You are on page 1of 39

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

Transmissão de Energia Elétrica

Aul a : 0 2 Cons i de r a ç õe s s obr e S E P
P r o f . F l á vi o Va n d e r s o n G o m e s
E-mail: flavio.gomes@ufjf.edu.br
ENE054 - Período 2012-3

Ementa do Curso
2

1. 2. 3.

Introdução e considerações gerais Linhas aéreas de transmissão (LTs)

Efeito corona Circuitos monofásicos Circuitos trifásicos Grandezas em p.u. Redução de KRON

Relação entre tensão, corrente e potência em uma LT
  

4. 5. 6.

Indutância, reatância indutiva das LTs

Resistência e efeito pelicular Impedâncias das LTs
 

Correção de Carson Impedância de seqüência zero (Seq.(0))

7.

Capacitância, susceptância capacitiva das LTs
Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência

Visão Histórica
3

 625 a.C

Thales de Mileto: eletricidade estática.

Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência

Visão Histórica 4  1500 -1600  William Gilbert (1544-1603)  fenômenos magnéticos. Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência . bussola.

Visão Histórica 5  1600 -1750  CHARLES DÜ FAY (1698-1739)  fenômenos de atração e repulsão. Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

1790)  Pára-raios.1800  BENJAMIN FRANKLIN (1706 . Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .Visão Histórica 6  1750 .

1800  CHARLES A. Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência . DE COULOMB (1736 .Visão Histórica 7  1750 .1806)  Módulo da força elétrica.

1827)  Pilha de Volta Luigi Galvani Alessandro Volta Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .Visão Histórica 8  1750 .1800  ALESSANDRO G. A. VOLTA (1745 .

1881   1801: Lâmpada a filamento de platina.Visão Histórica 9  1801 . Sir Humphry Davy Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência . Sir Humphry Davy 1811: Lâmpada a arco voltaico.

1881  Michael Faraday:   1821: Princípio do motor homopolar.Visão Histórica 10  1801 . 1831: Princípio da indução por acoplamento entre circuitos (base do transformador) Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

 Ernst Werner von Siemens Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência . Alternadores Siemens. 1870-79: dínamos e motores dc diversos.Visão Histórica 11  1801 a 1881  Werner von Siemens:  1866: demonstra o princípio “dinamo-elétrico”: conversão eletromecânica sem necessidade de imãs permanentes.

Edison).   Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência . Funda a “Edison Electric Iluminating Company”.Visão Histórica 12  1801 . Warren & Evans. 1880: Edison obtém patente para sistema de distribuição de energia em corrente contínua. Lâmpadas a filamento aperfeiçoadas (Swan.1881  THOMAS ALVA EDISON (11/02/1847 – 18/10/1931)  Iluminação a arco voltaico se difunde.

Lucien Gaulard (França) e John Dixon Gibbs obtém patente. William Stanley Jr. em 110 volts dc. para seu “secondary generator”. na Inglaterra. Demonstrações na Inglaterra (1883) e Itália (1884) chamam a atenção de Ganz & Company em Budapest.Visão Histórica 13  1882 a 1900  1882:    Pearl Street Station. assim como de George Westinghouse. Gaulard Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência . embrião do transformador moderno. 1ª comercialização de energia elétrica no mundo. 4 de setembro. associa-se a Westinghouse. para 59 clientes de Manhattan.

33 Hz. operando em 133. Stanley Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .Visão Histórica 14  1882 a 1900  1885:   George Westinghouse Jr. alternador de 16 pólos acionado a 1000 rpm). Stanley (USA) aperfeiçoa o alternador Siemens. mas por alguns anos predominou o padrão 133Hz. compra alternador Siemens que Stanley usa em instalação experimental (Great Barrington. Massachusetts. 125 e 140 Hz também foram usados por outros.

Visão Histórica 15 .

Westinghouse Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência . operando em 133Hz. na cidade de Buffalo. em janeiro. na América.  Primeiro sistema de distribuição de energia elétrica em CA.Visão Histórica 16  1882 a 1900  1886: É criada. NY. a “Westinghouse Electric Company”. que obtém patentes para construção de transformadores baseados em projetos de William Stanley e cuja concepção básica se utiliza ainda hoje.

Sistemas trifásicos são adotados para melhor aproveitamento dos condutores. motor de indução) a Westinghouse.Visão Histórica 17  1882 a 1900  1887/90:  Nikola Tesla passa a trabalhar para Westinghouse instalando sistemas CA.  Tesla aperfeiçoa o motor de indução. Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência . Padrão 133 Hz abandonado em favor de 60 Hz (compromisso entre necessidades de iluminação e força motriz). Vende direitos de patentes (sistemas polifásicos.

termina com adoção generalizada de sistemas CA trifásicos em novos sistemas.Visão Histórica 18  1882 a 1900  1890/1900: A chamada “Batalha das Correntes”. Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência . principalmente. Em 1892 funde-se com a ThomsonHouston Electric e surge a General Electric Company. sob influência de Edison.  Na Europa a industria se consolida em moldes semelhantes.  Empresas de Edison se consolidam em 1990 formando a Edison General Electric Company. Westinghouse e Siemens. instigada por Edison desde 85.

