You are on page 1of 9

Por isso mesmo que começamos a des$endar o mundo mara$il"oso da Estática. edifícios. /oma dos momentos de$e ser nula.1 – INTRODUÇÃO A Estática é a parte da Física que estuda corpos em equilíbrio. que uma ponte n!o se manten"a estática mesmo que ten"a que suportar in#meros carros que a atra$essam. como por exemplo: pontes. -esultante das Forças nula. etc. *c+ como essas condições s!o aplicadas na prática. torres. Para tal estudo teremos que nos preocupar com as condições que arantem. %ual é a &má ica' dessas estruturas que se mantém num equilíbrio fantátisco. (i$idiremos esse assunto em tr)s seções: *a+ Para um corpo permanecer em equilíbrio estático ele n!o pode transladar . por exemplo. 2 – FORÇAS SOBRE UM CORPO EM EQUILÍBRIO 0 . *b+ o corpo também n!o pode rotacionar .

Ap. primeiramente. as duas forças de$em ser i uais.   F  = 9e4amos al uns casos de Forças aplicadas. em pontos materiais. com certe6a. <embrando o fato de Força ser rande6a $etorial. *a+ >m ponto material com quatro forças sobre ele: Aplicando que a soma das Forças na "ori6ontal e na $ertical de$em ser nulas temos que: F0 ? F@ e FA ? FB. B . /upondo a ora um "omem empurrando uma caixa que n!o sai do lu ar. podemos di6er que para arantir que um corpo n!o translade a soma $etorial das forças de$e ser nula. (o ponto de $ista Físico o que arante isto5 %uais s!o as Forças que a em sobre o prédio5 Ao fa6ermos uma análise superficial existem as se uintes forças: Peso *a massa da estrutura sofrendo aç!o da ra$idade+. Para esse corpo estar em equilíbrio. E$identemente que esta é uma análise superficial.s obser$armos as duas situações notamos que existem al o em comum entre elas. ou se4a.Estática /e obser$armos o prédio da 123 em 2aubaté. 8á que se uma fosse maior que a outra o prédio estaria subindo ou afundando. Por que a caixa n!o sai do lu ar5 %uais as Forças que a em neste momento contribuindo para que a caixa n!o sai do lu ar5 A soluç!o de$e ser que a Força que o "omem fa6 de$e ser i ual : Força de Atrito entre a caixa e o c"!o. notamos que ele está em equilíbrio estático. está parado em relaç!o ao solo. 9amos analisar uma se unda situaç!o e ent!o tira uma conclus!o substancial dos dois casos. 7a primeira a força para cima *7ormal+ de$e ser i ual a força para baixo *Peso+ e na se unda a força para esquerda *Atrito+ de$e ser i ual a força para a direita *Empurr!o do "omem+. 7ormal *reaç!o que o c"!o reali6a sobre a estrutura do prédio+.

uma em cada cabo. sabemos que a esfera está parada.Estática ou ainda:       F0  F@  = e FB  FA  = *b+ um ponto material preso por dois cabos: 2emos uma esfera equilibrada por dois fios. a 2raç!o 20 n!o está sobre o eixo. 1omo resol$er este problema5 0C Analisar as forças que a em sobre a esfera. BC 3mpor as condições de Equilíbrio:   F  = *no eixo x e D+ 2emos um problema. 2emos a força Peso e duas 2rações. @C 7o caso de Forças fora do eixo de$emos decompEFlas sobre os eixos: @ .

I seu professor irá l"e mostrar. portanto: Finalmente podemos escre$er que: 20 . EXERCÍCIOS 0C (etermine as trações nas cordas 0 e B da fi ura abaixo *(ado peso do bloco J== 7+: BC (etermine as trações nas cordas A e K da fi ura abaixo *(ado peso do bloco B== 7+: A .Estática AC Proceder como se n!o existisse 20 : <o o: para o eixo x 20x  2B . por exemplo. cos  e 20D  20 . cos   2B para o eixo x. 20 . HC Existem outros métodos para resol$er este tipo de problema como. encontrar um triGn ulo e aplicar a lei dos senos. Para o eixo D 20D  P .sen  P para o eixo D.sen <embrando que 20x e 20D fa6em parte de um triGn ulo retGn ulo cu4a "ipotenusa é 20. A se uir resol$eremos uma lista de exercícios que ir!o nos a4udar a entender mel"or o assunto. 20x  20 .

