You are on page 1of 40

AR-CONDICIONADO

Linha Mini Split

LEIA O MANUAL DO USUÁRIO ATENTAMENTE ANTES DE UTILIZAR O PRODUTO

MANUAL DE INSTALAÇÃO
PISO TETO

CAPACIDADES
24000 BTU/h 36000 BTU/h 48000 BTU/h 60000 BTU/h FRIO QUENTE/FRIO

O novo grau de conforto

www.rheem.com.br

Parabéns por escolher a Rheem.
Os condicionadores de ar são aparelhos que devem ser instalados por profissionais técnicos. Este Manual de Instruções é a versão para fins universais referente aos modelos de Split do tipo Piso Teto fabricados para nossa empresa. A aparência da unidade que você adquiriu pode ser ligeiramente diferente daquelas descritas neste Manual, mas isso não afeta sua operação e utilização corretas. Leia atentamente as seções referentes ao modelo específico a ser instalado e conserve corretamente este Manual, de modo a facilitar sua consulta posterior. Atenção: A RHEEM do Brasil tem como política o contínuo desenvolvimento de seus produtos, e se reserva o direito de mudar suas especificações e desenhos sem prévio aviso Recomendamos que a instalação e manutenção dos equipamentos especificados neste manual, devem ser realizadas por Empresas Credenciadas. A não observância e/ou adoção dos procedimentos, apresentados neste manual, poderá implicar no cancelamento da garantia do produto.

ÍNDICE
Dimensões ______________________________________________ 03 Escolha do local de instalação da unidade interna _____________ 04 Escolha do local de instalação da unidade externa _____________ 05 Instalação das unidades ___________________________________ 07 Conexão das tubulações e vácuo ___________________________ 10 Conexão elétrica_________________________________________ 16 Acabamentos ____________________________________________ 16 Realização de testes ______________________________________ 17 A unidade foi instalada corretamente? _______________________ 17 Funções autodiagnósticas _________________________________ 19 Cuidados com as tubulações _______________________________ 20 Dados técnicos - Ar Frio ___________________________________ 21 Dados técnicos - Ar Quente/Frio ____________________________ 23 Diagramas elétricos ______________________________________ 25

02

DIMENSÕES

MODELO / COTA RB1PT24AC RB1PT24HP RB1PT36AC RB1PT36HP RB1PT48AC RB1PT48HP RB1PT60AC RB1PT60HP

A 1270 1270 1270 1270 1850 1850 1850 1850

B 225 225 225 225 225 225 225 225


C 635 635 635 635 635 635 635 635

D 1090 1090 1090 1090 1635 1635 1635 1635

E 280 280 280 280 280 280 280 280

LIMITES DE ALTURA DAS UNIDADES INTERNA E EXTERNA • Tanto a unidade interna quanto a unidade externa poderão ficar mais elevadas, mas a diferença na altura deverá atender às exigências indicadas. • Tente reduzir ao máximo a curvatura das tubulações, para evitar uma possível diminuição do rendimento das unidades.

• Utiliza sifão a cada 05 metros de tubulação quando a unidade condensadora estiver acima da unidade evaporadora. • As tubulações dever ser dimensionadas conforme recomendações do fabricante, para condições divergentes às recomendações anotadas, deverá ser consultado o fabricante

AR-CONDICIONADO Linha Mini Split
03

ESCOLHA DO LOCAL DE INSTALAÇÃO DA UNIDADE INTERNA
Seleção das posições de instalação da unidade interna
• Instale em um local onde o ar insulflado possa circular de maneira uniforme em todo o ambiente. • Evite o bloqueio da entrada ou da saída de ar da unidade interna. • Evite muita fumaça ou óleo ou vapor. • Evite a possível geração, afluência, permanência ou vazamento de gases inflamáveis. • Evite instalações de alta-frequência (próximo a reatores e lâmpadas). • Não instale um alarme de incêndio perto da saída de ar. • Evite locais em que soluções ácidas sejam usadas com frequência.

Preparo antes da instalação
Unidade interna (Instale a unidade no teto.) A - Pino de suspensão B - Porca C - Arruela de mola D - Arruela plana E - Rack de instalação F - Pino de expansão
Se as condições não permitirem, considere o método a seguir conforme as figuras abaixo: Fig. 2 e Fig. 3.

obserVação
Depois de instalar o componente pré-colocado, tinta antiferrugem deve ser aplicada à superfície uma ou duas vezes antes do uso da tinta de superfície.

04

evitando sua quebra/ desbalanceamento.ESCOLHA DO LOCAL DE INSTALAÇÃO DA UNIDADE EXTERNA Seleção das posições de instalação da unidade EXterna • Instale em locais onde os ruídos feitos pela unidade não afetem os vizinhos. 4). • Não instale em locais em que possa ocorrer vazamento de gases inflamáveis. . • Observe os espaços para as conexões e manutenções. • Evite locais onde há incidência de ventos sobre a hélice. • Veja abaixo os limites permitidos de instalação (Fig. AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 05 • Instale a unidade em locais em que não fique exposta a chuva ou a luz do sol direta e em locais com boa ventilação.