Visão Histórica 19 Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

1968 (ELETROSUL). 1957 (FURNAS). Mineira de Eletricidade na cidade de Juiz de Fora (MG) 1901: LT 40 kV 1914: LT 88 kV 1920: cerca de 300 empresas serviam 431 localidades: 354980 kW (276100 kW hidroelétricas e 78880 termoelétricas) 1934: criação do código de águas 1939: 1176 empresas com 738 hidro e 637 termoelétricas 1952 (CEMIG). 1974 (CEPEL) 1995: Início da reestruturação do setor elétrico brasileiro 1996: Criação da ANEEL Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência . construída pela Cia. 1962 (ELETROBRAS). Pedro II inaugurou a iluminação elétrica no Brasil (RJ) 1883: 1ª LT na cidade de Diamantina (MG). 1ª usina elétrica na cidade de Campos (RJ) 1889: 1ª usina hidroelétrica da América do Sul. 1960 (MME). 1966 (CESP).Visão Histórica 20  Evolução Histórica no Brasil            1879: Imperador D. 1973 (ELETRONORTE). 1954 (CHESF).

Visão Histórica 21  Evolução do nível de tensão nas LTs:  1903: 60 kV  1910: 110 kV  1913: 150 kV  1922: 230 kV  1936: 287 kV  1952: 400 kV (LT de 1000 km comprimento na Suécia)  1955: 345 kV  1959: 500 kV (antiga URSS)  1964-1967: LTs de 735 kV no Canadá  1970: tensões superiores a 750 kV Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

Características do Sistema Elétrico Brasileiro 22 • Sistema hidrotérmico com predominância de geração hidrelétrica Normalmente Afastados dos centros de consumo Sistema Elétrico Brasileiro (SEB) Próximos dos centros de consumo Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

Sistema Elétrico de Potência 23 Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

Sistemas Elétricos de Potência 24  Esquema simplificado de um sistema de potência Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

Sistemas Elétricos de Potência 25  Esquema simplificado de um sistema de potência Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

Sistemas Elétricos de Potência 26  Conceitos básicos Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

5 % – 27.7 % Fonte: ANEEL (Novembro/2012) Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .6 % – 1.1 % – 1.Características do Sistema Elétrico Brasileiro 27 Cap. Instalada • Hidroelétrica • Térmica • Nuclear • Outros = 119 702 MW = 83 193 MW = 32 439 MW = 2 007 MW = 2 063 MW – 69.

Matriz Energética Brasileira 28 .

Matriz Energética Brasileira 29 .

7 35.4 3.7 .7 10.708. Interligado 2011 45.SIN 30 Tensão kV 230 345 440 500 600 CC 750 Sist.361.680.061.0 2.0 103.9 6.224.683.003.

em conjunto com rateio das despesas e. com alto grau de automatização e otimização. menor incidência sobre os custos de cada sistema. é considerada hoje indispensável. 5. Aumento da confiabilidade de abastecimento em situações anormais ou de emergência. conseqüentemente. A possibilidade de intercâmbio de energia entre os diversos sistemas de acordo com as disponibilidades e necessidades diferenciadas. Possibilidade de manutenção de um órgão de planejamento de alta categoria. pela interligação dos sistemas isolados. Possibilidade de despacho de carga único e mais eficiente. 2. 4. Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência . 3.Transmissão de Energia Elétrica 31  A integração dos sistemas regionais e mesmo nacionais. Aumento da capacidade de reserva global das instalações de geração para casos de acidentes em alguma central dos sistemas componentes. apontando-se principalmente: 1.

Características do SEB 32  Comparação com a Europa Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

Planejamento de LTs 33  Os investimentos no sistema de transmissão são bastante representativos Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

ao consumidor.Planejamento de LTs 34  Aspectos considerados no planejamento de LTs  Econômico A fim de garantir que o investimento foi o mais eficiente e eficaz. tarifas baixas aos consumidores a segurança de um fornecimento de alta qualidade  Confiabilidade  Qualidade de fornecimento • Freqüência e tensões em faixas aceitáveis  Técnico  Oferecer Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência . assegurando ao investidor a necessária rentabilidade e.

Informação 35 Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

A Estrutura Institucional do SEB 36 Aula 02 – Considerações iniciais sobre Sistemas Elétricos de Potência .

Sistema de Informações Georreferenciadas 37 .

aneel.org.gov.ccee.ons.br/ http://www.Informações Adicionais 38 http://www.br .br http://www.org.

2º Andar.  Horários adicionais poderão ser disponibilizados.br  Atendimento pessoal: Galpão do PPEE.ufjf.edu.   Segundas de 16:00 até as 19:00 Quartas de 16:00 até as 19:00  Horários sujeitos a alterações. sala 203.br/flavio_gomes/ene005/  Dúvidas:  E-mail: flavio.gomes@ufjf. • Favor consultar o website oficial.Informações 39  Informações. . Avisos e Material Didático no Website Oficial:  http://www.