You are on page 1of 8

AICICÞAÞ

I!ÞIACÃC: França, século XIX.
BAS£. Paris.
AJ!ACÃC: França, principalmente Espanha,
Austrália e América do Sul.
I£ISCÞAIIIAI£S: Anjo Blanquiel,
Demônio Trauros, Proudhon, Bakunin, Kropotkin,
Oscar Wilde, Tolstoi, George Orwell, Aldous
Huxley, Picasso, Alex Confort, Herbert Read,
Emma Goldman, Trilussa, Tucker, Thoreau,
Malesta e George Woodcock.
BACICIC!ÞI. Em meados de 1870, a
batalha pelo domínio da Terra, - lideradas por
Anjos, Demônios e Magos poderosos - já estava
bem estruturada por todos os lados, e com cada
um procurando por todas as formas existentes de
conseguir mais, e mais poder. Com exceção dos
templários e as AGNI, não havia mais nenhuma
outra sociedade secreta tentando apenas
restabelecer a paz e completa harmonia na Terra,
foi então quando um Serafim de nome Blanquiel,
vendo todo este sangue derramado aqui, resolveu
descer a Terra para acabar com esta sangrenta
Guerra. Chegando aqui ele se aliou a três
humanos chamados Proudhon, Bakunin e
Kropotkin, que já estavam a algum tempo lutando
com este mesmo objetivo. Eles formularam alguns
conceitos que propunham o exilamento de todas
as entidades sobrenaturais malignas da Terra e a
conversão dos Magos (e até entidades
sobrenaturais benignas) à Anarquia. Movimento
este, que eles mesmo criaram e fundamentaram, e
que dizia que a humanidade, como uma
sociedade, não deveria ter nenhuma forma de
governo. Deveria na verdade agir com
cooperação, realmente fazendo juz ao título de
sociedade, se completando e se ajudando, como
um organismo. Assim sendo, não haveria
ditadores controlando e subjugando a humanidade
a sua vontade, e não seria submetida ao comando
de qualquer uma das facções dominantes (Anjos,
Demônios, Magos e até Sociedades Secretas).
Então o Serafim Blaquiel junto com Proudhon,
Bakunin, e Kropotkin fundaram a Sociedade
Archonan ( do grego Archon = governo; an =
sem; Archon-an, sem governo) com objetivo de
dar a humanidade sua liberdade, e faze-la atuar
como uma unidade que se completa e coopera
entre si. Logo depois da fundação, um poderoso
demônio de Arkanun chamado Trauros, que
compartilhava da mesma ideologia fundamentada
pela Archonan e um sentimento de culpa pelas
milhares de mortes causadas por seus
consangüíneos, conseguiu através de complicados
rituais vir a Terra, e se aliou aos Archonanus na
luta contra a dominação da Terra. Com sua junção
a Sociedade, ela veio a se fortalecer muito, devido
as novas técnicas mágicas ensinadas por ele. A
Sociedade já dominava o Caminho Natural
Humano, e Trauros adicionou os Caminhos
Arcanos da Terra e da Água. Inicialmente a
Archonan era contra a inclusão dessas artes
Arcanas, mas não teve opção, por que de outro
modo não seria páreo na luta contra a dominação
da Terra. Mas mesmo dominando estas formas de
magia, os Archonanus estão restritos a usá-los
apenas para fins da própria sociedade, e não para
interesses pessoais de seus membros. A Archonan
não tem aliados, e está sozinha nesta luta
anarquista, a não ser devido a algumas poucas e
temporárias alianças com os Templários ou os
AGNI. Mas ao contrário tem inúmeros inimigos
aos que se incluem praticamente todas as
Sociedades Secretas, os governos dos países,
qualquer outra organização hierárquica, e
principalmente os Anjos, os Demônios, os Magos
e os Iluminados.
A essa altura a Sociedade estava
crescendo consideravelmente, e cumprindo com
seus objetivos, já havia conseguido destruir 4
pequenas ordens que tinham objetivos de
conquistar a Terra, e também conseguiram
implantar o regime anarquista em algumas
cidadezinhas no interior da Espanha. Conseguiram
também eliminar os Iluminados que estavam
exercendo um controle muito grande em alguns
países da Europa, inclusive o presidente da
França, o Rei da Itália, e a Imperatriz da Áustria
entre os anos de 1894 e 1901. Ela também se
expandiu muito e agora já tem ramificações em
boa parte da Europa e América do Sul. Mas por
volta de 1905 a Sociedade começou a ser
acompanhada de perto, até que sofreu um duro
golpe. Os Iluminados preocupados com o avanço
dos Archonanus, infiltraram vários agentes na
Sociedade, e em 1907 atacaram uma das sedes da
Archonan em Paris. A batalha causou muitas
baixas nos dois lados, até que o quinteto fundador
da Sociedade ( Blanquiel, Trauros, Proudhon,
Bakunin, e Kropotkin) entrou em ação, e expulsou
os invasores. Mas Max Weber, um dos invasores e
agente dos Iluminados, auxiliado pelo forte
armamento (fornecido pelo Pentágono Norte
Americano) matou Kropotkin, mas logo em
seguida foi pulverizado por Trauros. Esse evento
só fez aumentar a já grande rivalidade entre os
dois grupos.
Hoje a sociedade, apesar de seus poucos
anos de vida ( comparando-se a algumas
Sociedades milenares ) tem um bom número de
contingente, é muito atuante e influente na
Austrália, e vem cumprindo seus objetivos na
medida do possível.
A Archonan não tem nenhum vínculo
com o Arkanun Arcanorum, e seus quatro
fundadores ainda vivos estão ao lado de seus
membros ( inclusive Blanquiel e Trauros, sob a
forma de humanos), afinal a Sociedade não tem
hierarquia.
CAIACJ£IISJICAS. Os Archonanus seguem
basicamente esses 5 mandamentos:

• Um Archonanus jamais negará ajuda a outro.
• Um Archonanus só matará em último caso.
• Um Archonanus jamais se submeterá a
qualquer tipo de hierarquia.
• Um Archonanus combaterá qualquer entidade
sobrenatural, Sociedade Secreta ou pessoa
com objetivos de domínio terrestre.
• Um Archonanus deve pregar o movimento
anarquista.

Mas o segundo desses mandamentos é
praticamente ignorado por todos, devido ao
intenso perigo que um Archonanus sempre está
submetido, e já estão cogitando em eliminá-lo.
Tudo isso também se deve ao poderoso
armamento fabricado hoje em dia, que pode
ajudar muito nas batalhas em que se envolvem
(dizem que a bomba de Hiroshima matou 4
Demônios de Tenebras, o mais corrompido dos
planos, que habitavam o Japão). Pensando em
conseguir mais poderio de fogo a Archonan esta
pensando em se aliar a grupos
terroristas/anarquistas que querem muito seu
apoio.
Os Archonanus se organizam em sedes
que funcionam como uma comunidade, onde o
integrante pode viver. Na Austrália e América do
Sul existem até algumas pequenas cidades que
estão totalmente sob o regime anarquista, e
funcionam muito bem. Mas apesar de ter sedes e
até cidades sob o regime nada impede que um
Archonanus viva numa cidade levando uma vida
comum, na verdade a Sociedade até necessita
disto para manter-se informada sobre o que
acontece ao seu redor.
Para se tornar um Archonanus,
primeiramente a pessoa deve estar de acordo com
os objetivos a Sociedade. Depois passará por um
“ritual simbólico” de purificação dos males
causados pela Sociedade hierarquizada. Este
“ritual” consiste em mandar a pessoa para alguma
cidade ( de preferência desconhecida por ela)
apenas com as roupas do corpo, sem nenhum
dinheiro ou pertence pessoal, e ela deverá
sobreviver, respeitando as leis da cidade durante
uma semana inteira. Durante todo este tempo o
iniciado estará sendo observado por outros
Archonanus, por ele não poderá roubar ou
cometer qualquer outra ato inválido, por que se
assim o fizer será recusada sua junção a
Sociedade. O “ritual” tem como objetivo mostrar
como os governos capitalistas são injustos, não
oferecendo oportunidades iguais a todos. Se
completar o “ritual” o iniciado poderá se juntar a
Sociedade, e receberá um anel com o símbolo da
Archonan, que o identificará como um membro.
Dentro da Sociedade ele deverá compartilhar de
seus conhecimentos com os outros membros, para
assim conseguir adquirir novos.
Apesar de ser uma Sociedade anarquista,
se por algum motivo qualquer, for necessário
haver um representante, poderá ser eleito um, que
atuará por um curto período de tempo, apenas
para resolver o caso em questão. E o eleito ainda
estará totalmente vulnerável, podendo ser privado
da concessão a qualquer momento.
CIA!S. A Archonan não é dividida em graus de
poder, afinal é uma Sociedade anarquista, e todos
estão no mesmo nível, inclusive seus quatro
fundadores. A sociedade é dividida em Grupos de
Profissão, onde cada um desses é especializado
em uma profissão (leia-se perícia). Existe por
exemplo o Grupo de Profissão do Caminho
Arcano da Terra, da Água Dos Humanos, ou
também o Grupo de Profissão dos Espiões, o dos
Atiradores e diversos outros. Esses grupos
ensinam ao interessado as técnicas da “profissão”,
onde cada um demora um tempo de estudos que
varia de 1 a 5 anos. Em quanto estiver cursando
uma determinada profissão, e depois de concluí-la
o Archonanus terá um anel ou qualquer outro
adorno ou tatuagem, que indicará ele como sendo
apto a realizar tarefas na “profissão” em questão.
Mas para se ter direito a aprender as habilidades
desejadas, o Archonanus deve agir em benefício
da Sociedade. A cada feito que realizar em favor
da Sociedade ele ganhará créditos que darão
direito a mais aprendizagem dessas “ profissões”.
Sendo assim forma-se um ciclo, onde tanto a
Sociedade quanto o membro evolui. E deste modo
a Archonan vem se fortalecendo, ganhando seu
espaço e devido respeito, preocupando as
entidades sobrenaturais e Sociedades Secretas
com seu ideal anarquista.


