também aquele que está além do escopo do presente trabalho. e que possuía um gosto marcado pela mística. reivindicando têm-se realizado com sucesso a transmutação dos metais em mais do que uma . ele era um firme crente nos poderes da pedra filosofal. portanto. 15 nós deve limitar a nossa atenção para Boehme como um alquimista. de um religioso temperamento. e ele ajudou em grande medida em a derrubada das antigas doutrinas médicas. João Baptista van Helmont. muitas vezes representaram o maior de verdadeiro místicos cristãos. de fato. pensamos que este título é devido a Emanuel Swedenborg. mas Página 76 depois de aceitar.sistema místico-religiosa sublime que não podemos aqui negócio. em parte. como um trabalho de benevolência.

Johann Rudolf Glauber. depois de visitar Amsterdam. e ele não o fez aceitar a teoria enxofre-sal de mercúrio. Johann Rudolf Glauber nasceu em Karlstadt em 1604. nascido em 1618. metempsicose incluído. .Abika. Em particular. Ele negou que o fogo era um elemento ou qualquer coisa material em tudo. ele investigou o gás que hoje é conhecido como dióxido de carbono (Anidrido carbônico). que ele chamou de gás Sylvestre. portanto. Van Helmont considerado a água como elemento principal a de que todas as coisas são produzido. ganhou a reputação de ter também alcançado o magnum opus. o filho de João Batista. Ele foi um químico especializado e médico. mas ele não tinha aparelho adequado para o Página 60 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. e morreu em 1644. uma vez que ele apareceu para viver muito luxuosamente em cima de uma renda limitada. Página 77 recolha de gases e.e ele também fez uma distinção entre os gases (que não pode ser condensado) 18 e vapores (que dão em líquidos refrigeração). é devido a palavra "gás" antes de seu tempo vários gases eram vistos como meras variedades de ar . Para ele. mas realizada muitas teorias estranhas. 58. foi conduzido em muitos casos a conclusões erradas. mas não familiarizados com a composição do medicamento empregue (ver 62).ocasionalmente. De sua vida pouco se sabe. Francis Mercurius van Helmont (veja a placa de 12). Ele viveu uma vida dedicada à pesquisa científica pesquisa. Muitos de seus pontos de vista teóricos são muito fantástico. Ele parece ter viajado sobre a Alemanha um bom negócio.com 60 CHAPA 12. RETRATOS DO JB FM E VON Helmont (Do Frontispiece Oriatrike do JB van Helmont).

onde morreu em 1668. próprio. leitor". Seus pontos de vista quanto à natureza da Pedra Filosofal verdadeira pode ser obtida a partir da seguinte citação: "Isso. Este é o Rock in a Wildernesse. atribuiu poderes medicinais notáveis a este composto.com 61 levou a ser acusado de "embriaguez.Abika. Thomas Vaughan (Eugenius Philalethes). graduando-se como um Bachelor of Arts. porque em grande obscuridade. mas sua lealdade à causa monarquista Page 61 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. ele deu armas para o rei. Ele aparece também ter tomado ordens sagradas e por ter tido a vida de St. esta é a pedra . mas não deu mais de sua atenção para a Química aplicada." Glauber. e que está sendo feito um companheiro de sua faculdade. diz ele. Ele foi educado no Jesus College. uma pedra tantas vezes inculcada em Escrituras. Ele aceitou as principais doutrinas iatro-químicas. Oxford. Ele era de uma natureza muito patriótico.. incontinência e tendo os braços para Rei ". e um investigador mais ardoroso no campo da Química. é a Pedra Filosofal cristã. Esta é a Pedra de Fogo de Ezequiel. xingamentos. Ele deve ser considerado como um alquimista de a ordem transcendental. Ele enriqueceu a ciência com muitos importantes descobertas. que escreveu sob o nome de "Philalethes Eugenius". 59.. e sulfato de sódio cristalizado ainda é chamado "sal de Glauber. nasceu em Newton em Brecknockshire em 1622. Ele era uma empresa crente nas reivindicações da alquimia. e ele parece ter sido privado de sua vida Ele retirou-se para Oxford e entregou-se ao estudo e à investigação química. Thomas Vaughan. 19 Página 78 Durante as guerras civis. e realizou muitas idéias fantásticas. e poucos há é que sabe o caminho certo a ela. Bridget (Brecknockshire) conferiu-lhe. referindo-se a iluminação mística ".

Ele segurou a filosofia peripatética em muito ligeira estima. que era bornto descobrir mistérios e comunicar Céu para a Terra. Robert Child (16131654). Ele era um homem devotado a Deus. O cosmopolita adepto que escreveu sob o nome de "Philalethes Ireneu. que foi marcado por aspereza considerável. o filho de George Stirk. e é Diz-se que se encontrou com sua morte em 1666 por meio de inalação acidental dos vapores de alguns mercúrio com que ele estava experimentando. O uso do pseudônimo "Philalethes" não foi confinada a um alquimista. embora provavelmente culpado de algumas loucuras da juventude.com sete olhos em cima dele em Zacharie. em Bermuda. a Antiquitie da Magia. ele parece ter realizado experimentos em alquimia física. 60. 21 George Starkey (ou Stirk). Entre suas obras principais. mas sua verdadeira identidade permanece envolta em mistério. por outro lado. Mas no Evangelho. com a Thomas Vaughan. Em 1651 . " 20 Em Ao mesmo tempo. cheia de amor Página 79 para sua esposa. do século XVI teósofo. Ele também foi identificado com o Dr. e com um desejo intenso para a solução dos grandes problemas da Nature. com George Starkey (? -1665). Anima Magica abscondita (Que foram publicados em conjunto). por um lado. ou. é mais claramente descritos." tem sido confusos. Thomas Vaughan era um discípulo fervoroso de Cornelius Agrippa. formou-se em Harvard em 1646 e medicina praticada nos Estados Unidos da América 1647-1650. uma polêmica se seguiu entre Vaughan e Henry Moore. que são de maneira nenhuma que querem em flashes de místico sabedoria. Com relação à sua opiniões expressas nos dois primeiros destes livros. e esta é a pedra branca com o novo nome na Apocalipse. pode ser mencionado Anthroposophia Theomagica. e Magia Adamica. onde o próprio Cristo speakes. ministro da Igreja da Inglaterra.

ele publicou A Página 80 Medula da Alquimia. de todos os outros metais. The Open Entrada para o Palácio Fechado do Rei (o mais famoso deles) e os três tratados do mesmo autor será encontrados no Museu Hermético. Da semente de ouro. mas mineral substâncias.. nem pode ser discernidos de seu corpo: a sua extracção é.Abika. ele diz: "O semente de animais e vegetais é algo separado. é a água passou em que estágio de desenvolvimento. " 22 Pontos de vista das Philaléthes como a "semente metálico" também são de interesse considerável. Alguns de seus pontos de vista já foi observado (veja 1 e 22). ou seja. mas semente metálico é difundido em todo o metal.. que ele considerava como a semente. Ele morreu de peste em 1665. que surge a partir da elemento aquoso. e pode ser cortado.com 62 era um elemento. e é denominado "água metalically diferenciada. Outras obras de "Irineu Filaletes" apareceu depois Morte e da Starkey tornou-se imensamente popular. e continha em todas as suas menores partes. e. que os corpos são formados por mistura dos elementos. Em 1654-5. Segundo para ele há um princípio nos metais.ele veio para a Inglaterra e praticou a medicina. um tarefa que pode muito bem tributar o engenho do filósofo mais experiente . MA: artigo "Paracelsus". 9 .. ou seja. JOHN Ferguson. em Londres. também. 1. em que já não pode produzir qualquer coisa. também. " 23 Bem isso pode ter sido dito do elétron da teoria científica moderna. Encyclopaedia Britannica. que alguns pensam que ele tinha roubado de seu Mestre hermético. Ele negou que o fogo Page 62 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. por "Ireneu Philoponos Philalethes".. de mercúrio. Em determinados pontos que diferem da maioria dos alquimistas. portanto. ou de outro modo exibiu separadamente.

p. 1910). i. Veja. Parte I. vol. editado por Ashmole. 3. Page 63 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Ii. 11. reeditado em 1822. 227). mas como ela é contada em terceira mão. 138. Não acho que pode haver muita dúvida de que a verdade era que Dee e outros foram enganados por alguns truques de ilusionismo hábeis. em sua History of His Life and Times (1822 reimpressão. THOMAS Charnock: O Breviário de Naturall Filosofia (ver Theatrum Chemicum Britannicum.com 63 12. vol. para qualquer outra coisa que Kelly pode ter sido. 125). Veja conta ANTHONY uma madeira'S da vida de Kelley em Oxonienses Athenae (3 ª edição. relata uma história diferente sobre a maneira pela qual Kelley é suposto obtiveram a Grande Medicina. BA: Horas com o Mystics (7 ª edição.) 5.Abika. 22. col. pp 225-226). AE Waite. é de pouca importância. xviii. 1842). ele certamente era um companheiro muito engenhoso. ii. 10. p.) 7. p. The New Light Chemical. 1652. 6. cap. 13. p. p. vol. ARTHUR EDWARD WAITE: A verdadeira história dos Rosacruzes. The Diary Particular do Dr. Veja FB: Vidas dos Filósofos Alchemystical (1815). 134. p. p. ". 1895). por exemplo. bk. sobre a matéria eo espírito. 4.885). John Dee (The Camden Society. 9. William Lilly. John Dee (The Camden Society. P. AE WAITE: Vidas dos Filósofos Alchemystical (1888). (1887). em 1893.edição (1. 639. 2. (ver O Museu Hermético. ix. Uma tradução em Inglês de trabalhos alquímicos de Kelley foram publicados sob o direção de Mr. 236. 159. editado por Philip Bliss. p. 8." Sem dúvida Boehme . capítulo IV. ROBERT ALFRED VAUGHAN. o astrólogo. 8. 14. vol. WILLIAM LILLY: History of His Life and Times (1715. pp 66-69. 15. MICHAEL MAIER: Lusus Serius: ou Serious Passe-time (1654). Espírito Santo e o Cosmos (Rider. 1842). 295. Para uma discussão geral das visões espirituais ver a matéria no presente do escritor. The Diary Particular do Dr. 27.

21. 1649).Abika. eo prefácio biográfico de suas Obras de Thomas Vaughan (1919). RV 18. 1919). E Waite de filósofos Alchemysitcal. liii. 57. cols. 2 e 3. O Remonstrant (Camb. THOMAS Vaughan ("Eugenius Philalethes"): Anima Magica abscondita (ver A Escritos mágicos de Thomas Vaughan. 236). "Ireneu Philalethes ".. 71). p. art. "Irineu Filaletes" A Metamorfose de Metais (ver O Hermética Museu. EP. (1915).ou deliberadamente . vol. E Professor GL Kittredge de Doctor Robert Criança. iii. (1817). 65. 22. 20. 23." The Journal of The Sociedade alquímico. 240.. dado um grau suficiente de frio e pressão. iii. cap. 19. vol. 1888. Compare com as opiniões de van Helmont. Será que os alquimistas alcançar o "Magnum Opus"?. mas. com George Starkey. ao mesmo tempo que era muito pura relativa e subjetiva. Jacob Boehme: Epístolas (traduzido pelo JE. editado por Philip Bliss. O último escritor mencionado insta a identificação de "Irineu Filaletes". vol.com 64 Os alquimistas foram incansáveis em sua busca pela Pedra Filosofal. III. Que muitos transmutações aparentes ocorreu. p. Página 81 Capítulo 5 CAPÍTULO V O RESULTADO da alquimia 61. P. Ibid.. 722-726. os observadores se quer auto-enganado por um exame superficial . e nós pode muito bem perguntar se eles já conseguiram efetuar a transmutação real. Massachusetts. editado por AE Waite.certas ligas lembram os "metais nobres" . também do falecido Professor Ferguson "` A Medula da Alquimia ".. 16. vv. Página 64 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Desde então. ii. p. pp 106 e segs. Veja Lives do Sr. Veja ANTHONY A MADEIRA: Athenae Oxonienses. A.visões envolveu um valioso elemento de verdade. O Livro do Profeta Isaías. foi descoberto que todos os gases podem ser condensados. iv. 17.

ao mesmo tempo. Depoimento de van Helmont. na verdade. portanto. porque não sabemos o método agora. e um pouco menos do que onze Grãos [oito onças menos onze Grãos] . eu projetada sobre oito onças de prata Quick-quente feito em um cadinho. E isso não é de todo uma tarefa fácil explicar o testemunho de homens eminentes. Por outro lado. testemunhou em mais de um lugar que ele próprio tinha realizado a transmutação do mercúrio em ouro. parou de fluir. conseqüentemente. transmutações reais nunca ter ocorrido. como foram van Helmont e Helvécio. é claro indubitável. devemos admitir a possibilidade de que entre os muitas experiências realizadas. 57). não devemos assumir isso. mas pesado. A investigação moderna indicam que pode ser possível para transmutar outros metais. em ouro. Pois. com um certo grau de ruído. além disso. os Bellows sopro. uma quarta parte de um grão: Mas eu chamo de um grão de seis centésima parte de um Onça: Este quarto de um grão.. Mas. e logo todo o Quickprata. o método que é sugerido pelas recentes pesquisas em questão não poderia ter sido conhecido dos alquimistas ou acidentalmente empregues por eles. eu tenho diversas vezes vi isso [a Pedra do Filósofos]. e. liquidadas semelhante a um caroço amarelo: mas depois de coloca-lo para fora. 62. sendo rouled em papel. e lidou com isso com as minhas mãos. Mas.. Mas. deve tal método êxito. era desconhecido para ele. se houver um método pelo qual os metais podem ser transmutada pode haver outros métodos. a composição da pedra empregue nestas ocasiões. uma verdadeira transmutação foi efetuada. que foi celebrado tanto por sua habilidade como um médico e químico e por sua nobreza de caráter. está muito abaixo do menor valor que teria sido detectada em Página 82 os dias da alquimia. que é esperado. mas era de cor. e. Ele diz: ". a quantidade de ouro. como o chumbo ou bismuto. e sendo congelado. e brilhante semelhante a vidro em pó: Houve uma vez dada para mim. como temos mencionado acima. houve encontraram oito onças.enganados por impostores. João Baptista van Helmont (v. como é em Saffron em seu pó.

