You are on page 1of 6

Pontos a colocar na reunião 16/07/13.

Novos elementos que apareceram pós ALAST que po em contri!uir na constru"ão a isserta"ão# - Ergonomia; Pensar aqui na postura corporal como um os elementos a iscutirmos# pensan o no senti o o tra!al$o %&sico' na rotina o tra!al$o tal como limpe(a as salas e aula' os espa"os %&sicos' assim como no !an$eiro. Al)m isso' como as próprias posturas os tra!al$a ores e limpe(a' que ten em a an ar ca!is!ai*os' não ol$arem +acima, os om!ros' como que uma posi"ão e su!alterni a e. Aqui ca!e uma $ipótese' talve( o %ato e li arem com o +li*o, e com a limpe(a' %a(en o sua me ia"ão com o mun o - atrav)s o tra!al$o - limpan o a su.eira os outros' como por e*emplo' os !an$eiros - que tra icionalmente são !astante su.os e malc$eirosos' isso implica numa %orma e inser"ão ./ su!alterni(a a' re%letin o assim inclusive na postura corporal. - Sociologia das Emoções; No senti o a Sociolo0ia as 1mo"2es' e que maneira' esta %orma e tra!al$o' tal como colocamos acima inci e na necessi a e e se pensar neste ei*o teórico. Na me i a em que' to a a - Qualificação diferente de escolarização; Pensar na necessi a e e retomar essa iscussão e car/ter conceitual. Pois enten emos que a quali%ica"ão não ) sin3nimo e escolari a e. 4sto não si0ni%ica retomar to o o e!ate que se consoli ou nos anos 50' so!re quali%ica"ão * compet6ncia * empre0a!ili a e. 7as sim pensar a partir e 8u!ar' quan o ele coloca que um os elementos a nova +quali%ica"ão,' não ) necessariamente $a!ili a es manuais' nem e*i06ncias t)cnicas' mas sim um +estatuto social e%ini o por normas 0erenciais,. 9ipótese este ponto# 4sto implica que' talve( $o.e em ia' mais o que atri!utos manuais ou t)cnicos' a $a!ili a e pro%issional :comportamental; só po e ser a quiri a na pr/tica. Se pensarmos na con i"ão e tra!al$o a tra!al$a ora terceiri(a a sua situa"ão ) tão %r/0il' inst/vel e so%r&vel :preconceito' $umil$a"ão social' invisi!ili a e' etc;' que ela a quire $a!ili a es comportamentais e resi0na"ão e su!or ina"ão :0ra"as ao esempre0o para essa cama a e tra!al$a oras; que eleva e muito sua con i"ão e quali%ica a pro%issionalmente pensan o no aspecto emocional e comportamental. Al)m isso' aqui' 0ra"as ao iscurso i eoló0ico e necessi a e +incessante, e quali%ica"ão' isto elimina o tempo livre e e o tra!al$o' %a(en o com que esses espa"os e tempo se.am preenc$i os por cursos e +capacita"ão, que na ver a e ampliam a omina"ão o capital so!re o tra!al$o' na me i a em que responsa!ili(a

. o 1sta o !urocr/tico' em nome e uma +e%ici6ncia.' +mo ernos. 8)ca a e ?0' in&cio a +reestrutura"ão pro utiva. . Al)m isso' as <necessi a e= e se quali%icar sem parar' não si0ni%ica uma 0arantia e tra!al$o' e muito menos que esta <quali%ica"ão= ser/ e*i0i a no posto e tra!al$o.eito.Cotidiano e os Espaços Contraditórios Pensar em como o coti iano o tra!al$o e %ora ele' como espa"o e contra i"ão o ser $umano. no Crasil' mu an"as nos mo elos e acumula"ão' o 1sta o Prove or ao 1sta o +en*uto e %le*&vel. A!rin o a possi!ili a e e pensarmos não somente na questão o tra!al$o' mas to as as outras imens2es a vi a a tra!al$a ora' que se no tra!al$o ela ) um +não su. 8)ca a e 50' avan"o o neoli!eralismo' 0lo!ali(a"ão' a!ertura comercial e %inanceira' >e%ormas o 1sta o' pro0ramas e Privati(a"ão' Pu!lici(a"ão e Terceirização. 4nsi0$t' Pensar as )ca as e ?0' a @010 pensan o no ei*o o tra!al$o' como um movimento $istórico que est/ por tr/s o tra!al$a or terceiri(a o' e nas pr/ticas e tericeir(a"ão :Levantar a $ipótese a supere*plora"ão o tra!al$o na terceiri(a"ão. e +racionais. . Pensar nesta questão talve( mais como uma re%le*ão incipiente' pois se o tra!al$o ) uma con i"ão ontoló0ica' %un amental na constru"ão a +mat)ria prima. Nesse senti o ar i eia e uma continui a e a )ca a e 70. que a v)m os setores e a ministra"ão e empresas' como uma %orma e inserirDse em uma nova or em e %lu*os e capital' ei*an o o capital ain a mais solto para circular entre os 1sta os Nacionais.' correla"ão %avor/vel ao tra!al$o' pensan o no plano pol&tico e rea!ertura econ3mica. . >e%letin o a contra i"ão e coti iano' implican o no pró*imo ponto. Aom isso' os 1sta os a otam pol&ticas e %le*i!ili(a"ão para assim atrair os +investi ores. Suposta %orma e +mo erni(ar. $umana em ser social' como a con i"ão e terceiri(a a o setor e limpe(a atua na %orma"ão este ser $umano. Aosturar com a questão a quali%ica"ão.' ela !usca se a%irmar nos outros campos e sua vi a. 7as a0ora so! o itame neoli!eral conse0ue +vencer..Trabalho e formação humana. enquanto um plano pol&tico.' mas as empresas' assim como o 1sta o evem estar +en*utos.in ivi ualmente o tra!al$a or por estar ou não inseri o no tra!al$o %ormal. 8)ca a e 70' ecreto lei nB@00/1567' princ&pio a escentrali(a"ão.

