You are on page 1of 8

- Anjos

-
Invólucro e Barreira


Cristiano ´Leishmaniose¨ DeLira
Agradecimentos

- A Deus. por tudo o que tem íeito.
- Aos meus pais. por me ensinarem a íazer as coisas sem desejar nada em troca.
- A \ilne Maga`. por além de me aturar por três anos e meio. ainda assim me amar. IL\D-. Lternamente.
- Aos meus irmaos. Juliano Noiado` e Marina Manina`. pelas brigas e acordos. Adoro ·ocês!
- Ao Marcelo Del Debbio. por acreditar no meu potencial e pelo Anjos - A (idade de Prata.
- Ao Norson. por me aturar. Manda lembrancas pra (ris.
- A Luciana Luka-chan` pelo íantastico Anime RPG e pelas con·ersas sobre lagakure e Musashi.
- Ao labrício Gizmo`. por coníiar em mim. oíerecendo-me o cargo de moderador de algumas sessoes do lórum. e por
tornar este netbook apresenta·el.
- A Luciano Luckiller` Gal·ao e a Douglas Mago D`Zilla` por serem Mestres da ·ida.
- Ao Shaítiel. Se nao íossem os li·ros deles eu nao ia gostar de mexer muito com anjos.
- Ao 1emplario. ele íoi um dos que mais indagaram no íórum sobre os in·ólucros.
- Ao Snake. por me con·encer a mudar o Setter de daiphir para captare.
- Ao Lriol. porque as idéias dele sobre anjos sao bastante aprazí·eis. Visitem o site dele. a cronica é boa mesmo.
- Ao 1hro·an. que mesmo sem saber. me lembrou de procurar íiguras de anjos para esse net.
- Ao Lennonz. Lamazuus. Anarkiel. Garrell. Spellcaster. Arzzak. McGun. Alíredo. Guaxinim. Lrrado. Arlequim. Mr.
\heres. (apitao lardman. Delhintis. Albano. Gama Raz. Gvulia Moon. Sil e N·ndaemon. Vocês sao demais!
- Ao Noshíerrej. lolococos. Nastv Bov. Samurai. Lídia. laziel Lazarus. llorest Spider. Mago lirus. Sphiritte. Asuka.
\etbaal. Blandine. Shepard. Shi Dark. Metraton. \ainstein. Melani Darkíog e 1hcrown pelo apoio. pelas críticas e pelas
agrada·eis tardes no Icq.
- A Ricardo Jardim Unhaco`. Dant (héterson Dent` e Melquiades Ouildas`. pelo apoio e pelos conírontos M·(2!
- A DaRocha. Larissa. Lmmilita. Julicota. Lia e demais Gatas_ADM`. pelas broncas nos trabalhos e nas aulas.
- Ao Z. ZZ1OP e Darkstalker. L a íorca norte-riograndense no RPG Nacional.
- Aos membros da lista Arkanun. RPGDaemon. li-Brazil-RPG. Merkal. In·asao. Melinv. (rvacontos. Rede RPG e
1ormenta pelo aprendizado. discussoes. amizade e di·ertidos e-mails.
- Ao Bin Laden. Laos. Laque. Lobo de Diamante. Khan dos Ventos. lallen Angel. \raith. lalcon. Bagre. Baden. Joe KR.
\erewolí4444. 1emplario. 1on Long. Dromar. Bizzarro. Spvman. Dantas. Buda. Phersheu. Mhobos. Spider-Neo. Oueza.
Sanguinario. Lestat. Jimmv. Magico. Bad Bov. Shingo \atanabe. la·en. (lérigo de 1vmora. Kaio Dreamer. 1vzzis. Uolíe.
Primeiro Garoto. Darkness. Bhaskara e todos os inúmeros membros do lórum da Daemon por me aturarem e por tudo o
que me ensinaram. Iníelizmente eu nao posso listar todos. mas saibam que este netbook é para ·ocês e por ·ocês.
- A todos os jogadores de RPG. independente de sistema. raca. classe. religiao. nacionalidade. gostos e características.
Vistamos a camisa Lu Jogo RPG` www.eujogorpg.com.br,.
- A todas as criancas. pelos seus sorrisos. que sao um dos maiores moti·os de esperanca e íé no mundo.