Depoimento de Helvécio. e nove onças e três quartos da Quick-prata eram assim transchanged: Mas isso de Ouro. em cada caso. que era um completo estranho para mim. . "Depois que trocaram saudações. . Por que ele me deu. metade de um grão de que o pó. um eminente médico de medicina e médico ao príncipe de Orange. 2 63. um homem estranho [estranho]. após alguns milhares de grãos de hot Quick-prata.. teve mesma sorte. talvez. de um grão de pó. porque eu tenho em turnos distintos.. na parte da manhã.. um círculo de muitas pessoas Página 65 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Quem primeiro me deu a Pó de ouro de decisões. me deu ". assim como Livros fazer promessa.com 65 de pé junto. sendo um amigo de uma noite Conhecer novas pessoas. e uma autoridade Página 84 semblante. mas de um honesto. ele me perguntou se ele poderia ter algum . igual a si mesmo. fez projeção com a minha mão. eo buisiness {sic} conseguiu o Fogo. em 1667 o seguinte notável conta de uma transmutação ele alegou ter efetuado.Abika. pelo menos tanto dela. grave semblante. 1 Página 83 E mais uma vez: "Eu sou obrigado a acreditar que não é a pedra que faz de Ouro. havia transchanged 19186 [19156] Peças de Quick-prata. como pode ser suficiente para mudança de duzentos mil libras de ouro:. no melhor ouro ". . e o que torna Prata. John Frederick Helvécio (ver chapa 13). veio a minha casa de um certo homem. um só grão de pó que. . junto com uma admiração cócegas de todos nós . Alguns pontos de semelhança entre esta consideração e que de van Helmont (por exemplo. a pedra é descrita como uma substância vítrea de uma cor amarelo pálido) valem a pena observar: "No dia 27 de dezembro de 1666. vestido com um traje simples.. publicado em Haia.do mais puro ouro: Portanto. como a de um Memnonite.

e seus efeitos maravilhosos. Ele queria dizer algo para mim sobre a arte pirotécnica. um fraude gigantesca.. Posso ser permitido a pergunta. Após algumas conversa. então. a sua cor. JOHANNES Fredericus Helvécio Página 85 detinha o tesouro precioso em minha mão por um quarto de hora (tempo durante o qual eu .... o Artista Elias (pois foi ele). ele . se você não tiver se preparado? No meu respondendo a sua pergunta de forma negativa. Ele. sua substância.. em que sugeri a suspeita se o Grande Arcano dos Sábios não era. Eu respondeu: `Tal Medicina seria uma aquisição mais desejável para qualquer médico. descreveu-se como um brassfounder . assim se dirigiu a mim: `Como você leu tanto nas obras dos alquimistas sobre esta pedra. aproveitou a oportunidade de me perguntar se eu não poderia Acreditamos que um tal grande mistério possa existir na natureza das coisas. que nunca foi a minha boa sorte para se encontrar com um verdadeiro Mestre da ciência alquímica. ou pálido de enxofre.Abika. Quando I Página 66 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. por meio da qual um médico pode restaurar qualquer paciente cujo sinais vitais não foram irremediavelmente destruídos. Em resposta. ele tirou de sua bolsa um marfim astuciosamente trabalhado caixa. ainda. e me informou que aqui foi suficiente da tintura para a produção de 20 toneladas de ouro.conversa comigo... Digby). apesar de eu ter ler muito sobre a verdade dessa arte.. Eu também perguntei se ele era um médico . afinal. no qual havia três pedaços grandes de uma substância semelhante a vidro.com 66 CHAPA 13. nem Pode alguém dizer quantos segredos não podem ser escondidos na Natureza. como ele tinha lido um dos meus tratos (dirigido contra o pó simpática do Dr.

. Roguei-lhe que viesse jantar comigo. rogaram-lhe para me dar uma prova de sua afirmação. o que eu não poderia deixar de fazer. . e que. Depois agradecê-lo por sua bondade em mostrando isso para mim. fui obrigado a restaurá-lo para seu dono. eu perguntei-lhe à queima-roupa para me mostrar Página 86 a transmutação dos metais. . Ele respondeu que a cor não fez nenhuma diferença. mas por algum outro motivo o que não lhe era lícito divulgar. Ele respondeu que a promessa tinha sido condicionada ao seu ser permitido revelar o segredo para mim. ele um pouco bruscamente recusou. então. no curso da qual discorreu profundamente sobre o segredos da Natureza no fogo. 64. Ele apareceu pontualmente para o dia prometido. eu suplicou. e que a substância era suficientemente maduro para todos os efeitos práticos. que eu tinha sido ensinado a considerar como característica do Pedra Filosofal.ouviu um recital de suas propriedades curativas maravilhoso). O meu pedido de que ele iria me dar um parte da sua pedra (embora não eram maiores do que uma semente de coentro). No passado. Helvécio obtém a Pedra Filosofal. Ele permaneceu firme. com um certo grau de relutância. e passar a noite na minha casa. se ele foi. "Quando o meu estranho visitante tinha concluído sua narrativa. em tom mais ameno. acrescentando. . e isso não por conta de sua grande preciosidade. Ele respondeu evasivamente. embora eu notei que o meu companheiro era muito cauteloso em dar informações sobre o Grande Arcano. eu convencê-lo a me dar um . mas em vão. realizando a operação transmutatory em alguns metais na minha presença. eu expostulated. . a liberdade de fazê-lo. e convidou me para dar um passeio com ele.. Por último. então eu perguntei como foi que sua Pedra não mostrar que a cor rubi. que não podia darme por toda a riqueza Eu possuía. mas que ele voltaria em três semanas. no entanto. que ele não poderia fazê-lo depois. Lembrei lo de sua promessa. ele iria me mostrar algo que me faz abrir os olhos.

eu tinha conseguido extrair algumas migalhas do seu Stone. mas só em vidro. que avidamente Página 67 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www..Abika. `Você deve Página 87 ter protegido o seu despojo com "cera amarela". 65.. jogou fora a metade e me deu para o outro. Ao proferir a minha dúvida se não seria suficiente para coloração mais do que quatro grãos de chumbo. em seu lugar. ..um pedaço do tamanho de um grão de semente de colza. no entanto. Mas eu tinha que estar satisfeito com o que ele tinha me dado. ". em vez de que ele dividiu-o em dois. é suficiente para você'. Ele riu e disse que eu era mais especialista em roubo do que no aplicação da tintura. e minha principal dificuldade era sobre a aplicação da tintura. Ele entregou para mim como se fosse a doação de mais principesca do mundo. Eu respondi que eu não podia acreditar que tão pequena a quantidade de tintura pode transformar tão grande massa de chumbo.. . dizendo: 'Mesmo agora. ' . . ou metade de uma onça de chumbo. não em ouro. na esperança de que ele iria trocá-lo por um pedaço maior. ou até um pouco mais. Eu confesso que quando eu segurei sua caixa de marfim na minha mão. mandou-me tomar dois dracmas. Então eu estava ainda mais pesadamente desapontado. Ele. então ele teria sido capaz de penetrar a liderança e para transformá-la em ouro. a hora indicada no dia seguinte. ele me deixou. Mas.com 67 exigiu-lo de volta. ele não fez a sua aparição. com o polegar. Helvécio realiza uma transmutação. a promessa de voltar às nove horas da manhã seguinte. mas que tinha mudado a minha liderança. porque eu não podia acreditar que nada poderia ser feito com uma partícula tão pequena da Medicina. e derretê-lo no cadinho. Concordei.parte de seu precioso Stone . porque a Medicina certamente não tinge mais do metal de base do que era suficiente para. Com .

é claro. ser bastante certeza de que o meu visitante tinha sido um mero pretendente ao conhecimento desta arte. Logo após minha esposa veio e tentou me tentar a transmutação mim. Nós imediatamente levou-a para o ourives. Eu determinei. e eu mesmo. ele brilhava Página 88 e brilhava como ouro. Ouro de Helvécio ensaiadas. e no tarde. eu poderia. que ao mesmo tempo declarou que a ser o mais fino ouro que ele já tinha visto. tive a visita de muitos alunos ilustres desta arte. algumas horas mais tarde. e após um quarto de um hora eu achei que toda a massa de chumbo tinha sido transformado em mais fino ouro. pedi o meu filho para acender o fogo. envolto como era em cera. o artista foi inevitavelmente detidos. eu esperei por ele até sete e meia da manhã. eu também recebi uma chamada . que me disse que seu amigo.Abika. no entanto. entretanto. que eu tinha recebido. O tarde veio. eu pensei que eu poderia pelo menos fazer uma experiência com a parte de `Tintura". em seguida. não veio. o composto se tornou intensamente verde. houve um som sibilante e uma ligeira efervescência. mas assim que eu tive derramou-o no caldeirão assumiu um tom como o sangue.com 68 "O rumor. apesar da minha acompanhando de perto suas instruções. 66. assim como era derretida. como Eu já estava quase certo de que ele era um impostor. então. se espalhou de uma só vez como fogo por toda a cidade. Quando resfriado. na liderança. Página 68 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. e se ofereceu para pagar cinqüenta florins a onça para ele. mas que ele iria chamar às três horas da tarde. lançar a tintura. Antes desta transmutação ocorreu. Então eu perguntei minha esposa para colocar a tintura em cera. eu. e nesse meio tempo.no entanto. no entanto. se ele revelou um fracasso. preparou seis drachms de chumbo. Ele não apareceu. No dia seguinte. que esperar até o dia seguinte. um estranho.

mas depois. retoma a sua forma anterior . mas o próprio prata Página 89 foi muito melhorada. [o ouro] derretido uma vez no cadinho. ele me disse que ele estava a ponto de realizar uma viagem ao Santo Land. Assim eu desdobrou-lhe toda a história do começo ao fim. Concordei.. 67. mas a prata é excelente e extremamente flexível. sobre a qual alguns fortes água fortis [ácido nítrico] é derramado. viz. mas depois. parecia que oito grãos de ouro tinha sido perdido. e longo preservar lo como uma fonte de bênção para a cristandade! Esta é minha fervorosa oração em sua e nossa .do Mestre da Casa da Moeda e alguns outros senhores. batido em placas finas. pelo contrário. chamado Brechtil. em seguida. Que o Espírito de Deus Anjos vigiá-lo onde quer que esteja. e após a água fortis foi despejada. O que é realizado por meio de um de septuple Antimônio. mas que. tentámos outro teste. O ouro que ainda mantêm em meu poder. descobrindo que cada drachm de ouro produzido um aumento de um escrúpulo de ouro. tanto em qualidade e maleabilidade. não só tinha dois escrúpulos da prata foi convertida em ouro. Antes que ele me deixou. enquanto que o ouro se afunda para o fundo na forma de um pó preto. e nos refugiamos junto à casa de um ourives. Quando executado agora Neste experimento... mas eu não posso te dizer o que tornou-se o artista Elias.. que apresentou um pequeno pedaço do meu ouro para o teste chamado `o quarto ': três ou quatro peças de prata são derretidos no cadinho com uma parte do ouro. Ouro de Helvécio mais testado. "Em seguida. e. Três vezes eu executei este infalível teste. duas escrúpulos a prata tinha sofrido uma mudança em ouro. que me pediu para colocar no sua disposição uma pequena parte do ouro. a fim de que eles possam submetêla ao usual testes. O de sempre resultado desta experiência é que a prata é dissolvido. pensamos em primeiro lugar que a metade do ouro tinha evaporado. no último dia de nossa amigável relações sexuais. verificou-se que este não foi o caso. num primeiro momento.

Em outra direção. o resultado da alquimia era de uma natureza muito angustiante. tal como no caso de Paracelso si mesmo e do não menos famoso van Helmont.com 69 Alquimia. em muitos aspectos eminentemente adequados como um disfarce para a fraude. A alquimia era. e aqueles que tornou-se "alquimistas".nome. no que diz respeito a esta questão. embora o médicoquímico eo alquimista foram muito frequentemente unidos a uma pessoa. eles prepararam um número muito grande de novo e importante produto químico compostos. e este importantíssimo ciência é justamente incluída na expressão "o resultado da Page 69 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. uma posição agnóstica parece ser o mais filosófico. eles fizeram descobrir muitos factos cientificamente importantes. Seus trabalhos foram as sementes das quais Química moderna desenvolvidos.Abika. A degenerescência da Alquimia. " 3 Testemunho como este nos alerta para não ser muito certo de que a transmutação real nunca tem ocorrido. Mesmo se não preparar o Pedra Filosofal. 69. de fato. Mas mesmo que os alquimistas não descobriu o Grande Arcano da Natureza. Página 90 seu fim particular em vista ser a preparação de medicamentos úteis. 68. aproveitou-se desse fato. O Genesis da Química. "Como já apontou (48). Não foi até mais tarde ainda que Química foi reconhecido como uma ciência distinta separada da medicina. Em geral. com o único objetivo de acumular muita riqueza em um curto espaço de tempo. Há. foi a iatro-químicos que primeiro investigou assuntos químicos com um objeto diferente alquímico. alguns evidência de que a degenerescência da Alquimia tinha começado tão cedo como o décimo quarto . achando que a busca legítima da arte não capacitá-los a realizar o seu expectativas nesse sentido.

Ele tem. Destes pseudo-alquimistas já fez o conhecimento de Edward Kelley. Página 70 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. a última parte é tão coberta de lendas e mentiras. de fato. mas a realização do magnum opus foi considerado como possível de cerca de três ou mais séculos.Abika. riqueza e felicidade e um estilo pseudomístico da linguagem foram efetivamente empregados por esses impostores. por pior que seja. "Conde Cagliostro". que. & c. dos quais a maioria eram gastos em cometer vários crimes. charlatão que ele estava. Alguns mais ou menos engenhoso truques . As promessas alquímicos de saúde. joga muito sérias dúvidas sobre a veracidade desta teoria. Mais recente biógrafo "de Cagliostro". nascido em Palermo. mas que também aparece igualmente certo que. no entanto. 4 que parece ter ido para o assunto muito completamente. desapareceu de mortal ken depois de cerca de trinta anos. em 1743 (ou 1748). sido habitual para identificá-lo com o vigarista italiano notório.século.com 70 Se a primeira parte da vida "de Cagliostro" é desconhecido. aparentemente. a posteridade nem sempre tem feito dele Página 91 que a justiça que é devido a todos os homens. Que "Cagliostro" é legitimamente colocados na categoria de pseudo-alquimistas é certa. convencido de que um público crédulo da validade de suas reivindicações. em que o ouro era escondido. Do nascimento e início da vida do personagem que se chama "Conde Cagliostro" nada é conhecida com qualquer grau de certeza. Giuseppe Balsamo. que é quase impossível chegar à verdade a respeito dela. mas o chefe de todos eles é geralmente representavam o famoso "Conde Cagliostro". mesmo seu verdadeiro nome ser envolvido em mistério. 70. Em 1776 .como o uso de ocos agitação-rods.

finalmente. uma sociedade secreta incorporado com a Maçonaria. estava insatisfeito com seus rituais e concebeu um novo sistema que ele chamou a Maçonaria Egípcia. deixando a Inglaterra para o Continente. a sua vaidade sem limites triunfou sobre a sua razão e que ele realmente acreditava em suas próprias pretensões. onde "Cagliostro" se tornou um maçom. mas não é menos certo que. Maçonaria Egípcia. Aqui. onde chegou em 1780. ensinava ele. mas eficaz medicina que ele havia descoberto. porém. sem verdadeiro conhecimento do ocultismo. e para Varsóvia. ele apareceu como um curandeiro milagroso de todos doenças. aderir a um lodge conectado com "A Ordem da Estrita Observância". de fato. deu o show de distância". que. onde ele achou necessário para transformar alquimista. ele foi mais bem sucedido. "Cagliostro". pensamos. pelo menos provável. era reformar todo mundo. Devemos olhar para a força motriz de sua extraordinária carreira na vaidade e um amo de mistério de fautor. pelo menos) estava preocupado em grande parte com assuntos ocultos. é provável. ele foi detectado no processo de introdução de um pedaço de ouro no cadinho contendo o metal de base que estava prestes a "transmutar". ou o poder da imaginação por parte daqueles que têm registrado as supostas curas.Cagliostro e sua esposa estavam em Londres. ele estava empregando. Página 92 e que (no Continente. o poder da imaginação na parte de seus pacientes. Em São Petersburgo um meio jovem. embora se suas curas são atribuídas a alguns simples. e ele partiu. para converter os maçons e outros para seus pontos de vista. no entanto. o que não ocorreu muito tempo depois. ao hipnotismo. para colocar o importa brevemente ". é uma questão para a qual não temos . Em Estrasburgo. ele não tinha escrúpulos contra empregando outros meios de convencer os crédulos de a validade de suas reivindicações. quando tal não . Este foi o caso em sua visita à Rússia. O que ele fez possuem hipnótico e clarividente poderes é.