A alquimia or0ani(acional# quali%ica"ão e constru"ão o consentimento. acessos em 16 . C>AS4L. 8ispon&vel em K$ttp#//LLL. í!el )(dio Integrado ao "nsino )(dio . CAT4STA' >o!erto Leme. Tese e 8outora o' TN1SP' 7ar&lia' @010. . Tempo soc'' São Paulo' v..1P50/S167?D6571@00?00070000P ANTIN4ARR4. oi.oW AI74N' Alvaro A.ul. Ao pensarmos na licita"ão simples' as empresas evem concorrer entre si' isso resultaria +automaticamente.ul. 8a quali%ica"ão J compet6ncia# eslocamento conceitual e in ivi uali(a"ão o tra!al$a or.o. em um merca o e socie a e +e%icientes e mo ernos. 8ispon&vel em K$ttp#//LLL. 155? .!r/scielo. Assim' o 1sta o propa0a a i eia e uma eleva"ão a +quali a e. Ao lon0o a )ca a e @000' F6Dse uma propa0a"ão e continui a e e pol&ticas pE!licas para quali%ica"ão' D 94PGT1S1' continui a e as pr/ticas e terceiri(a"ão como uma estrat)0ia mo erni(ante ao novo esta0io o Crasil na 84T e nos %lu*os e capitais. A Ideologia da o!a "ducação Profissional no #onte$to da %eestruturação Produti!a.p$pHscriptMsciNartte*tOpi MS0103D @070155?000@0000?Oln0MptOnrmMisoQ.!r/scielo.. oi. As bases de uma no!a política pública de &ualificação' 4n' Crasil' PNU @003 D @007' Plano Nacional e Uuali%ica"ão. @00? . @013. Cras&lia' @007. 10' n. 5' n. $ttp#// *.' uma complementari a e as pr/ticas e terceiri(a"ãoH ibliografia! Qualificação A7A>I' >u!ens e AraE. "ducação Profissional T(cnica de 8ocumento Case.Aom a re%orma na )ca a e 50' o 1sta o !usca inami(ar o merca o' o*i0enan o' assim a pol&tica e terceiri(a"ão 0an$a %or"a' cu. @' out. 7aria >e0ina Sil0ueiras.p$pH scriptMsciNartte*tOpi MS167?D6571@00?00070000POln0MptOnrmMisoQ. AAST>I' Na Va Arau. "#$% "e&' #dm' $ac(enzie )*nline+' São Paulo' v. acessos em 16 . C>AS4L.or0/10.1P50/S010@D?6P0155?000@0000?.scielo.. 8)ca as e @010' pr/ticas e + esterceiri(a"ão. O Plano de Qualificação Profissional do Trabalhador: política pública de empregoH Tese e 8outora o em Ai6ncias Sociais' TSCA' Salva or# @00P. $ttp#// *. 7' e(.o %im Eltimo o 1sta o everia ser e 0arantir o super/vit prim/rio. @013.scielo.or0/10.