Eu acredito no Sol, mesmo quando não ilumina.
Eu acredito no Amor, mesmo quando não o sinto.
Eu acredito em Deus, mesmo quando permanece calado.
(Parede de sótão utilizado por judeus que se escondiam de nazistas)








Lste é um netbook disponí·el para download gratuitamente no site da Daemon www.daemon.com.br, nao podendo ser ·endido
ou comercializado.
Lsta é uma obra de íiccao. Instituicoes e grupos reais que sejam mencionados nesse netbook de·em ser tratados como íiccionais.
Isto é apenas um jogo. A Realidade é muito pior.
Dú·idas. comentarios. sugestoes. ameacas. cobrancas. dí·idas e críticas me procurem no lórum da Daemon ou no e-mail
Leishmaniosemyahoo.com.br

´Você encontra a Aventura ou a Aventura encontra você¨

Introducäo



Ola.

Lm minhas tantas postagens no lórum da Daemon notei que entre os assuntos mais abordados esta·am os In·ólucros.
Lles e os Arquimagos eram os assuntos mais indagados e comentados por muito tempo. Muitas ·ezes quando eu menos espera·a.
que acha·a que o assunto ja tinha dado tudo de si. aparecia uma postagem indagando sobre os in·ólucros e seus eíeitos. agora
também chamados de simulacro no Spiritum e no Anjos 3' Ldicao. Antigamente. quando nao ha·ia mais nenhuma dú·ida no·a.
recomenda·a-se que garimpasse termo utilizado para procurar alguma coisa. chamamos garimpo porque a iníormacao que se
procura. o tópico ou postagem é uma preciosidade. um ouro`, no lórum atras dos tópicos antigos. onde poder-se-ia ·islumbrar
tudo o que antigamente ha·ia sido escrito sobre o assunto. (omo a Roda do íórum` anda girando muito rapido ultimamente
de·ido ao limite de espaco disponibilizado pela lórumNow. as postagens e tópicos antigos que nao ti·eram nenhuma postagem
recente sao automaticamente apagados de·ido ao surgimento de tópicos e postagens no·as - no lórum chamamos esse ciclo de
Roda do lórum` em alusao a Roda dos Mundos do 1re·as,. eliminando muitos desses tópicos que explora·am proíundamente
um assunto. cogitou-se no·as possibilidades. Sempre ha um de nós aqui e ali para ·ir e responder as perguntas dos. sempre
desejosos por no·os conhecimentos. membros do lórum. mas outra alternati·a precisa·a ser repensada. Muitos sugeriram que
alguém garimpasse pelo íórum procurando todas as pérolas e ouros e reunisse tudo em um netbook. Ainda esperamos pelo
corajoso que íara isso. mas de certa maneira. quando o Laque en·iou para o Gizmo um documento que correspondia a uma
postagem minha sobre o aprimoramento Arquimagos para tornar-se um netbook. pude notar uma no·a alternati·a e atra·és desse
netbook tento implementa-la. mesmo com projetos mais antigos ainda nao concluídos como o Alunos 2.0` e o Poderes
Místicos` que eu posso citar sem nenhum peso na consciência` - ou seja. eles ja íoram di·ulgados,. 1entei ser o mais imparcial o
possí·el quanto aos in·ólucros. de íorma a nao des·alorizar contos íantasticos que íoram escritos sem saber o real eíeito dos
in·ólucros. as lendas e o material íeito pelo MDD Ou Mxvzplk. ou simplesmente Marcelo Del Debbio,. Ouanto as barreiras. bem.
de início elas nao estariam nesse netbook. mas nao acho que teria possibilidade de usa-las em outro e íazer um netbook de duas
paginas nao ·ai a meu gosto estou achando esse de 8 meio tosco ainda,. por isso para os ías do lantastico trabalho da (LAMP. o
X`. segue de bonus um tratado sobre Barreiras abrangendo até mesmo um pouco as ·iagens dimensionais que ocorriam em outros
animes. como o lendario Darkstalkers` Sim. eu sei. to de·endo o netbook deles. mas é material de primeira qualidade nao pode
ser íeito rapidamente assim. Lxige carinho...,. Lspero que gostem e aguardo as críticas e comentarios. sejam colocados no lórum.
sejam en·iados ao meu e-mail. Agradeco a atencao e compreensao de todos.

