Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.

br/ubiratan34

1

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

SUMÁRIO Capítulo I – Sobre o autor 1.1 – O Odiado Kiyosaki: o falido autor de caça níqueis.....................................1 1.2 – O amado Kiyosaki: o homem que mudou minha vida.................................8 1.3 – Sobre independência financeira: o homem e seu conceito......................15 Capítulo II – Buscando a realidade da teoria 2.1– As idéias de Kyosaki no Brasil: viajando na maionese?............................21 2.2– O possível versus o impossível: Halfeld X Kiyosaki..................................26 2.3 – Do propósito pessoal a teoria da conspiração: Marx versus Kiyosaki......31 Capítulo III – Sobre empreendedores de Kyosaki 3.1– A idéia de empreendedorismo messiânico: eu vou conseguir ..................38 3.2 – Comprando Boi Gordo: lidando com magros lucros.................................43 3.3 – Comprando avestruzes: quando a esmola é demais................................47 3.4 – Sobre Marketing Multi Nível: no começo eu também não acreditei..........54 Capítulo IV - Sobre Marketing Multinível: quem tem esperança sempre... 4.1 - Marketing Multinivel: no começo eu desconfiei, mas depois eu vi...........61 4.2 - O Marketing Multinível da Amway: quero ser um diamente......................67 4.3 - O Marketing Multinível da Herbalife: a geração dos herbalovers..............74 4.4 – O Marketing Multinível da Forever Living: produtos divinos.....................82 Capítulo V – Afinal qual o caminho mais seguro para ganhar dinheiro 4.1 – Fazendo faculdade: ouço sentado ou aprendo caminhando?..................89 4.2 – Prestando concurso: choro agora, mas me alegro depois.......................95 4.3 – Sendo empregado ou sendo patrão: pão na mesa ou coração na mão..99 4.4 – Tendo um negócio próprio: mostro o pau e mato a cobra......................104 Conclusões......................................................................................................116

2

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

I – Sobre o autor 1.1 – O Odiado Kiyosaki: o falido autor de caça níqueis O livro “Pai Rico Pai Pobre” de Robert Kiyosaki (o livro do Japa como um internauta carinhosamente o chamou! Rs) é um fenômeno de vendas! Isso ninguém discute! Mas, como todo fenômeno de vendas há pessoas que são resistentes e críticas em relação a obra do autor. Muitas são resistentes à idéia de riqueza fácil e simples propagada por Kiyosaki. Mas, dentro deste grupo ainda há os que são contra a idéia propagada pelo autor. E ainda dentro deste há pessoas que simplesmente odeiam as idéias do autor. No entanto, dada a abrangência das idéias de Kiyosaki, esse grupo que discorda das idéias de Kiyosaki é incrivelmente pequeno! Até o presente momento não há uma comunidade no Orkut dedicada aos “odiadores” de Kiyosaki. Olha que nem o Papa Bento XVI escapou da “onda de ódio” no Orkut! Ele mesmo tem uma comunidade de mais de 1.700 pessoas que o “odeiam”! (rs). Mas, Kiyosaki até agora desfruta deste privilégio de não ser odiado de forma organizada. Levando-se em conta que ele é o autor do livro que contraria o mandamento sagrado da nossa sociedade, "Estude com afinco, tire boas notas e você encontrará um bom emprego com um salário alto”, isso é uma façanha! Contrariar essa regra em tempos de globalização onde passar no vestibular é o fim último de mais de 10 anos de estudo, em tempos em que concursos públicos são o sonho dos melhores alunos das universidades públicas e privadas, onde as vagas de trainne em multinacionais são disputadas por centenas de milhares de jovens super-capacitados e onde o desemprego assusta e deprime até os que são capacitados acadêmica e culturalmente é um tanto arriscado. Mas, o Japa conseguiu essa façanha. Ele conseguiu dizer, de uma maneira didática, simples e direta, a uma geração inteira que somente o estudo não dá “camisa” (expressão “collorida para os “descamisados”, mas se quiserem podem usar “pé-de-meia”! )para ninguém! Não só conseguiu dizer, mas foi plenamente ouvido e reverenciado por isso.

3

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Mas, como isso se deu? A verdade, como diz o famoso seriado, está lá fora. Em termos acadêmicos podemos dizer: a verdade esta no contexto! O mérito de Kiyosaki é que ele vai fundo na questão e coloca o dedo na ferida da nossa geração ao afirmar que a Universidade não salva mais ninguém, que o INSS não vai prover aquela segurança da aposentadoria e nem vamos tocar no lance dos “fundos de pensão” que no Brasil são sinônimos de corrupção desmedida. Nesse não dá para confiar mesmo! Rs. Logo no início do livro um diálogo entre um jovem e seus pais dá a tônica da história.
Também sei que o pessoal que se forma na universidade não está ganhando tanto quanto antigamente. Sei que não posso depender da seguridade social ou dos fundos de pensão da empresa para aposentar-me. Preciso de novas respostas.

Por isso me impressiono como ele ainda é pouco odiado! Ele vai direto ao ponto e tira a “tábua” de salvação da grande maioria da nossa geração que se agarra em um diploma universitário e em um bom emprego para poder dormir sossegado à noite! O cara vai e chuta tudo isso! Ele afirma categoricamente que 90% das pessoas que, em termos de Brasil, alcançaram o “ápice” da nossa cadeia alimentar (que é garantir comida, moradia, estudo e algumas comprinhas de final de semana) estão com os dias contatados! O autor é categórico: "Hoje, o conselho mais perigoso que se pode dar a um garoto é Vá para a escola, tire boas notas e procure um emprego seguro". É fato hoje que uma parte considerável de alunos estão correndo do esquema e “boas notas” e “emprego seguro”. Mas, como um cara diz isso abertamente e não sofre uma avalanche de críticas e também não se torna odiado e chamado de babaca: “E besteira imaginar que a formação oferecida pelo sistema de ensino preparará seus filhos para o mundo que eles encontrarão depois de formados”. Talvez porque, apesar de todos quererem acreditar que isso não é verdade, isso realmente seja um fato. É bom lembrar que o pai “verdadeiro” de Kiyosaki era superintendente de educação no estado do Havaí e ele deve ter escutado e visto muita coisa a respeito do “produto final” de uma escola tanto em termos educacionais quanto em termos financeiros: “O pai verdadeiro de Robert era superintendente de educação no estado do Havaí. Quando Robert estava com dezesseis anos, a

4

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

ameaça de "Se você não tirar boas notas, você não vai conseguir um bom emprego" tinha pouco efeito”. Apesar de termos “oficialmente” o lema “tire boas notas e arrumará um bom emprego” de fato isso já se tornara passado a algum tempo depois da geração “Curtindo a vida adoidado”. Claro que houve (e há) um choque de valores ai! Muitos pais ainda tem a idéia de “tire boas notas e arrumará um bom emprego”. No livro o pai de Kiyosaki parece que não se desvinculava do cargo de superintendente de educação quando ia para casa e deve ter repetido esse conselho umas mil vezes para ele: “se você não tirar boas notas”. Conselhos de pais repetidos mecanicamente e freneticamente podem causar efeitos colaterais como o que aconteceu com Kiyosaki: arrumar outro pai. No orkut tem uma comunidade chamada “Eu Odeio os Sermões do Meu Pai” que congrega nada menos que 89 mil pessoas no qual os internautas abrem o jogo a respeito das centenas de conselhos que ouvem diariamente dos pais e um dos mais citados é sobre estudo, dependência financeira e responsabilidade temais centrais da relação de Robert com o Pai Pobre dele...rs As frases da comunidade são muito engraçadas e mostram um pouco o que Robert Kiyosaki deve ter passado nestes anos de relação intensa entre ele o Pai Pobre. Algumas frases: “eh por isso q eu digo estude, blah,blah,blah,blah,blha1.......; "Se eu morresse, vocês passariam fome...."; mas no meu tempo..."; " e lembresse vc nao estudá pra mim, nem pra ngm estuda pra vc! e vc eh uma vitoriosa kkkkk ridiculo!; "largue isso de mao... largue isso!!!"vá estudar vá! vá estudar"; e por aí vai...rs. Este é mais um dos motivos que fazem que o autor não seja tão odiado pelos leitores brasileiros! Muitos se identificaram com a relação entre ele o Pai Pobre e, com certeza, se pudessem, iriam querer também encontrar outro Pai. Esses são fatos que acabam por diminuir sensivelmente a resistência ao autor, mas há resistência sim, principalmente no que se refere a própria proposta do livro: educação financeira.

1

Tópico: E a frase que vc enjoou d ouvir em tds os sermoes!, 21/03/2006 - 14:35

5

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Para um internauta da Comunidade “Pai Rico Pai Pobre”, as críticas em relação ao livro não podem ser direcionadas as idéias que o autor propõe. Em termos de mentalidade, afirma o internauta, não se pode criticar Kiyosaki, mas em termos de orientação técnica o livro é de qualidade bem duvidosa para não dizer que é ruim. Para o internauta tecnicamente o livro é um desastre apesar de ser muito bom em termos de apontar novas perspectivas.
Realmente o livro é muito ruim tecnicamente, a única vantagem dele é te colocar pra pensar sobre a perspectiva de um futuro melhor, se vale a pena ficar no emprego ou não, por exemplo. A partir daí, cabe a cada um ler livros técnicos sobre administração, marketing, venda e sobre os assuntos específicos de sua área, entre outros. Se você leu o livro achando que ia ficar rico e não ficou, e ainda perdeu dinheiro, meus pêsames,hahahha, vai estudar2!!!

Mas, isso o próprio Kiyosaki adverte seus leitores a respeito da finalidade do livro e dos conceitos desenvolvidos nele: “Lembre que a inteligência financeira é o processo mental pelo qual resolvemos nossos problemas financeiros”. Claro que depois que o livro se tornou famoso e encontrou adeptos no mundo todo a coisa tomou outro rumo. Gradativamente Kiyosaki deixou de lado a idéia de mudança de mentalidade preconizada em seu primeiro livro e foi adotando a idéia de fórmulas mágicas de enriquecimento no qual a idéia de passivo e ativo ganhou um vulto gigantesco. Para outro internauta da Comunidade “Pai Rico, Pai Pobre” que congrega mais de 14 mil pessoas, a coisa foi mais ou menos por aí e onde o autor pode ser criticado pela direção posterior de suas obras, mas não pela intenção original do livro.
Bem.. eu li o Pai Rico Pai Pobre e gostei muito, realmente é um livro que muda a sua maneira de pensar sobre suas finanças, aliás, não só financeiramente mas em tudo. Porém... Depois eu li o Guia de Investimentos e achei que ele fica martelando, martelando (pode ser até essa a idéia) mas é maçante. Depois desse livro eu fiquei com a impressão que o resto da coleção são cópias uma das outras. Ele sempre vai voltar para um ponto comum. Portanto, na minha opinião o primeiro livro já é o necessário pra iniciar algo na sua vida, depois é só ir aprendendo de outras maneiras, tipo... atualmente eu comprei o guia de imóveis do Valor Econômico, para eu que sou leigo está servindo muito para entrar nesse ramo3.

2 3

Ver tópico: Kiyosaki e apenas mais um charlatão, 12/11/2005 - 19:55 Ver tópico: Robert Kiyosaki, 24/08/2004 - 21:30

6

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Realmente o primeiro livro é riquíssimo em termos de nos levar a ver a vida sob uma nova perspectiva e, de certa forma, nos auxiliam a nos livrar da chamada “pobreza mental”. Uma frase que sempre me chama a atenção é essa: "Não sou rico porque tenho filhos." O outro: "Tenho que ser rico por causa de vocês, meus filhos." Diariamente vemos pessoas falarem isso! E isso cara escutou nos Estados Unidos da América! Nós escutamos isso no Brasil e, provavelmente vamos escutar isso na Angola e na Alemanha porque é uma frase que diz respeito a maneira de ver a vida e não esta circunscrita a culturas nacionais. Mas, como bem afirma o internauta, o cara foi forçando a barra nas “fórmulas” e se tornou tão maçante nos livros seguintes o que ele preferiu ler o jornal “Valor Econômico” que não tem nada a ver com o conceito de “mentalidades culturais” e sim com “técnicas de investimento”. O autor saiu do foco. Outros internautas, no entanto acusam Robert Kiyosaki de criar uma legião de seguidores no mundo moldando suas mentalidades no estilo “seita religiosa”. Um internauta anônimo, na comunidade “Pai Rico Pai Pobre”, chega a comparar o autor a um pastor evangélico que arrebanha seus “adeptos” através de “símbolos psicológicos” (ou melhor subliminares4) que conjugam a tríade: paraíso-traição-salvação.
Robert Kiyosaki e mais um Marketeiro que soube transformar suas idéias em negócios e esses livros ajudam mais a ele do que pessoas de verdade, pude perceber as técnicas que ele usa para que o leitor fique instigado a sempre comprar outros livros da serie e fique viciado nas suas opiniões, todas aquelas coisas de quadrante, D, I, E, A - corrida de ratos, cash flow, tudo feito para abitolar as pessoas que ficam orgulhosas em achar que lendo o pai rico ficarão mais instruídas... tudo igual a uma religião, Kiyosaki fundou uma nova seita, as dos Financeiramente Instruídos, todos aqueles gráficos e quadrantes são para excitar a nossa visão, (como a cruz de cristo ou a suástica nazista)e um Judas para malhar: empregos e casas próprias (demônio, mundo) e a salvação (Independência financeira). Vi que as empresas de marketing de rede seguem o estilo religião, assim como igrejas evangélicas e o livro de Kiyosaki e suas escolas, tomara que nenhuma venha para aqui... estou enojado destas coisas5...

4 5

Se vc não sabe o que é tem a comunidade “Mensagem Subliminar” no Orkut: 54 mil pessoas! Ver tópico: O melhor do Marketing Multi Nível, 10/11/2005 09:04

7

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Ninguém pode negar que há uma legião de seguidores de Kiosaki pelo mundo e que eles são bem “tietes” do autor, mas chegar a comparar com uma seita religiosa parece ser um tanto complicado. Claro que se nos atermos aos livros lançados “Pós Pai Rico Pai Pobre” realmente dá para dar razão ao internauta anônimo dado o formato de “fórmulas sagradas de enriquecimento”. Nas comunidades relacionadas ao tema do livro Pai Rico Pai Pobre há dezenas de tópicos relacionados a planos de negócio! Centenas de tópicos relacionados a fórmulas mágicas e redes de marketing multinível que prometem riqueza fácil e rápida. Mas, a música de Robert Frost, a qual Kiosaki usa para ilustrar o sentimento de ser “empreendedor” é clara: “Dois caminhos se separaram em um bosque e eu... Eu escolhi o menos percorrido. E isso fez toda a diferença. / Robert Frost, 1916. Escolher o caminho menos percorrido não é uma tarefa fácil. Muitos conseguem sonhar com os frutos da vitória mesmo que ele esteja longe, mas somente poucos conseguem conviver com a possibilidade da derrota que anda tão perto de nós no dia a dia. É neste momento que as dúvidas e as hesitações começam a chegar e a personalidade do individuo começa a fender em dois: uma quer tomar para si a responsabilidade de vencer e correr o risco do sucesso e a outra quer viver o prazer da segurança e viver no ócio da irresponsabilidade. Um internauta, que postou anonimamente na comunidade “Pai Rico Pai Pobre” definiu bem o sentimento que toma conta daqueles que querem sonhar como ricos, mas tem um “lado pobre” bem pentelho que diz o tempo todo: já era meu irmão! Acabou! Finado! Finish! The End...rs
Lí todos os livros dele ao menos duas vezes cada, e confesso que fiquei muito decepcionado,comigo mesmo. Sempre achei que o meu destino era a riqueza,e que não pouparia esforços para atingir os meus objetivos. Mas no meio da leitura,simplesmente parei! Parei porque o meu lado pobre,me dizia lá no fundo, que não valia a pena,que era muito difícil, que esse cara era só mais um mentiroso que publicava "LIVROS CAÇA NIQUEIS", para que pobres coitados como eu comprassem e acreditassem que aquilo que ele publicou era verdade6.

6

Ver Tópico: Robert Kiyosaki, Kiyosaki 19/08/2004 08:23

8

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Muitos tem vontade de mudar, mas às vezes o “lado pobre” é por demais persistente em manter o cara na “linha”, na linha da pobreza, mas na linha...rs. Agora tem o pessoal que o acusa de querer apenas vender livros sem realmente ter um comprometimento com o seu público. Acusam-no de não ser realmente comprometido com o aprendizado do seu público. De fato, não dá para afirmar que ele realmente quer ensinar, mas isso já estava na cara quando ele perguntou para o pai porque este não era rico: “Porque resolvi ser professor. Os professores não estão muito preocupados em ficar ricos. Nós gostamos de ensinar” .Realmente Kiyosaki sabia que ensinar não dá dinheiro! Ele queria saber de fazer dinheiro. Um outro internauta da comunidade “Pai Rico Pai Pobre” disse tudo quando afirmou: “Ele não enganou ninguém. Ele diz no 1º livro que o negócio dele é este, os livros. E ele prova que seguindo a "receita" deve da pra ficar muito rico7”. E o cara esta muito rico mesmo! Mas, ele disse isso no livro, e de fato, não enganou ninguém. Lá na página 107 do seu livro ele diz a uma boa escritora que não conseguia um bom volume de livros mesmo tendo qualidade técnica e literária.
Está vendo isto? - disse eu apontando para suas anotações. Ela olhou para o bloco: O quê? - ela disse confusa.Novamente, apontei para suas anotações. No bloco ela escrevera "Robert Kiyosaki, autor de best-sellers". aqui fala "autor de best-sellers", não diz "melhor escritor". Seus olhos se arregalaram imediatamente. Sou um péssimo escritor. Você é uma grande escritora. Eu freqüentei cursos de vendas. Você tem um mestrado. Junte as duas coisas e você terá uma "autora de best-sellers" e uma "boa escritora". Seu olhar estava enfurecido8.

Acusá-lo de uma coisa que ele mesmo reconhece ser não o abala muito, mas deixa seus “opositores” com “um olhar enfurecido”. Outros, no entanto, gostam não somente do seu primeiro livro (que de fato é mais consistente), mas adoram todos os livros do autor afirmando que a repetição é um método didático tal como diz o internauta na comunidade “Pai Rico, Pai Pobre”: “Todos os livros têm um motivo para estar nas prateleiras. O método repetitivo promovido pelo autor é didático e visto diariamente em instituições de ensino 9”. O internauta ainda continua: “Creio que as obras de Robert Kiyosaki continuarão aparecendo. São bíblias que devem ser lidas para o resto da vida”. Estes são os que afirmam: O amado Kiyosaki: o homem que mudou minha vida

7 8

Ver tópico: Kiyosaki e apenas mais um charlatao... 10/11/2005 11:03 Ver Pai Rico Pai Pobre. P.108 9 Ver tópico: Robert Kiyosaki, Caça-níqueis??? 22/07/2004 21:29

9

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

1.2 – O amado Kiyosaki: o homem que mudou minha vida Os opositores que de Kiyosaki são muito poucos em relação aos seus fãs. O livro de Kiyosaki acabou por ser tomado como uma bandeira de uma geração que se vê envolvida em uma mudança estrutural sem precedentes! No reboque da crise educacional (onde os alunos rejeitam abertamente o modelo de escola atual) estamos em meio a uma mudança estrutural na qual o desemprego se faz presente não somente para os “menos preparados”, mas se faz também presente para os “qualificados” e hoje até para os “superqualificados”. No Orkut a comunidade “Chat Papo Empregos currículo” congrega mais de 53 mil pessoas. A comunidade não é muito séria neste quesito de “agilizar empregos”, mas a comunidade dos “Publicitários, empregos aqui”, que congrega mais de 16 mil pessoas, é muito séria e as pessoas realmente trocam informações e idéias sobre o mercado de trabalho publicitário. O desemprego entre os qualificados também é grande e assustador. Em um dos tópicos um internauta coloca a questão do desemprego entre os qualificados de forma clara.
Caros companheiros do MBa de Marketing da FGV, estou começando em 2006 minha MBA na FGV da barra em marketing e no momento estou desempregado gostaria de saber se alguém poderia me dar uma dica de emprego ou estratégia para conseguir algum. Apesar de já estar cursando minha terceira faculdade e paralelamente estar realizando a MBA estou desempregado. Desde já obrigado pela colaboração de todos10

Com este currículo e com esta “entrega” de coração o internauta assustou muita gente e logo vieram os primeiros “espantos” de companheiros: Se você com três faculdades e MBA, está pedindo dicas de como arrumar um emprego, imagina a maioria que só tem uma faculdade 11”. De um lado um publicitário mais engajado afirma veementemente: “sou publicitário e não desisto nunca!12, outro diz logo depois “Sou publicitário e to quase desistindo13”

10 11

Ver tópico: Quero um trabalho!!!! 13/02/2006 13:45 Ver tópico: Quero um trabalho!!!! 13/02/2006 19:29 12 Ver tópico: Sou publicitário e não desisto nunca! 04/02/2006 20:03 13 Ver tópico: Sou publicitário e não desisto nunca! 05/02/2006 02:06

10

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Outro ainda afirma “tenho orgulho da minha profissão fiz publicidade porque queria e porque gosto, não pra ganhar dinheiro 14” . O debate se segue, mas é fato que há uma crise de perspectivas. Um dos internautas afirma, em tom de sátira,que vai largar a profissão mais criativa do mercado para se lançar em um novo projeto.
Ouvi dizer que a prostituição hoje em dia é um campo de trabalho em abertura(literalmente), um verdadeiro nicho de mercado com muitas oportunidades. Vide o caso Bruna Surfistinha. Eu tava pensando em largar a Publicidade e me prostituir, o que vocês acham15?

