You are on page 1of 7

17/11/13

Tudo sobre Schopenhauer: O mundo como Vontade e Representação [Die Welt als Wille und Vorstellung]

mais

Próximo blog»

Criar um blog

Login

Tudo sobre Schopenhauer
obras, citações, informações sobre o autor - para quem deseja conhecer, por meio de pesquisa dedicada, de forma leve, sua filosofia .

DOMINGO, 22 DE ABRIL DE 2012

O mundo como Vontade e Representação [Die Welt als Wille und Vorstellung]
> disponível em [alemão]: http://www.schopenhauer-web.org/textos/MVR.pdf

> disponível em [português]: http://books.google.com.br/books? id=tVTHZt0guKIC&printsec=frontcover&hl=ptBR&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false

RESUMÃ O ESQUEMÁ TICO:

Prefácio à primeira edição (Dresden, agosto, 1818)

*PENSA MENTO ÚNICO:

-“A pesar de todos os esforços, não pude encontrar caminho mais breve para comunicá-lo do que todo este livro”.

-Tal pensamento a ser comunicado é aquele que se procurou sob o nome de filosofia. Ele se mostra por diferentes lados, nomeados: Metafísica, Ética e Estética.

-Num sistema de pensamentos deve-se sempre possuir uma coesão arquitetônica, uma parte sustenta continuamente outra, que não sustenta aquela. No pensamento único é o contrário: guarda a mais perfeita unidade, sua coesão é orgânica, nenhuma parte é a primeira ou última.

-Um livro é dessemelhante à organicidade do pensamento único, pois ele deve ter necessariamente uma primeira e uma última linhas.

*Recomendável ler duas vezes o livro, sendo que:

tudosobreschopenhauer.blogspot.com.br/2012/04/o-mundo-como-vontade-e-representacao.html

1/7

espero pelo menos receber gratidão por ter alertado a não perder tempo com um livro destinado a uma minoria.blogspot. -f ilosof ia maltratada como instrumento do Estado (governos) ou tudosobreschopenhauer.br/2012/04/o-mundo-como-vontade-e-representacao. do todo tornou necessário em alguns momentos tratar duas vezes do mesmo tema”. milenar sabedoria indiana). em f avor da luz e da verdade. “A construção orgânica.. há vários usos para um livro não lido: preencher lacuna na biblioteca (parecerá muito bonito junto a outros livros). não encadeada. Ter freqüentado a escola do “divino” Platão e iniciado no pensamento dos Vedas (Upanixades.com..] digamos a verdade”. ruim. correto -aparências (“o f also brilha”) -coisa real tomada nela mesma -entretenimento -instrução -f ins -empenho nobre e sublime. 1844) *tinha 56 anos. literatura sânscrita. ou (aconselhável) que se faça uma resenha dele. disparatado -trabalho incessante de uma vida -vantagens. interesses materiais -autêntico. *VERDA DE: “a vida é breve e a verdade vive longamente [. -2ª exigência: Ler antes Sobre a quádrupla raiz do princípio de razão suficiente e o 1º capítulo de Sobre a visão e as cores. na segunda leitura tudo se esclarecerá. *A viso aos leitores impacientes: não se tenho nada a expressar. geração de agora preocupada com a ilusão do momento -reconhecimento tardio -f also. colocá-lo na mesa de chá da amada. compatriota. -3ª: Ler escritos capitais de Kant e apêndice Crítica da filosofia kantiana. estrela-guia. existente em si -intenções [A bsichten] estatais/pessoais/burocráticos/eclesiásticos/materiais/partidários -verdadeiro primum mobile (1º motor). absurdo. -1ª exigência de leitura: Ter paciência. “O leitor mesmo é por sua vez também filósofo”. seguindo seu próprio caminho.html 2/7 . fevereiro. cada parte pressupõe as outras.17/11/13 Tudo sobre Schopenhauer: O mundo como Vontade e Representação [Die Welt als Wille und Vorstellung] -O começo pressupõe fim e vice-versa. A quem chegou ao prefácio e espera indenização por ter gasto dinheiro vivo pelo livro. *Diferencia Filosofia verdadeira de seu contrário: <> <> -humanidade -contemporâneos. Prefácio à segunda edição (Frankfurt-sobre-Meno.