Atenciosamente.
Leishmaniose
que sim. anda repessando em íazer um Arquimagos 2.0. mas para isso de·e primeiro concluir os outros projetos que ele ja tem...,
1reinamento


(omo de
costume o céu esta·a
azul no distrito de
Luna. com o sol sempre
brilhando e nenhuma
nu·em a ·ista. Apesar
do eterno brilho de um
dia claro e ensolarado.
do Distrito de Luna
podia-se ·islumbrar inúmeras estrelas e planetas. Minah.
embaixo de uma ar·ore ·islumbra·a um ponto em especial. Um
pequeno corpo celeste sem brilho próprio. mas azulado e com
íaixas brancas. Distraída em sua contemplacao nao notou a
aproximacao de Sami·el. que postando-se ao lado dela apenas
sorriu e olhando para o corpo celeste. disse:
— Lxatamente. Aquela é a 1erra. A 1erra que
muitos julgam apenas uma lenda ou um boato. a
1erra onde. como ·ocê descobriu em seu
treinamento. tra·amos nossa batalha contra os
(aídos e seus aliados.
Minah apenas suspirou e encostando-se no tronco da
ar·ore baixou os olhos até os campos ·erdejantes de Luna e
seus bosques. Mais adiante esta·a uma ·ila de casas medie·ais
com um castelo no alto de um morro e uma torre com um
relógio angelical. que apenas por capricho possuía doze horas
em sua demarcacao. ja que em Luna nunca entardecia. anoitecia
ou amanhecia. sempre era dia claro. Antes ela nao conseguia
entender. ja que muitos relógios costuma·am demonstrar as
horas desde que a grandiosa (idade de Prata íoi construída.
Muitas horas se passaram desde que Demiurgo concluiu sua
obra-prima. Agora ela entendia o moti·o daquele relógio. e nao
somente ele. possuir doze di·isoes e nao ser como a maioria na
(idade de Prata. A 1erra possuía relógios de doze horas. Muitas
das almas de Luna. inclusi·e do engenheiro e do construtor
daquela torre íoram da 1erra antes de ·irem para Luna. Seu
inconsciente de certa íorma tenta·a manter ·i·os alguns pontos
de sua ·ida terrena. Uma ·ida esquecida no ritual realizado
pelos Anjos Recípere de incorporacao das almas em um corpo
angelical.
— Sei que muitas coisas somente agora comecam a
íazer sentido. Veras que muitas outras coisas.
algumas inesperadas. também íarao sentindo.
Minah. - Sami·el quebrara aquele silêncio com
sua calma ·oz.
— Assim espero. Lorde Sami·el. - íalou Minah
le·antando-se e limpando sua toga das íolhas que
esta·am no chao. Mordia seus labios. como se
tentasse conter algo dentro de si.
— Nao machuque assim seus lindos labios.
pequenina. Se tu possuis alguma dú·ida. podes
perguntar. Nao sou um agente da Inquisicao que
acredita íerreamente que possuir dú·idas é
questionar as acoes de nosso amado Demiurgo.
— Por que nem todo mundo sabe sobre a 1erra·
Acredito que muitos se disponibilizariam para
tentar ajudar nesse conílito. dando íim a ele.
— 1ambém acredito nisso. querida Minah. Mas
também acredito que nem todos estao preparados
para conhecerem algumas coisas. Muitos sao os
que caem após terem tido contato com a 1erra.
Grandes sao suas tentacoes. inclusi·e para nós.
ser·os de Demiurgo. Justamente por isso nao se
coníirma aos boatos sobre a 1erra. mas também
nao se nega. Muitos dos que nao possuem
conhecimento sobre a 1erra o íazem por ·ontade
própria. minha querida. Nem todos possuem sua
íé e seu amor ao nosso (riador.
Minah íechou os olhos. deixando com que a le·e brisa
erguesse seus cabelos. ondulando-os no ar. Sami·el possuía
bastante sabedoria em suas pala·ras. ele ·i·enciara muito mais
do que ela podia sequer imaginar. Lle tinha cerca de 400 anos.
certamente conhecia muito mais coisas que ela que acabara de
completar 105 anos na (idade de Prata. Alias. anos também era
uma denominacao humana. Ja que na (idade de Prata nao ha·ia
dias na concepcao terrana também nao ha·ia semanas. meses
ou anos. O tempo era um só. como se o dia ti·esse comecado
no Dia da (riacao e nao terminasse nunca mais. Os anos
angelicais eram apenas uma di·isao muito maior das horas.
assim como as mesmas eram uma di·isao maior dos minutos
