o presente texto apresenta o problema estrutural da violencia que atinge diversas vertices da socidade.

Aprincipio são apresentadas as idéias do direito ou da justiça em relação a possivel liberdade das pessoas e os recursos que dela gozam, hironico seria dizer que todas essas determinadas normas que fazem parte da norma juridica são cumpridas. Desde a formação enomica social a idéia de justiça remete a violação dos direitos humanos,isto é também, a presente tentativa de satisfazer as necessidades humanas. !ualquer tipo de violencia é compreendida como repressão das necessidades reais dos direitos humanos, apresentam se a perspectiva da criminol"dia critica são quatro categorias, a primeira refere se aos limites do sistema de justiça criminal como reação a violencia e dos direitos humanos a segunda refere se ao sistema punitivo, a terceira ao controle social alternativo da violencia e a quarta # concepção da violencia e da defesa dos direitos humanos. $ controle da violencia depende do sistema de justiça crimininal, que cabe uma an#lize do crime, que nem sempre o % sistema&& se faz necess#rio para que tal delito sejam punidos. A pena 'sansão( também pode ser caracterizada por uma violencia institucional ou seja é a repressão das necessidades reais, em alguns casos sabemos muito bem que tais funç)es não se realizam ou por serem falhas da justiça ou por ser agentes que dela participam e tratam de mante la ocultadas, algumas são sérias ilegalidades cometidas por parte dos orgãos de policia. *obretudo existe as camadas mais baixas da sociedade com um numero maior de infratores, esses são os que possuem menos acesso a educação e as necessidades basicas para se viver em sociedade, esse infrator pertence # classe mais prejudicada, tanto para a sociedade que recebe os seus delitos quanto para o infrator que vai receber a punição devida pelo seus atos praticados, depois de ser ter confirmado a impunidade do infrator e o mesmo receber mandato de prisão vem outra parte ou tarefa do sistema criminal que se trata tambem dos diretos humanos, dai vem a questão de % reabilitação ou reeducação% do prezo, como ele dentro da cadeia pode ajudar para o bem comum, enclusive em algumas cadeias os prezos trabalham e prestão serviços comunitarios em troca suas penas são reduzidas, depois de tantos outros processos ainda tem a parte em que o prezo sai da prisão e volta a conviver em sociedade. +as nem sempre esse processo é feito ou as autoridades fingem que fazem, a realidade nas pris)es brasileiras é outra, as pris)es funcionam como mecanismos de oficialização de exclusão, esses individuos que j# são excluidos pela sociedade antes mesmo de entrar para o sistema carcerario, a realidade segue o seguinte racioc,nio, quando uma pessoa vive e sofre a exclusão , o mesmo torna se um infrator, as condiç)es excludentes continuam intactas na organização social, quando o mesmo torna ao presidio essas condiç)es de exclusão se fazem presentes mesmo ele cumprindo sua pena, ao retornar para a sociedade encontrar# as mesmas condiç)es de exclusão intactas, tortando assim um ciclo vicioso para novas infraç)es.