You are on page 1of 59

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

AULAS 09b e 10

Transistores Bipolares de Junção (TBJ)

Parte 1

Prof. Roberto Jacobe Rodrigues roberto.rodrigues@ufabc.edu.br

2 o Quadrimestre de 2011

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Breve histórico

Conteúdo

Aplicações do Transistor (Motivação)

Princípio

Introdução à Polarização

Ponto Quiescente ou de Operação

Análise por Reta de Carga

Recapitulação para a P1

Exercícios

2

2

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Transistores TBJ Breve Histórico

Entre 1904 e 1947: utilização de válvulas (equipamentos pesados e de baixo rendimento). Em 1947/48: Walter Brattain e John Bardeen demonstraram a função de

amplificação do primeiro transistor nos laboratórios da Bell Telephone. A partir disto houve um grande impacto nas indústrias e na sociedade.

A partir de então:

- circuitos integrados;

- componentes optoeletrônicos;

- microprocessadores.

- muitos outros

“O transistor revisou a indústria dos computadores. Eles ocupavam uma sala

inteira, mas agora cabem numa escrivaninha.”

3

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Apenas para pensar a respeito

Em 2005, a produção mundial

de transistores foi maior e mais

barata do que todos os grãos de

arroz produzidos no mundo.”

Fonte: BussinessWeek (Ethevaldo Siqueira do Jornal Estado de São Paulo)

grãos de arroz produzidos no mundo .” Fonte: BussinessWeek ( Ethevaldo Siqueira do Jornal Estado de

4

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Aplicações de Transistores

Amplificadores de Pequenos Sinais

Amplificadores de Potência (Ex. de aplicação: Telecomunicações)

Amplificadores Diferenciais (Ex. de aplicação: Instrumentação)

Chaveamento

- acionamento de relês (Ex. de aplicação: motores e alarmes)

- portas lógicas

Osciladores (Ex. de aplicação: geradores de sinais)

Fontes de Alimentação

não serve para comer

5

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Transistores TBJ Construção

Os Transistores Bipolares de Junção (TBJ) ou BJT (Bipolar Junction Transistors)

são formados por cristais tipo-n e tipo-p formando estruturas npn ou pnp.

Emissor

É fortemente dopada. Tem a função de emitir ou injetar elétrons na base.

Base

É levemente dopada e muito fina. Permite controlar a passagem dos elétrons do

emissor até o coletor.

Coletor

Tem dopagem intermediária. Coleta os elétrons que vêm da base. É a região

mais extensa das três e a que dissipa mais calor.

6

6

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica
EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Transistores TBJ – Construção Coletor: dopagem intermediária. Base:

Transistores TBJ Construção

Coletor: dopagem intermediária.

Base: levemente dopada e fina.

Emissor: densamente dopada.

7

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Transistores TBJ Estrutura Simplificada (npn)

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Transistores TBJ – Estrutura Simplificada (npn) Simbologia 8 8

Simbologia

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Transistores TBJ – Estrutura Simplificada (npn) Simbologia 8 8

8

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Transistores TBJ Estrutura Simplificada (pnp)

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Transistores TBJ – Estrutura Simplificada (pnp) Simbologia 9 9

Simbologia

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Transistores TBJ – Estrutura Simplificada (pnp) Simbologia 9 9

9

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Transistores TBJ Junções (Diodos Coletor e Emissor)

O

O

O

O

transistor tem duas junções:

a) entre o emissor e a base; b) entre a base e o coletor.

transistor assemelha-se a dois diodos.

diodo da esquerda chama-se diodo emissor-base ou diodo emissor.

diodo da direita chama-se diodo coletor-base ou diodo coletor.

chama-se diodo emissor-base ou diodo emissor. diodo da direita chama-se diodo coletor-base ou diodo coletor. 10

10

10

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Operação do TBJ Não Polarizado

Relembrando do estudo de diodos (ver Aulas iniciais):

a) A difusão dos elétrons livres através da junção produz duas camadas de

depleção (falta de portadores).

b) o potencial da barreira é aproximadamente 0,7 V (25C) para um TBJ de

silício e 0,3 V para um TBJ de germânio.

c) As camadas de depleção não possuem a mesma largura em razão dos

diferentes níveis de dopagens.

d) a camada de depleção do emissor tem espessura inferior à camada de

depleção do coletor.

11

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Operação do TBJ Polarização

O fluxo de corrente de um transistor npn quando o mesmo está polarizado na região ativa é representado na figura abaixo.

- O diodo emissor é diretamente polarizado.

- O diodo coletor é inversamente polarizado.

A corrente no coletor tem valor próximo da corrente no emissor, sendo muito

superior à corrente na base.

A corrente no coletor tem valor próximo da corrente no emissor, sendo muito superior à corrente

12

12

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Operação do TBJ Polarização

Se V BE > 0,7 V muitos elétrons do emissor penetram na região da base.

Devido à condutividade elétrica reduzida da base (região levemente dopada e estreita)

e a tensão de coletor, os elétrons fluem, predominantemente, para o coletor. No coletor, os elétrons livres são atraídos da sua região interna para o terminal positivo da fonte, V CB . A corrente de coletor é controlada pela corrente de base.

para o terminal positivo da fonte, V C B . A corrente de coletor é controlada

13

13

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Correntes no Transistor

O ganho de corrente do coletor com relação à base é conhecida como DC ou h FE . O ganho de corrente pode variar entre 20 e 400.

Fluxo convencional

de corrente pode variar entre 20 e 400. Fluxo convencional a cc = I E I

a cc

=

I E

I C

=

entre 20 e 400. Fluxo convencional a cc = I E I C = I E

I E

I C + I B

cc

=

I C

a cc = I E I C = I E I C + I B 

I B

Se,

I B << I C

então:

I C @ I E

Fluxo de elétrons

C = I E I C + I B  cc = I C I B

14

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Correntes no Transistor

ALFA CC O a CC indica o quanto as correntes de emissor e coletor têm valores próximos. Exemplo Se I C = 4,9 mA e I E = 5 mA, determine a CC :

a

CC

4,9 mA

5 mA

0,98

BETA CC O CC relaciona a corrente do coletor com a corrente de base. Exemplo Se I C = 5 mA e I B = 0,05 mA, determine CC :

CC

5 mA

100

0,05 mA

15

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Correntes no Transistor Ligação Emissor Comum (EC)

Relembrando:

- Quando V BE > 0,7 V, o emissor injeta esses elétrons na base.

- A base fina e pouco dopada permite que os elétrons consigam se difundir

através da camada de depleção do coletor.

- A polarização reversa do diodo coletor atrai os elétrons para o coletor, de onde fluem para a fonte de alimentação.

16
16

16

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Correntes no Transistor Relação entre a CC e CC

Pela Lei de Kirchhoff para correntes, tem-se:

I E  I  I C B
I E
 I  I
C
B
de Kirchhoff para correntes, tem-se: I E  I  I C B I I 1
I I 1 1 E 1 B   1 I I a  C
I
I
1
1
E
1
B
 
1
I
I
a
C
C
CC
CC
a
CC
a
CC
CC
CC
 1 
a
1
CC
CC

Exemplo Considere a CC = 0,98. Qual o valor de CC ?

Exemplo Considere CC = 100. Qual o valor de a CC ?

Resp.: CC = 49.

Resp.: a CC = 0,99.

17

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Relação entre as Correntes no Transistor

Relembrando:

A corrente de emissor é a soma da corrente do coletor mais a corrente de base.

I

E

I

C

I

B

A corrente do coletor é aproximadamente igual à corrente do emissor.

I

C

@ I

E

A corrente da base é muito menor do que as outras duas.

I

B

I

B

 I

C

 I

E

18

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Curvas Características Configuração Emissor Comum

Relaciona a corrente no coletor com a tensão elétrica entre coletor e emissor.

no coletor com a tensão elétrica entre coletor e emissor. Cada curva característica depende do valor

Cada curva característica depende do valor da corrente na base do transistor.

Portanto, é obtida uma família de curvas parametrizadas pela corrente na base.

19

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Curvas Características Configuração Emissor Comum

Note que na família de curvas abaixo, para cada valor de I B é apresentado uma nova curva.

Emissor Comum Note que na família de curvas abaixo, para cada valor de I B é

20

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Curvas Características Regiões de Operação

- Ativa: a junção emissor-base está polarizada diretamente (V BE > 0,7 V) e a

junção base-coletor está polarizada reversamente (V CB > 0).

- Corte: as junções base-emissor e base-coletor estão polarizadas reversamente

(V BE < 0,7 V ou V BE < 0 e V CB > 0). Neste caso I C = 0.

- Saturação: as junções base-emissor e base-coletor são polarizadas diretamente

(V BE > 0,7 V e V CB < 0).

as junções base-emissor e base-coletor são polarizadas diretamente (V B E > 0,7 V e V

21

21

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Curvas Características Curvas da Base

A seção base-emissor é um diodo. Portanto, a curva da corrente de base em função da tensão da base-emissor se comporta como uma curva de diodo.

tensão da base-emissor se comporta como uma curva de diodo. Questão: Explique a dependência observada de
tensão da base-emissor se comporta como uma curva de diodo. Questão: Explique a dependência observada de

Questão: Explique a dependência observada de I B com V CE para um V BE fixado.

22

22

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Curvas Características Curvas de ganho de Corrente

A uma temperatura fixa, CC aumenta até um valor máximo quando a corrente do coletor aumenta.

até um valor máximo quando a corrente do coletor aumenta. Nota: Veremos mais adiante que existem

Nota: Veremos mais adiante que existem circuitos polarizadores que compensam esta dependência do ganho de corrente com a corrente de coletor.

23

23

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Especificações

Os transistores de pequeno sinal podem dissipar 0,5 W ou menos. Todas as tensões são reversas e de ruptura. V CEO : tensão de coletor para o emissor com a base aberta. V CBO : tensão entre o coletor e a base com o emissor aberto. V EBO : tensão do emissor para a base com o coletor aberto. I C : corrente máxima CC do coletor. P D : potência máxima do componente. Exemplo:

Especificações máximas do 2N3904: V CEO = 40 V; V CBO = 60 V; V EBO = 6 V; I C = 200mA (CC); P D = 310 Mw

24

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Especificações Potência

A potência de um transistor pode ser calculada pela equação abaixo.

de um transistor pode ser calculada pela equação abaixo. P  V D I CE C

P V

D

I

CE

C

Exemplo:

Se um 2N3940 tiver um VCE = 20 V e IC = 10 mA, determine a potência deste componente.

Resp.: 200mW

25

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Circuitos Polarizadores

o Transistor como chave funcionamento nas regiões de corte e

saturação aplicações em circuitos digitais.

o

Transistor como amplificador funcionamento na região ativa.

o

Na amplificação de um sinal a única mudança deve ser na amplitude

da tensão ou da corrente ou de ambos (amplificador de potência)

ausência de distorções.

o Para sinal periódico (ex.: CA) a freqüência do sinal de entrada é

mantida após amplificação.

Importante:

Antes de aplicar o sinal na entrada, é necessário determinar o ponto de operação do transistor, também conhecido como ponto quiescente (Q) do transistor.

26

26

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Pontos de Operação

de Eletrônica Polarização – Pontos de Operação A : ausência de polarização e, portanto não

A: ausência de polarização e, portanto não funcionamento do circuito. B: variação da tensão e da corrente distante das regiões de corte e de saturação.

C: idem anterior, mas

próxima das regiões de corte e de sarturação. D: região muito próxima da região de ruptura ou queima” do transistor.

27

27

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Definição

Define-se polarização como sendo o estabelecimento dos valores das correntes de coletor, de base e tensão V CE , ou seja, o Ponto de Trabalho.

Escolha de Transistor, Tensões, Correntes e Resistências

Escolha de Transistor, Tensões, Correntes e Resistências Funcionamento do Transistor em uma das regiões da família

Funcionamento do Transistor em uma das regiões da família de curvas características (slide anterior)

Transistor em uma das regiões da família de curvas características (slide anterior) POLARIZAÇÃOPOLARIZAÇÃO 28 28

POLARIZAÇÃOPOLARIZAÇÃO

28

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Circuito Amplificador de pequenos sinais

O circuito da Figura abaixo apresenta duas componentes para o sinal aplicado à base

apresenta duas componentes para o sinal aplicado à base do transistor e presente no seu coletor:

do transistor e presente no seu coletor:

Nota: a configuração ao lado é instável devido à dependência do ganho () com I C e a temperatura.

- Componente CC

- Componente CA

Devido à validade do Teorema da Superposição é possível analisar o funcionamento deste circuito separando-se os efeitos produzidos pelos dois componentes (CC e CA). Os capacitores C 1 e C 2 impedem que a componente CC esteja presente nos terminais de entrada e de saída do amplificador.

29

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização

Exemplo 1:

Determine o nível de saturação do circuito da Figura abaixo, ou seja, o valor de I C considerando o transistor trabalhando na região da saturação (I Csat ).

de I C considerando o transistor trabalhando na região da saturação ( I C s a

Resp.: 5,45 mA

30

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização

Observe, na Figura abaixo, que a d.d.p. entre Coletor e Emissor é igual a d.d.p.

no ponto C (medida com respeito à referência), ou seja, V CE = V C, pois V E = 0.

), ou seja, V C E = V C , pois V E = 0 .

Questões: porque a d.d.p. V CE = V CC para o caso da base estar aberta? Em que região de sua polarização está o transistor?

31

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Linha de Carga

Utilizando a polarização pela base, tem-se:

Linha de Carga Utilizando a polarização pela base, tem-se: Observação: a expressão acima é obtida aplicando-se
Linha de Carga Utilizando a polarização pela base, tem-se: Observação: a expressão acima é obtida aplicando-se
Linha de Carga Utilizando a polarização pela base, tem-se: Observação: a expressão acima é obtida aplicando-se

Observação: a expressão acima é obtida aplicando-se a Lei de Kirchhoff na

malha de saída.

32

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Como obter a Linha de Carga

Parte 1:

Determinar a máxima corrente de coletor (Saturação):

Polarização – Como obter a Linha de Carga Parte 1: Determinar a máxima corrente de coletor
Polarização – Como obter a Linha de Carga Parte 1: Determinar a máxima corrente de coletor
Polarização – Como obter a Linha de Carga Parte 1: Determinar a máxima corrente de coletor

33

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Como obter a Linha de Carga

Parte 2:

Determinar a d.d.p. V CE quando a corrente de coletor é nula (Corte):

obter a Linha de Carga Parte 2: Determinar a d.d.p. V C E quando a corrente
obter a Linha de Carga Parte 2: Determinar a d.d.p. V C E quando a corrente
obter a Linha de Carga Parte 2: Determinar a d.d.p. V C E quando a corrente

34

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Características do circuito.

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Características do circuito. Polarização – Linha de Carga 35 35

Polarização Linha de Carga

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Características do circuito. Polarização – Linha de Carga 35 35

35

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Linha de Carga

Linha de carga para polarização fixa.

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Polarização – Linha de Carga Linha de carga para polarização

36

36

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Linha de Carga

Movimento do ponto Q com valores crescentes de I B .

de Eletrônica Polarização – Linha de Carga Movimento do ponto Q com valores crescentes de I

37

37

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Linha de Carga

Efeito do aumento no valor de R C na reta de carga e no ponto Q.

Eletrônica Polarização – Linha de Carga Efeito do aumento no valor de R C na reta

38

38

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Linha de Carga

Efeito da variação de V CC na reta de carga e no ponto Q.

de Eletrônica Polarização – Linha de Carga Efeito da variação de V C C na reta

39

39

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Linha de Carga

Exemplo:

Dada a linha de carga e o ponto Q da Figura abaixo, determine os valores exigidos de V CC , R C e R B para uma configuração fixa.

Q da Figura abaixo, determine os valores exigidos de V C C , R C e
Q da Figura abaixo, determine os valores exigidos de V C C , R C e

40

40

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Solução:

Polarização Linha de Carga

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Solução: Polarização – Linha de Carga 41 41
EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Solução: Polarização – Linha de Carga 41 41
EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Solução: Polarização – Linha de Carga 41 41
EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Solução: Polarização – Linha de Carga 41 41
EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Solução: Polarização – Linha de Carga 41 41

41

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Resistor de Emissor

Apartir da Figura abaixo e usando a malha de saída (ou do coletor), tem-se:

abaixo e usando a malha de saída (ou do coletor), tem-se: Circuito da malha coletor-emissor. V

Circuito da malha coletor-emissor.

V

CE

I

E

R

I

E

E

V

@ I

CC

C

I

C

R

C

I

C @

V

CC

V

CE

R

C

R

E

I Csat

V

CC

R

C

R

E

V

CEcorte

V

CC

0

42

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Resistor de Emissor

Circuito de polarização do TBJ com resistor de emissor.

de Eletrônica Polarização – Resistor de Emissor Circuito de polarização do TBJ com resistor de emissor.

43

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Linha de Carga

Linha de carga características do circuito.

– Fundamentos de Eletrônica Polarização – Linha de Carga Linha de carga características do circuito. 44

44

44

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Linha de Carga

Exemplo:

Para o circuito da Figura abaixo, determine I B ; I C ; V CE ; V C ; V E ; V B e V BC .

o circuito da Figura abaixo, determine I B ; I C ; V C E ;

45

45

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Solução:

Polarização Linha de Carga

I

C

@

20

0,7

1.10

3

430.10

3

– Linha de Carga I C @ 20  0,7 1.10 3  430.10 3 50

50

2,01

I

B

2,01.10

3

50

A

40,2

mA

– Linha de Carga I C @ 20  0,7 1.10 3  430.10 3 50
– Linha de Carga I C @ 20  0,7 1.10 3  430.10 3 50

46

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Solução:

Polarização Linha de Carga

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Solução: Polarização – Linha de Carga 47 47
EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Solução: Polarização – Linha de Carga 47 47
EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Solução: Polarização – Linha de Carga 47 47
EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica Solução: Polarização – Linha de Carga 47 47

47

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Linha de Carga

Exemplo:

Calcule o valor da corrente de saturação do coletor na Figura abaixo. A seguir, calcule a corrente do coletor para os valores CC = 100 e CC = 300.

Figura abaixo. A seguir, calcule a corrente do coletor para os valores  C C =

48

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Polarização Linha de Carga

Solução:

A corrente saturada do coletor é

I

Csat

15

910

100

14,9

mA

Quando CC = 100:

I

C

15

0,7

100

3

430.10 /100

3,25

mA

Quando CC = 300:

I

C

15

0,7

100

3

430.10 / 300

9,33

mA

 3 430.10 /100  3,25 mA Quando  C C = 300: I C 

49

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Recapitulação para a P1

Aula 1 Semicondutores

- Dopagem

- Impurezas

- Ionização

- Recombinação

Aula 2 Prática 1

- Circuito RC

- Determinação experimental da capacitância

- Fontes de erro experimental

- Influência da resistência interna do gerador de sinais

- Divisores de tensão e de corrente

- Influência da temperatura - Portadores de carga - Semicondutores e condutores - Potencial térmico

50

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Recapitulação para a P1

Aula 3 Diodos

- Barreira de Potencial

- Camada de depleção

- Modelos (ou aproximações)

- Correntes no diodo Aula 4 Prática 2

- Significado das d.d.p.s medidas pelo multímetro (modos AC e DC)

- Influência de R e C no retificador com filtro RC

- Influência da barreira de potencial sobre o sinal retificado Aula 5 Aplicações de diodos parte 1

- Retificadores

- Filtro RC

- Tensões e correntes no diodo: especificações técnicas

- Polarizações direta e reversa - LED e sensores de luminosidade

- Tensão de ruptura

- Curva característica

- Ondulação - PIV

51

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Recapitulação para a P1

Aula 6 Prática 3

- Regulador: critério para verificação do funcinamento

- Duplicador de tensão elétrica e dependência da carga

- Grampeador

Aula 7 Aplicações de diodos parte 2

- Reta de carga e Ponto Quiescente

- Projeto de regulador simples

- Diferentes aplicações: circuitos, formas de onda e especificação(ões) do(s) diodo(s) Aula 8 Prática 4

- Levantamento de curva característica de transistor

- Tensões e correntes em circuito polarizado por divisão de tensão na base

- Dependência com a temperatura

- Porta lógica a transistor

52

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Recapitulação para a P1

Aulas 9a 9b e 10 Lista de exercícios, Introdução aos transistores e Recapitulação

- Curvas características

- Princípio

- Ponto de Operação

- Regiões de operação

- Correntes e tensões em circuito polarizado

- Capacitores de acoplamento

- Polarização (significado)

- Especificações técnicas

Importante:

- Mais tópicos abordados devem ser verificados nas demais apresentações das aulas.

- Encontrar e estudar os capítulos correspondentes na Bibliografia básica.

- Existem exercícios propostos e resolvidos nos livros textos (ou com a resposta).

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Exercícios

Para os exercícios 1 e 2, assinale a alternativa correta.

1) O ganho de corrente de um transistor é definido como a razão da corrente do coletor pela

a. Corrente de base.

b. Corrente do emissor.

c. Corrente da fonte.

d. Corrente do coletor.

2) Se o valor do resistor da base for muito baixo, o transistor operará na

a. Região de corte.

b. Região ativa.

c. Região de saturação.

d. Região de ruptura.

54

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Exercícios

3) Quais são os valores da corrente de saturação e da tensão de corte na Figura abaixo?

de saturação e da tensão de corte na Figura abaixo? Resp.: I C s a t

Resp.:

I Csat = 10 mA;

V CEcorte = 30 V.

55

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Exercícios

4) Na Figura abaixo, qual será a tensão entre o coletor e o terra se o ganho de corrente for de 200?

qual será a tensão entre o coletor e o terra se o ganho de corrente for

Resp.:

V CE = 13,86 V.

56

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Exercícios

5) Qual é a tensão no coletor na Figura abaixo? E a tensão no emissor?

5) Qual é a tensão no coletor na Figura abaixo? E a tensão no emissor? Resp.:

Resp.:

V C = 10 V; V E = 1,8 V.

57

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Exercícios

6) Para o circuito ao lado, determine, I B , R B , R C , I E e R E .

Dados do Transistor V BE = 0,7 V

Dados do Projeto V CC = 10 V

= 100

V CE = 50% de V CC

V RE = 10% de V CC

I C = 20 mA

C C = 10 V  = 100 V C E = 50% de V C

58

EN 2701 Fundamentos de Eletrônica

EN 2701 – Fundamentos de Eletrônica

Exercícios

12) A configuração com polarização do emissor da Figura a seguir tem as seguintes especificações I CQ = 0,5.I Csat , com I Csat = 8 mA, V C = 18 V e = 110. Determine R C , R E e R B .

18 V e  = 110. Determine R C , R E e R B .

Resp.:

R C = 2,5 kW R E = 1 kW R B = 639,8 kW

59