ATIVIDADE 1 - Desenvolvimento e Mudanças no Estado Brasileiro 1. Descreva os modelos político e econômico predominantes no período da República Velha.

R: O período conhecido com república velha durou de 1889 até 1930 e pode ser dividido em dois períodos: de 1889-1894 chamado república da espada período dominado por militares, e de 1895-1930 chamada de república oligárquica dominado pelos presidentes dos Estados. No campo econômico em todo o período da república velha, predominou em linhas gerais a exportação do café, como maior fonte de receita tributária, passou por grandes surtos de industrialização com na primeira guerra, porém a economia mantinha-se centrada na cultura do café. Ocorreu ainda um grande surto da exploração da borracha amazônica, logo no início da república velha, colocando-se em segundo lugar dentro da economia nacional perdendo apenas para o café. No plano político este período foi marcado por: no primeiro momento de alterações de regras eleitorais, criação da nova Constituição, o governo na mão de militares, iniciando com Pudente de Morais a fase oligárquica da república velha , sendo no governo de campos Sales consolidada a Política de estado, obra de engenharia política onde o poder federal passa a não interferir na política dos estados e esses não interferiam nas políticas dos municípios, garantindo-lhes a autonomia política, impossibilitando desse modo a oposição assumir o poder, já que os representantes populares eram escolhidos por pactos entre governo federal elites estaduais. A política do café com leite, foi uma política de revezamento do poder nacional executada na República Velha entre 1898 e 1930, por presidentes civis fortemente influenciados pelo setor agrário dos estados de São Paulo - mais poderoso economicamente, principalmente devido à produção de café - e Minas Gerais - maior pólo eleitoral do país da época e produtor de leite. Este período ainda foi marcado pelo coronelismo no Brasil. Devido ao seu território continental, portanto à falta de mecanismos de vigilância direta dos coronéis pelo poder central, e pela população pobre e ignorante, o Brasil passou a ser refém dos coronéis. Estes "personificaram a invasão particular da autoridade pública". O sistema criado pelo coronelismo passou a favorecer os grandes proprietários que iniciaram a invasão, a tomada de terras pela força e a expulsão do pequeno produtor rural, que passou a se transformar numa figura servil em nome dos novos senhores. Portanto, surgiu a figura do coronel sem cargo, qualificado pelo prestígio e pela capacidade de mobilização eleitoral. 2. Você sabe dizer quais as principais medidas implantadas durante os dois períodos de presidência de Getúlio Vargas? R: Organização do Estado com a criação do ministério do trabalho e da Educação, do IBGE e da Universidade do Brasil; Aprovação da Lei de Sindicalização; Implantação da jornada de trabalho de 8 horas; Criação das férias remuneradas; Implantação da carteira de trabalho; Construção dos Institutos de Aposentadorias e Pensões; Criação da Justiça do trabalho; Instituição do salário mínimo; Aprovação do código eleitoral, do voto feminino e do voto secreto; Criação da Justiça eleitoral; Fundação da Companhia Siderúrgica Nacional; criação da companhia Vale do Rio Doce; Concepção do Banco Nacional de desenvolvimento Econômico (BNDE); e Criação da Petrobrás em 1953. 3. Você sabe o que significava o lema do governo JK, “50 anos em 5”? Explique as medidas que justificam este lema.