Þ!A£ICS
_ . _ . _ . _ .
. _ . _ . _ . _
. . . .
.. .. .. ..


. . . .





. . . .
. . . .

(Trilussa)


. . . .

(Rousseau)


_ _ _ _ . . . . . . . .
. . . . .. .. .. ..
. . . . . . . .
. . . . . . . .

(Thoreau)



I£ISCÞAC£ÞS


IA!IC I£ CIIV£IIA · AICICÞAÞ!S
Dlo 22 do Abrll do 1º7º noscou Poulo do Ollvolro, lllho do Somuol Ollvolro o Jonoino Motos do
Ollvolro, ombos moqos do Soclododo Archonon, quo vlvlom om umo dos sodos do Soclododo no cldodo
do Llsboo, Portuqol. No vordodo Jonoino oro ostórll, noo podlo tor lllhos, por osto motlvo o cosol
doscortovo o ldólo do sorom pols. Mo corto voz Jonoino, opos tor culdodo do um dos sobrlnhos duronto
um môs, vlu como o torolo do sor moo o dolxovo oxtromomonto lollz, o ontoo, doll om dlonto llcou com
o ldólo do tor um lllho llxo no coboco. O unlco molo do consoqulr um , sorlo otrovós do odocoo, ontoo
tontorom, mos sou podldo lol rocusodo. Jonolno llcou multo obolodo, o opos olqum tompo, com multo
oslorco, consoqulu so oqulllbror novomonto mos noo obondonou o ldólo do tor um lllho. Com o possor
do tompo olo lol llcondo codo voz mols poronolco, choqondo oo ponto do tontor sulcldor-so, mols lol
lmpodldo por sou morldo. Somuol ostovo proocupodo o tontou do todos os lormos oncontror um modo
do o[udor suo osposo, otó quo llnolmonto consoqulu com Jooqulm, sou prolossor do moqlo, umo lormo
do curor o doonco do Jonolno, o quo sorlo lolto otrovós do um rltuol dosonvolvldo por olo
(Entondor/Humonos 7). Elo, ontoo, som quo Jonolno soubosso curou-o do sou mol, o lol um osponto o
oo mosmo tompo umo oloqrlo quondo olo doscobrlu quo ostovo qróvldo.
Poulo croscou sob vlqllônclo sorrodo do suo moo, quo omovo-o o protoqlo-o mols do quolquor
colso nosto mundo, umo voz olo choqou oo ponto do botor num plvoto quo hovlo roubodo o bonó dolo.
Dontro do Soclododo Archonon, Poulo obsorvovo os moqos com tromondo odmlrocoo, sonhondo um
dlo tronor-so um moqo too podoroso quonto quolquor outro, mos tlnho quo llmltor-so o olhor por quo so
podorlo comocor o oprondor dopols quo complotosso 18 onos. Mos olndo osslm suo moo [ó lho onslnovo
olquns lundomontos sobro os comlnhos do moqlo.
Em 1ºº4 o sodo dos Archononus om Llsboo, ondo o lomillo Ollvolro morovo, lol otocodo polo
Ordom dos Moqos Vormolhos, quo tomlom o qrondo crosclmonto do Soclododo dontro do cldodo. Fol
um otoquo lulmlnonto, o poqou o sodo do surproso, bom quo os Archononus tontorom roslstlr oo otoquo
mos noo consoqulrom, por quo o podorlo dos odvorsórlos oro multo molor. As dovostodoros bolos do
loqo dos Moqos Vormolhos dostruirom complotomonto o luqor, o os Archononus tlvorom multos bolxos,
lncluslvo Somuol. Aqoro som sodo o molorlo dos Archononus so mudorom poro o sodo do Soclododo no
Esponho, om Borcolono, ( com oxcocoo do olquns quo llcorom poro roconstrulr o sodo, o outros quo
lorom poro poisos ondo tlnhom porontos)poro ondo Poulo o suo moo lorom.
No sodo dos Archononus om Borcolono, opos complotor sous 18 onos, Poulo comocou o
oprondor os comlnhos do moqlo do Torro o Humonos ( os mosmos quo sou pol conhoclo), o ho[o [ó
odqulrlu bostonto conhoclmonto sobro olos, mos olo noo quor poror do oprondor otó so tornor o molhor.
Poulo tom como ob[otlvo prlnclpol do suo vldo, vlnqor o morto do sou pol, ocobondo com todos os
Moqos vormolhos quo pudor, o protoqor suo moo dos molos do mundo.
Poulo ó umo possoo multo mlmodo o colmo, mos quondo ostó om mlssoo poro o Archonon, ó
multo dotormlnodo o tonto cumprlr os ob[otlvos com todos os mórltos possivols. E quondo so troto do
Moqos Vormolhos vlró um vordodolro sonqulnórlo.

