CORREÇÃO FUVEST 2º DIA

A) - Primavera Árabe: Conceito utilizado para referir ao conjunto de manifestações populares que ocorreram no mundo árabe, desde o Norte da África até o Oriente Médio. - Líbia e Tunísia são exemplos de países onde ocorreram as manifestações. B) - A área assinalada pelo circulo refere-se à criação do país Sudão do Sul. - A parte Sul do Sudão foi desmembrada, criando o país Sudão do Sul. - Longos períodos de guerra civil - Oposição entre grupos (Árabes e Mulçumanos que habitam o Norte do Sudão e os Negros, divididos entre cristãos e animistas, que habitam o Sul).

a) Século XVI: - Foco econômico: Litoral Oriental do Nordeste; - Cultivo da Cana-de-açúcar; - Demanda externa guia o aumento da produção canavieira para o Sul da região. Século XVII e XVIII: - Foco econômico: Região de Minas Gerais; - Mineração de ouro e pedras preciosas; - A atividade de mineração disseminou-se para novas áreas, circunscritas ao território das minas. Século XIX: - Foco econômico: Região do Vale do Paraíba; - Atividade Cafeicultora; - O clima tropical de altitude favoreceu a produtividade do café, favorecendo a expansão da atividade cafeicultora na região. b) Século XVI: - Ocupação do interior do Nordeste; - Cultivo de alimento para subsistência; - Pecuária extensiva, utilização de tração animal na zona canavieira. Século XVII: - A atividade mineradora determinou o avanço territorial para: - Campanha Gaúcha  São Paulo  Minas Gerais; - Minas Gerais  Centro-Oeste. Século XVII - Avanço territorial para a Amazônia;

- Anexação de território a partir da ratificação dos tratados de Madri (1750) e Santo Ildefonso (1777). Século XIX: - Expansão das atividades cafeicultoras guiadas pelo solo de terra rocha; - Ciclo da borracha condicionou o fluxo de trabalhadores Nordestinos para a Amazônia.

a) Ocorrência de pragas no Sul da Bahia: - Pragas conhecidas como “Podridão Parda” e “Vassoura de Bruxa”. Concorrência com produtores africanos que não tiveram suas produções afetadas

b) - Ilhéus na Bahia: popularizou a Zono do Cacau - Jorge Amado em suas obras: São Jorge dos Ilhéus, Cacau, Terras do sem fim, entre outras.

c) Guimarães Rosa no romance Grande Sertão: Veredas, ambientou a região denominada de “gerais”.

CORREÇÃO FUVEST 3º DIA

a) Elevado contingente populacional: - O rápido aumento da população nas grandes cidades causa o inchaço urbano, dificultando o acesso à moradia para a população de baixa renda. Especulação Imobiliária: - Aumento do preço de terrenos em áreas centrais com boa qualidade de vida para a população, dificultando o acesso a famílias de baixa renda; - Migração da população mais pobre para áreas periféricas.

b) Enclaves fortificados: - As populações das classes sociais mais altas segregam-se com o objetivo de garantir a sua segurança e proteção; - Espaços cercados e monitorados, evitando a livre circulação de pessoas, principalmente das de baixa renda. Algumas vezes possuem infraestrutura urbana própria (saneamento básico e luz).

a) – Relação: habitantes por senador e habitantes por deputado federal - Número de deputados federal por Estado de acordo com a população, ou seja, quanto maior a população de um Estado, maior o número de deputados federal. - Número de senadores não tem relação com o tamanho da população, sempre serão três senadores por Estado. - Região Nordeste, mesmo sendo uma região pouco populosa, é a que detém o maior poder no senado. - As regiões Sul e Sudeste possuem pouca representatividade no Senado, mesmo sendo as regiões mais desenvolvidas do país.

b) A criação de um novo Estado com o objetivo de equilibrar o federativo brasileiro deve seguir os seguintes aspectos: - Ser localizado em regiões com poucos Estados, porém com grande população, por exemplo, as regiões Sul e Sudeste. - Com o aumento da quantidade de Senadores os interesses dessas regiões serão melhores representados no senado.

a) Eixos de integração com impacto direto sobre o mercado externo brasileiro: 3, 4, 5, 6, 8, 9, 10. Eixo de integração 9: - Eixo de integração Mercosul – Chile; - Abrange as regiões mais desenvolvidas do Brasil (Sul e Sudeste), da Argentina (Buenos Aires e Mendoza) e do Chile (Santiago); - Possui grande importância para o mercado externo brasileiro, pois favorece o escoamento de produtos pelo oceano pacífico, diminuindo distancias entre seu maior parceiro comercial, a China. b) – Aprofundamento da calha de alguns rios, favorecendo o transporte fluvial, causando alteração do regime de cheias dos rios, impactando no bioma do pantanal; - Construção de rodovias e ferrovias que cruzem a cordilheiras dos andes, ocasionando um aumento populacional na região ao entorno, podendo causar desmatamento e desequilíbrio do ecossistema da região.

a) Conflito: Utilidade das terras revestidas por florestas, que são bens de interesse comum a todos os habitantes do País. - Ambientalistas: Grupos favoráveis à preservação da vegetação; - Ruralistas: Grupos favoráveis à expansão da área de cultivo, mesmo causando um aumento no desmatamento. b) – População contrária às mudanças na lei nº 4.771; - Maior parte da população é favorável aos ambientalistas; - População posicionou-se contra os anseios dos ruralistas.

a) – Diminuição das taxas de natalidade; - Aumento da expectativa de vida; - Crescimento vegetativo positivo e ordenado. b) – Aumento da expectativa de vida: Maiores gastos com a saúde dos idosos e super idosos; Maiores gastos com o sistema de previdência. - Diminuição das taxas de natalidade: Diminuição do contingente de alunos na educação básica; aumento do contingente de alunos no ensino superior.

a) – Menor capacidade erosiva e de transporte de sedimentos em relação à bacia do rio GangesBrahmaputra; – Cobertura vegetal: A grande densidade da cobertura vegetal da bacia amazônica não favorece a erosão, consequentemente a produção de sedimentos; - Torrencialidade dos cursos d’água: A bacia amazônica predomina em regiões de planície, sendo assim, os cursos de água dessa bacia são lentos e possuem uma capacidade de erosão e de transporte de sedimentos reduzida; - Ocupação humana: A bacia amazônica não possui grandes aglomerações urbanas, causando a preservação de sua mata nativa. As regiões caracterizadas pelo desmatamento estão na periferia da bacia amazônica, não caracterizando uma mudança significativa na bacia. b) – Maior capacidade erosiva e de transporte de sedimentos em relação à bacia do rio Amazonas; - Torrencialidade dos cursos d’água: A bacia do rio Ganges-Brahmaputra é caracterizada pela cordilheira do Himalaia, favorecendo a intensidade de chuvas, pois é uma barreira natural para o avanço da umidade. A grande diferença altimétrica da nascente em relação a foz, somada a

pequena distancia percorrida pelo rio, causam um aumento da erosão, consequentemente da produção de sedimentos; - Ocupação humana: A bacia está situada em uma região muito populosa e bastante povoada, contribuindo para o desmatamento dessa região, sendo assim, favorecendo o processo de erosão e da produção de sedimentos.