que por sua ·ez eram dos segundos. Lntao quantas horas ele
·i·era· Nunca pensara nesses calculos. Lle aparenta·a possuir
apenas 20 anos. sua idade era notada apenas no seu olhar. no
seu sorriso. em seu agir. Sami·el ·oltou seu olhar na direcao de
Minah. que ruborizada baixou por puro reílexo o olhar. como
se nao quisesse que ele soubesse que ela o íita·a. (ertamente
ele o sabia. íora uma atitude tola e impulsi·a realmente. mas
nao conseguira controlar. Nem ao seu rubor na íace.
— Lntao ·amos· - perguntou Sami·el com seu
costumeiro sorriso e abrindo enormes asas azuis.
como o céu de Luna.
— Sim. - respondeu Minah íazendo surgir de suas
costas um par de asas cor-de-rosa.
Os dois cruzaram o céu de Luna. planando le·emente.
Após alguns minutos encontra·am-se no ponto desejado. um
prédio de aparência rústica e um tanto espetacular. quase
mítico. Sami·el cumprimentou com um cano de cabeca ao anjo
barbudo que se encontra·a por tras de um balcao no interior do
prédio. Respondendo ao cumprimento com um aceno de mao
o anjo barbudo apenas acompanhou a passagem dos dois pelo
balcao em direcao a uma porta mais interna. Antes de chegar a
porta. Sami·el comecou sua costumeira explicacao.
— A 1erra é um belo lugar. Lm alguns locais
costuma ser tao belo quanto Paradísia. mas
também é um lugar onde o perigo espreita
perigosamente. Para impedir que muitos dos
nossos en·iados a 1erra ·enham a morrer ou
soírer. o sabio Demiurgo criou (entros de
In·ólucros. Os (entros de In·ólucros sao locais
onde os Anjos (orpore realizam o ritual
denominado de Passagem. para que os nossos
en·iados possam adquirir um in·ólucro na 1erra
quando íorem para la. Isso diminui de íorma
considera·el os riscos corridos.
— In·ólucros· - perguntou curiosa. Minah.
— 1ambém sao chamados de Simulacros. O
simulacro nada mais é do que uma cópia períeita
de seu corpo. só que íeita da energia e material do
plano de destino. Lssa cópia seguira as regras
naturais desse plano. Sua alma abandonara seu
corpo natural e ressurgira nesse simulacro.
enquanto teu corpo continuara no (entro de
In·ólucros em capsulas que conser·arao seu
corpo em seguranca.
— A minha alma ·ai sair do meu corpo·!
— Sim. L uma idéia repulsi·a de início. abandonar o
corpo para ·estir outro íeito do material de outro
plano. Lu mesmo repudiei a idéia durante muito
tempo. realizando minhas ·iagens a 1erra atra·és
de portais. - explicou Sami·el.
— Oual a diíerenca. Milorde· - perguntou Minah.
— Bem. eu esta·a no meu próprio corpo. Só que
também podia ser íerido como posso ser por ti
agora e isso incluía também ser morto. Lssa
minha teimosia quase originou uma tragédia com
a ·ida de um amigo meu. desde entao nunca mais
íui a 1erra com meu corpo original. O in·ólucro é
como uma armadura. 1orna-te in·ulnera·el a
objetos comuns. Lles trespassam por ti na maioria
das ·ezes como se tu íosses algum elemental do
ar. L nao se preocupe. também nao sentiras dor.
Somente magia. itens magicos. íé e um raro metal
negro. de nome hadjar. podem te aíetar. Mas ele
oíerece outros beneíícios. Poderas íicar in·isí·el a
teu bel prazer. entrando e saindo de lugares sem
serdes ·ista. a nao ser que assim tu o desejes.
Somente criancas. pessoas loucas e pessoas com
habilidades mediúnicas poderao te perceber ou.
mais raramente. te ·er. mas geralmente eles nao
costumam representar ameaca. Outros anjos e
outros habitantes de Paradísia sempre poderao te
·er no estado in·ólucro. a nao ser que estejas
usando algum item da in·isibilidade. Ouando
esti·eres ·isí·el nao poderas ser registrada em
in·encoes humanas como íotograíia ou um íilme.
sempre aparecera um borrao. um brilho ou uma
íalha onde tu de·erias estar. 1ua ·oz nao podera
ser gra·ada em aparelhos terrestres de gra·acao
de audio. Nao deixaras ·estígios como cabelo.
pedacos de pele ou qualquer outro tipo de traco
biológico onde te encostares ou esti·eres. Poderas
ler os pensamentos superíiciais de uma pessoa e
