SENSORIAMENTO REMOTO I

Correções Radiométrica e Geométrica

Na aula de hoje

Correção Radiométrica
 Pixel

ou linha perdida;  Sensores descalibrados (Bandeado);  Correção atmosférica.

Correção Geométrica
 Fontes

de erros;  Correções;  Georreferenciamento;  Algoritmo de correção geométrica

Correção Radiométrica

Esta etapa tem por objetivo a diminuição das distorções decorrentes do imageamento, em termos de valores digitais (CENTENO, 2009).

Correção Radiométrica

Pixel ou linha perdida
 Ocorre

quando há uma perda de informação decorrente de uma falha momentânea no sistema de captação de energia, ou no processo de transmissão e recepção dos dados (em sensores ativos).

Correção Radiométrica Linha perdida: .

Correção Radiométrica  Pixel perdido (exemplo pictórico): .

j) = int((P(i-1.j) + P(i+1. o indicado é o uso da média dos valores entre as linhas vizinhas: P(i.j))/2) . filtros de média dos vizinhos.Correção Radiométrica   A ocorrência de pixel perdidos (efeito de salt and pepper) é necessário que se aplique uma máscara de suavização na imagem. considerando que os pixels vizinhos apresentam alta correlação. ou seja. Para solucionar a ocorrência de linhas perdidas.

Correção Radiométrica  Quando há falta de informação em mais de uma linha. que sejam correlacionadas com a banda utilizada (CENTENO. utiliza-se um método que utiliza informações de outras bandas. a interpolação entre as linhas vizinhas não é recomendado. 2009 apud CHUVIECO.1990). Para isso. .

quando estes apresentam sensibilidade diferente da esperada no conjunto. . tem por consequência a mudança dos tons entre as linhas das imagens (com linhas mais escuras e mais claras).Correção Radiométrica  Sensores descalibrados (Bandeado) O sistema de detectores situados no satélite fazem varredura simultânea. sem perda de informação.

Correção Radiométrica .

. ou será uma função específica se os sensores apresentarem sensibilidade diferente. Será uniforme se os sensores operarem uniformemente.Correção Radiométrica  Para a correção do problema dos sensores descalibrados é feita uma transformação linear nos valores dos pixels fornecidos por cada sensor.

esta correção pode ser feita por: Onde: .Correção Radiométrica  Segundo Meneses e colaboradores (2012) apud Showengerdt (1997).

Correção Radiométrica  Segundo Centeno (2009). Então a correção (g(x)) é feita subtraindo-se este valor dos outros valores digitais (f(x)). assim adota-se como o valor mínimo (Min). a Correção Atmosférica pode ser realizada das seguintes formas:  Método do pixel mais escuro – busca-se a região aonde o pixel deveria ter valor digital nulo. . esse valor não será zero por conta da atmosfera.

Correção Radiométrica  Método da Regressão – procuram-se regiões escuras na imagem (sombras ou água profunda. contando que esta banda e as bandas o visível têm correlação. por exemplo) na banda do Infravermelho (IV) e na banda do visível. dessa forma. calcula-se a regressão linear entre uma das bandas do visível que se deseja corrigir e a banda do IV: . Vale lembrar que na região do IV a atmosfera não afeta severamente os valores digitais da imagem.

Correção Radiométrica Assim o valor da correção as ser diminuído dos pixels é o de intersecção entre a reta da regressão e o eixo da banda do visível .

B4-G e B2-R .Correção Radiométrica Imagem CBERS 2 com efeito da atmosfera – composição verdadeira: B1-B. B2-G e B3-R Imagem CBERS 2 sem efeito da atmosfera – falsa-cor: B3-B.

ex.: água limpa e profunda). Para isso é efetuada uma normalização através de uma regressão linear. com áreas de valores digitais extremamente altos (p.Correção Radiométrica  Normalização de imagens – é utilizada quando comparam-se imagens do mesmo lugar de épocas diferentes.ex. . Fazendo com que os valores com alta resposta quanto os valores de baixa reposta sejam iguais em todas as imagens.: concreto em aeroporto) e áreas com valores extremamente baixos (p.

 Correções.  Algoritmo de Correção Geométrica .Correção Geométrica A correção das distorções geométricas pode ser dividida em duas partes principais as correções feitas pelo fornecedor das imagens (correções) e as feitas pelo usuário (georreferenciamento). esta parte está dividida em:  Fontes de erros.  Georreferenciamento.

.  Curvatura da Terra.  Instabilidades dos eixos de posicionamento da plataforma. segundo Meneses e colaboradores (2012).Correção Geométrica  Fontes de Erros: estas fontes de erros das distorções geométricas. podem ocorrer de:  Rotação da Terra durante o tempo de imageamento.  Campo de visada do sensor.

Correção Geométrica  O efeitos das distorções geométricas podem ser de: .