Página 71

Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com 71 CHAPA 14. Conde de Cagliostro Página 93 propor a entrar. No Strasburg "Cagliostro" entrou em contato com o cardeal de Rohan, e uma rápida amizade surgiu entre os dois, que, no final, mostrou-se Ruína "de Cagliostro". O "conde" next visitou Bordeaux e Lyon, fundando com sucesso lojas da Maçonaria egípcia. Desde a última cidade ele passou a Paris, onde ele atingiu o auge de sua fama. Ele se tornou extraordinariamente rico, embora ele se diz pediram, e aceitaram, nenhuma taxa para seus serviços como um curador. Por outro lado, havia uma entrada, taxa substancial para os mistérios da Maçonaria Egípcia, que, com sua alquímicos promessas de saúde e riqueza, prosperou muito. No ápice de sua carreira, no entanto, a sorte o abandonou. Como um amigo de Rohan, ele foi preso em conexão com o caso colar de diamantes, na palavra do infame Condessa de Lamotte, embora, de qualquer outra coisa que ele pode ter sido culpado, ele era perfeitamente inocente dessa acusação. Depois de ficar preso na Bastilha por vários meses, ele foi julgado por Parlamento francês, pronuncia-se inocente, e liberado. Imediatamente, no entanto, o rei banido, e ele saiu de Paris para Londres, onde parece ter sido persistentemente perseguido por agentes do rei francês. Voltou para o Continente, finalmente chegando da Itália, onde ele foi preso pela Inquisição e condenado à morte sob a acusação de ser um maçom (uma ofensa terrível aos olhos dos romanos
Página 72

Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com 72 Igreja Católica). A sentença, no entanto, foi modificado para um dos perpétua prisão, e ele foi confinado no Castelo de San Leo, onde morreu em 1795, após quatro anos de prisão, de que maneira não é conhecido.

1. JB Van Helmont: a Vida Eterna (ver Oriatrike, traduzido pelo JC, 1662; ou {?} Workes de Van Helmont, traduzido pelo JC, 1664, que é apenas o primeiro trabalho com um novo título da página e matéria preliminar, pp 751 e 752). 2. J. B, Van Helmont: A Árvore da Vida (ver Oriatrike ou workes de Van Helmont, p. 807). 3. JF Helvécio: O Bezerro de Ouro, cap. iii. (Ver O Museu Hermético, vol. Ii. Pp 283 et. seq.). 4. WRH TROWBRIDGE: Cagliostro: O Esplendor e Miséria do Masler de Magic (1910). Devemos reconhecer nossa dívida para muitos dos elementos que seguir a este trabalho. É, no entanto, infelizmente, marcada por uma tentativa ridícula para mostrar uma semelhança entre "Cagliostro" e Swedenborg, para o qual, a propósito, o Sr. Trowbridge já foi criticado pelo espectador. Ele pode justamente ser dito de Swedenborg que ele foi escrupulosamente honesto e sincero em suas crenças, bem como em suas ações, e, como um filósofo, que só agora está sendo descoberto como realmente grande ele era. Ele fez, na verdade, afirmam ter uma conversa com os seres espirituais, mas os resultados da pesquisa psíquica moderna ter roubado essas reivindicações de qualquer impossibilidade inerente, e no caso de Swedenborg há evidência muito considerável para a sua validade. Página 94 Capítulo 6 CAPÍTULO VI A AGE da química moderna 71. O nascimento da Química Moderna. Química como distinta da Alquimia e iatro-química começou com Robert Boyle (veja a placa de 15), que primeiro reconheceu claramente que o seu objectivo não é a transmutação dos metais, nem a preparação de medicamentos, mas a observação e da generalização de um certa classe de fenômenos, que negavam a validade da visão alquímica do constituição da matéria, e enunciou a definição de um elemento que tem desde reinou supremo em Química, e que enriqueceram a ciência com as observações do extrema importância. Boyle, no entanto, era um homem cujas idéias eram antes da sua

vezes, e intervir betweenthe período iatro-química eo Age of Modern Química adequada veio o período da Teoria phlogistic - uma teoria que tinha um certa afinidade com as idéias dos alquimistas.
Página 73

Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com 73 72. A teoria do flogisto. A teoria do flogisto foi principalmente devido a Georg Ernst Stahl (16601734), Becher (1635-1682) tentou reanimar o enxofre-sal de mercúrio, uma vez universalmente aceito teoria dos alquimistas em uma forma ligeiramente modificada, pela suposição de que todos os substâncias consistem em três terras - o CHAPA 15. RETRATO DE ROBERT BOYLE Página 95 combustível, mercurial, e vítreo, e aqui se encontra o germe da Stahl teoria phlogistic. De acordo com Stahl, todos os corpos combustíveis (incluindo os metais que mudar no aquecimento) contêm phlogision, o princípio da combustão, que escapa sob a formar de fogo quando essas substâncias são queimados. De acordo com esta teoria, portanto, o metais são compostos, uma vez que consistem em uma calx metálico (o que hoje chamamos de "Óxido" do metal) combinado com flogístico, e, além disso, para obter o metal da calx só é necessário agir sobre ele com alguma substância rica em flogisto. Agora, o carvão e carvão são ambos quase completamente combustível, deixando muito pouco resíduo, portanto, de acordo com esta teoria, que devem consistir em grande parte de flogístico, e, por uma questão de
Página 74

Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com 74 fato, os metais podem ser obtidos por aquecimento das calces com qualquer uma destas substâncias. Muitos

o oxigénio. os metais foram classificados entre os elementos. 73. utilizando a descoberta do oxigênio da Priestley (chamado de "deflogisticado ar "por seu descobridor) e estudar as relações de peso combustão de acompanhamento. mas trataremos neste capítulo com a história da teoria química apenas na medida do necessário para a prossecução da nossa primária objeto e. portanto. Boyle ea definição de um elemento. que o aumento no peso de metais em calcinação. a alquimia era para todos os e para fins de defunto. Assim. que o ouro e outros metais são de um composto . embora seja conveniente termo "elementos" todas as substâncias. A essa altura. porém fraco. uma vez que tinha desafiado todas as tentativas para se decompor-los. contudo. Chemists neste momento não prestei muita attentionto o equilíbrio.outros fatos de natureza. demonstraram a não validade da teoria phlogistic 1 e mostrou-se ser a combustão combinação da substância queimada Página 96 com um determinado constituinte do ar. deve notar-se que esta definição é de carácter negativo. Agora. observou-se. Vamos agora entrar na Idade da Química Moderna. como eram explicáveis em termos da teoria do flogisto. ea nova química de Lavoisier deu-lhe um golpe mortal final. e tornou-se extremamente popular. explicou" no pressuposto de que phlogiston possuía peso negativo. É uma questão de impossibilidade de decidir o que as substâncias são verdadeiros elementos com absoluta certeza ea possibilidade. a nossa conta vai ser muito longe de ser completa. mas que poderiam entrar em combinação com outros elementos dando compostos capazes de decomposição nesses elementos originais. Robert Boyle (1626-1691) tinha um elemento definido como uma substância que não podia ser decomposto. e. mas esta foi ". Boerhave (1668-1738) foi o último químico eminente de dar qualquer apoio a suas doutrinas. Antoine Lavoisier (1743-1794). até agora desafiaram decomposição.

mas este ter sido assim. deve permanecer sempre. 2 Como exemplos dessas leis. "A Lei das proporções múltiplas" .Substâncias combinar ou na proporção de sua combinando números.Se duas substâncias se combinam quimicamente em mais do que uma proporção. A unidade de costume agora escolhido é de 8 gramas de Oxigênio). e não há uma relação constante entre os pesos da constituinte elementos presentes . Estas leis estequiométricas. são chamados os números que combinam de tal substâncias com referência a esta unidade. os pesos do que se combinam um com um determinado peso do outro. "A Lei de proporção constante" . • 3.natureza e. • 2. (Os pesos de diferentes substâncias. éo Mais surpreendente que a crítica de arte alquímica não era menos grave. certas generalizações ou "leis naturais" de suprema importância foram descobertos. como são chamados.O mesmo composto químico sempre contém os mesmos elementos. ou em múltiplos ou submúltiplos racionais simples desses números . que combinam com um dado peso de alguns nomeadamente substância. 74. que é tomado como unidade. são como se segue: Página 75 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. estão numa razão racional simples a um outro . portanto. Com o estudo dos pesos relativos em Página 97 que substâncias se combinam. a possibilidade de preparação de ouro a partir dos metais de "base" ou outra substâncias. podemos tomar as seguintes alguns fatos simples: - . Esta incerteza quanto aos elementos parece ter geralmente reconhecido pela nova escola de químicos. As leis estequiométricas. "A Lei de combinar Weights" .com 75 • 1.Abika.

respectivamente. estão na proporção de 8. isto é . para dar outro exemplo. que os pesos de enxofre combinada com um peso definido de oxigénio nos dois compostos. o trióxido de enxofre ou anidrido sulfúrico) é encontrado sempre que consistem de enxofre e oxigénio combinado numa proporção de 5. Outros compostos que consistem apenas de enxofre e oxigênio são também conhecidos. consistindo apenas de oxigênio e hidrogênio.008 gramas de hidrogénio é encontrado . portanto.35 partes em peso de enxofre para 8 partes por peso de oxigénio. e. Água pura é encontrado sempre consistir em oxigénio e hidrogénio combinados na proporção de 1.Página 98 • 1. No composto definitiva foi descoberto com uma constituição intermediário entre estes dois. chamado "Dióxido de enxofre" e "enxofre trióxido".008.008 partes em peso do último para 8 partes em peso da primeira. os compostos são conhecidos contendo enxofre e hidrogénio. que de Página 99 enxofre como 8.) • 2.. o peso do enxofre combinado com 1. em que um peso definido de hidrogénio é combinada com um quantidade de oxigénio exactamente duas vezes aquela que é combinada com o mesmo peso de hidrogênio em água. que. A partir dos dados apresentados em (1) acima. (A Lei de proporção constante. Agora. (A Lei de Proporções múltiplas).02 partes em peso de enxofre em 8 partes em peso de oxigénio. Vê-se. podemos fixar o número da combinação do hidrogênio como 1.. Uma delas (ou seja. Encontra-se sempre para consistir oxigénio e hidrogénio combinados na proporção de 1. é completamente diferente das suas propriedades de água. encontra-se sempre consistem de enxofre e oxigênio combinados na proporção de 8. em cada caso. • 3. Similar proporções simples são obtidos no caso de todos os outros compostos. Outro composto é conhecido. eenxofre puro dióxido de carbono. no entanto.02. isto é .025. 3:2.008 partes em peso do último para 16 partes por peso do primeiro.35.

No início do século XIX. (2) que todos os átomos não são iguais. . Berthollet (1748-1822) negou a verdade da lei de proporção constante.04 g de enxofre.Abika. que se comprometeu a pesquisar para resolver a questão. Um átomo de um substância pode combinar-se com 1.. sulfúreo-hidrogênio ou ácido sulfídrico). cujos resultados foram inteiramente de acordo com a lei. e foram considerados como fundamentar-lo completamente. o leis estequiométricas devem necessariamente seguir. se a matéria assim ser constituídas. (3) que os átomos que constituem qualquer elemento são exatamente iguais e são de peso definido. contendo apenas hidrogénio e de enxofre (isto é. isto é . é imediatamente evidente que. Assim.com 76 no composto mais simples deste tipo. e estes Página 100 os átomos são de peso definitiva: onde a lei de proporção constante. . 2. exactamente o dobro do referido quantidade. (A Lei de combinar pesos).sempre de ser ou 8. 75. A teoria atômica de Dalton. 3.008 gramas de hidrogênio é encontrado sempre de ser combinada com 16. e (4) que os compostos são produzidos pela combinação de átomos diferentes. 1. e uma Seguiu-se a controvérsia entre este químico e Proust (1755-1826). Para o menor de partícula de qualquer definitiva composto (agora chamada de "molécula") deve consistir de um conjunto definido de diferente átomos. chamado "Átomos". Página 76 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Esta teoria pressupõe (1) que toda a matéria é constituída de pequenas partículas indivisíveis e indestrutíveis. Agora. não havendo como muitos tipos diferentes de átomos como há elementos.02 gramas ou algum submúltiplo ou múltiplos desta quantidade. John Dalton (veja a placa de 15 {sic deve ser 16}) apresentou sua teoria atômica para explicar estes fatos. átomos de alguma outra substância. mas não pode .