A brincadeira do internauta rendeu nada menos que 66 tópicos me mesclavam as mais diferentes opiniões e os mais diferentes sentimentos em relação a atividade profissional. As alternativas a profissão começam a surgir: “hoje peguei um ônibus e por curiosidade perguntei qto que o cara tirava por mês o cobrador respondeu R$900,00 ao cara vendedor de balas e a fim disse que tirava por mês R$600,00 então viu como temos outras alternativas 16?; outro diz: “o cuidador d carro daqui da esquina d casa tira milão por mês trabalhando do 1/2 dia as 15:00 ... fora isso ganha almoço do restaurante ainda17 ....”. Daí se segue um monte de sugestões na qual os publicitários se sentem tentados a mudar de profissão por causa do desemprego, da baixa perspectiva da profissão como também pela dificuldade de se inserir em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo. O próprio autor da brincadeira, ao ver tamanho desespero de seus colegas que já tinham “inúmeras” alternativas financeiras em relação a profissão adotada, propõe a criação de uma agência que gere emprego para todos que estavam ali.
Em razão da responsividade18 incrível nesse tópico e do grande interesse dos publicitários em se prostituírem estou mudando minha área de atuação. Agora vou ser cafetão de ex-publicitários. Aliás, cafetão, não. Agenciador. Finalmente vocês vão conciliar o sonho de trabalhar em uma agência e tirar um troco bom por mês. Não era exatamente este tipo de agência que vocês tinham em mente, mas é uma agência19...

14 15

Ver tópico: Sou publicitário e não desisto nunca! 10/02/2006 12:48 Ver tópico: Novo campo de trabalho 09/02/2006 21:20 16 Ver tópico: Novo campo de trabalho 11/02/2006 20:02 17 Ver tópico: Novo campo de trabalho 11/02/2006 21:20 18 O internauta quis dizer: em vista do grande número de respostas...rs 19 Ver tópico: Novo campo de trabalho, 12/02/2006 09:08

11

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

E não são apenas os publicitários que sofrem com a falta de perspectiva de bons empregos não! Os publicitários somente são mais “desinibidos” e “comunicativos” e tem a maior comunidade do gênero, mas outras profissões também enfrentam problemas. A comunidade dos biólogos é a maior no quesito “desemprego” (mais de 1.400 membros). Em outras comunidades relacionadas a curso superior a questão da falta e perspectivas também é bastante evidente. Na grande maioria das carreiras universitárias a questão da perspectiva de mercado é um problema sério. Muitos universitários de classe média se encontram presos a um ciclo que não conseguem quebrar: “qualificação acadêmica versus experiência profissional”. Há uma comunidade no Orkut chamada “Desempregado não, recém-formado” onde o tópico “Qual a graduação?” (são 101 postagens) espelha bem o desalento dos jovens universitários que saem da faculdade e que são colocados entre qualificação acadêmica e experiência profissional: “me formei em 2004, e estou nessa fase desesperada tbm e concordo com vcs a respeito da experiência, q isso não estão dando oportunidade mesmo pra recém-formados. mas temos q ter pensamento positivo e não desistir q se estamos correndo atrás uma hora vai pintar algo e temos q abraçar!!! ehehe Sucesso a todos. E gostei dessa comunidade20!” Entre os dois as pessoas tendem a buscar mais a via acadêmica para terem um pouco mais de segurança na hora de adentrar no mercado de trabalho. É neste ponto que Kiyosaki estabelece o seu diferencial de mercado. Ele diz categoricamente: a escola é importante, mas não vai resolver o problema da grana.
Veja, a escola é muito, muito importante. Vocês vão à escola para aprender uma habilidade ou uma profissão e poder se tornar um membro útil da sociedade. Cada cultura necessita de professores, médicos, artistas, cozinheiros, homens de negócios, policiais, bombeiros, soldados. A escola os treina de modo que nossa cultura possa florescer - disse pai rico. - Infelizmente para muita gente a escola é o fim e não o início. Fez-se um longo silêncio21

Realmente um longo silêncio se faz quando se afirma que aquilo que se considera ponto chave (o estudo, a instrução, o diploma) não é tão importante quanto se imaginou ser.

20 21

Ver tópico: Qual a graduação? Psicóloga 01/04/2005 18:52 Ver Pai Rico Pai Pobre, p. 43

12

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Na

comunidade

“Desempregado

não,

recém-formado”

os

depoimentos expressam bem o sentimento daqueles que acabaram por entender que a faculdade (o diploma na mão) realmente não é o fim do caminho, mas o início: “Dizem que existem dois momentos sublimes na Universidade: um, quando você entra e dois, quando você sai. Sou Cientista social, desempregada, fazendo bicos e, o pior, reconhecida no meu meio profissional. Pra mim é desgastante ser chamada pra dar palestra e um monte de coisa e não ter nem o do ônibus (lembrando que ainda pago meia)22. É dentro deste contexto que Kiyosaki lançou seu livro. Um contexto no qual uma parcela considerável de jovens está desiludida com os resultados que obtém com o sistema de ensino e com as ofertas do mercado de trabalho o autor de “Pai Rico Pai Pobre” lança a pedra fundamental de toda a sua obra: “Vocês verão o que outras pessoas nunca percebem. Oportunidades que estão à frente de seu nariz. A maioria jamais enxerga essas oportunidades porque estão atrás de dinheiro e segurança, e é isso que elas recebem. No momento em que vislumbrarem uma oportunidade, vocês a reconhecerão pelo resto de suas vidas23”. Tendo estas palavras como base do seu livro o autor atingiu em cheio o núcleo nervoso da nova sociedade onde o diplomas universitários se tornam cada vez mais banais e os jovens mais promissores acabam por vir da ala dos “empreendedores amadores”. Kiyosaki fala de um empreendedorismo simples sem técnicas complicadas e nem alavancamento de capital tal como se fazia nos cursos do SEBRAE. Ele diz que é possível começar apenas com uma simples combinação: “Lembre desta observação simples: Os ricos compram ativos. Os pobres só têm despesas.A classe média compra passivos pensando que são ativos. E como eu cuido dos meus negócios? Qual é a resposta?24.” Assombroso? Mas, este é o núcleo técnico do livro: obtenha receitas se livre das despesas. Por isso, os críticos do autor o confrontam no quesito “técnico” apesar de reconhecerem o quesito “mentalidade”.

22
23

Ver tópico: Qual a graduação? Depois de cinco anos 03/05/2005 07:44 Ver Kiyosaki, p.47 24 Ver Kiyosaki, p.71

13

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Essa simples fórmula, que muitas vezes até soa ridícula, explicada de forma simples e didática acabou por fazer toda a diferença para muitas pessoas como bem afirmar um internauta da comunidade “Pai Rico Pai Pobre: “Os conceitos apresentados no livro, mesmo que simples e lógicos, sempre estiveram bem abaixo dos nossos narizes; e este é o problema... A maioria de nós nunca havia atentado para eles! Uma série de termos q Robert usa, acredito eu, foi a forma de criar realmente um padrão, mas tb de simplificar e facilitar o entendimento do conteúdo dos seus livros!”25 Grande parte dos admiradores de Kiyosaki, como também seus críticos, reconhecem que o autor é extremamente didático em suas colocações conceituais (mesmo que duvidando da veracidade das histórias) de um modo que nem um outro foi anteriormente: “pra bem da verdade o kiyosaki é foda, mesmo que suas historias sejam mentirosas, ensina em seus livros de uma forma simples e em linguagem fácil um assunto que para a maioria das pessoas é um bicho de sete cabeças: finanças pessoais26”. Realmente Kiyosaki acabou por esclarecer para muitas pessoas, de maneira simples, o que “de fato” era a complexa e intricada relação que envolvia passivos e ativos. Muitos, ao entender tal co-relação, tomaram de pronto iniciativas individuais no sentido de se tornarem empreendedores. Um internauta da comunidade “Pai Rico, Pai Pobre” narra a sua mudança de mentalidade.
Pra mim mudou muito, pois estou a 7 anos no mesmo emprego, e estava acostumado com as coisas como são. Resolvi arriscar um pouco e investi minhas economias que estavam rendendo mixaria em um negocio próprio. Não larguei o emprego ainda, mas só os desafios que tive que enfrentar, o aprendizado que estou tendo já esta valendo a pena. Tenho estudado bastante e meu negocio esta saindo da fase de implantação e dando pinta de lucro, mas hoje sei que se der errado tenho a capacidade de tentar de novo e de novo, não apenas ficar suando a camisa pelo emprego. O livro serviu para me desligar um pouco do estigma de empregado, pois nunca ninguém em minha família tentou algo, sofri criticas, mas estou feliz em tentar algo diferente e meu27

25 26

Ver tópico: Kiyosaki e apenas mais um charlatao...? ruim eu não acho! 10/11/2005 17:54 Ver tópico: Correr riscos ou emprego "seguro" ? 27 Ver tópico: O que mudou? Mudou muito 02/07/2004 08:02

14

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Muitos internautas realmente afirmam ter mudado de mentalidade com a leitura do livro. Um outro internauta da comunidade “Pai Rico Pai Pobre” afirma também que mudou a “cabeça” por causa do livro: “Um ano atrás eu li o livro Pai rico Pai pobre e apartir de então coloquei na minha cabeça que farei de tudo para me tornar um homem rico. Querer ser rico, todo mundo quer, mas decidi que vou seguir rigorosamente todos os princípios do livro para me tornar um28”. Um outro internauta da comunidade “Pai Rico, Pai Pobre” afirma que assim que leu o primeiro capítulo do livro largou o emprego: “Esse livro é muito bom, estou no primeiro capitulo e já estou dando aviso prévio 29”” Outros afirmam ainda que o próprio rumo de suas vidas foram alterados com a leitura do livro. Este é o caso de um internauta da comunidade “Pai Rico, Pai Pobre” que afirma categoricamente: “Bom, este livro de fato mudou minha vida. Estava caminhando sobre os passos da maioria das pessoas e o livro me disse: "o seu caminho é este30". E qual é este caminho que o internauta se refere? Qual é o caminho que Kiyosaki aponta? Qual o segredo de Kiyosaki? Ele mesmo conta: O segredo é: "Cuide de seu negócio." As dificuldades financeiras são muitas vezes o resultado direto de se trabalhar toda a vida para outras pessoas. Muita gente chegará sem nada ao fim de sua vida de trabalho31” Aí entra a força do livro de Kiyosaki: ele é um livro para empreendedores. Claro que há muitos livros para empreendedores, livros que trazem muito mais conteúdo técnico e dicas práticas, mas a questão é que o livro de Kiyosaki é um livro para empreendedores que ainda são amadores e estão iniciando no caminho arriscado do negócio próprio. Ele, neste sentido, não somente cumpre o papel “meio técnico” da ação de um empreendedor (o lance do patrimônio passivo e patrimônio ativo) como também cumpre o papel de motivador do jovem empreendedor afirmando que ele tem o poder de mudar sua própria vida: “Lembre-se da regra de ouro. Quem tem o ouro faz as regras”

28 29

Ver tópico: Sucesso é uma questão de sorte? Não espere pela sorte. 01/12/2005 15:50 Ver tópico: O que mudou? LARGUEI MEU EMPREGO 10/07/2004 15:39 30 Ver tópico: O que mudou? Mudou... 01/07/2004 16:54 31 Ver Pai Rico Pai Pobre, p.72

15

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

O autor conclama os jovens a saírem da Corrida dos Ratos não se atendo exclusivamente ao emprego e ao mundo acadêmico. Diante da crise de desemprego e da crise de qualificação profissional isso soou como uma frase ao estilo Karl Marx: empreendedores do mundo! Uni-vos! E o autor elegeu também os inimigos a quem todos deveriam se dirigir: a mentalidade do classe média que vive atolado em despesas e que esta a beira de se tornar um pobretão...(rs)
Os pobres e a classe média muitas vezes permitem que o poder do dinheiro os controle. Ao simplesmente acordar e trabalhar mais arduamente, deixando de perguntar-se a si mesmos se o que fazem tem sentido, eles dão um tiro no próprio pé na hora em que saem de casa todos os dias. Por não entendê-lo plenamente, a vasta maioria das pessoas permite que o formidável poder do dinheiro exerça o controle sobre elas. Contudo, o poder do dinheiro é usado contra elas32.

Juntamente com o “classe média” e o “pobre” o autor também ataca diretamente outro cachorro morto: o sistema educacional. Ele ataca diretamente a figura do universitário assalariado e do sistema de ensino acadêmico: “Nosso atual sistema de ensino se concentra em preparar a juventude para os empregos por meio do desenvolvimento de habilidades acadêmicas. Suas vidas girarão em torno de seus salários33” Ao mesmo tempo o autor exalta e engrandece a figura do empreendedor que é dono do seu negócio. O livro se tornou uma bandeira para aqueles que aceitaram o fato de que nem escola nem emprego poderiam garantir um futuro promissor. Kiyosaki convocou todos os descontentes e ambiciosos a adentrarem na batalha da independência financeira!
Esta guerra entre os que têm e os que não têm se mantém há centenas de anos. É a turma do "Tire dos ricos" contra os ricos. A batalha é travada sempre que são discutidas leis, e continuará sempre. O problema é que as pessoas que perdem não têm informação. Se elas entendessem a maneira como os ricos jogam, também poderiam jogar. Então estariam a caminho de sua independência financeira. É por isso que me arrepio toda vez que ouço um pai aconselhar seu filho a estudar para poder conseguir um bom emprego seguro. Um empregado com um emprego bom e seguro não tem escapatória.

Ele pode não ter sido o “pai biológico” do conceito de independência financeira, mas como ajudou a criar e a difundir. E como sabemos que pai não é o que faz, mas o que cria devemos dar a ele os seus devidos créditos.

32 33

Ver Pai Rico Pai Pobre, p.61 Ver Pai Rico Pai Pobre, p.73

16

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

1.3 – Sobre independência financeira: o homem e seu conceito A idéia de independência financeira sempre fez parte do ideário coletivo. A própria modernidade (com todos o conceito de estado, escola, família, segurança) nasce da idéia de montar um negócio (um empreendimento) e produzir. Ora esta é a base da revolução capitalista: ter a liberdade de criar um produto, vender este produto e acumular capital. Claro que com o tempo o que era um principio econômico (criar produto, vender mercadoria e acumular capital) tornou-se um principio político (submeter as pessoas, explorar o empregado e escravizar a humanidade). No Orkut a comunidade “Capitalismo”, que congrega quase 4 mil pessoas, espelha bem esta transição de um capitalismo econômico para um capitalismo político. A grande maioria dos participantes desta comunidade discute um capitalismo político onde falam muito de “liberdade capitalista de direita” contra a “prisão soviética de esquerda”. Falam muito da opressão do povo e do domínio da elite, mas é fato que alguns são muito conscientes a respeito de que capitalismo é um sistema predominantemente financeiro que tem por objetivo fornecer a liberdade para que o individuo produza. Um internauta chega a comparar um chinês com um brasileiro no quesito mentalidade afirmando que esta pequena diferença de visão (capitalismo político versus capitalismo financeiro) faz toda a diferença no progresso de um e na decorrada de outro. O internauta também, tal como Kiyosaki, acusa a escola de contribuir para consolidar esta mentalidade que impede o brasileiro de prosperar.
No Brasil o capitalismo só é maligno e opressivo visando explorar e alcançar o monopólio porque o povo foi criado pra isso”. Um chines foje do comunismo pro Brasil com uma mão na frente e outra atras e em dois anos ja é dono de uma loja grande e prospera enquanto o Brasileiro tenta a vida toda nunca consegue por quê? Porque foi educado para acreditar que não se prospera honestamente, assim sempre evita inconscientemente ter dinheiro com medo de se tornar uma pessoa ruim. Vejo muita gente aqui que não sabe o que é capitalismo nem a diferença de um sistema de governo pro outro. Particularmente também não lembro de ter aprendido essas coisas na escola, mas sei que mais da metade dos meus professores eram petistas e comunistas34

34

Ver tópico: GRANDE EXEMPLO! Educação 25/02/2006 22:03

17

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Kiyosaki tem o mérito de colocar a todo o seu público um capitalismo bem simples e claro. Sem grandes teorias econômicas e sem grandes debates políticos. O autor simplesmente propõe: aumente sua receita, adquira ativos! Com isso você caminha para sua independência financeira! Simples, claro e direto. Em um dos tópicos da Comunidade “Pai Rico Pai Pobre” um internauta afirma que ele é um pensador social e que suas obras ajudam na equalização do capitalismo no Brasil: O Kiyosaki é um pensador que trabalha com métodos modernos, é um pensador da geração de riquezas e um disponibilizador social do produto de suas riquezas35”. Em outra postagem o internauta é bem claro a respeito da validade ou não das idéias a respeito da possibilidade de independência financeira expressa no livro e como os adeptos deste devem se colocar frente aos que afirmam que são explorados pelo “capitalismo selvagem”.
É o problema capital dos "explorados". No mundo politico, ha' basicamente dois tipos de seres humanos: 1- os que querem um futuro garantido por si' proprios. 2- os que querem um futuro garantido pelo governo. Eu nao confio em governos. pertenco ao tipo 1. Trabalho duro pra isso. A obra do Kiyosaki e' destinada a esse publico, por isso estamos nessa comunidade. Kiyosaki e socialismo sao incompativeis. Se vc pensa diferente, considere vc estar equivocado. Faca um concurso publico (se ja' nao e' servidor publico) e garanta seu futuro36.

Para Kiyosaki tanto os que trabalham para o governo (funcionários públicos) quanto os que vivem à custas do governo (e os que querem viver) são obstáculos para aqueles que querem realmente produzir: "Os impostos punem os que produzem e recompensam os que não produzem37. O Estado é visto como um “enorme sangue suga” que pune todas pessoas produtivas para sustentar sua máquina administrativa: “Você trabalha para o governo. O governo fica com uma parte de seu contracheque, antes mesmo que você veja o dinheiro. Ao trabalhar mais, você simplesmente aumenta o montante de impostos que o governo arrecada - a maioria das pessoas trabalha de janeiro a maio apenas para o governo38”. No Brasil este conceito de que “trabalhamos para o governo” mesmo sem ser funcionários públicos tem se consolidado. Há uma comunidade chamada “Palhaços que pagam impostos” a revolta é generalizada quanto aos impostos que governo recolhe e não aplica
35 36

Ver tópico: Kiyosaki e Marx, Por outro lado... 07/06/2005 09:02 Ver tópico: Kiyosaki e Marx A ingerencia dos proprios recursos 7/06/2005 22:04 37 Ver Pai Rico Pai Pobre, p.12 38 Ver Pai Rico Pai Pobre, p.69

18

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

devidamente em benefício daqueles que produzem. Para Kiyosaki, a coisa é simples! De um lado temos ricos que sabem como lidar com os impostos de outro os pobres não tem como pagar e, entre estes dois, a classe média é esfolada. Um internauta da comunidade “Palhaços que pagam impostos” afirma o mesmo que o autor: “é basicamente isso mesmo, nós pagamos os impostos e sustentamos esse país com todos seus políticos e ladrões, enquanto isso o pobre não paga porque nem tem renda e os ricos sonegam os impostos, sem serem incomodados, pobre da classe média39!” Para Kiyosaki quanto mais o governo arrecada mais os profissionais liberais (e comerciantes em geral) aumentam seus produtos e pagam ainda mais impostos e isso iria até o ponto do colapso.
Como os médicos aumentam suas consultas, os advogados também aumentam sua remuneração. Como a remuneração dos advogados aumentou, os professores querem um aumento, o que provoca um aumento dos impostos e assim por diante. Logo, logo, a disparidade entre ricos e pobres será tão grande que surgirá o caos e outra civilização entrará em colapso. As grandes civilizações entraram em colapso porque a distância entre os que têm e os que não têm era grande demais40.

Para uma internauta da comunidade “Palhaços que pagam impostos” esta disparidade já é tão grande que a própria classe média esta sumindo: A classe média vai acabar.....está em extinção! Bom, pelo menos depois,quando fizermos parte da classe pobre, teremos direito também as tais "bolsas tudo".......Brincadeira!!!! É o fim da picada mesmo!!!41”. Na brincadeira ela disse uma coisa séria. Ela tem razão em dizer isso porque na contramão do processo o governo tem que ampliar a assistência aos mais pobres que pedem cada vez mais benefícios sociais. Um internauta da comunidade “Odeio Capitalismo”, que congrega mais de 3.600 pessoas, afirma que o capitalismo não liga para suas “necessidades” pessoais, mas deveria ligar: “O capitalismo nao quer saber se voçe esta bem, se voçe se alimenta direito,se voçe tem saude, se voçe esta feliz,se voçe tem filhos,se voçe esta de bom humor,se voçe ganha um bom salario o capitalismo so se importa com o lucro com o maldito dinheiro42”

O autor afirma bastante a questão dos impostos que o Estado cobra como também a fragilidade do emprego, mas a tragédia mesmo da classe
39 40

Ver tópico: ONDE ESTA A CLASSE MEDIA.... 08/03/2006 23:07 Ver Pai Rico Pai Pobre, p.44 41 Ver tópico: ONDE ESTA A CLASSE MEDIA.... É isso aí!!! 09/03/2006 16:26 42 Ver tópico: Capitalismo x Humanidade 18/02/2006 06:48

19

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

média (ele faz questão de frisar isso!) não é exatamente essa: A verdadeira tragédia, contudo, é a falta de instrução financeira precoce, responsável pelo risco enfrentado pela pessoa comum da classe média43. Mas, de fato o que ele fala exatamente sobre independência financeira? Os males estão explícitos, mas e a solução? A primeira lição de Kiyosaki é: A primeira lição relativa a fazer o dinheiro trabalhar para mim, em vez de trabalhar pelo dinheiro, tem na verdade tudo a ver com poder. Se você trabalha pelo dinheiro, está cedendo o poder a seu empregador. Se seu dinheiro trabalha para você, você mantém e controla o poder44”. Beleza! Tá explicado! Mas, aí entra a brincadeira do telefone sem fio e das intenções do nosso coração que influenciam diretamente o sentido das coisas. O autor é bem claro, no primeiro livro, porque ele defende o desenvolvimento da inteligência financeira que acaba gerando a independência financeira.
Então, por que desenvolver seu gênio financeiro? Só você pode responder a isso. Eu só posso dizer porque tenho estado desenvolvendo essa área de minha inteligência. Eu o faço porque quero ganhar dinheiro rapidamente. Não porque eu precise, mas porque quero. E um processo de aprendizado fantástico. Desenvolvo meu QI financeiro porque quero participar do maior jogo do mundo. E de minha maneira pequena, gostaria de ser parte dessa evolução sem precedentes da humanidade, a era em que os seres humanos não trabalham com seus corpos, mas apenas com suas mentes45.