alegrar.31). não -ref lexão.com. *KA NT: -“minha filosofia parte da kantiana” (p. na segunda edição. filosofema. palavrório vazio. antes é uma donzela tão dif ícil que nem quem tudo lhe -perseguir sina intelectual porque “tem que” f azêlo sacrif ica ainda não pode estar certo de seu f avor” (p. ordinário.17/11/13 Tudo sobre Schopenhauer: O mundo como Vontade e Representação [Die Welt als Wille und Vorstellung] mola impulsora secreta como meio de sobrevivência (prof essorado f ilosóf ico) -intelecções [Einsichten] -“A verdade não é uma huri. a elaboração completa de pensamentos da maturidade complementam o fogo energético da primeira concepção da juventude. ausência de graça. consolar) para outros -sof ística = ganhar dinheiro com f ilosof ia (mediocridade) -“vemos em todas as universidades alemãs a adorada mediocridade” (p. nada foi retirado da primeira edição. deliberação intelectual deveria degenerar-se em sof ística?” (p. que se joga ao pescoço de quem não a deseja. disparate mais besta da dialética -a doutrina kantiana só está em suas obras *”quem se sente impelido para a filosofia tem de buscar seus mestres imortais na serena santidade de suas obras” (p.br/2012/04/o-mundo-como-vontade-e-representacao.blogspot.29) -“como também em geral a f ilosof ia. “pensamento absoluto” (vazio intelectual. sofistas mais pobres.30) -pesquisa séria e silenciosa -palavrório inútil -busca da verdade (estrela-guia) -inspiração.29) -honestidade: meditações f ilosóf icas investigadas para si que podem servir de benef ício (impressionar. charlatanismo) -Hegel = Caliban -contemporaneidade = prostituída *em 25 anos. cabeças vulgares.35) *aos professores de filosofia: tudosobreschopenhauer. hegeliaria sem-sentido. decaída a ganha-pão. sofistas cabeças-de-vento.html 3/7 . como o menor de idade está para o adulto -quem faz leitura rápida/impaciente de Kant: direção ruim.33) -“Kant vai ao particular” -quem não domina a filosofia kantiana está em estado de inocência. pois “minhas convicções fundamentais se confirmaram” (p. intuição.

blogspot.html 4/7 . a terra existe para a mão que a toca -tempo/espaço/causalidade (figuras particulares do princípio de razão) já a pressupõem -o que existe para o conhecimento (mundo inteiro) é tão-só objeto em relação ao sujeito -essa verdade já se encontra no ceticismo que inspirou Descartes -Berkeley foi o primeiro a expressá-la decididamente -filosofia cética de Vyasa: a matéria não possui essência alguma independente da percepção mental §2 tudosobreschopenhauer. 1859) *tinha 72 anos (1859) *136 páginas a mais do que a segunda edição *Parerga e paralipomena = ornatos e suplementos: escreveu sete anos após segunda edição Livro primeiro §1 *”O mundo é minha representação” -verdade a priori universal (não necessita de prova) em relação a cada ser que vive e conhece -só o homem pode trazê-la à consciência refletida e abstrata -o sol existe para o olho que o vê.37) *é aconselhável o silêncio e o ignorar até que o reconhecimento venha Prefácio à terceira edição (Frankfurt-sobre-o-Meno. cuja mola impulsora mais íntima são sempre os fins pessoais?” (p. fábulas *”minha filosofia não veio a lume para que se possa viver dela” (p.36) *”que tem a ver a minha investigação silenciosa e séria com os tumultos da cátedra e os bancos de sala de aula.17/11/13 Tudo sobre Schopenhauer: O mundo como Vontade e Representação [Die Welt als Wille und Vorstellung] -ignoraram sua obra [schopenhaueriana] como algo dentro de seus objetivos políticos seguros e astutos -“primum vivere. deinde philosophari” – querem e vivem da filosofia -ensinam teologia especulativa.br/2012/04/o-mundo-como-vontade-e-representacao.com.