Local de Nascimento: Lisboa/Portugal; Altura: 1,67m; Peso: 63Kg; Idade: 25; Branco, olhos castanhos,
cabelos levemente louros; Nível: 1; PV: 13; PM: 2 Atributos: CON 11; FR 12; DEX 12; AGI 11; INT 16;
WILL 09; PER 14; CAR 14; Aprimoramentos: Caçador 2, Sociedade Secreta 1, Poderes Mágicos 2;
Caminhos: Humanos 2, Terra 1; Perícias: Bastão 30/20, Anatomia 30%, Teoria Mágica 45%, Ciências
Proibidas (Anjos, Demônios) 45%, Condução 33%, Espanhol 40%, Pesquisa/Investigação 35%, Jogo (cartas)
40%, Computação 35%, Atuação 30%, Latim 35%.


IICAIII SJAÞICII · AICICÞAÞ!S
A vldo do Rlchord Stonlord [ó oro conturbodo mosmo ontos do noscor.
Mlcholo Stondlord ( suo luturo moo) oro o qoroto mols bonlto do sou poquono bolrro chomodo
Groonhorso, nos suburblos do Londros. Protlcomonto todos os homons do locol contovom o [ovom
sompro quo o vlom, mos Mlcholo oro umo moco multo consorvodoro o noo so dolxovo lludlr por ossos
convorsos, o dlzlo quo somonto so ontroqorlo poro um homom por quom roolmonto so opolxono-so. Mos
nom ostos ollrmocoos do moco llzorom os homons do luqor doslstlrom do conqulsto-lo, prlnclpolmonto
um pollclol locol chomodo Robort Clovoll, o provovolmonto o homom quo oro mols opolxonodo polo
qoroto. O tompo possovo o o qoroto pormonoclo llrmo om suo lllosollo, otó quo mudou-so poro vllo um
ostudonto do modlclno chomodo Albort, quo pouco o pouco lol conqulstondo o omor do Mlcholo. Os
dols comocorom o nomoror, o so dovom multo bom, ontoo noo domorou multo poro comocossom o
lozor plonos poro so cosor. Ouondo Robort, quo [ó ostovo so romoondo do clumos, llcou sobondo quo
olos protondlom so cosor, lltorolmonto onlouquocou o promotou poro sl mosmo quo lsso noo lrlo
ocontocor. Elo ostovo docldldo om ocobor com o omor dos dols, mos osto oro umo torolo quoso
lmpossivol, ontoo rosolvou cortor o mol polo rolz o ormor umo omboscodo poro dor um llm dollnltlvo om
Albort. Um dlo [ó polo modruqodo, quondo Albort voltovo do coso do Mlcholo ( Robort hovlo comblnodo
com um qoroto do ruo, om troco do uns trocodos, poro quo olo trombosso com Albort, o no momonto
do oncontroo colocosso um popoloto do cocoino no bolso do suo [oquoto), o Robort lozlo suo potrulho
polo bolrro, ontoo obordou Albort oloqondo sor suspolto suo comlnhodo oquolo horo do modruqodo, o
poro suo ¨surproso¨ oncontrou o popoloto om sou bolso. Albort lol [ulqodo o poqou 3 onos do codolo, o
Robort mols 3 onos poro tontor conqulstor Mlcholo. Mos o qoroto soubo otrovós do Albort quo oro Robort
quo hovlo ormodo umo cllodo poro olo, ontoo doll om dlonto nunco mols lolou com Robort. Mos olo
ostovo onsondocldo, o um dlo quondo Mlcholo ostovo sozlnho om coso, olo lnvodlu o vlolontou o qoroto,
o dosso dlo om dlonto nunco mols lol vlsto por nlnquóm. Mlcholo onqrovldou, mos oscondou lsto do
Albort, o oposor do tudo dopols quo Rlchord noscou culdou multo bom dolo. Alquns onos so possorom,
