Adler, Samuel. 1982. The Study of Orchestration. Nova York: W. W. Norton. Bennet, Roy. 1986.

Elementos Básicos da Música. 2nd ed. Tradução de Maria Tereza Resende Costa. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. Bennet, Roy. 1986. Forma e Estrutura na Música. 2nd ed. Tradução de Luis Carlos Csëko. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. Griffiths, Paul. 1987. A Música Moderna: uma história concisa e ilustrada de Debussy a Boulez. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. Grout, Donald J. e Claude V. Palisca. 1996. A History of Western Music. 5º edição. Nova York: W. W. Norton. Med, Bohumil.1996. Teoria da Música. 4ª ed. Revista e ampliada. Brasília: Musimed. Souza, Cássia Virginia. 2001. Música. Cuibá: EdUFMT. Swanwick, Keith. 2003. Ensinando música musicalmente. Tradução Alda Oliveira e Cristina Tourinho. São Paulo: Moderna, 2003. Almeida, Renato. 1942. Historia da música brasileira. 2nd ed., Rio de Janeiro: F. Briguiet. Andrade, Mário de. 1980. Pequena História da Música, Belo Horizonte: Itatiaia. Bennet, Roy. 1986. Uma Breve História da Música. 2nd ed. Tradução de Maria Tereza Resende Costa. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. Beyer, Esther, org. 2005. O Som e a Criatividade. Santa Maria: Editora UFSM. Blacking, John. 1973. How Musical is Man? London: Faber & Faber. Blacking, John. 1995. Music, Culture, and Experience. Selected Papers. Chicago: University of Chicago Press. Candé, Rolland. 1994. História Universal da Música. Tradução de Eduardo Brandão. S. Paulo: Martins Fontes. Cook, Nicholas. 1998. Music: a very short introduction. Oxford, Oxford University Press.

Vasco. “Currículos. Liane e Luciana Del Ben. Música na Escola Brasileira. Alda. Rio de Janeiro: Objetiva. Emotion and Meaning in Music. História da Música no Brasil. org. Jean e Brigitte Massin. São Paulo: Martins Fontes. Leonard B. Tradução de Luiz Paulo Horta. Reavaliações e buscas em Musicalização. São Paulo: Loyola. W. Palisca. Claude V. Ensino de Música: propostas para pensar e agir em sala de aula. Joseph. Oliveira. Cérebro e Êxtase: como a música captura nossa imaginação. São Paulo: Moderna. Musicologia. São Paulo: Martins Fontes. Robert. 2003. 2003. Uberlândia: ABEM. K. Anais do X Encontro Anual da ABEM. 2003. Apreciação Musical e Culturas Brasileiras”. . B. Liane e Luciana Del Ben. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1974. Penna. 2001. Tradução de Álvaro Cabral. Alda. Como ouvir e Entender Música. 1956. Avaliação em Música: reflexões e práticas. Nova York: W. 2000. Aaron. 1990. Thurston. Jourdain. 2001. Tradução de Sonia Coutinho. Porto Alegre: ABEM. Música. 2001. revista e ampliada. 4ª edição. org. Rio de Janeiro: Artenova. Vanda L. Maura. Revista da ABEM. Norton Anthology of Western Music. Paulo: Martins Fontes Mariz. Dart. História Concisa da Música. Carlos Sussekind e Ângela Ramalho Viana. “Múltiplos Espaços e Novas Demandas Profissionais na Educação Musical: competências necessárias para desenvolver transações musicais significativas”. 2nd ed. 2001. n°6. 2003. Tradução de Mariana Czertok. Meyer. A Interpretação da Música. 1998. S. 1997. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. Hentschke. Norton. Lovelock. 1990. Porto Alegre: ABEM. Freire. W. Massin.Copland. 2 Volumes. Tradução de Maria Tereza Resende Costa. São Paulo: Moderna. Oliveira. História da Música Ocidental. 1987. Hentschke. 1987. Kerman. Chicago: University of Chicago Press.

Trad. “Uma Roda de Choro Concentrada: reflexões sobre o ensino de músicas populares nas escolas”. Rio de Janeiro.Penna. O som e o Sentido. Revista da ABEM. na Reitoria da Universidade Federal da Bahia. Anais do IX Encontro Anual da ABEM. Murray. Wisnik. n°9. In Fundamentos da Educação Musical. ABEM. Sandroni. Cássia V. Maura. Nossa Música. Schafer. “A Função da Música Popular na Educação Musical Contemporânea”. Jusamara. José Miguel. Manuel. O Ouvido Pensante. Ribeiro. 2004. 1996. “Apre(e)ndendo Músicas: na vida e nas escolas”. São Paulo: Unesp. 1993. Hugo L. Anais do XIII Encontro Anual da ABEM. Texto lido pelo autor na cerimônia que se lhe fez outorga do título de Professor Emérito. Veiga. Carlos. Marisa Fonterrada. 2000. Porto Alegre: UFRGS. Cotidiano e Educação. C. 2000. 1989. Belém: ABEM. Porto Alegre: ABEM. Souza. São Paulo: Companhia das Letras. “Liberdade Reflexiva como Ideal Educacional”. . Souza. 2003. Música. 1991.