You are on page 1of 4

LUCRO REAL Estimativa mensal com levantamento de balanço ou balancete de suspensão ou redução ROTEIRO 1. CONCEITO 2.

SUSPENSÃO OU REDUÇÃO DO PAGAMENTO MENSAL 2.1. Suspensão ou Redução do Mês de Janeiro 2.2. Exemplo de Apuração de Suspensão 3. ESTOQUES 4. TRANSCRIÇÃO NO DIÁRIO 5. TRANSCRIÇÃO NO LALUR 6. PRAZO E FORMA DE RECOLHIMENTO DO VALOR APURADO EM BALANÇO OU BALANCETE DE REDUÇÃO 1. CONCEITO Neste trabalho abordaremos a apuração do imposto de renda pelo Lucro Real por estimativa mensal, quando a pessoa jurídica opta pelo levantamento de balanço ou balancete de suspensão ou redução. A pessoa jurídica poderá suspender ou reduzir o pagamento do imposto devido em cada mês, desde que demonstre, através de balanços ou balancetes mensais, que o valor acumulado já pago excede o valor do imposto, inclusive adicional, calculado com base no lucro real do período em curso, conforme previsto no RIR/99 no Art. 230. Sendo previsto também que quando as pessoas jurídicas que, através de balanços ou balancetes mensais, demonstrem a existência de prejuízos fiscais apurados a partir do mês de janeiro do ano-calendário, não haverá pagamento mensal do imposto de renda, segundo RIR/99, Art. 230, § 2º. 2. SUSPENSÃO OU REDUÇÃO DO PAGAMENTO MENSAL O balanço ou balancete será considerado de: I - suspensão do imposto, desde que demonstre que o valor do imposto devido, calculado com base no lucro real do período em curso, é igual ou inferior à soma do imposto de renda pago, correspondente aos meses do mesmo ano-calendário, anteriores àquele a que se refere o balanço ou balancete levantado; II - redução do imposto, desde que o valor do montante correspondente à diferença positiva entre o imposto devido no período em curso, e a soma do imposto de renda pago, correspondente aos meses do mesmo anocalendário, anteriores àquele a que se refere o balanço ou balancete levantado. A diferença do imposto de renda apurado, correspondente ao imposto de renda pago a maior, no período abrangido pelo balanço de suspensão, não poderá ser utilizada para reduzir o montante do imposto devido em meses subseqüentes do mesmo ano-calendário, calculado com base na receita. O balanço ou balancete apurado pela pessoa jurídica devem ser elaborados em observância das leis comerciais e fiscais. Os balanços ou balancetes elaborados pela pessoa jurídica deverão compreender os resultados apurados no ano-calendário, correspondendo a todo o período entre o mês de janeiro (ou do início de atividade) e o mês em que se deseja suspender ou reduzir o valor a ser pago, determinado sobre base de cálculo estimada. Lembrando que: I - considera-se período em curso aquele compreendido entre 1º de janeiro ou o dia de início de atividade e o último dia do mês a que se referir o balanço ou balancete;

