Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 1 of 16

Blog Culpados Busca Procurar por:

Google Search

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos
24 nov 2008 | por Marcelo del Debbio em Teoria da Conspiração às 20:21 • editar

Olá crianças, Este é o mesmo post, com nome diferente. Acontece que alguns servers estavam barrando as palavras chaves do titulo e muita gente não estava conseguindo acessar o post. Esta semana continuamos com a nossa série a respeito da História Oculta do Vaticano e sua expansão através da Europa, em paralelo com a evolução do poder muçulmano na Arábia e Merovíngio no Sul da França. Da Reconquista da Espanha surgirão as bases das Ordens de cavalaria que mais tarde irão culminar com a fundação da Ordem dos Cavaleiros Templários. Para quem começou a ler o blog agora, recomendo começar a série “Queima ele Jesus!” por estes posts AQUI, AQUI, AQUI, AQUI e AQUI. Após Bento III ter estreado a famigerada “cadeira papal” e mostrado os culhões para ganhar o direito de usar a Mitra, começou o processo de fortificação de Roma por conta da ameaça dos muçulmanos. Bento III enfrentou vários problemas internos na Igreja, que culminaram com a eleição do antipapa Anastácio III durante alguns meses, quando a população de Roma tirou o concorrente do trono e recolocou Bento III no poder. Seu conturbado papado durou apenas alguns meses, tendo sido “esticado” oficialmente quando suprimiram a papisa Joana das fontes oficiais. Nicolau I foi papa de 858 a 867 e seu governo foi marcado por conflitos com a dinastia dos Carolíngios (a dinastia que sucedeu os Merovíngios no sul da França – falarei mais sobre eles nas próximas colunas), em especial o imperador Lotário II. O papa Adriano II (867-872) tentou novas reconciliações com os cristãos do sul da França, sem sucesso. O papa João VIII sofreu finalmente o ataque dos muçulmanos, que enfrentaram as forças italianas no sul do país. Durante seu papado, o sul da Itália passou por maus bocados nas mãos dos muçulmanos. A partir de 872, as disputas internas pelo poder em Roma tornaram-se extremamente acirradas. Tanto João VIII (envenenado) quanto Marinho I (envenenado), Adriano III (esfaqueado, talvez porque não quis tomar o veneno…), Estevão VI (estrangulado), Formoso I (circunstâncias misteriosas) e Bonifácio VI foram assassinados em menos de 12 anos, devido a disputas internas pelo poder do papado. O Sínodo do Cadáver Não contente em matar seu antecessor, Estevão VII também resolveu sacanear Formoso I, seu inimigo pessoal, convocando o que ficou conhecido como o “Sínodo do cadáver”. O Sínodo do cadáver, também conhecido como Julgamento do Cadáver ou ainda, em latim Synodus Horrenda é o nome pelo qual ficou conhecido o episódio do julgamento póstumo do papa Formoso que se deu na basílica de São João de Latrão em janeiro de 897. À presença de Lamberto de Espoleto (governador de Roma) e da imperatriz-mãe, rodeados de eclesiásticos, foi trazido o cadáver mumificado de Formoso, retirado sacrílegamente de seu ataúde. Foi o corpo assentado num trono e acusado do grande crime de haver aceito ser Papa (os Papas são Bispos de Roma), quando já era Bispo de Porto. Intimado a se defender, e logicamente nada respondendo, foi o morto julgado criminoso, despojado das insígnias pontificais; cortaram-lhe os dedos da destra que abençoara as multidões; o corpo foi depois atirado ao rio Tibre.

