UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL

FICHA DE DISCIPLINA
DISCIPLINA: MICROBIOLOGIA DO SOLO CÓDIGO: PERÍODO/SÉRIE: 5o OBRIGATÓRIA: ( x ) OPTATIVA: ( ) OBS: semestral UNIDADE ACADÊMICA: ICIAG CH TOTAL TEÓRICA: 30 CH TOTAL PRÁTICA: 30 CH TOTAL: 60

PRÉ-REQUISITOS: Microbiologia ambiental

CÓ-REQUISITOS:

OBJETIVOS Geral: no final do semestre os estudantes deverão ser capazes de interpretar os processos biológicos que ocorrem no solo como promotores de transformações bioquímicas que influenciam o sistema de produção e o manejo sustentável do solo e a qualidade do ambiente. Específicos: conhecer os gêneros mais importantes de bactérias, fungos e actinomicetos envolvidos nas transformações bioquímicas de compostos orgânicos e inorgânicos existentes e adicionados ao solo; conhecer os principais métodos utilizados para avaliar a diversidade de organismos do solo; detalhar os ciclos dos principais nutrientes (carbono, nitrogênio, enxofre e fósforo), os grupos de organismos envolvidos, as relações bioquímicas e as implicações agronômicas e ambientais das diferentes fases observadas em um ciclo específico; conhecer as diferentes associações entre grupos de microrganismos, fatores ambientais e as relações entre plantas e microrganismos que ocorrem na rizosfera. Montar estratégias de isolamentos de microrganismo de interesse biotecnológico de aplicação no meio ambiente. Detalhar as novas formas de avaliação da comunidade microbiano do solo no sentido de se conhecer o funcionamento e estrutura de microrganismos nos solos.

Transformações do nitrogênio no solo e os impactos do nutriente nos ecossistemas terrestres e aquáticos e os problemas ambientais. Análise de diversidade da comunidade microbiana no solo 12. Rizóbio (Rhizobium e Bradyrhizobium) e microrrizas (Ectomicorrizas. Simbioses. 2. endomicorrizas e ectoendomicorrizas). 4. Enzimas do solo. Transformação do enxofre e do fósforo no solo e os impactos dos nutrientes em ecossistemas aquáticos e terrestres e os problemas ambientais. Transformação de material orgânico adicionado ao solo. Rizosfera e Interações microrganismos –planta 5. 8. Transformação do enxofre e do fósforo no solo e os impactos de seu manejo para agricultura e o meio ambiente. Impactos dos fatores abióticos na microbiota do solo. Ecologia microbiana: interações entre populações microbianas. Mecanismos da interação e fatores limitantes as simbioses. progressos microbiológicos. progressos microbiológicos e comunidade microbiana do solo e água.EMENTA Histórico. Transformações do carbono no solo e matéria orgânica. Transformações do carbono no solo e matéria orgânica. Enzimas do solo e da água: ensaios de quantificação e análise da atividade 9. Transformação dos agrotóxicos e efeitos sobre os microrganismos dos solos. Modelos e ferramentas de estudos de diversidade microbiana no solo e água . DESCRIÇÃO DO PROGRAMA Teórico 1. Rizosfera e Interações microrganismos-plantas.Poluição do ar 7. Transformações do nitrogênio no solo e os impactos de seu manejo para agricultura e o ambiente. abrangência. Formas de análises integrativas de qualidade dos solos. comunidade microbiana do solo. Ecologia microbiana do solo: interações entre populações microbianas. formação. Histórico. 10. 6. Impactos dos fatores abióticos na microbiota do solo e da água. abrangência. Análise de diversidade da comunidade microbiana no solo. 11. Fixação biológica do nitrogênio: sistemas de fixação em gramíneas. 3. isolamento de bactérias endofíticas diazotróficas e as promotoras de crescimento de plantas. Poluição do ar. Mecanismos da interação e fatores limitantes as simbioses. Poluição do ar. transformação e decomposição de húmus.

(Dissertação de Mestrado).Prático 1. R. 1974. ATLAS.. R.O. Campinas: SBCS. et alii. 4.N. 2006. et alii. Brasília: MEC-ESAL. QUISPEL. 235p. A. PARKINSON.P. 1946. MOREIRA.O. Ecology and Biochemistry.. São Paulo: Ceres. 1994. 1977. D. E. 459p.B. Methods for Studing the Ecology of Soil Microrganims. 2002. CATELAN. 1992. 1985. Montagem de experimentos em microbiologia do solo e água: Critérios e avaliação dos resultados.S. M. 533p. J. 351p.J. LavrasMG. New York. A. M. Microbiologia e Bioquímica do solo. F. Avaliação da qualidade de inoculantes 7. Soil Microbiology. Introduction to Soil Microbiology.S. & FRANCO. 495p. The Benjamin-Cummings. BIBLIOGRAFIA ALEXANDER. J. Brasília: EMBRAPA. Determinação de enzimas (b-glicosidase) e açúcares (glicose) no solo 10.J. E. 340p. USA. Microbial Ecology: Fundamentals and applications. 1988. Sistemas de Culturas e os Microrganismos do Solo. 3 ed. 626p. ELDOR. Bactérias fixadoras de nitrogênio em leguminosas e gramíneas. Avaliação de endomicorrízas em plantas de interesse agrícola 9. 1984.J. A. BARTHA. Microbiologia do Solo. USA. Porto Alegre: UFRGS. SIQUEIRA. 1971. A.M. The Biology of Nitrogen Fixation. KIEHL. Frontiers of . Editora UFLA..A. R. Isolamentos de fungos ectomicorrízicos 8. Os meios de culturas e quantificação de bactérias e fungos no solo 3. Quantificação e respiração da microbiota do solo. Third Edition" Hardcover. Procedimento e cuidados em laboratórios de biotecnologia ambiental 2. 133f. John Wiley & Sons. Microrganismos de Importância Agrícola. Biotecnologia do solo – Fundamentos e Perspectivas. Oxford: IBP hand book 19. SIQUEIRA.M. Isolamento de microrganismos da rizosfera 5. Fertilizantes Orgânicos. ARAÚJO. CARDOSO. & HUNDRIA. 6.

. D.J. Microbiologia: Conceitos e Aplicações. ZUBERER.A. 1999. São Paulo: Makron Books do Brasil Editora. P. Principles and applications of soil microbiology. KRIEG.Biology.. Vol. Holland. FUHRMANN.C.. E.. Amsterdam..G. M. Volumes I e II. N. D. PELCZAR. HARTEL. New Jersey. 33. Jr. APROVAÇÃO _____ /______/ ________ Carimbo e assinatura do Coordenador do curso _____/ ______ / ________ Carimbo e assinatura do Diretor da Unidade Acadêmica ___________________ ________________________ .J. segunda edição. 550p. J.S.. CHAN.R. 1996. Prentice Hall. SYLVIA.M.