13/11/13

Direito Sanitário: para além da judicialização da saúde, um campo novo de conhecimento, uma nova articulação política e plural pela cidadania « Blog …

Blog Direito Sanitário: Saúde e Cidadania

BIREME OPAS OMS Blog Direito Sanitário: Saúde e Cidadania » Direito Sanitário: para além da judicialização da saúde, um... January 21, 2010

Direito Sanitário: para além da judicialização da saúde, um campo novo de conhecimento, uma nova articulação política e plural pela cidadania
Neilton Araujo de Oliveira[1] A primeira idéia que vem à mente sobre a expressão direito sanitário, para a maioria das pessoas, é a do estudo e desenvolvimento de um novo ramo do direito e que, com a crescente judicialização da saúde, passa a ter uma maior visibilidade. Por isso mesmo, existe o risco de alguns aliarem o “direito sanitário” à “judicialização da saúde”, o que seria, em parte, natural, porém não adequado já que o sentido usual que o direito sanitário precisa ser trabalhado deve ser numa concepção e compreensão muito mais amplas. Além de bastante conhecida, a frase “saúde é direito de todos e dever do Estado” tem sido muito repetida por diversos e diferentes sujeitos institucionais e sociais, nas mais diferentes circunstâncias. Entretanto, é muito comum o desconhecimento do seu complemento: “… garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação”, conforme explicita o art. 196 da CF (1988). Se por um lado, a busca da universalidade, da integralidade e da abrangência da saúde como qualidade de vida representa um grande desafio, a defesa da saúde enquanto um ‘direito de cidadania’ tem constituído uma enorme dificuldade e, consequentemente, nossa maior urgência. Nessa direção, gradativamente, a população vem ampliando sua disposição de lutar pela saúde como um direito e tem buscado, inclusive, meios judiciais para sua concretização, conferindo assim um sentido ao termo judicialização da saúde. Como decorrência, o termo Direito Sanitário (DS) tem sido utilizado bastante ligado à judicialização da saúde, o que certamente configura um grande equívoco, já que o termo direito sanitário está muito mais ligado à busca (em todos os campos) da efetivação do direito à saúde, do que às medidas judiciais (também possíveis, e às vezes necessárias) para o atendimento desse direito.
blogs.bvsalud.org/ds/2010/01/21/direito-sanitario-para-alem-da-judicializacao-da-saude-um-campo-novo-de-conhecimento-uma-nova-articulacao-politica-… 1/8