descobrir coisas simples como seu nome. sua
idade. seu estado de espírito entre outras coisas.
Nada muito a·ancado. isso exige um aprendizado
mais aproíundado de tua parte em poderes
mentais. Outra ·antagem do in·ólucro é que tu
nao morreras. caso o in·ólucro seja destruído.
caso sejas tao atacada que. caso esti·esses em teu
corpo normal. serias morta. a sua alma retorna
para o seu corpo nas capsulas e ·ocê acordara
após um pequeno estado de coma. Algo
realmente incomodo. mas nao mais do que
morrer.
— Mas o senhor utiliza·a-se de portais e pelo que
pude aprender nesses dias. muitos costumam usar
os portais para ir para a 1erra. Por quê· Se o
in·ólucro aumenta nossa protecao tanto assim.
por que muitos ·ao atra·és de portais·
— Porque os in·ólucros possuem limitacoes. Minah.
Realmente nao sentiras dor. Nao sentiras uma
barra de íerro chocando-se contra tuas costas.
Nao sentiras íome. cansaco. írio ou calor. Mas
também nao sentiras o toque das pessoas. nao
sentiras o gosto das comidas. nao sentiras o
cheiro das rosas e enxergaras em preto e branco.
Um longo tempo nessas condicoes pode destruir
a ·ida de muitos... Ja imaginou ·ocê em Luna sem
tato. sem olíato. sem paladar e com ·isao
monocromatica·
— Seria um eterno martírio. - responde Minah
pensati·a.
— Você ·era que as coisas podem tornar-se piores
com um in·ólucro. Minah... - Sami·el
murmurou como se íosse para si mesmo. Seu
olhar mantinha-se parado estatico. como se ele
·i·enciasse algo passado.
— Milorde· - Minah íitou Sami·el receosa. nunca
·ira o Anjo Virtude daquele jeito. seu olhar
aparenta·a uma certa melancolia.
— Oh. perdoe-me por preocupa-la. Minah.
Lembrancas costumam ser traicoeiras tentando-
nos a ·agar em um passado ha muito ·i·ido. -
íalou Sami·el com seu costumeiro sorriso.
causando um certo alí·io em Minah. Nao gosta·a
da idéia de algum mal aíligindo a alma de Sami·el.
- Bem. acredito que ja expliquei tudo que tinha
de explicar sobre in·ólucros.
— Lntao toda ·ida que eu íor en·iada a 1erra e
desejar ir em um in·ólucro. de·o comparecer ao
(entro de In·ólucros·
— Bem. nem sempre. Na ·erdade alguns anjos
costumam treinar o poder Simulacro para nao
precisarem ·ir aos (entros. Lles deixam seu
corpo em sua própria casa. com sua própria
seguranca e usam a esse poder angelical criando
um simulacro na 1erra. Lle é menos poderoso
que o do ritual Passagem dos Anjos (orpore. mas
com o tempo e o treinamento de·ido pode-se
re·erter essa situacao. Alguns aprenderam esse
poder para nao precisar deixar seus corpos nos
(entros In·ólucros. pois embora a protecao seja
grande sempre ha rumores e boatos de corpos
que íoram mortos enquanto esta·am em uma
capsula.
— O que acontece quando o corpo real morre
quando se esta em um in·ólucro·
— Na maioria dos casos o in·ólucro é destruído e a
alma ruma para Spiritum. no ciclo normal
espiritual. Mas ja ou·i íalar de casos em que a
alma permaneceu no in·ólucro. que íuncionou
como um no·o corpo. Ouando isso ocorre
muitos costumam destruir esse in·ólucro. pois é
melhor rumar para Spiritum do que passar o resto
de sua imortalidade num corpo sem tato. olíato.
paladar e ·isao monocromatica. Acredito que
seria isso o que eu íaria. sem pensar duas ·ezes.
Bem. querida Minah. Aqui estamos. os Anjos
(orpore estao prontos para sua primeira ·iagem a
1erra em um in·ólucro. (omo seu tutor. eu a
acompanharei nessa primeira ·ez. certo·
Minah acenou com a cabeca. sentia-se mais segura
sabendo que Sami·el a acompanharia. Recebera uma missao da
(idade de Prata e de certa íorma sentira um pouco de medo.
mas agora esta·a preparada. O tutor que lhe arranjaram era
mara·ilhoso. ele nao queria decepciona-lo. Sami·el e Minah
entraram em duas capsulas. similares a um sarcóíago ·ertical.
que se íechou hermeticamente mantendo o corpo em inanicao
enquanto dois anjos (orpore termina·am de acender as sete
·elas brancas ao redor das capsulas e concentrarem-se para a
realizacao do ritual Passagem.
Invólucros

