You are on page 1of 40

Os Primeiros Passos de Uma Empresa Sustentável

SEBRAE-SP Conselho Deliberativo Presidente: Alencar Burti (ACSP) ACSP - Associação Comercial de São Paulo ANPEI - Associação Nacional de Pesquisa, Desenvolvimento e Engenharia das Empresas Inovadoras Banco Nossa Caixa S.A. FAESP - Federação da Agricultura do Estado de São Paulo FIESP - Federação das Indústrias do Estado de São Paulo FECOMERCIO - Federação do Comercio do Estado de São Paulo ParqTec - Fundação Parque Alta Tecnologia de São Carlos IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas Secretaria de Estado de Desenvolvimento SEBRAE - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SINDIBANCOS - Sindicato dos Bancos do Estado de São Paulo CEF - Superintendência Estadual da Caixa Econômica Federal BB - Superintendência Estadual do Banco do Brasil Diretor - Superintendente Bruno Caetano Diretor Administrativo Financeiro Pedro Jehá Diretor Técnico Ivan Hussni Desenvolvimento de conteúdo Unidade de Desenvolvimento e Inovação Gerente: Renato Fonseca Equipe técnica responsável Dorli Terezinha Martins Lilian Teresinha Fusco Rodrigues Rodrigo Hisgail de Almeida Nogueira Estágiario Emerson Mendes da Silva Autores Melissa Szuster Wagman Projeto gráfico Carlos Kazunari Takahashi Marcelo Costa Barros Patrícia de Mattos Marcelino Diagramação br4.cgn Impressão

Palavra da Diretoria

Caro empreendedor, por mais que lucro seja a palavra de ordem no mundo dos negócios, a atuação de uma empresa não se encerra na busca incondicional por resultados. Uma gestão moderna tem entre seus pilares a sustentabilidade, conceito muito falado, mas ainda pouco adotado. É perfeitamente possível que preservação do meio ambiente, responsabilidade social e ganhos financeiros convivam em harmonia. Não importa o tamanho ou o setor do empreendimento, todos podem incorporar práticas sustentáveis no seu dia a dia. Foi pensando em orientar e eliminar as dúvidas sobre o tema que o Sebrae-SP desenvolveu esta cartilha. É mais uma iniciativa com o objetivo de levar ao empresário informação para ajudá-lo a conduzir melhor seu negócio. Este material reforça a atuação do Sebrae-SP, somando-se a treinamentos, consultorias e desenvolvimento de projetos voltados à indústria, comércio, serviços e agronegócios. Conseguir orientações para sua empresa fica mais fácil quando você tem especialistas ao seu lado. Para nós, o sonho de cada empreendedor também é nossa responsabilidade. Um grande abraço,

Bruno Caetano Diretor-superintendente

...................................................................................................................................................................................................... 6 A sustentabilidade como proposta de valor...................................................................................... 22 Auto-avaliação de desempenho......Sumário Sustentabilidade para o Sebrae-SP............................................ 21 Alguns benefícios obtidos com a gestão de resíduos................... 12 Gestão de Resíduos Tipos de resíduos no varejo e serviços...... 10 Alguns benefícios obtidos com a gestão do uso da água............................................................... 11 Auto-avaliação de desempenho.................................................................... 32 ..................... 31 Alguns benefícios obtidos com a gestão de energia.......................................................................... 27 Gestão de Energia Dicas para melhorar a gestão do consumo de energia na sua empresa.................................. 23 Marcos legais sobre a gestão de resíduos................................................................. 17 Tipos de resíduos no setor agropecuário.............................. 7 Os primeiros passos de uma empresa sustentável.......................................................................................................................... 26 Logística reversa.............................................................. 16 Tipos de resíduos na indústria........................................................................ 8 Gestão da Água Dicas para melhorar a gestão do consumo de água na sua empresa............................................................. 31 Auto-avaliação de desempenho................................ 19 Dicas para melhorar o manejo dos resíduos gerados na sua empresa..............................

ou Relatório Brundtland. Proteção Ambiental e Responsabilidade Social. Melhorar a relação com a comunidade e funcionários por meio de práticas socialmente justas. Viabilidade Econômica: Responsabilidade Social Elevar a lucratividade por meio da gestão e economia de recursos. Segundo o Relatório Brundtland desenvolvimento sustentável é o “desenvolvimento que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazerem suas próprias necessidades” Sumário 6 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável . sustentabilidade é um conceito de gestão empresarial que visa colaborar com o sucesso das Micro e Pequenas Empresas. concebida em 1987 através do relatório Nosso Futuro Comum. e se tornou um referencial no dia a dia das pessoas e principalmente das empresas. através da adoção de práticas orientadas ao equilíbrio entre os pilares Eficiência Econômica.Sustentabilidade para o Sebrae-SP Para o SEBRAE-SP. O termo sustentabilidade é decorrente da expressão Desenvolvimento Sustentável. Proteç åo Ambiental: Evitar desperdícios e reduzir impactos através de processos inovadores.

Cada vez mais os consumidores se identificam com empresas que oferecem mais que preço justo e qualidade. Os consumidores estão em busca de soluções para satisfazer seu anseio de transformar o mundo globalizado num mundo melhor. nem a abrangência. Nos três pilares da sustentabilidade coexistem uma série de ações possíveis. por sua vez. tampouco as oportunidades de negócio que têm surgindo com o tema. empregados e parceiros de canal. e ambientalmente justos. Philip Kotler. sua preocupação para com as comunidades a seu redor: comunidades de consumidores. mais responsáveis. As empresas precisam demonstrar. 2010 Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 7 . No entanto. todas com o objetivo comum de desenvolver negócios mais rentáveis. a adoção de práticas sustentáveis pode ser uma grande alavanca para que empreendimentos se tornem mais competitivos.A sustentabilidade como proposta de valor Muitos empresários não conseguem identificar ainda.

