Deu zebra!!!

Há uma grande expectativa em torno do tema da redação do Enem. Em ano de prova, o professor de redação passa a ser também um pouco de profeta, de adivinho, cuja missão é prever o que pode aparecer na prova de redação, entretanto a maior missão desse professor é, na verdade, criar temas de redação, estimular a escrita, habilitar o aluno para o texto dissertativo-argumentativo e apresentar técnicas de escrita. Mas, em época de facilidades, de se querer tudo pronto, o aluno, geralmente, quer a facilidade de ler e de decorar o que é a previsão do que vai cair. Então, é comum ouvir em sala frases do tipo: “professor, o que o senhor acha que vai cair?” Ou ainda: “professor, tem perigo de cair governo Dilma?” Mas, meus caros, não podemos reduzir a escrita a uma mera decoreba de informações para “jogar” no texto, na verdade, estudamos muito bem as 5 competências propostas pelo Enem, sendo assim, essa tal “técnica” de decorar informações para “jogar” no tal tema que pode cair é algo extremamente perigoso, primeiro, porque o aluno querendo demonstrar que sabe tanto sobre o assunto tem a tendência de informar demais e assim sobrecarregar o texto com fatos, informações, porém deixando a desejar na argumentação e correndo o risco de desrespeitar duas competências importantes, a 2 e a 3. Assim, o aluno tende a escrever o texto dissertativo de caráter expositivo (falhando na competência 2) e consequentemente vai falhar também no momento em que deveria persuadir o leitor (a competência 3). Então, aconselho: não decore, mostre informações que sejam úteis para embasar seu ponto de vista e seus argumentos, ok? E mudando de assunto, já pensou em pegar a prova de redação do Enem e aparecer um tema inesperado, algo que você nem imaginava? Isso aconteceu ano passado, embora programas de televisão tenham abordado o assunto imigração no Brasil atual, apesar de ter sido um assunto debatido em várias revistas (o Guia do Estudante que o diga) foi uma surpresa geral. Vimos que o Enem é uma caixinha de surpresas. Em ano que se falava de Rio+20 e de sustentabilidade, em que a grande

aposta era em torno dessa temática, nada foi cobrado a respeito. Lembro inclusive que uma aluna de cursinho passou o ano inteiro escrevendo apenas sobre meio ambiente, sustentabilidade etc. E o resultado?... Então, já pensou uma zebra dessas novamente? Vamos então falar em zebra? Já pensou pegar a redação deste ano e encontrar o seguinte tema: 60 ANOS DA PETROBRAS, UMA VIDA EM PROL DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO PAÍS. Você deve estar pensando: “Professor, pelo amor de Deus, isso seria muito pesado!” Bem, a função do artigo aqui é fazer você refletir sobre a hipótese de um imprevisto, então... Vamos pensar em outra possibilidade: já que é ano de comemoração de nossa Constituição Federal, que completa 25 anos este ano, coloquei como tema para meus alunos a seguinte questão: CIDADANIA E REPUBLICANISMO NO BRASIL: UM OLHAR A PARTIR DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 88. Também explorei este tema: CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988: 25 ANOS EM NOME DA DEMOCRACIA NO PAÍS. São zebras interessantes que estimulariam o aluno a pensar em questões pertinentes de nosso país, e tem mais... Que tal falar do “pai dos pobres”? Você se lembra da herança deixada por Getúlio Vargas? Estamos em ano de comemoração de 70 anos da CLT, então não seria algo impossível de ser cobrado algo do tipo: CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS TRABALHISTAS: 70 ANOS DE TRABALHO EM PROL DO TRABALHADOR. Você deve se lembrar também de que o Enem já explorou na redação (prova de 2006) a questão da leitura (O PODER DE TRANSFORMAÇÃO DA LEITURA), sendo assim, nada me impressionaria se uma prova de redação abordasse o tema: AS DIFICULDADES EM TORNO DA PRÁTICA DA ESCRITA. Seria uma espécie de prova de metalinguagem, o aluno falando da redação na própria redação, interessante, não é? Estamos falando do que ninguém esperaria, certo? Logo, para você perceber que não estou exagerando, já pensou em pegar uma prova de redação que falasse do riso? Exagerei? Pois foi o tema cobrado em certa ocasião pela Universidade Federal do Tocantins: A contribuição do riso tragicômico para a formação do cidadão. Um dos textos geradores citava de forma curiosa e interessante a seguinte questão:

Viu só como não estou exagerando? E para provar mais ainda que as curiosidades aparecem nas provas de redação, vale lembrar também o tema da prova do Enem aplicada aos presidiários ano passado (você sabia que eles fazem um Enem diferenciado do seu?), cujo tema foi: O GRUPO FORTALECE O INDIVÍDUO? Olha só, prova do Enem com tema de caráter subjetivo, e você ainda reclamou do assunto imigração... Ainda nessa linha da subjetividade, dos temas diferentes você sabia que na prova do Enem já foi cobrado também a questão voluntária? O tema foi: Ajuda Humanitária (prova aplicada em 2010 quando ocorreram problemas de impressão em algumas provas). Dessa forma, nada me impressionaria se a prova deste ano pedisse algo em torno da importância da amizade, da generosidade entre as pessoas...

Essa prova de 2010 trazia como textos geradores os seguintes:

Alunos me perguntaram esses dias, se o tema bullying poderia ser cobrado, pois foi apresentado, recentemente, em um programa de televisão que também havia abordado, ano passado, sobre imigração no Brasil e “coincidentemente” esse assunto caiu no Enem. Bem, seria sim uma zebra, pois é um assunto que não está tão em evidência como antes, mas digo-lhes que falar dessa zebra não é nada difícil, principalmente se o assunto for tratado com relação ao seu contexto estudantil, os problemas em torno da questão na escola. Pense no seguinte tema a respeito: BULLYING, UM PROBLEMA PARA SER DISCUTIDO NA ESCOLA. De fácil abordagem, não seria nada difícil fazer uma análise da questão, inclusive pensando na competência 5, de fácil intervenção. Em resumo, não acredito que você vai temer o que vai aparecer em sua prova se você LEU bastante, se você se manteve INFORMADO durante todo o ano e ainda mais com nossas dicas recentes em redação, com nossas aulas e o material de apoio que deixei, você não terá nenhuma surpresa, e se aparecer essa tal zebra, monte nela, meu chapa, brinque com ela, passeie com ela, ok? Mas vale lembrar uma listinha de zebras interessantes que poderiam dar um susto em alguns alunos: (já dei uma lista de 100 temas possíveis, agora quero dar uma nova lista com temas inesperados) A importância da valorização do professor para o processo educacional; A lei dos royalties e o desenvolvimento de áreas essenciais para o país;

Humanização do sistema público de saúde no Brasil; Analfabetismo no Brasil no século XXI, o desafio a ser vencido pelo Estado; Menores infratores no país, reduzir a maioridade penal é a solução? Violência nos estádios no país; A importância da família para a formação das crianças e dos jovens; Drogas ilícitas: um problema que afronta a sociedade; Altruísmo: a importância de ser solidário nos dias de hoje; O consumo na sociedade contemporânea; O consumo inconsequente e a produção de lixo no mundo

Autoria: professor Dionisio