RETRATO DE JOHN DALTON [Por Worthington. e. e tem. que têm insistido na verdade absoluta do .Abika. mas várias dezenas. A tendência de filosofia científica tem sido sempre no sentido Monism em oposição ao dualismo. ganhou aceitação universal. não ser satisfatório. Página 77 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. após Allen] Página 101 em vez de os químicos qua químicos. como uma expressão da verdade absoluta. no entanto. tem foram os filósofos da escola materialista de pensamento. Dalton da Atomic Teoria deu uma explicação simples e inteligível desses fatos notáveis sobre a pesos de substâncias entrar em combinação química. um composto químico. faltava o princípio unificador dos alquimistas.com 77 CHAPA 16. Quanto à utilidade da teoria de Dalton não pode haver nenhuma dúvida. tem conseguido o que nenhuma outra hipótese poderia ter feito. uma vez que os átomos são indivisíveis: de onde o lei de proporções múltiplas. E essas leis segurando bem. Mas.combinar com alguma parte fracionária de um átomo. a teoria de Dalton. e aqui não eram apenas dois eternos. e uma reacção química definido. como é muito geralmente reconhecida hoje em dia. levou a maioria das descobertas no domínio da química que foram realizados desde a sua enunciação. teoria de Dalton negou a unidade da Cosmos. o direito de combinar pesos segue necessariamente. mas prestados os conceitos de um elemento químico. por conseguinte. e os átomos de estar de peso definitiva. sem ser totalmente verdade. numa sentido. Mas ao longo da história da Química pode ser discernido um espírito de revolta contra ela como uma explicação da constituição absoluto da matéria. É só nos últimos tempos que Tem sido reconhecido que uma hipótese científica podem ser muito úteis. No passado.

que é a de que o efeito de volumes iguais de gases diferentes medidos à mesma temperatura e pressão contêm um número igual de moléculas gasosas. 4 Não podemos neste lugar entrar numa discussão das várias dificuldades. isto é . mas a sua importância foi durante algum tempo não reconhecido. se expressou sérias dúvidas quanto à a verdade absoluta da teoria de Dalton.Abika. Kekulé. A determinação dos pesos atômicos dos elementos. Esta hipótese. com referência a um deles como unidade. assim. não. Página 78 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. tanto de um natureza experimental e teórico. tornou-se necessário determinar a pesos atômicos de vários elementos. foi apresentada em explicação de uma série de fatos ligados com o comportamento físico dos gases. Mas será dito isso mais tarde. mas as os pesos relativos dos vários átomos. puramente por meios químicos. nomeadamente. e Página 102 consequentemente.com 78 Com a aceitação da teoria atômica de Dalton.Teoria Atómica. vozes que parece ser a opinião de que a maioria dos químicos hoje em dia. mas que tal não são átomos absolutos ou absolutos elementos. que através do desenvolvimento de teoria de atomicidade ou valência de Franklin 3 fez ainda mais definida a visão atômica da matéria. há coisas tais como átomos químicos e elementos químicos. . não imune a todas as formas de ação. os pesos atômicos absoluta. que estavam envolvidos neste problema. incapaz de ser decomposto. 76. mas ele considerou como quimicamente verdade e. salve a observação que os pesos atômicos corretos poderia ser alcançado apenas com a aceitação de Hipótese de Avogadro.

Com esta divisão teórica do átomo de hidrogênio. Em 1844. Por outro lado. que todos os elementos consistem unicamente de hidrogénio. criticou tanto Da hipótese de Prout e Thomson pesquisa (sendo que este último. será encontrado nas páginas 106.5. Dumas sugeriu um quarto.que os decimais no atômica pesos obtidos experimentalmente por Berzelius. a hipótese de perder a sua simplicidade e charme. O Exmo. depois de tanto trabalho. e mais tarde. no entanto. e foi condenado à ruína. como originalmente formulado. que harmonizou a Teoria de Dalton com o grande conceito de unidade da matéria toda a matéria era de hidrogênio na sua essência. sugeriu Marignac metade do átomo de hidrogénio como a unidade. RJ Strutt recentemente calculou que o . em conjunto com seus pesos atômicos. em 1815. e Thomas Thomson realizou uma pesquisa para demonstrar a sua verdade. pois a hipótese somaram a isso . e. o peso atômico do hidrogênio sendo feita Página 103 como a unidade. sugeriu que a razão para esta regularidade. Hipótese de Prout.devido ao facto de que a distinção entre os átomos e as moléculas não foi ainda claramente desenhado. A lista dessas substâncias químicas no momento reconhecido como "elementos". 77. para o elemento cloro. mas que. Foi observado por um químico do nome de Prout. os pesos atômicos de quase todos os elementos aproximadas para números inteiros. Determinações peso atômico recentes e mais precisos mostram claramente que os pesos atómicos não são números inteiros exactamente. que. no entanto. Hipótese de Prout recebido em toda uma muito favorável recepção. a maior parte delas (se for expresso em termos de S = 16 como unidade) fazer aproximadas estreitamente para tal. que havia realizado muitas determinações peso atômico. é verdade. com um peso atômico de 35. era inútil) em termos mais graves. não se encaixa com Prout de Hipótese. o químico sueco eminente Berzelius. deviam ser considerados como tantos erros. 107.

Página 105 . o silício. Por um método um tanto semelhante à usada para a determinação da massa de partículas Kathode (ver 79). carbono. por elementos de peso atômico diferente de ter propriedades químicas idênticas.Abika. ou a visão de que os átomos de outros elementos. Especulações científicas modernas sobre a constituição de átomos tendem para um forma modificada da hipótese de Prout. oxigénio. de acordo com a visão moderna. mas aplicado a partículas carregadas positivamente. O peso atômico do hidrogênio. flúor. por mero chance é muito pequena (cerca de 1 em Página 104 Página 79 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. 1. fósforo. é possível. o boro. enxofre. nitrogênio. o outro (presente apenas de forma ligeira) ter uma massa atômica de 22. Por outro lado. Dr. Sir Joseph Thomson e Dr. FW Aston descobriu que o elemento de néon era uma mistura de dois elementos isotópica em desigual proporções. polymerides de átomos de hidrogênio e hélio.com 79 1000). iodo e sódio são consideradas simples corpos com todo o número de pesos atômicos. está confirmada. cloro. o néon. bromo. criptônio.probabilidade de isso acontecer. 6 Os resultados são de grande interesse. xenônio. 5 e várias tentativas de explicar esse fato notável foram apresentadas. de uma maneira. arsénico. no caso de alguns dos elementos mais comuns. uma vez que estes últimos dependem apenas do número de livre elétrons no átomo e nada sobre o enorme núcleo central. Aston aperfeiçoou este método de análise de misturas de isótopos e determinar suas massas atômicas.008. Como já foi referido. Os elementos hélio. uma tendo uma massa atômica de 20.

xénon.Abika. lítio. ou. A "Lei Periódica". Alguns dos elementos. que Página 80 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. cujo peso atómico é 35. Uma forma moderna da tabela periódica podem ser encontrados em pp 106. 107. o que é a mesma coisa. por exemplo. É altamente provável que o que é verdadeiro para os elementos investigados pelo Dr. Será notado. Eles encontraram que os elementos podem ser dispostos em linhas no fim dos seus pesos atómicos de modo que os elementos semelhantes seria encontrado nas mesmas colunas. Parece.46. 78. No que diz respeito hidrogênio. encontra-se a ser uma mistura de dois quimicamente elementos idênticos cujos pesos atômicos são 35 e 37. por exemplo . Assim. rubídio e potássio são considerados misturas. portanto. que as irregularidades apresentada pela atómica pesos dos elementos comuns. Aston é verdade do restante. lítio. é razoável supor que a próxima embalagem de carga elétrica partículas deve dar origem a uma ligeira diminuição da sua massa total. sódio. O que é especialmente de interesse é que a massa atómica indicada de cada um dos constituintes é um número inteiro. que tanto intrigaram os homens da ciência na passado. Uma propriedade notável dos pesos atômicos foi descoberta. que o peso atômico do hidrogênio referido Õ = 16 deve ser um pouco mais do que a unidade. são misturas de mais de dois isótopos. o cloro. independentemente byLothar Meyer e Mendeléeff. que os metais alcalinos "". são devidas ao facto de que estes elementos são.. de modo que o atómica pesos de outros elementos referidos H = 1 deve ser um pouco menor do que números inteiros. as misturas. Rubídio e césio. na década de sessenta.mercúrio. em muitos casos.com 80 Página 106 THE PERIÓDICA TABELA DE THE .

CHEMICAL ELEMENTOS 0 1 2 3 4 5 6 7 [Hydrogen H=1 o 008] um Hidrogênio H=1 o 008 Hélio Ele = 4 o 00 Lítio Li = 6 o 94 Glucinum Gl = 9 o 1 Boro B = 10 o 9 Carbono C = 12 o 005 Nitrogênio N = 14.008 Oxigênio O = 16 o 00 .

Flourine F = 19 o 0 Néon Ne = 20 o 2 Sódio Na = 23 o 00 Magnésio Mg = 24 o 32 Alumínio Al = 27 o 1 Silício Si = 28 o 3 Fósforo P = 31 o 04 Sulphur S = 32 o 06 De cloro Cl = 35 o 46 Argão A = 39 o 9' Potássio b K = 39 o 10 .

Cálcio Ca = 40 o 07 Escândio Sc = 45 o 1 Titânio Ti = 48 o 1 Vanádio V = 51 o 0 Crômio Cr = 52 o 0 Manganês Mn = 54 o 93 Cobre Cu = 63 o 57 Zinco Zn = 65 o 37 Gálio Ga = 70 o 1 Germânio Ge = 72 o 5 Arsênico Como 74 = o 96 Selênio .

S = 79 o 2 Bromo Br = 79 o 92 Criptônio Kr = 82 o 92 Rubídio Rb = 85 o 45 Estrôncio Sr = 87 o 63 Ítrio Y = 89 o 33 Zircônio Zr = 90 o 6 Columbium Cb = 93 o 1 Molibdênio Mo = 96 o 0 ? Prata Ag = 107 o 88 Cádmio Cd = 112 o 40 Índio .

Em = 114 o 8 Estanho Sn = 118 o 7 Antimônio Sb = 120 o 2 Telúrio Te = 127 o 5 Iodo d I (ORJ) 126 o 92 Xênon Xe = 130 o 2 Césio Cs = 132 o 81 Bário Ba = 137 o 37 Lantânio La = 139 o 0 Cério e Ce = 140 o 25 ? ? ? .

com 81 Ouro Au = 197 o 2 Mercúrio Hg = 200 o 6 Tálio Tl = 204 o 0 Conduzir Pb = 207 o 20 Bismuto Bi = 208 .Abika.? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? Tântalo Ta = 181 o 5 Tungstênio W = 184 o 0 ? Página 81 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.

o 0 Polônio <210> ? Emanação (Niton) 222 o 0 ? Rádio Ra = 226 o 0 Actínio ? Tório Th = 232 o 15 Ekatantalum ? Urânio U = 238 o 2 ? Página 107 Notas. Existem várias formas ligeiramente diferentes desta Tabela Periódica. Este é um dos mais simples, mas que carece de certas vantagens de algumas das formas mais complicadas. O pesos atômicos indicados são os do Comitê Internacional pesos atômicos para 1920 1. Elas são calculadas com base. Oxigênio = 16. O número de casas decimais apresentadas em cada caso indica o grau de precisão com a qual cada um peso atómico foi determinada. A letra ou letras abaixo do nome de cada elemento é o símbolo por qual é invariavelmente designados por químicos. O número sobre cada coluna indica a valência que os elementos de cada grupo apresentar para o oxigênio. Muitos dos elementos são excepcionais a este respeito. [A] A posição exata do hidrogênio está em disputa.

[B] As posições de árgon e de potássio foram invertidas a fim de que estes elementos podem cair nas colunas da direita com os elementos que se assemelham; [d] 50 também têm os cargos de telúrio e iodo. [C] O conjunto do "Grupo 8" constitui uma exceção para a mesa. [E] Há uma série de metais de terras raras mal definidas com pesos atômicos mentir entre aqueles de cério e tântalo. Todos eles parecem assemelhar-se os elementos de "Grupo 3", para que as suas posições na tabela não pode ser decidida com precisão. Página 108 se assemelham muito de perto, a queda na coluna 1, os "terrosos" metais ocorrer juntos na Coluna 2, embora em cada caso, estes são acompanhados por certos elementos com propriedades um pouco diferentes. O mesmo é válido no caso da outra colunas desta tabela, não se manifesta uma regularidade notável, com certeza ainda mais divergências notáveis (ver notas anexadas a tabela nas páginas 106, 107). Essa regularidade exibida por "elementos", é de considerável importância, uma vez que mostra que, em geral, as propriedades dos "elementos" são periódicas funções dos seus pesos atómicos e, juntamente com algumas outras propriedades notáveis dos "elementos", que os distingue
Página 82

Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com 82 acentuadamente a partir dos "compostos". Pode concluir-se com segurança tolerável, por conseguinte, que, se os "elementos" são, na realidade, de um composto de natureza, eles são, em geral, compostos de uma natureza semelhante e distinta da de outros compostos. É agora alguns anos desde o final de Sir William Crookes tentou explicar o periodicidade das propriedades dos elementos sobre a teoria de que todos eles têm evoluído por um processo conglomerating de alguma coisa primal - a protilo - que consiste em muito pequenas partículas. Ele representou a ação desta causa geradora por meio de uma "figura

de oito "espiral, ao longo dos quais os elementos são colocados a intervalos regulares, de modo que semelhante elementos entram por baixo uns aos outros, tal como na tabela da Mendeléeff, embora o agrupamento difere em alguns aspectos. A inclinação da curva é suposto representar o declínio alguns factores ( por ex ., temperatura), o processo de condicionamento, o processo que está a ser assumido de natureza recorrente, como o balanço de um pêndulo Após a conclusão de um balanço Página 109 (Para manter a ilustração de um pêndulo), em que uma série de elementos é produzido devido à redução do factor supracitado, a mesma série de elementos não é novamente o resultado como de outra forma seria o caso, mas um pouco diferente de uma série é produzido, cada membro dos quais se assemelha ao membro correspondente do ex série. Assim, se a primeira série contém, por exemplo, hélio, lítio, carbono, & c. O segunda série conterá, em vez, de árgon, potássio, titânio, & c. A teoria geral, embora altamente interessante, é, no entanto, de forma alguma livre de defeitos. 79. A teoria corpuscular da matéria. Devemos agora voltar nossa atenção para os últimos pontos de vista a constituição da matéria que se originou em grande parte nas investigações da passagem de energia elétrica através de gases a pressões muito baixas. Será possível, no entanto, nesta ocasião, para dar apenas a conta muito mais breve do assunto, mas um tratamento mais completo é processado desnecessário pelo fato de que esses e aliados investigações e as teorias a que deram origem foram totalmente tratado em várias obras bem conhecidas, por várias autoridades sobre o assunto, que apareceram durante os últimos anos. 7 Quando uma descarga eléctrica é passada através de um tubo de alto vácuo, os raios são invisíveis emitida a partir do Kathode, geralmente, com a produção de uma coloração amarelo-esverdeada Página 110 fluorescência onde atacar as paredes de vidro do tubo. Estes raios são chamados "Kathode