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 2 of 16

Estêvão VII, aliás, acabou seus dias aprisionado por seus ex-amigos e estrangulado, para variar. O papa Romano I o substituiu: inimigo mortal de Estêvão VII, o primeiro ato que fez ao chegar no pontificado foi mandar encontrar o cadáver de Formoso e erigir um magnífico mausoléu para ele, redimindo-o de todas as “injustas acusações” feitas por seu antecessor. Alguém imagina como Romano I morreu? Certo… envenenado em novembro de 879 e foi substituído pelo papa Teodoro II, cujo papado durou apenas vinte dias… alguém quer chutar a causa de sua morte? O século da corrupção A partir de Teodoro II, a situação em Roma estava complicada para o pontificado. Cada vez que um papa morria, seus opositores saqueavam suas riquezas e atacavam a memória do papa e dos aliados anteriores. Também a corrupção generalizada e a venda de indulgências estavam causando muitos problemas para a Igreja. Bento IV reinou de 900 a 903 e, além destes problemas, ainda teve de enfrentar os húngaros no norte da Itália e os muçulmanos no sul. O papa Leão V o substituiu mas foi encontrado morto em circunstâncias misteriosas menos de 5 meses após sua posse. Foi substituído em 904 por Sérgio III, cujos historiadores da época o acusam de ter envenenado Leão V. Com Sérgio III começa o período conhecido como Pornocracia. Pornocracia A pornocracia (do grego porne, prostituta e kratein, governo) foi um período na história do Papado que se estendeu da primeira metade do século X, com a instalação do Papa Sérgio III em 904 por sessenta anos, e terminou após a morte do Papa João XII em 963. Sérgio III possuía o apoio do Imperador Teofilacto, que era casado com uma mulher chamada Teodora (não confundir com a outra Teodora de Constantinopla) e tinha uma filha chamada Marosia. Marosia é gente que faz. A belíssima Marosia começou sua carreira política aos quinze anos, quando tornou-se amante do papa Sérgio III (com 45 anos, na época). Mais tarde, quando completou 19 anos, casou-se com o nobre Alberico I de Espoleto (em 909). Marosia teve um filho com o papa em 910, chamado Alexandre de Tusculum (que nós conheceremos daqui a pouco com o titulo de papa João XI). Sérgio III governou até 911, quando foi encontrado morto em circunstâncias misteriosas e foi substituído por Anastácio III, cujo papado durou dois anos e também foi encerrado por um assassinato. Lando I permaneceu seis meses no papado e também foi envenenado. O papa João X, que substituiu Lando, era amante de Teodora (a mãe de Marosia) e foi considerado um papa enérgico. O maior problema enfrentado pelos italianos nesse período foi(surpresa!) os ataques muçulmanos, que continuavam tocando o terror no sul da Itália. No período de seu papado, os árabes destruíram os grandes mosteiros de Subiaco e de Farfa, além de assaltarem os peregrinos que iam a Roma, vendendo-os como escravos. De saco cheio dos cabeças de turbante, João X organizou uma coalizão de ducados e, auxiliado pela esquadra bizantina, expulsou os infiéis do sul da Itália. O ambicioso Alberico I, marido de Marosia, que comandara as tropas da coalizão, por influência de sua esposa, comandou uma revolução para tomar o controle de Roma, na qual morreu combatendo em 924. Marosia se torna amante de João X, mas este se recusa a ceder aos seus comandos, tratando-a apenas como mais uma de suas concubinas. Irritada, Marosia casou-se, então, com Guido de Túscia, com cujas tropas atacou Roma, fez trucidar o comandante pontifício, Pedro (o irmão de João), diante dos olhos do pontífice. Em seguida, mandou prender João X e torturá-lo durante um ano, até que este veio a falecer. Marosia escolhe, então, um de seus amantes, Leão VI, como novo papa (enquanto o papa ainda estava vivo e sendo torturado na prisão). Leão VI dura exatos sete meses no papado, sendo assassinado por aliados de João X. Estêvão VIII foi colocado no lugar de Leão VI e governou sob o controle de Marosia durante dois anos e dois meses, quando foi assassinado. Em 931, Marosia decidiu colocar seu próprio filho, Alexandre de Tusculum, como papa João XI, na época com cerca de 21 anos, no poder papal. Quando o segundo marido de Marosia faleceu em 929, Marosia negociou um casamento com o meio-irmão de Guido, Hugo de Arles, autoproclamado Rei da Itália, para continuar no poder, mas Alberico II, filho de Alberico I e legítimo sucessor do trono, irritou-se com a tentativa de traição da mãe e depôs os dois picaretas, aprisionando-a em um castelo por cerca de 8 anos, até sua morte em 937 (Hugo conseguiu escapar da cidade antes de ser preso). Por influência de Alberico II, o próximo papa, Leão VII, foi escolhido entre os monges beneditinos. Para apaziguar a iminente guerra entre Alberico II e Hugo, ele consegue uma aliança que culmina no casamento de Alberico II com Alda, filha de Hugo. Seu papado ficou conhecido pela perseguição aos judeus e também aos bruxos, cabalistas e adivinhos, que eram expulsos das terras cristãs. Estêvão IX (939-942) entrou em conflito com os interesses de Alberico e terminou seus dias confinado no Palácio de Latrão, sendo substituído por um papa mais agradável aos interesses do rei, Marino II (942-946). Após este, Agapito II tentou por dez anos colocar ordem na