*TEMPO = nele. *espaço/tempo = são intuídos puramente e vazios de conteúdo. e nunca é conhecido. é o sustentáculo do mundo. indiviso. pluralidade.br/2012/04/o-mundo-como-vontade-e-representacao. são formas universais da intuição. *experiência = é dependente da intuição. termina o sujeito. tudo existe para ele. determina experiência como lei de causalidade e motivação. quam non sit]. passado/futuro são tão nulos quanto qualquer sonho. cada momento só existe na medida em que aniquila o precedente (seu pai) para em seguida ser novamente aniquilado. ele não se encontra nas formas (tempo/espaço). *as formas universais e essenciais de todo objeto (tempo/espaço/causalidade) partem do sujeito e residem a priori na consciência [Kant]. está em relação necessária com outros objetos. é inteiro. *mundo = possui duas metades essenciais/necessárias/inseparáveis: OBJETO e SUJEITO. é representação. 2) conhecer: ” representações de representações (conceitos). Onde começa o objeto. presente é tudosobreschopenhauer. *princípio de razão = tudo o que conhecemos a priori é conteúdo dele. no espaço é a posição de suas partes.17/11/13 Tudo sobre Schopenhauer: O mundo como Vontade e Representação [Die Welt als Wille und Vorstellung] *sujeito = aquele que tudo conhece onde houver conhecimento. se encontra nas formas do tempo e do espaço. §3 *a diferença capital entre todas as representações é a entre intuitivas e abstratas. *representações intuitivas = abrangem todo o mundo visível (a experiência inteira).com. *objeto (corpo) = está sempre submetido ao princípio de razão. também determina pensamento como lei de fundamentação dos juízos. *representações abstratas = constituem apenas UMA classe de representações – os conceitos. no tempo é a seqüência de seus momentos. 4) agir: ” sujeito do querer (agir conforme a lei de motivação). intuíveis por si. a capacidade para formulá-los chama-se razão e é própria do humano. são uma classe de representações que subsistem por si mesmas.html 5/7 . *princípio de razão = “nada é sem uma razão pela qual é” [nihil est sine ratione cur potius sit.blogspot. independentes da experiência. se aplica à totalidade dos fenômenos. possui quatro raízes: 1) devir: a ele estão submetidas as representações da realidade (da experiência possível). 3) ser: ” parte formal das representações (intuições das formas dadas a priori – o espaço/tempo).

-Vedas (sabedoria milenar indiana): MA IA .html 6/7 . Comentar como: Conta do Google Publicar Visualizar tudosobreschopenhauer. também relativo). -Kant:contraposição fenômeno x coisa-em-si.com. sem nunca ser. *o essencial dessa visão é antigo: -Heráclito: fluxo eterno das coisas. Responder Digite seu comentário..br/2012/04/o-mundo-como-vontade-e-representacao.. o véu da ilusão. que encobre os olhos dos mortais.. existente e permanente.blogspot. A verdadeira Filosofia e não meramente esses "sistemas de pensamento" que existem nesse fútil mundo. -Espinosa: meros acidentes da substância única. É um trampolim para o grande salto rumo ao Desconhecido.17/11/13 Tudo sobre Schopenhauer: O mundo como Vontade e Representação [Die Welt als Wille und Vorstellung] somente o limite (sem extensão e contínuo) entre ambos – a mesma nulidade é reconhecida nas demais formas do princípio de razão. -Platão: objeto como aquilo que sempre vem-a-ser. tudo resultante de causas e motivos possui existência meramente relativa (existe apenas por/para um outro. um pulo para os braços da verdade. deixandolhes ver um mundo §4 Postado por Guile Brasil às 14:46 Recomende isto no Google Um comentário: Pavlov 27 de abril de 2013 05:12 Considero-o como um dos maiores gênios da Filosofia já conhecidos..

br/2012/04/o-mundo-como-vontade-e-representacao.blogspot.html 7/7 .17/11/13 Tudo sobre Schopenhauer: O mundo como Vontade e Representação [Die Welt als Wille und Vorstellung] Início Assinar: Postar comentários (Atom) Postagem mais antiga SEGUIDORES Participar deste site Google Friend Connect Membros (3) Já é um membro? Fazer login ARQUIVO DO BLOG ▼ 2012 (1) ▼ Abril (1) O mundo como Vontade e Representação [Die Welt als. T ecnologia do Blogger..com. tudosobreschopenhauer. ► 2011 (4) QUEM SOU EU Guile Brasil Visualizar meu perfil completo Modelo Picture Window..