as unidades podem ser instaladas. OBSERVAÇÃO Se a unidade não estiver normal. a embalagem da unidade deve ser aberta para verificação para evitar que produtos com defeito entre no mercado. A energia deve ser controlada por disjuntor exclusivo. 2. Base de concreto • A base de concreto/suporte devem ser fortes. Verificação da unidade Antes da instalação. verifique as especificações de capacidade de energia. o procedimento de verificação deve ser o seguinte: 1. o cabo de alimentação e o disjuntor para garantir que a unidade fique de acordo com a solicitação de segurança. Verificação de energia da unidade 1. Verifique se o nome. certifique-se de que o manual do usuário e acessórios estejam em conformidade com a lista da embalagem. especificação e o tipo da unidade atendem as exigências.Preparo da instalação Unidade externa Instale a unidade no chão ou em suportes apropriados. 2. 06 . firmes e sem inclinações. A capacidade da superfície de apoio deve ser o dobro do peso inativo das unidades. Antes de instalar a unidade. • Depois que a base de concreto estiver completamente seca. o instalador deve recusar-se a instalar a unidade. • A base de concreto deve possuir uma canaleta de dreno ao redor. Verifique se a superfície está danificada ou úmida quando a embalagem for aberta.

nivele a unidade e aperte-a com as porcas M8 (Fig. c. c. d.INSTALAÇÃO DAS UNIDADES Unidade externa 2 . confirme o melhor local de instalação.Instale a unidade na parede: a. AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 07 1 . Unidade interna 1 . ajuste os pinos. ajuste o nível da unidade e aperte os pinos (Fig. . ajuste o nível da unidade. b.Aperte a unidade externa na fundação com as porcas. 7). 2 . conecte o pino de expansão no orifício de instalação da unidade. 6). 5).Instale a unidade no teto: a. assegure-se de que o pino de expansão M8 da pré-instalação esteja firme. use o nível (Fig. b.Fixe a unidade na base.

2. com um diâmetro de 65 mm (2-3/5”) e o orifício da borda externa 5-10 mm (1/5-/5”) mais baixo (Fig. Consulte o torque de aperto para fazer a conexão das tubulações. Observação Use chave e contra chave. 08 . As tubulações devem estar limpas e não ter pó. Perfuração dos orifícios na parede Perfure os orifícios em pontos ligeiramente abaixo da placa de montagem. de forma que a água condensada possa escorrer continuamente para fora. na medida da espessura da parede mais 3-5 mm (1/10-1/5”). Conecte as tubulações Centralize dois tubos juntos quando fizer a conexão dos alargadores (Fig. 3. 2). Fig. 2 Fixe com fita adesiva 5-10 mm (1/5-2/5”) mais baixo Flange da Tubulação Parede tubulação da parede Exterior Interior 2. Antes de instalar o tubo de conexão. 8). e insira a tubulação conforme ilustrado na Fig. Corte no comprimento adequado a tubulação que atravessará a parede.1. é necessário verificá-lo.

4. Verifique se a unidade principal ficou corretamente nivelada. Tubo de conexão Tubo de parede Tubo de drenagem Fios de conexão DIMENSÕES PARA A INSTALAÇÃO DE UNIDADES EM PARALELO AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 09 . A tubulação de drenagem não deverá se curvar para cima. Inspeção a. Verifique se os ganchos superiores e inferiores ficaram firmemente encaixados. A tubulação de drenagem deverá ficar na parte de baixo da tubulação através da parede. b.Utilize óleo de refrigeração para montagem das porcas/conexões. c. d.

m) 49. de forma a garantir os torques de aperto corretos conforme tabela abaixo. m) Tabela 02 . Tabela 01 . m) 61.60 N .90 N .575 .CONEXÃO DAS TUBULAÇÕES E VÁCUO Conexão das tubulações • Não deverá ser permitida a entrada de poeira. materiais estranhos. m) 32.07 kgf .20 ~ 118.1/4 9.7 .33 ~ 4.3/8 12.30 ~ 7.80 ~ 75.16 kgf .70 kgf . m (1.20 N .44 ~ 1.50 ~ 60. ar ou umidade no sistema de condicionamento do ar. Tente evitar ao máximo o excesso de curvas.0 . m (5. A conexão das tubulações deverá ser realizada com ferramentas adequadas.53 . m (3.10 kgf .30 N .27 .225 .1.04 ~ 6.70 ~ 39.40 N .Dimensionamento da tubulação 10 .Torque exercido pela ferramenta utilizada Tamanho mm 6.20 ~ 17. A conexão da tubulação com a unidade externa deverá ser realizada com o máximo de atenção. m (9.1/2 16. caso contrário poderá haver endurecimento ou rachadura das tubulações de cobre. m (6.76 kgf .7/8 28. m) 97.3/4 22.90 ~ 12.1/8 Torque 14.35 .5/8 19.

feche a válvula do lado de baixa pressão do coletor e desligue a bomba de vácuo. 2. Desconecte as mangueiras de serviço e reinstale o tampão da válvula de carga. 8 Unidade interna Unidade externa Válvula tripla Válvula dupla Manômetro Porca de união Tampa obturadora Abertura Haste Válvula de carga Mangueira de serviço Bomba de vácuo AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 11 . • A aplicação de loops é aceitável desde que possua o mesmo comprimento equivalente a 2 (dois) metros Fig. usando uma chave para válvulas. 4. 5. usando as mangueiras de serviço conforme ilustrado na Fig. 3.• É obrigatório que a tubulação possua comprimento linear mínimo de 2 (dois) metros. Fig. Retire as tampas obturadoras e abra totalmente a válvula dupla e a válvula tripla. Conecte o manômetro e a bomba de vácuo à válvula de carga. acionando em seguida a bomba de vácuo. Uma vez atingido o vácuo desejado. até que a pressão caia abaixo de 67 kPa (aproximadamente 500 microns/medir com vacuômetro). Vacuômetro Fig. Abra a válvula do lado de baixa pressão do manômetro do coletor. Aperte as tampas obturadoras da válvula dupla e da válvula tripla. 7. 8. Provoque o vácuo na unidade interna e nas tubulações de conexão. 7 Loop Purga do ar com a bomba de vácuo 1.

Pressão x tempo do processo de vácuo I Ponto de vácuo máximo (500 μm Hg). II Pressão estabilizada (em torno de 700 μm Hg). ou seja. indica que a condição ideal foi atingida. V Se a pressão não se estabilizar e continuar aumentando. sistema seco e com estanqueidade (sem fugas). III Tempo mínimo para estabilização: 20 minutos. indica vazamento (fugas no sistema). indica que há umidade no sistema. IV Se a pressão estabilizar-se apenas nessa faixa. Deve-se então quebrar o vácuo com a circulação de nitrogênio e após reiniciar o processo de vácuo.Gráfico 01 . 12 .

consulte a tabela 03. para examinar cuidadosamente se alguma das conexões está vazando. AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 13 . Tabela 03 . Este passo é importante para se confirmar a qualidade da instalação. quanto ao volume adicional.Carga adicional de gás refrigerante R-22 Em nossos equipamentos o óleo utilizado é o mineral CP32-RF Inspeção quanto a vazamentos Uma vez concluída a conexão das tubulações. use um aparelho de inspeção quanto a vazamentos ou água com sabão.5 metros de comprimento. Esta operação só poderá ser realizada por um profissional técnico. Superaquecimento Trata-se da faixa de trabalho de rendimento e segurança para o sistema de refrigeração. Com ele é possível garantir que o evaporador terá fluído suficiente para realizar a troca com a massa de ar injetada pelo ventilador e garante ainda que todo o liquido refrigerante seja evaporado e chegue ao compressor somente em sua forma gasosa realizando ainda o resfriamento dos enrolamentos elétricos. a correção adequada deverá ser realizada imediatamente. Caso seja constatado algum vazamento.Adição de refrigerante e óleo lubrificante Será necessário adicionar mais refrigerante se a tubulação medir mais de 7.

72 PSIg converta a pressão em temperatura 12 OC 5 OC 7 OC Superaquecimento = 7 OC Descarga Sucção Manômetro Compressor • Tsucção = Temperatura de sucção – lida diretamente na linha de sucção utilizando-se do termopar... mas a faixa aceitável é de 4°C a 9°C... SA = Tsucção – (Tevap) Se SA for menor do que 4OC – Retirar fluído refrigerante Se SA for maior do que 9OC – Adicionar fluído refrigerante 14 ..• Para isto você vai precisar instalar um Termopar na tubulação de sucção de 10 a 20 cm antes da conexão do compressor... • Com o auxilio do Conj.. • Tevap = Temperatura de evaporação – obtida através da pressão lida no manômetro de baixa e consultando a tabela de pressão x temperatura de saturação do R22.. Manômetros e uma tabela de Pressão x Temperatura do fluído saturado realizaremos esta tarefa. Exemplo: Evaporador Termopar Leia a temperatura da sucção no bulbo 12 OC Obtenha a pressão de sucção. prender a ponta do sensor com fita adesiva e isolar.... • A faixa ideal de superaquecimento é de 5°C a 7°C.

(Consulte a Fig. • Quando o tubo de dreno for longo.Instalação do dreno Exigências de instalação. um teste de vazamento deve ser feito. ajuste o suporte para proteger o tubo. Assegure-se de que não haja vazamento e que o dreno esteja regular. • A parte interna do tubo de dreno deve ser coberta com isolamento térmico. • Inclinação do tubo de drenagem ≥ 1%. • Depois que o tubo de dreno for instalado. 12). AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 15 .

• Recomendamos a consulta de eletricista. O aparelho deve ser instalado de acordo com as Normas Técnicas vigentes (NBR 5410). 10). 2. terá que ser substituído pelo fabricante ou um técnico autorizado. para evitar riscos. Verifique se a conexão foi firmemente realizada (Fig. Caso o modelo não tenha tomada. 3. 9 Placa de pressão do fio Gaveta Parafuso Fig. Retire a tampa da unidade externa.CONEXÃO ELÉTRICA 1. caso houver divergência entre os dados de referência. 9). 16 . Use a placa compressora para fixar os fios firmemente e reinstale a tampa. A tomada deverá ficar acessível após a instalação do aparelho. Capacidade (BTU/h) Tensão( V ) / Hz N° Fases Disjuntor Fig. Observação: Não conecte incorretamente os fios. caso contrário serão provocados problemas elétricos e até mesmo avarias da unidade. Acoplador normal: conecte os fios de alimentação e controle internos aos fios externos correspondentes. Se o cabo de alimentação elétrica estiver danificado. Acoplador rápido: Conecte diretamente os acopladores rápidos aos acopladores rápidos interno e externo. • Referência baseada em tensão nominal de 220 Volts / 60 Hz (sem carga). depois de desmontar a caixa de conexões da unidade externa (Fig. 10 24000 36000 48000 48000 48000 60000 60000 60000 220 / 60 220 / 60 220 / 60 220 / 60 380 / 60 220 / 60 220 / 60 380 / 60 1 1 1 3 3 1 3 3 20 25 32 25 15 40 32 20 • Tabela de referência para disjuntor de curva “ C “. de acordo com o esquema elétrico. deverá ser acrescentado um disjuntor cujos contatos fiquem separados pelo menos 3mm.

• Vede as frestas entre a tubulação e o orifício aberto na parede.ACABAMENTOS AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 17 • Envolva as tubulações com fita de etileno bem apertada. • Fixe as tubulações assim protegidas na parede externa. • Caso a unidade seja usada em locais onde haja geração de gases venenosos ou . • Locais onde haja muitos borrifos de óleo. para impedir entrada de água da chuva. A UNIDADE FOI INSTALADA CORRETAMENTE? Local de Instalação Adequado Existe alguma coisa que impeça a ventilação ou prejudique o funcionamento na frente da unidade interna? Não instale a unidade nos seguintes lugares: • Onde possa haver vazamento de gases inflamáveis. usando meias-braçadeiras. • Verifique se há algum vazamento do refrigerante. • Verifique se a estabilização da temperatura ambiente e as regulagens do temporizador estão funcionando. • Verifique se ocorrem ruídos ou vibrações anormais durante o funcionamento. REALIZAÇÃO DE TESTES • Conecte a fonte de alimentação elétrica e verifique se as teclas seletoras das funções do controle remoto estão funcionando corretamente. • Verifique se a drenagem se processa uniformemente.

fixe a unidade instalando coxins antivibração entre o aparelho e os componentes de fixação. nosso serviço credenciado. • Os objetos muito próximos dos pontos de admissão e exaustão da unidade externa provocarão o funcionamento inadequado ou a elevação do ruído de funcionamento. O condicionador poderá ser usado sem grandes preocupações. 18 . o interior do condicionador de ar ficará sujo após algum tempo de funcionamento. Preste atenção ao ruído gerado pelo funcionamento • Ao instalar a unidade. escolha um local que suporte adequadamente o peso do aparelho e não aumente o ruído ou vibração decorrentes do funcionamento. porém não deve superar 180 dias. • Recomendamos realizar a inspeção e a manutenção durante as estações em que o condicionador não é utilizado. ou em áreas costeiras onde fique exposta a maresia. • O intervalo da manutenção preventiva periódica tem relação direta com o ambiente e tempo de funcionamento do equipamento. • Drene a água que se acumula na unidade interna para um local que facilite o descarte. • O condicionador de ar e o controle remoto deverão ficar a 1 metro de distância ou mais de televisores ou aparelhos de rádio. durante um período mais prolongado. se houver a possibilidade da vibração ser transmitida ao edifício. Recomenda-se a inspeção e a manutenção. caso perceba sons irregulares durante o funcionamento. está apto a realizar a análise e propor o intervalo adequado. caso haja o uso constante do equipamento deverá existir um intervalo menor (mensal/bimestral/trimestral). • Consulte o seu distribuidor. acarretando a redução do rendimento. • Consulte o seu revendedor ou qualquer uma das empresas credenciadas Rheem para inspeção e manutenção preventiva periódica. Consulte o seu distribuidor. além da limpeza normal.aquecidos. a corrosão poderá provocar defeitos. Mais especificamente. Inspeção e Manutenção • Conforme as condições de manutenção e o ambiente de funcionamento. • Escolha um lugar onde o ar quente e o ruído gerados pelo funcionamento não incomodem os vizinhos. Não obstrua os pontos de admissão e exaustão.

E8 Piscando 9 vezes / 11 segs. E6 Piscando 7 vezes / 9 segs. sensor serpentina EVAP (iluminando) Sem realimentação do Piscando 5 vezes / 7 segs. para obter ajuda. E7 Piscando 8 vezes / 10 segs. motor do ventilador Sinal de passagem zero/./ Piscando 4 vezes / 6 segs. falta de energia Falha de comunicação entre as unidades Proteção contra superaquecimento Falha da bomba d’água Piscando 6 vezes / 8 segs. Informações de autoverificação Códigos de autoverificação do luminotron (código de autoverificação do led indicador) Código autoverificação digital (código de autoverificação da tela policromática) Indicação de Piscando 1 vez por descongelamento segundo Indicação de defesa contra Piscando 1 vez / vento frio 3 segundos Falha do sensor da temperatura ambiente Falha do sensor da serpentina EVAP Apresenta “dF” ou mensagem indicando o descongelamento Imagem de uma hélice do ventilador parado E2 E3 E4 E5 Piscando 2 vezes / 4 segundos Piscando 3 vezes / 5 segs.) Anormalidade da unid. exter. (Piscando 1 vezes / 8 segs. Você poderá consultar o Manual do Usuário ou entrar em contato com o revendedor ou serviço autorizado. mas alguns aparelhos são especiais. E9 Observação: As informações de autoverificação acima se referem normalmente à maioria dos nossos condicionadores de ar.FUNÇÕES AUTODIAGNÓSTICAS AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 19 • Nossos condicionadores de ar são equipados com um sistema de autodiagnóstico que apresenta informações sobre as condições dos aparelhos. .

Utilize uma polia para manter o raio de curvatura permitido.CUIDADOS COM AS TUBULAÇÕES Para manter o raio de curvatura permitido. Utilize a roda de curvar para evitar a dobra incorreta. A extensão exagerada dos tubos flexíveis pode resultar em curvas irregulares. certifique-se de segurar os tubos flexíveis enrolados na vertical. ao expandi-los. Sobre comprimento da tubulação macia levará a dobragem irregular. não sendo permitidos. Mantenha os raios de curvatura mínimos durante a instalação. Não expanda apenas uma das pontas dos tubos flexíveis enrolados. Uma curva muito apertada pode danificar os tubos. Tubos flexíveis muito curtos terão raios de curvatura insuficientes. 20 . Utilize um disco de torção para evitar uma curvatura inadequada.

9 1270 x 660 x 226 40 45 Axial 135 Horizontal Rotativo 927 x 700 x 368 58 60 65 1. 36000 220/60/1 10580 (36.4 849.300 3/8” 3/4” DN 20 48000 220/60/1 14064 (48.6 2098.800 1/2” 3/4” DN 20 Alimentação Elétrica Capacidade Modo Refrigeração Consumo de Energia Modo Refrigeração Corrente de Entrada Modo Refrigeração EER Alta Velocidade Vazão de Ar Unidade Interna Média Velocidade Baixa Velocidade Alta Velocidade Ruído da Unidade Interna Média Velocidade Baixa Velocidade Tipo Motor e Ventilador da Unidade Interna Dimensão da Unidade Interna Massa Líquida da Unid.64 1597 1495.800 1/2” 3/4” DN 20 48000 220/60/3 14064 (48.1 1300 55 53 50 Centrífugo 280 1.8 1002.6 2098.64 1197.8 57 54 50 Centrífugo 445 2 1800 x 660 x 225 60 65 Axial 180 Vertical Scroll 736 x 800 x 736 68 96 111 3.000BTU/h) 5800 17.500 3/8” 5/8” DN 20 Watts Direção da Saída do AR mm dB (A) kg kg g Polegada Polegada mm AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 21 PaRÂMETROS TÉCNICOS UNIDaDES CapaCIDaDE .3 1902. temperatura do bulbo úmido 19ºC.3 1902.AR FRIO AR FRIO 24000 220/60/1 7032 (24.8 57 54 50 Centrífugo 380 1.000BTU/h) 4000 18.27 1270 x 660 x 226 45 50 Axial 400 Vertical Scroll 622 x 800 x 622 65 86 101 2.5 52 49 47 Centrífugo Watts Ampère mm kg kg Tipo Motor e Ventilador da Unidade Externa Compressor Dimensão da Unidade Externa Nível de Ruído Unidade Externa Massa Líquida da Unidade Interna Massa Bruta da Unidade Externa Refrigerante / R22 Conexão Líquido (Ø) Conexão Sucção (Ø) Conexão de Dreno Observar condições de teste Refrigeração: temperatura de bulbo seco interna 27ºC.00 2.42 2395.000BTU/h) 2815 11. Interna Consumo de Energia Tipo LxAxP Consumo de Energia Corrente de Energia LxAxP V / F / Hz Watts Watts Ampère W/W m3/h m3/h m3/h dB (A) dB (A) dB (A) 200 0.00 2.72 1800 x 660 x 225 60 65 Axial 300 Vertical Scroll 736 x 800 x 736 68 96 111 3.000BTU/h) 5800 27. temperatura de bulbo úmido 24ºC.42 2395. Interna Massa Bruta da Unid.DADOS TÉCNICOS . temperatura de bulbo seco externa 35ºC.50 2.85 2.

DADOS TÉCNICOS .59 2803.73 1800 x 660 x 254 60 65 Axial 180 Vertical Scroll 736 x 800 x 736 68 96 111 3. temperatura do bulbo úmido 19ºC.59 2803.8 1800 x 660 x 226 60 65 Axial 600 Vertical Scroll 736 x 800 x 736 68 96 111 4. temperatura de bulbo úmido 24ºC.000BTU/h) 6800 12. temperatura de bulbo seco externa 35ºC.800 1/2” 3/4” DN 20 60000 220/60/3 17580 (60.3 1902.5 2098.59 2803.00 2.800 1/2” 3/4” DN 20 Consumo de Energia Corrente de Energia LxAxP Direção da Saída do AR 22 .2 58 55 51 Centrífugo 600 2. UNIDaDES V / F / Hz Watts Watts Ampère W/W m3/h m3/h m3/h dB (A) dB (A) dB (A) Watts Ampère mm kg kg Consumo de Energia Tipo LxAxP mm dB (A) kg kg g Polegada Polegada mm Watts CapaCIDaDE 48000 380/60/3 14064 (48.000BTU/h) 6800 20.5 2098.3 2497.6 2098.5 2098.800 1/2” 3/4” DN 20 60000 380/60/3 17580 (60.42 2395.90 2.2 58 55 51 Centrífugo 600 2.000BTU/h) 6800 30.3 2497.3 2497.AR FRIO AR FRIO PaRÂMETROS TÉCNICOS Alimentação Elétrica Capacidade Modo Refrigeração Consumo de Energia Modo Refrigeração Corrente de Entrada Modo Refrigeração EER Alta Velocidade Vazão de Ar Unidade Interna Média Velocidade Baixa Velocidade Alta Velocidade Ruído da Unidade Interna Média Velocidade Baixa Velocidade Tipo Motor e Ventilador da Unidade Interna Dimensão da Unidade Interna Massa Líquida da Unid.8 57 54 50 Centrífugo 445 2 1800 x 660 x 225 60 65 Axial 180 Vertical Scroll 736 x 800 x 736 68 96 111 3.73 1800 x 660 x 254 60 65 Axial 180 Vertical Scroll 736 x 800 x 736 68 96 111 3.800 1/2” 3/4” DN 20 60000 220/60/1 17580 (60.000BTU/h) 5800 10.2 58 55 51 Centrífugo 400 1. Interna Massa Bruta da Unid.50 2. Interna Tipo Motor e Ventilador da Unidade Externa Compressor Dimensão da Unidade Externa Nível de Ruído Unidade Externa Massa Líquida da Unidade Interna Massa Bruta da Unidade Externa Refrigerante / R22 Conexão Líquido (Ø) Conexão Sucção (Ø) Conexão de Dreno Observar condições de teste Refrigeração: temperatura de bulbo seco interna 27ºC.8 2.

27 1270 x 660 x 226 45 50 Axial 400 Vertical Scroll 622 x 800 x 622 65 100 115 2. temperatura do bulbo úmido 15ºC.00 26.3 1902.000BTU/h) 7707 (26.600BTU/h) 5800 5700 27.42 2.4 849.42 2395.300BTU/h) 2815 2500 11.000BTU/h) 15415 (53. Aquecimento: temperatura de bulbo seco interna 20ºC. temperatura de bulbo úmido 24ºC.72 1800 x 660 x 225 60 65 Axial 300 Vertical Scroll 736 x 800 x 736 68 106 122 4. temperatura de bulbo seco externa 35ºC.20 2. Refrigeração: temperatura de bulbo seco interna 27ºC.6 2098.8 57 54 50 Centrífugo 380 1.64 2.600BTU/h) 5800 5700 27.8 57 54 50 Centrífugo 445 2 1800 x 660 x 225 60 65 Axial 180 Vertical Scroll 736 x 800 x 736 68 106 122 4. AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 23 PaRÂMETROS TÉCNICOS UNIDaDES 24000 36000 48000 48000 .8 1002. temperatura de bulbo úmido 6ºC.64 2.00 2.9 1270 x 660 x 226 40 45 Axial 135 Horizontal Rotativo 927 x 700 x 368 58 60 65 1.42 2395.000BTU/h) 15415 (53.850 3/8” 5/8” DN 20 220/60/1 10548 (36.1 1300 55 53 50 Centrífugo 280 1.DADOS TÉCNICOS .000 1/2” 3/4” DN 20 220/60/1 14064 (48.00 17.3 1902.AR QUENTE/FRIO AR QUENTE / FRIO Alimentação Elétrica Capacidade Modo Refrigeração Capacidade Modo Aquecimento Consumo de Energia Modo Refrigeração Consumo de Energia Modo Aquecimento Corrente de Entrada Modo Refrigeração Corrente de Entrada Modo Aquecimento EER COP Alta Velocidade Vazão de Ar Unidade Interna Média Velocidade Baixa Velocidade Alta Velocidade Ruído da Unidade Interna Média Velocidade Baixa Velocidade Motor e Ventilador da Unidade Interna Dimensão da Unidade Interna Massa Líquida da Unidade Interna Massa Bruta da Unidade Interna Tipo Motor e Ventilador da Unidade Externa Compressor Dimensão da Unidade Externa Nível de Ruído Unidade Externa Massa Líquida da Unidade Interna Massa Bruta da Unidade Externa Refrigerante / R22 Conexão Líquido (Ø) Conexão Sucção (Ø) Conexão de Dreno Consumo de Energia Tipo LxAxP mm dB (A) kg kg g Polegada Polegada mm Watts Direção da Saída do AR Tipo Consumo de Energia Corrente de Energia LxAxP Watts Ampère mm kg kg V / F / Hz Watts Watts Watts Watts Ampère Ampère W/W W/W m3/h m3/h m3/h dB (A) dB (A) dB (A) 220/60/1 7032 (24..6 2098.64 1597 1495. temperatura de bulbo seco 7ºC.00 2.600BTUh) 4000 3800 18.5 52 49 47 Centrífugo 200 0.500 3/8” 3/4” DN 20 220/60/1 14064 (48.42 2.36 2.00 26.000BTU/h) 11020 (37.64 1197. temperatura do bulbo úmido 19ºC.000 1/2” 3/4” DN 20 CapaCIDaDE Observar condições de teste.85 11.

AR QUENTE/FRIO AR QUENTE / FRIO PaRÂMETROS TÉCNICOS Alimentação Elétrica Capacidade Modo Refrigeração Capacidade Modo Aquecimento Consumo de Energia Modo Refrigeração Consumo de Energia Modo Aquecimento Corrente de Entrada Modo Refrigeração Corrente de Entrada Modo Aquecimento EER COP Alta Velocidade Vazão de Ar Unidade Interna Média Velocidade Baixa Velocidade Alta Velocidade Ruído da Unidade Interna Média Velocidade Baixa Velocidade Motor e Ventilador da Unidade Interna Dimensão da Unidade Interna Massa Líquida da Unidade Interna Massa Bruta da Unidade Interna Motor e Ventilador da Unidade Externa Compressor Dimensão da Unidade Externa Nível de Ruído Unidade Externa Massa Líquida da Unidade Interna Massa Bruta da Unidade Externa Refrigerante / R22 Conexão Líquido (Ø) Conexão Sucção (Ø) Conexão de Dreno Tipo Consumo de Energia Tipo LxAxP mm dB (A) kg kg g Polegada Polegada mm Watts Direção da Saída do AR Tipo Consumo de Energia Corrente de Energia LxAxP Watts Ampère mm kg kg UNIDaDES V / F / Hz Watts Watts Watts Watts Ampère Ampère W/W W/W m3/h m3/h m3/h dB (A) dB (A) dB (A) CapaCIDaDE 48000 380/60/3 14064 (48.8 60 65 50 Centrífugo 445 2 1800 x 660 x 225 63 68 Axial 180 Vertical Scroll 736 x 800 x 736 68 106 122 4.5 2098.00 10.3 2497.000BTU/h) 6800 6000 30.59 2. temperatura do bulbo úmido 19ºC. temperatura do bulbo úmido 15ºC.73 1800 x 660 x 226 69 74 Axial 180 Vertical Scroll 736 x 800 x 736 68 106 122 4.80 18.6 2098.000BTU/h) 6800 6100 20.3 1902.3 2497. temperatura de bulbo úmido 24ºC.59 2803.90 27.42 2395.000 1/2” 3/4” DN 20 60000 220/60/1 17580 (60.5 2098.90 2.73 1800 x 660 x 226 69 74 Axial 180 Vertical Scroll 736 x 800 x 736 68 106 122 4.59 2803.60 2. 24 .2 60 65 51 Centrífugo 600 2.800 1/2” 3/4” DN 20 Observar condições de teste.000BTU/h) 15415 (52.800 1/2” 3/4” DN 20 60000 380/60/3 17580 (60.59 2.000BTU/h) 6800 6100 12.59 2803. Refrigeração: temperatura de bulbo seco interna 27ºC.70 2.8 1800 x 660 x 226 69 74 Axial 600 Vertical Scroll 736 x 800 x 736 68 106 122 4. temperatura de bulbo úmido 6ºC.2 60 65 51 Centrífugo 400 1.3 2497.5 2098.800 1/2” 3/4” DN 20 60000 220/60/3 17580 (60. temperatura de bulbo seco 7ºC.50 9.000BTU/h) 18756 (64.42 2.000BTU/h) 18756 (64. temperatura de bulbo seco externa 35ºC.20 2.2 60 65 51 Centrífugo 600 2.000BTU/h) 18756 (64.DADOS TÉCNICOS .59 2. Aquecimento: temperatura de bulbo seco interna 20ºC.600BTU/h) 5800 5700 10.

RB1PT24AC2BEU RB1PT36AC2BEU RB1PT48AC2BEU RB1PT60AC2BEU AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 25 .000. 36. 60.DIAGRAMAS ELÉTRICOS UNIDADE INTERNA 24.000 (BTU/h) FRIO 220V / 60Hz / 1 F NOTA: O circuito de entrada de força deverá ser dimensionado por profissional habilitado e é de responsabilidade do cliente. esta unidade deverá possuir um interruptor de energia para desligar a unidade em serviço de manutenção e estar de acordo com o Regulamento Nacional de Instalações Elétricas (NBR 5410). 48.000.000.

(BTU/h) FRIO 220V / 60Hz / 1 F 26 RB1PT24AC2BEU .UNIDADE EXTERNA 24.000.

000. 60. 48.UNIDADE EXTERNA 36.000.000 (BTU/h) FRIO 220V / 60Hz / 1 F RB1PT36AC2BCU RB1PT48AC2BCU RB1PT60AC2BCU 27 AR-CONDICIONADO Linha Mini Split .

60.000.000 (BTU/h) QUENTE/FRIO 220V / 60Hz / 1 F 28 RB1PT24HP2BEU RB1PT36HP2BEU RB1PT48HP2BEU RB1PT60HP2BEU .000.UNIDADE INTERNA 24.000. 36. 48.

UNIDADE EXTERNA 24.000 (BTU/h) QUENTE/FRIO 220V / 60Hz / 1 F RB1PT24HP2BCU AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 29 .

000 (BTU/h) QUENTE/FRIO 220V / 60Hz / 1 F 30 RB1PT36HP2BCU .UNIDADE EXTERNA 36.

UNIDADE EXTERNA 48.000 (BTU/h) QUENTE/FRIO 220V / 60Hz / 1 F RB1PT48HP2BCU RB1PT60HP2BCU AR-CONDICIONADO Linha Mini Split 31 . 60.000.

000.000 (BTU/h) FRIO 220V / 60Hz / 3 F PLACA DO DISPLAY SENSOR DE SENSOR DE AMBIENTE ANTI-CONGELAMENTO RB1PT48AC2EU RB1PT60AC2EU . 60.PARA ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA PARA UNIDADE EXTERNA 32 CAPACITOR 1 OR OR OR OR CAPACITOR 2 YE/GN YE/GN MOTOR DO VENTILADOR MOTOR DO VENTILADOR RÉGUA DE BORNES TRANSFORMADOR YE YE RD RD RD BL BK CNT VENTOINHA H VENTOINHA M CN4T-2 VENTOINHA L 24V C U1 N L RD BL JUNÇÃO 2 CN20 CN21 CN120 UNIDADE INTERNA 48.

TRANSFORMADOR RÉGUA DE BORNES BOBINA DO CONTADOR PARA UNIDADE EXTERNA PARA ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA JUNÇÃO 1 JUNÇÃO 2 UNIDADE EXTERNA 48.000.000 (BTU/h) FRIO 220V / 60Hz / 3 F RELÊ TÉRMICO COMPRESSOR RB1PT48AC2CU RB1PT60AC2CU MOTOR DO VENTILADOR 33 AR-CONDICIONADO Linha Mini Split . 60.

000.000 (BTU/h) QUENTE/FRIO 220V / 60Hz / 3 F CONTROLE REMOTO PLACA DO DISPLAY SENSOR SENSOR AMBIENTE ANTI-CONGELAMENTO RB1PT48HP2CEU RB1PT60HP2CEU . 60.PARA UNIDADE EXTERNA PARA ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA 34 CAPACITOR 1 CAPACITOR 2 MOTOR DO VENTILADOR MOTOR DO VENTILADOR TRANSFORMADOR A M B RÉGUA DE BORNES UNIDADE INTERNA 48.

000. 60.000 (BTU/h) QUENTE/FRIO 220V / 60Hz / 3 F COMPRESSOR RB1PT48HP2CCU RB1PT60HP2CCU MOTOR DO VENTILADOR 35 AR-CONDICIONADO Linha Mini Split .TRANSFORMADOR RÉGUA DE BORNES BOBINA DO CONTADOR PARA ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA PRESSOSTATO PRESSOSTATO DE ALTA DE BAIXA SENSOR BOBINA DA VÁLVULA 04 VIAS PARA UNIDADE EXTERNA JUNÇÃO 1 JUNÇÃO 2 RELÊ TÉRMICO CONECTOR UNIDADE EXTERNA 48.

000. 60.000 (BTU/h) FRIO 380V / 60Hz / 3 F PLACA DO DISPLAY SENSOR DE AMBIENTE SENSOR DE ANTI-CONGELAMENTO RB1PT48AC2DEU RB1PT60AC2DEU .PARA ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA PARA UNIDADE EXTERNA 36 CAPACITOR 1 CAPACITOR 2 MOTOR DO VENTILADOR MOTOR DO VENTILADOR TRANSFORMADOR A M B RÉGUA DE BORNES UNIDADE INTERNA 48.

000 (BTU/h) FRIO 380V / 60Hz / 3 F JUNÇÃO 1 JUNÇÃO 2 COMPRESSOR RB1PT48AC2DCU RB1PT60AC2DCU MOTOR DO VENTILADOR 37 AR-CONDICIONADO Linha Mini Split . 60.TRANSFORMADOR RÉGUA DE BORNES BOBINA DO CONTADOR PRESSOSTATO DE BAIXA SENSOR PRESSOSTATO DE ALTA PARA UNIDADE EXTERNA PARA ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA UNIDADE EXTERNA 48.000.

000.000 (BTU/h) QUENTE/FRIO 380V / 60Hz / 3 F RB1PT48HP2DEU RB1PT60HP2DEU PLACA DO DISPLAY SENSOR SENSOR AMBIENTE ANTI-CONGELAMENTO .PARA UNIDADE EXTERNA PARA ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA 38 CAPACITOR 1 CAPACITOR 2 MOTOR DO VENTILADOR MOTOR DO VENTILADOR TRANSFORMADOR VENTOINHA H VENTOINHA L VENTOINHA M RÉGUA DE BORNES CONTROLE REMOTO UNIDADE INTERNA 48. 60.

000. 60.TRANSFORMADOR RÉGUA DE BORNES BOBINA DO CONTADOR PARA ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA SENSOR BOBINA DA VÁLVULA 04 VIAS INDUTOR PARA UNIDADE EXTERNA JUNÇÃO 1 JUNÇÃO 2 UNIDADE EXTERNA 48.000 (BTU/h) QUENTE/FRIO 380V / 60Hz / 3 F CPT COMPRESSOR RB1PT48HP2DCU RB1PT60HP2DCU MOTOR DO VENTILADOR 39 AR-CONDICIONADO Linha Mini Split .

br V4 (0812) Pentágono 00318 .São Paulo .Brasil Tel.SP . +55 11 3025-0707 www.rheem.com.7° andar CEP 05083-010 . 2872 .O novo grau de conforto 40 Rheem do Brasil Av. Diógenes Ribeiro de Lima.