You are on page 1of 2

Universidade Federal do Rio de Janeiro 4ª Reflexão de Ética Aluno: Rafael de Oliveira Lins

Instituto de Psicologia

Em minha prática na psicologia, escolhi a clínica na abordagem teórica da gestalt-terapia. Defendo que a gestalt-terapia responde a diversas demandas éticas como abordagem teórica a partir de sua compreensão do humano, em primeiro lugar e que é uma abordagem terapêutica eficaz. O ser humano, na gestalt-terapia, é visto sob uma perspectiva existencial e, portanto, livre. Eticamente, a liberdade é conceito essencial e salutar para a vivência em comunidade e na vida. No entanto, esta liberdade da gestalt-terapia não é uma liberdade absoluta, onde o sujeito se utiliza dessa liberdade para fazer o que bem quer, mas uma liberdade em tensão com o outro, o humano próximo, que é como ele: vivo, sentiente, sensível e potencialmente livre. Dessa forma, a gestalt-terapia traz duas questões importantes para a ética: a possibilidade de se fazer novo a cada instante, independente do passado, ou melhor, o presente não é completamente determinado pelo passado, mas o presente é uma síntese temporal entre passado e futuro. E por que isso seria uma questão intimamente constitutiva da ética? Porque somente um sujeito capaz de se considerar livre, poderá fazer escolhas autênticas. A partir disso, defendo que há outra questão ética importantíssima e que se refere a dimensão coletiva da experiência humana: o homem só é capaz de ser livre a partir do momento que ele oferece a liberdade para o outro, considerando-o também um ser livre e capaz de fazer suas próprias escolhas. Em síntese, a liberdade só é liberdade, quando ninguém é feito escravo de opiniões e discursos alheios, mas é capaz de dialogar com eles, de forma viva e autônoma. Quanto a questões ligadas à eficácia empírica dessa abordagem, existem diversos estudos que dede produção capitalista, onde a pessoa deve ser um corpo capaz do trabalho e produção hábeis para que o consumo seja possível. Nesse sentido, a gestalt-terapia se aproxima bastante da psicanálise quando prescinde de resultados práticos e objetivos, ou quando procura um modelo de saúde diferente do médico. No entanto, temos de convir que na prática clínica da psicologia, uma análise de eficácia do tratamento é muito difícil. Maia, Calaça, Pitágoras e Moreira (2009) apontam essa dificuldade através de fatores como a remissão espontânea de sintomas e até na forma de medir o constructo eficácia de forma ideal. Então, esclareço que, na pesquisa bibliográfica feita não foram encontrados estudos que dessem conta de responder a essa questão em relação à gestalt-terapia. Observo, porém, que a prática clínica é retroalimentada pelos resultados empíricos que, muitas vezes, não são quantificados, mas observados por aqueles que estão atuando nessa prática e produzindo conhecimento – através de aulas, artigos, pesquisas – sobre essa prática. Isso é facilmente observável pela produção textual e prática de professores e alunos que versam sobre a prática clínica em gestalt-terapia.

já que ela versa sobre o homem e seu lugar no mundo como pessoa. Avaliação da eficácia das terapias psicológicas. julho-agosto.0 0.pdf>. já que a gestalt-terapia nasce da psicanálise — foi possível ver a eficácia que ela tem ao ouvir relatos de casos clínicos como os que a profª. 1997... n. Acesso em: 15 fev. CALAÇA. a prática clínica em gestalt-terapia tem em sua constituição teórica várias aportes éticos. Jornal do CRP-RJ. fazendo uma ponte com a prática psicanalítica – e não por acaso. por mais que seja difícil quantificálos.3 0. & MOREIRA. Gestalt Terapia. L. M. 2009. & GOODMAN.br/publicacoes/jornal/jornal23lygiaayres-marianabotelho. 2009. Além disso. 2013. Referências Bibliográficas: AYRES. 2013. Dentre as possibilidades pertinentes a ética. MAIA. R.3 0. PERLS.M & BOTELHO.C.org. Disponível em <http://lfcalaca. F. F. Acrescento que esses posicionamentos encerram apenas uma parte dos motivos que me levaram a escolha desta abordagem para exercer minha profissão depois de formado.S..2 3.crprj.5 0. embasamento teórico e empírico e coerência Perspectiva ética e inclusão de conceitos e teorias vistas no curso Redação (clareza e organização) e capacidade de síntese Qualidade geral do ensaio . Rio de Janeiro. PITÁGORAS. também é possível. Diálogos entre a Ética e a Psicoterapia. Disponível em < http://www. HEFFERLINE R. 23. Sendo assim. São Paulo: Summus.com/literatura/avaliacao-daeficacia-das-terapias-psicologicas.7 0. Total Seus pontos 1. In: Luiz Fernando Calaça. A.0 Critério de avaliação do ensaio Conteúdo solicitado Tese clara apresentada na introdução Desenvolvimento de tese e sua sustentação a partir de argumentos.Novamente.html>. Acesso em: 15 fev. através dos estudos e do contato prático com a psicoterapia clínica entrever os resultados e eficácia do tratamento. P. P. criando uma tensão necessária entre a necessidade individual e a relação com a necessidade e situação do outro como pessoa. ressaltei a compreensão de liberdade humana e a noção de um ethos da alteridade. Fernanda Moura costuma trazer nas suas aulas e falas.