ora com enfoque maior na dimensão sanitária. outras vezes. estão promovendo maior motivação de mais pessoas e instituições interessadas no tema. o debate e já uma significativa movimentação em torno da construção da “Rede Direito Sanitário: Saúde e Cidadania (Rede DS)”. Mestre em Saúde Coletiva. Aproveito seus comentários para uma resposta mais ampliada e. e 5. É neste contexto que se insere o esforço de múltiplos atores para construir um movimento amplo.bvsalud. 3. espero. Nesse processo participativo. ora na dimensão jurídica do termo e. com a realização de seminários e cursos de especialização. é Professor da UFT-Universidade Federal do Tocantins e Diretor Adjunto da ANVISA 16 Comentários » Postado em: Uncategorized 16 Comentários to “Direito Sanitário: para além da judicialização da saúde. muitos dos alunos que estudam comigo não sabem o que direito sanitario ou codigo sanitário…o que o Sr acha desta triste realidade.Cidadania. um campo novo de conhecimento.Produção e Difusão de Conhecimentos em DS. 4. e do SUS como expressão do atendimento desse direito. contudo – sem prejuízo da discussão sobre qualquer assunto relativo ao DS (inclusive a judicialização) –. 2. vêm trabalhando o tema Direito Sanitário. de estudos e de proposições. o que pode fortalecer a luta pela efetivação e desenvolvimento do SUS. uma nova articulação política e plural pela cidadania « Blog … Algumas instituições e mesmo universidades. Denilson dos Santos Manoel says: February 18. Doutor em Ciências.devo relatar que nas universidade( São Paulo) não trata a questão de direito sanitário. 3. 2010 at 12:39 Reinaldo e Denilson. e na consolidação de REDE DS: 1Defesa do Direito à Saúde. numa efetiva mobilização em defesa da saúde como direito de cidadania.Mobilização Política e Social. Neilton Araujo de Oliveira says: February 20.13/11/13 Direito Sanitário: para além da judicialização da saúde. o que falta para as universidades tomarem ciência da importancia para este ramo importante da saúde… obrigado 2. e em rede. cinco temas estão sendo priorizados nessa articulação. conforme previsto nos preceitos constitucionais. 2010 at 01:06 Ja era tempo de discutir judicialização sanitária no contexto. 2010 at 10:24 olá Dr sou Reinaldo estudante de direito e fiscal sanitário. para dinamizar e politizar o tema “direito sanitário”.Fortalecimento do SUS. ____________________________________________________________________________________ [1]Médico. a tempos. também motivadora para blogs. Naturalmente. Reinaldo says: February 11. em todos os casos.org/ds/2010/01/21/direito-sanitario-para-alem-da-judicializacao-da-saude-um-campo-novo-de-conhecimento-uma-nova-articulacao-politica-… 2/8 . de modo que. um campo novo de conhecimento. isso está contribuindo para a formulação e compreensão do direito sanitário como um campo novo de conhecimento. plural. com ênfase mais na dimensão política. um movimento plural e dinâmico comporta inúmeros focos e dimensões de debate. uma nova articulação política e plural pela cidadania” 1.

Alguém teria uma sugestão de curso? Aproveitando o e. ainda é muito novo e pouco conhecido. blogs.bvsalud. o STF como guardião da Constituição Federal acertadamente promoveu audiencias públicas ampliando a compreensão da atuação do SUS. à medida que vamos divulgando e dando mais visibilidade ao assunto. Sejam bem vindos a este debate.para tratamento de alto custo. Como o Denilson destacou já era tempo de todos nós batalharmos essa questão e o momento atual é propício para uma maior difusão do DS. Cinthia Carvalho de Andrade says: March 29. de certo modo. A tendência é o surgimento de outros cursos e de mais mobilização. Reinaldo.Esperemos que julgados como estes possam ter reconhecimento de repercussão geral ou que obtenha súmula vinculante evitando maiores demandas judiciais.Heliane 5. na tália. gostaria de indagar se dentre os estudos de Direito Sanitário é abordado também o crescente domínio da iniciativa privada no setor de Saúde. Em São Paulo. inclusive busquei cursos de especialização. também estão aprofundando essa discussão e um maior engajamento nesse movimento. inclusive tem um curso de especialização em DS.13/11/13 Direito Sanitário: para além da judicialização da saúde. Como você. consubstanciado na transferência pelo próprio Estado dos deveres que originalmente seriam de sua competência. tanto do ponto de vista teórico. um campo novo de conhecimento. É o caso do CEPEDISA-Centro de Estudos e Pesquisa em Direito Sanitário (USP) que há muitos anos vem trabalhando o tema. tem um curso de especialização em DS e tem sido um grande articulador desse debate e um importante colaborador na construção da nossa REDE DS. Neilton 4. É oportuno informar que são diversas as instituições que estão integradas e se integrando à REDE DS e diversas Universidades no Brasil vem se interessando e se envolvendo mais com o DS. a exemplo do que já ocorre em outros países: estive recentemente participando de um Seminário Internacional de Direito Sanitário. acredito que sua participação contribuiu sobremaneira para a Decisão de 17/03 quando aquela Corte Suprema reconheceu o direito de o cidadão obter o custeio por parte do Estado. estamos muito satisfeitos com a repercussão e ampliação desse debate. também. especificamente. duas experiências têm sido muito importantes e de grande contribuição para o desenvolvimento da Direito Sanitário e. porém não encontrei nada disponível para este ano (2.Parabéns pela sua luta pelo desenvolvimento da REDE DS. vamos também aprofundando a compreensão e a mobilização em torno de um aprofundamento maior do tema. Nós. quanto do ponto de vista estruturante e organizacional do Direito Sanitário. da REDE DS. e lá eles já tem Mestrados e Doutorados em DS.010). também. uma nova articulação política e plural pela cidadania « Blog … vocês e outros interessados em DS.org/ds/2010/01/21/direito-sanitario-para-alem-da-judicializacao-da-saude-um-campo-novo-de-conhecimento-uma-nova-articulacao-politica-… 3/8 . Muitos estudantes ligados ao CEBES-Centro Brasileiro de Estudos da Saúde. animadores do movimento da “REDE DS”.É o crescimento do debate que dará conhecimento do verdadeiro Direito Sanitário para a conquista da saúde como direito de cidadania. 2010 at 16:18 Neilton. Estamos seguros de que. Heliane Rodrigues Povoa Lemes says: March 23. tal como o IDISA-Instituto de Direito Sanitário Aplicado (Unicamp) que. muitos outros estudantes tem se interessado pelo tema do Direito Sanitário que.mail. 2010 at 20:48 Boa tarde! Tenho me interessado muito sobre o tema.