T>ACAL9I' UTAL4S4AAYZI 1 AI7P1T[NA4ASD T7 81SAS4I ATTAL.!r/scielo.ocial e Profissional.ul. oi. 1' n. Folume 1' Aole"ão# Uuali%ica"ão Social e Pro%issional' Cras&lia# 7T1' SPP1' 81U' @00P. 65' e(. >ela"ão 30nero e %aça na Política Pública de Qualificação . @6DP?' Xul$o/@005 8>TA]' ^ra"a. Folume 1' Aole"ão# Uuali%ica"ão Social e Pro%issional' Cras&lia# 7T1' SPP1' 81U' @00P. 4n# 1 uca"ão e Socie a e' ano aF444' n61' Aampinas# 8e(em!ro' 1557. Uuali%ica"ão' 1mpre0a!ili a e e Aompet6ncia# mitos versus reali a e.1 uc.p$pH scriptMsciNartte*tOpi MS0101D73301555000\00005Oln0MptOnrmMisoQ. 4n' 1 uc.8TT>A' Xu ite Am)lia La0oW CASTIS' Antonio Fir0ilio Cittencourt.' Aampinas' vol.or0/10. 1555 . . \01 D \@@.oW AA7PIS' An r) ^am!ier. @00?. 1557 .scielo. Qualificação e %eestruturação Produti!a: um balanço das pes&uisas em educação. 74N4ST`>4I 8A 18TAAYZI' Secretaria a 1 uca"ão Pro%issional e Tecnoló0ica.ocial e Qualificação profissional / e$peri0ncias e propostas. >A7IS.ul. I ia se0uinte# as cre enciais a so!reviv6ncia ao a. \01 D \@@.unicamp.uste nas empresas.ce es. 8ispon&vel em K$ttp#//LLL. @P' n ?7' setem!ro/ @00@' p.unicamp. O *uturo do Trabalho' Anita ^ari!al i# @000. 4n. $ttp#// *.p$pHscriptMsciNartte*tOpi MS0101D 73301557000100005Oln0MptOnrmMisoQ. Pro. oi. 7arise No0ueira. 8ispon&vel em LLL. Soc.scielo. @013. 1?' n. S1>>1TT4' Aelso Xoão.ul. Soc. acessos em 16 . L14T1' 7/rcia e PaulaW >4R1]' Ai!ele Sali!a.obre a Apropriação das oç+es de Qualificação Profissional Pelos "studos a %espeito das %elaç+es "ntre Trabalho e "ducação. 4n# ^I71S' _lvaro. $ttp#// *. F.@' p. P?' .logo .!r ^T47A>A1S' Na Va Arau. -i. @0' n.' Aampinas' vol. A "ducação Profissional Pela Pedagogia -as #ompet0ncias e a . 8ispon&vel em K$ttp#//LLL.!r/scielo. Trabalho e Emoções . #onsideraç+es .1 :.ce es. Educ' Soc'' Aampinas' v. Educ' Soc'' Aampinas' v. 7I>A1S' 1unice L)a.uperfície dos -ocumentos Oficiais . L47A' Antonio Almerico Cion iW LIP1S' Sernan o Au0usto 7oreira Lopes.Cras&lia# 71A' S1T1A' @00?.1P50/S0101D73301557000100005.!r S94>I7A' 1nei a ItoW AA7PIS' >oselane S/tima. 4nW >evista Crasileira e 8oc6ncia' 1nsino e Pesquisa em A ministra"ão D 4SSN 15?\DP@5\ D FIl.or0/10.1' n. @3' n ?0' setem!ro/ @00@' p.un. %e!ista 1rasileira de "ducação Profissional e Tecnol2gica . @013.1P50/S0101D73301555000\00005. 8ispon&vel em LLL..eto# reestrutura"ão pro utiva e quali%ica"ão. acessos em 16 .

