You are on page 1of 2

sobreviver à adversidade.

A escassa relaçom da nossa comarca


com o fenómeno guerrilheiro deu-se precisamente nestes anos Benigno Andrade Garcia
de vinculaçom de Foucelhas com a V Agrupaçom, numha zona,
recordemos, com escassos apoios organizados e om piores “Foucelhas”
condiçons geográficas. Em Maio de 1948 umha partida de
guerrilheiros uniformados -entre eles Foucelhas- dá um golpe (Cabrui, 1908-1952)
económico numha taberna no lugar da Silva, em Lampai (Teo) ;
nesse mesmo mês, convencida a gaurda civil de ue a partida
guerrilheira se está a mover no triángulo Compostela-Padrom-
Ponte Vea, organiza umha cilada com as companhias de
Membro da IV Agrupaçom e
Compostela e Ordes na aldeia de Loureiro, Luou (Teo). No chefe do destacamento
prolongado tiroteio caem quatro guerrilheiros e um guarda civil,
fugindo supreendentemente do cerco José Ramunhám Barreiro “Manolito Velho” da V
"Ricardito" e o próprio Benigno Andrade. O mito do fugido -que
segundo a lenda popular fugiu do lugar a olhos dos labregos
Agrupaçom do
berrando "que vem Foucelhas!"- chega ao seu zênite. Exército Guerrilheiro de Galiza
É esta a data do total desmantelamento da V Agrupaçom
e a pequena etapa em que Foucelhas tem algumha ligaçom com
as terras compostelanos. Em 1946 a polícia política desarticula a
estrutura do PCE na cidade e descobre-se a implicaçom de
Maria Peres, mulher de Benigno, nos importantes labores de
apoio, o que provoca o seu exílio e morte em Valhadolid.
Possivelmente seja em finais dos anos 40 -em 1948 som as
acçons no concelho de Teo- quando Foucelhas faga uso da cova
nas margens do rio Tambre, na paróquia compostelana de Sam
Joám de Fecha.
Os últimos anos de Benigno Andrade som de
sobrevivência à margem de qualquer estrutura e retorno -nom
por acaso- à sua comarca natal, onde poderia valer-se do seu
conhecimento do terreno e de velhos enlaces com que existiria
umha funda confiança. Mas o Regime nom perdoava ninguém
dos que o desafiaram, e menos umha lenda viva que
materializara no seu nome o conjunto da resistência armada a
Franco até a década de 50. Em Março de 1952 é abatido e
capturado vivo por umha contrapartida ao sair do seu refúgio de
Costa, Rodeiro (Oça dos Rios), sendo assassinado ao momento o
seu companheiro Manuel Vilar Arnoso "Manolito". Um guarda
morre também no tiroteio e Foucelhas é deslocado à Corunha. O
Conselho de Guerra, celebrado em Julho de 1952 no salom de
actos da Agrupaçom de Sanidade Militar, condena Benigno
Andrade a morte. Um carrasco espanhol chegado de Valhadolid
tem que executar a pena em 7 de Agosto desse ano na prisom
provincial corunhesa. A sua morte nom acabou com o mito dum
homem que passou à posteridade por inteligente, popular,
desconfiado, um bocado temerário e tremendamente habilidoso
para sobrelevar as contingências dumha vida de extrema dureza
como a que a guerrilha impom. Mas na memória de todos e
todas deve ficar, com todas as suas contradiçons, como umha
figura que encarna essa naçom anónima e trabalhadora que
enfrentou o fascismo após 1936.