19.700.250. estabelece que ocorrendo apuração de prejuízo fiscal.00 porém ocorre o levantamento do balancete e ficando constatado que o imposto devido de Janeiro até Maio é de 40.considera-se imposto devido no período em curso. 2. Suspensão ou Redução do Mês de Janeiro A utilização do balanço ou balancete de suspensão ou redução será admitida inclusive mês de Janeiro desde que neste fique demonstrado que o imposto devido no período é inferior ao calculado com base na estimativa mensal.00 Considerando que no mês de Maio.750.00 83. d) pago a maior ou indevidamente em anos-calendário anteriores.450. conforme estabelecido no RIR/99. Exemplo de Apuração de Suspensão A seguir demonstramos a apuração de uma pessoa jurídica que realizou a apuração por estimativa mensal e realizou o levantamento do de balancete de apuração do imposto de renda: Mês Janeiro Fevereiro Março Abril Receita 45. ESTOQUES . a soma dos valores correspondentes ao imposto de renda: a) pago mensalmente. 11 no parágrafo único. b) as parcelas a que se referem os arts. inclusive o relativo aos juros sobre o capital próprio.00 Total de imposto pago por estimativa entre de Janeiro até Abril: 44.000.00. dos incentivos fiscais de dedução e de isenção ou redução.2. exceto.1.000. 18.considera-se imposto de renda pago.250.000. c) pago sobre os ganhos líquidos. as seguintes adições: a) os lucros. 230. o resultado da aplicação da alíquota do imposto sobre o lucro real.00 12. A IN SRF 93/1997 em seu art. O resultado do período em curso deverá ser ajustado por todas as adições determinadas e exclusões e compensações admitidas pela legislação do imposto de renda. § 3º .00 Alíquota 15% 15% 15% 15% valor devido 6.000.00 95.000. Neste exemplo balancete servirá para suspender o recolhimento do imposto de renda no mês de Maio. uma vez que o valor efetivamente devido do lucro real é de 40.00 14. nos balanços ou balancetes levantados de janeiro a novembro. a receita auferida seja de 100. § 7º e 22.00 e no ano corrente o recolhimento chega a 44. 3. § 3º da Lei nº 9.II . a pessoa jurídica estará dispensada do pagamento do imposto correspondente a esse mês. 2. art.00 11. b) retido na fonte sobre receitas ou rendimentos computados na determinação do lucro real do período em curso. § 7º. e diminuído. quando for o caso. III . rendimentos e ganhos de capital auferidos no exterior.00.700.000.00 75. acrescido do adicional.430/96.000.

Em relação ao estoques a Instrução Normativa SRF 93/1997. TRANSCRIÇÃO NO LALUR A demonstração do lucro real relativa ao período abrangido pelos balanços ou balancetes de redução ou suspensão.Pessoas jurídicas obrigadas ao Lucro Real: 2362 PJ OBRIGADAS AO LUCRO REAL . § 4º A pessoa jurídica que possuir registro permanente de estoques. dispensada a escrituração do livro "Registro de Inventário". PRAZO E FORMA DE RECOLHIMENTO DO VALOR APURADO EM BALANÇO OU BALANCETE DE REDUÇÃO O valor apurado por meio de balanço ou balancete de redução será recolhido no prazo estipulado para o recolhimento da estimativa mensal (até o último dia útil do mês subseqüente ao de competência) conforme previsto no Art.ESTIMATIVA MENSAL . . ao final de cada período de apuração. artigo 12.LALUR. O valor será recolhimento por meio dos mesmo códigos da estimativa mensal: . discriminadamente.Instituições Financeiras: 2319 PJ OBRIGADAS AO LUCRO REAL .as adições. integrado e coordenado com a contabilidade. para fins de elaboração da demonstração do lucro real do período em curso. deverá ser transcrita no Livro de Apuração do Lucro Real . 4. cisão ou encerramento de atividade. 858 do RIR/99.Pessoas jurídicas optantes do Lucro Real: 5993 OPTANTES APURAÇÃO C/ BASE NO LUCRO REALESTIMATIVA MENSAL Fundamentação Legal: Os citados no texto. somente estará obrigada a ajustar os saldos contábeis. b) transcrito no livro Diário até a data fixada para pagamento do imposto do respectivo mês. preceitua que: § 3º Para fins de determinação do resultado.ENTIDADES FINANCEIRAS ESTIMATIVA MENSAL . será: a) levantado com observância das disposições contidas nas leis comerciais e fiscais. Os balanços ou balancetes somente produzirão efeitos para fins de determinação da parcela do imposto de renda e da contribuição social sobre o lucro. a pessoa jurídica deverá promover. 6. desconsiderando aqueles apurados em meses anteriores do mesmo ano-calendário. correspondentes aos balanços ou balancetes. exclusões e compensações. ao final do ano-calendário ou no encerramento do período de apuração. o contribuinte deverá determinar um novo lucro real para o período em curso.a cada balanço ou balancete levantado para fins de suspensão ou redução do imposto de renda. segundo a legislação específica. TRANSCRIÇÃO NO DIÁRIO O balanço ou balancete. deverão constar. II . 5. levantamento e avaliação de seus estoques. nos casos de incorporação. devidos no decorrer do ano-calendário. não cabendo nenhum registro na Parte B do referido Livro. fusão. na Parte A do LALUR. computadas na apuração do lucro real. para efeito de determinação do resultado do período em curso. pelo confronto com a contagem física.ENTIDADES NÃO FINANCEIRAS . observando-se o seguinte: I .