Albort lol llborto, ontoo lol vlsltor sou qrondo omor, mos poro suo surproso quondo choqou, vlu Mlcholo
com um lllho quo noo oro sou, llcou lurloso noo dondo chonco poro moco so oxpllcor o obondonou-o.
Albort noo consoqulo ocrodltor como Mlcholo hovlo o lqnorodo, oo ponto do tor um lllho com outro
homom, o dlzlo quo umo possoo quo loz umo colso dossos noo tlnho dlrolto do vlvor. Asslm, um dlo,
quondo Mlcholo solo do um supormorcodo, Albort do dontro do sou corro dou um tlro, quo ocortou o
coboco do moco motondo-o lnstontonoomonto.
Rlchord Stondlord noscou no dlo 23 do oqosto do 1º7º om Londros. Ouondo tlnho por volto do
3 onos suo moo lol osslnodo por um ontlqo nomorodo, o o portlr doi lol crlodo por suo ovo Molonl.
Rlchord oro um qoroto lorto poro suo ldodo, por lsso oro rospoltodo por sous coloqos, o
protlcomonto todos os dlos orron[ovo conlusoo no oscolo, o por couso dlsso lol tronslorldo multos vozos.
Como oluno noo oro dlloronto, sompro lo mol nos provos, o choqou o ropotlr dols onos, mos mosmo
sondo um qoroto problomo oro omodo por suo ovo como so losso sou lllho. Em 1ºº5, quondo olo tlnho
15 onos, suo ovo morrou dovldo o um dorromo corobrol, mos podorlo tor sldo solvo so losso otondldo o
tompo no hospltol. Como hovlo llcodo sozlnho om Londros, olo so mudou poro coso do suo tlo Roquol,
quo morovo om Borcolono no Esponho, o possou o rosto do suo odoloscônclo, quo lol monos
conturbodo quo o lnlônclo, o llnolmonto consoqulu tormlnor o oscolo. Em Borcolono, lnoxpllcovolmonto
olo comocou o solror otontodos, ondo um homom ormodo sompro tontovo ocortó-lo mos poro suo sorto
sompro orrovo o olvo. Corto dlo quondo voltovo do bonco ocomponhondo suo tlo, o homom o otocou
novomonto, o mols umo voz orrou o tlro, mos suo tlo vlu o homom o o roconhocou como sondo sou
pol, Robort. Aqoro sompro quo ó otocodo olo tonto copturor o solodo, mos nunco consoquo.
Com o possor do tompo Rlchord crlou dontro do sl, um lmonso odlo do qovorno do um modo
qorol, o dlzlo quo tudo noo possovo do umo lorso. Por quo como um qovorno podorlo noo dor dlroltos
lquols o sous cldodoos ( dovldo o olquns problomos quo tovo por sor lnqlôs), concordor com umo policlo
corrupto (sou pol Robort), noo dor otondlmonto nocossórlo o um cldodoo ( suo ovo, Molonl), noo punlr
crlmlnosos (Albort). A portlr doi Rlchord comocou o lozor protostos contro o qovorno, portlclpor do
monllostocoos o duronto umo dostos llcou conhocondo o Archonon. Como ostovo do ocordo com os
ob[otlvos do Soclododo, lncluslvo do bonlr os soros sobronoturols mollqnos do Torro por quo ocrodlto
quo sou pol so[o um hibrldo do Domónlo, docldlu so unlr o olo.
Dontro do Soclododo Rlchord ostó so ospoclollzondo nos prollssoos quo utlllzom o lorco lislco, o
luto com todos suos lorcos poro cumprlr sous ob[otlvos dolo. Mos tom olndo quo sobrovlvor oos
constontos otoquos do sou pol, o quor copturó-lo o todo custo. Rlchord ó umo possoo ronzlnzo, o
compulslvo, sompro oqo ontos do porquntor.