Neste caso. é importante compreender sua importância.é difundido como caminho inicial para a sustentabilidade e. de tempo e etc. Reutilizar e Reciclar . Resíduos e Energia. Este recurso prolonga o ciclo de vida de produtos e recursos. interligados aos 3R’s. como veremos mais adiante.) Reutilizar: Reaproveitar algo. foram definidos três temas principais. Reciclar: o último “R”. 8 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável .Reduzir.Os primeiros passos de uma empresa sustentável Recomendamos iniciar o exercício de práticas sustentáveis com tarefas que exigem menor investimento. Adquirir o que é realmente necessário e evitar desperdícios (de produtos. • Reduzir • Reutilizar • Reciclar Reduzir: Adotar hábitos de consumo conscientes. O descarte correto garante que resíduos antes considerados inúteis. de embalagem. utilizando para outras finalidades antes do descarte final. por isso. deve ser a opção a ser praticada somente depois de ReduSumário zir e Reutilizar. não por acaso. que são Água. de energia. menor nível de conhecimento técnico e que geralmente oferecem impactos ambiental e social positivos em curto espaço de tempo. possam virar matéria prima. além de minimizar custos de substituição. de água. O conceito de 3 Rs . onde é possível iniciar um plano básico para adoção de práticas sustentáveis.

também representam perda para o bolso dos empresários.3 m³ de água/mês (cerca de 110 litros por dia) para atender as necessidades de consumo e higiene.Gestão da Água A água é um bem precioso cuja importância nem sempre é respeitada. 2010 pessoa pode chegar a mais de 200 litros/dia. o consumo por pessoa pode chegar a mais de 200 litros/dia. Usar mangueira como vassoura é uma prática errada. Tais condutas.No entanto. além de afetar o Planeta. cada pessoa ne. Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 9 .3 m³/pessoa/ mêsDe (cerca de 110 litros água por dia para as necessidades de consumo e higiene). Torneiras com vazamentos podem causar grande desperdício de água De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU). o consumo por Fonte: FECOMERCIO e SABESP. acordo com ade Organização das atender Nações Unidas (ONU). cada pessoa necessita de 3. porém comum. no Brasil. FIQUE ATENTO! cessita de 3. No entanto. alguns exageros nas práticas cotidianas de limpeza e a escolha errada de equipamentos podem representar milhares de litros de água desperdiçados no final do mês. Pequenos vazamentos. no Brasil. que são percebidas através da alta conta de consumo no final do mês.

• Realize a manutenção adequada dos equipamentos de refrigeração (no controle da perda e aproveitamento da água utilizada no sistema). medidas simples. Lembre-se de jogar tecidos. há vazamento. • Evite dar descargas no vaso sanitário desnecessariamente. • Ajuste. Para isso o empresário também poderá contar com a consultoria SebraeTec. • Planeje a substituição dos equipamentos convencionais da sua empresa pelos chamados equipamentos economizadores. Metros cúbicos de água consumido Centenas de litros Dezenas de litros Unidade de Medida Selo do INMETRO Litros Décimos de litros Sumário 10 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável . • Não lave a calçada ou entrada do seu estabelecimento com mangueira. Se ele não mostrar exatamente o mesmo número. Isso leva ao desperdício de centenas de galões de água. e não no vaso sanitário. Isso evitará entupimentos. que geram redução de até 50% do consumo. não necessitando de gastos com manutenção e investimentos em equipamentos extras. para evitar que a água corra constantemente. captação e demais ações que objetivem a diminuição do seu consumo. • Elabore o seu Plano de Gestão da Água. conforme informações da Sabesp. a válvula dos vasos sanitários que estiverem quebradas.Dicas para melhorar a gestão do consumo de água na sua empresa Na prática. e leia o hidrômetro antes e depois de um período de duas horas. insetos e outros dejetos na lixeira. Veja a seguir algumas dessas dicas: • Utilize o hidrômetro para controlar o consumo de água e verificar vazamentos (visíveis e invisíveis). ou na posição de fluxo. já podem proporcionar reduções superiores a 30% no consumo de água. o que ainda gera uma boa economia nas despesas com água. que inclua reuso. feche todas as torneiras e registros. ENTENDA SEU HIDRÔMETRO m x 1000 litros 2 Para verificar vazamentos. Pesquise em sites de busca ou em lojas de equipamento hidráulicos e verifique qual a melhor solução para atender as necessidades da sua empresa. com investimentos baixos. ou substitua. Na página a seguir você encontra uma planilha comparativa de alguns equipamentos hidráulicos. Invés disso use sempre uma vassoura para limpar as folhas e outras sujeiras.

15 A 20 MCA Torneira de pia .10 litros/ segundo 0.O regulador de vazão permite ao usuário que a regulagem seja feita de acordo com a sua necessidade.15 A 20 MCA Ducha (água quente/ fria) .até 6 MCA Ducha (água quente/ fria) .10 litros/ segundo 0.EQUIPAMENTO CONVENCIONAL Bacia com caixa acoplada Bacia com válvula bem regulada Ducha (água quente/ fria) .33 litros/ segundo 1 litro/ descarga ECONOMIA 50% 40% 32% 62% 41% 57% 76% 50% 50% 62% 76% 50% 50% 1 .MCA (Metros de Coluna de Água) Fonte: FECOMERCIO e SABESP.26 litros/ segundo 0.10 litros/ segundo 0.19 litros / segundo 0. impactando diretamente o fluxo financeiro da sua empresa.abertura 1 volta 2 . também diminui a cobrança de esgoto.42 litros/ segundo 0.23/ segundo 0.Ducha .21 litros/ segundo 0.34 litros/ segundo 0.6 litros/ minuto Regulador de vazão Regulador de vazão Restritor de vazão Restritor de vagão Regulador de vazão Válvula automática CONSUMO 6 litros/ descarga 6 litros/ descarga 0. 4 . • A redução no valor de consumo de água. Por isso.Torneira de pia .abertura total 3 .40 a 50 MCA Mictório Observações: CONSUMO 12 litros/ descarga 10 litros/ descarga 0.15 a 20 MCA Torneira de uso geral/ tanque MCA Torneira de uso geral/ tanque . 2010 Alguns benefícios obtidos com a gestão do uso da água • A água é um bem vital e muito precioso.66 litros/ segundo 2 litros/ descarga EQUIPAMENTO ECONOMIZADOR Bacia VDR Bacia VDR Restritor de vazão .6 litros/ minuto Arejador vazão cte .26 litros/ segundo 0.13 litros/ segundo 0.34 litros/ segundo 0.8 litros/ minuto Restritor de vazão .15 a 20 Torneira de uso geral/ tanque .15 a 20 Torneira Jardim .42 litros/ segundo 0.12 litros/ minuto Arejador vazão cte .13 litros/ segundo 0. Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 11 .13 litros/ segundo 0. o cuidado com sua utilização beneficia a todos os seres habitantes da Terra.8 litros/ minuto Restritor de vazão .20 litros/ segundo 0.até 6MCA Torneira de uso geral/ tanque .10 litros/ segundo 0.até 6MCA Torneira de pia .42 litros/ segundo 0.