Ele mesmo disse que “só você pode responder a isso”, mas ELE “não faz porque precise, mas porque quer”. Ele enfatiza o prazer do aprendizado de ganhar dinheiro e a participação no desenvolvimento da humanidade. Verdade ou não é isso que ele afirma. Ele afirma que o próprio processo de conseguir sua independência financeira se constituiu na motivação principal para ter independência financeira

Ninguém pode discordar do fato de que Bill Gates, de fato, não trabalha por necessidade. Ele também afirma que é pelo prazer de competir. Cada um
43 44

Pai Rico Pai Pobre: p.68 Pai Rico Pai Pobre, p.83 45 Pai Rico Pai Pobre, p.94

20

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

com sua motivação não é? Agora o autor enfatiza o desejo do aprendizado porque ele entendeu que é este desejo que faz o empreendedor prosperar continuamente e não a necessidade de dinheiro. Quando ele fala da compra da sua primeira Mercedes, uma prova cabal de independência financeira ele mesmo afirma: “Mas o luxo, o Mercedes, foi uma verdadeira recompensa: ela provou que sabia como aumentar sua coluna de ativos. Esse carro significa muito mais para ela do que apenas outro carro bonito. Significa que utilizou sua inteligência financeira para adquiri-lo”46. Ele mesmo afirma em seu livro a respeito da atitude de ambos em relação ao prazer do trabalho e a obrigação do trabalho: “Embora ambos os pais trabalhassem com afinco, observei que um deles tinha o hábito de pôr seu cérebro a dormir quando o assunto era dinheiro e o outro tinha o costume de exercitar seu cérebro. O resultado era que, ao longo do tempo, um dos pais ficava mais forte financeiramente, e o outro enfraquecia47”. Mas, muitos dos seus leitores na terra brasilis passaram a entender o seu conceito de independência financeira de outra forma. Um internauta, na comunidade “Pai Rico, Pai Pobre” sintetiza o que acabou por ser independência financeira para a grande maioria dos leitores de Kiyosaki no Brasil.
Quanto a independencia financeira. Acho que voce Pablo, pegou o fio da meada. Independencia Financeira, eh naum ser obrigado a trabalhar para gerar renda. Voce pode ficar em casa assistindo TV sem se preocupar se vai ter ou naum dinheiro para pagar as contas no final, pois o dinheiro ta sempre entrando.Em minha opinião é isto48.

A partir daí cada um começa a entender, de acordo com as próprias intenções contidas no coração, o que realmente é a independência financeira. Uns querem gerar renda para nunca mais trabalhar, outros querem gerar milhões em poucos anos, outros ainda querem apenas posar de “patrão” na balada. As opiniões divergem muito e variam de pessoa para pessoa, mas no final a grande maioria dos seus leitores tem um intuito bem diferente do autor. Elas não estão muito interessadas no processo de aprendizagem não (rs). Elas estão interessadas mesmo é no produto do processo: money, grana, bufunfa,
46 47

Ver Pai Rico Pai Pobre, p.78 Ver Pai Rico Pai Pobre, p.12 48 Ver tópico: O que é independência financeira exatamente?, 02/09/2004 06:54

21

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

pixo etc. Esse é o perigo de trocar os meios pelos fins, ou melhor de achar que os fins justificam os meios. O próprio Kiyosaki afirma que a grana é apenas o sinal de que você entendeu e sentiu prazer no processo de conseguir a sua independência financeira sendo ele conseqüência deste prazer em aprender. Quando um internauta, na comunidade “Pai Rico, Pai Pobre (sem MMN ), lança o tópico “Vida boa antes dos 30”, muitos internautas ficam meio balançados com a perspectiva de terem que trabalhar duro entendendo a grana como algo que não se deve buscar inicialmente, mas apenas como uma conseqüência de “cuidar bem do seu negócio”. O internauta lança a seguinte questão: “Galera.. estive conversando ontem com um amigo sobre negócios. Se hj vc tivesse condições de sustentar um bom carro (AUDI PRA CIMA), Grandes viagens e conseguir poupar um pouco.. mas pouco. Mas nao garante q o futuro não ser milionário, mas ter uma vida boa. Ele me disse: Meuuuu temos q aproveitar a grana agora enquanto a gente é Jovem, pois depois de velho foda-se... só ter um salário bom pra sustentar nossos filhos e acabou50. De pronto outro internauta já diz:
49

esse topico é muito interessante! essa duvida paira em minha cabeça a alguns meses e assumo que ja quase quis jogar essa coisa toda de independencia financeira pro alto... pois se eu pensar mto nisso e na vida, me bate um baixo astral nao sei pq.rs Bom , a duvida é a seguinte: "SERA QUE VALE A PENA MESMO EU FAZER TODO ESSE SACRIFIO QUE ESTOU FAZENDO AGORA ? SERA QUA NO FUTURO IRA VALER A PENA MESMO? SERA QUA VAI VALER A PENA DEIXAR DE IR AS FESTAS QUE ME CHAMAM PRA IR? AS VIAGENS QUE ME CHAMAM? AOS SHOWS? AOS BARES? AS BALADAS,NOITADAS, MULHERES, ETC ...ETC ? SOU UM CARA DE 20 ANOS , SERA QUA NAO ESTOU JOGANDO OS MELHORES ANOS DE MINHA VIDA NO LIXO POR CAUSA DO DINHEIRO? SERA QUE DEPOIS NAO SERA TARDE D+? VALERÁ MESMO A PENA51???"

Neste ponto é como diz o ditado popular: a teoria na prática é outra. Bonito de se ler, difícil de se praticar. Quando as primeiras dúvidas a respeito do sacrifício a ser feito para atingir os fins surgem também as primeiras conjunções adversativas que relacionam as idéias de Kiyosaki a realidade do país: mas, porém, todavia contudo, porém, entretanto. Muitos dos seus leitores, apesar de gostarem da obra, dizem que suas idéias funcionam, mas não no Brasil...

49

MMN – Marketing Multi Nível. Geralmente essas comunidades são infestadas por propagandas de “ganhe bilhões em cinco minutos” 50 Ver tópico: Vida Boa antes dos 30.... 03/11/2005 14:12 51 Ver tópico: Vida Boa antes dos 30.... 03/11/2005 16:24

22

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Capítulo II – Buscando a realidade da teoria 2.1– As idéias de Kyosaki no Brasil: viajando na maionese ?

23

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

O Brasil é outro mundo! Isso muitos dizem para o bem ou para o mal. Alguns dizem que graças a Deus o Brasil é outro mundo, mas outros dizem que infelizmente o Brasil é outro mundo. Há os que exaltam as potencialidades do país e sua riqueza humana e aos que dizem que devemos ver a realidade que nos cerca e a atoleiro que estamos parados. A comunidade chamada “Eu sou Brasileiro” é uma das comunidades que exaltam as vantagens nacionais. Essa comunidade congrega 25 mil pessoas que exaltam as qualidades do país como também a qualidade do povo brasileiro: “Tenho a maior admiração desse povo que trabalha sem parar...que é injustiçado pelos nossos politicos e passa por tanta humilhação e nunca perde a esperança e o sorriso e principalmente um povo caridoso, que respeita seu semelhante e esta sempre pronto a ajudar52”. Outro internauta vai ainda mais longe, mas coloca observações interessantes: “Vish falar das qualidades do Brasil eh foda viu .. saum muitas... Eu adoro o povo brasileiro, muitos disem q o povo do brasil eh ignorante.. eu creio q naum eh o povo q eh ignorante e sim os politicos q naum sabem aproveitar o grande país q eles tem em maos para governar... masi enfim.... Muitas outras comunidades ressaltam as características do brasileiro. Em outra comunidade do gênero chamada “Sou Brasileiro não desisto nunca” (congrega mais de 26 mil pessoas) há muitos tópicos exaltando as qualidades de um povo que é persistente e batalhador apesar de todos os problemas: “Nunca desisto do BRASIL, por mais problemas que o pais tenha, nao existe lugar melhor para se viver! Sou Brasileira com muito orgulho, e nao desisto nunca!53”

Mas, de outro lado tem um outro grande número de comunidades que afirmam que o contrário é ainda mais verdadeiro: brasileiro só se ferra. Na comunidade “Só me Fodo – Brasil” há uma legião de mais de 222 mil pessoas afirmando que o nosso destino é esse: se foder. São centenas de milhares de histórias de “falta de sorte” na vida cotidiana. Eles não culpam o país, mas entendem que o próprio brasileiro é azarado.
52 53

Ver tópico: o que vc max gosta no Brasil?? 20/11/2005 20:09 Ver tópico: Do que/quem vc nunca desiste? 09/02/2005 17:52

24

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Agora outros entendem que realmente o país não tem jeito dada a sua cultura e maneira pela qual o povo se coloca. Na comunidade “Eu quero ir embora do Brasil” há inúmeros depoimentos que afirmam que o melhor é se mandar da terra brasilis: “aqui no Brasil é muito quente; essa gente só pensa em carnaval; os impostos são altíssimos e apesar disso não vemos o país ir pra frente; só roubam nosso dinheiro; e outras coisas mais!!!54”. Um outro internauta é categórico ao afirmar seus motivos para se mandar do país:
É gente querendo culpar outro pela Política, gente que só pensa em futebol, se deixa levar por qualquer moda, por mais idiota que seja; roubalheira até não querer mais, Lula pedindo perdão aos africanos por coisas que ninguém tem culpa hj, vendedor baiano querendo te empurrar um pedaço de plástico para por na porta do carro por 10 reais, e principalmente a inexistência de qualquer manifestação cultural que não seja carnaval ou bumba-meu-boi. Acho que ainda não fizeram uma lei que me obrigue a gostar de futebol,carnaval e putaria para ser brasileiro.Antes que façam essa lei, prefiro ir embora55

É dentro deste contexto que os leitores de Kiyosaki entendem sua obra. Alguns acreditam realmente que é possível vencer dado o caráter e a flexibilidade do brasileiro são elementos que superam as dificuldades estruturais. Essa é a opinião de um internauta da comunidade “Pai Rico, Pai Pobre” quando alguns questionam a validade das idéias de Kiyosaki em terra brasilis: “Realmente existem muitas diferenças entre os dois países em questão. Mas independente da realidade que lhe é imposta (a que você acredita esta vivendo), você pode criar a sua ao ver as coisas com outras perspectivas56”. Dentro deste contexto ele afirma que é mais importante o que você acredita do que em que bases você acredita.

Um outro internauta da comunidade “Pai Rico Pai Pobre” é categórico ao afirmar que as condições são o menor número na equação que leva ao sucesso: “O Maior investimento que uma pessoa pode fazer, é investir em sua FÉ! O que é FÉ? FÉ é ter certeza de coisas que se esperam. Com esta FÉ é possível você chegar onde você quiser, independente de vc ter dinheiro ou não!57”. Mas, para outros a questão não é assim tão simples não! Afirmam que
Ver tópico: Motivos para querer sair do Brasil 13/03/2005 18:55 Ver tópico: Motivos para querer sair do Brasil 13/03/2005 18:55 56 Ver tópico: Realidade 21/06/2004 01:27 57 Ver tópico: Correr riscos ou emprego "seguro" ? 28/12/2005 11:38
54 55

25

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

as condições brasileiras influenciam sim e dentro do contexto nacional as idéias de Kiyosaki são uma ilusão apesar de serem boas idéias.
Vamos nos localizar. Brasil, é aqui que estamos. Vamos analizar nossa economia como funciona. Querem saber o que achei do livro? ADOREI. mas não significa que funciona 100% em minha vida, Exatamente como é no livro. Outra coisa. é claro que sempre 'vão existir contradições mas PELO AMOR DE DEUS...O QUE "CERTAS PESSOAS" esperam de um livro assim??? Acha que é sÓ ler e sair ganhado rios de dinheiro58?

Para muitos a realidade brasileira é um grande obstáculo para aplicar as teorias de Kiyosaki por mais que se queira crer nelas. Essa é a opinião de um internauta da comunidade “Pai Rico Pai Pobre”: “ Correr riscos aqui no Brasil é extremamente complicado!!! Principalmente com a nossa cultura de calotes e piratarias!!!59. Outros ainda são mais radicais na sua visão de que neste país acreditar que as teorias de Kiyosaki tem validade é literalmente viajar na maionese. Esta é a opinião de outro internauta da mesma comunidade: “O livro é uma ilusão para o Brasil! A única maneira de ficar rico no nosso país é roubar um banco, ganhar na mega sena (impossível, 1 em 50 milhões) ou participar do Nárcotrafico!! Falei e disse!60” Esse foi radical mesmo! Mas, outros são menos radicais quanto a forma de se tornar rico, mas afirmam que realmente levar as idéias de Kiyosaki a sério no Brasil é viajar na maionese porque as idéias dele só funcionam lá nos Estados Unidos mesmo: “Amigos, o fato é que é muito legal ler um livro como esse e tal, mas temos que cair na real com relação a um ponto: todas as coisas ditas no livro são da realidade Americana61. De fato, tem muitas questões econômicas e estruturais que tornam a aplicação das idéias de Kiyosaki complicada, mas nada mais complicado no que os hábitos culturais do Brasil. Não digo hábitos culturais relacionados a trabalho, esforço ou comprometimento com o trabalho. Isso o brasileiro tira de letra, mas no quesito “pensar no amanhã” a questão fica complicada. Quando se soma “pensar no amanhã” com o quesito “curtir a vida” e com o quesito “consumo” a questão se complica. É só dar uma olhada no Orkut para atestar que este é o quesito mais complicado para o brasileiro aplicar as idéias de Kiyosaki.

58 59

Ver tópico: Correr riscos ou emprego "seguro" ? 28/12/2005 11:38 Ver tópico: Vc conheceu alguém q tenha ficado rico... 05/09/2005 21:43 60 Ver tópico: Correr riscos ou emprego "seguro" ? 28/12/2005 11:38 61 Ver tópico: Realidade 21/06/2004 01:27

26

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Vale lembrar que a primeira experiência que o Pai Rico ensinou ao jovem Kiyosaki foi a seguinte: “o dinheiro só acentua o padrão de fluxo de caixa que está na sua mente. Se seu padrão for gastar tudo o que ganha, o mais provável é que um aumento de dinheiro disponível apenas resulte em um aumento de despesas. Como se diz popularmente: "Um louco e seu dinheiro fazem uma grande festa62”. Ele ensina ao jovem garoto a primeira lição sobre controlar seus desejos momentâneos e olhar para o amanhã abrindo mão do presente hoje. Aquela cena descrita na página onde o Pai Rico testa o desejo de consumo do jovem aprendiz lhe oferecendo um salário que o inseriria no mundo do consumo juvenil.
Meu pequeno cérebro e meu pequeno coração de nove anos quase explodiram. Afinal, estávamos em 1956 e receber 2 dólares a hora teria me tornado o garoto mais rico do mundo. Não me podia imaginar ganhando esse dinheiro todo. Eu queria dizer "sim". Eu queria fechar o negócio. E podia ver a bicicleta nova, a luva de beisebol nova e a adoração de meus colegas quando eu mostrasse algum dinheiro. E, ainda por cima, Jimmy e seus amigos ricos nunca poderiam voltar a me chamar de pobre. Mas consegui me manter em silêncio. Quem sabe tivesse torrado os miolos e queimado um fusível. Mas no fundo do coração eu queria loucamente esses 2 dólares a hora63”

Poucos brasileiros passariam neste teste! Ninguém pode negar que realmente o brasileiro é vidrado numa festa, em uma balada e, principalmente em uma curtição que lhe de a chance de extravasar seu desejo de curtir a vida. Acha que não? É só dar uma volta no Orkut para atestar esta verdade. Vejamos se o brasileiro gosta ou não de curtir a vida! Somente a comunidade “Curtindo a vida adoidado” congrega mais de 218 mil pessoas e tem o seguinte lema: A palavra chave é CURTIR A VIDA da melhor maneira possível, seja viajar, acampar, sair, baladas, festas, dançar, paquerar, beijar. Uma outra comunidade chamada “I love Shopping” congrega mais de 315 mil pessoas e tem o seguinte lema: “Apesar da economia estar numa pior, nós sabemos que passar a tarde fazendo compras é tudo de bom!”. Ainda há a comunidade “Carpe Diem” que congrega mais de 540 mil pessoas e tem como lema a frase: “Essa Comunidade focaliza a frase Carpe Diem, ou seja, aproveite o dia e curta cada momento”.

62 63

Pai Rico Pai Pobre, p.58 Pai Rico Pai Pobre, 36

27

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Do outro lado temos as comunidades que expressam o desejo do brasileiro de pensar no amanhã, de ser econômico e poupador. No quesito “poupar” há só uma comunidade chamada “Economizar é preciso” que congrega apenas 209 pessoas. Sobre o quesito “curtir o momento” há uma comunidade chamada “Penso no Futuro” que congrega 109 pessoas no qual o lema é: essa comunidade é exclusiva PRA VOCÊ q pensa no futuro: onde vou estar ,oq vou SER COMO VOU ESTAR, meu ESTADO CIVIL”. O negócio no Brasil funciona de forma diferente mesmo em termos culturais, principalmente no que se refere ao modo de encarar a vida. Se os norte-americanos são mais comedidos, os brasileiros são mais atirados aos prazeres da vida e por isso na hora de aplicar as idéias de Kiyosaki e implementar as mudanças de hábitos que ele propõe para os norte-americanos o brasileiro se sente angustiado. Na comunidade “Pai Rico, Pai Pobre” um internauta coloca isso de maneira bem clara:
Quero saber se alguém já ficou na fase, depois de ter lido "Pai Rico Pai Pobre", de controlar todos os gastos excessivamente a ponto de achar gastos tão saudáveis com cinemas, baladas, barzinhos, restaurantes, viagens, cd´s, livros, ,dvd´s, etc. gastos absurdos e se culpar por isso? Pergunto isso porque já senti isso e só me fez mal, acho que, no equilíbrio, temos que curtir a vida e esses gastos fazem parte disso!!! Como foi a experiência, o que sentiram em relação a isso se é que aconteceu com algum de vocês64?

Para o brasileiro é meio impossível conciliar ganhar dinheiro com poupar dinheiro. Se você somar trabalho duro com a possibilidade de só desfrutar do resultado deste na velhice ai a maioria ta forma mesmo! Por isso nosso Kiyosaki brasileiro não fez tanto sucesso: Mauro Halfeld

2.2– O possível versus o impossível: Halfeld X Kiyosaki Uma parte das idéias de Kiyosaki bate de frente com os conceitos predominantes no Brasil, principalmente aqueles que dizem respeito aos hábitos de consumo, mas por outro lado ele agradou em cheio os leitores brasileiros que viam com meio horror a idéia de poupar para a velhice trabalhando arduamente na melhor parte de suas vidas:a juventude.
64

Ver tópico: Neura de poupar?!? 27/08/2004 16:31

28

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

A velha história da formiga que trabalha durante o verão para guardar alimento (poupar dinheiro) para os tempos de escassez (velhice) não cola muito aqui no Brasil não. A grande maioria quer ser cigarra mesmo! Quer zuar durante toda a juventude e depois no meio do caminho buscar uma forma de sustento razoável. E Kiyosaki dá asas para esse público quando se declara abertamente contra os “formiguinhas” quando diz: “A maioria das pessoas só conhece uma solução: trabalhar arduamente, poupar e levantar empréstimos”. E com essa onda de empréstimos para aposentados no Brasil a frase se tornou ainda mais forte. Os que não querem viver de empréstimos na velhice o que devem fazer então? O próprio autor diz:
Então, por que você quer aumentar sua inteligência financeira? Porque você quer ser o tipo de pessoa que cria sua própria sorte. Você pega o que quer que aconteça e o torna melhor. Poucas pessoas percebem que a sorte é criada. Do mesmo modo que o dinheiro. E se você quer ter mais sorte e criar dinheiro em lugar de trabalhar arduamente, então sua inteligência financeira é importante. Agora, se você é o tipo de pessoa que fica à espera de a coisa "certa" acontecer, pode esperar muito tempo. É como esperar que todas as luzes estejam verdes cinco quilômetros antes de começar a viagem.

Tomar partido da ocasião e ser empreendedor! Esse é o pensamento de Kiyosaki para desenvolver a inteligência financeira dando a entender que o importante é ter inteligência financeira para gerar renda através de investimentos criativos deixando a questão do “poupar” para um terceiro plano. Dentro da nossa cultura nacional isso fui mais do que um canto de sereia, foi a própria solução entre a contradição de poupar e consumir. A mensagem foi clara: seja inteligente e não precisará se matar de poupar.

Parece uma diferença mínima, mas ela é extremamente significativa e delimita a diferença entre a grande aceitação de Kiyosaki e a baixa aceitação Mauro Halfeld que também trabalha com a temática da inteligência financeira. Na comunidade “Eu n consigo juntar $$$$$”, que congrega mais de 30 mil pessoas, é possível compreender esta diferença entre desenvolver uma inteligência financeira poupando e desenvolver uma inteligência financeira

29

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

sendo criativo. Poupar até que não é uma idéia má, mas poupar para não gastar é uma idéia que o brasileiro não aceita bem.
Comprar? Sim... Juntar? depende... Porque se for pra juntar pra comprar: excelente idéia. Ruim quando juntar tá difícil e você quer comprar e não pode. Então comprar passa a ser um probleminha sério. Essa comunidade é para quem junta dinheiro e gasta. Porque para nós, o dinheiro existe para ser utilizado e não ficar empoeirado numa conta bancária ou em um "porquinho" qualquer. É ótimo juntar dinheiro. Mas melhor ainda é gastá-lo comprando aquilo que desejamos. Por isso que eu não consigo juntar dinheiro. Porque eu dito quem é dono de quem.