Simulacros ou in·ólucros sao corpos que os anjos
costumam criar para ·irem a 1erra sem precisarem colocar-se
em perigo. De certa íorma sao como personagens de um jogo
de computador. onde o jogador comanda todas as acoes do
personagem. mas nao sente nada do que o personagem no jogo
possa estar sentindo.
Os simulacros possuem os seguintes beneíícios:
Pode íicar in·isí·el pelo tempo que desejar. como um
espírito. a menos que queira ser ·isto por um mortal. Ouando
esta in·isí·el. ele só pode ser ·isto por seres nati·os de
Paradísia a nao ser que esteja usando algum item magico de
in·isibilidade. algum poder especííico ou alguma magia de
in·isibilidade além do simulacro, e por pessoas que possuam
grandes ligacoes com o Lspírito pessoas com o aprimoramento
Poaere. Meaivvico. ou locus em ívtevaer ´piritvv,. (riancas e
loucos podem sentir o anjo e. mais raramente. ·ê-lo. O anjo
também podera enxergar em qualquer tipo de condicao. como
escuro total ou penumbra.
Lnquanto se manti·er in·isí·el o anjo também íicara
intangí·el. (omo um íantasma podera atra·essar paredes ou
outras coisas sólidas. em compensacao também nao podera
segurar nada material. O anjo quando esti·er in·isí·el também
podera utilizar-se de um pequeno teletransporte com alcance de
10 metros de distancia como ele estara intangí·el também nao
podera le·ar ninguém com ele,.
O anjo nao consegue sair em íotograíias. íilmes ou
qualquer aparelho de registro. Se esti·er in·isí·el ele
simplesmente nao aparece. Se esti·er ·isí·el aparecera apenas
um borrao luminoso. ou chiados. ou uma íalha no íilme. Sua
·oz nao pode ser gra·ada por meios eletronicos. Um anjo no
estado in·ólucro também nao deixa pedaco de pele. cabelos.
pelos ou qualquer outro tipo de traco biológico para tras. Lle
nao sangrara quando machucado e nao soltara qualquer tipo de
secrecao. como lagrimas. esperma. mucosa nasal. sali·a ou até
mesmo suor.
O Anjo é imune a qualquer tipo de dano que nao seja
magico. L impossí·el íeri-lo com armas normais ou catastroíes
naturais como um relampago. um incêndio ou uma la·a
·ulcanica,. Os danos passam por eles como se nao existissem.
Somente magia. armas magicas. íé e hadjar um metal místico
muito raro, podem causar dano no anjo no simulacro. 1ambém
nao sentira dor. íome. cansaco. írio. calor ou qualquer outro
tipo de sensacao. Lle nao sentira o toque das pessoas. a chu·a
caindo em sua pele. o gosto das comidas. aromas e ainda
enxergara tudo em preto e branco.
Um anjo no estado in·ólucro podera ler os
pensamentos superíiciais de uma pessoa e descobrir coisas
simples. bastante superíiciais. como seu nome. sua data de
nascimento. seu tipo sanguíneo. seu estado de espírito naquele
momento triste. alegre. rai·oso. etc, entre outras pequenas
coisas. Nao podera ler pensamentos como o que ·ai íazer
naquele momento embora possa-se deduzir isso íacilmente
com a perícia Psicologia,. segredos. aspectos íntimos entre
outras.
Ouando um in·ólucro é destruído os PVs do anjo
chegam a 0,. a alma do anjo ·olta para seu corpo original na
capsula no (entro de In·ólucros onde íicara em coma durante
sete anos. Após esse período o anjo desperta e podera
continuar com seus aíazeres anteriores. Lssa é a maior
·antagem de um simulacro.
Os simulacros podem ser realizados de duas maneiras:

Ritual Passagem

Lssa íorma só pode ser realizada por Anjos (orpore
atra·és do Poder Único Pa..agev ..trat. Anjos que nao
pertencam a casta (orpore só podem ter acesso a esse ritual em
(entros de In·ólucros. onde os Anjos (orpore criam
in·ólucros para os anjos que serao en·iados a 1erra. A
seguranca costuma ser muito rígida nos (entros de In·ólucros.
Somente pessoas com autorizacao superior podem realizar a
Passagem. sendo registrados sua entrada. os moti·os de sua ida
e sua saída e assim. de certa íorma. mantido o controle sobre o
número de anjos que ·ao a 1erra. A Inquisicao (elestial
costuma muitas ·ezes ·eriíicar esses registros a procura de
pistas sobre possí·eis anjos que estejam agindo de maneira
errada` perante o (onselho.

Poder Simulacro

(om esse poder o anjo pode mandar para a 1erra uma
íorma a·atar de si mesmo. sem precisar ir a um (entro de
In·ólucros. Dessa íorma ele nao precisa prestar contas a (idade
de Prata por suas idas a 1erra. podendo ir por moti·os pessoais
ou nao tao nobres. L preciso ter um poder in·ólucro anterior
para comprar o próximo ní·el. Os poderes que concedem
sensacoes nao podem ser utilizados como ligacao para um
poder de in·ólucro maior. Lxemplo: 1ocê po..vi o ^íret 2 ae
ívrótvcro e covpra o poaer )ato. Ovavao gavbar vai. vv povto ae poaer
avgeticat rocê vao poaera covprar o ívrótvcro ^íret 1 e .iv o ^íret ².

Nivel J: ívrótvcro. todos os atributos íísicos do simulacro
soírem uma penalidade de -9:
Nivel J: Ottato. O simulacro pode sentir o odor das coisas. (om
esse poder ati·o ele também estara ·ulnera·el a gases que
podem gerar inconsciência ou até mesmo matar asíixiado.
Danos soíridos assim também serao reíletidos no corpo real do
anjo. Lsse poder pode ser desligado:
Nivel J: 1i.ao. O simulacro criado enxerga em cores
normalmente. (om esse poder ati·o. luzes muito íortes
poderao oíuscar ao anjo e ele nao podera enxergar bem no
escuro. Lsse poder pode ser desligado:
Nivel 2: ívrótvcro. todos os atributos íísicos do simulacro
soírem uma penalidade de -6:
Nivel 2: Pataaar. O simulacro pode sentir o gosto das coisas.
(om esse poder ati·o o anjo também íica suscetí·el a ·enenos
e outros tóxicos. Danos soíridos assim também serao reíletidos
no corpo real do anjo. Lsse poder pode ser desligado:
Nivel 3: ívrótvcro. todos os atributos íísicos do simulacro
soírem uma penalidade de -3:
Nivel 3: )ato. o simulacro pode sentir o toque das coisas. (om
esse poder ati·o o anjo também íica suscetí·el a machucados.
cortes. calor. írio entre outras condicoes. Danos soíridos assim
também serao reíletidos no corpo real do anjo. Lsse poder
pode ser desligado:
Nivel 4: ívrótvcro. os atributos íísicos nao soírem penalidades:
Nivel 4: ´ecrecao. O simulacro podera soltar secrecoes. (om
esse poder ati·o o anjo também podera sangrar e a perda de
sangue aíetara seu corpo real. Lsse poder pode ser desligado.