porém. LEGAL (a LEI) e qualquer ato de infração pode ser lavrado sobre portaria. como de muito outros. do STF. um campo novo de conhecimento.pois se for realmente assim. a cada dia. A Fiocruz Brasília. de apoio e de defesa do SUS. Muito bem colocada a obsevação da Heliane sobre a decisão. lamentavelmente ainda não está ao alcance de todos). 2010 at 23:13 Heliane Cinthia. Até mais! Neilton 7.quando um fiscal lavra um auto de intimação usando qualquer norma que não seje Lei não poderá se for preciso lavrar um auto de infração.org/ds/2010/01/21/direito-sanitario-para-alem-da-judicializacao-da-saude-um-campo-novo-de-conhecimento-uma-nova-articulacao-politica-… 4/8 .sou fiscal sanitário e depois de muitos anos de serviço me disseram que autos de infrações só podem ser lavrados com relação a documentos lavrados sobre uso de Leis. Maristela says: May 1. em buscar mais conhecimentos no campo de direito sanitário. Não podemos abrir mão do canal judicial para buscar e exigir o atendimento do direito à saúde.pois até onde sei um decreto por exemplo regulamenta uma Lei. Recentemente participei de um Seminário Internacional de Direito Sanitário na Itália. há outros casos. norma.que não pode se lavrar sobre termo de intimação lavrados com relação a Decretos. uma nova articulação política e plural pela cidadania « Blog … Cinthia Carvalho de Andrade 6. estamos avançando permanentemente e a REDE DS quer ser.bvsalud. cada vez mais esse espaço plural de participação. De fato esse tema do Direito Sanitário é absolutamente abragente e muito dinâmico e. 8. torna-se mais importante como instrumento de interlocução e ampliação desse debate.13/11/13 Direito Sanitário: para além da judicialização da saúde.. por isso mesmo. somente REGULAMENTAM ou NORMATIZAM e blogs. Então. Neilton says: May 4. o CEPEDISA (USP-SP) e a Escola de Saúde Pública do Estado/RS são exemplos dos poucos cursos de especialização em direito sanitário no país. mas algumas Universidades vêm se interessando mais sobre o tema e devemos em breve ter mais oportunidades nesse campo. em que a LEI foi regulamentada por um ou mais desses instrumentos normativos. Em alguns casos a própria LEI é auto-aplicável. mas devemos cuidar para evitar o risco de judicializar tudo (lembrar que a justiça. que também é um direito de todos.então porque na verdade não teria validade. sempre. a saúde de qualidade e resolutiva como uma política pública de fácil e universal acesso. 2010 at 21:33 Boa Noite Dr. na prática regular. DESDE QUE ESTES SEJAM CONSEQUENTES E REGULAMENTADORES DE UMA LEI. foi muito oportuna a criação do blog da “REDE DIREITO SANITÁRIO: Saúde e Cidadania” que. encontra mesmo bastante dificuldades. onde há mestrados e doutorados em DS e estamos ampliando o intercâmbio com estes e outros centros internacionais. já esperada. pois ainda são raras as oportunidades. nem de qualquer outro direito de cidadania. o IDISA (Unicamp-SP).Ficarei muito agradecida se puder tirar esta dúvida. O seu interesse Cinthia. precisamos articular muito mais forças para fazer acontecer. Sua dúvida é bastante simples de ser esclarecida: o fundamento inicial é. Aproveito para referir-me especificamente à ANVISA e ao SNVS-Sistema Nacional de Vigilância Sanitária que não podem e não LEGISLAM. Mesmo isso estando ainda distante. como forma de aumentar a produção e a difusão de novos conhecimentos em DS.resoluções e outras normas. Neilton Araujo de Oliveira says: April 6. 2010 at 20:09 Olá Maristela. decreto etc.