(iscutiremos seu cálculo e aplicaç!o nos pr. A rande6a física que relaciona força e rotaç!o num ponto é c"amada de momento ou torque.Estática @C (etermine as trações nas cordas 0 e B da fi ura abaixo *(ado peso do bloco A== 7+: AC 7o esquema em equilíbrio determine o peso de K e a traç!o no fio 1( *(ado peso do bloco A 0== 7+: 3 – MOMENTO NUM CORPO EM EQUILÍBRIO 7o caso de ponto material. 7o caso de uma barra ou uma ponte *corpos extensos+ teremos que arantir que o corpo n!o rotacione também. basta arantir que o corpo n!o translade. o produto da força aplicada a um corpo pela distGncia desta força até o ponto de refer)ncia. estará arantido que o corpo estará em equilíbrio. no caso ponto A.ximos pará rafos.d H . (efinimos Lomento *L+ em relaç!o a um referencial. LA   F.

pode ser positi$a ou ne ati$a. teremos momento positi$o: 1aso a Força aplicada fornece uma rotaç!o em relaç!o ao ponto de refer)ncia no sentido "orário. em cada um dos itens abaixo: *b+ J . teremos momento ne ati$o: UNIDADE NO SI: F  Força  7eMton *7+ d  distGncia  metro *m+ L  momento  7eMton x metro *7. I sinal se ue a se uinte con$enç!o: 1aso a Força aplicada fornece uma rotaç!o em relaç!o ao ponto de refer)ncia no sentido antiF"orário.m+ IMPORTANTE: Corpo Rígido é aquele em que as posi !es de suas partículas "macrosc#picas$ %&o se alteram em rela &o a um re'ere%cial 'i(ado %o pr#prio corpo) Para arantirmos que um corpo permanece em equilíbrio estático teremos que impor a condiç!o que n!o permita rotaç!o de nen"uma força aplicada. ou se4a: L *a+ A = EXERCÍCIOS HC 1alcule o momento resultante em relaç!o ao ponto I.Estática Lomento é uma rande6a escalar. como tal.

*b+ a pessoa está na extremidade K. *LacNF/P+ RC 7a situaç!o abaixo. I corpo suspenso está em equilíbrio e a mola está deformada de 0= cm. *>F/1+ PC Q dado o sistema em equilíbrio. *b+ 0= 7. >ma pessoa começa a andar pela barra. Adote ? 00= mSsB. os fios e a mola L s!o ideais. *c+ a pessoa está no centro da barra. /abendo que a pessoa possui massa de HH N .P= ? cos @Oo /abendoFse que a traç!o na corda 0 é de @== 7. e: sen @Oo ? =. *d+ a pessoa está a H m de uma das extremidades. orto onais. a traç!o na corda B é: *a+ H== N . de m. respecti$amente. *b+ A== 7. A constante elástica da mola L é de: *a+ A x 0=FB 7Sm *b+ A x 0=F0 7Sm *c+ A x 0= 7Sm *d+ A x 0=B 7Sm *e+ A x 0=@ 7Sm O . EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES *>E1E+ OC (uas forças concorrentes. *e+ 7-A.Estática *c+ JC >ma barra *B= m+ de massa B== N é apoiada nas suas extremidades por suportes A e K.J= ? cos H@o sen H@o ? =. *d+ B 7. *c+ O 7. *d+ A== 8. determine as forças nos suportes A e K para manter a barra em equilíbrio nas se uintes situações: *a+ a pessoa está na extremidade A. *e+ A 7.dulos J 7 e P 7. admitem resultante de intensidade: *a+ 0A 7. *c+ A === 7.

suspenso a uma barra AK de peso despre6í$el. ou nada sofreria. Para se manter a barra em equilíbrio. *d+ 0BH= 7. *b+ 0=== 7. em 7. conforme mostra a fi ura. *c+ J== 7. cu4as extremidades ap. *e+ @== 7.H m de comprimento. se uramente as dobradiças A e K arrebentar!o simultaneamente. *>F-T/F-/+ 00C >ma barra "omo )nea de Peso P e comprimento A. Enem !" . A força aplicada pela extremidade K ao ombro do carre ador será de: *a+ 0P== 7. *c+ J=.#$ >m port!o está fixo em um muro por duas dobradiças A e K.= m é articulada no ponto I. I bloco está a =. A Força de reaç!o no apoio K $ale: *a+ B=== 7. conforme a fi ura. *d+ 0==. *e+ BBH= 7. o port!o quebraria ao meio. é necessário exercer uma força F ? P= 7 na extremidade li$re. *b+ A=.iamFse nos respecti$os ombros. *b+ R== 7. *d+ AH= 7. (A) (%) (C) (D) (E) é mais pro$á$el que a dobradiça A arrebente primeiro que a K.Estática *P>1FP-+ 0=C A barra "omo )nea e uniforme mostrada abaixo tem peso i ual a B=== 7 está em equilíbrio sobre dois apoios. e supondo que as reações máximas suportadas pelas dobradiças se4am i uais. *e+ 0J=. de 0. P .H m da extremidade A. será: *a+ B=. I peso da barra. sendo P o peso do port!o. nen"uma delas sofrerá qualquer esforço. A K 1aso um aroto se dependure no port!o pela extremidade li$re. é mais pro$á$el que a dobradiça K arrebente primeiro que a A. *c+ 0H== 7. *Fu$estF/P+ 0BC (uas pessoas carre am um bloco de concreto que pesa R== 7.