80.Abika. mas foi demonstrado por Sir William Crookes que consistem em pequenas partículas eletricamente carregadas. "Em um momento em que foram considerados como ondas no éter. CTR Wilson. e igual à carga transportada por íons univalentes. segue-se que a massa destas partículas Kathode deve ser muito menor do que o íons de hidrogênio. que se verificou ser constante também. por exemplo . A prova de que os elétrons não são matéria. como ele chamou-los) foram carregados eletricamente partes da matéria.. Assim. em eletrólise. hidrogênio. a magnitude . Este eminente físico. é razoável concluir que o corpúsculo comum é a unidade de toda a matéria.raios. a relação real sendo cerca de 1:1700. A primeira teoria apresentada por Sir JJ Thomson na explicação desses fatos. movendo-se com uma muito alta velocidade. e uma vez que o mesmo tipo de corpúsculo é obtida qualquer gás está contido no tubo de vácuo. em eletrólise. muito menores do que o átomo menor. mostrou matematicamente que uma partícula carregada movendo com uma velocidade muito elevada (que se aproxima da luz) Página 111 apresentaria um aumento significativo da massa ou inércia devido à carga. e muito maior do que a proporção correspondente o íon hidrogênio (átomo de hidrogênio eletricamente carregado).com 83 gás estava contido no tubo de vácuo. que as partículas carregadas pode servir como núcleos para a condensação do vapor de água. é que estas partículas Kathode ("corpúsculos". Sir JJ Thomson foi capaz de determinar a relação entre a carga realizada por essas partículas para sua massa ou inércia. que foi ainda capaz de determinar o valor da carga eléctrica transportada por estas partículas. com base no facto descoberto pelo Sr. Por mais hábil método. ele descobriu que esta relação era de qualquer constante Página 83 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. no entanto.

e tentou encontrar nele . agora. Existe. 8 Aplicando esta modificação da visão acima da constituição da matéria. ou unidades de eletricidade em movimento rápido. mas a carga elétrica? É evidente que não existe qualquer razão para o fazer.com 84 átomos materiais consistem de elétrons. temos o que é chamado de "o teoria electrónica ". Sir JJ Thomson calculado esses valores na suposição de que a inércia de tais partículas é inteiramente de origem eléctrica. carga elétrica . portanto. que o Página 112 Página 84 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Isto foi verificado experimentalmente por Kaufmann. e. É a eletricidade. " O corpúsculo é. o que equivale para isso . 81. nada mais que um desencarnado. ele mostrou que os sistemas de elétrons seria estável. e uma vez que todas as propriedades do corpúsculo são contabilizados pela carga elétrica associada a ele.que o assunto é simplesmente um fenômeno elétrico. na verdade. Sir JJ Thomson elaborou a teoria da natureza e constituição da matéria. então. o acima acordo não seria obtida. A Teoria eletrônica da matéria. como estamos acostumados a usar esse termo. e nada de eletricidade. contendo material de nada. por que supor que o corpúsculo contém nada. ou seja. as partículas e as partículas Kathode ofvarious semelhantes que são emitidos pela compostos de rádio (ver 89 e 90). em vez de falar do corpúsculo falamos do elétron ". nenhuma razão para supor que o corpúsculo de ser assunto em tudo.Abika.de tal inércia. Com essa nova concepção de um novo termo foi introduzido. dependendo da velocidade da partícula. se fosse. Como o Professor Jones diz: "Desde que nós sabemos as coisas só pelas suas propriedades. e assim obtiveram valores em notável acordo com o experimental. que determinou as velocidades e as relações entre a carga elétrica e da inércia.

apenas o suficiente para neutralizar essa acusação. A visão filosófica do Cosmos envolve a assunção de um meio absolutamente contínua e homogênea encher todo o espaço. 3. Não pode haver dúvida de que há um elemento considerável de verdade na teoria eletrônica da matéria. A exata natureza dos núcleos dos vários átomos ainda tem de ser Página 113 determinada: no caso de os átomos mais pesados do que o hélio eles parecem ser feitas up dos núcleos de hidrogênio e (ou) átomos de hélio. funções periódicas de sua pesos atômicos. juntamente com . a uma propriedade característica da matéria. Certamente. ou seja . cuja carga líquida é positiva. inércia. todos os átomos consistem de dois distintos porções. conta hélio como 2. enquanto a matéria é eletricamente neutro. mas de seus números atômicos. por um vácuo absoluto é impensável.o significado de generalização do Mendeléeff ea explicação de valência. Várias teorias têm sido propostas para superar esta dificuldade. estritamente falando. como lítio. portanto. não é. mas é o único constituinte? Pesquisas recentes indicam que. surge a pergunta: O que ocupa a interstícios entre os seus átomos? Este meio onipresente é chamado pelos cientistas de to- . como era anteriormente pensado (78). e assim por diante. A Teoria etérico da matéria.. e afigura-se que as propriedades químicas dos elementos são determinados exclusivamente pela Estes elétrons. como já foi apontado. um núcleo central grande. cercado por um número de elétrons. 82. O interesse ponto ofgreatest é que o número indicado de electrões livres é exactamente o número que expressa a posição do elemento na Tabela Periódica.em muitos casos electrões suficientes em número para neutralizar as cargas positivas associadas com estes. A dificuldade fundamental é que os elétrons são unidades de eletricidade negativa. e se fosse suposto que o coisas preenchendo todo o espaço é de uma estrutura atômica. pode ser explicada eletricamente. o elétron é um constituinte da matéria. A análise da matéria foi levada um passo adiante. e são.

" Além disso. donde a sua pequena densidade em comparação com o éter perfeitamente contínuo. no entanto.com 85 do éter. como nós . Sir Oliver Lodge calcula que a densidade do éter é muito maior do que que das formas mais densas de matéria. que o antigo doutrina da essência alquímica é fundamentalmente verdade. e. tal como o meio de éter é exigida pela fenômenos da luz. afinal. se existe uma dificuldade em conceber como um fluido perfeito como o éter pode dar origem a um corpo sólido possuindo propriedades. de um certo número de partículas muito separadas.Abika. Além disso. 10 Parece. que o éter de espaço e tem uma ainda outra função mais importante do que a transmissão de luz: a idéia de que a matéria tem a sua explicação nele foi desenvolvido por Sir Oliver Lodge. é preciso lembrar que todos estes propriedades podem ser produzidas por meio de movimento. tais como rigidez. provavelmente um salientar centro. impermeabilidade e elasticidade. Página 114 ao invés. o Éter do espaço. não que o assunto deve ser pensado como uma rarefação Página 85 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. O que chamamos de matéria. o que fora do "One Thing "todas as coisas materiais foram produzidos pela adaptação ou modificação. no qual parece que temos estava errado. A evidência certamente aponta para a conclusão de que a matéria é uma espécie de singularidade no éter. Temos sido muito acostumados a pensar no éter como algo excessivamente leve e muito pelo contrário do maciço ou denso. Um jato de água em movimento com um suficiente velocidade comporta-se como um sólido rígido e impenetrável. enquanto um disco giratório de papel elasticidade exposições e pode agir como uma serra circular. que consiste.dia ". o éter para dentro da matéria é tão denso como. Parece. portanto. contudo. sem que. não é uma substância contínua.

se ele Foram uma unidade simples. Uma das características dos elementos químicos é que cada uma proporciona um espectro peculiar a si mesmo. centenas de diferentes linhas Foram observadas no arco de espectro de ferro. ser devida aos seus átomos. Nós aqui pode-se mencionar que a análise espectroscópica de vários corpos celestes leva à conclusão de que existe algum processo de evolução no trabalho. ao passo corpos frios exibem uma maior complexidade. Mais uma prova da complexidade dos átomos. 83.tenha notado (60).com . como os que temos brevemente discutido acima. Existem também alguns outros fatos que parecem exigir tal modificação de A teoria atômica de Dalton como é encontrado na Teoria Eletrônica. 84. por exemplo.Abika. deixe seu significado químico praticamente Página 86 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. portanto. O espectro de um elemento deve. já que as nebulosas mais quente parece consistir em apenas alguns simples elementos. em muitos casos. que sementes. controverter o significado filosófico da teoria de Dalton como originalmente formulado. para agir sobre o éter de modo a produzir vibrações definida e característica comprimento de onda. o número de linhas de comprimento de onda definido Página 115 Observou de tal espectro é considerável. daria origem a um tal número de vibrações diferentes e definidas. Mas é incrível que um átomo. Tais modificações da teoria atômica. e a única conclusão razoável é que os átomos deve ser complexo na sua estrutura. Agora. foi considerada pelos alquimistas como a semente comum de todos os metais. de fato. embora profundamente modificar e. Vistas de Wald e Ostwald. há também parece haver alguma semelhança entre o conceito de electrões e que da semente de ouro. construindo elementos complexos das mais simples. os quais de algum modo são capazes. a uma temperatura suficientemente alta. deve-se ter em mente.

Wald da opiniões têm sido apoiados pelo Professor Ostwald. que tentou deduzir o outras leis estequiométricas sobre esses fundamentos. químicos recusar. assim. mas a tendência da recente teoria e pesquisa científica não parece ser na direção de pontos de vista de Wald. a menos que não obedecer a essa lei. o movimento espontâneo. diz ele. provou ser. Os átomos podem ser considerados não mais como o eterno. indissolúvel dos deuses Natureza que eles eram suposto ser. mas os átomos não pode ser decomposto. puramente por meios químicos. a teoria atómica não é necessária pelos chamados "leis estequiométricas". por um lado. parece que. por outro lado. assim. a teoria atómica tenha sido submetido a um zoom mais procurar críticas. Certamente. 11 Mas a ciência da Química não é afetado. mas eles são elementos químicos .86 inalterada. e os "elementos" não são verdadeiramente elementar.. Wald afirma que as substâncias obedecer à lei de definitivo Página 116 proporções por causa da maneira em que eles estão preparados. É Não se deve supor que os químicos vai desistir sem luta uma ferramenta mental de tal grande utilidade como a teoria de Dalton. Não faz No entanto. irregular e aparentemente perpétuo de microscópico . mas. parece ser lógica nos argumentos de Wald e Ostwald. no entanto. Entretanto. mas essas novas idéias não parecem ter ganhado a aprovação de químicos em geral. apesar de seus defeitos. o materialismo é privado do que era pensado para ser a sua base científica. para admitir qualquer substância. o os átomos não são as unidades finais dos quais as coisas materiais são construídos. sem assumir qualquer hipótese atômica 12 . uma constituição molecular de questão parece ser exigida pelo fenômeno conhecido como o "Movimento Browniano" ie . um composto químico definido.

porções de matéria sólida quando imersos num meio líquido. é fixa e constante. Claro.Abika. necessário que as substâncias são pesados precisamente sob condições semelhantes. rigidamente). desde que eles são pesados em precisamente condições semelhantes. o leitor é remetido para o presente do escritor Matéria. mas sabe-se agora que o "valência" na maioria dos casos. Agora. Espírito e da Cosmos (Rider. Deve-se notar. é. no entanto. 13 1. que se o termo "flogisto" estávamos a entender energia e não algum tipo de problema. no entanto. Para uma discussão do significado exacto destes termos "Massa" e "inércia". evidentemente. "Sobre a Doutrina da ofMatter Indestrutibilidade". 2. É este número que é chamado de "valência" do elemento. O termo "valência" não é de todo um fácil de definir. pois o inercial dos corpos são proporcionais ao seu peso. na verdade. Para dizer essas leis de forma mais absoluta forma. não interpretar esses termos muito literalmente. Capítulo I. tendo o cuidado. A fim de que estes possam manter boas leis. a maioria das declarações dos phlogistics seria verdadeira medida em que eles vão. pode-se substituir o termo "peso" de "massa". 1910). ou. de acordo com a teoria de valência como primeiro formulado. de preferência. o número de ligações de afinidade "" que um Página 87 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. vamos. Em um composto químico definido devemos supor que os átomos que constituem cada molécula são de alguma forma unidos (embora não. e podemos falar de "títulos" ou "links de afinidade". tal movimento parecendo ser explicado apenas como resultado do movimento das moléculas do qual o líquido em pergunta é construída.com 87 átomo pode exercer não é ilimitada. pode variar entre alguns . entretanto. "inércia". poderá fazêo nosso melhor para tornar claro o seu significado. 3.

verificou-se ser mais conveniente para expressar o pesos atómicos em termos do peso do átomo de oxigénio. que é desenvolvido na forma de calor no rompimento do vínculo. o leitor é referida monografia o presente do escritor no cálculo do Thermo-Química Constantes (Arnold. Hidrogénio. Assim. (1921). tanto quanto os compostos de carbono em causa. RJ Strutt: "Sobre a Tendência de os pesos atômicos de se aproximar Números Inteiros ". o qual consiste de um átomo de carbono combinado com quatro átomos de hidrogénio e oxigénio é bivalente na molécula de água. i. Os fenômenos de valência encontra sua explicação na moderna pontos de vista sobre a constituição de átomos (ver 81). 21 .limites. 7.(anidrido carbónico) molécula. 8. Por isso. o que é o caso do dióxido de carbono . do Sr. Este valor para o átomo de oxigénio foi escolhido de modo a que o pesos atômicos aproximados que na maioria dos casos permanecem inalterados pela mudança. Whetham é o recente desenvolvimento da Ciência Física (1909) particularmente interessante. 4. associada a dois átomos de hidrogênio. eo Sr. hidrogênio = 1. estava em um tempo geralmente empregue. o carbono é quadrivalente na molécula de metano. no entanto. p. pp 311 e segs . Para um desenvolvimento da tese. parece ser invariavelmente univalente." Journal of the Chemical Society . e portanto é tida como a unidade de valência. sendo a unidade. 1909). No entanto. Nós encontramos o Prof Harry Jones ' A Natureza Elétrica da Matéria e Radioatividade (1906). Revista Filosófica . Mencionar. págs 677 e segs . Soddy Radioatividade (1904). que consiste em um átomo de oxigénio. um definitivo e quantidade constante de energia. devemos esperar encontrar um átomo de carbono combina com dois de oxigénio. em geral. cix. F W. HC JONES: A Natureza Elétrica da Matéria e Radioatividade (1906). a unidade. é claro. deve ser também feita das obras-padrão do Prof Sir JJ Thomson e Rutherford Prof. (1901). Exmo. ASTON: "Mass-espectros e pesos atômicos. 6. 5. vol. que cada "link afinidade" específico corresponde. vol. Uma vez que o hidrogênio é o mais leve de todas as substâncias conhecidas. [6]. de oxigénio = 16 é agora sempre empregado.