Barreira

A Barreira é um poder que costuma ser utilizado mais
pelos seres sobrenaturais do Oriente. (onsiste em en·ol·er a
area onde ocorre o combate em um campo de íorca místico
com cerca de um a dois quilometros de raio. que transíorma
todo aquele local em uma outra dimensao. como um reílexo na
Umbra ou até mesmo em Spiritum. A barreira pode possuir
qualquer íorma desejada. sendo mais comumente utilizadas as
íormas geométricas. desde que nao ultrapasse o limite de 2
quilometros de raio. 1udo que naquele local íor atingido ou
destruído durante o combate. quando a barreira íor retirada.
·oltara ao normal como se nada ti·esse acontecido. Pessoas
comuns. sem nenhum poder eminente. sentirao apenas como se
ti·essem tido um pequeno desligamento` e um sonho e caso
sejam machucadas. quando a barreira íor retirada. estara
totalmente recuperada isso nao inclui os seres sobrenaturais e
magos. pois ambos possuem um íorte poder místico,.
(aso o criador da Barreira seja morto ou tenha um
íerimento muito grande. todo o dano que aquela area soíreu
durante o combate tornar-se-a real um dia. atra·és de um
grande acidente como a queda de um a·iao ou de uma
catastroíe natural. como um terremoto. íuracao e outros. As
pessoas comuns que íorem íeridas dentro da barreira quando o
criador íoi morto ou soíreu um grande íerimento. soírerao
alguns dias depois um grande acidente tal·ez estejam no
mesmo que destruira a area, que causara todo aquele íerimento
que íoi causado durante a luta.
Seres sobrenaturais percebem logo quando sao
en·ol·idos em uma barreira e caso sejam atingidos durante o
combate que la ocorrer nao poderao se regenerar naturalmente
como ocorre com as pessoas comuns. 1ambém estarao presos
dentro da barreira enquanto ela durar. nao podendo sair
daquela area sem utilizar-se de algum poder místico ou item
magico de·ido.
Lmbora a grande maioria dos seres que usam a
Barreira se importa com as pessoas e os locais onde estao.
alguns seres que nao hesitam em matar pessoas ou destruir
locais apenas por prazer também costumam utilizar-se da
barreira. Pois. em um ní·el mais a·ancado. a barreira concede
bonus ao seu criador quando utilizada.
(aso alguém tente criar uma barreira dentro de outra
barreira ja existente. exige-se um teste de \ill-ní·el do
primeiro criador ·ersus \ill-ní·el do segundo criador p...:
Para aetivir o víret ae vva criatvra .obrevatvrat qve vao ae.evrotra
poaere. por víret. va. .iv por iaaae. ba.ta airiair a iaaae ao .er por ]0 e
arreaovaar para bai·o,. (aso a no·a barreira obtenha sucesso. ela
anulara a antiga mas nao os eíeitos. os danos nao serao
realizados na area,. (aso haja íalha e o ser sobrenatural deseje
tentar no·amente. ele de·e esperar durante 3d6 rodadas e
realizar um teste com penalidade de -10 por tentati·a. de
maneira cumulati·a ou seja. se ele tentou duas ·ezes e nao
conseguiu. quando tentar no·amente ele tera uma penalidade de
-20 em seu \ill-ní·el,.
Recentemente. junto com o treinamento de
in·ólucros. os anjos da (idade de Prata estao ensinando o uso
da Barreira aos anjos que serao en·iados a 1erra em alguma
missao especial que possa en·ol·er combates grandiosos. Isso
pode minimizar as possí·eis conseqüências em situacoes que
íujam ao controle. embora estime-se que. como no Japao. o
número de catastroíes naturais aumente considera·elmente.

Barreira

A barreira sera tratada como um aprimoramento. ja
que até mesmo humanos comuns podem utilizar-se da Barreira
quando treinados a desen·ol·e-las. seja atra·és do chi. da íé. de
magia ou de algum outro dom sobrenatural.

J Ponto: O personagem pode criar uma barreira espiritual que
cobre uma area de um a dois quilometros de distancia e que
impede que danos sérios possam ser causados no local:
2 Pontos: O personagem pode criar uma barreira e possui
alguns bonus dentro da mesma: -3 em lorca e 1 em IP:
3 Pontos: O personagem pode criar uma barreira e possui
alguns bonus dentro da mesma: -3 em lorca. -3 em Agilidade.
-3 em Destreza e 2 em IP:
4 Pontos: O personagem pode criar uma barreira e possui
alguns bonus dentro da mesma: -3 em lorca. -3 em Agilidade.
-3 em Destreza. -3 em (onstituicao e 3 em IP:
5 Pontos: O personagem pode criar uma barreira e possui
alguns bonus dentro da mesma: -3 em lorca. -3 em Agilidade.
-3 em Destreza. -3 em (onstituicao. -3 em Percepcao. -3 em
lorca de Vontade e 4 em IP.

Bibliografia


(AP(OM. Dar/.tat/er.. 1995. Game,
(assaro. Marcelo. Mavvat ² Dc) - Reri.aao. .vptiaao e
)vrbivaao. 3ed. 2003. Ld. 1rama. Li·ro,
(LAMP. `. 2004. Ld JB(. Manga,
Del Debbio. Marcelo. .vio. - . Ciaaae ae Prata. 1ed.
1998. 3ed. 2004. Ld. Daemon. Li·ro,
\arner Bro`s. Ciaaae ao. .vio.. 1998. lilme,