Já realizou testes para identificar vazamentos (visíveis ou não)? Respostas ( ) Sim.10 pts. 0 a 5 pontos . mas não investigo se há alguma diferença de um mês para outro . c.0 pt. 20 pontos . ( ) Não faço nenhum tipo de controle . O controle mensal.Autoavaliação de desempenho Isso é básico! Você está fazendo o básico para um consumo consciente de água? Preencha a sua auto avaliação e meça o desempenho da sua empresa em relação ao consumo de água: Perguntas 1. ( ) Faço um controle do valor das contas. b. continue neste caminho. Existem muitas maneiras de realizar testes simples para identificar vazamentos. Nunca realizei teste para identificar vazamentos e nem sei como fazê-los. faço isso sempre que identifico alteração significativa na conta ou na leitura do hidrômetro.10 pts ( ) Não. por meio das contas ou da leitura do hidrômetro? 2. Total: a. portanto. acompanho tanto pelo hidrômetro quanto pela contas mensalmente .Parabéns. é um grande aliado na economia de água. Isto pode representar vazamentos ou uso indevido da água. mesmo quando eles não são visíveis. tanto de consumo como de vazamentos. fique atento a qualquer mudança brusca de um mês para o outro em sua conta de consumo.0 pt.Você tem o hábito de avaliar o consumo de água do seu estabelecimento.5 pts. .O controle deve vir junto com atitudes. . Sumário 12 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável .Está na hora de fazer o básico! Controlar o consumo pelo hidrômetro e contas de água é uma ótima maneira de começar. 10 a 15 pontos . ( ) Sim.

Você utiliza o sistema de tele mediação da SABESP para leitura do hidrômetro (dispositivo wireless que emite relatórios de consumo de água on-line)? Respostas ( ) Sim . comprometido. 0 a 5 pontos .5 pts. 10 a 15 pontos . b. Peço para os funcionários controlarem o uso.0 pts. Experimente trabalhar uma comunicação eficiente com seus funcionários e perceba o rápido resultado que isso pode gerar! c. você pode ter algumas atitudes que trazem ainda mais benefícios ao seu dia a dia.Faça das ferramentas de controle e da sua equipe grandes aliados no consumo consciente de água.Alguns passos adiante Além do básico.10 pts ( ) Não . sem a necessidade de grandes investimentos. Nunca foi realizado nenhum tipo de comunicação em relação ao consumo consciente de água . quando percebo que o valor da conta sofreu grandes alterações . ( ) Sim. 20 pontos . ( ) Não.10 pts 4.Sustentabilidade é bem sucedida se feita em equipe. A comunicação constante e o acompanhamento dos resultados podem ser um grande estimulo para continuar no caminho certo.Você orienta funcionários quanto ao uso correto de água? ( ) Sim.Parabéns! Você já compreendeu que grandes mudanças dependem muitas vezes de pequenas atitudes do dia-a-dia. com todo mundo Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 13 .0 pts Total: a. Há avisos sobre uso racional da água nos banheiros e nos demais equipamentos hidráulicos . Perguntas 3 .

Total: a.Existe na sua empresa algum sistema de captação e tratamento de água de chuva que possa ser usado para limpeza de áreas externas e irrigação? 7. ( ) Não.0 pt. ( ) Sim. ( ) Sim. Respostas ( ) Não. . 70 pontos . .Há vazamentos visíveis em equipamentos hidráulicos. vasos sanitários. por conta dos custos altos de substituição .Atenção! O vazamento pode ser um grande vilão. Os equipamentos são antigos e nunca foi realizado um planejamento para sua substituição . Vá além e continue inovando com peças hidráulicas mais eficientes e com melhor aproveitamento dos recursos hídricos. torneira com fechamento automático. descargas. se por outro lado milhares de litros de água podem estar sendo desperdiçados diariamente.0 pts. c.0 pt. ( ) Sim. Existe um sistema de captação e armazenagem de água da chuva que é utilizada para limpeza. mesmo quando implicam em algum investimento. Seu bolso e o Planeta agradecem! b. mas sem dúvida é um dos itens mais importantes para o consumo consciente de água. Continue inovando.Esforços que trazem grandes recompensas Práticas sustentáveis. mas os vazamentos parecem ser pequenos e a manutenção é sempre adiada. manutenção e irrigação. aeradores de torneiras.0 pt. Perguntas 5. 40 a 60 pontos .Parabéns! Você já está muito além do básico e provavelmente já sentiu no bolso o efeito positivo de alguns investimentos realizados. De pouco adianta Sumário investir em sistemas de coleta de água de chuva e novos equipamentos sanitários economizadores. mictórios secos. . 0 a 30 pontos .10 pts.A manutenção de equipamentos hidráulicos é muito importante e você já está evitando grandes desperdícios. ( ) Sim. entre outros). como torneiras. trazem grandes retornos.Sua empresa utiliza equipamentos economizadores de água (bacia sanitária com dual flush. pois o edifício onde se localiza a loja não é gerido por mim . sem você tomar atitude! Manutenção requer investimento e atenção.? 6. ( ) Nunca pensei nisso e acho que pode ser muito caro. No meu estabelecimento isso não é possível.20 pts. e por isto pode representar um esforço no seu dia.10 pts. . etc. quando bem planejadas.40 pts. 14 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável . como torneiras. mas ainda falta grande parte. A manutenção é constante e sempre que há um vazamento aparente ele é consertado o quanto antes. vasos sanitários e mictórios já são mais eficientes . Mais de 75% dos equipamentos hidráulicos. Parte dos equipamentos já foi substituída. ( ) Não.