especialmente os capítulos VI.Abika. 12. talvez devêssemos dizer. de setembro de 1909. (1904). Espírito e do Cosmos (Rider. nasce entre nós. especialmente os capítulos I e IV. mas fazê-lo de outra maneira da dos alquimistas. uma ciência ainda sem nome. Corretamente falando. 8me série. por F. OSTWALD: "Faraday Palestra" Journal of the Chemical Society . não que o misticismo é mortos. 506 e segs . W. . Para uma conta deste fenômeno singular. FRS: O Éter do Espaço (1909). VII. Para uma análise crítica do materialismo. esperamos deixar claro em o decurso do presente capítulo. ou. a que nos referimos (pode ser fantasticamente) pela expressão "alquimia moderna": a pertinência do título. e VIII. 11. o leitor é remetido para o escritor do presente Matéria. FRS. A nova ciência. Veja também W. ou que os homens não procuram aplicar os princípios de misticismo aos fenômenos em no plano físico. vol. MA. mas lidar com mudanças mais profundas e as reações mais profundamente enraizadas que são tratadas por um desses. Página 117 86. Veja Sir Oliver Lodge. lxxxv. a menos que seja o único não totalmente satisfatória "Radioatividade". 1910). consulte Prof JEAN PERRIN: browniano Página 88 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. não existe tal coisa como "alquimia moderna".com 88 Movimento e Realidade Molecular (traduzido do Annales de Chimie et de Physique . por outro. Soddy. Capítulo 7 CAPÍTULO VII MODERNA Alquimia 85. 1910). PP. um certo aspecto. no entanto. 13. intimamente relacionada por um lado a Química. OSTWALD: Os Princípios Fundamentais da Química (traduzido por HW Morse. "Alquimia moderna". Raio-X e raios de Becquerel.. É esta ciência. a Física. 1909).10.

ou "raios de Becquerel" assemelhar-se raios-X em outros elementos. . que são criadas quando as partículas Kathode greve as paredes do copo de vácuo Página 118 tubo. Foi M. depois de ter sido exposto à luz solar. no escuro. Página 89 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika. e foi pensei na primeira vez que o fenômeno acima exibido por sais de urânio era de como natureza. mas M. Este phenomenonis conhecidos como "radioatividade". uma vez que certos sais de urânio são fluorescentes. e os órgãos que mostra que estão a ser dito "radioativo". Já se sabia que determinadas substâncias fluorescência (emitem luz). e que esta notável propriedade estava possuído por todos os sais de urânio. e Professor Rutherford mostraram que os compostos de tório evoluiu também algo parecido com um gás.com 89 se fluorescente ou não. Ele descobriu que compostos de urânio afectada uma chapa fotográfica a partir da qual eles foram cuidadosamente selecionados. Schmidt encontrados compostos que tório possuir uma propriedade semelhante. 1 e verificou-se que os efeitos mais potentes podem ser produzidos através da inserção de um disco de platina no trajecto das partículas Kathode. o que se chama de raios-X são produzidos quando um elétrico descarga é passada através de um tubo de alto vácuo. Tem sido demonstrado que estes raios são um série de pulsos irregulares no éter.Como é vulgarmente conhecido. Ele chamou isso de uma "emanação". e ele também mostrou que estas radiações de urânio. Becquerel descobriu que o urânio sais que nunca haviam sido expostos à luz solar ainda eram susceptíveis de afectar a chapa fotográfica. Becquerel que descobriu que existem substâncias que emitem radiações naturalmente semelhantes aos raios-X.

Mme. e verificaram que havia uma proporção entre a radioactividade Página 119 de tais compostos bem como a quantidade de urânio e tório na elas. A única conclusão lógica a tirar a partir destes fatos é que os minérios em questão deve conter algum desconhecido. estrôncio e bário em química propriedades. Propriedades químicas do rádio. O rádio é um elemento semelhante a cálcio. uma nova determinação deu um valor um pouco maior. Curie preparado um destes minérios por um processo químico e descobriu que ele possuía uma radioatividade normal. Curie 2 determinou a radioatividade de muitos compostos de urânio e tório. Curie. Deve notar-se que até o meados do ano de 1910.. o que foi confirmada por uma investigação realizada por Sir TE Thorpe. A fim de lançar alguma luz sobre este assunto. A descoberta do Radium. e encontrouse cerca de 225.ambos de que foram extremamente radioactivo. M. 88. o próprio elemento rádio não tinha sido preparado. com a notável excepção de alguns minérios naturais. certos compostos de rádio . e os Curie conseguiram. altamente substância radioativa. em certos casos. Mme. seu peso atômico foi determinado por Mme.que deram o nome de "polônio" e "Radium". e. 3 Rádio dá Página 120 espectro característico. que ele tem chamado de "actinium". depois de muito trabalho considerável. e é altamente radioactivos. em todo o Foram empregues as experiências realizadas sais de rádio ( isto é . respectivamente . para extrair de uranimita (o minério com a maior radioactividade).87. que tinha uma radioactividade muito superiores ao normal. Debierne obteve uma terceira substância radioativa a partir de pechblenda. de acordo com seus primeiros experimentos. maior do que o urânio puro. de facto. pequenas quantidades de sais de dois novos elementos .

Ele funde a 700 o C. Debierne. obteve o metal free. e não possuem grande poder de penetração. A diferença em termos efeito do campo magnético sobre estes raios. pois eles são ligeiramente desviada por um campo magnético. referidos pelas letras gregas . Sais de rádio emitem também uma . com uma massa de cerca de equalto que quatro átomos de hidrogénio. 4 89. conduziu à sua detecção e permite a sua análise separada. numa direcção oposta àquela em que o partículas são desviadas. A radioatividade do Radium. Naquele ano.com outros elementos). em conjunto com M. pois eles são fortemente desviado por um campo magnético. O Os raios são semelhantes aos raios Kathode. Os raios-se assemelhar raios-X.. passando a maior parte por meio de uma folha fina de metal. e Página 90 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.. papel de caracteres com o qual está autorizado a entrar em contato. e é mais voláteis do que de bário. Ele reage muito violentamente com a água.com 90 escurece no ar. O Os raios têm sido mostrados para consistir de electricamente carregado (positivo) partículas. um metal brilhante semelhante a outros metais alcalino-terrosos. . e da diferença no seu poder de penetração. pois eles possuem Página 121 grande poder de penetração.Abika. no entanto. Sais de rádio emitem três tipos distintos de raios. Mme. provavelmente devido à formação de nitreto. Curie. cloreto de rádio em geral e brometo de rádio. É descrito como um branco. e possuem poder de penetração média. e consistem em (negativo) electrões. e não são desviados por um campo magnético.

e. um peso atómico de cerca de 220 corresponde a uma posição na coluna contendo os gases raros no sistema periódico. Que a emanação realmente tem um peso atómico destes dimensões foi confirmada pela outros experimentos realizados pelo falecido Sir William Ramsay e Dr. neônio. e pode ser condensado a um líquido a temperaturas baixas. considerou que não poderia deixar de ser qualquer duvidam que a emanação era um dos elementos do grupo de gases quimicamente inertes.. argônio. Sir William Ramsay. de modo que uma densidade de 100 dará o seu peso atómico como 200. Os valores para a densidade variando 108-113 ½ correspondentes a valores para o peso atómico variando 216-227. As tentativas para preparar a química compostos da emanação falharam.com 91 . se assemelha aos gases raros de a atmosfera . A exibe a emanação propriedades características de um gás.onde é provável que suas moléculas são monatomic. criptônio e xenônio . selado em pequenos tubos capilares. mas podem ser convenientemente libertada por dissolução do sal em água. foram assim: obtida. ou por aquecimento. neste aspecto. que tende a ficar ocluído no sal sólido. o seu volume varia inversamente com a sua pressão). Página 91 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. 6 Estes químicos determinada a densidade da emanação por realmente pesagem minuto quantidades de volume conhecido da substância. por isso.Abika. que obedece à lei de Boyle ( isto é .hélio. a sua densidade como determinada pelo método de difusão é de cerca de 100. 5 Como pode ser visto a partir da tabela nas págs 106 e 107. uma especialmente sensível Página 122 saldo a ser empregado. RW Gray.emanação.

Ele propôs a chamá-lo de Niton . na verdade. por razões que iremos observar mais tarde. explodir. resultar imediatamente dos explodindo rádio-átomos. Sais de rádio têm a propriedade de causar objetos que cercam a tornar-se temporalmente radioativo. E o resultado? A energia é posto em liberdade. A mesma lei é válida no plano mais interior . é encontrado para ser devido ao emanação. A radioatividade induzida. A desintegração do átomo de rádio. O e Os raios não. não. 7 tão as partículas Kathode dar origem aos raios X quando Página 123 atacar as paredes do tubo de vácuo ou um disco de platina colocadas em seu caminho. e. que em si é radioativo (que emite Raios-somente). a inicial sendo o produto e uma emanação -Partícula de cada átomo de rádio-destruído. como podem ser chamados. na forma de calor e luz. Pareceu-me. e contém em virtude da sua movimento uma enorme quantidade de energia.o átomo de rádio é responsável a. que. toda a probabilidade que tinha um peso atômico de cerca de 222 ½. mas todo o mistério torna-se relativamente claro em termos da teoria corpuscular ou electrónica da matéria. Sais de rádio possuir outra propriedade muito notável. considerou que. dar origem a pulsos no éter (raios-os). 90. e é decomposto em vestígios de depósitos radioativos sólidos. e. que de forma contínua que emitem luz e calor. e se manifesta . Alguns elétrons livres são disparados (o Raios). golpeando as partículas não decompostas de sal. que aqui era uma contradição surpreendente para o lei da conservação de energia. Este "radioactividade induzida".. em parte. moléculas) que contêm muita energia são instáveis e passíveis de explodir. 91. em primeiro lugar. Ao examinar a taxa de decaimento da atividade . ou seja. no entanto. O rádio-átomo é um sistema de um grande número (ver 81) de corpúsculos ou electrões. Mas é sabido que a partir de Química atómica sistemas ( ie .

Urânio não dá nenhuma emanação.do depósito. Esta é mais simplesmente explicado pela teoria de que o urânio se transforma em primeiro urânio X. Rádio F é pensado para ser idênticos com polónio (87).com 92 William Crookes 8 era capaz de separar a partir de sais de urânio por meios químicos uma pequena quantidade de uma substância radioativa intensamente. verificou que a actividade residual do urânio foi recuperado lentamente. Provou-se que todo o eraios emitidos por sais de rádio são muito devido a alguns destes produtos secundários. o crescimento de rádio em grandes quantidades de uma solução de nitrato de uranilo purificado tendo sido observados. o produtos que estão sendo denominado Radium A. é certeza de que o rádio deve ser desenvolvido. e M. o último dos quais . dá pelo menos três produtos sólidos . caso contrário não haveria nenhum na existência . Página 124 Becquerel. com o qual trataremos mais tarde (94). tem-se verificado que ele passa por uma série de transformações de sub-atómicas. 92. o residual urânio de ter perdido a maioria da sua actividade. na medida em que o primeiro produto da decomposição dos átomos de urânio e tório é em ambos os casos sólidos. Senhor Página 92 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. Esta sugestão foi experimentalmente confirmado. Foi sugerido que rádio pode ser o produto final da quebra do átomo de urânio.Abika.tudo teria decomposto. que ele chamou de urânio X. de alguma forma. B. Tório. C. repetindo a experiência. Radio-tório.Meso-tório. a partir do rádio. O urânio e tório diferem num aspecto importante. e X tório. em qualquer caso. Outro produto é igualmente obtido por essas decomposições. provavelmente. enquanto que a do urânio X decaiu. & c. Propriedades de urânio e tório.

Professores Rutherford e Barnes 9 mostrou que quase três quartos do total de calor emitido por um sal de rádio vem da quantidade diminuta de emanação que ele contém. A emanação Radium. Devemos agora considerar mais plenamente a emanação rádio .uma substância com mais propriedades surpreendentes do que até mesmo os próprios compostos de rádio. "O montante máximo da emanação obtido a partir de 50 mg de brometo de rádio foi transmitido por meio de oxigénio num L -tubo arrefecido em ar líquido. Soddy. caracterizado por uma linha amarela em particular no seu espectro . 10 e de uma experiência preliminar ter confirmado a especulação acima. A quantidade de energia liberada na forma de calor durante a decadência da emanação é enorme. e este último foi depois extraída pela bomba. "O espectro Página 93 Alquimia . A investigação para resolver este ponto foi realizada por Sir William Ramsay e Mr. e medindo a quantidade de calor emitido pela a emanação eo sal de rádio respectivamente. Sem dúvida. A produção de Hélio de Radium. eles realizado experimentos muito mais cuidadosos. Por destilação do emanação de algum brometo de rádio. um centímetro cúbico liberta cerca de quatro Página 125 milhão de vezes mais calor que é obtido pela combustão de um volume igual de hidrogênio.gera uma emanação semelhante ao obtido a partir do rádio. 93. Ele já havia sido observado que os minerais radioativos no aquecimento emitem Hélio um elemento gasoso. mas não é idêntico a ele. este deve indicar alguma mudança profunda.e Parecia pouco provável que o hélio não pode ser o produto final da decomposição emanação. O que é o produto final da decomposição da emanação? 94. e podese perguntar.

que provavelmente do próprio emanação . e as linhas características foram observados.Abika. Royds. em si mesma Página 126 prova este ponto. a presença de hélio no espaço entre o tubo interior e o revestimento exterior foi observada espectroscopicamente. Após algum tempo. mas foi completamente demonstrada pelo Professor Rutherford e Mr.. o qual foi evacuado. mas que eram impermeáveis a gases. que o -Partícula consiste em um átomo de hélio-eletricamente carregada..Obter qualquer livro de graça em: www. e não é só esse ponto de vista em acordo com o valor da massa desta partícula.. e uma vez que este último é constituído por um átomo de hélio-carregada electricamente. provando que o hélio obtido não poderia ter sido ocluído em que. segue-se que o emanação deve ter um peso atômico de 226-4.com 93 Foi observado. ie . através do seguinte esquema: - . Podemos representam a degradação do-átomo de rádio. Este valor está de acordo com a determinação da densidade da emanação de Sir William Ramsay. "Sir William Ramsay realizado mais um experimento com um semelhante resultado. no qual o sal de rádio tinha sido em primeiro lugar aquecido num vácuo. Estes químicos realizados um experimento em que a emanação de cerca de um sétimo de um grama de rádio foi colocado num tubo de parede fina. 11 Agora. o Resultados da emanação de átomos de o átomo de rádio por a expulsão de um -Partícula. Os resultados de Sir William Ramsay foram confirmados por mais cuidadoso experimentos por Sir James Dewar e outros químicos. que "era aparentemente uma nova. embora o facto o espectro de hélio não aparecer imediatamente. por conseguinte. determinado experimentalmente. através de cujas paredes os -Partículas poderia passar. portanto. 222. durante algum tempo.. Depois em pé de 17 de julho a 21 o espectro de hélio apareceu. Sugeriu-se. Este tubo foi cercado por um revestimento exterior.

