CAP.

23: Os Feitos Passados do Bodhisattva Rei da Medicina Sutra de Lótus

Naquela ocasião, o Bodhisattva Rei da Constelação Flor falou ao Buda, dizendo: “Honrado pelo Mundo, co o ! que o Bodhisattva Rei da Medicina"#$ transita atrav!s do undo %aha& Honrado pelo Mundo, o Bodhisattva Rei da Medicina te e preendido uitas centenas de ilhares de ir'ades de (otis de na)utas de *rduas pr*ticas, tão dif'ceis de levar a ca+o, %eria e-celente, Honrado pelo Mundo, se v.s concord*sseis e e-plicar u pouco "/$, 0uvindo isto, todos os seres celestiais, dra12es, )a(shas, 1andharvas, asuras, 1arudas, (innaras, ahora1as, hu anos, não3 hu anos, e assi por diante, e os Bodhisattvas que viera de outras terras, +e co o a asse +l!ia de 0uvintes, ale1rar3se3ia 4, 0 Buda então disse ao Bodhisattva Rei da Constelação Flor: “Certa vez, h* uitos (alpas atr*s, co par*veis e n5 ero aos 1rãos de areia de ili itados Rios 6an1es, e-istiu u Buda cha ado 7ura 8irtude e Brilhante co o o %ol e a 9ua, :atha1ata, Merecedor de 0fertas, de Conheci ento Correto e ;niversal, de Clareza e Conduta 7erfeitas, u Be 3<venturado que Co preende o Mundo, %enhor %upre o, Her.i =isciplinado, Mestre de %eres Celestiais e Hu anos, Buda, Honrado pelo Mundo, <quele Buda tinha oitenta (otis de 1randes Bodhisattvas Mahasattvas e u a 1rande asse +l!ia de 0uvintes, i1uais e n5 ero aos 1rãos de areia de setenta e dois Rios 6an1es, < duração da sua vida co o Buda foi de quarenta e dois il (alpas, < duração da vida daqueles Bodhisattvas foi a es a, > sua terra não havia diferentes 1?neros, seres infernais, esp'ritos fa intos, ani ais ou asuras, e assi por diante, não e-istindo ta +! dificuldades, 0 chão era liso e plano co o a pal a de u a ão, feito de vaidur)a, adornado co *rvores de @.ias, co+erto co cortinas de @.ias e +elos estandartes, >ssa terra era rodeada por preciosos vasos e incens.rios e toda a parte, Havia terraços feitos das sete 1e as preciosas, u terraço para cada *rvore, sendo as *rvores separadas dos terraços por u a distAncia de u vBo de flecha, %o+ cada *rvore sentava Bodhisattvas e 0uvintes, %o+re cada u dos terraços encontrava 3se centenas de (otis de seres celestiais tocando 5sicas celestiais e cantando louvores ao Buda co o u ofereci ento4, “Naquela ocasião, aquele Buda, e +enef'cio do Bodhisattva <le1re ente 8isto por :odos os %eres, +e co o e prol da ultidão de Bodhisattvas e de 0uvintes, pre1ou o %utra da Flor de 9.tus da 9ei Maravilhosa, 0 Bodhisattva <le1re ente 8isto por :odos os %eres co prazia3se no e-erc'cio das pr*ticas asc!ticas, %o+ a 9ei do Buda 7ura 8irtude e Brilhante co o o %ol e a 9ua, ele aplicou3se co vi1or e pensa ento 5nico na +usca da Budeidade durante doze il anos co pletos, >ntão, ele o+teve o sa adhi da anifestação de todas as for as f'sicas4, “:endo o+tido este sa adhi, seu coração ale1rou3se enor e ente e ele i ediata ente pensou: C0+tive o sa adhi da anifestação de todas as for as f'sicas, Dsto se deve ao poder adquirido por ter ouvido o %utra da Flor de 9.tus da 9ei Maravilhosa, Farei a1ora u ofereci ento ao Buda 7ura 8irtude e Brilhante co o o %ol e a 9ua, e para o %utra da Flor de 9.tus da 9ei MaravilhosaE4, “>le então entrou naquele sa adhi e, co o u ofereci ento ao Buda, fez chover flores de andarava e aha andarava do espaço, ; fino p. da dura adeira de sAndalo ne1ro ta +! preencheu o c!u, descendo co o nuvens, >le ta +! fez chover incenso de sAndalo do litoral, do qual seis C(arshasE são tão valiosas quanto todo o undo %aha, co o u ofereci ento ao Buda4, “:endo feito esses ofereci entos, ele despertou do sa adhi, >le pensou para si es o: C> +ora atrav!s dos poderes espirituais eu tenha feito esses ofereci entos ao Buda, isto não ! tão +o quanto o ofereci ento do eu pr.prio corpoE, >le então en1oliu incenso de uitos tipos co o sAndalo, (unduru(a, turush(a, pri((a, alo!s e incenso e resina, >le ta +! +e+eu .leo de

e assi por diante. %e al1u! oferecesse es o que pa'ses. foi K presença do Buda. dizendo: C>-celenteF e-celenteF Bo ho e . isto ! verdadeira dili1?ncia. ouvi o %utra da Flor de 9.s. ele ! o ais honrado e supre o. “=ito isto. devo a1ora retornar e fazer ofereci entos para este BudaE4. contas.leo fra1rante so+re si. e todos os tipos de ofereci entos não pode co parar3se a ele. envolveu3se e antos de @. 7erfu ou3se co . renunciei ao corpo que eu esti ava co o u visando a +usca da sa+edoria supre aE4.ias celestiais e derra ou . “:endo dito este verso.leos fra1rantes e. <nterior ente. 6rande Rei. “:odos os Budas presentes naqueles undos.s o que foi consu ido4.tus. “Iuando o Bodhisattva <le1re ente 8isto por :odos os %eres fez este ofereci ento do =har a e sua vida che1ou ao fi . si ultanea ente. ele disse ao seu pai: C0 Buda 7ura 8irtude e Brilhante co o o %ol e a 9ua ainda est* presente desde o passado. incenso. o+tive o dharani da co preensão da fala de todos os seres viventes. os quais reitero nova enteE. incenso para quei ar. vivars. “%eu corpo quei ou durante doze il anos. @untou seus dez dedos. ele renasceu. e disse este verso e louvor ao Buda: CIuão surpreendente e raro ! seu se +lante. 0fereci entos de flores. esposas e filhosG ta +! não poderia co parar3se a ele. ap. <l! disso. co sua luz resplandecendo nas dez direç2esF Fiz ofereci entos anterior ente para v. isto ! cha ado supre a doação. ele i olou3se. praticando neste lu1ar. ele nasceu su+ita ente por transfor ação. ele então diri1iu3se nova ente ao Buda.tus da 9ei Maravilhosa co os seus oitocentos il ir'ades de (otis de na)utas de (an(aras. 1rande vi1or. > eio a todos os 1estos de doação. sentado nu a flor de l. praticando co anifestação de todas as for as f'sicas"J$. curvou3se co a sua ca+eça aos p!s do Buda. de versos. Dsto pode ser cha ado u verdadeiro ofereci ento da 9ei para o :atha1ata. Bo ho e . >le i ediata ente falou este verso para seu pai: C8ossa Ma@estade. cidades. Na terra do Buda 7ura 8irtude e Brilhante co o o %ol e a 9ua. ele sentou nu a platafor a feita dos sete tesouros. na presença do Buda 7ura 8irtude e Brilhante co o o %ol e a 9ua. dizendo: CHonrado pelo MundoF Honrado pelo MundoF 8oc? ainda est* no undoEF 0 Buda 7ura 8irtude e Brilhante co o o %ol e a 9ua disse ao Bodhisattva <le1re ente 8isto por . na casa do Rei 7ura 8irtude. atrav!s de poderes de penetraç2es espirituais. a(sho+h)as. < luz resplandeceu por toda a parte atrav!s de undos nu erosos co o os 1rãos de areia de oitenta (otis de Rios 6an1es4. ofereci ento ao Honrado pelo Mundo. içou3se no espaço a u a altura de sete *rvores tala. atin1i direta ente o sa adhi da =ili1ente ente. sai+a a1ora que eu. eles tornara 3se silenciosos4. >ntão. ap. porque ele ! u ofereci ento do =har a"H$ para o :atha1ataE.s fazer u ofereci ento ao Buda. :endo dito essas palavras.cha pa(a e outras flores durante doze il anos co pletos. louvara 3lhe. Iuando o Bodhisattva <le1re ente 8isto por :odos os seres disse este verso.

seus +raços fora restaurados espontanea ente.ias e os seres celestiais ali. =evo a1ora fazer ais ofereci entos Ks rel'quias do BudaE. +e co o a todos os Bodhisattvas e 1randes disc'pulos. >u ta +! lhe confio os undos dos sete tesouros atrav!s dos tr?s il 1randes siste as de il undos. florestas. “=essa for a.ias e todos os seres hu anos e celestiais 1anhara o que nunca antes possu'ra 4. a 9ei do Buda e ta +! a 9ei do <nuttara3%a )a(3%a +odhi. rios. certa ente adquirirei o corpo dourado do Buda. a +os os +raços serão a1ora restaurados para co o era antesE. vendo3lhe se os +raços. dizendo: C7reste atenção todos voc?s e una 3se nu s. ou es o os tr?s il 1randes siste as de il undos co todas as suas ontanhas. Construa uitos ilhares de torres votivasE4. então pensou: C> +ora eu tenha feito esses ofereci entos. <l! disso. =os c!us chovera flores de @. )a(shas. Iuando o fo1o e-tin1uiu3se. “Naquela ocasião. o Bodhisattva <le1re ente 8isto por :odos os %eres fez este voto e eio K 1rande asse +l!ia. terraços de @. o te po do passa1e K e-tinção @* che1ou. 0 Buda disse ao Bodhisattva Rei da Constelação Flor: “0 qu? voc? pensa& :eria o Bodhisattva <le1re ente 8isto por :odos os %eres sido qualquer outro& >le era @usta ente o presente Bodhisattva Rei da Medicina"M$. >ntão. :endo dito aquilo. todos os Bodhisattvas. la1os e o+@etos preciosos4. per itindo3lhes residir no sa adhi da anifestação de todas as for as f'sicas4. as a1ora seus +raços fora quei ados e seu corpo utiladoE. ele diri1iu3se aos dra12es.:odos os %eres: CBo ho e . asuras. Dsto veio a ocorrer e razão da pureza e profundidade das +?nçãos. >le nos te ensinado e convertido. %e isto for verdadeiro e não falso. ele @untou as cinzasG fez oitenta e quatro il urnas de @. ta +! lhe confiarei inhas rel'quias. 0 te po para a inha eu leito. ele quei ou seus +raços. confio3lhe. dizendo: C:endo renunciado a a +os os +raços. <p. 0fereceu seu corpo. o Bodhisattva ficou sensivel ente entristecido e saudoso pelo Buda. pensa ento. cidades. fazendo3o durante setenta e dois il anos. <p. hu anos. esposas e filhos. diante das oitenta e quatro il torres. “0s tr?s il 1randes siste as de il undos. altas co o os tr?s undos. porque a1ora vou fazer ofereci entos Ks rel'quias do Buda 7ura 8irtude e Brilhante co o o %ol e a 9uaE. na 5lti a hora da noite entrou no Nirvana4. adornadas co cu es dos quais pendia estandartes. . seus ofereci entos superarão os daqueles que usa co o ofereci entos pa'ses. dizendo: CBo ho e . u n5 ero de ili itadas centenas de ilhares de ir'ades de (otis de na)utas de vezes4. porque esta noite entrarei no 7arinirvanaE. >le então construiu u a pira de incenso de sAndalo do litoral co o u ofereci ento ao corpo daquele Buda e ateou3lhe fo1o.s a inha passa1e K e-tinção.ias.s ele ter feito este voto. o Buda 7ura 8irtude e Brilhante co o o %ol e a 9ua. virtudes e sa+edoria deste Bodhisattva4. 7ode arru ar eu 7arinirvana @* che1ou. >ntão. e assi por diante na 1rande asse +l!ia. então. tal co o !. depois disso. tre era de seis for as diferentes. ficara la entando co tristeza dizendo: C0 Bodhisattva <le1re ente 8isto por :odos os %eres ! nosso estre. desse odo fazendo co que uitas ultid2es +uscasse tornare 3se 0uvintes e ili itados asa (h)as de pessoas se decidisse pelo <nuttara3%a )a(3%a +odhi. ele instruiu o Bodhisattva <le1re ente 8isto por :odos os %eres.ias4. doss!is e uitos sinos crave@ados de @. co suas *rvores de @. seres celestiais. e assi por diante. “Rei da Constelação FlorF %e u a pessoa que to a a decisão pela consecução do <nuttara3 %a )a(3%a +odhi puder quei ar u dedo da ão ou do p! co o u ofereci ento K torre de u Buda. eu coração ainda não est* satisfeito.iasG construiu oitenta e quatro il torres"L$. “0 Bodhisattva <le1re ente 8isto por :odos os %eres. co seus adornos de u a centena de +?nçãos. “8endo o Buda passar K e-tinção. tendo instru'do o Bodhisattva <le1re ente 8isto por :odos os %eres. co o u ofereci ento. 8oc? deve distri+u'3las e vasta ente fazer3lhes ofereci entos.

<l! disso. assi co o e eio aos reis enores o Rei %*+io 6irador3de3Roda ! so+eranoG ta +! . 7rat)e(a+udas e <rhatsG os !ritos e virtudes que aquela pessoa o+teria não se i1ualaria ao daquela que rece+e e ostenta es o que u si ples verso de quatro linhas do %utra da Flor de 9. assi co o e eio Ks pessoas co uns. este %utra ! o ais elevado.tus da 9ei Maravilhosa. o =eus da 9ua ! o ais +rilhanteG ta +! . e eio aos %utras.tus da 9ei Maravilhosa ! o eio a todos os c. contas. rios e corpos eio a todos os %utras pre1ados pelo ais a plo e profundo. por Bodhisattvas ou por 0uvintes. e eio a todos os %utras %uperiores. >ste %utra pode +eneficiar enor e ente todos os seres viventes. e eio aos %utras. e dE*1ua o oceano ! ais a plo e profundoG ta +! . por e-e plo. ta +! este %utra pode Mais ainda. ta +! . <rhat e 7rat)e(a+uda são superioresG ta +! . doença e dorG ele pode desatar todos os laços do nasci ento e da orte"O$4. pode levar os seres viventes a viver se qualquer sofri ento. pois as +?nçãos desta 5lti a são lon1inqua ente aiores4. al! disso. quer se@a pre1adas pelo :atha1ata. >ste %utra pode levar todos os seres viventes a li+ertare 3se de todo o sofri ento e aflição. e eio a todas as =outrinas %uperiores. da es a for a. os %rotaapanna. assi co o e eio Ks estrelas. ou e pre1a outros para copi*3lo. o %utra da Flor de 9. cu prindo seus votos. copia3o ela es a.rre1os. a Montanha do 6rande Circulo de Ferro. este %utra ! o ais honrado. e :atha1ata. “%e u a pessoa copia este %utra e faz3lhe ofereci entos de flores. da es a for a. incenso para . a Montanha Ne1ra. daqueles que estão estudando. > ais. <quele que pode rece+er e ostentar este %utra. a Montanha do 7equeno Circulo de Ferro. assi co o o 6rande Rei Brah a ! pai de todos os seres viventesG assi ta +! este %utra ! pai dos ais di1nos s*+ios. e toda a ultidão de ontanhas. u a pessoa preencher todos os tr?s il 1randes siste as de il undos co os sete tesouros e oferec?3los ao Buda. assi co o no C!u :ra)astri sha o 9ord %ha(ra ! reiG assi este %utra ! Rei. ! supre o e eio a todos os seres viventes. este %utra ! %uperior. e eio aos ilhares de ir'ades de (otis de =outrinas %uperiores. <ssi co o e eio aos 0uvintes e 7rat)e(a+udas.“%e. <l! disso. +e co o daqueles solida ente esta+elecidos na intenção do Bodhisattva.tus da 9ei Maravilhosa. o %utra da Flor de 9. o Bodhisattva ! superiorG ta +! .tus da 9ei Maravilhosa ! o ais elevado. o Monte %u eru ! o ais elevadoG ta +! . o %utra da Flor de 9. <ssi co o u a fonte l' pida e fresca pode saciar a sede de todosG assi co o quando u a pessoa co frio encontra o fo1oG assi co o quando u a pessoa nua encontra roupaG assi co o quando u ercador encontra o co pradorG assi co o quando u a criança encontra sua ãeG assi co o quando u passa1eiro encontra u a e +arcaçãoG assi co o quando u a pessoa doente encontra u !dicoG assi co o que na escuridão encontra u a lA padaG assi co o quando u a pessoa po+re encontra u tesouroG assi co o quando u povo encontra u reiG assi co o quando u co erciante encontra o arG assi co o a tocha dissipa a escuridão. >nfi . e eio a todos os %utras. “Rei da Constelação FlorF >ste %utra pode salvar todos os seres viventes.tus da 9ei Maravilhosa"N$. aos 1randes Bodhisattvas. “Rei da Constelação FlorF <ssi co o. o %utra da Flor de 9. incenso. > ais ainda. daqueles que @* estudara . <inda. “%e u a pessoa ouve o %utra da Flor de 9. <ssi co o o Buda ! o Rei de todas as 9eisG ta +! este %utra ! o Rei de todos os %utras4. <na1a in.tus da 9ei Maravilhosa +rilha ais resplandecente. os li ites dos !ritos e virtudes que essa pessoa o+ter* não pode ser calculados ainda que por eio da sa+edoria do Buda4. a Montanha dos =ez :esouros. assi co o e eio Ks Montanhas da :erra. %a(rida1a in. assi co o o =eus do %ol pode dispersar toda a escuridãoG assi dispersar toda a escuridão da i1norAncia e das i purezas.

Não per ita que ele se e-tin1a. co seus deuses e hu anos. e assi por diante. 0 fo1o não poder* quei *3lo. vencer* as tropas de Mara. ce il Budas. 0s 0uvintes e 7rat)e(a+udas. %e u a pessoa doente vier a ouvir este %utra. co os seus poderes de penetraç2es espirituais o prote1erão. eu confio a voc? este cap'tulo: C0s Feitos 7assados do Bodhisattva Rei da MedicinaE. >la não envelhecer* ou orrer*4.. C0s Feitos 7assados do Bodhisattva Rei da MedicinaE. e ale1rar3se e concordAncia. sentar* no 9u1ar da 8ia. esta pessoa certa ente arru ar* u a esteira. !ritos. recitar e ponderar a respeito deste %utra. +o ho e . todos os dra12es celestiais. 0s !ritos e virtudes que ela o+ter* serão co o descrito aci a4. nutrir u senti ento de rever?ncia4. ocupe o seu ca inho"Q$4. a +oca daquela pessoa e sua presente vida e-alar* a fra1rAncia de u l. e assi +eneficiar ili itados seres viventes"##$4. oitenta e quatro il Bodhisattvas o+tivera o dharani da co preensão da fala de todos os seres viventes. <p. 0s poros do seu corpo e-alarão o perfu e do sAndalo ca+eça3de3+oi. Bo ho e . não pode i1ualar3se a voc? na sa+edoria e concentração =h)anaE4. e prelecion*3lo para outros. ostentar. dizendo: C>-celente.tus azul. “Rei da Constelação Flor.s a inha passa1e . quando aqueles que +usca a via do Buda vere al1u! que rece+a e antenha este %utra. voc? deve usar o poder das penetraç2es espirituais para prote1er este %utra. C0s Feitos 7assados do Bodhisattva Rei da MedicinaE foi pre1ado. estandartes e doss!is. “Na ocasião e que isto ocorrer. :endo feito isto. a arruinar as tropas do nasci ento e da orte. > todo o undo. e-celente. 0s !ritos e virtudes que voc? o+ter* serão ili itados e inco ensur*veis.. de varshi(a e de nava ali(aG os !ritos e virtudes o+tidos serão ili itados4. tocar* o 1rande ta +or do =har a e salvar* todos os seres viventes do ar da velhice. virtudes e sa+edoria alcançados por este “%e u a pessoa ouvir este cap'tulo. vesti entas e cha as de v*rios tipos tais co o a cha a de velas. deve . se voc? vir u a pessoa que rece+a e ostente este %utra. “Rei da Constelação Flor. < *1ua não poder* afo1*3lo. Iuando este cap'tulo.leos fra1rantes. todos os Budas elo1iarão esta pessoa K distAncia. doença e orteE. de patala. e es o os Bodhisattvas. )a(shas. “7ortanto. . dizendo: “>-celente. ressoar* a concha do =har a. (u +handas. 7ortanto. que so+ a 9ei do Buda %ha()a uni voc? possa rece+er. voc? deve espalhar l. sua doença ser* curada i ediata ente. la parinas co uns ou de . ler. Rei da Constelação Flor. de . e-celente.quei ar. por aquela pessoa.leo de cha pa(a. %eus !ritos e virtudes são tais que se il Budas @untos falasse deles. entidades de on'acas. tal ! o poder dos Bodhisattva4. per itindo desse odo que de Bnios. propa1ue3o e-tensiva ente no continente Pa +udvipa. =e dentro da :orre de :esouro. Rei da Constelação FlorF 8oc? te alcançado tão inconce+'veis !ritos e virtudes que voc? ! capaz de questionar o Buda %ha()a uni acerca de assuntos tais co o este. 8oc? @* est* apto a destruir os ladr2es de Mara. eles não poderia es1ot*3los. incenso e p.tus azuis e eio a incenso e p. louvando a sua +enevol?ncia. co+rindo3a co o u ofereci ento. o :atha1ata Muitos :esouros louvou o Bodhisattva Rei da Constelação Flor. “Rei da Constelação Flor. nos 5lti os quinhentos anos. 7or qu? & 7orque este %utra ! o e-celente re !dio "#R$ para as doenças daqueles que vive no Pa +udvipa. voc? deve refletir: CNão uito tarde. e a de olir todos os ini i1os re anescentes. co e-ceção do :atha1ata. de su ana. incenso e pasta. não h* nin1u! co o voc?.