8ispon&vel em K$ttp#//LLL.or0/10. $ttp#// *.1@6 ccita o @013D07D16d' pp. 7ar*ismo' a aliena"ão e o tempo $istórico a !ar!/rie social o capital. Tão lon0e' tão perto# o tra!al$o no setor e servi"os. $ttp#// *.!r/scielo.1P50/S0303D76P7@011000@00006. %e!' bras' saúde ocup' conlined. oi.1P50/S1676DP6\?@00600010000? ALF1S' ^iovanni. 1' .!r/scielo. oi. 1' a!r. Aoti iano e saE e e servi ores vincula os ao setor e manuten"ão em uma universi a e pE!lica.ul. $ttp#// *.un. 1' .or0/10.or0/10. @013. @?\D@?6 . SIA>1S' An0elo. "e&' Estud' .or0/10. acessos em 16 .117. oi.p$pHscriptMsciNartte*tOpi MS1676D P6\?@00600010000?Oln0MptOnrmMisoQ. 4n# >1L1T' >evista LatinoDAmericana e 1stu os o Tra!al$o' Ano 16' nb@6' @011' ?5 . 1@\' e(.p$pHscriptMsciNartte*tOpi MS010\D 0@6a@01@00010001\Oln0MptOnrmMisoQ. @013. @013.or0/10. P' n. %e!' bras' saúde ocup' conlined.p$pH scriptMsciNartte*tOpi MS0303D76P7@01@000@0000@Oln0MptOnrmMisoQ. >even o estereótipos# o papel os $omens no tra!al$o om)stico.p$pH scriptMsciNartte*tOpi MS0303D76P7@011000@00006Oln0MptOnrmMisoQ. oi.ul. oi.!r/scielo. 8ial)tica a e*clusão / inclusão em uma or0ani(a"ão in ustrial.or0/10. @01@' vol. 8ispon&vel em K$ttp#//LLL.1P50/S010\D0@6a@01@00010001\.!r/scielo. @0' n.em'' Slorianópolis' v. 4SSN 0303D76P7. $ttp#// *.scielo.p$pHscriptMsciNartte*tOpi MS0303D 76P7@01@000@00005Oln0MptOnrmMisoQ.ul. acessos em 16 . 15PD @0@ . @011 .ul.un.SIA>1S' An0elo.p$pHscriptMsciNartte*tOpi MS1\1\D \5?0@013000100006Oln0MptOnrmMisoQ. 8ispon&vel em# K$ttp#//LLL.37' n. 8ispon&vel em K$ttp#//LLL. 36' n. $ttp#// *. @01@ .scielo.scielo.!r/scielo. @013. Ass) io moral no tra!al$o.!r/scielo. acessos em 16 . 16' n.37' n. acessos em 16 . AITT4N9I' 7aria A$al%in. Trabalho e Cotidiano AITT4N9I' 7aria A$al%inW 84I^I' 7aria Sernan aW XIAUT47' 1manuelle e Paula. @013 . . As ori0ens o conceito e ass) io moral no tra!al$o. 8ispon&vel em# K$ttp#//LLL.l/sis' Slorianópolis' v. C>TSA94N4' 7aria Aristina Aran$aW >4AIL84' Arlene 7artine(.1@6 ccita o @013D07D16d' pp.scielo. "e&' bras' sa-de ocup'' São Paulo' v. 8ispon&vel em K$ttp#//LLL. @006 .scielo. 4SSN 0303D76P7.1P50/S0303D76P7@01@000@0000@.1P50/S0303D76P7@01@000@00005 SIA>1S' An0elo e IL4F14>A' Xuliana An ra e. $ttp#// *. "e&' (at.1P50/S1\1\D\5?0@013000100006. @01@' vol. oi.scielo. "#E electron'' São Paulo' v.

scielo. acessos em 16 .scielo.1P50/S0103D6P6\@010000100011. @01@ . acessos em 16 .1P50/S0103D?63a@00\000@00011. 6P' a0o. $ttp#// *. oi.or0/10. oi.1P50/S0103D\575@01@000@00010.etiva. 2sicol' 3S2' São Paulo' v.p$pHscriptMsciNartte*tOpi MS0103D ?63a@00\000@00011Oln0MptOnrmMisoQ.Trabalho e Terceirização 7A>A1L4NI' PaulaW AAFALAANT1' S/vio. 8ispon&vel em K$ttp#//LLL. @013. 8ispon&vel em K$ttp#//LLL.ul. 1\' n. @1' n.or0/10. I tempo e tra!al$o em sua imensão su!. $ttp#// *.or0/10.scielo. Por uma e%ini"ão e terceiri(a"ão.p$pHscriptMsciNartte*tOpi MS0103D 6P6\@010000100011Oln0MptOnrmMisoQ. 8ispon&vel em K$ttp#//LLL. @013. Cad' C"0' Salva or' v. Uuali%ica"ão pro%issional e representa"2es so!re tra!al$o e quali a e e vi a. @?' a0o. @P' n. .!r/scielo. acessos em 16 . @00\ . $ttp#// *. Trabalho e Sub1eti&idade LIT>1NAI' 7ariane Lemos. @010 . SITRA' L&cia Carcelos eW S4^T14>18I' 7arco Antonio e Aastro.ul. 1' mar.ul. @013. oi. 2aid4ia )"ibeirão 2reto+' >i!eirão Preto' v.!r/scielo.p$pHscriptMsciNartte*tOpi MS0103D \575@01@000@00010Oln0MptOnrmMisoQ.!r/scielo.