para que tenha sido sugerido que o rádio pode ser um composto de hélio com algum elemento desconhecido. temos o indubitável formação de um elemento químico de outro. pela primeira vez na história da química.com 94 elementos falharam. como a que se assemelha às suas propriedades químicas.Abika. (II. ou. ao passo que as ações químicas são sempre afectada por alterações na taxa de temperatura. condensável de um líquido por meio de ar líquido (recentemente foi solidificado 12 ). como já indicado. no entanto. Natureza dessa mudança. não pode haver qualquer dúvida que o rádio é um elemento químico. uma vez que tem sido demonstrado que a ligação é provavelmente um dos produtos finais da decomposição de rádio. isto é. um composto ofhelium com vantagem. Isto é um ponto que deve ser insistido em cima. para indicar algumas das diferenças entre hélio e a emanação.) A quantidade de calor libertado na decomposição da emanação é. em seguida. (Iii. deixando de fora a questão da natureza da emanação. para. e (iv) um de facto. talvez. Aqui.Página 127 95. muito importante tem sido observado. que a taxa de decomposição da emanação é afetado pelo mesmo mudanças extremas de temperatura.) Todas as tentativas para preparar compostos de hélio withother Página 94 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. para fora de toda proporção ao obtido mesmo nas reações químicas mais violentos. ele tem um espectro característico e desce na coluna da Tabela Periódica com aqueles elementos. talvez. Também será conveniente.) Radium possui todas as propriedades de um elemento químico. As considerações a seguir. Enquanto que o hélio Página 128 . mostrar-lhe a fim de ser totalmente insustentável: (i. O último é um gás pesado.

todos substâncias materiais de que a terra. . é radioativo. pois eles estão todos a sofrer alterar. nenhum esforço de nossa pode trazê-lo sobre ou fazer com que ele cesse. 13 A emanação. ea série de corpos celestes . embora (salvo em casos excepcionais) de uma forma muito grau leve. Esta mudança é uma verdadeira transmutação? Foi salientado. que (em sentido) esta alteração (isto é. portanto. (Ver também 78 e 83). o ar. aliás. Tilden: ". 14 Mas o fato de a alteração não ir para provar que a substância química elementos não são unidades discretas de matéria que eles deveriam estar. de emanação em hélio) não é bem o que foi o significado da expressão "transmutação da elementos ". de toda a matéria. embora o processo possa ser muito Página 129 mais lento do que parece ter sido imaginado por alguns dos alquimistas. acrescenta ele. Como escreve o Professor Sir W. 96. Assim. a verdade essencial na antiga doutrina alchemistic do crescimento de metais é reivindicada. 15 nós aqui temos a evidência de um processo de evolução no trabalho entre os elementos químicos. e os elementos comuns meramente marcar os pontos em que a taxa do processo evolutivo está no seu mais lenta.é o mais leve de todos os gases conhecidos. enquanto que o hélio não possui essa propriedade. portanto. o mar. Parece provável ". Os elementos químicos não são permanentes. emitindo -Partículas. "". 16 e embora o ouro não pode ser o produto final. no entanto. E uma vez que Parece que toda a matéria é radioativo. . estão em forte contraste com aqueles que prevalecido principalmente entre os filósofos experimentais da tempo de Newton. pela razão de que ele é um espontâneo mudança. para os metais que crescem em ventre da natureza.." que os elementos químicos e. com excepção de hidrogénio e foi liquefeito apenas pelo esforço mais persistente. e parecem refletir em uma forma alterada as opiniões especulativas do antigos. Parece que idéias modernas como a gênese dos elementos e..

são todos os compostos, resultou a partir de uma alteração, o que corresponde a condensação, em algo quais não temos conhecimento direto e íntimo. Alguns têm imaginado isso primal
Página 95

Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com 95 essência de todas as coisas para ser idêntico com o éter do espaço. Como ainda não sabemos nada com certeza, mas pensa-se que por meio de um espectroscópio algumas fases da operação pode ser visto em andamento no nebulosas e estrelas .... " 17 Temos Página 130 próximo a considerar se há alguma evidência experimental mostrando ser possível (Usando a fraseologia dos alquimistas) para o homem para ajudar no trabalho da natureza. 97. A Produção de Neon de emanação. Como já indicado acima (93), a emanação rádio contém um vasto estoque de energia potencial, e foi com a idéia de utilizar essa energia para trazer mudanças químicas que Sir William Ramsay 18 realizou uma pesquisa sobre a ação química desta substância - uma pesquisa com o mais surpreendente e os resultados mais interessantes, para a energia contida no interior da emanação rádio pareceu comportar-se como um verdadeiro Pedra Filosofal. Os primeiros experimentos foram realizados em água destilada. Tinha já se observou que a emanação decompõe a água em seus elementos gasosos, oxigénio e hidrogénio, e que este último é sempre produzido em excesso. Estes resultados foram e confirmou a presença de peróxido de hidrogénio foi detectado, explicando a formação de um excesso de hidrogénio, que também foi mostrado que a emanação traz o reverso mudar até certo ponto, fazendo com que fim de hidrogênio do oxigênio para se unir com a produção de água, até uma posição de equilíbrio é Página 131

atingido. Ao examinar spectroscopically o gás obtido pela acção da emanação em água, após a remoção dos gases comuns, um resultado mais surpreendente foi observado o gás mostrou um espectro brilhante de neon, acompanhado com algumas linhas de hélio fracos. A experiência mais cuidadosa foi realizada mais tarde por Sir William Ramsay e Mr. Cameron, em que um bolbo de sílica foi utilizado em vez de vidro. O espectro do gás residual após a remoção de gases ordinários foi fotografada com sucesso, e um grande número das linhas de néon identificado; hélio também estava presente. A presença de neon poderia não ser explicado, na opinião de Ramsay, por fugas de ar para dentro do aparelho, tal como o percentagem de néon no ar não é suficientemente elevada, ao passo que esta sugestão pode ser colocado para a frente, no caso de árgon. Além disso, o neon não poderia ter vindo do alumínio dos eletrodos (em que poderia ser pensado para ter sido obstruído), como o tubo provocando tinha sido usado e testado antes do experimento foi realizado. O autores concluem: "Devemos considerar a transformação da emanação em neon, em presença de água, como indiscutivelmente provado, e, se uma transmutação ser definido como um transformação trouxe à vontade, por mudança de condições, então este é o primeiro caso de transmutação dos quais evidências conclusivas é apresentada . " 19 No entanto, o professor Rutherford e Sr. Royds têm sido incapazes de confirmar este resultado. Eles descrevem 20 tentativas de obter néon pela acção de emanação
Página 96

Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.Abika.com 96 Página 132 sobre a água. Dos cinco experiências não foi obtido néon, excepto num caso em que um

pequeno vazamento de ar foi descoberto, e, uma vez que os autores acham que as quantidades muito pequenas de este gás são suficientes para se obter um espectro visível, concluem que Ramsay Resultados positivos são devidos, depois de tudo, a fuga de ar para dentro do aparelho. Mas, se esta é a verdadeira explicação dos resultados de Ramsay, é difícil entender por que, no caso da experiência com uma solução de um sal de cobre descrito abaixo, a presença de néon não era detectada, pois, se devido a fugas, as proporções dos gases raros presente deve presumivelmente, ter sido a mesma em todas as experiências. Outras pesquisas parece necessário conclusiva para resolver a questão. 98. Experimentos de Ramsay em cobre. O facto de um excesso de hidrogénio produzido quando a água foi decomposto pela emanação sugeriu a Sir William Ramsay e Cameron que, se uma solução de um sal metálico foi utilizado no lugar de água pura, o metal livre pode ser obtida. Estes "alquimistas modernos", por isso, começou a investigar a ação do rádio emanação em soluções de sais de cobre e de chumbo, e, novamente, aparentemente efectuada transmutações. Eles encontraram na remoção do cobre a partir de uma solução de um sal de cobre que tinha sido submetido à acção da emanação e espectroscopicamente examinar se o resíduo, que uma quantidade considerável de sódio estava presente, em conjunto com vestígios de lítio, e o gás libertado no caso de uma solução de nitrato de cobre contido, juntamente com muito óxido nítrico e um pouco de azoto, árgon (que foi detectada espectroscopicamente), mas não o hélio. Ele certamente parecia uma dupla transformação da Página 133 cobre em lítio e de sódio, e emanação em árgon. Eles observaram ainda que aparentemente, o dióxido de carbono é continuamente evoluído a partir de uma solução ácida de nitrato de tório (Veja abaixo, 100). Vale a pena notar que o hélio, neônio e argônio ocorrem na mesma coluna da Tabela Periódica com emanação; de lítio e sódio com cobre, e carbono com tório, em cada caso, os elementos produzidos estar de peso atômico mais leve do que aquelas decomposto. 21 Os autores fazem as seguintes sugestões: "(1) que o hélio

ea -Partícula não são idênticos. o cobre também Página 97 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. no entanto. ao mesmo tempo. o lítio. (2) que resulta de hélio a partir da degradação `'de a grande molécula de emanação pelo seu bombardeamento com Partículas-. a degradação `'da emanação é menos completa. produzido quando o nitrato de cobre está presente. o produto de degradação `'de a emanação é árgon. e néon é produzido. Eles falharam para detectar lítio após a ação da emanação. e. em seguida. Um pouco mais tarde Madame Curie e Mademoiselle Gleditsch 23 Cameron e repetiu Os experimentos de Ramsay em sais de cobre. Estamos inclinados a acreditar também [eles dizem] que (6). nomeadamente. Novas experiências com Radium e cobre. ou a partir de água sozinha. utilizando. na medida em que o peso do resíduo de alcalino.com 97 é envolvido neste processo de degradação. " 22 99. (3) que esta `Degradação. isto é. aparelhos de platina. a água líquida. Perman 24 . e acho que isso é Cameron e Ramsay resultados pode ser devida aos vasos de vidro empregues. ou seja.Abika. como é o caso quando o emanação é dissolvido numa solução de sulfato de cobre. Dr. os resultados no membro mais baixo da série inactiva. é o dobro daquela obtida a partir da placa Experiência. 'quando a emanação está sozinho ou misturado com o oxigênio e hidrogênio. a suposição não é de excluir que o Página 134 principal produto da 'degradação' do cobre é de sódio. (5) que ainda quando as moléculas de maior peso e complexidade estão presentes. se as partículas de maior de massa de hidrogénio ou oxigénio estão associados com a emanação. (4) que. hélio. e é reduzido para o mais baixo termo da sua série.

zircónio e chumbo. Sir William Ramsay conclui sua discussão dessas experiências como seguinte forma: "Esses são os fatos Ninguém é melhor ciente do que eu como insuficiente a prova está. 25 Verificou-se. depois de ter apresentou alguns argumentos muito interessantes para a possibilidade de transmutação. como já dissemos (98). Curiosamente. ou seja. também resultou em dióxido de carbono. portanto. Sir William Ramsay descreveu algumas experiências que ele havia realizado em Página 135 elementos tório e aliados. quando actuado pela emanação. 25 de março de 1909. deve ser considerada como não provada. A ação de emanação rádio em compostos (Não contendo carbono) de outros membros do grupo de carbono. Em seu discurso presidencial à Chemical Society. foi então investigado. 100. " . sofrem degradação em carbono. quando expostos a `energia concentrada". aparentemente. um metal que pertence ao grupo de elementos de azoto. Muitos outros experimentos devem ser feitos antes que confiança se pode afirmar que determinado elementos. de dióxido de carbono foi continuamente evoluído a partir de uma solução ácida de tório sendo tomadas precauções nitrato. silício. o perclorato de bismuto. e apareceu também que o dióxido de carbono produzido pela acção emanação de rádio em nitrato de tório. e não conseguiu detectar qualquer vestígio de lítio. mas no caso de clorato de chumbo a quantidade de carbono dióxido foi muito insignificante. que o gás não foi produzido a partir da gordura no torneira empregue. de dióxido de carbono. A transmutação do cobre em lítio. nos casos de nitrato de zircónio e fluorsilícico Obteve-se o ácido. Experimentos de Ramsay em metais de tório e seus aliados.investigou o direto ação da emanação de cobre e ouro.. mas mais pesquisas são necessárias antes que quaisquer afirmações conclusivas podem ser feitas no assunto. que.

mas. titânio. mas a sugestão ainda aguarda confirmação experimental. se fosse para ser barata obtida ultrapassa a imaginação comum. O significado de "Allotropy". que impede a sua utilização.Abika. para a qual a sua escassez. muito mais caro do que o ouro. Francis L Usher. se. se é possível "degradar" elementos. 26 101. a emanação do rádio é a verdadeira pedra filosofal. pois não só é rádio extremamente raro. . No caso do chumbo. É um tema que deve apelar para um romancista de excepcional poder imaginativo.Alguns desses experimentos confirmatórios foram realizados por Sir WilliamRamsay eo Sr. Tem sido sugerido que talvez seja possível obter. a julgar pelas experiências descritas acima. zircónio e tório. ouro de prata. Página 98 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. a quantidade de carbono dióxido obtido foi inapreciável. e eles também descrita uma experiência com um composto de titânio. No entanto. -O dióxido de carbono era obtido em quantidades apreciáveis por acção de emanação de compostos Página 136 de silício.com 98 Seus resultados confirmam antigos experimentos de Sir William Ramsay. uma vez que estes dois elementos ocorrem na mesma coluna. na Periódica Mesa. Mas o caos financeiro que viria a seguir. desta maneira. 102. a quantidade de ouro que pode ser esperado por sua ajuda é extremamente pequeno. de fato. deve ser admitiu. A questão que se coloca. Qual seria o resultado se o ouro poderia ser barato produzido? Que o ouro é um metal admiravelmente adaptado para muitas finalidades. pode ser possível edificá-los. e por causa de sua instabilidade nunca será obtido em grandes quantidades. A possibilidade de Ouro Não parece provável que. não precisamos temer esses resultados.

que eles diferem em cada propriedade. cera. 1910.Ou. que cada um é claramente Página 99 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. grafite e carvão vegetal ( por exemplo . provavelmente possuindo uma estrutura cristalina minuciosamente). e não considerá-los como sendo os diferentes elementos. que. Como Professor Howe diz: "Se depois de definir` elementos 'como substâncias indivisíveis até agora. são. dizendo que eles não são elementos diferentes. e diferentes elementos como aqueles que diferem em pelo menos uma propriedade de algumas. tentamos fugir em um círculo. LLD. Howe. dos quais podemos citar diamante.) . Reunião Sheffield. para dar outro exemplo. Essas substâncias. e. portanto. em segundo lugar. se comportam quimicamente como se fossem um só e mesmo elemento. negro-de-fumo. embora diferindo nas suas propriedades físicas muito acentuadamente. somos confrontados com o mudar de diamante em lampblack. em primeiro lugar.com 99 Página 138 indivisível até agora e. um conversível no outro. Página 137 Certas substâncias são conhecidas. além disso.Um argumento muito sugestivo para a transmutação dos metais foi apresentada por Professor Henry M. altamente inflamável fósforo sólido) e vermelho (a dificilmente inflamável.Abika. dando origem ao mesma série de compostos.os quais são quimicamente conhecida como "carbono" . um elemento. 27 Tem sido habitual para se referir a substâncias como diferentes formas ou alotrópicas modificações do mesmo elemento. em um artigo intitulado "Allotropy ou Transmutação?" ler antes da British Association (Seção B). e após afirmar que os elementos não pode ser transmutado em outro. fósforo amarelo (um amarelo. porque eles fazem . e com os fatos. substância vermelha escura.

