INTRODUÇÃO

Ao longo das últimas décadas, observou-se um aumento no grau de conscientização da população acerca das ações voltadas à proteção e conservação do meio ambiente. Trata-se do nascimento de um novo paradigma ecológico, no ual se contempla a ascensão de uma sociedade ecologicamente correta e respons!vel pela preservação da saúde do planeta. A sustentabilidade ambiental passou a ser vista como necess!ria e indispens!vel ao desenvolvimento econ"mico dos pa#ses. A reeducação e conscientização do consumidor, notadamente na $uropa, possibilitaram o surgimento de uma indústria ecologicamente ade uada, ou se%a, ue opera com o intuito de minimizar os impactos causados pelas suas atividades ao meio ambiente. Assim, para se adaptar à nova realidade, as empresas passaram a buscar par&metros acerca de boas pr!ticas ambientais. 'bservou-se o surgimento de uma preocupação com a imagem institucional, de modo ue a elevação das vendas, bem como a inserção dos produtos em novos mercados, (icou condicionada, em grande medida, às ações ecológicas por elas desenvolvidas. )este cen!rio surgem as primeiras ações voltadas à demonstração de atributos ambientais presentes em determinados produtos. Tais iniciativas, na realidade, passaram a re(letir uma tentativa das indústrias de trans(erir in(ormações aos consumidores acerca das pr!ticas ambientais positivas por elas realizadas para ue alcançassem vantagens comparativas em relação a outros produtos concorrentes e, conse uentemente, uma maior (atia deste mercado. *ontudo, estas iniciativas não despertavam a con(iança dos consumidores na medida em ue não apresentavam nen+um indicador da veracidade das ue norteasse as in(ormações apresentadas. Tornou-se necess!ria a aplicação de um par&metro ue estabelecesse critérios a serem seguidos pelas empresas e decisões dos. ,m dos mecanismos ue se passou a utilizar com o intuito de se contribuir para o disciplinamento de tal uestão (oi à rotulagem ambiental, utilizada como uma (erramenta de comunicação entre empresa e consumidor (inal. -entro da gama de produtos ue (oram alvo do processo de rotulagem, destacam-se também os produtos org&nicos.
.

alcançar pelo menos tr0s ob%etivos3 4 despertar no consumidor e no setor privado a consci0ncia e entendimento dos propósitos de um programa de rotulagem5 4 crescimento da consci0ncia e entendimento dos aspectos ambientais de um produto ue recebe o rótulo ambiental5 4 in(luenciar na escol+a do consumidor ou no comportamento do (abricante. Ambos desenvolvimentos são etapas evolucion!rias importantes na busca da sustentabilidade. A rotulagem ambiental cumpre dois papéis importantes3 (azer com ue todas as empresas ten+am um programa de ualidade voltado para o meio ambiente e 6 . A certi(icação ambiental.ROTULAGEM AMBIENTAL /otulagem ambiental é a certi(icação de produtos ade uados ao uso e ue apresentam menor impacto no meio ambiente em relação a outros produtos compar!veis dispon#veis no mercado. )ão é di(#cil para uma empresa seguir o roteiro para adotar processos produtivos ambientalmente sustent!veis. ' rótulo é voltado para os consumidores. em di(erentes graus. *onvém a ui salientar a di(erença entre rotulagem ambiental 1eco-labeling2 e certi(icação ambiental 1eco-certi(ication2. pois +! muitos processos de certi(icação e o custo adicional não é signi(icativo por ue o bene(#cio é muito maior. $st! voltada para a venda por atacado 1comunidade compradora2 e não direcionada para consumidores vare%istas. 's selos. para indústrias de recursos. servem a uma variedade de propósitos e tem como meta um número de di(erentes audi0ncias. como também outras atividades dos programas de rotulagem ambiental. PROGRAMAS DE ROTULAGEM AMBIENTAL 's programas de rotulagem ambiental tentam.

9 muito importante ue as empresas con+eçam essas regras de certi(icação. vai custar caro. no ue se re(ere aos produtos. s#mbolos e gr!(icos.e (or uma empresa na ual os produtos estão (azendo mal à saúde.>?6> $sta )orma @estabelece os princ#pios e procedimentos para o desenvolvimento de programas de rotulagem ambiental. $sta )orma @especi(ica os re uisitos para auto . Agora. con(ormidade social e con(ormidade em termos de ter uma comunicação respons!vel. $7istem v!rias certi(icadoras importantes no 8rasil e os certi(icados são dados em (unção de tr0s re uisitos3 con(ormidade ambiental. não vai sair caro. $la escreve. ' custo de adaptação para tornar um produto ambientalmente sustent!vel vai depender da cultura da própria empresa. :or isso elas t0m ue ser regras poss#veis de serem adotadas e vir a (avor da competição. sem ualidade.>?6. pois elas podem se tornar um entrave para o comércio.declarações ambientais. critérios ambientais dos produtos e caracter#sticas (uncionais dos produtos. TIPOS DE ROTULAGEM AMBIENTAL /otulagem Tipo < = )8/ <. .' . /otulagem Tipo << = )8/ <. se é uma empresa ue %! (az tudo isso e precisa de alguns a%ustes.(azer com ue o consumidor ten+a uma garantia de ue a empresa (az um trabal+o sério.' . sem responsabilidade ambiental. social. termos selecionados usados comumente em declarações ambientais e (ornece uali(icações para seu uso. $sta )orma também estabelece os procedimentos de certi(icação para a concessão do rótuloA. e para avaliar e demonstrar sua con(ormidade. incluindo a seleção de categorias de produtos. ainda. $sta )orma também B . incluindo te7tos.

-esenvolvimento de )ovos 8ene(#cios Adotar valores sustent!veis signi(ica criar produtos ue inovam em toda sua cadeia de produção.descreve uma metodologia de avaliação e veri(icação geral para auto declarações ambientais e métodos espec#(icos de avaliação e veri(icação para as declarações selecionadas nesta )ormaA. em > ue o *om(ort -ilu#do 6l. ue utiliza o conceito de /otulagem Ambiental em seus processos produtivos. visto ue a (erramenta de A*D ainda não est! de(initivamente consolidada do ponto de vista técnico. <sso implica. :ara o desenvolvimento de *om(ort *oncentrado. AMACIANTE CONFORT ' Amaciante *on(ort é um e7emplo de produto da empresa . (oram analisados os eventuais impactos em relação à segurança. A percepção é de ue ainda +! um longo camin+o a ser percorrido para ue este tipo de rotulagem gan+e o mercado. con(iança e ualidade. )o 8rasil. $la tem alto grau de comple7idade devido à inclusão da (erramenta Avaliação do *iclo de Dida.nilever seguem as diretrizes mundiais da compan+ia para os cuidados com o meio ambiente. A utilização inteligente de recursos naturais tornou o novo produto mais acess#vel E apro7imadamente B?F a >?F mais barato alcançando novos mercados e novos consumidores.nilever. na pr!tica. todas as unidades da . visando preservar o meio ambiente e trazer bene(#cios reais para as pessoas.'.' . a saúde das pessoas e ao meio ambiente.>?6C $sta )orma ainda est! sendo elaborada no &mbito da <. /otulagem Tipo <<< = <. ue anseiam por marcas de .

rentabilizando o mK e possibilitando um incremento de L?F do produto nas prateleiras. ue atende às suas necessidades pr!ticas e est! alin+ado aos seus valores e ter! um preço menor 1apro7imadamente B?F . levando-se em conta ue I>F dos brasileiros uerem comprar produtos ue não degradem o meio ambiente. por isso. /espeito pelos :arceiros A sustentabilidade também acontece com os parceiros de negócio.>?F menos ue o *om(ort -ilu#do 6l2. Além disso. A variante G. *omprometimento com o *onsumidor Além de todos os bene(#cios decorrentes dos cuidados ue a marca tem em diminuir os impactos ambientais e contribuir para a preservação da natureza. tanto no esto ue uanto na g"ndola. en7!gue e. o consumidor gan+a em muitos sentidos. ser! poss#vel diminuir o impacto nas operações de transporte. o novo produto é um avanço na categoria de amaciantes. )o caso do *om(ort *oncentrado. A diminuição das embalagens permitir! mais espaço no ponto de venda. além da reutilização de materiais e reciclagem. C . res#duos e emissões ambientais. tempo e es(orço. Assim.redução do consumo de recursos naturais. além de a%udar o meio-ambiente. considerando-se ue I?F dos brasileiros (azem as compras a pé ou de "nibusJ. Hais e7igente e consciente. $n7!gueG. elimina a espuma do detergente nas roupas em apenas . por e7emplo. economiza !gua. a lin+a de produtos *om(ort *oncentrado (oi desenvolvida levando-se em consideração os bene(#cios de suas inovações e as avaliações dos poss#veis impactos ambientais. ele gan+a uma nova opção de produto. o novo *om(ort concentrado (acilita o dia a dia dos consumidores por ser mais leve e mais (!cil de carregar. ue ainda ser! apro7imadamente B?F a >?F mais barato ue o *om(ort -ilu#do 6l. $.

elas estão a camin+o. ue deveria e7istir em toda empresa. muitas ainda não despertaram para a necessidade de Apesar de muitas ainda não terem essa certi(icação. mas in(elizmente. L . pois a sociedade +o%e est! cada vez mais consciente da necessidade de se diminuir o impacto ue as atividades industriais trazem ao meio ambiente.CONCLUSÃO A rotulagem ambiental é uma certi(icação tornas seus processos e produtos mais sustent!veis.

.org.6 !s 6B3BI +ttp3MMOOO.63?> 6QM.brMbibliotecaM$)$R$:.6 !s I .ipece.brMeconomia-do-ceara-em-debateMviencontroMtrabal+osM<mportanciaPdaProtulagemPambiental.M6?. +ttp3MMOOO.6 !s ?Q3>C +ttp3MMOOO..ce.M6?.abepro.org.cempre..ibict.M6?.com(ort.6QM.brMmeio-ambiente .QQNPA/T6?N.com.6M6?.M6?.6NM.brMdoOnloadM/otulagemAmbiental6??N.brMpublicacoesMrealtoriosM/otulagemF6?Ambiental..6 !s 663>N +ttp3MMOOO.pd( .pd( .pd( = 6NM.BIBLIOGRAFIA +ttp3MMacv.6 !s ??3?.pd( .6?M.gov.