O Papel do Governo na preservação do meio ambiente

Ramon Arigoni Ortiz – University of Bath Sandro Freitas Ferreira - UFJF

Degradação ambiental: Um tipo de externalidade negativa
quantidade existente ou deterioração da qualidade dos bens e serviços providos pelo meio ambiente
 É uma externalidade negativa pois o subproduto gerado pela  Degradação ambiental é caracterizada pela diminuição da

atividade produz efeitos físicos, químicos, biológicos e fisiológicos prejudiciais aos agentes econômicos

Exemplos  Poluição do ar.  Redução da biodiversidade e dos serviços ambientais .  Poluição da água.  Poluição lumínica.  Poluição sonora.  Poluição visual.

Ocorrência da degradação  É causada pelo fato de o meio ambiente prover recursos. bens e serviços que são de propriedade comum  Um recurso de propriedade comum é geralmente explorado à exaustão por ausência de direitos de propriedade .

Ocorrência da degradação  O nível de exploração e o uso acima do socialmente ótimo implicam a ineficiência na alocação do recurso  Eliminar a degradação ambiental é impossível. mas é possível a busca por um nível ótimo de degradação ambiental .

Podem surgir na forma de regulação privada e de negociação entre as partes envolvidas .Meios de se conseguir o ótimo social ambiental  Incentivar ações voluntárias entre os indivíduos.

Responsabilizar o Estado  Políticas de Comando-e-Controle  Instrumentos não-econômicos que operam como incentivos positivos e negativos ao comportamento causador do prejuízo .

tarifas. criação de mercados.Tributos. .Responsabilizar o Estado  Mecanismos baseados em instrumentos de mercado  Instrumentos econômicos que operam como incentivos positivos e negativos ao comportamento causador do prejuízo. etc. subsídios. Ex.

Responsabilizar o Estado  Combinação desses mecanismos de mercado e de comando-e-controle .

Controles da degradação ambiental  Regulação privada e negociações  Regulação pública ou política de comando-e-controle  Padrões e controles  Zoneamento  Sistema de cotas  Licenças  Instrumentos Econômicos .

seguros. e asseguram formas de proteção baseadas no mercado. tais como. possivelmente.Regulação privada e negociação  “ de uma maneira geral. cumprimento voluntário de padrões e. assegurando soluções legais para aqueles que sofrem por causa das ações de terceiros. o surgimento do estabelecimento voluntário de padrões” Blundel e Robinson (2000) . as alternativas voluntárias à regulação estatal permitem o funcionamento do mercado.

Exemplos nos EUA  Green Seal  Eco-Rating  International Inc. e Scientific Certification Systems .

Teorema de Coase “ Se os agentes econômicos puderem negociar. sem custos e com possibilidades de obter benefícios mútuos. independente de como estejam especificados os direitos de propriedade” . o resultado das transações eliminará as externalidades e alocará eficientemente os recursos.

Regulação pública ou política de comando-e-controle dos agentes econômicos e se traduzem em normas que precisam ser obedecidas  Tentam regular diretamente o comportamento .

Adimplemento legal  Shavell (1993) estabelece que a implantação de uma estrutura ótima de cumprimento legal requer a antecedente avaliação dos custos e benefícios envolvidos .

Ação do Estado  Escolher técnicas de adimplemento da lei para controlar a variedade de atos prejudiciais ao meio ambiente que indivíduos podem cometer  Reconhecer estágios da intervenção legal .

empresas.Custos da regulação pública  Custos incorridos pelo governo na administração e manutenção das agências reguladoras  Custos incorridos por indivíduos. governos e agências públicas no cumprimento das normas reguladoras .

em vez da atividade produtiva .Custos da regulação pública  Custos indiretos ou ocultos  São benefícios perdidos pela utilização dos recursos disponíveis aos setores público e privado na atividade reguladora e fiscalizadora.

Padrões e controles  São restrições impostas ao comportamento dos agentes econômicos indicando que o não cumprimento da legislação levaria a sanções legais e econômicas .

em que certas atividades econômicas são restringidas ou mesmo não permitidas .Zoneamento  Política do tipo comando-e-controle que determina a área urbana ou rural.

Sistema de cotas  Cotas não comercializáveis delimitam o volume de extração de vários recursos naturais .

Licenças  Não comercializáveis. são determinações legais que especificam a instalação e o funcionamento de atividades econômicas .

mecanismos de devolução de depósitos e criação de mercados . subsídios. taxas.Instrumentos Econômicos  São mecanismos de mercado que incentivam os agentes econômicos a levar em consideração os custos externos de suas decisões individuais  Impostos. tarifas.

vender resíduos resultantes de processos de fabricação. riscos ambientais potenciais . bem como transferir.Criação de mercados  Feita através de instrumentos que permitem aos agentes econômicos envolvidos comprar e vender direitos ou cotas de poluição. para terceiros.

Mecanismos de devolução de depósitos  Empregado comumente em sistemas de coletas de embalagens e outras sucatas a fim de evitar poluição  Geralmente é adotado um sobre-preço que é devolvido ao agente comprador quando da devolução posterior da sucata .

Tarefa de casa  Ler páginas 40 a 46 sobre a experiência recente do Brasil em ações de Política Pública voltadas a proteção ambiental e redução das externalidades negativas  Faremos debate sobre este tema na próxima aula .