administrado pelo governo federal. o governo federal incentivou as exportações. Destaque as principais ações do governo Castello Branco na área da reforma macroeconômica e de estruturação do sistema financeiro nacional. Em seu lugar. JK não conseguiu cumprir todas as promessas mas fez obras marcantes. importantes para o crescimento do país. o governo também incentivou a entrada do capital estrangeiro. Embora esse período tenha sido amplamente estudado. em função das extraordinárias taxas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) então verificadas. Castello Branco. transporte indústria de base.  Criação do Fundo de Participação de Estados e Municípios. o FGTS acabou se tornando uma importante fonte de recursos para o financiamento habitacional.R: O lema 50 anos em 5 proposto por JK. mostrando quais foram as principais razões para sua ocorrência e as consequências positivas e negativas geradas pelo modelo econômico aplicado neste período.  Permissão do pagamento dos tributos por meio da rede bancária. era a ideia de avançar 50 anos de progresso em 5 anos de realizações. Hidrelétricas gigantescas. sob um regime geral. Descreva o período denominado “Milagre Econômico Brasileiro”. além de superávits no balanço de pagamentos. R: Segundo Júnior (2003). o Governo JK permitiu anos de intenso crescimento econômico e favoreceu a consolidação da face industrial do Brasil. indústria automobilística e estradas que cortavam o país anunciavam um modelo de progresso que depositava na tecnologia as esperanças da resolução dos males do país. Arrochou salários e extinguiu a estabilidade no emprego. alimentação e educação. direito alcançado pelo trabalhador que alcançasse 10 anos na mesma empresa. aumentou a arrecadação e reduziu as despesas do governo. Porém o financiamento deste projeto teve grandes problemas. levando ao desconcerto financeiro do setor público. de 11. Sendo Brasília um objetivo à parte. Além de flexibilizar o mercado de trabalho. vigente até então.). para garantir a distribuição. criou-se o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Uma característica notável do "milagre" é que o rápido crescimento veio acompanhado de inflação declinante e relativamente baixa para os padrões brasileiros. de parte dos tributos arrecadados pela União. do Imposto Sobre Circulação de Mercadoria (ICM) pela esfera estadual e do Imposto sob Produtos Industrializados (IPI) pela esfera federal. revogando para isso a lei de remessa de lucros que estabelecia restrições à remessa de lucros ao exterior. aos estados e municípios . No seu governo ainda ouve a implantação do cruzeiro novo como forma de correção monetária e redução do impacto da inflação. 5. Entre outras medidas. R: O período 1968-1973 é conhecido como "milagre" econômico brasileiro. atraiu investimentos externos. que substituiu o modelo de estabilidade no emprego.  Criação do Imposto Sobre Serviço (ISS) arrecadado pela esfera municipal. realizou profundas mudanças no país como:  Criação do Fundo de Garantias por Tempo de Serviço (FGTS) .1% ao ano (a. com a implantação do plano de metas que consistia em um conjunto de 30 objetivos abrangendo os setores de energia. sendo um dos principais responsáveis pela crise 4.  Unificação do Sistema de Previdência. o que facilitou a operação para os contribuintes e ajudou bastante na fiscalização do pagamento e na ampliação da base tributária.a. . pois o financiamento da iniciativa privada foi pequeno.

com o intuito de adequar a economia à crise internacional do petróleo e ao estágio de desenvolvimento industrial do país. no final do governo Geisel. devido à grande expansão da economia internacional. Nesse sentido. grandes obras inacabadas pelo país. Quais as principais causas e consequências da decadência do regime militar no Brasil. e de reduzir o capital estrangeiro em setores considerados infra-estruturais. que teriam criado as condições para a aceleração subsequente do crescimento. fruto da política econômica do governo Geisel? Justifique sua resposta. o Programa Nacional do Álcool (Proálcool) e assinado o acordo nuclear Brasil-Alemanha. . do impacto da crise do petróleo. do aumento da dívida externa e do desequilíbrio da balança de pagamentos. entretanto. Geisel objetivava desde o princípio do seu governo a a reimplantação do sistema democrático no país. melhoria dos termos de troca e crédito externo farto e barato.não existe um consenso em relação aos determinantes últimos do "milagre". os principais problemas da economia continuavam sendo o crescimento da taxa de inflação e da dívida externa. sendo o Brasil agora industrializado fortemente dependente da importação do combustível. foi a adoção de contratos de risco entre a Petrobras e empresas estrangeiras para a prospecção de petróleo no país. perdurando este fato até os dias atuais. em outubro de 1975. Já uma terceira linha de interpretação credita grande parte do "milagre" às reformas institucionais do Programa de Ação Econômica do Governo (PAEG) do Governo Castello Branco (1964/1967). que priorizava os investimentos no setor energético e em indústrias básicas. Nesse momento ainda surge um movimento das massas chamadas de direta já levando ao fim da ditadura no país. O plano econômico do governo ressentiu-se. 6. Em 1978. com a lei da anistia grandes líderes retornam ao país concretizando a promulgação da constituição de 1988. as principais metas do governo Geisel foram estabelecidas no II Plano Nacional de Desenvolvimento.9 bilhões para U$ 52. R: Termo que designa o processo econômico que o estado brasileiro passou mantendo um ritmo de crescimento acelerado. Uma segunda vertente atribui grande parte do "milagre" ao ambiente externo favorável. 7. elevando a dívida externa bruta de U$14. Nesse contexto. As interpretações encontradas na literatura podem ser agrupadas em três grandes linhas. ao invés de retardar o processo devido a crise do petróleo. em 1975. em particular às reformas fiscais/tributárias e financeira. situação ocorrida durante o governo Figueiredo? R: O governo militar chegou ao seu fim em uma situação de hiperinflação. como forma de sobreviver à crise instaurada. com destaque para as políticas monetária e creditícia expansionistas e os incentivos às exportações. A primeira linha de interpretação enfatiza a importância da política econômica do período. uma das medidas defendidas pelo governo. No que se refere à política econômica. O que você entende em relação ao termo “Crescimento Forçado”. Como pontos positivos tiveram uma política monetária e fiscal expansiva porém culminou negativamente coma concentração de renda nas mãos de poucos. pressionando ainda mais a inflação neste contexto. Já na economia ocorre uma segunda crise do petróleo com a revolução iraniana. foi lançado. tal como a dívida externa. O país reduz o crescimento econômico.2 bilhões durante seu governo.