Grande parte dos leitores de Kiyosaki repudiam abertamente esta mentalidade de poupar para ter dinheiro não porque ele não ache que isso é certo, mas porque não faz parte da cultura. É estranho para nós esta idéia e muitos internautas expressam este mal estar de poupar para velhice: É complicado, preciso mudar meus hábitos pois gasto muito do meu dinheiro com baladas, jantares, barzinhos, viagens, livros... e vivo extrapolando o limite!!! É difícil mudar hábitos de anos...65. Os conselhos de Mauro Halfeld batem direto neste ponto nervoso do brasileiro: poupar para a velhice. A comunidade “Mauro Halfeld” na internet conta apenas com 69 pessoas e mesmo lá ele não é unanimidade: “gente, ele tem um jeitinho de nerd MUITO irritante! Parece um velhinho de 85 anos falando66”. Mas, há os que acham ele revolucionário para o cenário brasileiro em termos de colocar a coisa de forma prática: economize primeiro. Na comunidade um internauta resume bem a filosofia do autor: Melhor juntar dinheiro e depois comprar o imóvel do que cair no financiamento. Melhor acumular montante e comprar o carro depois. É o que consigo pegar da filosofia que ele passa67.

Mas, dentro das comunidades relacionadas ao livro Pai Rico Pai Pobre o autor não é muito popular não: “ODIEI O LIVRO DO CARA! me arrependi de ter pago 32 reis pelo livro dele, ele so fala de "trabalhar mto e nao gastar para a aposenadoria" completamente contra as minhas ideias, acho ignoramente a ideia de passar a vida trabalhando e ficar economizando tudu... acho melhor um investimento mais cedo para a aposentaria e mais dinherio68”.
65 66

Ver tópico: Neura de poupar?!? 27/08/2004 16:31 Ver tópico: Ouço sim, mas... 21/02/2006 19:45 67 Ver tópico: SEU DINHEIRO - Mauro Halfeld 29/03/2005 17:18 68 Ver tópico: Halfeld X Kiyosaki 30/12/2004 03:33

30

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Para a grande maioria dos leitores de Kiyosaki as idéias de inteligência financeira de Mauro Halfeld são pura Corrida dos Ratos de forma que nem é possível comparar um método com outro: “O Halfeld nada tem de parecido com o Kiyosaki. Ele está inserido dentro da normalidade: trabalhe muito + junte dinheiro= uma casa para morar, ou faça previdência privada= aposentadoria tranquila; ou ainda: não gaste o 13º= IPVA pago à vista + seguro do carro feito. Pura corrida dos ratos”. Mas, outros ainda acham que apesar da “normalidade” (faça somente o possível e seja extremamente prudente) do autor, ele espelha bem a realidade brasileira em termos de investimentos. Muitos não concordam com o autor, mas acham que dentro da realidade brasileira ele é extremamente útil para a grande maioria da população.
Mauro Halfeld vê a realidade brasileira, dos impostos abusivos, do cpmf, desses políticos q só fazem perder tempo ao invés de votarem logo a porcaria da reforma fiscal! O Robert vive a realidade americana. Pelo o q percebemos lá quem investe é estimulado a investir sempre mais! O empreendorismo é visto com bons olhos! São duas experiências, duas realidades, duas escolas69.

De fato, são duas escolas mesmo! Os leitores de Kiyosaki estão mais para serem empreendedores que fazem da criatividade o motor da sua independência financeira do que os que são leitores de Mauro Halfeld que entendem que a manutenção do dinheiro é muito mais importante do que arriscar em um pais que tem muitos entraves a idéia de ser empreendedor. Mauro Halfeld é, de fato, um professor enquanto Kiyosaki pousa mais de empreendedor. Um internauta da comunidade “Pai Rico Pai Pobre” coloca bem a postura de Halfeld sobre inteligência financeira: Assisti a uma palestra dele que particularmente não gostei muito pois foi teórico ao extremo.Perguntei a ele o que achava sobre os livros do Kiyosaki. Ele demonstrou total desconhecimento sobre seus ensinamentos70 A idéia de ser empreendedor agrada muita gente, mas os custos e risco afastam muita gente. No Orkut é possível encontrar inúmeras comunidades de negócios tais como a comunidade “Empreendedorismo” que congrega mais de 34 mil pessoas, mas a questão é: o que realmente se fala sobre o tema empreendedorismo. Estas comunidades estão repletas de propagandas que oferecem riqueza em poucos dias, mas que de propostas concretas realmente não tem muita coisa. Um internauta desta comunidade resumiu bem qual é sensação de se procurar alguém realmente empreendedor dentro do contexto
69 70

Ver tópico: Halfeld X Kiyosaki 30/12/2004 03:33 Ver tópico: Halfeld X Kiyosaki 30/12/2004 03:33

31

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

nacional: “Assunto complexo. Estudo empreendedores a 13 anos. Eles estão na mesma categoria do abominável homens das neves. Sabe-se que existem, mas ninguém conseguiu tirar uma foto71. Um outro internauta vai ainda mais longe e afirma: O genoma do brasileiro não é tão empreendedor!. Ele mesmo explica logo após a provocação:
O título acima é uma provocação. A finalidade é esta mesma. Se o espírito empreendedor fosse tão difundido aqui, teríamos um veículo genuinamente brasileiro rodando pelas ruas. A Suécia, partindo do minério de ferro existente no seu território, destacou-se na produção de aços especiais e, a seguir no segmento de caminhões pesados - Scania e Volvo. A Nokia, uma empresa de grande sucesso em telefonia celular, surgiu num país inexpressivo, a Finlândia. Onde estão os nossos empresários criativos? Eles são conservadores demais, odeiam riscos. O empreendedor individual é muito frágil, dependendo de apoio creditício a juros proibitivos. Por mais persistência, criatividade, espírito de visionário, etc. etc., nosso sistema econômico + herança genética (sangue português, principalmente) não encaminham muitos jovens entusiasmados para a trilha de um McDonald ou Bill Gates72.

Realmente temos problemas em desenvolver o espírito empreendedor e em reconhecer o espírito empreendedor. Temos um dos maiores fenômenos de empreendedorismo do momento, reconhecido até por Michael Porter considerado atualmente o principal consultor e pensador do Management mundial e Líder do programa para presidentes de empresas que faturam acima de US$ 1 bi na Harvard Business School, como um exemplo a ser seguido em termos de iniciativa individual. Um homem que começou com 12 reais e hoje ganha mais de 30 mil reais com palestras pelo Brasil a fora: David Portes, o David Camellot.

Ele tem uma comunidade no Orkut chamada “David Portes: the camelot”, mas conta apenas com 48 membros. O próprio texto da comunidade diz o que ele fez e o que ele é: David é o famoso camelô do Rio de Janeiro que conseguiu vencer na vida vendendo doces nos semáforos e na sua banca localizada na Avenida Presidente Wilson. Ele conseguiu fazer na sua banca tudo que muitas empresas de grande porte tenta fazer com eficiência e não consegue: aumentar suas vendas. Mas, claro que dentro do contexto nacional ele é exceção, como também sua vitória parece ser uma exceção. Muitos
71 72

Ver tópico: A Personalidade Empreendedora 09/08/2004 05:28 Ver tópico: A Personalidade Empreendedora 09/08/2004 05:28

32

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

brasileiros querem ser empreendedores, mas há “forças invisíveis” que impedem que o estado brasileiro cresça (geralmente estas forças vem dos Estrados Unidos), mas há também forças que nos impedem de crescermos individualmente. Há uma conspiração no ar...
Salário é coleira. futebol é o vento fresco na cela fétida do povo encarcerado. trabalho com carteira assinada é prêmio pra quem se comporta no sistema. Vida menos ordinária é a classe média.a única esperteza permitida é baseada na mesquinharia e individualismo. Não ultrapasse a linha. os castigos não são celas, torturas em porões, nem fuzilamentos em estádios. os castigos são perder sua imagem, seu precioso emprego de carteira assinada, seu mundinho medíocre e e supérfluo73.
Este texto da comunidade “Teoria da Conspiração”, que congrega quase 100 mil pessoas, é uma brincadeira, mas que parece ser um fato verídico para uma gama considerável de brasileiros que acreditam que só não fazem o impossível porque alguém os prende no mundo do possível:

Aqui nossa vida é feita para não pensar...só trabalhar e

consumir, para manter o sistema funcionando enquanto a elite politica que nunca trabalhou e controla a maquina do governo se refastela em mensalões. Suga tudo que produzimos para ter seus previlégios 74” . Muitos leitores de Kiyosaki gostaram de suas idéias, mas o problema é que no Brasil, você sabe como é, sempre há uma sensação de alguém conspira contra mim. Se não for o governo, é meu vizinho, mas se não é meu vizinho é meu cunhado, se não for meu cunhado é o Bush uma vez que o FHC um dia também conspirou contra mim. E Kiyosaki também teve que enfrentar um outro guru que já dava cursos sobre inteligência financeira, ou melhor dizendo, sobre justificativa de atrasos financeiros: Karl Marx.

2.3 – Do propósito pessoal a teoria da conspiração: Marx versus Kiyosaki Nossa economia é capitalista e se baseia em princípios liberais. Por isso vivemos em um período chamado neo-liberalismo que propõe o seguinte: “Ao governo compete patrocinar a defesa nacional, garantir a livre concorrência entre as empresas e a proteção à propriedade privada. A iniciativa individual deve ser incentivada”. Tudo deveria correr bem, mas há “forças ocultas” que conspiram contra nós. Depois dos discursos de Vargas e de Jânio Quadros
73 74

Ver tópico: Teoria da Conspiração - Made in Brazil 14/12/2005 12:04 Ver tópico: Teoria da Conspiração - Made in Brazil 14/12/2005 12:04

33

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

parece que o brasileiro passou a ter isso como premissa básica: “Forças terríveis levantaram-se contra mim e intrigam ou difamam, até com a desculpa da colaboração, baldaram-se os meus esforços para conduzir esta nação pelo caminho de sua verdadeira libertação política e econômica, o único que possibilitaria o progresso efetivo e a justiça social, a que tem direito seu generoso povo". A partir daí todos começamos a ter este sentimento que Kiyosaki coloca bem no começo do livro a respeito do Pai Pobre: "Não sou rico porque tenho filhos". Em termos nacionais seria: “Não sou rico porque nasci no Brasil” No Orkut há uma comunidade chamada “Há uma conspiração contra mim” que define bem esse sentimento: “essa comunidade foi para aqueles que assim como eu acha que existe uma conspiração contra vc,nós e todos,que nada da certo,que sempre ta acontecendo alguma coisa que acaba te prejudicando e que sempre você ta assustado com que pode acontecer a qualquer hora!!!!”. Realmente a qualquer hora alguém pode tirar meu sucesso me manipulando sem que eu perceba. Fingindo colaboração podem baldar meus esforços. Mas, a comunidade que realmente espelha a idéia de que alguém conspira contra mim é a comunidade “Sua Inveja faz minha fama” que congrega nada mais do que 995 mil pessoas que acham que de alguma forma alguém quer tirar algo delas. Mas, isso não nasceu com a sociedade pósmoderna, mas já vem de antes, muito antes. Lá no começo da modernidade um jovem universitário também desenvolveu uma teoria de conspiração: a conspiração da burguesia para explorar a classe trabalhadora.

Esse jovem moço chamado Karl Marx dizia: Os que no regime burguês trabalham não lucram e os que lucram não trabalham. Então muita gente passou a acreditar que trabalho realmente não dá dinheiro e que só se ganha dinheiro se não se trabalhar arduamente. É claro que Karl Marx tem seus fãs de carteirinha que lêem e debatem suas idéias. Lá na comunidade “Karl Marx – Brasil” temos mais de 34 mil pessoas que reverenciam o autor. Mas, não é aí que encontramos os verdadeiros seguidores de Karl Marx!

34

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

É lá na comunidade “Quero Ganhar dinheiro dormindo” que encontramos seus reais seguidores! São mais de 119 mil pessoas que realmente seguem Karl Marx e afirmam: no regime burguês trabalham não lucram e os que lucram não trabalham. Todos nesta comunidade comungam firmemente neste principio de que o trabalho árduo não leva a lugar nenhum. Um internauta sobe ao palanque, ao melhor estilo Lênin, e pede que todos da comunidade se unam em um só espírito e em um só corpo para atingir os objetivos a que os nobres camaradas se propõem: ganhar dinheiro dormindo.
“fala serio!!! tanta gente nessa comunidade e nao conseguimos chegar no nosso objetivo??? isso sem contar as outras comunidades sobre o mesmo objetivo!!!! nao da pra gente ficar esperando o dinheiro cair do ceu ou entao esperar alguem bolar e disponibilizar alguma forma "magica" de ganhar grana sem o menor esforco. na minha opiniao, o maior problema desses sistemas de ajuda mutua, renda extra, etc. nao eh o proprio sistema e sim as pessoas q estao a procura deles. temos q ter uma coisa em mente q eh extremamente fundamental: NAO VAI FUNCIONAR SE NAO NOS UNIRMOS75 !!!

O nobre marxista tem razão: dorminhocos do mundo uni-vos! Claro que estes marxistas estão em uma situação muitíssimo melhor do que os marxistas que se atem apenas a teoria, pois estes querem a revolução de uma classe social enquanto aqueles querem apenas a revolução de uma casta de “empreendedores dorminhocos”. Kiyosaki também propõe uma revolução, mas não de classes sociais, mas sim de pessoas que se propõe a adotar uma nova mentalidade: a mentalidade do Pai Rico. Claro que muitos leitores de Kiyosaki também entenderam esta proposta social de Kiyosaki. Ele não diz nada a respeito de classes sociais, mas diz respeito a pessoas e suas mentalidades. Os termos pobres e classe média, como também os ricos, são termos usados para designar posturas mentais das pessoas. Uma pessoa pode ser pobre e adquirir uma mentalidade de rico e tornar-se rica, mas uma pessoa que herda uma herança e é rica por conta disso pode, inevitavelmente, vir a se tornar pobre porque adquiriu tal mentalidade. Para Kiyosaki o que diferencia um do outro é simplesmente a relação com ele tem com o Estado. Se o individuo se deixa usar pelo estado (em
75

2592 membros e nao conseguimos chegar no objetivo? 17/05/2005 - 19:59

35

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

termos de tributação de impostos, por exemplo) ele é pobre porque acaba trabalhando para outros em vez de trabalhar para si. : “O governo sempre tira sua parte antes. Você paga impostos quando ganha. Você paga impostos quando gasta. Você paga impostos quando poupa. Você paga impostos quando morre. Por que é que as pessoas deixam que o governo faça isso com elas? Os ricos não deixam - disse pai rico com um sorriso. - Os pobres e a classe média deixam. Aposto que ganho mais que seu pai e contudo ele paga mais impostos76” Para ele o pobre (ou classe média) é uma mentalidade, um estilo de vida, e não uma classe social. Para Kiyosaki o maior erro da classe média, como também na classe pobre, é achar que o governo (ou a empresa para a qual trabalham) irá cuidar deles. Para o autor, essa é a maior ignorância de uma pessoa e o fato que leva a entrar na famosa Corrida dos Ratos: “Os pobres, a classe média e os ignorantes teriam suas vidas arruinadas simplesmente porque continuariam acreditando que o dinheiro é real e que a empresa para a qual trabalham, ou o governo, cuidaria dele 77”. A própria constituição histórica dos Estados Unidos contribui para que eles acreditem menos no estado e mais na iniciativa privada. Lá nos Estados Unidos o Estado nasceu da sociedade organizada, mas aqui no Brasil o Estado gerou a sociedade organizada. O negócio é diferente.

Nos Estados Unidos Kiyosaki pode dizer abertamente que se preocupa quando observa que cada vez mais o norte-americano é dependente do Estado: Muitas vezes penso no novo milênio e imagino o que acontecerá quando houver milhões de pessoas precisando de assistência financeira e médica. Eles se tornarão dependentes do apoio financeiro de suas famílias ou do governo. O que acontecerá quando o Medicare e a Seguridade Social ficarem sem dinheiro? Como uma nação sobreviverá se ensinar sobre dinheiro continuar sendo tarefa dos pais - cuja maioria será ou já é pobre78?.
76 77

Pai Rico, Pai Pobre, p.33 Pai Rico, Pai Pobre, p.47 78 Pai Rico, Pai Pobre, p.11

36

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Aqui no Brasil as preocupações vão diretamente no sentido oposto: o que acontecerá quando o Estado não mais conseguir dar assistência financeira ao povo? Já não chega meus colegas conspirarem contra mim, mas agora há uma conspiração contra o meu próprio pais? Um internauta da comunidade “Teoria da Conspiração” alerta a todos: “hoje é o Iraque amanhã será o Brasil ... eles já estão aki ... estão na amazonia ... como biologos... vou ainda mais longe ... nas escolas dos USA a amazonia aparece como território internacional ... fica isso ai p/ pensarem ...ñ vamos deixar eles nos dominar ...79”. Todos estes fatos são evidencias de que há realmente uma conspiração contra mim e isso me faz parar para pensar! Porque eu, e as dezenas de colegas que ficam comigo nas baladas, não conseguimos uma boa condição financeira? E isso me faz pensar? E quando o camarada diz isso e pensa na condição dele e na condição do país sempre há a velha pergunta que não quer calar como bem afirma um internauta da comunidade “Pai Rico Pai Pobre”: “Já parou pra pensar que o último presidente brasileiro democraticamente eleito que ameaçou realizar propostas sociais como essa que você cita acabou deposto por um golpe de estado que durou 20 anos e resultou na prisão, tortura e assassinato de milhares de líderes sindicais, políticos, intelectuais, artistas ou qualquer outro que propusesse idéias semelhantes?80.

Realmente quanto tentamos fazer algo para melhorar um pouco há “forças ocultas” que conspiram contra nós e nos fazem retroceder nos nossos objetivos pessoais. Esse é o tema da comunidade “Pessoas que conspiram contra mim” que tem como frase de abertura: “Se vc é uma dessas pessoas q até um bebê conspira contra vc, nada da certo, todo mundo vai contra vc, vc é sempre alvo de conspirações”. E segundo um internauta da comunidade “Odeio Capitalismo” até existem alternativas, mas o sistema não vai deixar que elas se concretizem porque o sistema conspira contra nós: “Ariane na verdade existem alternativas sim! Mas o capitalismo nunca vai permitir que sejam instaladas! Eliminar a concorrencia é apenas uma das regras desse
79 80

Ver tópico: norte americanos ... tome cuidado... 29/11/2004 - 14:42 Ver tópico: Kiyosaki e Marx 07/08/2005 - 22:29

37

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

brutal e selvagem sistema! Nao deixe que te iludam com falsas ideias sobre o que é a verdadeira essencia desse sistema, ele nao presta nem nunca prestará81! Ahh, e não podemos esquecer das multinacionais! Além de haver uma conspiração pessoal contra mim ainda há forças que conspiram contra o meu país através das corporações multinacionais: “Assim, essas corporações fazem todos os lobbys possíveis para que o Estado não se dedique a essas atividades (...) E, se o governo sair da linha e começar a fazer essas coisas feias como obras sociais, basta intervir, retirar esse governo e botar um outro mais favorável a suas exigênicas (Hugo Chávez na Venezuela é o próximo alvo82). E isso me faz pensar ainda mais! E se o sucesso dos norte-americanos não é fruto da exploração imperialista? Kiyosaki ignora estes fatores contextuais! Não será intencionalmente, afinal de contas ele é um yanke!
O que mais impressiona no seu discurso é sua incapacidade de entender a relação entre o "modelo de sucesso" americano e a "escassez de recursos" brasileira... será que são fenômenos estritamente justapostos, ou haverá alguma relação entre eles? Não será que o "modelo de sucesso" americano é o que gera a escassez de recursos brasileira (e haitiana, guatemalteca, angolana, paquistanesa etc.)? Aliás, que escassez de recursos? Que eu saiba, temos o 11o. maior PIB do mundo... o problema é que ele escoa para as mãos dos "investidores" estrangeiros ou oligarquias locais, em vez de para as mãos de quem efetivamente o produz...

Mas, a grande maioria dos leitores de Kiyosaki não aceita a teoria da conspiração não. Um internauta chega a ser categórico com seu colega kiyosakiano-marxista: Espero que vc nao va' culpar os EUA ou o sistema capitalista. Quem nao tem competencia nao se estabelece. Quem nao organiza sua producao e' explorado83. E de fato é um dos maiores problemas do nosso país é organização. Se voltarmos para as estatísticas “orkutianas” podemos comprovar que o brasileiro é meio sossegado neste quesito. Há uma comunidade chamada “Sou organizado demais” que congrega cerca de 1.600 pessoas, mas por outro lado há uma comunidade chamada “Tenho um lado desorganizado” que
81
82

Ver tópico: Capitalismo x Humanidade 08/03/2006 - 11:19 Ver tópico: Kiyosaki e Marx 07/08/2005 - 22:29 83 Ver tópico: Kiyosaki e Marx 07/08/2005 - 22:29

38

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

congrega mais de 12 mil pessoas. É quase 8 brasileiros desorganizados para um organizado. Mas, parece que a teoria da conspiração tem mais aceitação do que a teoria do pais desorganizado, mas um internauta da comunidade “Pai Rico Pai Pobre” é enfático é direto em relação a “esquerdinha festiva” que vive culpando os outros e se encostando no Estado.
Infelizmente o Brasil vai cometer outro erro historico. Vai continuar na contramao, vai continuar na miseria por causa da paixao socialista. Precisamos olhar a historia, seguir modelos de sucesso, acreditar que pobreza se combate com trabalho e recompensa pelo trabalho. Mas, como e' natural `a esquerdinha festiva, vao poder sempre continuar a culpar os outros por seus proprios problemas de incompetencia e dozinha de si mesmos, dizendo: ai, ai,ai, pobre de nos, somos explorados... ai ai... Eu sei que os esquerdas fazem isso com legitimidade de sentimentos, mas sao pobres enganados ou preguicosos invejosos do trabalho alheio. Nunca vi um esquerdista que gostasse de trabalhar ou que planejasse sua aposentaoria baseado no excesso da sua propria producao. Eles querem viver a custa do estado84

Esse é um leitor de Kiyosaki e sabe definir bem seu ponto de vista na medida em que o próprio autor não diria de forma mais clara tal ponto de vista. O autor é mais sutil e diplomático, mas afirma categoricamente através da história narrada: “E melhor que você mude seu ponto de vista. Pare de culparme pensando que eu sou o problema. Se você pensa que eu sou o problema, então terá que me modificar. Se perceber que você é o problema, então poderá modificar a si mesmo, aprender alguma coisa e tornar-se mais sábio. A maioria das pessoas quer que todos no mundo mudem, menos elas próprias. Mas eu lhe digo: é mais fácil mudar a si próprio que a todos os demais85. Kiyosaki conclama seu leitores a mudar, mas a porta é estreita e o caminho é longo. Tal como há muitos tipos de Igrejas que se utilizam de apenas parte do evangelho, também há um número grande de empreendedores kiyosakianos que somente se utilizam de parte das idéias do autor. Mas, são, indiscutivelmente, os empreendedores de Kiyosaki...