Benigno Andrade Garcia, "Foucelhas", é quiçá o guerrilheiro


Escrito por: galego com maior projecçom popular desde que na década de 40
ganhara imensa referencialidade social graças à mistura de
admiraçom e temor que provocava em várias das comarcas do
Comissom de Memória Histórica da Gentalha do ocidente galego. Submetido a umha feroz campanha de
Pichel (Compostela) desprestígio por parte da comunicaçom social do fascismo, que
quijo fazer de um Foucelhas mítico a quinta-essência do mal
chamado "bandoleirismo", mas à vez possuidor de um grande
Edita: prestígio popular em funçom das suas qualidades naturais, a sua
simpatia e a sua valentia, Benigno Andrade converteu-se com o
passar do tempo na figura mítica do guerrilheiro galego. A
resistência armada ao fascismo que na década de 40 encheu os
montes da Galiza estivo -está ainda- desterrada dos livros
escolares no nome do "bom senso" que impujo a vontade de
amnésia da Reforma política, como também ficou de fora da
maioria dos meios de comunicaçom de massas. Fôrom as gentes
anónimas que mantivérom -com todas as contradiçons, mas
também com todos os acertos- a memória ou as memórias de
tantos centos de homens como Benigno Andrade. Na nossa
comarca, onde a guerrilha nom tivo praticamente presença, nom
era estranho ouvir as e os mais velhos até há nom muito
foucelhas.agal-gz.org lembranças dos "Foucelhas", ou as maes ameaçarem as crianças
info@gmail.com com a frase "vai-te levar o Foucelhas". Quem foi realmente este
guerrilheiro, qual o peso real que o levou a ficar no imaginário
colectivo como um autêntico mito?
Benigno Andrade nom foi um dirigente político, Comunista de Espanha, que desenha naquela altura umha
tampouco um destacado guerrilheiro implicado nos mais acabada estratégia político-militar contra a ditadura. A
conhecidos episódios militares do antifascismo armado nos combinaçom das vontades de importantes quadros comunistas
escuros anos 40. Foi, antes do mais, um trabalhador dos tantos chegados do estrangeiro
milhares que tenhem algum tipo de vínculo com as para alimentar o Exército -entre os quais destacam
organizaçons de massas esquerdistas na década de 30 e que Gaioso e Seoane com as achegas de fugidos decididos a se
pega nas armas espontánea e maciçamente para evitar que o implicarem a fundo no combate armado contra Franco darám
fascismo destrua a legalidade republicana, vendo-se forçado a lugar ao que foi sem dúvidas o ferro e o fogo do movimento
umha fugida que concluirá na guerrilha. Nasce em Outubro de guerrilheiro galego: a IV Agrupaçom do EGG, que delimitou o
1908 no lugar das Foucelhas, paróquia de Cabrui, concelho de seu ámbito de actuaçom na província da Corunha. É Manuel
Mesia, na parte mais montanhosa da comarca de Ordes, onde Ponte Pedreira "Miracielos", um alfaiate socialista com grande
esta limita com o interior das Marinhas. Por acasos da história, capacidade de liderança, natural de Fontao (Frades), quem
o nome do seu lugar natal tem as suas origens numha partida de enquadra Foucelhas na disciplina guerrilheira. Começa assim
carlistas ou "facciosos" que escolheram a aldeia como lugar de um acidentado périplo caracterizado pola recorrente indisciplina
refúgio; por evoluçom da palavra, o lugar acaba chamando-se do de Messia, polas suas dificuldades com os responsáveis da
"Foucelhas". O ofício que é adjudicado a Benigno Andrade é o estrutura militar, e por umha proverbial intuiçom e habilidade
de jornaleiro, um labrego sem terras que ganha a sua vida a que o levou a sobreviver no monte a todos os seus dirigentes.
trabalhar as alheias, mas o certo é que desenvolve diferentes Para Francisco Rei Balbis "O Moncho", um dos últimos
trabalhos ao longo da sua vida legal. Podemos considerá-lo mais dirigentes da IV Agrupaçom, e que pudo sobreviver para contá-
um membro desse proletariado rural -um "caseteiro"- carente lo,
de posses e que sobrevive graças ao trabalho agrícola, à cestaria, "Foucelhas era um franco-atirador. Actuava por sua
a umha leitaria, ao trabalho nas minas, (está umha temporada conta e era muito daninho para nós. Nunca encontrávamos.
nas de carvom de Faveiro, no Berzo) ou às serrarias próximas Era muito indisciplinado".
(trabalhava na de Cúrtis justo antes do golpe de 1936). Casa na Em Março de 1945 fere-se acidentalmente com a sua
década de 30 com Maria Peres, emigrante retornada, com quem arma numha perna, o que o leva a ficar inactivo durante
tem duas crianças, Pepita e Sérgio. A sua mulher, que morrerá aproximadamente um ano, refugiado num andar da Corunha.
mui nova no exílio em Valhadolid, jogaria um papel relevante Converte-se numha pesada carga para a guerrilha e tem-se