Local de Nascimento: Londres/Inglaterra; Altura: 1,85m; Peso: 85Kg; Idade: 25; Branco, olhos verdes,
cabelos pretos; Nível: 1; PV: 17; PM: 0 Atributos: CON 14; FR 18; DEX 17; AGI 11; INT 09; WILL 11;
PER 12; CAR 09; Aprimoramentos: Caçador 2, Sociedade Secreta 1, Armas de Fogo 1, Poder Demoníaco 1;
Perícias: Nun-tchaco 40/35, Pistola 50%, Kung-Fu 35%, Espanhol 30%, Explosivos 30%, Intimidação 35%,
Condução 30%, Ciências Proibidas (Anjos,Demônios) 45%, Esquiva 35%;



V£ICÞICA CAIIIÞI · AICICÞAÞ!S

Borcolono, 1º76, no comoco do môs do [unho, mols proclsomonto dlo 6. Podomos porcobor
quo o ultlmo dlqlto do ono om quostoo ó 6, o môs do [unho soqundo nosso colondórlo ó o 6º, o olndo o
dlo ó 6, lsso nos dó um bolo 666, o quo poro olquns sorlo um pósslmo dlo poro noscor. E lsso noo lol
dlloronto com o qoroto Vorónlco Goldlnl.
Elo oro lllho do um boncórlo do ldólos onorqulstos, Morco Goldlnl o do ontoo socrotórlo Rosorlo
Poscol, olos orom slmplos o oxtromomonto rollqlosos, o sompro so proocuporom multo com o lnlollz doto
do nosclmonto do Vorónlco.
Nodo do oxtroordlnórlo ocontocou com olo, otó sou onlvorsórlo do (odlvlnho) 6 onos. Ouondo
tudo comocou...
Dosto dlo om dlonto o vldo do cosol o suo lllho mudou drostlcomonto, comocorom o ocontocor
lotos ostronhos no coso, como poquonos oxplosoos om oporolhos domóstlcos, ob[otos so movondo
sozlnhos, ontro outros colsos. Morco o Rosorlo mondorom bonzor o coso o o monlno, mos mosmo osslm
ossos lonómonos noo porom do ocontocor, otó quo corto dlo quondo noo hovlo nlnquóm om coso, olo
comocou o poqor loqo o quondo choqorom noo hovlo mols tompo poro solvor nodo. Elos ontoo so
mudorom poro coso dos pols do Rosorlo, quo llcovo om Borcolono mosmo. Fol ló ondo os pols do
qoroto rocoborom o vlslto do um sor do plono corrompldo do Arkonun. O domónlo dlsso o olos quo
Vorónlco oro umo possoo com um ¨dom ospoclol¨, o olos dovorlom ontroqo-lo poro quo olo oprlmorosso
osso dom no monlno, mos ó cloro quo o cosol noo concordou com lsso. Entoo os lonómonos
comocorom o ocontocor tombóm nosto novo coso, mos oqoro orom bom mols lroquontos o ostovom
cousondo donos lislcos oos morodoros, como cortos o poncodos, om todos oxcoto om Vorónlco quo por
olqum motlvo dosconhocldo noo podlo sor lorldo polos domónlos ( quo orom quom cousovom ossos
molos). Fol ontoo quo Morco conhocou o Soclododo Archonon, como olo [ó tlnho ldools onorqulstos o
oqoro ostovo lutondo contro soros do outros plonos (ostos quo soo os prlnclpols ob[otlvos do Archonon),
rosolvou so tornor um do sous lntoqrontos, [untomonto com suo osposo o lllho. Com todos lozondo porto
do Archonon, olos so mudorom o lorom poro o sodo do Archonon do Borcolono.
No Soclododo Morco o Rosorlo oprondorom os moqlos orconos do Áquo o do Torro, ollm do so
protoqorom o quom sobo dostrulr o domónlo quo os otormonto, quo mols tordo vlorom o doscobrlr quo
so chomo M;nlstroon. Dopols quo odqulrlrom um podor rozoóvol, olos movldos por um lmpulso do
momonto dosollorom M;nlstroon poro um duolo. Fol umo botolho duro, mos no llm o domónlo motou
Rosorlo, o so rotlrou dlzondo quo lorlo o mosmo com Morco so olo noo ontroqosso o monlno. Pol o lllho
llcorom multo obolodos, mos noo codorom oos coprlchos do M;nlstroon, o [urorom vlnqonco. Aqoro os
dols so ponsom om qonhor mols o mols podor poro um dlo consoqulrom vlnqor o morto do Rosorlo.
Vorónlco ó umo possoo multo rosorvodo o dotormlnodo, prlnclpolmonto quondo so troto do
oxtorminlo do quolquor domónlo, o sou pol lunclono como um quordo-costos, protoqondo-o o quolquor
custo. Elo [urou poro sl mosmo quo um dlo vlnqoró o morto do suo moo o noo modlró oslorcos poro
lsso.