O lixo é responsabilidade de cada um de nós.Gestão de Resíduos Estamos jogando dinheiro no lixo. Temos que ser conscientes. são substâncias que não servem para mais nada. por outro lado. não podendo ser reaproveitadas. literalmente. Para entender a importância deste tema. A destinação correta reduz resíduos. rejeito é o que não é passível de reaproveitamento. Resíduo. Isto porque a maior parte das coisas que descartamos como lixo podem ser reaproveitadas. Segundo o Ministério do Meio Ambiente. e por isso tem valor comercial. pois o mundo não comporta mais o volume gerado. ou seja. sendo considerado matéria prima e insumo para produção de novos produtos. é preciso estabelecer uma premissa: resíduo não é o mesmo que rejeito ou lixo comum. Faça sua parte também Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 15 . gera empregos e renda à população. é o que pode ser reaproveitado ou reciclado.

clínicas de saúde. Tipos de resíduos no Varejo e Serviços Os empreendimentos do setor de serviços e comércio varejista geram dois principais tipos de resíduos. • Ao considerar apenas o lixo eletrônico. salões de cabeleireira. restaurantes do tipo fast-food. Temos que ser conscientes. meio quilo por ano. vernizes. pois o mundo não comporta mais o volume gerado. o país assume o primeiro lugar na geração de lixo por habitante. Com um volume tão grande de lixo gerado. Porém. 2013). negócios no ramo de alimentação. a geração de lixo por habitante chegou à casa dos 383 quilos anuais. como pode ser observado abaixo: Resíduo úmido: inclui restos de alimentos. materiais de construção. lojas de varejo. Esse tipo de resíduo é normalmente encontrado em consultórios médicos. Sumário 16 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável . Geralmente. por isto é muito importante identificar a principal fonte de resíduo em cada segmento nos serviços e no comércio. metal. vegetais e detritos biológicos.FIQUE ATENTO! • O descarte indiscriminado de resíduos tem sido uma prática comum no Brasil. segundo estudos da ONU. o que representou quase 64 milhões de toneladas de resíduos gerados no país durante o ano passado (Abrelpe. mercados e padarias têm uma grande geração de resíduos úmidos. em pouco tempo não haverá mais espaço em lixões e aterros sanitários. cafés. lâmpadas e embalagens. Resíduo seco: inclui papel. como lanchonetes. • Em 2012. O lixo é responsabilidade de cada um de nós. entre outros. madeira tintas. vidro. cada negócio demanda uma gestão e um planejamento diferente. comércio de autopeças e serviços da construção civil.

corrosividade. solventes. como efluentes líquidos. que não podem ser lançados na rede pública de esgotos ou corpos d´água sem prévia análise de técnicos especializados. • Classe I . pintores e pedreiros. e alguns líquidos contaminantes. consultório médicos e odontológicos Resíduo seco gerado na construção civil: inclui pequenos empreiteiros. reatividade. da Associação Nacional de Normas Técnicas (ABNT). os resíduos são classificados pelos riscos que representam para o meio ambiente e para a saúde pública. Tais materiais devem ser destinados a aterros especiais ou queimados em incineradores específicos para esse fim.Perigosos: são resíduos que apresentam riscos de inflamabilidade. clinicas de estética.Tipos de resíduos na Indústria No setor da indústria de transformação e da construção civil. Neste caso. classifica esses resíduos conforme descrição a seguir: Resíduos secos gerados por empresas de saúde. todo processo de transformação produtiva gera resíduos que podem estar em estado sólido ou semissólido. Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 17 . óleos lubrificantes e outros fluidos utilizados em processos industriais. A Norma NBR 10004. toxidade e patogenicidade.

como materiais ferrosos e não perigosos com características do resíduo doméstico. FIQUE ATENTO! É muito importante estar em dia com a lei e com todas as licenças de uso e funcionamento. • Classe II B .Inertes: são materiais que não se decompõem ao serem dispostos no solo. assim você poderá obter informações mais precisas e abrangentes sobre o tipo de resíduos específicos gerados no seu estabelecimento. Sumário 18 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável . Resíduos gerados em uma pequena indústria de cerâmica estrutural Sistema de tratamento de efluentes utilizado em uma indústria de pequeno porte. Consulte os órgãos responsáveis antes de fazer a gestão dos resíduos produzidos na sua indústria ou construção.Não inertes: trata-se de materiais que assumem propriedades de biodegradabilidade e combustibilidade ou solubilidade em água. • Classe II A . materiais têxteis. borracha. sucata.• Classe II . papelão. minerais não metálicos e areia de fundição. plástico.Não perigosos: são resíduos como madeira. papel. entulho.

não apenas para geração de energia. Antes de realizar o reuso desses resíduos é necessário fazer um levantamento das informações relacionadas às características de cada tipo de resíduos e.Tipos de Resíduos no setor Agropecuário O setor agropecuário é caracterizado pela abundância de resíduos úmidos de origem animal. Fazendo isto. restos de curtumes. frutos. destacam-se os estercos de aves. suínos. Muito pelo contrário. cascas. tortas de amendoim e de soja. de acordo com as normas da OMS (Organização Mundial de Saúde). bagaços e os adubos verdes com destaque para as leguminosas. Entre os oriundos de animais. caprinos. dos advindos dos vegetais temos os restos culturais como palhas. finalmente. a partir da introdução de metais pesados. Enfim. mas também para a produção de plásticos e borrachas. ovinos. vegetal e agroindustrial. dos agroindustriais temos. isso levará a uma estratégia de manejo de resíduos importante e em favor dos pequenos proprietários rurais. por exemplo. substâncias tóxicas ou mesmo microrganismos patogênicos no meio agrícola. cascas. bovinos. Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 19 . O uso de biomassa residual de uma pequena agroindústria é uma opção viável para a substituição dos derivados de petróleo no Brasil. Resíduos úmidos são excelentes fontes para geração de compostos orgânicos para a agricultura familiar. vinhaças. não se corre o risco de que sejam gerados danos ao solo. bagaços. entre outros. proceder ao uso seguro desses materiais. temos resíduos sobrando para serem reutilizados.

pallets e caixas de madeira. além de reduzir resíduos de obras em reformas periódicas. ou do próprio lodo de esgoto devidamente tratado na forma de biossólido. melhorando as propriedades físicas. restos vegetais. seja através da utilização de estercos animais. aumentando as produtividades e rentabilidades agrícolas. tubos de papelão e materiais reciclados são utilizados como expositor de produtos e revestimento de parede.FIQUE ATENTO! A reutilização de resíduos beneficia a agricultura. Nos exemplos. ao mesmo tempo. Sumário 20 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável . químicas e biológicas do solo e. reduzindo custos de produção e a poluição ambiental. A modularidade em mobiliário: expositores e revestimentos podem ser um grande aliado das empresas.