como enlace guerrilheiro e ponto de apoio constante para as afirmado que no ano 1946 o responsável da IV Agrupaçom,
actividades do Foucelhas. Marcelino Rodrigues Fernandes, "Marrofer", tinha condenado
Ao abrigo do crescente obreirismo organizado em todo o Benigno Andrade a morte pola sua recorrente indisciplina e a
território do Estado espanhol, em 1934 constitui-se a primeira sua negativa a cumprir as execuçons decididas polo Exército. A
célula do Partido Comunista de Espanha em Cúrtis, depois morte do dirigente guerrilheiro numha palheira durante umha
transformada em Rádio Comunista, a iniciativa do doutor cilada da guarda civil em Fervenças (Aranga), com Lisardo
Manuel Calvelo (fusilado no cemitério de Boisaca em 1936) e a Freixo "Tenente Freixo" e José Doldám, pareceu evitar esta
sua mulher, Isabel Rios. Foucelhas mantém, como possibilidade.
mínimo, umha relaçom de colaboraçom com A seguir, e com motivo da desarticulaçom
esta estrutura, onde deveu parcial desta partida, Ponte Pedreira destina
adquirir os rudimentos da sua Foucelhas ao Destacamento "Manuel del Rio
formaçom política. É possivelmente Botana", actuando nas zonas de Ordes, Frades
através do seu contacto com o e Cúrtis e aproveitando assim o seu óptimo
comunismo como chega a fazer parte conhecimento do terreno. Além de
do Sindicato de Ofícios Vários na participar na acçom contra dous vizinhos
mesma vila. de Messia ligados ao Regime, pouca
Em 1936, com 28 anos, trajectória lhe resta a Foucelhas nesta
integra-se nos grupos de fase. A queda de Manuel Ponte no seu
esquerdistas que se Frades natal em 1947 volta a
responsabilizam pola procura de desmoronar o seu Destacamento
dinamita e armamento e saem numha etapa em que se intui a
como coluna para evitarem a decadência do EGG. Absolutamente
tomada da Corunha polos cercada a IV Agrupaçom por umha
fascistas; a tentativa frustrada de guarda civil exercitada na repressom
chegarem à cidade herculina (os imisericordiosa do PCE, na activaçom
trabalhadores tornam ao dum forte aparelho de informaçom e
chegarem à ponte de Passagem, na extensom das contrapartidas
devido ao avançado da sublevaçom) guerrilheiras, a direcçom envia Foucelhas
leva-o a voltar à sua terra natal e ao sul com o intuito de relaxar a pressom
refugiar-se ante o temor das retaliaçons. policial. Na província de Ponte Vedra, com
Será entom um dos membros mais escassa e fraca tradiçom armada, o Exército fará
conhecidos do primeiro núcleo de fugidos das por activar umha precária V Agrupaçom e porá
comarcas ordense e marinhá, partilhando Benigno Andrade à frente do destacamento "Manolito
desventuras com os que haviam de ser no futuro os seus Velho". Nessa altura Foucelhas protagoniza algumha das acçons
companheiros nas fileiras do Exército Guerrilheiro da Galiza: mais badaladas e que, mitificadas polo povo, haviam de
Emílio Peres Vilarinho "O Emílio", Manuel Pena Camino "O proporcionar-lhe grande fama.
Flores" e Jesus Lavandeira Peres, que fora secretário-geral da O destacamento de Foucelhas destaca-se pola realizaçom
CNT em Betanços. De 1936 a 1944-45 a vida de Benigno de vários confiscos e a execuçom de conhecidos falangistas e
Andrade decorre numha situaçom de semiclandestinidade, colaboradores do Regime. Este é um dos textos que a guerrilha
vivendo a maior parte do tempo em casas, o que é facilitado pola deixou depois de actuar contra colaboracionistas:
sua grande popularidade, e trabalhando como cesteiro ou "Los chivatos son unos animales dañinos que la salud
jornaleiro. No próprio Conselho de Guerra em que é julgado pública exige barramos sin contemplaciones. (...) Decir:
nega a sua implicaçom guerilheira nestes primeiros anos, pois falangista, es decir, Ladrón! Asesino! Por eso ajusticiamos a los
"se encontró ausente del monte desde el 23 de Julio de 1936 perros del yugo y las flechas que negocian con el hambre del
hasta primeros de 1945 o últimos de 1944, en cuyo espacio de campesino. Mueran los verdugos del pueblo español! Viva la
tiempo se dedicó a trabajar como cestero y jornalero". República! Ejército Guerrillero de Galicia. IV Agrupación. La
O seu compromisso com a resistência armada data, como Coruña".
ele mesmo afirmou, de meados da década de 40, coincidindo É precisamente entom, nessa etapa de declive irreversível
com a organizaçom, fundamentalmente na parte ocidental da do Exército (em 1948 som executados os máximos dirigentes,
naçom, do "Exército Guerrilheiro da Galiza". Esta estrutura Galhoso e Seoane) quando Benigno Andrade parece fazer valer
militar alimenta-se do esforço reorganizativo do Partido com maior prumo os seus grandes dotes naturais para