84 85

Ver tópico: Ver tópico: Kiyosaki e Marx 07/08/2005 - 22:29 Pai Rico Pai Pobre, p.29

39

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Capítulo III – Sobre empreendedores de Kyosaki 3.1– A idéia de empreendedorismo messiânico: eu vou conseguir Uma das mais evidentes características do brasileiro é a emotividade. Somos um povo que é facilmente levado por um sorriso fácil e por emoções simples. Somos um povo que se empolga com as coisas que fazemos! As estatísticas orkutianas mostram essa característica nacional bem facilmente. Por exemplo, a comunidade “Eu adoro dar risada” congrega nada menos que 800 mil pessoas e tem como texto de entrada: ”Para aqueles que 40

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

gostam de rir, seja por motivos úteis, mas principalmente, pelos inúteis”. Uma outra comunidade chama-se “Não leve a vida tão a sério” congrega mais de 350 mil pessoas e tem como lema: curta a vida! Ministério da saúde adverte:levar a vida a sério gera diversas mazelas, tais como:câncer,stress..... Há ainda outra chamada “Só rindo para não chorar” congrega mais de 231 mil pessoas e tem como lema: “Essa expressão é muito ouvida no dia a dia. É bem empregada para todas as situações adversas e até mesmo para o nosso próprio país, cheio de corruptos e safados...só rindo para não chorar!. E dezenas de outras que demonstram que nós não esquentamos muita a cabeça não, mas temos a emoções a flor da pele sim. Basta assistir um jogo da seleção com um brasileiro e todos saberão o que é emoção para nós! E verão ainda mais! Verão que uma das emoções que mais caracterizam o povo brasileiro é a esperança de viver dias melhores seja com ou sem dinheiro. Em seu livro Kiyosaki afirma que aprendeu que a chave do sucesso esta no “eu não quero”.
Quando alguém fala "Não quero consertar vasos sanitários", tenho vontade de retrucar: "E o que o faz pensar que eu quero?" Eles estão dizendo que um vaso é mais importante do que aquilo que eles querem. Eu falo de liberação da Corrida dos Ratos, e eles pensam em vasos sanitários. Esse é o padrão de pensamento que mantém muita gente na pobreza. Criticam em vez de analisar. "A chave de seu sucesso está nos não quero", dizia pai rico.

Eles estão dizendo que “um vaso é mais importante do que aquilo que eles querem”. Claro que se questionados 99% dos brasileiros responderam que querem dinheiro, mas o que é mais importante do que aquilo que todos querem? As estatísticas orkutianas provam: o brasileiro dá mais valor ao amor do que o dinheiro. A maior comunidade do quesito “eu quero” é a comunidade “Eu quero uma amor para a vida toda” que congrega nada mais do que 617 mil pessoas! No mesmo quesito do “eu quero” esta a comunidade “Eu quero dinheiro” que congrega mais de 69 mil pessoas. Se colocamos a palavra amor em inglês temos nossos vizinhos norteamericanos (e nem todos que escrevem em inglês o são!) com uma comunidade Love de apenas 42 mil pessoas! Sem comparações em termos de 41

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

emotividade entre um norte-americano e um brasileiro. Daí a dificuldade de se transplantar as idéias de Kiyosaki para terra brasilis. Na comunidade “Clube do Empreendedor”, que congrega quase 800 pessoas temos um debate mais sério sobre empreendedorismo se compararmos com as outras comunidades do gênero. Em um tópico no qual as pessoas comentam qual a leitura obrigatória para ser um empreendedor temos na grande maioria das obras indicadas livros que são para “motivação” do empreendedor. Na comunidade “Pequenas Empresas Grandes Negócios”, que congrega quase 700 membros e tem como origem o programa da globo que mostra pequenos empresários, a discussão é quase nula. Da mesma forma pode-se notar que na Comunidade SEBRAE as discussões também são quase nulas. O Sebrae e a PEGN são linhas de empreendedorismo mais técnicos que exigem um conhecimento maior sobre os componentes técnicos de uma empresa tais como análise de mercado, fluxo de caixa, fornecedores, impostos etc. Os empreendedores nacionais não ignoram tais exigências, mas é que... vc sabe. É muito chato esse lance de dados técnicos. Há uma comunidade chamada “Plano de Negócios” que congrega mais de 13 mil pessoas que querem discutir a respeito deste tal de “Plano de Negócios”. Todos querem saber de uma forma mais “humana de entender a questão” sem aquele montão de dados técnicos. O pessoal gosta mais mesmo é de livros que os levem a sonhar! Livros emotivos que despertem sentimentos! Claro! Assim é natureza do brasileiro: emotiva, sensível e esperançosa. Por isso um dos maiores sucessos da área de empreendedorismo é o livro de Augusto Cury: “Você é do tamanho de seus sonhos”. A comunidade “Você é do tamanho dos seus sonhos” congrega mais de 12 mil pessoas e é muito ativa. Uma das frases que faz parte da abertura da comunidade exemplifica bem a empatia que o livro gerou no público jovem empreendedor: “A presença dos sonhos transforma os miseráveis em reis,faz dos idosos,jovens,e a ausência deles transforma milionários em mendigos faz dos jovens idosos”. E realmente Kiyosaki conseguiu fazer isso com seu público: conseguiu devolver os sonhos a jovens. É impressionante a empolgação com que seus leitores adentram nos tópicos buscando cada vez mais alternativas para melhorar sua situação financeira. Na mesma medida se pode notar a 42

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

voracidade das redes de que envolvem muitas pessoas em negócios digitais que funcionam em rede. Somente uma única comunidade chamada “Dinheiro na Internet” congrega mais de 140 mil pessoas. Nesta comunidade só há propaganda de redes de negócios que prometem renda fácil sem trabalhar duro. Em um dos tópicos um internauta afirma que é possível ter uma renda de 19 mil reais sem sair de casa, só navegando na net. Esse tipo de “empreendedorismo de rede” atrai muitos leitores de Kiyosaki que acreditam que é possível ganhar dinheiro com este tipo de atividade. No entanto, alguns leitores mais atentos a idéia de Kiyosaki rejeitam abertamente o chamado Marketing Multinível que, de fato, infesta (a palavra é essa mesmo) todas as comunidades de negócio do orkut. Não há uma comunidade que se veja imune das propagandas de negócios multinível. Para alguns leitores de Kiyosaki o negócio de marketing multinível esta longe de ser um empreendimento do “estilo Kiyosaki”, mas, como bem afirma uma internauta, tem que se reconhecer que o autor estimulou a isso: sem querer chutar cachorro morto, eu particularmente não gosto dos que vem aki simplesmente prá fazer propaganda de MMN, pois o propósito da comunidade é a troca de idéias... porém, quem leu os livros de Kiyosaki sabe que ele mesmo estimula que entremos em MMN86 E de fato Kiyosaki recomenda mesmo que os empreendedores façam um pequeno estágio nas redes de marketing de multinível para ganhar agilidade em termos de business, mas ele diz que a instrução aprendida nestas redes vale mais do que o dinheiro ganho.
Muitas vezes recomendo que se integrem a uma empresa de marketing de rede, também chamado de marketing multinível, se quiserem adquirir habilidades de venda. Algumas dessas empresas têm excelentes programas de treinamento que ajudam as pessoas a superar o medo do fracasso e da rejeição que são as principais razões pelas quais a maioria das pessoas não é bem-sucedida. A instrução vale mais do que o dinheiro, no longo prazo87.

De fato, o próprio formato destas redes de marketing multinível onde o integrante tem que coordenar pessoas, marcar reuniões, oferecer produtos e ainda prestar contas não tem nada a ver com a proposta que Kiyosaki tem com seu livro e contraria a primeira lição do Pai Rico: “A primeira lição relativa a fazer o dinheiro trabalhar para mim, em vez de trabalhar pelo dinheiro, tem na
86 87

Ver tópico: Deturpação da comunidade 30/04/2005 - 23:34 Pai Rico Pai Pobre, p,114

43

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

verdade tudo a ver com poder. Se você trabalha pelo dinheiro, está cedendo o poder a seu empregador. Se seu dinheiro trabalha para você, você mantém e controla o poder88. Dentro deste contexto um internauta da comunidade “Pai Rico, Pai Pobre” tem razão ao afirmar que nestas redes de marketing multinível você tem realmente que trabalhar pelo seu dinheiro: Você indica amigos para serem vendedores e esses pagam um percentual de suas vendas para você, e você paga um percentual para quem te colocou nessa furada, er, te deu essa ótima oportunidade89. E o internauta continua!
Opa, problema n°1: As pessoas já tem os suas marcas de shampoos, sabonetes e remédios para emagrecer e não vão mudar só por que você quer. E lembrem-se das regras de Kiyosaki: se vocês tiverem que trabalhar pelo seu dinheiro, vocês estarão na corrida dos ratos, ele que tem que trabalhar para você. Você terá que enxer o saco dos seus vizinhos e transformar agradáveis conversas em chatíssimas seções de "convença o vizinho a trocar a marca do sabonete". Opa, problema n°2: nem todo mundo é pato o suficiente, er, empreendedor o suficiente para entrar numa fria dessas, quis dizer, num método enriquecedor desses. Então você terá que ser mais chato ainda e fazer "reuniões" na vizinhança para arrebanhar patos, e lá estará você trabalhando pelo seu dinheiro de novo. Mas enfim, eu sou um cego que não vê as oportunidades maravilhosas de se ganhar dinheiro fácil.

Mas, eu sou brasileiro e não desisto nunca, principalmente no que se refere a ganhar dinheiro fácil. É sempre bom lembrar que a comunidade “Eu quero ganhar dinheiro dormindo” conta com quase 130 mil pessoas no qual o lema é: “Comunidade para quem gosta de viver na Horizontal, e para isso se tornar perfeito, só falta GANHAR DINHEIRO DORMINDO!!!”. Também não podemos esquecer que o brasileiro não desiste deste ideal e que se sacrifica por ele tal como esta escrito na comunidade “Eu me quebro, mas não desisto” é a bandeira daqueles que querem levar vantagem em tudo: Se você não desiste de jeito nenhum quando coloca uma coisa em sua cabeça pra fazer, e ainda que se quebre todo para conseguir, você não desiste... Eu não desisto nunca. Está em meu inconsciente e consciente. Eu possuo uma força absurda que me faz permanecer e continuar”. E realmente quando o lema é ganhar dinheiro fácil levando vantagem sobre outros tantos colegas muitos não desistem nunca de seus propósitos,
88 89

Pai Rico Pai Pobre, p.83 Ver tópico: Deturpação da comunidade 30/04/2005 - 23:34

44

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

afinal de contas somos o país da Lei de Gerson! Por isso, é possível afirmar que essas redes de marketing multinível só crescem porque encontram um ambiente propício para tal dada a nossa energia e entusiasmo para ganhar dinheiro de forma rápida e fácil. Mas, a idéia de ganhar dinheiro fácil não começou a se difundir com as redes de marketing multinível, mas veio de antes. Veio da época das vacas magras, melhor dizendo, veio da época dos bois gordos.

3.2 – Comprando Boi Gordo: lidando com magros lucros Na década de 90 o Brasil foi tomado pela febre dos investimentos milionários que prometiam lucros exorbitantes com criação de animais. Em uma reportagem da Revista Veja em outubro de 1996 90 o jornalista narra com tom apoteótico a maior descoberta financeira de todos os tempos: “Nos últimos meses, a rentabilidade das Fazendas Reunidas Boi Gordo tem beirado os 60% em dezoito meses”. Realmente parecia um negócio da China em pleno centrooeste do Brasil. Investir em gado de verdade sem sair do meio urbano? Isso mesmo! Até um termo foi criado para definir o investidor: fazendeiro urbano. Tudo garantido, tudo segurado, investimento certo e lucro garantido.
O fazendeiro urbano compra a sua vaquinha da raça girolanda e uma cota de terreno de uma fazenda por 2 700 reais. A vaca ganha um brinco de plástico com o número do contrato do dono, que tem o direito de receber todo mês o
90

Ver site: http://vejaonline.abril.com.br/notitia/servlet/newstorm.ns.presentation.NavigationServlet?publicat ionCode=1&pageCode=1269&textCode=114087

45

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

dinheiro equivalente à venda de 240 litros de leite. Se a vaca morrer por uma picada de cobra, por exemplo, o seguro a repõe. As fêmeas que nascerem da vaquinha pertencem ao seu dono, que pode vendê-las ou transformá-las em novas produtoras de leite. Os machos ficam com a fazenda. Estima-se que o investimento inicial se paga em 25 meses. A partir daí começa o lucro do aplicador. Durante cinco anos, a vaca dá leite. Depois, vai para o abate, e o investidor embolsa o dinheiro da carne91

Maravilha! Ganho com a criação do animal e ainda, no caso de ser uma vaca, ainda ganho com a produção de leite! Tudo segurado! Muitas pessoas entenderam que este era o melhor investimento e correram para a maior empresa do setor que no período era a Boi Gordo: “A maior empresa nesse ramo, e a mais antiga, são as Fazendas Reunidas Boi Gordo. Tem 8 000 investidores. Eles compram bois magros e, depois de dezoito meses, resgatam o valor correspondente aos animais prontos para o abate”. A notícia foi se espalhando e tomando conta de inúmeros segmentos sociais e empolgando muita gente porque a proposta de fato era interessante:: Cada vez mais gente ganha dinheiro engordando bois e porcos, vendendo leite ou criando frangos. Para isso, não é necessário sair da cidade. Algumas empresas inventaram sistemas pelos quais o interessado em investir no campo pode entrar no negócio lidando apenas com papéis. A divulgação intensa na mídia deste “novo negócio” que era altamente seguro e rentável atraiu muita gente. Um internauta da comunidade “Eu Odeio a Boi Gordo” relata o sentimento que tomava conta dos investidores na época que desanimados com as aplicações seguradas do mercado financeiro se sentiram tentados por levar uma vantagem extra em termos financeiros:
Pois é, o que fazer com aquela grana. Poupança, não, não. os juros são muito baixos. Aplicações, CDB, RDB, ações...Sei lá, as vezes alto risco e baixo rendimento.Puxa, Fazendas Reunidas Boi Gordo, aparece na novela da Globo, está na revista Exame, na Veja, na Isto é. Super elogiado por toda a mídia. Investidores de todas as partes confiam! Atores, jogadores de futebol, empresários. Pronto, decidido, é isso! Então vamos lá, me veja um contrato de confinamento com resgate em 17 meses, vou investir no matogrossense, 34 reais a arroba, garrotes com 10 arrobas cada. ...17 meses depois....Legal, deu certo, vou reinvestir o lucro e comprar mais umas cabecinhas! Negócinho bom este hein!... ...alguns meses depois ... ... Jornal Nacional - "Boa noite! Decretada a Falência da empresa Fazendas Reunidas Boi Gordo..."Pois é, fui mais um dos arrematados e abatidos nesta história. Reaver a grana?!? Justiça!!! O que é isso!?!?!92

91 92

Ver tópico: O Rei do gado! 19/11/2004 - 05:28

46

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Realmente o canto da sereia do “dinheiro fácil” engana muita gente no Brasil. Tem até uma comunidade chamada “To cansado de ser enganado” que congrega mais de 27 mil pessoas que de alguma forma já foram lesados indo atrás do canto doce e suave da sereia do dinheiro fácil. Muitos vão se consolando e aprendendo com os fracassos e é dessa forma que um colega da mesma comunidade do internauta que fora “abatido nesta história” o consola: “Pois é, meu caro Benvindo ao clube. Vamos acompanhar esse processo e ver no que dá. Espero que a justiça funcione bem, porque até onde eu sei o Paulo Roberto tá ganhando muito dinheiro arrendando as terras para plantarem soja. E nós aqui, esperando ... esperando ... esperando”. É difícil fugir de tentações quando elas jorram diante da sua frente. Nas comunidades relacionadas ao livro Pai Rico Pai Pobre são inúmeras as propostas de enriquecimento rápido: “descobri um investimento muito interessante onde é possível duplicar o capital investido em menos de 90 dias” em outro um internauta diz: “Essa empresa permite que façamos investimentos (a partir de US$25,00-dólares) que num período de 60 a 90 dias rendem 100%, é isso mesmo, seu investimento dobra!” O Boi Gordo foi mais uma destas ofertas de enriquecimento rápido e fácil que atraiu muita gente. Como sempre, como bem afirmara Kiyosaki, a classe média foi a maior lesada neste processo. Não foi uma meia dúzia de investidores, mas se fala em mais de 30 mil famílias de classe média que investiram suas finanças afim de ganhar um pouco mais de dinheiro de forma licita ou melhor, de forma licita e vantajosa. A questão foi tão séria que mereceu até discurso na câmara dos deputados (no ano de 2002) a fim de denunciar o ocorrido.
O SR. LUIZ ANTONIO FLEURY (PTB-SP. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, assomo à tribuna hoje para alertar sobre a situação de cerca de 30 mil famílias, a maioria delas de classe média, que acreditaram nas promessas das Fazendas Reunidas Boi Gordo e hoje vivem um drama de proporções inimagináveis. Estamos falando de investidores das Fazendas Reunidas Boi Gordo, empreendimento que prometia um retorno de 40%, ao longo de 18 meses, sobre o capital investido e que deu um golpe de mais de 1 bilhão de reais. Para tanto se armou uma verdadeira arapuca, para iludir pessoas e lhes causar prejuízos93.

93

Ver site: http://www.almeidapaiva.adv.br/novo/template_geral.php?id=195

47

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

E realmente o estrago foi grande! Mas, quem disse que a história não se repete? A história não se repete sob os mesmos fatos, mas se repete diariamente sobre os mesmos princípios. Napoleão na França e Hitler na Alemanha. Napoleão consolidando a modernidade, Hitler abrindo espaço para o período contemporâneo. Um alemão e outro francês. Fatos e épocas diversas, mas o mesmo principio: ambição. Esse sentimento de ambição quando se soma com o medo (um outro sentimento também tão intenso como o primeiro) acaba definindo o padrão de comportamento das pessoas. Essa foi uma das lições que o Pai Rico ensinou ao seu jovem discípulo das finanças: A maioria das pessoas tem um preço. E têm um preço por causa de duas emoções humanas, o medo e a ambição. Primeiro, o medo de não ter dinheiro as leva a trabalhar arduamente e, quando recebem o contracheque, a ambição ou o desejo as levam a pensar nas coisas maravilhosas que podem ser compradas. Então se define o padrão 94”. O padrão de comportamento das pessoas é definido exatamente com base nestes dois sentimentos afirmava o Pai Rico. É a intensidade destes dois sentimentos que nos faz trocar princípios por fatos. A ambição e o medo nos norteiam a ponto de não reconhecermos princípios em fatos que tentam ser diferentes. Isto quer dizer que se você não entende os princípios que geram uma dada situação (mas decora apenas os fatos que a resultaram) quando chegar novamente uma situação similar (que vai gerar a mesma conseqüência) você vai buscar reconhecer os fatos e não vai se atentar para os princípios. Os que reconhecem somente os fatos são bem informados, mas os que reconhecem os princípios são considerados sábios porque aprendem com a experiência alheia, mas sabemos que ambos estão expostos a tentação de repetir as velhas experiências em novas roupagens. Diz o velho ditado: água mole e pedra dura tanto bate até que fura. Isto poderia ser traduzido para termos orkutianos: propaganda de dinheiro fácil tanto vejo que aplico meu dinheiro. Esse é o sentimento que leva um internauta da comunidade “Pai Rico, Pai Pobre” a se questionar a respeito da tentação de ser mais “ousado” em relação as suas aplicações.
94

Pai Rico Pai Pobre, p.37

48

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Pessoal, vou receber um dinheiro e gostaria da opinião do grupo para um bom investimento de curto prazo uns 3 / 4 meses no máximo. Bom o que eu vi é Renda Fixa que gira em torno de 1% a.m. E também algo um pouco mais arriscado que é investir na Avestruz Master. Bom gostaria da opinião do pessoal95...

Se os investidores de boi gordo tiveram que enfiar a cabeça na terra para se esconderem da vergonha de serem enganados e voltar para casa com vacas magras (os que conseguiram vacas magras) o que mais poderia acontecer com quem investe em avestruz? Mas, alguns leitores de Kiyosaki realmente entenderam que avestruz era diferente de boi (em termos de fatos concretos realmente são diferentes) e não entenderam o principio do negócio era o mesmo ignorando o ditado popular que diz: quando a esmola é demais...

3.3 – Comprando avestruzes: quando a esmola é demais... O brasileiro é empolgado com a idéia de ganhar dinheiro. É como diz o ditado da comunidade “Eu me quebro mas não desisto”: “Se você não desiste de jeito nenhum quando coloca uma coisa em sua cabeça pra fazer, e ainda que se quebre todo para conseguir, você não desiste...”. Quando o brasileiro coloca na cabeça que é possível conseguir algo (principalmente conseguir dinheiro fácil e rápido) ele não desiste. Neste quesito, de ganhar grana rápido e fácil, o brasileiro deixa a prudência de lado e contradiz um dos ditados mais populares do nosso país: “quando a esmola é demais o santo desconfia”. Até os santos sabem que quando o camarada vem todo “dócil” oferecendo muita “oferta” e muitos “votos” e “promessas” o pedido vai ser alto. No orkut a comunidade “Qd esmola é D+ Santo desconfia” congrega apenas 283 “prudentes”, mas que logo de cara confirmam a validade do adágio popular: “Se você é daqueles que quando as coisas acontecem muito fácil ou alguém é bonzinho demais, fica com pé atrás , achou a comunidade certa”
95

Ver tópico: Investimento Curto Prazo 05/11/2004 - 17:08

49

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Mas, a maioria dos brasileiros concorda com o ditado popular, mas é mais adepta do estilo “ganhar dinheiro dormindo”. Esta mentalidade torna nosso povo alvo fácil para essas redes milagrosas de investimento financeiro. Muitos leitores de Kiyosaki ficaram fascinados com a possibilidade de ganhos oferecidos pela Avestruz Master. Um internauta diz: “acho legal esse negocio de investir em avestruz, ja li arespeito e conheço algums criadores, pretendo investir mais pra frente....96” Um outro chega empolgado com a idéia de investir na Avestruz Master: “A avestruz master esta construindo o 2° maior abatedouro do mundo, que tera uma supervisao mensal de engenheiros Sul Africanos, que projetaram o maior do mundo” e ele continua “Antes de fazer qualquer investimento, eu estudei bastante sobre estrutiocultura e sobre a empresa, na qual eu ia depositar meu dinheiro. E cheguei a seguinte conclusão...”. Ele realmente chegou a conclusão que o investimento seria lucrativo e não só decidiu investir, mas decidiu re-investir também. Como todo bom leitor de Kiyosaki o internauta entendeu que o momento faz o investidor e que oportunidades como esta não podem ser perdidas. As palavras de Kiyosaki deveriam estar ecoando na cabeça do internauta: Vocês verão o que outras pessoas nunca percebem. Oportunidades que estão à frente de seu nariz. A maioria jamais enxerga essas oportunidades porque estão atrás de dinheiro e segurança, e é isso que elas recebem. No momento em que vislumbrarem uma oportunidade, vocês a reconhecerão pelo resto de suas vidas97. O internauta estava tão seguro do investimento que conclamava seus colegas a “abrir suas mentes” para enxergar a oportunidade.
Eu fiz um investimento pequeno, afinal ainda nao sou nenhum milhonario, mas no meu primeiro contrato investi $50.600 reais na compra de 22 aves e no final de 90 dias saquei $10.626 pois optei por reinvestir os $50.600 por mais noventa dias, porem nao sei se apos o termino desse contrato reinvestirei... pois como lemos no livro, a onda vem, você pega se for esperto, a deixa partir sozinha e voce parte pra outra. Vi muitos de vocês metendo o pau nas fazendas reunidas, mas quem foi esperto soube ganhar dinheiro la... conheco pessoas que tiveram ganhos milhonarios e souberam a hora de deixar a onda passar. Portanto olhem o Ceticismo de voces. Abram suas mentes e saibam administrar seus riscos98!!
96 97

Ver tópico: Avesrtuz 17/11/2004 - 14:17 Ver Pai Rico Pai Pobre, p.47 98 Ver tópico: Avesrtuz 17/11/2004 - 14:17

50

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Muitos atestavam que a Avestruz Master era um bom empreendimento apesar da “aparência” de ser um negócio no qual se podia aplicar o ditado popular: quando a esmola é demais o santo desconfia. Um internauta chega a colocar esse adágio popular como ponto de reflexão para chamar seus colega a cautela:
“Não entendo nada de criação de avestruzes. Então, com certeza não vou investir nisso. Se vc tb naum entende, deveria fazer o mesmo. Pelo q eu vi o colega falando logo acima, acho q tem uma passagem do "Pai Rico" que se aplica bem a esse caso: DESCONFIE DE RETORNOS EXORBITANTES. Claro que todos podemos estar errados, ou excessivamente cautelosos, e o avestruz ser mesmo um grande negócio. Mas que os sinais são preocupantes, isso são...99.

Ahh, mas e se for verdade? Essa é a pergunta que não quer calar quando se trata de valores absurdos a serem ganhados. Todo mundo esta aplicando e se tudo mundo se der bem e eu não? Mas, se for verdade? No orkut tem uma comunidade chamada “Mas, se” que congrega mais de 23 mil pessoas, e revela a verdadeira faceta desta expressão tão brasileira: “Alguém cria um tópico: "Mas e se..." descrevendo um fato irreal, mas que poderia ter acontecido (ou não)”. Realmente o investimento na Avestruz Master poderia ser realmente um investimento irreal, mas parecia ser extremamente lucrativo! Por que não? Havia uma possibilidade disso acontecer? E se tivesse, é claro, eu não poderia estar fora dessa! Esse era o sentimento daquele que investia no negócio de Avestruzes. Um internauta, leitor assíduo de Kiyosaki, afirma, categoricamente que tal investimento é uma TREMENDA FURADA.
eu dei uma olhada de dois minutos na página dos caras e fiquei enlouquecido. Pq eles te pagam 300% de lucro se as taxas para captação são bem menores que isso. Eles gostam de dar dinheiro pros outros. Pq não vão num banco e pagam uma exorbitante taxa de 50% e embolsam o resto do lucro. PARECE UMA TREMENDA FRIA!!!!alguém já começou a sonhar qtos avestruzes vão ter daqui há 2 ou 4 anos?? entao eles te pegaram....fui...

E realmente a empresa pegou muitos leitores de Kiyosaki que afirmavam estar seguindo os princípios de investimento do “Mestre”. Quanto ao sonhar quantos avestruzes eu terei no futuro o internauta estava certo porque logo depois um outro internauta dá testemunho da viabilidade do investimento e fala sobre as perspectivas avestrunianas para o futuro:
99

Ver tópico: Avesrtuz 17/11/2004 - 14:17

51

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

“Comprei um casal adulto de avestruz em 2003. Na temporada de postura 2003/2004 consegui exito em 10 dos 16 ovos. este mes vendi o ultimo filhote da temporada passada. Foi um investimento de R$4500 na compra dos animais e R$ 12000 na venda dos seus filhotes. Tirando o custo da raçao tanto dos adultos como para os filhotes Sobram R$ 10000. Este ano já estou com 5 filhotes nascidos 5 ovos em incubação e a temporada de postura ainda vai até maio. Estou prevendo uns 18 filhotes este ano.

Mas, infelizmente o primeiro internauta que falou que a Avestruz Master parecia uma tremenda fria estava errado. Depois de exatamente um ano depois deste internauta postar suas expectativas o Jornal Opção On_line publicava: “As atividades da Avestruz Master foram paralisadas no dia 4 deste mês. Na manhã daquela sexta-feira, as portas da empresa amanheceram fechadas, com funcionários e investidores sem qualquer informação. Notas distribuídas não esclareciam nada do futuro da empresa, e os sócios desapareceram100”. O internauta estava errado: não parecia uma fria, era uma fria! A falência da Avestruz Master não foi parcial, mas total. O golpe foi tão grande quanto o do Boi Gordo e muitos investidores ficaram realmente com a cabeça atolada na areia: “Fontes do Ministério Público informam que a análise mais otimista indica que o patrimônio total da empresa e de seus sócios — todos os avestruzes, fazendas, casas, carros e outros bens — não ultrapassa, com muito otimismo, a casa de 10 por cento da dívida da Avestruz Master. Lanchas, carros importados, avião, helicóptero, fazendas e os próprios animais não alcançariam o valor reclamado pelos investidores e funcionários”. O negócio foi sério! E novamente a classe média! E novamente a classe média foi arrasada! Mesmo dentro deste contexto devemos admitir: O Kiyosaki sempre acerta a respeito da classe média!
Casos de empresas que vendiam aplicações em papéis como Ouromaster e Brasigold, ou, mais recentemente, da Lineacred, são emblemáticos. Até hoje nenhum credor que fez aplicações nessas empresas recebeu de volta sequer o capital inicialmente investido. Todas eram aplicações financeiras sem o lastro necessário para pagar o investimento. Alguns analistas sustentam que o esquema da Avestruz Master era parecido com as antigas “pirâmides”, e que a empresa só se sustentou até agora porque a base dessa pirâmide ainda estava se expandindo. Havia uma fé, nada racional, no investimento. Famílias inteiras, sabendo do sucesso de um seus integrantes, investiram grande parte de seu patrimônio (venderam lotes, casas, automóveis. No Norte de Goiás, um pastor teria vendido até mesmo a casa paroquial para aplicar o dinheiro na Avestruz Master. Seu objetivo era construir uma casa maior com o lucro. Um juiz de Direito da Grande Goiânia aplicou mais de 100 mil reais. Era o dinheiro de pagar a conclusão de sua casa no Residencial Alphaville).
100

Ver site: http://www.jornalopcao.com.br/index.asp?secao=Reportagens&idjornal=159&idrep=1567

52

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Mas, porque caímos sempre nestes mesmos golpes! O avestruz em essência era um boi gordo! Segundo um professor de economia que fora entrevistado por conta da falência da empresa a questão é bem simples e esta intimamente ligada a nossa cultura: Capitalista brasileiro não gosta (ou não sabe) de correr risco. A maioria pauta-se pela Lei de Gerson, buscando vantagem em tudo, mas com o menor esforço possível. Esse foi um dos motivos que fizeram da Avestruz Master um garimpo de papel e penas 101. Imagina que cara malicioso! A comunidade “Quero ganhar dinheiro dormindo” não tem nem passou das 130 mil pessoas como ele pode afirmar que a galera quer ganhar dinheiro com o menor esforço possível? A grande maioria dos leitores de Kiyosaki rejeitou a idéia, mas alguns aceitaram de pronto! Logo de pronto foi criada uma comunidade no Orkut para alugar a galera que perdeu dinheiro com Avestruz: “Avestruz Master-Não me ferrei”. Essa comunidade congrega 850 pessoas que ficam tirando sarro dos investidores de avestruz e tem logo na entrada a frase: “Quem ja não sabia que a Avestruz Master ia falir? Só os Investidores mesmo.. Ainda bem que não me enganaram, eu não comprei papel, não investi 1 centavo, ninguém roubou minha fortuna.. só lamento pro que se achavam espertões, e acreditaram na lábia deles. As piadas não para por aí não! Um internauta vai mais longe e afirmar esta vendendo um avestruz “completo”.
Estou vendendo: Uma Avestruz, em bom estado, modelo 2005/2006, vel.máx de 62km/H no dinamometro ,asas e pernas bem cuidadas,pescoço com direçao hidraulica ,anda em qualquer terreno 4x4 ,extremamente dócil quando assim tratado, faz 10km por saco de ração... Interessados favor me encontrar debaixo do viaduto da Br 153 com a anhanguera, isso mesmo alí na entrada no Novo Mundo. OBS.: Estudo troca numa sub-metralhadora israelense, desde que o Comprador me de uma carona até a porta da Policia Federal de Goiânia102.

Essa foi de matar de rir! Eu mesmo não agüentei! Em um dos tópicos iniciais da comunidade um internauta afirma “para quem investiu o governo vai dar dois terços”, mas quando vc vai ler a mensagem esta escrito: “E um pra reza de manha,e o outro pra reza a noite!!!!!!!”. E o sarro não para por aí. A própria imagem da comunidade já é um sarro. Mas, não para por aí não! Seguem-se mais tópicos do gênero por toda a comunidade.
101

102

Ver site: http://www.jornalopcao.com.br/index.asp?secao=Reportagens&idjornal=159&idrep=1567 Ver tópico: Vendo Avestruz 2005/2006 Completa. 09/12/2005 - 21:09

53

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Mas, o triste mesmo é ir na comunidade dos investidores da empresa na comunidade do orkut chamada “Avestruz Master”. Realmente há um volume significativo de pessoas lesadas que perderam realmente uma quantia considerável de suas economias. Um internauta expressa o seu sentimento de indignação: “ja ta tudo desgraçado mesmo.. to num odio tao grande dessa porrr... de avestruz q quando vejo falar nesse trem quase infarto. perdemos tudo e besta de quem pensar ainda q vai receber. Infelizmente103”. E o pior é que o internauta tem razão porque pelo andar da carruagem da justiça brasileira o processo ainda vai levar longos e penosos anos. Uma internauta desta comunidade sente-se indignada quando o responsável pela empresa alega estar sendo tratado como bandido pela impressa e pelos investidores: “Tadinho, tô morrendo de dó. arrebenta com a vida da gente e fica se fazendo de vítima! Queria ver se fosse ele que estivesse no nosso lugar! Enganar as pessoas foi muito fácil p ele. Eu quero é meu dinheiro de volta! Afinal de contas ele nunca caiu do céu 104! Mas, segundo Luiz Alberto Gomes de Oliveira, professor da Universidade Católica de Goiás e ex-secretário de Finanças da Prefeitura de Goiânia, o investidor realmente achou que dinheiro iria cair do céu: “Uma coisa é a criação de avestruz, que pode ser viável para o agronegócio, outra coisa é o modo como a Avestruz Master estava atuando no mercado. Para o professor esses investidores estavam mais do que cegos e agora querem culpar o avestruz...
Os investidores que apostaram na criação de avestruz bancada pela empresa pensaram apenas nos lucros exorbitantes que ela oferecia, sem atentarem-se para o fato de que dinheiro não cai do céu como maná bíblico. Para manter altas taxas de rendimento, o negócio do avestruz teria de ser um verdadeiro milagre econômico, infenso às intempéries do mercado. Ou seja, o lucro grande deveria espantar até mesmo o investidor cego. Entretanto, não foi o que ocorreu e, como a imprensa tem noticiado, muitas pessoas investiram todas as suas economias, ou bens valiosos, como apartamentos e fazendas, na compra de avestruzes. Isso significa que, a partir de agora, avestruz nunca mais?

Realmente acho que avestruz e boi gordo os brasileiros não vão mais investir, mas como bem diz a comunidade “Avestruz Master-Não me ferrei” há dois novos negócios na praça: Grupo Perdiz Tudo Master: Inovador na criação de Perdizes, só aqui vc Perdiz tudo.. e Grupo Tatu Master : Onde vc tem a certeza, que seu dinherio vai mesmo pro buraco... E já. E olha que o
103 104

Ver tópico: agora fudeu 25/02/2006 - 11:09 Ver tópico: Notícias Atuais, 18/03/2006 - 10:29

54

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

plantel de investidores da comunidade “Eu invisto no tatu master” já conta 230 pessoas e iniciou suas atividades em abril de 2005. O texto para convencer os investidores é bem sugestivo.
Tu tá bom? Tatu tá melhor. Este é o investimento atualmente mais rentável do mercado. Se um avestruz que coloca só a cabeça debaixo da terra e rende 12% ao mês, imagine o tatu que entra com o corpo inteiro... Venha conhecer nosso plantel, temos tatu de primeira, segunda e terceira postura e o maior abatedouro do mundo. Contamos com sistema de reposição de animal caso o mesmo venha a morrer, o seu tatu será rastreado vai satélite 24h por dia, podendo ser localizado em qualquer lugar do mundo

O sarro é geral! Em outra comunidade chamada “Avestruz Master! Num caí nessa” há um grupo de 400 pessoas que também vivem de tirar sarro de quem perdeu dinheiro com avestruz. São muitos casos de perda tristes, mas o tom sempre é de sarro: “mais um caso, o mané vendeu casa própria e todos os bens p enfiar no avestruz,rsrsrsrs agora ele ta na bosta pensando em se matar105”. Um internauta desta comunidade não consegue entender seus contemporâneos e fica perplexo com o caso Avestruz Master e acha que o brasileiro tem que se ferrar mesmo para aprender a não ser besta. Tem que castigar o bicho com joelhos dobrados e muito milho porque pela experiência ele não aprende.
Faltou o milho para quem perdeu rezar ajoelhado!!! Pra sofrer mais ainda!!!!! È um absurdo mesmo, brasileiro é foda, só nós pra fazer( e cair) um migué ndecente desses!!hahaha. E o que é pior... um golpe que apareceu menos de um ano depois das Fazendas Boi Gordo. Caboclo que cai numa dessas tem é de rasgar o C%¨#%$# com a unha, pra deixar de ser burro e "esperto", pq quem entrou nessa barca achou que era o esperto, o cara com visão de mercado, tá aí o resultado. Se lascou até o cano, e o foda são esses coitados dos avestruzes morrendo de fome nas fazendas!!!106

Mas, brasileiro é assim mesmo! É do tipo exato da frase do Zeca Pagodinho: Tá ruim mas tá bom eu tenho fé Que a vida vai melhorar! O brasileiro não fica depre com nada! Não acredita nisso? Acha que eu estou exagerando? Vamos as estatísticas orkutianas! Provavelmente a maior comunidade do orkut seja a que expressa melhor o caráter do brasileiro: “A gente se fode mais a gente se diverte”. Quantas pessoas ela congrega? Simplesmente: 1.223.856 pessoas neste exato momento. Qual o lema? Ora a comunidade tem o lema do povo brasileiro: “Pra todos aqueles que mesmo
105 106

Ver tópico: vc conhece alguem ?, 28/02/2006 - 10:57 Ver tópico: Pra quem investiu,o governo vai dar dois terços!! 14/03/2006 - 15:22

55

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

dando tudo errado e sempre se fudendo acabam dando um jeito de se divertir com a situação e levar a vida numa boa...” E o brasileiro vive de esperança e tem sempre fé que a vida vai melhorar. Muitos querem acreditar e por isso o mercado fornece esperança para todos! Quer ficar rico? Me pergunte como! No começo eu também não acreditei, mas....

3.4 – Sobre Marketing Multi Nível: no começo eu também não acreditei Nós brasileiros acreditamos em muita coisa! Para nós tudo é possível! Somos facilmente levados a crer em alguma coisa porque somos um povo muito esperançoso. Quem não se lembra daquele personagem chamado Sassa Mutema que era um retardado que chegou a ser o herói de uma cidade e nem sabia falar direito! Todos nós temos um pouco a crença de que de alguma forma algo parecido com o que aconteceu com o Sassa (o impossível) vai acontecer conosco. É como diz a comunidade “Joselitos do meu Brasil” (que congrega mais de 218 mil pessoas), somos um povo meio sem noção que gosta de falar e ouvir muitas coisas absurdas. A comunidade tem um lema claro que atrai muitas pessoas:” Dedicado a todos os retardados e sem noção do país. Aqui você pode falar a merda que quiser, sem arrependimentos”. A comunidade é grande, mas nem todos utilizam somente ela para se manifestar. Muitos loucos zanzam pelas comunidade do Orkut falando todo o tipo de coisa que você pode imaginar, mas agora não há grupo mais organizado e persistente do que o pessoal do Marketing Multinível. Realmente eles são a tropa de elite dos “sem noção” que circulam na internet. É quase impossível que um internauta não tenha lidado com um soldado marketing multinível em suas andanças virtuais. Eles estão em todos os lugares no Orkut menos na comunidade destinadas a eles chamada “Marketing Multi Nível” que conta com apenas 8 membros! Mas, isso significa que eles estão trabalhando em outras comunidades. E trabalham muito e de diversas formas, mas sempre começam com as mesmas promessas envoltas em atitudes de solidariedade que visam apenas compartilhar o “achado” 56

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Caros amigos, deixa me contar para você, há 9 meses atrás eu estava com alguns problemas financeiros e procurando uma forma de renda extra, foi quando um amigo do quartel onde trabalho me convidou para ir a uma reunião de oportunidade, lá encontrei com um empresário (Oscar Reis) que me contou sobre uma oportunidade de negócio, ele estava ganhando R$ 90 mil reais com este negócio, ele me convidou para um Seminário de negócio, imediatamente eu vi que era isso o que estava procurando e comecei o negócio, desde lá tudo mudou para mim em termos de (renda, perspectiva, satisfação estilo de vida e etc.)...107

Esses soldados são eficazes e arregimentam quase tantas pessoas quanto uma igreja que promete vida prospera em terra (se for vida prospera no céu, não prospera! Rs). Nas comunidades relacionadas ao livro Pai Rico Pai Pobre propagandas de marketing multinível são “mato”: cresce todo o tempo. Incrível. A invasão dos soldados do markting multinível é tão grande que foi criada até uma comunidade que tem uma verdadeira barricada contra esse tipo de empreendedor de rede: Pai Rico Pai Pobre (sem MMN). Muitos leitores de Kiyosaki são adeptos incondicionais do MMN porque entendem ele como um negócio lícito que abre enormes possibilidades de enriquecimento fácil e rápido. E seus leitores não apenas interpretaram isso, mas tem seguido a orientação do próprio Kiyosaki que aconselha esse tipo de negócio de maneira um tanto indireta no seu primeiro livro (ele aconselha apenas como forma de treinamento), mas de maneira bem direta nos seus livros posteriores tal como o livro “Independência Financeira”. Um dos seus leitores se espanta com esta associação que o autor faz.
Há poucos minutos estava eu na pag 96 do livro "Independência financeira" onde o Kiyosaki afirma categoricamente que o Marketing de rede é um dos 3 tipos de sistemas empresariais!?!. HELP!!! Putz , e agora??por essa eu não esperava. Nunca gostei de MMN e conheço muita gente que tb não foi sucedida neste tipo de coisa.È um dos motivos porque entrei nesta comunidade. Alguém tb leu esta parte ?? ele volta neste assunto até o fim do Livro? Rodrigo, Wiler , Eduardo ,Thales e demais : o que vcs acharam desta parte do livro??Agora tô meio confuso..

No Pai Rico Pai Pobre ele diz abertamente: “Muitas vezes recomendo que se integrem a uma empresa. de marketing de rede, também chamado de
107

Ver tópico: Quer Ganhar R$ 55,00/dia?????, 12/04/2005 - 15:03

57

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

marketing multinível, se quiserem adquirir

habilidades de venda108”. Essa

referência é indireta (ele indica apenas como treinamento) no primeiro livro da série, mas de fato não tem muito a ver com a essência do livro em termos de idéias e mentalidade. É só passear um pouco pela comunidade para ver como é o proceder dos soldados do MMN para ver que este tipo de negócio não tem nada a ver com a idéia central do livro que gira em torno da idéia de “fazer o dinheiro trabalhar para você” de forma que ele possa se multiplicar sozinho sem que vc tenha que estar trabalhando com ele. Essa é a idéia que um internauta expõe com muita clareza na comunidade ”Pai Rico, Pai Pobre”:
O marketing de Rede promete riqueza rápida e fácil, sem grandes esforços e com muito retorno. O certo é que o Marketing de Rede funciona muito bem para o dono da empresa LEMBREM-SE que RK ressalta a qualidade de um bom negócio como se ele pode se manter ainda que seu dono fique um ano sem dar atenção pra ele... Dessa forma isso não irá acontecer NUNCA, a menos que vc tenha Inventado o negócio e definido as regras, do contrário REZA O CONTRATO. Isso ninguém comenta... Nas páginas de marketing de rede, claro, isso não é enfatizado; porém quando se aceita participar consta no contrato como uma CONDIÇÃO PRIMÁRIA pra se manter no negócio109.

Mas, alguns tipos de MMN prometem sim dinheiro não mão sem sair de casa. E realmente os soldados do MMN sabem vender, convencer e persistir no ato da criação de suas redes e sempre tem um slogan a mão: Fique RICO ! pergunte me como !! Gostaria de apresentar a oportunidade do SÉCULO para vocês !! Basicamente trata-se de um novo sistema de Marketing Multinível que...”. As propagandas deste tipo que prometem dinheiro rápido, fácil e sem trabalho são inúmeras e muitas beiram ao absurdo. Em uma destas propagandas na comunidade “Pai Rico Pai Pobre” um internauta oferece ganhos de 1,7% ao dia! A mensagem é miraculosa (para não dizer milagrosa) e afirma o seguinte: “ganhe 1.7% ao dia de rentabilidade ao dia. A partir de 1 dólar e veja, comigo esta funcionando, veja 1.7% ao dia em juros compostos significa um rendimento de 65% ao mês, vale a pena arriscar.110” São rendimentos realmente estupendos para uma economia como a nossa. Melhor dizendo são rendimentos exorbitantes para qualquer economia
108 109

Ver Pai Rico Pai Pobre, p.114 Ver tópico: marketing em rede, 16/09/2004 - 05:30 110 Ver tópico: ganhe rentabilidade de 1.7% ao dia, 11/04/2005 - 15:55

58

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

terráquea. Os leitores de Kiyosaki são bastante céticos e bem humorados em relação a estas formas de ganho rápida. Além de serem céticos eles também sabem fazer contas como bem mostra um internauta: “Me explique somente uma coisa: Se eu aplicar $100 (cem reais) a 1,7% ao dia, após 2 anos, contando apenas os dias úteis, terei ao final a quantia de $489508,54. Como eh q pode ??? Quem lhe contou essa, o Papai Noel ??111. Realmente é um negócio grande o que o soldado multinível oferece heim? Uma outra internauta vai mais longe nas contas: se eu vender a minha casa por 100 mil, a 65%, em um ano terei mais de 40 milhões acho que vou esperar 2 anos, assim terei 16 bilhões” . Agora como alguns leitores de Kiyosaki acabam entrando na linha do Marketing Multinível? Claro que parte da resposta esta na própria orientação (mesmo que indireta) que o autor faz das redes de MMN. Mas, também parte da resposta esta na própria base de suas idéias que incitam o seguinte questionamento: "Como posso conseguir não voltar a trabalhar mais?" E minha mente começou a disparar respostas e soluções112”. Na época em que o autor escreveu o livre não havia Orkut, mas se tivesse ele re-escreveria a frase e ficaria assim: “como posso conseguir não voltar a trabalhar mais? E minha mente começou a acreditar nas soluções: fique rico rápido sem precisar sair de casa. Muitos internautas dão testemunho da mágica.
Eu sinceramente não acreditava que pudesse ganhar dinheiro desta maneira. É tão simples que parece mágica, mas não é. É dinheiro vivo sendo depositado na sua conta sempre. Basta vc divulgar e convidar outras pessoas tb. Quer saber mais?113
Os que não dão testemunho de si dão testemunho de outros: “Incrivel

ver um

amigo que desempregado em Janeiro, hoje ganham R$ 7.000,00 trabalhando com um MMN de investimento sem vender um produto sequer. O detalhe deste amigo é que le não tem formação alguma.. ele apenas fala bem e encontrou uma ideia certa”. Muitos leitores de Kiyosaki estão intimamente ligados a redes de marketing multinível e chamam isso de “negócio”, mas outros realmente se mostram insatisfeitos com a guinada que o autor deu ao associar sua obre com o MMN.

111

Ver tópico: ganhe rentabilidade de 1.7% ao dia. 11/04/2005 - 15:55 Ver Pai Rico Pai Pobre, p.130 113 Ver tópico: Está Precisando de Dinheiro ?? 23/03/2006 - 09:14
112

59

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Gostaria aqui de expressar minha insatisfacao como o livro de Kiyosaki, ele prega em seus livros que nao devemos buscar opiniao de consultores, que so conhecem a teoria, mas sim de lideres empreendedores que aprenderam a alcancar o sucesso na pratica... Mas como ele se contradiz quando recomenda o Marketing de Rede para seus leitores, pois ele diz ter mudado a sua opiniao a respeito da mesma apos de ter pesquisado a respeito do sistema...Pesquisado apenas... Mas ele mesmo nunca fez parte de uma, como alguem pode recomendar algo do qual nunca fez parte? a coisa e muito mais complexa e problematica do que parece...114

Mas, o internauta se engana ao pensar que o velho Kiyosaki iria indicar um negócio de que ele mesmo não tenha participado. Pelo menos nisso ele segue firme com os princípios do livro. Segundo um internauta o próprio sucesso do livro é fruto de uma rede de marketing multinível arquitetada por um dos presidentes de uma destas grande redes de MMN e o velho japa que durante muito tempo ficou sem vender livro. Não façam essa expressão de espanto porque eu também faço parte da comunidade “Teoria da Conspiração”. (O homem nunca pisou na Lua. - A Princesa Diana foi assassinada. Paul McCartney morreu em 1966. A Terra é governada por uma Ordem Interplanetária. - O Papa João Paulo I foi morto pela própria Igreja. A AIDS foi criada em laboratório. Nenhum avião atingiu o Pentágono em 11 de setembro de 2001) e porque eu não acreditaria nesta teoria descrita por um internauta:
PRPP foi um livro que explodiu em vendas sem propagandas. Alguns de seus criticos contam uma lenda de que Kiyosaki "vendeu sua alma ao diabo" pra conseguir sucesso de vendas. Depois de anos sem vender, na prateleira dos fundos, um dia ele foi procurado por um dos principais executivos de uma empresa de MMN (muito conhecida no Brasil na época do dolar baixo). Este executivo lhe propôs indicar seus livros a todos de sua rede mas ele precisaria incluir MMN em seus livros. Dai pra frente Kiyosaki explodiu como vendedor de livros, como ele mesmo afirma, sem nunca ter gasto um dólar em marketing.115

É possível ? É claro que é! É só lembramos da frase do próprio Kiyosaki: “Aqui fala "autor de best-sellers", não diz "melhor escritor". Bom independente das intenções “ocultas” do autor o fato é que ele prova o que ele aconselha: o marketing de rede dá certo!. Muitos internautas entendem que este é o negócio do futuro e perfeitamente legal como também perfeitamente viável como bem afirma um membro da comunidade “Pai Rico Pai Pobre”: “Marketing Multi Nível é um negócio legítimo, inteligente e com uma capacidade de alavancagem incrível uma vez que o investimento é relativamente baixo se comparado a
114 115

Ver tópico: O melhor do Marketing Multi Nivel; 10/11/2005 - 18:25 Ver tópico: MMN no livro do Kiyosaki????, 29/06/2005 - 11:07

60

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

outros tipos de negócios116”. Mas, outros leitores de Kiyosaki rejeitam abertamente esse tipo de negócio: “Pare de acreditar em dinheiro fácil pois este sempre tem proveniência duvidosa! Se quiser ficar rico, ou pelo menos melhorar de vira rapidamente, entre pra política, ou então estude muito...”. realmente a política é um caminho viável para se tornar rico de forma ilícita, agora estudar muito....rs De fato, o MMN é um negócio licito e cria possibilidades de riqueza muito significativas. Isso ninguém pode negar, mas agora o que se pode negar abertamente é o tipo de aliciamento que é feito dentro destas redes de MMN na qual os agenciadores sempre tem propostas tentadoras e irreais. É como bem diz um internauta da comunidade “Pai Rico Pai Pobre”, o marketing de rede é como todo e qualquer negócio: você tem que trabalhar para poder ganhar. Independente da empresa que difunde o processo (a venda de produtos) o cara vai ter que trabalhar.
O Marketing de Rede (seja qual for, Herbalife, Noni, Forever, Natura) pode deixar realmente pessoas bem sucedidas, ricas, ou o que queiram chamar, desde que elas trabalhem muito. A grande vantagem do marketing de rede sobre os outros é a perspectiva dos ganhos residuais (os royalties). O grande mal dos que "vendem seu peixe" é que é passada a impressão de que todos podem ter os ganhos prometidos sem muita dificuldade. De fato, a oportunidade é aberta a todos, mas não é nada fácil117.

Mas, claro que muitos aliciadores (soldados do MMN) não são tão claros e objetivos. Eles na verdade dizem bem ao contrário em relação ao trabalho. Claro que eles vem surfando na onda do “Quero Ganhar Dinheiro Dorimindo” e arrebatam muitas pessoas. Com muito trabalho e dedicação a possibilidade de ganho nas redes de MMN existe , como bem afirma outro internauta, mas sem trabalho ela é inexistente: “Mas isso so podera ocorrer apos bastante empenho e dedicacao ao trabalho. Nao existe dinheiro facil e rapido. Infelizmente muitos ao propagarem seu plano de marketing falam de ganhos astronomicos, em pouco tempo. Isso eh ilusao. Sem trabalho arduo o marketing de rede nao funciona118”

116 117

Ver tópico: O melhor do Marketing Multi Nivel, 10/11/2005 - 18:25 Ver tópico: MMN – Marketing Mult Nivel, ilusao ou realidade?, 12/03/2005 - 13:38 118 Ver tópico: MMN – Marketing Mult Nivel, ilusao ou realidade? 12/03/2005 - 13:38

61

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Mas, há quem diga que não! Há quem diga que entrar em MMN é ganhar dinheiro na boa, como bem diz a comunidade ganhar dinheiro na horizontal, e isso atrai muitas pessoas e irrita outras tantas que buscam consolidar as práticas de MMN como uma atividade séria. E vale apenas lembrar que MMN é uma prática comercial e não uma prática exclusiva de uma empresa em particular. É aí que a confusão começa na medida em que as pessoas começam a confundir uma coisa com a outra. Alguns internautas, principalmente os leitores de Kiyosaki dada a polemica que causa a idéia de MMN dentro das idéias propostas pelo autor, começam a associar o processo de marketing de rede com determinada empresa. A empresa de MMN que é mais odiada (e amada também) é a Herbalife

62

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Capítulo IV - Sobre a geração Marketing Multinível no Brasil 4.1 - Marketing Multinivel: no começo eu desconfiei, mas depois eu vi... Nós brasileiros acreditamos em muita coisa! Para nós tudo é possível! Somos facilmente levados a crer em alguma coisa porque somos um povo muito esperançoso. Quem não se lembra daquele personagem chamado Sassa Mutema que era um retardado que chegou a ser o herói de uma cidade e nem sabia falar direito! Todos nós temos um pouco a crença de que de alguma forma algo parecido com o que aconteceu com o Sassa (o impossível) vai acontecer conosco. É como diz a comunidade “Joselitos do meu Brasil” (que congrega mais de 218 mil pessoas), somos um povo meio sem noção que gosta de falar e ouvir muitas coisas absurdas. A comunidade tem um lema claro que atrai muitas pessoas:” Dedicado a todos os retardados e sem noção do país. Aqui você pode falar a merda que quiser, sem arrependimentos”. A comunidade é grande, mas nem todos utilizam somente ela para se manifestar. Muitos loucos zanzam pelas comunidades do Orkut falando todo o tipo de coisa que você pode imaginar, mas agora não há grupo mais organizado e persistente do que o pessoal do Marketing Multinível. Realmente eles são a tropa de elite dos “sem noção” que circulam na internet. É quase impossível que um internauta não tenha lidado com um soldado marketing multinível em suas andanças virtuais. Eles estão em todos os lugares no Orkut menos na comunidade destinadas a eles chamada “Marketing Multi Nível” que conta com apenas 8 membros! Mas, isso significa que eles estão trabalhando em outras comunidades. E trabalham muito e de diversas formas, mas sempre começam com as mesmas promessas envoltas em atitudes de solidariedade que visam apenas compartilhar o “achado”

63

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Caros amigos, deixa me contar para você, há 9 meses atrás eu estava com alguns problemas financeiros e procurando uma forma de renda extra, foi quando um amigo do quartel onde trabalho me convidou para ir a uma reunião de oportunidade, lá encontrei com um empresário (Oscar Reis) que me contou sobre uma oportunidade de negócio, ele estava ganhando R$ 90 mil reais com este negócio, ele me convidou para um Seminário de negócio, imediatamente eu vi que era isso o que estava procurando e comecei o negócio, desde lá tudo mudou para mim em termos de (renda, perspectiva, satisfação estilo de vida e etc.)...119

Esses soldados são eficazes e arregimentam quase tantas pessoas quanto uma igreja que promete vida prospera em terra (se for vida prospera no céu, não prospera! Rs). Nas comunidades relacionadas ao livro Pai Rico Pai Pobre propagandas de marketing multinível são como “mato”: crescem o tempo todo. Incrível. A invasão dos soldados do markting multinível é tão grande que foi criada até uma comunidade que tem uma verdadeira barricada contra esse tipo de empreendedor de rede: Pai Rico Pai Pobre (sem MMN). Muitos leitores de Kiyosaki são adeptos incondicionais do MMN porque entendem ele como um negócio lícito que abre enormes possibilidades de enriquecimento fácil e rápido. E seus leitores não apenas interpretaram isso, mas tem seguido a orientação do próprio Kiyosaki que aconselha esse tipo de negócio de maneira um tanto indireta no seu primeiro livro (ele aconselha apenas como forma de treinamento), mas de maneira bem direta nos seus livros posteriores tal como o livro “Independência Financeira”. Um dos seus leitores se espanta com esta associação que o autor faz.
Há poucos minutos estava eu na pag 96 do livro "Independência financeira" onde o Kiyosaki afirma categoricamente que o Marketing de rede é um dos 3 tipos de sistemas empresariais!?!. HELP!!! Putz , e agora??por essa eu não esperava. Nunca gostei de MMN e conheço muita gente que tb não foi sucedida neste tipo de coisa.È um dos motivos porque entrei nesta comunidade. Alguém tb leu esta parte ?? ele volta neste assunto até o fim do Livro? Rodrigo, Wiler , Eduardo ,Thales e demais : o que vcs acharam desta parte do livro??Agora tô meio confuso..
No Pai Rico Pai Pobre ele diz abertamente: “Muitas

vezes recomendo que se

integrem a uma empresa. de marketing de rede, também chamado de marketing multinível, se quiserem adquirir habilidades de venda120”. Essa referência é indireta (ele indica apenas como treinamento) no primeiro livro da série, mas de fato não tem muito a ver com a essência do livro em termos de
119 120

Ver tópico: Quer Ganhar R$ 55,00/dia?????, 12/04/2005 - 15:03 Ver Pai Rico Pai Pobre, p.114

64

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

idéias e mentalidade. É só passear um pouco pela comunidade para ver como é o proceder dos soldados do MMN para ver que este tipo de negócio não tem nada a ver com a idéia central do livro que gira em torno da idéia de “fazer o dinheiro trabalhar para você” de forma que ele possa se multiplicar sozinho sem que vc tenha que estar trabalhando com ele. Essa é a idéia que um internauta expõe com muita clareza na comunidade ”Pai Rico, Pai Pobre”:
O marketing de Rede promete riqueza rápida e fácil, sem grandes esforços e com muito retorno. O certo é que o Marketing de Rede funciona muito bem para o dono da empresa LEMBREM-SE que RK ressalta a qualidade de um bom negócio como se ele pode se manter ainda que seu dono fique um ano sem dar atenção pra ele... Dessa forma isso não irá acontecer NUNCA, a menos que vc tenha Inventado o negócio e definido as regras, do contrário REZA O CONTRATO. Isso ninguém comenta... Nas páginas de marketing de rede, claro, isso não é enfatizado; porém quando se aceita participar consta no contrato como uma CONDIÇÃO PRIMÁRIA pra se manter no negócio121.

Mas, alguns tipos de MMN prometem sim dinheiro não mão sem sair de casa. E realmente os soldados do MMN sabem vender, convencer e persistir no ato da criação de suas redes e sempre tem um slogan a mão: Fique RICO ! pergunte me como !! Gostaria de apresentar a oportunidade do SÉCULO para vocês !! Basicamente trata-se de um novo sistema de Marketing Multinível que...”. As propagandas deste tipo que prometem dinheiro rápido, fácil e sem trabalho são inúmeras e muitas beiram ao absurdo. Em uma destas propagandas na comunidade “Pai Rico Pai Pobre” um internauta oferece ganhos de 1,7% ao dia! A mensagem é miraculosa (para não dizer milagrosa) e afirma o seguinte: “ganhe 1.7% ao dia de rentabilidade ao dia. A partir de 1 dólar e veja, comigo esta funcionando, veja 1.7% ao dia em juros compostos significa um rendimento de 65% ao mês, vale a pena arriscar.122” São rendimentos realmente estupendos para uma economia como a nossa. Melhor dizendo são rendimentos exorbitantes para qualquer economia terráquea. Os leitores de Kiyosaki são bastante céticos e bem humorados em relação a estas formas de ganho rápido. Além de serem céticos eles também sabem fazer contas como bem mostra um internauta: “Me explique somente uma coisa: Se eu aplicar $100 (cem reais) a 1,7% ao dia, após 2 anos,
121 122

Ver tópico: marketing em rede, 16/09/2004 - 05:30 Ver tópico: ganhe rentabilidade de 1.7% ao dia, 11/04/2005 - 15:55

65

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

contando apenas os dias úteis, terei ao final a quantia de $489508,54. Como eh q pode ??? Quem lhe contou essa, o Papai Noel ??.

Realmente é um negócio grande o que o soldado multinível oferece hein? Uma outra internauta vai mais longe nas contas: se eu vender a minha casa por 100 mil, a 65%, em um ano terei mais de 40 milhões acho que vou esperar 2 anos, assim terei 16 bilhões” . Agora como alguns leitores de Kiyosaki acabam entrando na linha do Marketing Multinível? Claro que parte da resposta esta na própria orientação (mesmo que indireta) que o autor faz das redes de MMN. Mas, também parte da resposta esta na própria base de suas idéias que incitam o seguinte questionamento: "Como posso conseguir não voltar a trabalhar mais?" E minha mente começou a disparar respostas e soluções123”. Na época em que o autor escreveu o livre não havia Orkut, mas se tivesse ele re-escreveria a frase e ficaria assim: “como posso conseguir não voltar a trabalhar mais? E minha mente começou a acreditar nas soluções: fique rico rápido sem precisar sair de casa. Muitos internautas dão testemunho da mágica.
Eu sinceramente não acreditava que pudesse ganhar dinheiro desta maneira. É tão simples que parece mágica, mas não é. É dinheiro vivo sendo depositado na sua conta sempre. Basta vc divulgar e convidar outras pessoas tb. Quer saber mais?124
Os que não dão testemunho de si dão testemunho de outros: “Incrível

ver um

amigo que desempregado em Janeiro, hoje ganham R$ 7.000,00 trabalhando com um MMN de investimento sem vender um produto sequer. O detalhe deste amigo é que le não tem formação alguma.. ele apenas fala bem e encontrou uma ideia certa”. Muitos leitores de Kiyosaki estão intimamente ligados a redes de marketing multinível e chamam isso de “negócio”, mas outros realmente se mostram insatisfeitos com a guinada que o autor deu ao associar sua obre com o MMN.
Gostaria aqui de expressar minha insatisfacao como o livro de Kiyosaki, ele prega em seus livros que nao devemos buscar opiniao de consultores, que so conhecem a teoria, mas sim de lideres empreendedores que aprenderam a alcancar o sucesso na pratica... Mas como ele se contradiz quando recomenda
123 124

Ver Pai Rico Pai Pobre, p.130 Ver tópico: Está Precisando de Dinheiro ?? 23/03/2006 - 09:14

66

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

o Marketing de Rede para seus leitores, pois ele diz ter mudado a sua opiniao a respeito da mesma apos de ter pesquisado a respeito do sistema...Pesquisado apenas... Mas ele mesmo nunca fez parte de uma, como alguem pode recomendar algo do qual nunca fez parte? a coisa e muito mais complexa e problematica do que parece...125

Mas, o internauta se engana ao pensar que o velho Kiyosaki iria indicar um negócio de que ele mesmo não tenha participado. Pelo menos nisso ele segue firme com os princípios do livro. Segundo um internauta o próprio sucesso do livro é fruto de uma rede de marketing multinível arquitetada por um dos presidentes de uma destas grandes redes de MMN e o velho japa que durante muito tempo ficou sem vender livro. Não façam essa expressão de espanto porque eu também faço parte da comunidade “Teoria da Conspiração”. (O homem nunca pisou na Lua. - A Princesa Diana foi assassinada. Paul McCartney morreu em 1966. A Terra é governada por uma Ordem Interplanetária. - O Papa João Paulo I foi morto pela própria Igreja. A AIDS foi criada em laboratório. Nenhum avião atingiu o Pentágono em 11 de setembro de 2001) e porque eu não acreditaria nesta teoria descrita por um internauta:
PRPP foi um livro que explodiu em vendas sem propagandas. Alguns de seus criticos contam uma lenda de que Kiyosaki "vendeu sua alma ao diabo" pra conseguir sucesso de vendas. Depois de anos sem vender, na prateleira dos fundos, um dia ele foi procurado por um dos principais executivos de uma empresa de MMN (muito conhecida no Brasil na época do dolar baixo). Este executivo lhe propôs indicar seus livros a todos de sua rede mas ele precisaria incluir MMN em seus livros. Dai pra frente Kiyosaki explodiu como vendedor de livros, como ele mesmo afirma, sem nunca ter gasto um dólar em marketing.126

É possível ? É claro que é! É só lembramos da frase do próprio Kiyosaki: “Aqui fala "autor de best-sellers", não diz "melhor escritor". Bom independente das intenções “ocultas” do autor o fato é que ele prova o que ele aconselha: o marketing de rede dá certo!. Muitos internautas entendem que este é o negócio do futuro e perfeitamente legal como também perfeitamente viável como bem afirma um membro da comunidade “Pai Rico Pai Pobre”: “Marketing Multi Nível é um negócio legítimo, inteligente e com uma capacidade de alavancagem incrível uma vez que o investimento é relativamente baixo se comparado a outros tipos de negócios127”. Mas, outros leitores de Kiyosaki rejeitam abertamente esse tipo de negócio: “Pare de acreditar em dinheiro fácil pois
125 126

Ver tópico: O melhor do Marketing Multi Nivel; 10/11/2005 - 18:25 Ver tópico: MMN no livro do Kiyosaki????, 29/06/2005 - 11:07 127 Ver tópico: O melhor do Marketing Multi Nivel, 10/11/2005 - 18:25

67

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

este sempre tem proveniência duvidosa! Se quiser ficar rico, ou pelo menos melhorar de vira rapidamente, entre pra política, ou então estude muito...”. Realmente a política é um caminho viável para se tornar rico de forma ilícita, agora estudar muito....rs De fato, o MMN é um negócio licito e cria possibilidades de riqueza muito significativas. Isso ninguém pode negar, mas agora o que se pode negar abertamente é o tipo de aliciamento que é feito dentro destas redes de MMN na qual os agenciadores sempre tem propostas tentadoras e irreais. É como bem diz um internauta da comunidade “Pai Rico Pai Pobre”, o marketing de rede é como todo e qualquer negócio: você tem que trabalhar para poder ganhar. Independente da empresa que difunde o processo (a venda de produtos) o cara vai ter que trabalhar.
O Marketing de Rede (seja qual for, Herbalife, Noni, Forever, Natura) pode deixar realmente pessoas bem sucedidas, ricas, ou o que queiram chamar, desde que elas trabalhem muito. A grande vantagem do marketing de rede sobre os outros é a perspectiva dos ganhos residuais (os royalties). O grande mal dos que "vendem seu peixe" é que é passada a impressão de que todos podem ter os ganhos prometidos sem muita dificuldade. De fato, a oportunidade é aberta a todos, mas não é nada fácil128.