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 3 of 16

promiscuidade que estava tomando conta dos palácios católicos. Também tentou, em vão, reestabelecer o celibato obrigatório e organizar a comunicação entre as igrejas. Morreu em 955 e, quando as coisas pareciam que voltariam ao normal no Vaticano, Alberico II faz os cardeais colocarem Otaviano, seu filho de apenas 18 anos de idade, como sucessor de Agapito II… Otaviano (ou melhor, papa João XII), que ficou conhecido por violar virgens e viúvas e promover verdadeiras orgias no palácio papal, acabou assassinado pelo marido de uma de suas amantes em 964. Assim terminava a pornocracia em Roma. Papas fantoches e o celibato O 132º papa, Leão VIII, teve problemas com o imperador Oto I, da Alemanha, que, sob ameaça de invadir Roma, o exilou e colocou papas fantoches no comando do bispado de Roma, que nada mais faziam do que obedecer às suas ordens. Neste período, seus domínios ficaram conhecidos como “Sacro Império Romano-Germânico”. Tanto Leão VIII quanto Bento V, João XIII e Bento VI foram indicados por Oto I. Em 974, após a morte de Oto I, Bento VI, o papa escolhido pelo Imperador foi capturado e estrangulado na prisão em uma revolução antigermânica e substituído por um bispo romano novamente, Bento VII. Neste papado o celibato entre os clérigos é novamente reestabelecido, desta vez por conta da farra de compra e venda de títulos eclesiásticos, que resultavam em dioceses se tornando “propriedades” de famílias através da compra do cargo de sacerdote por filhos e netos. A partir de agora, todas as igrejas retornavam ao domínio de Roma, deixando os padres e bispos sem direito a repassar suas heranças para esposas ou filhos. Esta é a verdadeira razão pela qual a Igreja Católica exige o celibato dos seus membros eclesiásticos. João XIV (983-984) foi indicado pelo Imperador Oto II e também foi assassinado por opositores. João XV, também indicado pelo imperador, ficou mais dez anos no papado, sendo substituído por Gregorio V (que foi assassinado) e posteriormente Silvestre II (999 a 1003). Silvestre II foi um papa diferente: monge beneditino francês, passou muito tempo no sul da Espanha, onde teve muito contato com a cultura árabe. Antes de se tornar papa, foi um dos principais divulgadores dos numerais indo-arábicos na Europa. Foi o inventor do primeiro relógio mecânico. Atendendo a um pedido do imperador Oto II, dirigiu por um breve período a abadia de São Columbano em Bobbio e depois voltou a Reims (983), onde, como atuou como conselheiro do arcebispo Adalberon, deteve o controle da política francesa, favorecendo a ascensão ao trono de Hugo Capeto (Capeto… capeta… guarde este nome e esta dinastia, ela vai explicar mais para a frente a origem do termo “capeta” como sinônimo do tinhoso). Protegido pelo imperador Oto III, que, vinte anos antes, havia sido seu discípulo em Roma, Oto III levou-o consigo, como conselheiro, à Itália, onde fez com que fosse nomeado primeiramente arcebispo de Ravena (998), e depois, com a morte de Gregório V, favoreceu sua eleição ao papado (999). Os ideais iluministas do papa francês e do imperador alemão, contudo, não eram compartilhados pela população romana; ambos foram expulsos da cidade em fevereiro de 1001. O papa pôde voltar a Roma alguns meses depois, mas, nos dois últimos anos de vida e de reinado, toda sua vontade reformadora desaparecera: suas últimas esperanças foram destruídas com a morte de Oto III (1002). O novo Milênio João XVII foi um “papa de transição”… seu papado durou 4 meses. João XVIII ficou 5 anos e finalmente Sérgio IV dois anos. Mas nenhum deles foi assassinado: eram velhinhos quando assumiram o papado. Bento VII enfrentou novamente os muçulmanos no sul da Itália e, ao final do seu mandato (1024), começou a articular os príncipes europeus em um movimento para a expulsão dos muçulmanos do “santo sepulcro”. João XIX, irmão de Bento VII, deu continuidade a este movimento. Bento IX, o homem que foi papa 3 vezes Quando João XIX faleceu em 1032, a aristocracia romana colocou no papado Bento IX, um rapaz de 20 anos cuja função era atender aos interesses da classe campestre de Roma, que não aceitava os outros candidatos mais velhos. Por não conhecer os protocolos do papado, sua vida era um escândalo para a Igreja. Foi removido da cátedra e substituído por Silvestre III, mas em pouco tempo, os lordes de Roma o colocaram novamente como papa. Foi deposto uma segunda vez, em 1045, onde foi substituído por Gregório VI e posteriormente Clemente II, mas os lordes não desistem nunca, e Bento IX voltou a ser eleito papa em 1047. Pena que faleceu tão jovem, vítima de “intoxicação alimentar”… Foi substituído pelo papa Damaso II, cujo pontificado durou exatos 23 dias, vindo a falecer de “intoxicação alimentar” também. O papa Leão IX também pegou um belo abacaxi para descascar… durante seu pontificado ocorre a Cisma do Oriente, que foi a divisão entre a Igreja Ortodoxa e a Igreja Romana. As relações entre as duas Igrejas nunca foi lá essas coisas, mas teve a gota d´água com uma discussão teológica sobre a natureza do Espírito Santo, em 1054, que terminou na excomunhão de todo mundo por todo mundo e a ruptura formal entre as Igrejas. Tanto Bento IX quanto Damaso II, Leão IX, Vitor II, Nicolau II e Alexandre II lutaram contra uma das maiores pragas dentro da Igreja Católica: a simonia, ou comercialização das coisas sagradas. Os três papas tentaram, em vão, lutar contra a venda de indulgências, badulaques sagrados e relíquias (a coisa era tão absurda que existia até mesmo o “prepúcio sagrado”, que era exatamente isso que você está pensando… de Jesus!!! ). E antes de achar isso absurdo, saiba que o “prepúcio sagrado” ficou em exposição na catedral de Calcata até 1983 (século VINTE), quando foi ROUBADO. Eu fico pensando… quanto valeria um prepúcio sagrado no mercado negro de relíquias?