Procure o ponto de coleta mais próximo de você e contribua com o meio ambiente. como copos. As embalagens são grandes geradoras de resíduos e podem ser evitadas.org/ • Converse com seus fornecedores sobre alternativas para a redução. procure em sua comunidade as cooperativas ou produtores rurais que realizam projetos de reuso a partir dos resíduos gerados. • Embalagens são um dos grandes geradores de resíduos. Se informe sobre as leis locais antes de definir seu plano de ação. é possível reutilizar embalagens ou materiais antes considerados inúteis. sempre que possível. Desenvolva o hábito de perguntar aos seus clientes se ele necessita de sacolas plásticas. • Em relação aos resíduos úmidos. principalmente as estabelecidas no código da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e CETESB (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental). baterias e outros lixos eletrônicos devem. • Lâmpadas fluorescentes (que contem mercúrio). • Diminua o uso dos utensílios descartáveis utilizados na sua empresa. talheres e pratos. este tipo de resíduo deve ser descartado corretamente. ou do reaproveitamento de materiais antes descartados. • Oriente seus funcionários sobre a importância de se reduzir a geração de resíduos. o uso de resíduos gera diversos benefícios. para compor vitrines temáticas ou outras aplicações de visual merchandising. Na agricultura.Dicas para melhorar o manejo dos resíduos gerados na sua empresa • Resíduos secos são gerados diariamente e pequenas ações podem reduzir consideravelmente as quantidades geradas. • Resíduos secos podem ser destinados corretamente para pontos de coleta ou reciclagem. ou reutilização das embalagens de transporte e armazenamento dos produtos. Acesse: http://www.centraldareciclagem. você economiza dinheiro e ainda cuida do meio ambiente em que vive. até a correta destinação dos resíduos gerados. e reduz custos de operação. Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 21 . Discipline-se a aplicar. como vidro ou cerâmica. • A criatividade também é uma grande aliada das empresas: no caso dos Serviços e do Comércio Varejista. por exemplo. Através da venda de materiais usados. por lei. utilize sacolas retornáveis. sendo o principal a reciclagem de nutrientes. produção de sabão. • Faça coleta seletiva: Informe-se sobre os serviços de coleta seletiva e faça sua parte. Pesquise o ponto de coleta mais próximo do seu estabelecimento comercial e inicie um plano para destinação correta desses resíduos. metal. Em seguida. Nossas cidades não têm mais espaço para acumular e tratar resíduo como lixo. Se necessário. identifique a fonte de geração desses materiais. Quanto aos óleos fluidos. por exemplo. a premissa dos 3 R´s (ver página 08). no qual são apresentadas técnicas para redução de desperdícios e manejo dos resíduos úmidos. Utilize copos e xícaras de materiais reutilizáveis. • O planejamento da gestão dos resíduos úmidos deve sempre atender medidas legais. da tinta para impressão. vidro. • As empresas do setor de alimentação podem contar com o PAS (Programa Alimentos Seguros) do SEBRAE-SP. entre outros. pilhas. por lei. papel. Isto deve acontecer desde a escolha e compra de produtos para seu negócio. ser descartados corretamente. em pontos específicos de coleta. • Imprima somente o necessário: isto diminui o uso do papel. separando seus resíduos por tipo: plástico. como compostagem orgânica.

• Possibilidade de comercialização de resíduos. através do envolvimento das cooperativas locais de reciclagem e geração de novos negócios. auxiliando na difusão da causa. como por exemplo. • Minimização de investimento em equipamentos e peças de comunicação. através do engajamento do corpo de colaboradores. ao ser desenvolvido um plano coerente de redução de embalagens com o fornecedor. • Redução em custos de produtos. Resíduos úmidos usados para produzir adubo. Sumário 22 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável . quando cobrada pelas prefeituras. e dos clientes dispostos a contribuir. na produção de sabão com base na reutilização de resíduos úmidos. através de compostagem orgânica. • Estímulo ao ambiente de negócios.Alguns benefícios obtidos com o manejo correto de resíduos • Redução da taxa do lixo. • Geração de maior valor percebido da marca. reaproveitando peças-chave.

10 pts. 0 pt. A separação é realizada diariamente. c. A compreensão de que lixo e resíduo são b. ( ) Não. Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 23 . 10 pontos . continue neste caminho. 0 pontos . 20 pontos . não havendo nenhum tipo de separação. diferentes e devem ser tratados de modo separado é muito importante para iniciar uma boa gestão de resíduos e diminuir custos. ( ) Sim. Todo o lixo é destinado para a mesma lixeira. como lixeiras seletivas? Respostas ( ) Sim. resíduos secos e lixo comum? 2.Autoavaliação de desempenho Isso é básico! Você está fazendo o básico para começar uma gestão de resíduos na sua empresa? Preencha sua autoavaliação e entenda o desempenho da sua empresa em relação ao controle de resíduos úmidos e secos. 0 pt. A empresa possui local especifico para a separação dos resíduos.Parabéns.A sua empresa separa corretamente resíduos úmidos. 10 pts.A separação de resíduos deve fazer parte do dia a dia e é muito importante criar um sistema organizado para facilitar esta tarefa.A sua empresa tem equipamentos de apoio para a coleta seletiva. ( ) Não existe nenhum tipo de equipamento de apoio. Perguntas 1.Está na hora de fazer o básico! Separar tipos de resíduos e armazena-los corretamente é o passo inicial para qualquer evolução na Gestão de Resíduos. Total: a.

Faça das ferramentas de controle e da sua equipe grandes aliados no controle de resíduos.Alguns passos adiante Além do básico.5 pts. que incluem a participação de todos.Parabéns! Você já compreendeu que grandes mudanças dependem muitas vezes de pequenas atitudes do dia-a-dia. Perguntas 3. 20 pontos . Experimente trabalhar uma comunicação eficiente com seus funcionários e perceba o rápido resultado que isso pode gerar! Sumário 24 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável .Você controla a quantidade de resíduos (úmidos e secos) gerados no seu estabelecimento? 4. ( ) Não.Sustentabilidade é bem sucedida se feita em equipe. ( ) Sim. Nunca foi realizado nenhum tipo de comunicação em relação ao controle de resíduos . Evitar impressões desnecessárias) .0 pt. sem a necessidade de grandes investimentos. ( ) Não. com todo mundo comprometido. 10 pts. 0 pt. 0 a 5 pontos . ( ) Sim. (ex. você pode ter algumas atitudes que começam a trazer bons resultados. 10 a 15 pontos . por exemplo)? Respostas ( ) Sim.10 pts. Há avisos e orientação oral sobre como separar os resíduos e sobre como evitar a sua geração.A sua empresa orienta funcionários sobre o controle de resíduos gerados (ações educativas e instruções. b. mas não há controle do que está sendo gerado corretamente . Total: a. A comunicação constante e o acompanhamento dos resultados podem ser um grande estimulo para continuar no caminho certo. A cada descarte o volume de resíduos é medido ou pesado. Há avisos. Nenhum tipo de controle é feito. c.

