You are on page 1of 6

POTENCIAO

uma multiplicao em srie de um nmero por si mesmo.



Assim: a) 3 x 3 x 3 x 3 = 3
4
= 81

potncia 81
expoente 4
base 3

b) a
n
= a.a.a. ... .a =

potncia a
expoente n
base a
n



Propriedades das Potncias

1 ) Base 1: potncias de base 1 so iguais a 1

Exemplos:
a) 1
1
= 1
b) 1
10
= 1


2) Expoente 1: potncias de expoente 1 so iguais base.

Exemplos:
a) 7
1
= 7
b) 5
1
= 5
c) x
1
= x


3) Potncias de bases iguais

Multiplicao: conservamos a base comum e somamos os expoentes.

Exemplos:

a) 3
7
x 3
5
= 3
12

b) 5
8
x 5 x 2
9
x 2
7
= 5
9
x 2
16

c) 2
41
+ 2
40
= 2
40 + 1
+ 2
40
= 2
40
x 2
1
+ 2
40
= 2
40
(2 + 1) = 3 x 2
40


Diviso: Conservamos a base comum e subtramos os expoentes.

Exemplos:
a) 2
8
: 2
5
= 2
3

b) 6
12
: 6
3
= 6
12 (3)
= 6
15





4) Potncias de expoentes iguais


Multiplicao: multiplicamos as bases e conservamos o expoente comum.

Exemplos:
a) 3
7
x 2
7
= 6
7

b) 2
9
x 3
5
x 2
7
x 3
11
= 2
16
x 3
16
= 6
16




Diviso: dividimos as bases e conservamos o expoente comum.

Exemplos:
a) 8
7
: 2
7
= 4
7

b) 3
13
: 5
13
=
13
5
3
|
.
|
\

|


Conseqncia: todo nmero (diferente de zero) elevado a zero

a = 1, a 0
igual a um.




Assim:
n
a
a = 1
a
n
: a
n
= a

a
n
: a
n
=
n
a
=1







5) Potncias de potncia: (a
b
)
c
= a
b.c


Exemplos:
a) (3
7
)
2
= 3
14


b) (8
13
)
2
= 8
26


Obs.: (3
2
2
3
2
)
4
, pois 3 = 3
4
2 16
e (3
2
)
4
= 3
8







6) Potncia de expoente negativo

a
- n
=
n
a
1
ou
n
a
1
|
.
|
\

|


Exemplos:
a) 2
-7
=
7
2
1

b)
8 8
3
5
5
3
|
.
|

\
|
=
|
.
|

\
|


Obs.: Se a
b
= c a
-b
=
c
1


7) Potncias de base 0

a) 0
n
= 0, se n > 0.
b) 0
0
= INDETERMINAO.
c) 0
n
= IMPOSSVEL, se n < 0.

8) Potncias de expoentes fracionrios:
c b
c
b
a = a

Exemplos:
a)
8 5
5
3
8
3 =
b)
2
1
5 5 =
c)
3
7
3
1
7 =
d)
2
3
3
10 = 10


9) Potncias de nmeros relativos

1 Caso: o expoente par: o resultado ser sempre positivo
(salvo se a base for nula).
Exemplos:
a) (- 2)
4
= + 16
b) (+2)
4
= + 16
c) 0
0
= 0

2 Caso: o expoente mpar: o resultado ter o sinal original da base.
Exemplos:
a) (- 2)
3
= - 8
b) (+2)
3
= + 8

Obs.: (-3)
2
-3
2
, pois (-3)
2
= + 9 e -3
2
= - 9.





RADICIAO


Definio

Dados um nmero real a (a 0) e um nmero natural n (n > 0),
existe sempre um nmero real b, tal que:


b a
n
=

b
n
= a

Assim:
2 8
3
=
2 16
4
=

Ao nmero b chamaremos de raiz e indicaremos pelo smbolo:

=
=
=
radicando a
ndice n
a b
n


Obs.:
1) Quando o ndice da raiz for 2 no necessrio coloc-lo.

2) Se o ndice da raiz for par e o radicando for negativo,
no existe soluo em R. O nmero ser chamado de
irreal ou imaginrio.

3) Se o ndice for mpar, existe soluo em R.



Igualdade Fundamental

Podemos transformar uma raiz em uma potncia ou vice-versa,
utilizando a seguinte igualdade:

c
b
c b
a a =
Exemplos:
a)
3
2
2
x
3
x =
b)
4 3
4
x
3
x =

a a
n
n
= Segue-se da igualdade que:





Propriedades

1)
n n n
b a b a = 2)
n
n
b
a
b
a
=
n



Exemplos: Exemplos:

a) 36 9 4 = a) 9
4
=
36


b)
3 3 3
10 5 2 = b)
5
5
8
2
5
16
=




3) ( )
c b.d
d
c b
a a = 4)
b c
a

=
c b
a


Exemplo: Exemplos:

( )
3 4
2
3 2
4 4 = a)
6
5 =
3
5
Obs.:
3 3 3 4
4 4 4 4
3
4 = = b)
30
3 =
5 3
3
c)
6 3 3
3
192 3 4 = = 3 4







Obs.: Para efetuar o produto entre duas ou mais razes com ndices diferentes, deve-se encontrar
o m.m.c. entre os ndices, dividir o resultado do m.m.c. por cada ndice e multiplicar o resultado
da diviso pelo expoente de cada radicando.

Exemplo:

12 18 3 4 3
4 3
2 3 5 : ento 12, ,4) 3 m.m.c.(2, 2 3 5 =



ATENO!
0. b e 0 a com , b a b a
n n n