Seja bem vinda à nossa REDE DS. pois o debate acerca do quantum poderá ocorrer somente em sede recursal (2ª instância)? Deve ser evitada a colocação genérica: “[. remeti seus questionamentos à ouvidoria e procuradoria da ANVISA para (pelo email que você nos enviou) lhe responderem mais consistentemente. maria aparecida de sousa says: July 23. O fiscal sanitário deve fixar o valor da multa no Auto de Infração sob pena de cerceamento do direito de defesa do infrator? Pode ocorrer supressão de instância nesse caso. Segunda. iniciei estudos neste setor. Charles Vinícius Moreira Costa says: August 28. entre outras articulações. Desculpe a demora em responder ao seu comentário: estava fora e agora gostaria de fazer três observações: Primeira. obrigada 10. quaisquer outras questões específicas de Vigilância Sanitária. Neilton 9. interdição é/ou multa (sem fixar o valor desta)? Diante de um produto impróprio para o consumo (Art. para a cosntrução de uma “Rede Consumo Seguro e Saúde nas Américas (RCSS)” que. também. 2010 at 17:09 gostaria de receber artigos sobre direito sanitário. 2010 at 10:46 Oi Charles. Neilton says: July 29. um campo novo de conhecimento. cassação de licença. DPDC e INMETRO participam de um esforço.bvsalud. Um abraço. Terceira. que você considerar oportunas.. com seu objetivo.] ficando a ora autuda sujeita às seguintes penas: advertência.13/11/13 Direito Sanitário: para além da judicialização da saúde. Seja bem vinda ao debate e desenvolvimento de um amplo e novo campo de conhecimento.. o Direito Sanitário. apreensão e inutilização. sugiro entrar na página do STF e buscar “audiência pública sobre saúde” onde há dezenas de textos que foram produzidos e/ou publicados por ocasião daquele evento. junto com OEA e OPAS. 2010 at 18:18 Olá Maria Aparecida. Neilton 11. Para começar. 2010 at 00:31 Distinto Advogado. temos o caráter temporário da interdição…? Por que interditar…? 12. pode acessar o site da ANVISA e enviar à Ouvidoria que a mesma dará o encaminhamento adequado e posterior resposta. constituirá um Portal de Alertas Rápidos sobre consumo inseguro de blogs. Neilton says: September 17. 18 §6º e incisos do CDC) o procedimento a ser realizado pelo fiscal não seria apreensão e inutilização ao invés de interdição como é facilmente encontrado em algumas leis sanitárias estaduais? Por qual motivo se interditará um produto para o qual a prória lei já o tem por impróprio para o consumo? Somando-se a isso. uma nova articulação política e plural pela cidadania « Blog … APLICAM o que a LEI estabelece.org/ds/2010/01/21/direito-sanitario-para-alem-da-judicializacao-da-saude-um-campo-novo-de-conhecimento-uma-nova-articulacao-politica-… 5/8 . Pode ainda fazer buscas em outras páginas na internet e se você nos enviar um endereço eletrônico poderemos contribuir. neste momento a ANVISA.

