You are on page 1of 2

Voando Fora do Corpo na Iniciação Celta Antiga) Você se lembra daquela iniciação, no alto da montanha? N s sa!

mos do corpo, em esp!rito, e "omos at# os deuses$ Atra%essamos as brumas e os %entos do norte$ Fomos al#m dos elementos e %imos o c!rculo de lu& espiritual$ N s est'%amos al#m dos mitos, acima do mundo comum$ Ali, os musgos e liquens, e o %isco sagrado brilha%am mais$ Iniciados na %iagem da alma, os esp!ritos nos ensinaram muitas coisas$ Fomos aprendi&es dos deuses da nature&a, que nos iniciaram nas artes da lu&$ Aprendemos que h' muitas %idas, todas sagradas, no aprendi&ado do esp!rito$ Conhecemos a (ãe Nature&a de outro )eito, atra%essando sua atmos"era$ Aprendemos a respeit'*la, mais ainda, e agradecer a +la, em esp!rito e lu&$ ,amb#m %imos nossos irmãos e irmãs que )' ha%iam partido, todos eles %i%osNaquele instante, assim como n s, eles tamb#m brilha%am como esp!ritos .i%res$ Abraçamo*nos e rimos )untos, no meio do c!rculo de lu&, no seio da %ida .i%re$ Ali não era preciso acender "ogueiras, pois o "ogo espiritual era dentro de n s$ Voamos e aprendemos muito, at# que nossos corpos nos chamaram de %olta$ Atra%essamos as brumas no%amente e entramos no corpo de carne adormecido$ Abrimos os olhos carnais e nos lembramos de tudo+ ali, no alto da montanha, )uramos seguir o c!rculo de lu&, em todas as Vidas$ /ab!amos que no%as etapas %iriam no bo)o do tempo e das e0periências %itais$ 1ramos irmãos celtas e iniciados pelos esp!ritos do c!rculo da lu&$ (ais do que guerreiros, #ramos curadores espirituais, iniciados no "ogo 2eal$ Fomos iniciados al#m dos elementos, em esp!rito, pela (ãe Nature&a$$$ +la nos deu a chance e %elou por n s, chamando os esp!ritos do c!rculo de .u&$ 3or ordem 4ela, "omos iniciados nas artes da sa!da do corpo, sempre na lu&$ +m sua sabedoria, +la sabia que reencarnar!amos no%amente, em outras terras$ + como as todas outras terras tamb#m são 4ela, sempre estar!amos em seu /eio$ +ntão, +la sussurrou em nossos coraç5es6 7Vocês são do c!rculo da lu&$ /ão curadores espirituais$ 3or onde "orem, le%arão o "ogo espiritual aceso em seus coraç5es$ Vi%erão muitas %idas, /empre buscando o esp!rito das coisas, sem o qual suas %idas "icariam %a&ias 4e signi"icado$ Não se lembrarão do passado, mas a intuição os guiar' para tare"as dignas no mundo$ A)udarão aos seus irmãos de e0periência carnal, mesmo quando eles "icarem Con"usos ap s a perda do corpo "!sico$ 8s esp!ritos da lu& os orientarão Nessas tare"as$ (eus "ilhos, %ocês se reencontrarão muitas %e&es, e isso ser' sempre Auspicioso$ +m esp!rito e lu&, %ocês se reconhecerão- Nem sempre poderão Vi%er no mesmo lugar, mas estarão ligados pelos mesmos prop sitos$ + serão 3rotegidos pelo c!rculo de lu&$9

agradeça = (ãe Nature&a$ +spante a in#rcia e "ique "irme na lu&$ A %ida s ganha signi"icado quando preenchida pelo +/3>2I. saber'+m esp!rito e lu&.u&$ * ?agner @orges A su)eito com qualidades e de"eitos. em seu coração. como irmãos do c!rculo de lu&$ No momento. e não pude %ia)ar para algum lugar com nature&a 3or perto. onde %o'%amos )untos. eu estou aqui na solidão da madrugada da grande metr pole adormecida :ho)e # s'bado de carna%al.Você se lembra disso? 3ois #. segue le%ando uma 7lu&inha espiritual9 por esse mundão de 4eus. 4espertando um sentimento pro"undo e amigo$ +m seu coração. e lembrei*me do alto das (ontanhas e daquele tempo de iniciação celta.ma nota sutil %ibrar' em seu esp!rito. que. para descansar e respirar o %erde). aos trancos e @arrancos. compreende$$$ 3a& e .8<uem o compreende. %ocê saber':4edicado aos esp!ritos*mentores do c!rculo de lu& e aos iniciados celtas de . %ocê recordar' algo$ .odos os tempos)$ 3$/$6 +sses escritos têm um moti%o secreto$ <uem. o /enhor de todas as lu&es$ /ão 3aulo. esti%er com o "ogo aceso. não sei onde %ocê est'. BC de "e%ereiro de BDDC$ . mas quando esses escritos chegarem em /uas mãos.