Local de Nascimento: Barcelona/Espanha; Altura: 1,70m; Peso: 63Kg; Idade: 28; Branca, olhos pretos,
cabelos pretos; Nível: 1; PV: 14; PM: 2 Atributos: CON 13; FR 11; DEX 13; AGI 11; INT 15; WILL 14;
PER 14; CAR 10; Aprimoramentos: Caçador 2, Sociedade Secreta 2, Poderes Mágicos 2, Caçada -1;
Caminhos: Terra 2, Água 1; Perícias: Bastão 40/40, Italiano 20%, Inglês 30%, Latim 30%, Primeiros
Socorros 35%, Pesquisa/Investigação 45%, Condução 35%, Desenho 35%, Ciências Proibidas (Anjo,
Demônios) 45%, Alpinismo 20%;



AAX/AII£ SJ£I£ÞIICIJ · AICICÞAÞ!S
Dlo 1º do sotombro do 1º78, Dortmund no Alomonho, sob um ocllpso lunor noscom os qômoos
[ó chomodos do Mox Storonllcht o Mlko Storonllcht, lllhos do conturbodo rolocoo ontro o ontoo
ostudonto do Dlrolto Crlstlno Zolth o do Arqultoto Fronk Storonllcht. Os bobôs vlorom do um porto dllicll,
ondo um dos qorotos (noo so sobo quol dolos) noo roslstlu o morrou, ontoo o quo sobrovlvou optorom
por chomo-lo do Mox (ontoo o quo morrou lol Mlko¹).
A lnlônclo do Mox/Mlko lol multo oqltodo, ondo olo prosonclovo constontos brlqos ontro sous
pols som podor lozor nodo, otó quo lnovltovolmonto olos so sopororom, o sou pol lol poro o Esponho, o
monlno llcou om Dortmund com o moo. O qoroto vlvou tronqullomonto com o moo, o noo sor por suos
lroquontos doros do coboco quo costlqovom-no. Gorolmonto sompro quo tlnho ossos doros do coboco, o
monlno solrlo umo mudonco brusco do comportomonto o porsonolldodo, o lsso proocupovo multo suo
moo. Hovlo momontos om quo Mox/Mlko ostovo no moso comondo olqo quo dlzlo qostor, o do roponto
(opos suo coboco comocor o door) olo [oqovo loro o comldo dlzondo quo dotostovo oqullo. Dlonto dlsto
suo moo, multo proocupodo, lovou-o o um módlco no tontotlvo do doscobrl o couso dossos doros, mos
opos os oxomos o módlco dlsso quo cllnlcomonto o qoroto noo tlnho nonhumo onlormldodo, mos olndo
osslm rocoltou olquns romódlos. Mox/Mlko tomou os romódlos mos olndo osslm os doros noo possovom,
ontoo suo moo quo [ó ostovo osqotodo rosolvou lqnoro-lo o oponos dor o romódlo quondo os doros
oporoclom. O tompo possou o os doros dlmlnuirom mos os mudoncos do porsonolldodo so tornorom
mols lroquontos, olqumos vozos o qoroto choqovo o lnoxpllcovolmonto dlscutlr sozlnho, ontoo
novomonto Crlstlno rosolvou lovo-lo oo módlco mos dosto voz oo Pslqulotro. Dopols do olqumos
consultos, olo choqou o conclusoo do quo o monlno tlnho um dlsturblo corobrol, quo lozlo-o dosonvolvor
duos porsonolldodos dllorontos. lsso proclsovo do um trotomonto urqonto, por quo possoos com osto tlpo
do dlsturblo podom multo locllmonto so tornor-so os chomodos sorlol-klllors, o osto trotomonto so
podorlo sor dodo num locol ospoclollzodo, ou so[o om um monlcómlo. Crlstlno noo quorlo lntornor o
lllho num monlcómlo, mos mosmo quo olo noo lntornosso-o , o qovorno lntornorio-o oloqondo sor multo
porlqoso poro soclododo. Entoo olo oncontrou umo unlco soido, comprou possoqons poro Borcolono
poro dolxor Mox/Mlko com o pol, pols ló olo ostorlo soquro porquo nlnquóm soborlo do sou dlsturblo.
Mos ontos do dlo do vlo[om, o pslqulotro (Holnz)com quom o monlno so consultou ovlsou os módlcos
do monlcómlo quo vlorom busco-lo. Crlstlno llcou multo obolodo com o lntornocoo do sou lllho, o
doquolo dlo om dlonto vlvou umo vldo som sontldo, dovldo o ousônclo dolo. A codo dlo olo so oloqovo
mols om lóqrlmos, choqondo otó o so culpor polo ocorrldo, otó quo num qosto do dososporo sulcldou-so
pulondo do 12º ondor do oportomonto.
A vldo no monlcómlo lol multo dllicll poro Mox/Mlko, pols olo ostovo corcodo do possoos
loucos, quo noo consoqulom oo monos so comunlcor. Ló, olo lol multos vozos torturodo por Holnz ( quo
tombóm trobolhovo no monlcómlo),por puro prozor, mos o módlco dlzlo quo oro o unlco modo do curor
o dlsturblo. Por lsso Mox/Mlko crlou um lmonso odlo do Holnz o tombóm do qovorno, por obrlqo-lo o
llcor oll convlvondo com loucos, sondo quo oro umo possoo normol. Mos Mox/Mlko [ó ostovo tontondo
doscobrlr um molo do luqlr doll, pols so llco-so mols tompo ló dontro ol roolmonto llcorlo louco. Fol
ontoo quo om um llnol do ono, loqo opos o notol, quondo os llxolros ostovom rotlrondo todo llxo do dlo
ontorlor, quo olo consoqulu ontror om um dos socos do llxo o llnolmonto so vlu llvro do luqor.
Mox/Mlko consoqulu olqum dlnholro omprostodo com um volho omlqo o lol poro Borcolono
moror com sou pol. Ló olo voltou o ostudor o om sou ultlmo ono oscolor llcou conhocondo o Archonon,
otrovós do um coloqo, docldlu ontoo ontror no Soclododo, ollm do ocobor com o podor dos qovornos
quo monlpulom tonto o vldo dos possoos ( ollnol lol o qovorno quom o oprlslonou num monlcómlo).
No vordodo Mox/Mlko soo os olmos dos qômoos quo ostoo [untos no mosmo corpo. Ouondo um
dos bobôs morrou o suo olmo lol poro o outro corpo crlondo osslm osso duplo porsonolldodo do
Mox/Mlko, pols olos noo podom ostor otlvos oo mosmo tompo no corpo. Horo ó o olmo do Mox quo ostó
no corpo, horo ó o do Mlko. Mox ó umo possoo colmo o poclonto quo sompro ponso multo ontos do oqlr.
Jó Mlko ó o totol oposto, umo possoo multo norvoso o oqltodo, quo ostó sompro do mol humor, o loz
tudo som ponsor nos consoquônclos. Mox/Mlko tom como ob[otlvo prlnclpol om suo vldo, ocobor com
Holnz, por tô-lo oprlslonodo num monlcómlo o consoquontomonto cousodo o morto do suo moo. E
dollnltlvomonto obrocou o couso do Archonon, o luto llolmonto poro o[udo-lo como lor proclso.

MAX: Local de Nascimento: Dortmund/Alemanha; Altura: 1,73m; Peso: 75Kg; Idade: 26; Branco, olhos
pretos, cabelos louros; Nível: 1; PV: 13; PM: 0 Atributos: CON 13; FR 12; DEX 11; AGI 10; INT 17; WILL
10; PER 14; CAR 14; Aprimoramentos: Caçador 2, Sociedade Secreta 1, Armas de Fogo 1, Alma Dupla 3,
Perda Terrível -2; Perícias: Karatê 25%; Espanhol 35%; Inglês 30%; Psicologia 30%; Ciências Proibidas
(Anjos, Demônios) 45%, Computação 50%, Hacker 50%, Programação 40%, Tortura 40%,
Pesquisa/Investigação 64%;

MIKE: Local de Nascimento: Dortmund/Alemanha; Altura: 1,73m; Peso: 75Kg; Idade: 26; Branco, olhos
pretos, cabelos louros; Nível: 1; PV: 13; PM: 0 Atributos: CON 12; FR 13; DEX 14; AGI 15; INT 11; WILL
13; PER 12; CAR 11; Aprimoramentos: Caçador 2, Sociedade Secreta 1, Armas de Fogo 1, Alma Dupla 3,
Perda Terrível -2; Perícias: Bastão 40/25; Jiu-Jitsu 64%; Pistola 50%; Espanhol 35%; Ciências Proibidas
(Anjos, Demônios) 45%; Condução 35%; Explosivos 30%, Intimidação 21%;







Boa diversão.


Por Ivan Luiz “Slayer” ivanthrash@bol.com.br