e que define aqueles que fazem como transmutar ipso facto um elemento. a partir dos quais o de seu companheiro derivativeless podem diferir consideravelmente para todos nós sabemos o contrário. porque eles possuem o mesmo peso atômico. Em suma. pela razão de que. em seguida. . não é igualmente justo para responder que chamar dois transmutáveis elementos de um elemento não torná-los assim? "É filosófica para apontar para o fato de que esses dois elementos transmutable render. mas um única linha de derivados como prova de que eles são um elemento? Isso não é prova bastante da prontidão. nós limitamos o nome `elemento 'a substâncias indivisíveis que não pode ser transformado em um ao outro. e então dizemos que os elementos não podem ser transmutadas.mudar um no outro. de fato irresistibleness. considerar os pesos atômicos dos elementos como tendo qualquer significado além expressando a inércia-rácios nas quais combinam um com o outro. o o valor obtido é o peso atómico do elemento que forma os derivados. e diferentes elementos são distinguidas por diferentes pesos atómicos. se nós. Não é esta muito como dizer que. um bezerro tem cinco pernas? E se é só responder que chamar um rabo de perna não significa que seja uma perna. Mas não podemos argumentar que esses dois "modificações alotrópicas" ou elementos que são transmutáveis em um outro Page 139 são um eo mesmo elemento. de fato. inevitavelmente transmuta em seu companheiro que tem derivados? 28 De acordo com a teoria atômica as diferenças entre o que são chamados de "allotropic modificações "são geralmente atribuídas a diferenças no número e disposição do átomos que constituem as moléculas de tais "alterações". e não a quaisquer diferenças nas os próprios átomos. de sua transmutação? Não isso simplesmente significa que o elemento derivativeless. se você chamar o rabo de um bezerro de uma perna. em a determinação dos pesos atômicos. derivados de tais órgãos são empregados. sempre que entra em combinação. portanto.

e as mudanças a partir de uma "alteração" para o outro é uma verdadeira transmutação dos elementos. 103. O chamado "alotrópica modificações de um elemento ". de onde ele é para ser concluíram que a transmutação de um tal elemento para outro só será alcançada pela utilização de energia de uma forma altamente concentrada. portanto. 29 uma vez que a mudança de uma "forma" para outro ocorre apenas com a evolução ou a absorção (conforme o caso pode ser) de calor. a única diferença é que o que se chama "allotropic modificações do mesmo elemento "diferem apenas ligeiramente em relação à energia que eles contêm. Conclusão. são tanto diferentes elementos como qualquer outro diferentes elementos. Considerando que diferentes elementos (chamado) diferem bastante uma da outra. de acordo com a modernas concepções sobre a natureza da matéria. e. consequentemente.Se quisermos distinguir entre duas dessas "modificações alotrópicas" para além de qualquer visões teóricas sobre a natureza e constituição da matéria. Nós mostramos que a ciência moderna indica que a verdade essencial da alquímico .com 100 elas contêm ou são equivalentes às diferentes quantidades de energia. como é evoluído simultaneamente com a decomposição espontânea da emanação do rádio.Abika. 30 Mas. podemos dizer que tal "Modificações" são diferentes porque pesos iguais deles contêm. são relativamente fáceis de transformar uma na outra. diferentes quantidades de energia.como são diferentes porque pesos iguais de Página 100 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. este é o único essencial Página 140 diferença entre dois elementos diferentes . ou são equivalentes a. a este respeito.

quem sabe? 1. e quem pode dizer que ele será Página 141 impossibilidade de controlar a sua acção." Comptes Rendus heldomadaires des Séances l'Academie des Sciences . então as transmutações dos elementos não aparece mais um ocioso sonho. (1910).Abika. e vale a pena notar como muitos dos descrições obscuras 'alquimistas de seu Magistério bem aplicar a esse maravilhoso algo que nós chamamos de energia. Eles não devem ser confundidos com a fosforescência amarelo-esverdeado que é também produzida: os raios-X são invisíveis. reimpresso em The Chemical News . quando os meios de transmissão de energia e controlando devem ter sido investigado? " 31 Seja qual for o veredicto final sobre o seu próprio experimentos. vol. 4. vol. cli. E do outro problema. lxxx. e nossa tarefa é finalizada.com . pp. Escrevendo em 1904. Entregues antes da Royal Society. 1908). Madame Curie e P. Proceedings of the Royal Society of London . MA Debierne: "Sur le rádio métallique. xcvii. vol. A pedra filosofal irá ter sido descoberto. Para a acção de células vivas é também dependente da natureza e direção da energia que contêm. Veja Sir TE THORPE: "Sobre o peso atômico do Radium" (Palestra Bakerian para 1907. 20 de junho de 1907). e não está para além do limites da possibilidade de que ele pode levar a que outro objetivo dos filósofos do escuro as idades . pp 523 Página 101 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. o verdadeiro "Matéria Prima" do Universo. 1904). 3.. os de Sir Ernest Rutherford. Sir William Ramsay disse: "Se estes hipóteses [sobre a possibilidade de causar os átomos de elementos comuns para absorver a energia] é justo. 298 e segs . demonstrar o fato de transmutação. (15 de Maio. Veja Madame Sklodowska Curie substâncias radioactivas (2nd ed. o Vitæ Elixir . referido no prefácio à presente edição. págs 229 e segs .doutrina. 2.o elixir vitae ..

D. RW GRAY: "La densité de l'émanation du rádio. (1909). p. xvii. por exemplo. . Sir William Crookes FRS: "Radio-activity de urânio". pp 82 e 83. vii. 5. 16. Pelo professor Onnes. Revista Filosófica [6]. o Sr. e T. pp 281 et seq . pp 202 e segs . vol. É também interessante notar que muitas substâncias comuns emitem corpúsculos a altas temperaturas.(1903). 9. págs 409 e segs . . Proceedings of the Royal Society of Londres .. universalmente aceito.(1900). cii. . vol. embora muito fracamente assim (ele emite Raios). 12. 37 (24 de Julho. lxxii. págs 126 e segs ..Sc. págs 204 e segs . Este ponto de vista sobre os raios-não é. M. ". 10. (Para uma tradução em Inglês deste artigo ver The Chemical News . RUTHERFORD. . 6. Sir William Ramsay e Dr. Por Ramsay. e HT BARNES. 1908).: "efeito de aquecimento do Radium Emanação. 11. " Rendus hebdomadaires des Séances de l'Académie des Sciences . E. xcviii. vol. Veja Chemical News . vol. LXVI. p. 13. Sir William Ramsay e Sr. vol. ver 76. A tradução de AE Waite. Veja Proceedings of the Chemical Society . E. " Philosophical Magazine [6]. vol. "(Ver The New Pérola de Grande Valor . FRS. 14. na oficina da natureza. no entanto. 8. 7. 15. (1904). pp 125-126. . no entanto. Tem sido definitivamente provado. 175). Diz Peter Bonus.Sc. Royds. de que o potássio elemento comum é radioativo. 55). Frederick Soddy: "Experimentos em Radioatividade ea produção de Hélio de Radium ". IVC. FRS. vol. xxv. sabemos que a geração de metais ocupa milhares de anos. vol. Anais do Royal Society of London .101 525. alguns cientistas considerá-los como consistindo de um fluxo de partículas que se deslocam com velocidades veryhigh. (1909). Ver Professor HC JONES: A Natureza Elétrica da Matéria e Radioatividade (1906).: "A Natureza da -Partícula de Substâncias radioativas ". RUTHERFORD. (1910). e de certos outros dos alquimistas expressa um análogo ver. Isso decorre Hiptese de Avogadro. p.

. 20. pp 812 e segs . mostrou-se que o -Partícula que consistem de um electricamente cobrado hélio-átomo. vol. 23. de modo que as sugestões acima deve ser modificada de acordo com a mesma. Journal of the Chemical Society . e T.Abika. Ação em Água Destilada. TILDEN: The Elements: Especulações quanto à sua natureza e Origem (1910). 22. não só difere da grande filósofo sobre aqueles muito pontos sobre os quais a filosofia científica moderna está em desacordo com Newton. pp 966 et seq . 133 e 134.. Em Água e certos gases ". no entanto. (1907). mas. Seria uma tarefa mais interessante para estabelecer o acordo existente entre Teorias de Swedenborg e os mais recentes produtos do pensamento científico sobre a natureza do universo físico. "Pt. " Journal of the Chemical Society . M. ibid . E. FRS. Mais recente experiências. 107. muitas descobertas científicas modernas antecipados e científicos teorias. 109.: "A Ação do Radium Emanação on Water ".. e este ponto de vista foi recentemente aceito por Sir William Ramsay. ficaria sem os limites do presente trabalhar. págs 992 e segs . III.. (1908). ibid . RUTHERFORD. xvi. "Pt. 21. 1593 et seq . xciii. e sobre a Água ". Revista Filosófica [6]. (1907). vol. "Pt. Veja pp. xci. CAMERON e Sir William Ramsay. pp. ibid . 106. xci. On Soluções contendo cobre e chumbo. no entanto.Sc.. que Página 102 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. ALEXANDER T. Com relação aos comentários de Sir William Tilden. Sir William Ramsay:. (Ver 94). como é agora reconhecido pelos homens.17. 18. Na Água " ibid . Sir William A. xciii. Tal.com 102 É muito interessante notar que Swedenborg (que nasceu quando Newton estava entre quarenta e cinqüenta anos de idade). Madame Curie e Mademoiselle Gleditsch: "A ação de 'emanação du rádio . pp 1605-1606. vol. pp 931 et seq . (1908). II. vol. Royds. 19. pp 108. vol. Journal of the Chemical Society . 997. IV. p. (1908). "A ação química da emanação Radium Pt I.

23 de setembro de 1910. sob alta pressão. vol. 26. xcv. p. 24. A produção artificial de diamante. Grafite foi também obtido. pp 157 e 158). e tanto diamante e grafite pode ser indirectamente convertido carvão.com 103 causa. vol.Abika. vol. mas o falecido professor Moissan conseguiram efetuá-lo. pp 153 e 154. Para uma defesa do ponto de vista de que as substâncias químicas podem ser considerados como energia complexos. ver The Chemical News . vol. 27. EDGAR PHILIP PERMAN: "A Ação Direta de Radium em Copper and Gold" Proceedings of the Chemical Society . no entanto. cp 209 (29 out 1909).D: "Allotropy ou Transmutação". é um processo mais difícil. vermelho fósforo sendo convertida em fósforo amarelo. vol. por dissolução de carvão em ferro fundido ou de prata e permitindo-se cristalizar a partir da solução. Rendus hebdomadaires de Séances de l'Acadimie des Sciences . Sir William Ramsay: "Elementos e elétrons". cxlvii. 25. O fósforo vermelho é produzida a partir de fósforo amarelo por aquecimento do último na ausência de ar. tanto quanto muito pequenos diamantes são Página 103 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www.sur les soluções des sels de cuivre ". 28. (1908). págs 345 e segs . (Para uma tradução em Inglês de Neste trabalho. HOWE.(1909). A temperatura 240-250 o C é a mais apropriada. págs 624 e segs . Professor HENRY M. 214. e que esta visão é tão válida como a noção mais antiga de um produto químico . vol. O diamante é transformado em grafite. cii. (1908). às temperaturas mais elevadas a alteração inversa em conjuntos. LL. Por um breve relato em Inglês destes experimentos posteriores ver The Chemical News . xxiv. (Veja o Chemical News .) 29. xcviii. Journal of the Chemical Society . quando aquecido por uma corrente eléctrica poderoso entre os pólos de carbono.

no entanto. vol. 6d. Mais frequentemente. 30. vol. 1916.) • MENSURAÇÃO EXPERIMENTAL. Algumas sugestões para uma melhor Compreensão da onde e por que de sua existência. 31. net. p. Sir William Ramsay: ". 57. ie .com 104 • A MAGIA DE EXPERIÊNCIA. (Edição Europeia).) • matéria. Sendo uma tentativa de empregar certa Princípios Matemáticos na elucidação de alguns problemas metafísicos. a troca de calor que acompanha a transformação de um elemento numa "Modication allotropic" {sic} pode ser medido diretamente. XLIX. THE END. 1912. (Heinemann. 2S. pp 227 et seq . 1909. Radium e seus Produtos" revista Harper (dezembro 1904). Conhecimento e notícias científicas . Impresso na Grã-Bretanha por UNWIN BROTHERS. (Rider. Net. . FRS (Dent. FCS NO CÁLCULO DE termoquímico constantes. 6s. (Rider. (Lond. intitulado "As reivindicações de Termoquímica ".) • A teoria matemática do Espírito. Um Fundamental Text-Book of indutivo Geometria.Abika. Out of print ). 1916.Sc. LIMITED WOKING e Londres • Obras de H. veja um artigo do presente escritor. (Nova Série). Popular Edition. Barrett. 1S. 1912. 2S. Em alguns casos. espírito e as COSMOS. Página 104 Alquimia Obter qualquer livro de graça em: www. como algo feito inteiramente de diferentes unidades ou átomos de cada uma caracterizada pela posse de um peso definido e constante num local fixo ponto na superfície da Terra.). (Arnold. (Julho de 1910).substância como uma inércia do complexo. é calculada como a diferença entre as quantidades de calor que foi obtido quando os dois "formas" são convertidas em um e o mesmo composto. net. vii. Net 6d..). B. Com uma Introdução por Sir William F. STANLEY Redgrove. Uma Contribuição para a Teoria do Conhecimento.

Net.) • Roger Bacon.) • GASES INDUSTRIAIS. e Ocultismo medievais. 5S.) • JOSEPH Glanvill e Pesquisas Psíquicas. Net. Uma série de excursões nos atalhos do pensamento. 1918. Net.) • A acusação de guerra. Por HS Redgrove e IML Redgrove. no século XVII. (Rider. H.) . incluindo HS Redgrove. 1919. juntamente com a liquefação de gases. Uma Exposição de Swedenborg de Doutrina filosófica em relação ao pensamento moderno. 2S. o pai da ciência experimental.) • FINALIDADE E transcendentalismo. segunda impressão. Net. net. 9S. 6D. (Rider. 1920. Líquidos. ROWBOTTOM. 10S. 6d. Compilado por HS Redgrove e J.• CRENÇAS passada. 1921. (Crosby Lockwood. (Kegan Paul. (Rider. 1920. 10S. 1920. 1S. 6d. Por vários autores. (Daniel. An Anthology.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful