1

ESTATÍSTICA
Genevile Carife Bergamo
BACH. CIÊNCIA E TECNOLOGIA
BARBETTA, P. A.; REIS, M. M.; BORNIA, A. C. Estatística
para cursos de engenharia e informática. 3. ed. São
Paulo: Atlas, 2010. 410p. (5)
HINES,W.W.; MONTGOMERY, D. C.; GOLDSMAN, D.M.;
BORROR, C. M. Probabilidade e estatística na
engenharia. 4. ed. Rio de Janeiro : LTC, 2011. 588p. (3)
MONTGOMERY, D. C.; RUNGER, G. C. Estatística
aplicada e probabilidade para engenheiros. 4. ed. Rio de
Janeiro: LTC, 2009. 514p. (21)
Referências
MANUAL DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSOS - TCC/UFERSA
SISTEMA DE AVALIAÇÃO


Quantidade Datas Peso

Provas Teóricas Escritas 3 1ª 14 JUN 2
2ª 02 AGO 3
3ª 10 SET 4
Subs. 13 SET -
4ª 17 SET -

Trabalhos 3 1ª 14 JUN -
2ª 02 AGO -
3ª 10 SET -

*Provas teóricas têm peso 7, ** Trabalhos têm peso 3, ou seja, a nota de cada avaliação é a média
ponderada entre a prova teórica e o trabalho:
( ) ( )
10
3 7 · + ·
=
trabalho prova
avaliação



Turma 08
Disciplinas eletivas específicas
Estatística Experimental (3º)
Engenharia da Qualidade II
Data limite para trancamento 03 de Junho
Hidrologia
Disciplinas Eng. Civil - 8º período
Eng. dos transportes
Inventário Florestal (6º)
- Testes de hipóteses
Estatística
- Estatística descritiva
- Probabilidade
- Variáveis aleatórias
- Distribuições especiais de probabilidade
- Teoria da amostragem e da estimação
- Correlação e regressão linear
ESTATÍSTICA
Ciência responsável pelo planejamento
e condução de pesquisas e experimentos (ensaios)
e pela coleta, descrição, análise e interpretação
dos dados observados
Levantamentos
Grau de Satisfação do Aluno
1. Indique seu grau de satisfação pelos serviços prestados pela Instituição:
( ) Insatisfatório ( ) Regular ( ) Bom ( ) Ótimo ( ) Excelente
2. Tendo em vista os seus interesses de estudante, como você avalia o desempenho
de cada um dos setores relacionados aos serviços, cursos e administração acadêmica?
• Reitoria de Graduação
( ) Insatisfatório ( ) Regular ( ) Bom ( ) Ótimo ( ) Excelente
• Coordenação de Curso
( ) Insatisfatório ( ) Regular ( ) Bom ( ) Ótimo ( ) Excelente
• Secretaria do Curso
( ) Insatisfatório ( ) Regular ( ) Bom ( ) Ótimo ( ) Excelente
...
3. Dos eventos organizados pela Instituição, sua participação tem sido
( ) Muito grande ( ) Grande ( ) Média ( ) Pequena ( ) Nula
http://www.lampada.uerj.br/epiinfo/download.htm EpiInfo 3.5.1
2
Experimentos
Para verificar se a quantidade de fluoreto na água do
reservatório A possui concentração (mg/L) superior ao
reservatório B, obteve-se os seguintes resultados:
Statistica, Minitab, SPSS, SAS,
Excel
http://www.dex.ufla.br/~danielff/softwares.htm
Sisvar
http://www.r-project.org/ Programa R
Reservatório
A (mg/L) B (mg/L)
4,5 5,9 2,7 5,4
2,4 6,0 3,6 2,8
2,7 4,1 2,2 2,6
2,7 6,1 3,2 5,0
2,7 5,9 2,5 3,5
Amostra
n
amostragem
inferência
População
N
População: conjunto de elementos com uma ou mais características em comum
Amostra: subconjunto, representativo, da população
VARIÁVEIS
Característica dos elementos de
uma população
Numéricos
ou
Não Numéricos
CLASSIFICAÇÃO
Nominal Ordinal
Variável
Qualitativa
Discreta Contínua
Variável
Quantitativa
ORDINAL
• TIPO DE SOLO
• TIPO DE INDÚSTRIA
• TIPO DE MATERIAL
• COR DA ÁGUA
• RESULTADOS DICOTÔMICOS
NOMINAL
Variável
Qualitativa
• QUALIDADE DO AR
(Boa, Regular, Inadequada, Má, Péssima)
• GRAU DE SATISFAÇÃO
(Insatisfeito, regular, bom, ótimo,
excelente)
• MESES DO ANO
CONTÍNUA (MEDIDA)
• Nº de municípios com
rodízio de veículos
• Nº de explorações
mineiras
• Nº de peças defeituosas
• Nº de áreas protegidas
• Número de ...
DISCRETA (CONTAGENS)
• Consumo de água (m
3
)
• Superfície degradada (ha)
• Consumo energético (kWh)
• Quantidade de RSU (ton)
Variável
Quantitativa
• Idade (anos)
3
Qualitativa ordinal = Quantitativa discreta
GRAU DE DEGRADAÇÃO =
Nº DE INCÊNDIOS
( I II III IV)
( O, 1, 2, 3, etc )
Cada tipo de variável
exige um tratamento
estatístico
específico
Apresentação das variáveis
Tabelas
e
Gráficos
MANUAL DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSOS - TCC/UFERSA
TABELAS
MANUAL DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSOS - TCC/UFERSA
Tabela de frequência para dados qualitativos
Exemplo:

Satisfação dos usuários quanto aos serviços prestados por um laboratório de análise de água

Ótimo Ótimo Regular Bom Bom Bom Ótimo Bom
Bom Ótimo Ótimo Péssimo Bom Bom Bom Regular
Ótimo Bom Bom Bom Bom Ótimo Regular Regular
Ótimo Bom Bom Ótimo Regular Bom Bom Bom
Bom Péssimo Ótimo Ótimo Bom Bom Ótimo Ótimo
Bom Bom Ótimo Ótimo Bom Bom Bom Bom

Tabela de frequência
Satisfação Contagem

Péssimo
Regular
Bom
Ótimo



Satisfação Frequência Freq. Relativa Freq. Relativa Porcentual (%)

Péssimo 2 0,0416 4,16
Regular 5 0,1042 10,42
Bom 26 0,5417 54,17
Ótimo 15 0,3125 31,25

Total 48 1,0000 100,00

Tabela 1 - Satisfação dos usuários quanto aos serviços prestados
por um laboratório de análise de água
Satisfação Número de usuários (%)

Péssimo 2 (4,16)
Regular 5 (10,42)
Bom 26 (54,17)
Ótimo 15 (31,25)

Total 48 (100,00)

Fonte: Dados da pesquisa (2013)
4
ARREDONDAMENTO DE NÚMEROS
o último algarismo é aumentado em uma unidade
Exemplo:
1,66 g / 0,3
m 7 48,
= (329,6205) = 329, L
= (5,53333...) = 5,5 g
= (6,97853...) = 7,0 m
6
3
73,249 x 4,5 L
= 0,041 7
Se o dígito seguinteao último algarismo
é igual ou maior que 5
2 / 48 = (0,041666)
Tabela de frequência para dados quantitativos
discretos
Exemplo:


Número de peças defeituosas encontradas em 40 lotes de 50 peças


5 3 6 6 4 5 5 7 6 5 6 6 8 6 5 4 6 6 6 5
6 8 6 5 6 6 6 6 5 6 7 5 6 6 7 4 6 6 7 6

Contagem
Número Contagem
3
4
5
6
7
8
Tabela de frequência
Número de
peças defeituosas
Frequência Freq. Relativa Freq. Rel. Porcentual (%)
3 1 2,50 0,0250
4 3 7,50 0,0750
5 9 22,50 0,2250
6 21 52,50 0,5250
7 4 10,00 0,1000
8 2
1,0000
Total
40 100,00
5,00 0,0500
Tabela 2 - Número de peças defeituosas encontradas em 40 lotes
de 50 peças
Número de peças defeituosas Número de lotes (%)

3 1 (2,50)
4 3 (7,50)
5 9 (22,50)
6 21 (52,50)
7 4 (10,00)
8 2 (5,00)

Total 40 (100,00)

Fonte: Dados da pesquisa (2013)
Tabela de frequência (acumulada)
Nº de
peças
Freq.
F. Ac.
Direta
3 1 1 0,0250 2,50
4 3 4 0,1000 10,00
5 9 13 0,3250 32,50
6 21 34 0,8500 85,00
7 4 38 0,9500 95,00
8 2 40 1,0000 100,00
Total 40 - - -
F. Relativa
Ac. Direta
F. Rel. Porcent.
Ac. Direta (%)
F. Ac.
Indireta
F. Relativa
Ac. Indireta
F. Rel. Porcent.
Ac. Indireta (%)
40 1,0000
5,00
39 0,9750 97,50
36 0,9000 90,00
27 0,6750 67,50
6 0,1500 15,00
2 0,0500
100,00
- - -
5
Exemplo:

Peso (Kg) de resíduos sólidos urbanos (RSU) recicláveis recolhidos em 36 pontos de
coleta


36,2 41,4 32,3 35,7 32,7 40,1 36,3 34,9 39,5
34,7 42,2 41,9 31,6 43,9 45,8 39,1 39,7 37,8
39,4 46,9 35,7 38,1 48,2 49,2 40,3 35,4 31,0
43,7 44,8 40,0 39,0 40,1 39,1 35,7 38,3 47,0

Tabela de frequência para dados contínuos
DIAGRAMA DE RAMOS E FOLHAS
Ramos Folhas
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49

6 0
3 7
-
9
7 7 7 4
3
8
1 3
0 1 1 7 5
0 1 1 3
4 9
2
7 9
8
8
9
0
2
2

Ramos Folhas
3 47, 23, 16, 27, 49, 10
3 62, 94, 57, 57, 81, 90, 91, 63, 91, 57, 97, 54, 83, 95, 78
4 37, 14, 22, 48, 19, 00, 39, 01, 01, 03
4 69, 82, 58, 92, 70
7
2
4
31,0 34,7 35,7 37,8 39,1 39,7 40,3 43,7 46,9
31,6 34,9 35,7 38,1 39,1 40,0 41,4 43,9 47,0
32,3 35,4 36,2 38,3 39,4 40,1 41,9 44,8 48,2
32,7 35,7 36,3 39,0 39,5 40,1 42,2 45,8 49,2
ROL - (dados ordenados)
Tabela de frequência para dados agrupados em classes
Peso Nº de pontos Frequência relativa percentual

31,0 ,÷ 34,0 4 11,11
34,0 ,÷ 37,0 8 22,22
37,0 ,÷ 40,0 9 25,00
40,0 ,÷ 43,0 7 19,45
43,0 ,÷ 46,0 4 11,11
46,0 ,÷ 49,0 3 8,33
49,0 ,÷ 52,0 1 2,78

Total 36 100,00

Peso (Kg) Nº de pontos de coleta (%)

31,0 a 33,9 4 (11,11)
34,0 a 36,9 8 (22,22)
37,0 a 39,9 9 (25,00)
40,0 a 42,9 7 (19,45)
43,0 a 45,9 4 (11,11)
46,0 a 48,9 3 (8,33)
49,0 a 51,9 1 (2,78)

Total 36 (100,00)

Tabela 3 - Peso (Kg) de resíduos sólidos urbanos (RSU)
recicláveis recolhidos em 36 pontos de coleta
Fonte: Dados da pesquisa (2013)
Tabela de frequência para dados agrupados em classes
Número de classes (k)
Experiência e Bom senso
k = 1 + 3,3 log n
Amplitude das Classes (a)
k
menor maior
a
÷
=
Qualquer n° menor ou igual
ao valor mínimo
k = 6,135...
= 2,966...
6,135...
~ = a
3,0
49,2 - 31,0
k = 1 + 3,3 log 36
Limite inferior da
primeira
classe (l
1
)
l
1
= 31,0 Kg (valor mínimo)
6
Tabela de frequência para dados agrupados em classes
Número de classes (k)
Amplitude das Classes (a)
k = 1 + 3,3 log 36
k = 6,135...
= 2,966...
6,135...
~ = a
3,0
49,2 - 31,0
2
0 , 31
a
÷ = l
1
Limite inferior da
primeira classe (l
1
)
Valor mínimo
como a média
da 1ª classe
5 , 29
2
0 , 3
0 , 31 = ÷ = l
1
Tabela de frequência para dados agrupados em classes Tabela de frequência para dados agrupados em classes
Classes Freq. F. Acumulada F. Relativa
Acumulada
F. Porcent. Acum.
(%)

29,5 ,÷ 32,5 3 3 0,0833 8,33
32,5 ,÷ 35,5 4 7 0,1944 19,44
35,5 ,÷ 38,5 8 15 0,4167 41,67
38,5 ,÷ 41,5 11 26 0,7222 72,22
41,5 ,÷ 44,5 4 30 0,8333 83,33
44,5 ,÷ 47,5 4 34 0,9444 94,44
47,5 ,÷ 50,5 2 36 1,0000 100,00

Total 36 - - -

GRÁFICOS
MANUAL DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSOS - TCC/UFERSA
Dados Qualitativos ou Quantitativos
Discretos
Gráfico de Barras
Gráfico de Colunas
Gráfico de Setores (porcentagens)
Gráfico de Pontos
(Quantitativos
discretos)
0 5 10 15 20 25 30
Péssimo
Regular
Bom
Ótimo
S
a
t
i
s
f
a
ç
ã
o

Número de usuários
Gráfico 1 - Satisfação dos usuários quanto aos serviços prestados por um laboratório
de análise de água
Fonte: Dados da pesquisa (2013)
0
5
10
15
20
25
30
Péssimo Regular Bom Ótimo
Satisfação
N
ú
m
e
r
o

d
e

u
s
u
á
r
i o
s
Gráfico 2 - Satisfação dos usuários quanto aos serviços prestados por um laboratório de
análise de água
Fonte: Dados da pesquisa (2013)
7
Gráfico 3 - Satisfação dos usuários quanto aos serviços prestados por umlaboratório
de análise de água
4%
11%
54%
31%
Péssimo
Regular
Bom
Ótimo
Fonte: Dados da pesquisa (2013)
Gráfico 4- Número de peças defeituosas encontradas em 40 lotes de 50 peças
0 5 10 15 20 25
3
4
5
6
7
8
N
ú
m
e
r
o

d
e

p
e
ç
a
s

d
e
f
e
i
t
u
o
s
a
s
Número de lotes
Fonte: Dados da pesquisa (2013)
Gráfico 5 - Número de peças defeituosas encontradas em 40 lotes de 50 peças
0
5
10
15
20
25
3 4 5 6 7 8
N
ú
m
e
r
o

d
e

l
o
t
e
s
Número de peças defeituosas
Fonte: Dados da pesquisa (2013)
0
5
10
15
20
25
3 4 5 6 7 8
Gráfico 6 - Número de peças defeituosas encontradas em 40 lotes de 50 peças
Número de peças defeituosas
N
ú
m
e
r
o

d
e

l
o
t
e
s
Fonte: Dados da pesquisa (2013)
Dados Quantitativos
Histograma
Polígono de frequência
Dispersão
Gráfico de Linhas (Tempo)
Exemplo:


Número de peças defeituosas encontradas em lotes de 50 peças durante 40 dias


Dias 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º
Peças 4 3 5 6 4 5 6 6 6 6 7 7 8 7 8 7 6 6 6 6

Dias 21º 22º 23º 24º 25º 26º 27º 28º 29º 30º 31º 32º 33º 34º 35º 36º 37º 38º 39º 40º
Peças 6 6 6 5 6 6 6 6 6 6 6 6 6 5 5 5 5 5 5 4

8
0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
1º 3º 5º 7º 9º 11º 13º 15º 17º 19º 21º 23º 25º 27º 29º 31º 33º 35º 37º 39º
P
e
ç
a
s
d
e
f e
i t
u
o
s
a
s
Dias
Gráfico 7 - Número de peças defeituosas encontradas em lotes de 50 peças durante 40 dias
Fonte: Dados da pesquisa (2013)
0,00
0,10
0,20
0,30
0,40
0,50
0,60
0,70
Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
P
r
e
ç
o

(
R
$
/
K
g
)
Meses
Gráfico 8 – Preço (R$/Kg) de um produto agrícola durante o ano
Fonte: Dados da pesquisa (2013)
Gráfico 9 - Peso (Kg) de resíduos sólidos urbanos (RSU) recicláveis recolhidos em 36 pontos
de coleta
0
2
4
6
8
10
31,0 34,0 37,0 40,0 43,0 46,0 49,0
Peso (Kg)
N
º

d
e

p
o
n
t
o
s
52,0
Fonte: Dados da pesquisa (2013)
Idade (anos) Nº de indivíduos
15 ,÷ 20 10
20 ,÷ 25 10
25 ,÷ 35 10
35 ,÷ 50 10
50 ,÷ 80 10
Total 50
Idade (anos) fi ai Densidade de frequência (fi /ai)

15 ,÷ 20 10 5 2,00
20 ,÷ 25 10 5 2,00
25 ,÷ 35 10 10 1,00
35 ,÷ 50 10 15 0,67
50 ,÷ 80 10 30 0,33

Histograma (Densidade de frequência)
0
1
2
15 25 35 50
Idade (anos)
D
e
n
s
i d
a
d
e

d
e

f
r
e
q
u
ê
n
c
i a
80 20 0
2
4
6
8
10
28,0 31,0 34,0 37,0 40,0 43,0 46,0 49,0 52,0
Peso (Kg)
N
º

d
e

p
o
n
t
o
s
55,0
Gráfico 10 - Peso (Kg) de resíduos sólidos urbanos (RSU) recicláveis recolhidos em 36 pontos
de coleta
Fonte: Dados da pesquisa (2013)
9
Peso do Veículo
(centenas de Kg)
Rendimento
(Km/litro)
18 12
13 14
22 9
14 13
16 11
26 6
19 9
12 16
24 8
14 14
Dispersão
(quantitativo x quantitativo)
0
4
8
12
16
20
0 5 10 15 20 25 30
R
e
n
d
i m
e
n
t
o
(
K
m
/
L
)
Peso (100 Kg)
Gráfico 11 – Rendimento do veículo (Km/L) segundo o peso (100 Kg)
Fonte: Dados da pesquisa (2013)
4
8
12
16
20
10 12 14 16 18 20 22 24 26 28
R
e
n
d
i m
e
n
t
o
( K
m
/
L
)
Peso (100 Kg)