As cruzadas Gregório VII, sucessor de Alexandre II em 1073, foi um dos papas mais influentes da história. Em 1075, Gregório VII publica o Dictatus

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 4 of 16

Papae, que são 27 axiomas onde expressa as suas ideias sobre o papel do Pontífice na sua relação com os poderes temporais, especialmente com os imperadores do Sacro Império. Estas ideias poderão resumir-se em três modestos pontos principais: 1 – O Papa é senhor absoluto da Igreja, estando acima dos fiéis, dos clérigos e dos bispos, e acima das Igrejas locais, regionais e nacionais, e acima dos concílio; 2 – O Papa é senhor único e supremo do mundo, todos lhe devem submissão incluindo os príncipes, reis e imperadores. 3 – A Igreja romana não cometeu nunca erros. No período de 1059 até 1087, as batalhas entre o chamado “Exército do Pontificado” contra os muçulmanos no norte da África foram se tornando cada vez piores e mais sangrentas. Finalmente, quando Vitor III falece em 1087 e o papa Urbano II assume o papado. No Concílio de Clermont-Ferrand (1095) Urbano II convocou os cristãos a uma guerra contra os “infiéis” muçulmanos, a fim de reconquistar Jerusalém. Iniciaram-se assim as cruzadas, expedições militares que partiam da Europa cristã a fim de combater os muçulmanos no Oriente. Nos próximos capítulos: “salvação a todos os mortos em combate contra os infiéis” E as catedrais dedicadas a Maria Madalena, “Notre Damme”. —————————— Cursos: Muita gente pergunta por onde deve começar a estudar o ocultismo e quais livros deve ler. Ocultismo é como kung fu, natação ou ciclismo… não adianta nada ler todos os livros do mundo sobre natação, você só vai aprender a nadar quando entrar em uma piscina. Para tentar ajudar, preparei uma seqüência de três cursos práticos e independentes, para quem quiser começar os estudos das ciências herméticas. A partir deles, você terá uma boa base para pegar a literatura recomendada e avançar os estudos sozinho. Novembro - 30/11 – Tarot (Arcanos Menores) Dezembro - 06/12 – Kabbalah - 07/12 – Astrologia Hermética Informações: marcelo@daemon.com.br ———— Como sei que nem todo mundo gosta dos meus textos mais históricos, preparei também alguns textos ocultistas e de magia prática no meu Blog Pessoal: - Exercícios Práticos – 01 - A Constante de Boltzman, Chakras e a Física Quântica - Vaticano quer estabelecer “Ensino Religioso” obrigatório - Arcano 2 – Sacerdotisa – Gimmel - Autopsicografia - Calvin Cético - A Igreja Católica e a Maçonaria - Arcano 1 – O Mago – Beth - Matrix: Benvindo ao Deserto do Real - Física Quântica e a arca da Aliança - A História de Mitra - Beltane: a Fogueira de Belenos - Espessura do Ártico tem Redução Dramática - Algumas Contradições Bíblicas - Fiel da IURD que doa cheque sem fundo vai para o SERASA - Energia Telúrica, Linha de Ley, Pirâmides e Círculos Marcelo Del Debbio 54 Protestos Compartilhe

Comentários

1.

rorame 22 de novembro • Editar a série esta informando de verdade. o tio mdd é gente que faz, tb!

2.

Pchesini 22 de novembro • Editar Otimo texto..

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 5 of 16

hahah e engraçado saber q a base daquilo q quer ser tudo de bom hoje foi a maior putaria séculos atraz. mas o pior de tudo é ver a reforma do lutero e hoje a “protestantes” ser tudo aquilo q ele lutou contra…

3.

papa doc 22 de novembro • Editar Senhor Marcelo, respeito muito o seu trabalho, tenho certeza que sua parte espiritual é muito trabalhada, emandando paz, e sabedoria, refletindo em toda sua vida, inclusive profissional… mas eu gostaria de expor um humilde comentário. É que não importa, tão alto é a sua evolução como ser humano, eu tenho uma Ferrari e pego todas…

4.

Vitor Hugo DM 22 de novembro • Editar No texto: “…Nicolau I foi papa de 585 a 867…” Acho q já avisaram né?!?! Bom texto!! Muito Obrigado!! @MDD – ops… já corrigi. O correto é 858 a 867. Mas fico feliz… pelo menos significa que vocês estão realmente lendo o que eu escrevo \o/

5.

edujanu 22 de novembro • Editar Nicolau I foi papa de 585 a 867 e vixxxxxxxxxxxxxx

6.

Zé da Silva 22 de novembro • Editar Nicolau I foi papa de 585 a 867 e seu governo … Não seria 855 ? =) Abraços !

7.

Vitor Vitali 22 de novembro • Editar Olá Tio, bom texto histórico. Acho interessante alterna-los com os ocultistas por vários motivos, como atrair leitores mais desavisados. Mas enfim, tenho umas dúvidas, fora do tema, quanto a Plano Astral: É possível por exemplo, criar um objeto qualquer no plano astral e tornando o mais denso, ou cheio de informações, traze-lo para um frequencias menores talvez visiveis? Se sim, mesmo não materializando o objeto, eu o vejo pois ele está em um intersecção de frequencias muito altas e muito baixas? Alucinógenos facilitam essas interação? E, supondo que eu não me concentre em nada, e esteja tendo alucinações, eu irei ver coisa randômicas astrais como brilhos, ou pensamentos randômicos próprios que por ventura venham a pipocar na minha cabeça? Bem, desculpe por fugir ao assunto do tópico, mas tenho essas dúvidas a um tempo já. Pax et Lux

8.

Vitor Vitali 22 de novembro • Editar

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 6 of 16

Continuando… Se um policial por exemplo, que convive diariamente com morte, usar alucinogenos, ele poderá ver pessoas mortas por exemplo, corpos, por que aquilo está na cabeça dele, ou por que tendo convidido com aquilo diariamente, ele tende a uma ligação com o assunto, ou simplismente por que era o que tinha para ver?

9.

Guerini 22 de novembro • Editar Muito bom o texto como sempre. Mas só uma correção deve ser feita. Na frase: Nicolau I foi papa de 585 a 867…. Acho que os anos estão incorretos.

10.

terugo 22 de novembro • Editar bom texto, até a próxima

11.

Christiano "Arzzak" mesquita 22 de novembro • Editar contundente post, principalmente levando em consideração que semana passada se discutia a questão de celibato de padres na mídia.

12.

Couto 22 de novembro • Editar Quem viveu nessa época devia saber de três coisas: 1- ser papa é a maneira mais rápida e segura de suicídio. 2- cuide bem da sua mulher! ela pode governar a igreja e o Estado amanha! 3- Não coma comida do vaticano.

13.

Christina 22 de novembro • Editar ótimo post, Marcelo!

14.

alukiller 22 de novembro • Editar vai ver ele quer ser papa, ou ter algum membro de tua familia lah heheh

15.

alukiller 22 de novembro • Editar “… o tio mdd é gente que faz, tb!” vai ver ele quer ser papa, ou ter algum membro de tua familia lah heheh @MDD – Ow… eu quero ser papa! dinheiro, mulheres, iates, mansões… só não vou comer a comida que servem lá no vaticano!

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 7 of 16

16.

Yuri 22 de novembro • Editar Boa coluna DD! Adoro ver o caos que quase ninguem se importa em divulgar dentro da igreja… Só uma coisa… o pontificado de Nicolau I tá muito extenso rs. Não seria de 855 a 867? Ninguem fica quase 300 anos como papa rs Grande Abraço

17.

Yuri 22 de novembro • Editar hmm já consertou rs

18.

chains 22 de novembro • Editar Obrigada de novo, tio! Só acho que teve um equívoco ali nos anos do papado de Nicolau I, já que no texto saiu de 585 até 867 (vi na Wikipedia que iniciou em 858). Outra coisa: foi Estevão VI ou Estevão VII que sacaneou Formoso I? É que, segundo a cronologia da Wikipedia, Formoso I veio depois de Estevão VI, ou seja, quando Estevão VI foi papa Formoso I ainda não devia ser cadáver…

19.

BIRIGUI NINJA 22 de novembro • Editar Marcelo, quando vai responder as questões referentes aos textos anteriores?

20.

chains 22 de novembro • Editar “É que não importa, tão alto é a sua evolução como ser humano, eu tenho uma Ferrari e pego todas…” putz… sem comentários!

21.

Max 22 de novembro • Editar Gostaria de saber de onde sai toda essa informação, que fontes seguras comprovam todas essas histórias ou se faz parte somente de uma imaginação muito fértil. Você é formado em história ou algo assim^? Não quero ser inconveniente nem nada, mas eu gosto de saber se o que estou lendo é confiável ou não… escrever um monte de coisa e dizer que é verdade é muito fácil, basta ver a biblia..

22.

FiliPêra 22 de novembro • Editar Eu sei que está demorando, mas, em no máximo duas semanas vão sair todos os PDF’s que ainda não saíram. É que estou num plano de reestruturação do Nerds Somos Nozes. Abçs!

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 8 of 16

23.

Pitta 22 de novembro • Editar eu sei que ta m eio atrasado mas , aquelas frases que aparecem depois de maumé no seu ultimo post formam alguma oração ou coisa do tipo?

24.

andré luiz 22 de novembro • Editar depois desse tópico.. consegui entender um dos fundamentos da maçonaria.. ando pesquisando sobre esse assunto..

25.

RW 22 de novembro • Editar Nem sei mais o que dizer. Valeu Marcelo pela aula de história. Não sei qual é o pior, o veneno novo ou o antigo. Se estou morto ou vivo. Nova era, quem era? Quantos são? Abraços!!!

26.

Sirius 22 de novembro • Editar Cara, falar em “ideais iluministas” em pleno século X, é um pouco estranho, não? @MDD – Se vc lembrar que os ideais iluministas vieram dos rosacruzes e a doutrina rosacruz já vem desde o Egito, Grécia, Pitagóricos, Essênios, Valdinenses, Cátaros… “iluminismo” é apenas um nome, as idéias contidas nele são muito mais antigas.

27.

Robson Andrade 22 de novembro • Editar Para não morrer no papado o Papa deveria preparar sua papinha…rs…rs…

28.

Rafael Oliveira 22 de novembro • Editar Olá. Andei lendo seus artigos e achei extremamente interessantes! Gostaria de pedir que vc escrevesse também sobre maçons no atual governo brasileiro. Uma coisa que não consigo entender é: um certo político (maçon) que fez discurso em homenagem à maçonaria há alguns anos foi o mesmo acusado de violar o segredo do painel de votação no senado. Vc deve saber qual foi. Minha questão é: se a maçonaria está aí para que os homens construam “um templo interno”, como estas pessoas de atitude duvidosa são aceitas e permanecem ativas na loja? Grande abraço!

29.

Fábio 22 de novembro • Editar Eu gosto dos Textos historicos. Não tem nada a ver com a coluna mas vc já leu algum livro do H.P Lovecraft, inclusive algum conto do “sonhador” Randolph Carter (ou seria projetor astral?), tem alguma coisa de verdadeiro neles, e sobre o B. Traven sabe de alguma coisa sobre ele? No mais parabens.

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 9 of 16

30.

Arion 22 de novembro • Editar Huahuahuahuahua. iscreveu tudo errado!!! E ainda critica os erros da igreja!!!!!!!!

31.

henrique 22 de novembro • Editar Del Debbio, sabe essas coisas de cabeça? Sério, lendo o texto parece que estou tendo uma conversa informal com alguém.

32.

Petch 23 de novembro • Editar Mas nenhum desses papas foi santificado ou beatificado, com exceção de Leão IX e Gregório VII (santificados) e Urbano II (Beatificado). Agora uma grande duvida que fica no ar: Gregorio VII disse que “a igreja nunca errou”, ou “os papas nunca erraram”? obs:essa historia de julgar um cadaver é realmente muito louca…

33.

Hugo Lima" 23 de novembro • Editar Apertou o delete por acidente? Ou o meu comentário, que já tinha sido publicado, fugiu? @MDD – estava esperando vc comentar de novo pra pegar seu email. Eu estava corrigindo o que vc indicou quando apaguei seu comentário. Na verdade, não apaguei, mas salvei ele em branco por cima do comentário original.

34.

Rafael Oliveia 23 de novembro • Editar o cineasta Luis Buñuel colocou uma cena sobre “o sínodo do cadaver” num filme chama “La Voie Lactée” (A Via Lactea). Foi uma situação bizarra!!

35.

leo 23 de novembro • Editar a ICAR mata mais que a AIDS

36.

Skubs 24 de novembro • Editar >> Petch Segue um texto muito interessante sobre o concílio que sacramentou a idéia da infalibilidade papal. Abraços!

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 10 of 16

37.

Skubs 24 de novembro • Editar >> Petch Segue um texto muito interessante sobre o concílio que sacramentou a idéia da infalibilidade papal. > http://baudecronicas.wordpress.com/2007/07/05/infalibilidade-a-ultima-pretensao-papal/ Abraços!

38.

cgn! 24 de novembro • Editar esse cara da Ferrari deve ser muito bom de papo… Eu tenho um fusca bege 1300 , 71 , linduuu….e pego todas também(algumas!!)… O dia que eu precisar de uma Ferrari pra pegar todas , ou pra me sentir melhor , por favor , atirem em min!!!! Parabéns Marcelo…

39.

Marcio Cannibal 24 de novembro • Editar Tambem recomendo o link http://www.4shared.com/file/72968683/f406b1c2/O_Novo_Testamento.html Onde o novo testamento é refutado em apenas 8 paginas. E isso contando a primeira pagina.

40.

Hugo Lima" 24 de novembro • Editar Hahahahahahahahahahaha Eu imaginei que você tinha deletado por engano. Estava relendo aquele post em que você disse que se Toth lhe perguntasse o que você tinha aprendido no dia, você diria blogar. Pelo jeito, ainda não aprendeu direito… hahahaha De qualquer forma, tudo o que eu comentei pode ser encontrado na Enciclopédia Católica, v. 1913.

41.

Hugo Lima" 24 de novembro • Editar @Skubs Usando este link como referência: http://www.catholic.com/library/The_Anti_Catholic_Bible.asp Acho que o discurso não é real. É muito bem-escrito, mas não é crível porque ele não cita a frase principal na qual os católicos se apóiam para confirmar o poder do papa – “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja”.

42.

Alexandre de Padua 24 de novembro • Editar

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 11 of 16

Marcelo quando você fez Poli?? Você estudou na Europa desde novo?

43.

Mauricio Pozza 25 de novembro • Editar história eh o cara Maurício Pozza Pato Branco, Parana Anestesista, Sem Etica

44.

eric 25 de novembro • Editar Tio Marcelo!!! dê uma olhada na página que criei: http://www.google.com/notebook/public/00320973278016751752/BDRp-SgoQncaxgN0j Qualquer coisa, entre em contato.

45.

Douglas Penna 25 de novembro • Editar Grande Marcelo, Entrei “por acaso” em contato com a sua coluna tem aproximadamente um mês (estava procurando informações sobre xamanismo). Fiquei muito feliz, porque você já fez muita coisa que eu gostaria de fazer, além de dar o caminho das pedras para outras tantas mais. Finalmente consegui ler todas as colunas que você postou aqui (final de faculdade é fogo, não me deixou com tempo pra ler), e eu tenho algumas dúvidas. Mas o tempo já passou, e não cabem mais as perguntas entre os posts (acho). Posso postá-las mesmo assim? []s

46.

melquisedeque 25 de novembro • Editar Muito bom!!! é uma pena, que com tanto lixo na história desta igreja, ela ainda é defendita por unhas e dentes pelos fiéis. Agora a mudança de título de pornocracia p/ Marosia, foi esquecimento na montagem, ou foi p/ evitar perseguções dos atuais pornocratas…rsrsrsrsrs abraços…

47.

Rafael Rodrigues 25 de novembro • Editar O papa João VIII não era a Papisa Joana? “Quando faleceu, elegeram por unanimidade o papa João VIII… ou melhor, a papisa Joana.”"Ela teria sido amarrada num cavalo e apedrejada até a morte.”(texto anterior) “Tanto João VIII (envenenado)…”(texto atual)

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 12 of 16

To entendendo mais nda! xD

48.

Paulo 26 de novembro • Editar Cursos em Brasília algum dia?

49.

SSwz 26 de novembro • Editar Prezado Del Debbio, Primeiramente, parabéns pela iniciativa. Muito proveitosos os textos, além de bem escritos. Permita-me perguntar: Qual a sua opinião a respeito da reencarnação de alguns destes Papas e outras figuras influentes deste período como Führer e alguns de seus conselheiros e Generais, um miilênio após? Procede, ou pelo menos, é coerente? Abs.

50.

Mangangá 27 de novembro • Editar Nenhum dos papas eram iniciados?

51.

hupe 01 de dezembro • Editar Haja veneno!

52. Psicodelias, Relâmpagos e Catedrais | Sedentário & Hiperativo 04 de dezembro • Editar [...] de seus papas, até chegar em Urbano II “Porque Deus quis” pode ser lida AQUI, AQUI, AQUI e AQUI. Do outro lado, a história paralela dos Construtores do Templo, as guildas de maçons detentores [...]

53.

Paulo Craici 04 de dezembro • Editar Orgia papal |o| Eu imaginava que era meio bagunçado mais superou as expectativas.. rsrs.. Ótima serie cronológica. Abraços

54.

Lorran Luiz 20 de abril • Editar Será que os papas fizeram filmes pornôs? Vou procurar! Valeu!!!

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 13 of 16

Participe
Faça seu protesto

1. Deixe seu comentário

(obrigatório)

Enviar

cforms contact form by delicious:days

Colunas

Ocioso

Cúmplices

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 14 of 16

Orkut

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 15 of 16

info

BlogBlogs.Com.Br

Adicione o S&H:
<a href="http://ww w.sedentario.or g" target="_blank" alt="Sedentário

total de visitantes

Contato
Comercial Parcerias Dicas de Post

feed

Blogs Hiperativos

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009

Marosia: Assassinatos, papas e crucifixos | Sedentário & Hiperativo

Page 16 of 16

Interney OMEdi Siriloko Curto e Grosso Degraça é mais gostoso Asttro Smelly Cat Acidez Mental Sac Divino Jogos Copi-Cola Procurando Vagas Jogos Gratis Preguiza Megabalaio Kibe Loco Pilândia Recebi por e-mail Buscar Jogos Dormiu Wiki Doido

Categorias
animações Arte/Design artigos Cinema/séries/TV colunas comics addicted Dúvida Razoável delicinhas Dicionário das Marcas diversos Galeria games HQ humor imagens Informe Publicitário Internet inutíl lógica mente músicas O Comedor de Lixo publicidade Sarjeta dos Quadrinhos tecnologia Teoria da Conspiração Tosco / Bizarro toys utilitários vídeos

Tema por Tropus Comunicação na Internet • Design por Evel Ryu Monetização otimizada por Gestão Ativa WebDesign Monetize o seu blog com HOTWords utilizando o plugin WP-HOTWords 4.4.1.

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/marosia-9890

06/08/2009