querem médico e medicamento. Entretanto o que temos presenciado são dois mundos distintos: o ideal (Saúde direito de todos. nas leis 8080 e 8142. 2010 at 11:40 Oi Vanja. Neilton says: October 6. todas oportunas e adequadas para esse debate que temos animado em torno do Direito à Saúde e do Processo de Construção do SUS. vanja says: October 1. nas portaria e outras normas etc etc. primeiro é preciso legitimá-lo no discurso ( e isto fizemos na luta do Movimento da Reforma Sanitária. mídia. depois é preciso legitimá-lo juridicamente… e isso fizemmos na CF/88 (leia no art 196 o complemento da sua frase “saúde é um direito de todos e dever do estado…. por outro lado precisamos lembrar todos os dias que há uma caminhada extensa ainda a ser feita. questões políticas locais. Se por um lado constamos e concluimos e o SUS é um projeto vitorioso e progresivamente implementado com conquistras inegáveis para a saúde e a cidadania. etc. Ai eu pergunto: Qual será o perfil dos gestores do futuro? Será que vamos encontrar alguém de “bom senso” que vai ter coragem de encarar ser gestor de saúde? Será que o SUS vai ter que fornecer também alimento balanceado para todos? Qual o limite do papel do Estado na saúde? O principio constitucional da razoabilidade não deve ser aplicado quando o Judiciário avalia a atuação de um gestor? 14.). e edpois legitimá-lo na prática… na vida real (para aproveitar a referência de seu comentário) e isso ainda estamos fazendo. Quando vamos para o mundo real. Os japoneses dizem que “numa jornada de 100 jardas.”). com sucessos e percalços e precisamos arregimentar mais forças. dever do Estado) e o real (Lei de Responsabilidade fiscal. funcionários boicotando seus serviços. agressividade da população para com os servidores da saúde sendo muitas vezes instigados pela mídia. etc. um projeto…. Isso possibilitará uma informação ágil e concentrada para comnsumidores e permitirá uma articulação coordenada e rápidade de Autoridads Sanitárias e de Defesa do Consumidor. O SUS é um sistema inovador e relativamente novo quando nos referimos ao tempo necessário para que uma nova cultura seja implantada em uma sociedade. mais espaços. enxergamos um quadro onde os gestores estão cada vez mais engessados. lembrando que este caminhho é longo mesmo. o judiciário aplicando multas altíssimas e irreais para o gestor (pessoa física) sem levar em consideração que a responsabilidade é difusa. Como o joio não tem sido separado do trigo é como se todos os gestores fossem corruptos e incompetentes. ambas de 1990.13/11/13 Direito Sanitário: para além da judicialização da saúde. hostilidade em todos os sentidos. de Licitação. 99 é apenas a metade” (!). na histórica Conferência Nacional de Saúde de 1986. Neilton blogs. ou seja. a população ainda tem o modelo curativo muito arraigado em sua concepção. etc etc. outras regiões e outros países! Um abraço.org/ds/2010/01/21/direito-sanitario-para-alem-da-judicializacao-da-saude-um-campo-novo-de-conhecimento-uma-nova-articulacao-politica-… 6/8 . conselheiros de saúde querendo se projetar para serem candidatos a vereador nas próximas eleições ou mesmo entram nos conselhos para fazerem oposição política. um campo novo de conhecimento. na Constituinte de 1988 etc. mas é bonito e gratificante. arrecadação. Estamos fazendo história e animando outras pessoas. burocracia. uma nova articulação política e plural pela cidadania « Blog … produtos. 2010 at 14:04 Sou farmacêutica e professora de Higiene Social gostaria de saber o que tem sido pensado em termos de limites ao papel do Estado na saúde.bvsalud. nos países americanos. mais visibilidade. Veja os demais posts do nosso blog onde foram destacados e discutidos alguns dos temasw e perguntas que você coloca aquia no seu comentário. mais pessoas e mais legislação. Você levanta um conjunto de questões . 13. e me vem agora à lembrança que para se concretizar uma proposta. o qual agadeço sinceramente.

que é o prazo prescricional. Neilton says: January 21. EMPODERADA. pois o universo de ilicitudes é muito grande e não vejo ser possível. Thiago says: January 21.não será publicado (obrigatório) Website blogs. muito importante. regulaçao e controle sanitários. DF e municípios uma gama muito ampla de competências e ações. reduzir e controlar riscos sanitários e. 2011 at 13:28 Olá Thiago. bastante novo de conhecimento. Veja que o campo do Direito Sanitário é mesmo muito extenso e complexo. comportando uma amplitude muito grande de temas. ainda e relativamente. embora seja um campo. é ainda pouco considerada. você pode obter muitos esclarecimentos no site da Anvisa (www. é o grande esforço que deve ser permanentemente realizado no sentido de informar. mesmo que uma Agência de grande porte. mereceria uma discussão aprofundada na medida em que a dimensão da ‘proteção’ da saúde (incluindo aí a Vigilância Sanitária-VISA).anvisa.org/ds/2010/01/21/direito-sanitario-para-alem-da-judicializacao-da-saude-um-campo-novo-de-conhecimento-uma-nova-articulacao-politica-… 7/8 . nos seus respectivos âmbitos de atuação. atuar positivamente no alcance de melhor e mais qualidade de vida para todos. em muitos casos. uma nova articulação política e plural pela cidadania « Blog … 15. e tem também a função de Coordenação do SNVS-Sistema Nacional de Vigilância Sanitária. A Anvisa é responsável por um conjunto de ações de vigilância. um campo novo de conhecimento. esclarecer e mobilizar a sociedade para. Sobre suas perguntas específicas da vigilância Sanitária. Neilton Faça um comentário Nome (obrigatório) e-mail . 2011 at 10:09 Gostaria de saber se o órgão de vigilância sanitária é obrigado a lavrar auto de infração quando verificar alguma irregularidade? Pergunto isso. a Anvisa dar conta de toda a demanda no prazo de 5 anos. fundamental na qualidade de vida das pessoas. além de mais informações na Vigilância Sanitária do seu município e estado.br) e também pode acessar a própria ouvidoria da Anvisa. cabendo aos estados. Todavia. O grande objetivo do SNVS é prever.bvsalud.13/11/13 Direito Sanitário: para além da judicialização da saúde. se coloca a necessidade de multas e outras penalizações aos responsáveis por infrações e/ou ilicitudes. É feito ma trabalho de priorizar autuações para que se dê conta de fazer tudo?? O que não for possivel fazer é arquivado? 16.gov.

Brasil Tel: (55 11) 5576-9800 .OPAS . 862 .bvsalud.org/ds/2010/01/21/direito-sanitario-para-alem-da-judicializacao-da-saude-um-campo-novo-de-conhecimento-uma-nova-articulacao-politica-… 8/8 .13/11/13 Direito Sanitário: para além da judicialização da saúde. um campo novo de conhecimento. uma nova articulação política e plural pela cidadania « Blog … Comentar Spam P rotection by WP -SpamFree Search for: Search Nuvem de Tags administração pública Anvisa assistencia à saúde atenção primária ações e serviços de saúde Brasil Cidadania cidadão COAP consumidor consumo de saúde consumo seguro Controle social Democracia desafios do SUS Descentralização Desenvolvimento Direitos Direito Sanitário direito à saúde equidade Estado financiamento fundação estatal Gestão gestão pública integralidade Integralidade da Saúde judicialização Judicialização da Saúde Lei complementar 141 Mobilização Política modelo de atenção prevenção em saúde Rede Consumo Seguro e Saúde Rede DS Reforma Sanitária Região de Saúde Regulação Sanitária Saúde saúde pública sistema de saúde ST F SUS Vigilância Sanitária BIREME .São Paulo/SP .OMS Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde Rua Botucatu.04023-901 .Fax: (55 11) 5575-8868 blogs.