Depende de uma série de parâmetros.Correção Geométrica  Correções – é nesta parte que as correções dos erros sistemáticos introduzidos no momento do imageamento ocorrem. como os de posicionamento da plataforma. que são de poder do fornecedor das imagens. Segundo Centeno (2009) entre essas correções podem se citar as seguintes:  Tempo necessário para que o satélite vá do primeiro pixel da primeira linha da imagem até o último pixel da ultima linha da imagem. .

calcula-se o tempo que o satélite necessita para sobrevoar a região coberta por uma imagem.  Utilizando a velocidade anterior.  Inclinação da órbita do satélite em relação ao eixo norte-sul.  Deslocamento relativo entre a primeira e última linha.Correção Geométrica  Velocidade de rotação da Terra que varia em função da latitude. .

Correção Geométrica  Efeito da variação da velocidade .

Correção Geométrica  Variação na atitude do sensor  Variação de roll (rolagem) .não alinhamento entre varreduras consecutivas .

superposições ou lacunas nas varreduras consecutivas .Correção Geométrica  Variação de pitch (arfagem).

varreduras desalinhadas.Correção Geométrica  Variação de yaw (guinada) . superposição ou lacunas entre as varreduras causando um efeito de leque .

2009). consiste em encontrar os parâmetros de transformação a partir das coordenadas de pontos homólogos no espaço imagem e no espaço objeto (referenciado à um sistema de coordenadas). para que se apliquem aos outros pontos da imagem.  Geralmente o modelo matemático utilizado é o polinomial. .Correção Geométrica  Georreferenciamento – conhecido também como Correção Com Pontos de Controle (CENTENO. relacionando as coordenadas no espaço imagem com as do espaço objeto.

Correção Geométrica .

de primeira ordem: Onde: .Correção Geométrica  Sendo o modelo mais simples.

Correção Geométrica  É importante que os pontos para o cálculo dos parâmetros sejam:  Facilmente identificáveis na imagem. bem como no terreno. .  Devem ser distribuídos uniformemente pela área que se deseja fazer a correção.

Correção Geométrica  Razão de Polinômios e a DLT  Recentemente a correção de imagens de Sensoriamento Remoto vem se utilizando de modelos mais complexos que incluem. . o modelo digital do terreno. além das coordenadas no plano. que contem as suas coordenadas altimétricas. . Essa transformação pode ser feita:  Pela Razão de Polinômios: seguindo os princípios da fotogrametria.

Correção Geométrica  DLT (Direct Linear Transform): que é uma variedade dos modelos polinomiais (CENTENO. 1971) . 2009 apud ABDEL-AZIZ & KARARA.

procede-se com o cálculo dos parâmetros de transformação entre os sistemas. sendo os do espaço imagem e do espaço objeto. Considerando um sistema de equações redundantes (número de observações n é maior que o número de parâmetros u). Lembrando que a transformação é: W = A*Z .Correção Geométrica  Algoritmo de Correção Geométrica  Com os pontos homólogos já estabelecidos. calculam-se os parâmetros pelo Método dos Mínimos Quadrados.

cria-se uma imagem vazia que armazena o resultado da correção.Correção Geométrica   O transformação inversa permite calcular as coordenadas do ponto na imagem original a partir de um dado par de coordenadas na imagem de saída: Z = B*W No próximo passo. delimitada pelos valores de máximo de mínimo das coordenadas do sistema de referência. .

que varre a imagem a imagem de saída calculando a posição do pixel correspondente na imagem original.  ou o mapeamento inverso. podendo deixar algumas falhas na imagem. rotação e posição. Considera as diferenças devido à escala.Correção Geométrica  Para preencher essa nova imagens existem duas opções: o mapeamento direto.  . pois alguns pontos na imagem poderiam ficar sem valor atribuído. e pode ser efetuado pelo método do vizinho mais próximo. que não é eficiente. interpolação bilinear e interpolação por convolução cúbica.

Correção Geométrica .

Correção Geométrica  Método do Vizinho Mais Próximo (VMP) – usa o nível de cinza mais próximo ao resultado do mapeamento inverso. .

O valor obtido pela média ponderada dos níveis de cinza dos pontos E e F é transferido para a posição X.Correção Geométrica  Interpolação Bilinear . .

.Correção Geométrica  Convolução Cúbica – utilizamse cinco interpolações polinomiais do terceiro grau sobre os dezesseis pixels que cercam o resultado do mapeamento inverso.

.  A interpolação bilinear tem o efeito de suavização das imagens. introduz novos valores de níveis de cinza. devido ao fato de utilizar a operação de média. porém produz uma imagem com aparência mais natural.Correção Geométrica  Sobre os métodos: O método do VMP pode causar o efeito de blocos na imagem. apesar de ter rápido processamento e não criar novos níveis de cinza.  A convolução cúbica leva mais tempo computacional para o seu processamento.

Questionário   Situação problema: tem-se um arquivo de imagem de satélite. O que se deve fazer? Qual método de interpolação você adotaria. se o interesse no processamento da imagem de satélite fosse a rapidez? E se o interesse fosse ser o mais fiel à realidade quanto possível? . por exemplo. contendo as bandas de um sensor. Landsat 8. Existe um problema de linhas perdidas nas bandas do visível que seriam utilizadas em uma carta imagem.

Questionário   O que é importante considerar quanto aos pontos homólogos na parte do georreferenciamento da correção geométrica de imagens? Quando uma imagem apresentar o efeito conhecido como salt and pepper. qual seria a providência a ser tomada? .