0 a 30 pontos . Isso faz parte da estratégia da empresa.Para ser eficiente e completa. vale uma revisão no Plano de Gestão de Resíduos. ( ) Não. 6. c.Parabéns! Você já está muito além do básico e provavelmente já percebeu que uma boa Gestão de Resíduos envolve muitas pessoas. 0 pt. engajando funcionários. ( ) Sim. 10 pts.Esforços que trazem grandes recompensas Práticas sustentáveis. a gestão de resíduos deve levar em consideração a destinação correta e a contribuição dos fornecedores. ocorrendo eventualmente. 0 pt. Perguntas 5. inclua em seu planejamento de negócios este item e coloque-o realmente em prática.Se você está cumprindo o básico e pensando em dar novos passos para melhorar a gestão de resíduos da sua empresa. Com certeza a gestão correta de resíduos já está trazendo resultados positivos. 70 pontos . 7. ( ) Sim. ( ) Não. Isto é uma exigência da minha empresa para a compra dos produtos. para redução de embalagens e resíduos. Solicito frequentemente a redução das embalagens para transporte das mercadorias. 20 pts. Sinto que falta informações e tempo para poder colocar um Plano de Gestão de resíduos em prática. 0 pt ( ) Sim.A sua empresa destina corretamente os resíduos separados (úmidos e secos) aos pontos de coletas existentes em sua cidade? Respostas ( ) Sim. Seu bolso e o Planeta agradecem! b. 40 pontos. Continue inovando. 0 pt. trazem grandes retornos. ( ) Não. 40 a 60 pontos . Mas isso não é feito de uma forma planejada e controlada. por necessidade de redução de custos. Isso nunca foi visto como uma necessidade para nossa empresa. para diminuição gradual e melhor controle dos resíduos gerados na sua empresa. Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 25 . Com os resíduos separados ou não. Me informei sobre os pontos e horários de coletas e realizo a destinação correta. mesmo quando implicam em algum investimento ou tempo dedicado.A sua empresa tem algum plano de ação em conjunto com os fornecedores.A sua empresa já possui um plano de gestão de resíduos implementado? Total: a. fornecedores e estabelecendo metas. Se estas etapas não forem realizadas corretamente. quando bem planejadas. ainda não há uma destinação específica.

importadores. distribuidores. Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) É um marco regulatório na área de resíduos sólidos. Prefeituras e Estados já estão sendo pressionados para redefinir o sistema de tratamento e coleta de resíduos.Marcos legais sobre a gestão de resíduos Visando estimular o comportamento sustentável e penalizar ações irresponsáveis em relação à Gestão de Resíduos. • Incentivo maior à reciclagem no país e. abrangendo os fabricantes. Estaduais e Federal estão implantando novas leis que atingem também as empresas. • Destinação final ambientalmente adequada dos rejeitos. Podem ser citados como principais objetivos da PNRS: • A não geração. de agosto de 2010. seja ela de pequeno. os lixões deverão ser extintos. A seguir serão apresentados alguns marcos legais como referência a este tema. PNRS na prática A lei determina que até 2014.305. A lei traz o princípio da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos entre todos os integrantes da cadeia geradora de resíduos sólidos. médio ou grande porte. reutilização e tratamento de resíduos sólidos. comerciantes e consumidores. que trata das diretrizes relativas à gestão integrada e ao gerenciamento de resíduos sólidos. redução.º 12. os governos Municipais. sendo exigido pelo governo federal o Plano de Gestão de Resíduos Sólidos e a Logística Reversa. • Aumento de ações de educação ambiental. instituído pela Lei n. • Promoção da geração de emprego e renda para catadores de ma teriais recicláveis. Sumário 26 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável .

que dispõe sobre a Política Estadual de Resíduos Sólidos). ao fabricante. O objetivo é reutilizar e reciclar resíduos sólidos de forma correta e destinar aos aterros sanitários somente o que for rejeito. 2012 Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 27 . ou proposta sobre a sua destinação. não mais tratando tudo como lixo. Caso a sua empresa já possua um programa de gestão de resíduos em funcionamento.Logística reversa A “logística reversa” refere-se à volta do produto das mãos do consumidor para o estabelecimento comercial e. basta reproduzi-lo de acordo com os termos solicitados pela Resolução SMA 38/2011 (não se esquecendo de incluir as metas de evolução) e encaminhar à Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. de 16 de março de 2006. Logística reversa no Estado de São Paulo Em agosto de 2011 foi editada pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo a Resolução SMA 38 (em conformidade com o a Lei Estadual n. Fonte: SMA. de alcançar 20% de reciclagem de resíduos sólidos até 2015.º 12. em seguida. A lei vai ao encontro das metas estabelecidas pelo Ministério do Meio Ambiente.300.

Além disso. Somente com esta comparação é possível optar pelo equipamento mais eficiente. e sua manutenção. Por isso. Equipamentos Grande parte dos processos industriais precisam de energia e as formas de produção variam de caldeiras e geradores de ar quente.Gestão de Energia Tanto quanto qualquer outro recurso natural. a fornos e sistemas de co-geração. são fatores importantes na redução do consumo energético. Lâmpadas incandescentes: apesar de reproduzir 100% das cores dos objetos. Este índice pode ser um indicador de quando for preciso trocar a máquina ou reformular a produção. corretamente dimensionados às necessidades da empresa. iluminação e ar condicionado. a energia deve ser utilizada com inteligência e moderação. um plano eficiente de gestão de energia é fundamental e leva em consideração cada tipo de material que consome energia dentro de uma empresa. evitando gastos desnecessários à empresa. Antes de adquirir equipamentos novos para montar ou ampliar a operação de uma empresa. Sumário 28 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável . o ideal é estimar o consumo de energia a ser gerado e avaliar o custo mensal que implicará sobre o negócio. como equipamentos elétricos. elas podem ser facilmente substituídas por lâmpadas fluorescentes ou de LED. A utilização de equipamentos eficientes. saber qual o índice de consumo específico dos equipamentos e/ou do processo produtivo é um caminho adequado para otimizar o desempenho energético. A redução do consumo de energia traz grande economia.

É um produto desenvolvido e concedido pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel). o Selo Procel tem por objetivo orientar o consumidor no ato da compra. A sua existência também estimula a fabricação e a comercialização de produtos mais eficientes. ou simplesmente Selo Procel. indicando os produtos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética dentro de cada categoria. economia na sua conta de energia elétrica. com sua Secretaria-Executiva mantida pela Eletrobrás.PROCEL No caso de equipamentos. proporcionando. Para ser contemplado com o Selo Procel. o produto deve ser submetido a ensaios específicos em laboratório idôneo. contribuindo para o desenvolvimento tecnológico e a preservação do meio ambiente. O Selo Procel de Economia de Energia. coordenado pelo Ministério de Minas e Energia. foi instituído por Decreto Presidencial em 8 de dezembro de 1993. assim. indicado pelo Procel. Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 29 .

porém. há a falsa impressão de que ela ilumina mais. e é mais indicada para ambientes agitados.000 Kelvin). é preciso escolher aparelhos de ar condicionado com a potência adequada para o tamanho do ambiente a ser instalado. reator. Este tipo de lâmpada deve ser usada em ambientes em que se deseja mais conforto como restaurantes e frentes de loja. como por exemplo. ou seja: lâmpada. Se o aparelho for ligado todos os dias. uma outra questão importante é a tonalidade da luz. Caso o ambiente de trabalho da empresa não disponha de ventilação natural adequada. Muitas vezes ignorada.000 e 6. vale a pena consultar um especialista para validar o modelo ideal. a pelo menos 1. de lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes.300 e 3. A luz branca é conhecida como luz fria e tem uma temperatura de cor maior (entre 4. Se for possível.Iluminação Antes de decidir pela troca de lâmpadas. Sumário 30 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável .000 Kelvin). áreas de serviço e lanchonetes do tipo fast-food. é necessário uma avaliação do conjunto todo. o aparelho deve ser instalado na parte superior.50m do chão. como a luz fria reflete melhor o branco. Para uma climatização uniforme do ambiente. recomenda-se a limpeza do filtro duas vezes por semana. Além disso também é importante realizar a limpeza dos filtros regularmente. Temperatura de cor A luz amarelada também é chamada de cor quente e tem uma temperatura de cor mais baixa (entre 2. também conhecida como “temperatura de cor”. se for o caso. Ar Condicionado Uma climatização agradável é um parâmetro de conforto nos locais de trabalho e pode representar um valor significativo na conta de luz. pois é a otimização destes três componentes que levará à eficiência luminosa do equipamento. luminária e. As lâmpadas amareladas e brancas de mesma potência consomem a mesma energia e iluminam igual. como cozinhas.

desenvolveram equipamentos mais simples e lâmpadas que podem ser substituídas. Em um difusor opaco. • Substitua. em locais muito amplos e altos (galpões e estacionamentos) é melhor usar as lâmpadas do tipo vapor de sódio ou vapor metálico. Isso economiza muita energia! • Mantenha os ambientes com ar-condicionado sempre fechados e desligue-os uma hora antes do término do expediente. Vale a pena por na ponta do lápis a relação custo-benefício. Fornecedores renomados. gerando uma grande economia de energia. será possível desligar parte da iluminação nos locais que não estão sendo usados. que geram melhor eficiência luminosa. • Estimule os funcionários a apagarem as lâmpadas ao saírem de um recinto por mais de 15 minutos ou. Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 31 . impactando diretamente o fluxo financeiro da empresa. • Troque os difusores amarelados e/ou opacos. que reduzem somente 10% do fluxo luminoso. • Procure sempre dividir o sistema de iluminação em vários circuitos elétricos (interruptores).. mas só as mantenha ligadas quando necessário. isto pode garantir uma grande diferença na conta no final do mês. com menor consumo e com maior vida útil do que a T12. dê preferência às halógenas. Alguns benefícios obtidos com a gestão eficiente de energia • Redução no valor de consumo de energia. administração etc. • Dê preferência por novas tecnologias. lâmpadas incandescentes por fluorescentes. Além disso. Assim. • Sobrevida dos materiais e equipamentos elétricos adquiridos. com o objetivo de viabilizar a tecnologia. interessado em consumir de maneira responsável.Dicas para melhorar a gestão do consumo de energia na sua empresa • Dê preferência para equipamentos com selo PROCEL. A instalação de sensores e dimmers em ambientes que não sejam de vendas. instale sensores de presença em locais que não sejam utilizados com frequência. • Engajamento do corpo de colaboradores. • Nos casos em que seja necessário usar a lâmpada incandescente. sem se trocar todo o equipamento de iluminação. podem gerar redução de custos superiores a 40%. sempre que possível. Dê preferência aos difusores de acrílico. Neste caso. estoques. dê preferência pelas lâmpadas fluorescentes T5 e T8. como pontos focais em lojas. se achar mais adequado. que já estão mais acessíveis. O seu uso pode permitir uma redução de até 70% no número de lâmpadas. esta redução é de até 50%. como o LED (light-emitting diode). como banheiros. pois elas têm maior durabilidade e são mais eficientes que as incandescentes comuns. todo ambiente deve possuir pelo menos um interruptor. Isso pode levar a uma queda de até 10% da redução da energia elétrica por dia. auxiliando na difusão da causa. • As luminárias com uma superfície reflexiva conseguem iluminar mais o ambiente. • Estímulo para o engajamento do consumidor. Contudo.

10 pts. acompanho pela conta mensalmente para identificar mudanças bruscas . O controle mensal e a orientação aos funcionários são grandes aliados na economia de energia. 2.Você orienta os seus funcionários quanto ao controle de energia? ( ) Sim. fique atento a qualc.0 pt.O Controle deve vir junto com atitudes. Contar com a colaboração dos funcionários também é fundamental para a economia de energia.Autoavaliação de desempenho Isso é básico! Você está fazendo o básico para um consumo consciente de energia? Preencha sua autoavaliação e entenda o desempenho da sua empresa em relação a Gestão de Energia: Perguntas 1.5 pts. 0 a 5 pontos . Há avisos sobre uso racional de energia. ( ) Faço um controle do valor das contas.5 pts. ( ) Não. Fique atento às mudanças de um mês para o outro e faça um plano de comunicação eficiente com seus funcionários. 10 a 15 pontos . ( ) Sim. 20 pontos . Nunca foi realizado nenhum tipo de comunicação em relação ao consumo consciente de energia . Peço para os funcionários controlarem o uso quando percebo que o valor da conta sofreu grandes alterações . Sumário 32 SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável . junto a interruptores e equipamentos . b. mas não investigo se há alguma diferença de um mês para outro .10 pts.0 pt. ( ) Não faço nenhum tipo de controle .Você tem o hábito de medir o consumo de energia gerada no seu estabelecimento? Respostas ( ) Sim.Parabéns. continue neste caminho. Total: a. portanto. gia é uma ótima maneira de começar.Está na hora de fazer o básico! Controlar o consumo pelas contas de ener- quer mudança brusca de um mês para o outro em sua conta de consumo.

Parabéns! Você já compreendeu a importância de equipamentos economizadores de energia e já deve ter sentido a diferença na sua conta mensal de energia. ( ) Não. de acordo com as suas possibilidades financeiras. 4-As lâmpadas usadas nas áreas internas da loja são do tipo “econômicas” (LED. c. e sinta a diferença. com atenção especial à eficiência e durabilidade das novas lâmpadas. Perguntas 3. 20 pontos . Faça um planejamento para substituição de lâmpadas. depósito e banheiros? Respostas ( ) Sim. e de rápido retorno. com investimentos relativamente baixos. ( ) Não. no entanto. Nas áreas internas. As áreas que não têm acesso constante possuem sensores. Isto pode evitar que o barato saia caro. ( ) Sim. a troca priorizou lâmpadas com melhor preço e não necessariamente com melhor durabilidade. Utilize marcas confiáveis e evite equipamentos que não tenham garantia.A vantagem da substituição de lâmpadas é muito relevante e representa grande economia em curto prazo. 5 a 10 pontos . b. você pode ter algumas atitudes que trazem ainda mais benefícios ao seu dia a dia. como estoque. 10 pts. Sumário SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável 33 . 10 pts. Fluorescente)? Total: a. parte das lâmpadas foram substituídas. e podem representar grande economia de energia.Você utiliza sensores de presença nas áreas internas da sua empresa. 0 a 5 pontos . priorize a qualidade e durabilidade. ( ) Sim. 0 pt. Não vejo esta necessidade ou acho caro a instalação destes aparelhos.Alguns passos adiante Além do básico. Ainda se utiliza lâmpadas incandescentes nesses setores. as lâmpadas incandescentes já foram substituídas.Sempre que substituir lâmpadas ou instalar equipamentos economizadores. 5 pts. 0 pt.

Parabéns! Você já está muito além do básico e provavelmente já sentiu no bolso o efeito positivo de alguns investimentos realizados. 30 pontos . 0 pt. ( ) Não. uso de equipa- mento com selo PROCEL e INMETRO e projeto de iluminação são aspectos que podem gerar grande economia de energia. ( ) Não. mas a iluminação geral continua com lâmpadas convencionais incandescentes. 0 a 5 pontos . Mais de 75% dos equipamentos eletroeletrônicos possuem o selo ou etiqueta . mesmo quando implicam em investimentos mais significativos. mas ainda falta grande parte. ( ) Não. Perguntas 5. por exemplo. A iluminação é homogênea e não há pontos específicos de iluminação. por conta dos custos altos de substituição . com foco no selo Procel ou Inmetro . Foi feito um projeto de iluminação pensado para a área de vendas. Continue inovando. porém esporádico. Os equipamentos são antigos e nunca foi realizado um planejamento para sua substituição. 10 pts. tanto da temperatura. 5 pts. ( ) Sim. 10 pts.5 pts.Os sistemas de ar-condicionado são regulados para a temperatura que atende o conforto do ambiente. 0 pt. 10 a 25 pontos . Seu bolso e o Planeta agradecem! b. como da manutenção do sistema de ar condicionado. Vá além e inclua estes itens como prioridade na gestão dos seus negócios. A temperatura fica regulada de modo a evitar exageros e desperdício de energia. trazem grandes retornos.Atenção! Ar-condicionado sem manutenção pode gerar problemas mais Sumário 34 . ( ) Sim.10 pts. como problemas respiratórios. Verifique a condição de seus equipamentos e planeje a sua correta manutenção ou substituição. ( ) Sim. Existem pontos focados. equipamentos antigos apresentam riscos de curto circuito. O termostato é ajustado de acordo com a percepção de cada funcionário e a manutenção não é prioridade. 5 pts. muito menos alternativas para novos circuitos de iluminação. possibilitando reduzir a iluminação geral do estabelecimento? 7. graves do que o consumo de energia excessivo. ( ) Sim. Do mesmo modo.A sua empresa possui equipamentos eletroeletrônicos com selo Procel ou etiqueta Inmetro A no seu estabelecimento? Total: a. SEBRAE-SP | Primeiros passos de uma empresa sustentável c. ( ) Sim.A manutenção de equipamentos de ar condicionado. a manutenção é constante e segue a recomendação do fabricante. quando bem planejadas. Há certo controle. e passam por limpeza constante? Respostas ( ) Sim.0 pt.Esforços que trazem grandes recompensas Práticas sustentáveis. Além disso. 6-Existe iluminação direcionada para os produtos. Parte dos equipamentos possui.

. 2004.Classificação.sp. Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil . SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). KARTAJAYA. Rio de Janeiro: Elsevier.2012. São Paulo: on line. Acesso em 02/07/2013. 2010. Também disponível em: http://www. O uso racional da água no comércio.gov.br/legislacao/resolucoes-sma/ resolucao-sma-no-38/. 2010. Rio de Janeiro: ABNT. São Paulo: Fecomercio. ABRELPE (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais).ambiente.0. Resíduos Sólidos . 2013. KOTLER.Bibliografia ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). FECOMERCIO (Federação do Comércio do Estado de São Paulo). Resolução SMA nº 38. São Paulo: ABRELPE. Hermawan & SETIAWAN. Marketing 3. 2012. SMA (Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo). Iwan. Philip.

Anotações .

Anotações .

Anotações .

energia. e reduzir os resíduos gerados por sua empresa. Mais informações nos Escritórios Regionais do SEBRAE-SP e pelo 0800 570 0800 . você irá contribuir para o desenvolvimento sustentável do planeta e para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. renove os seus conhecimentos e comece a fazer diferente aquilo que muitos ainda continuam fazendo igual. inclusive para os projetos de implantação de práticas sustentáveis em seu negócio. O empresário também poderá contar com a consultoria tecnológica complementar do SebraeTec e com o Programa Alimentos Seguros (PAS). Por isso.Seja um agente de transformação Ao economizar água.