Mas, claro que muitos aliciadores (soldados do MMN) não são tão claros e objetivos. Eles na verdade dizem bem ao contrário em relação ao trabalho. Claro que eles vem surfando na onda do “Quero Ganhar Dinheiro Dormindo” e arrebatam muitas pessoas. Com muito trabalho e dedicação a possibilidade de ganho nas redes de MMN existe , como bem afirma outro internauta, mas sem trabalho ela é inexistente: “Mas isso so podera ocorrer apos bastante empenho e dedicacao ao trabalho. Nao existe dinheiro facil e rapido. Infelizmente muitos ao propagarem seu plano de marketing falam de ganhos astronomicos, em pouco tempo. Isso eh ilusao. Sem trabalho arduo o marketing de rede nao funciona” O marketing de rede não nasceu com Orkut nem com a internet, apesar de ganharem abrangência e relevância por meio destas duas ferramentas, mas nasceu bem antes disso. Antes da Herbalife ser a empresa de MMN mais odiada (como também a mais amada) havia uma outra empresa que também se utilizava de MMN e prometia fortunas para os seus associados. Oferecia
128

Ver tópico: MMN – Marketing Mult Nivel, ilusao ou realidade?, 12/03/2005 - 13:38

68

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

não só dinheiro em quantidade, mas também oferecia pérolas, rubis, esmeraldas e grandes tesouros. 4.2 - O Marketing Multinível da Amway: eu quis ser um diamante O MMN não é uma prática exclusiva de uma dada empresa, mas é uma técnica de distribuição que visa levar o produto até o cliente por um canal privilegiado: os amigos. Todos sabem que a indicação é um poderoso processo de alavancamento das vendas. Muitas empresas utilizam estas redes para distribuírem seus produtos para ganhar escala e economia em termos de marketing. Em troca repassam parte dos ganhos para os seus associados. O negócio em si é simples. As empresas são idôneas e tem produtos de qualidade reconhecida pelos consumidores. Mas, então o que tem de errado com MMN? Porque muitas pessoas simplesmente odeiam MMN e, em conseqüência disso, acabam odiando também as empresas que se utilizam dela? O problema esta na forma pela qual a estrutura de distribuição e arregimentação de pessoas é feita. Realmente, vendo os depoimentos dos internautas e os “causos” que acontecem acabamos por duvidar da honestidade dos organizadores destas redes. Mas, o negócio em si é licito como bem afirma um internauta que da comunidade “Amway” resume bem a alma do negócio.
O Marketing Multinível (ou MMN) é um método de conduzir um produto ou serviço ao consumidor, onde o marketing e a propaganda é feita através de um distribuidor independente, que não é um empregado da empresa. Esse distribuidor é o único intermediário até o consumidor. Além de revender os produtos, o marketing multinível permite a este distribuidor apresentar novos distribuidores à companhia, podendo assim formar um grupo de distribuidores dos quais pode receber comissões pelas vendas efetuadas por todo o grupo. E cada um tem o seu próprio negócio129

Não há segredo nisso! Realmente o negócio de MMN é licito e claro, mas claro que há os “poréns”. Uma das primeiras empresas “multinacionais” a desembarcar no Brasil com o esquema MMN foi a Amway. Realmente a empresa fez um estardalhaço no mercado nacional ao ignorar abertamente os “poréns” do negócio. Os “poréns” de uma rede MMN advém do fato de que para dar lucro ela precisa crescer rapidamente. Dentro deste contexto de “alavancagem supersônica” muitos dos organizadores da rede começaram a

129

Ver tópico: Desafio, 23/03/2006 - 22:00

69

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

propor ganhos exorbitantes. Isso nada tem a ver com a empresa ou produto, mas tem a ver como o seu canal de vendas é organizado. Em uma rede de MMN não espere que alguém que lhe convide lhe aborde com o slogan: trabalhe duro e com o tempo você chegará lá. Ao contrário, o slogan é sempre: tenho um colega que já ganha X e no mês que vem vai ganhar 3x e se sua rede crescer ele vai ganhar 6x e podemos entrar nessa junto com ele! É uma rede! Faça as contas!”. A rede funciona em cima da idéia de ganhar dinheiro em cima da atividade dos outros. Isto é: levar vantagem no trabalho alheio. Aí você sabe, brasileiro adora uma Lei de Gerson: o negócio é levar vantagem em tudo. As empresas de fato (e oficialmente) não tem nada a ver com isso porque elas apenas distribuem os produtos para vendedores, mas não se pode negar que elas incentivam esse tipo de rede de fortuna fácil e rápida. Um internauta que foi nas reuniões da Amway no período relata como eram feitas as contas que levavam as pessoas a loucura em termos de imaginar ganhos em rede: “que vc acha de ter mais de 1000 pessoas na sua rede em 6 meses? Bastaria que eu indicasse 2 pessoas, essas duas colocassem mais 2 e assim sucessivamente. Então eu disse: Isto é uma Progressão Geométrica. Daqui a pouco o Brasil e o mundo todo estarão na Amway130”. Por ser uma das primeiras empresas de MMN a Amway não é tão conhecida como a Herbalife, por exemplo, mas ela tem seus fãs e seus “odiadores” também. No Orkut temos a comunidade chamada “Amway” congrega cerca de 129 pessoas. Nesta comunidade há pessoas que tiveram (e ainda tem) uma experiência positiva com a empresa apesar de dificilmente encontrarmos depoimentos de pessoas que realmente ficaram ricas com este sistema tal como elas foram feitas. Mas, é possível encontrar internautas que fizeram parte da rede e tem boas lembranças: “Com 23 anos iniciei essa atividade e até hj nunca consegui repetir tal feito. Não só pela excelente soma em dinheiro realizada, participar

130

Ver tópico: Desafio, 23/03/2006 - 22:00

70

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

da Universidade Pro-Net foi o melhor aprendizado que tive na vida disparado ...”131. Outros ainda são mais empolgados em afirmar o ganho de “amizades” e de “experiência” que conquistaram através das redes de relacionamento que possibilitavam a distribuição dos produtos:
Conheci a Amway em 1994 quando tinha 18 anos convidada por uma grande amiga. Hoje tenho a certeza de que lá encontrei pessoas maravilhosas.Aprendi ater um sonho!, dar maior valor as pessoas, falar em público com expontaniedade. conquistei amigos de verdade e mesmo não pertencendo mais ao grupo a muito tempo, eu valorizo a idéia e apoio132.

Há uma dezena de pessoas que afirmam ter saudades dos bons tempos de Amway onde se podia ganhar dinheiro e fazer amizades com facilidade. É possível ler uma dezena de depoimentos de pessoas que afirmam ter tido uma experiência fantástica na Amway em termos de “relacionamentos” e consumo de produtos: “Amway.... Acho que nao teria palavras para dizer tudo o que essa empresa é...Amway sempre ira existir ,pois é e sempre será a Maior e melhor... Produtos de primeira qualidade...e uma opurtunidade de negocio incrivel... !!!”. Muitos outros falam dos “momentos inesquecíveis” onde a fraternidade foi tamanha que “dinheiro nenhum” poderia pagar, mas realmente de dinheiro (o quanto realmente se ganhou) ninguém fala.
mas valeu demais por tudo que aprendemos ...aprendemos a aprender!! eu julgo ser uma de sucesso porque sei fazer amigos onde quer que eu va...gracas a AMWAY! um ex..ser uma pessoa sucesso e um adulto receber o primeiro pedaco do bolo de aniversario de uma crianca de 4 aninhos....no meio dos seus melhores amiguinhos...esse ou eu.. e isso nao tem dinheiro que pague!! go diamond!!

Agora a grande maioria dos internautas que são filiados a essa comunidade realmente tem muitos argumentos contra o MMN da Amway. Se os que ganharam dinheiro não são ativos no falar os que perderam são ativíssimos. É o velho ditado popular: quem bate esquece, mas quem apanha nunca esquece. E como teve gente que apanhou! Alguns ainda persistem na corrida da Amway a fim de ganhar os atrasados, mas já perderam as esperanças em ganhos milionários: “Como alguém que é associado há 12 anos, ganhou algum dinheiro mas nunca o que haviam "prometido", eu poderia compartilhar da sua indignação133”.
131 132

Ver tópico: VALEU A PENA? 11/03/2006 - 11:07 Ver tópico: VALEU A PENA? 11/03/2006 - 11:07 133 Ver tópico: esse troço existe ainda?????, 13/02/2006 - 06:29

71

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

O internauta reconhece que em alguns aspectos a empresa foi conivente com a “corrente da riqueza fácil e rápida” que alguns líderes da rede propagavam. Outro internauta de uma comunidade chamada “Eu tentei ficar rico na Amway” reconhece também o negócio funcionava, mas não como o prometido porque havia muitas vaidades no meio do processo.
Conheci pessoas que ganharam muita grana. Compraram casa, apartamentos e carros importados... E estavam bem próximos de mim. o problema é que funciona como um câncer, se espalha com uma velocidade incrível. E entrei na metade deste caminho. Fiquei um ano e meio e consegui arrebatar uma rede razoável, mas aquele grana que almejava nunca veio134.

Mas, como uns ganhavam muita grana e outros não. Segundo a maioria dos internautas o dinheiro não vinha da venda de produtos “comestíveis” no sentido biológico do termo, mas vinha da venda de produtos “comestíveis” no sentido psicológico do termo. O grande lucro, segundo muitos internautas, vinha da venda de materiais de motivação profissional e em termos de venda destes produtos nenhuma rede de MMN nacional chegou aos pés da Amway:: “não existe dúvida: o pessoal que vendia o material lucrava horrores. quanto aos sistemas de treinamento e motivação, os da natura e da avon nem de longe se aproximam da lavagem cerebral dos negócios-pirâmide. essa baboseira de carrões, iates, testimonials fajutos (e pagos), "aposentadorias"... já assisti a cursos do sebrae, muito light e sensato135. O negócio da chamada Pronet era fabuloso segundo alguns internautas que participaram da rede de MMN da Amway: “único objetivo era sempre agregar novas pessoas a rede. Qd a sua rede para de crescer a desculpa eh sempre a mesma: FALTA DE MOTIVACAO OU ESTRATEGIA. E toma-lha fitas (hoje seriam CDs e DVDs) e palestras de auto-ajuda, que enriquecem apenas uma pequena parcela. Pq vc nao ganha 30% qdo compra uma fita da ProNET, livros ou vai as palestras?? Nem na Natura o vendedor ganha 30%. Os associados da Amway ficam comprando produtos e alugando os membros da familia p/somar pontos. Poucos realmente ganham dinheiro com esse negocio, mas vende-se a ilusao de que facilmente enriquer-se-a136.
Ver tópico: Eu acreditei !!! Eu acreditei !!! Ver tópico: O MAL MAIOR ERA A PRONET!, 14/02/2006 - 07:30 136 Ver tópico: Desafio, 23/03/2006 - 22:00
134 135

72

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Outro ainda contesta a idéia de baixo investimento e atesta que o associado era levado a gastar dinheiro sem perceber através de técnicas usadas em igrejas pentecostais.
Ninguém mais que eu se dedicou tanto a esse negócio, mas quando a minha racionalidade começou a aparecer novamente eu entendi que estava numa religião, não num negócio. As semelhanças? Você segue um livro, líderes, investe em palestras, é desafiado a investir mais sob pena de não estar o determinado o suficiente e chegar lá, e cada vez que você chegava para um up line e falava que não estava dando certo a primeira coisa que vc ouviua era: "bem, eu sei que vc não anda comprando as fitas", ou seja, vc não está numa boa porque não tem fé o suficiente. Sacaram as semelhanças?Só que depois que você entrava percebia que muitas coisas - no mínimo - não eram deixadas claras. Ora, você tinha que comprar uma fita por semana, ir a um open por semana (pago), um seminário (pago) por mês e uma convenção (paga pra caramba) a cada trimestre. Bem, cadê o negócio de investiomento irrisório? Primeira mentira137.

Claro que a Amway encontrou no público brasileiro um contexto psicológico favorável para a expansão de sua rede dado o fato de que grande parte da nossa população realmente acredita na Lei de Gerson: levar vantagem sobre o outro. Na essência uma rede MMN propõe isso. A idéia de convencer alguém a fim de que se possa levar vantagem sobre ela é uma coisa que nos atrai e transforma as pessoas tal como se pode ver através de inúmeros depoimentos de pessoas que tiveram parentes e amigos envolvidos na rede de MMN como bem afirma uma internauta da comunidade “Amway”: “P/algumas pessoas a Amway parece uma seita. Fazem uma lavagem cerebral e a pessoa quer converter todo mundo. Parentes, amigos, colegas de trabalho, o jornaleiro, etc. Ninguem escapa. Falei trevas no sentido figurado. A pessoa fica cega e se torna insuportavel, pois repete aquelas mensagens idiotas que ouviu repetidas vezes nas fitas de auto-ajuda. Esse processo soh termina qdo a pessoa perdeu muito dinheiro e boa parte dos amigos138. Segundo muitos participantes, as fitas da Pronet serviam de suporte para que as pessoas continuassem a crer mesmo depois de todas as evidencias mostravam que ela não daria conta de arcar com as metas de criar uma rede.

137 138

Ver tópico: esse troço existe ainda?????, 13/02/2006 - 06:29 Ver tópico: Amway e Eu, 10/02/2006 - 11:35

73

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Na comunidade “Amway: eu acreditei” há um tópico em que muitas pessoas querem se desfazer destas fitas oferecendo-as para venda “bem baratinho”: “ihauihaiu se por acaso alguem kiser comprar as malditas fitas.. dos otarios que ficam horas e horas falando eu as tenho todassss ... juntamente com as malditas pastinha rediculas... com certeza alguem fiko rico com tudo isso.. mas ccom certeza nao foi nenhum de nos.. e sim o "esperto" que inventou isso...139” O negócio da Amway de fato foi lucrativo para muitas pessoas, mas como bem afirma a maioria dos internautas que participaram da rede da empresa no período, o lucro advinha mesmo do clima psicológico que se instalava nas reuniões. Um internauta chegou a afirmar que tem 500 fitas desta em casa. Outros tantos falam também que tem este material em abundancia e que os “lideres” de grupo não deixam que estas fitas fossem “emprestadas”. Agora é um fato de que a rede de MMN deu dinheiro para algumas pessoas. Afinal esta é a lógica de uma rede de MMN: ela se expande e beneficia continuamente os que estão no topo até um ponto em que ela se estagna e começa a dissecar o corpo (a rede) a partir das extremidades. Isto quer dizer que quem esta na ponta do processo sempre tem o risco de ser dilacerado primeiro. Esta lógica se aplica em todas as redes de MMN, a que muitos internautas chamam de pirâmide, e sempre tem o mesmo resultado. Um internauta, com muita propriedade, faz a comparação (e a diferenciação) dos esquemas de MMN da Amway, Boi Gordo (Vacas Magras), Avestruz Master (to com a cabeça no buraco!) com os esquemas de MMN da Avon.
Eu gostaria de saber quais dessas pirâmides se mantêm por mais de 50 anos. Na verdade nenhuma. É o tipo de negócio montado p/ existir p/um tempo e desaparecer. A partir do momento em que ninguém mais agüenta ouvir falar no produto e já não se consegue colocar ninguém na rede. Pq a Boi Gordo e a Avestruz Master quebraram? De acordo com o degrau em que vc entra na pirâmide fica mais difícil agregar novas pessoas, já que o foco não é a venda dos produtos. Soma-se a isso o fato de as pessoas estarem melhor informadas e saber de um monte de pessoas que perdeu dinheiro. Resultado: Rompe-se a corrente e o negócio desaparece. Quando os negócios vão mal, uma empresa com a Avon faz promoções, diminui o número de lançamentos demite. O que faz uma pirâmide? A AMway baixava preço dos produtos??? Claro que não.

139

Ver tópico: Fitas Pro-Net, 26/02/2006 - 14:18

74

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

E de fato a lógica acaba sendo essa mesmo! Tanto faz se é boi, avestruz, tatu ou produtos dietéticos. Se a rede de MMN se baseia no esquema “pirâmide” alguém vai ter que arcar com o prejuízo em algum momento, pois na medida em que as primeiras pessoas ganham a notícia se espalha. As pessoas, a partir da notícia do dinheiro fácil, vão entrando na rede de MMN não somente como consumidoras do produto, mas como vendedoras da rede. Na Avon e na Natura a rede cresce como uma rede consumidores de produtos, mas nas demais a rede cresce como uma rede de vendedores da idéia de riqueza rápida e fácil. Uma pessoa vai falando para outra entrar e ganhar o mesmo rendimento que ela esta tendo. O produto, neste caso é secundário, vende-se é a idéia de ganhar dinheiro na boa! E como essa idéia vende heim! É aquela velha história “um amigo de um amigo meu” que bem é exemplificada pela comunidade “Um amigo de um amigo meu” (congrega mais de 7 mil pessoas) que tem como frase de entrada: "Um amigo de um amigo meu...Se a frase começa assim, prepare-se”. Mas, na prática das redes de MMN muita gente acredita e muitas mais que estão dispostas a acreditar. A partir daí começa a brincadeira da Batata Quente que a comunidade “Batata quente quente quente!!” expressa bem no texto de entrada: “A Batata quente quente! queimou!!! Queimou!!! Queimou!!! Aqueles que
não sabiam a hora exata do QUEIMOU também podem entrar....” E realmente muitas pessoas que entram nas redes de MMN começam com o conceito de “um amigo meu me convidou” e terminam com a brincadeira da “batata quente” que vai queimar na mão de algum amigo que você convidou. E estas redes de MMN, quando a pessoa não se apercebe que a batata esta ficando muito quente, acabam destruindo relacionamentos de amizade e relacionamentos familiares na medida em que quando o desespero aumenta a tendência é chamar os mais chegados a entrar na rede de MMN (só para dar uma forcinha) e o negócio acaba mal como bem diz um internauta: “Existe

porém um aspecto lamentável q todos vcs já sabem Soube de

relatos depois de casamentos, isto mesmo, casamentos destruídos, amizades definitivamente arranhadas, sonhos frustrados140”. Muitos além de ficaram com os prejuízos financeiros ainda ficaram com amizades e relacionamentos abalados por conta dos efeitos dramáticos que ocorrem quando uma rede desta quebra. Mas, sabe como é o brasileiro: eu sou brasileiro e não desisto nunca.
140

Ver tópico: esse troço existe ainda????? 13/02/2006 - 06:29

75

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

É como bem disse um internauta que fez parte da rede da Amway e afirma que eles usam estratégias de religião para aliciar fieis: Eu to cansado de ouvir espírita me falar "se você visse uma sessão". E realmente muita gente que foi a uma seção ficou maravilhada e entrou na rede. Sabe como é somos um povo curioso e esperançoso como bem afirma a comunidade “Curiosidade Mata” que congrega mais de 47 mil pessoas, mas este sentimento foi melhor definido pela comunidade “A curiosidade ainda me mata” que afirma: “ACHO QUE A PIOR SENSAÇÃO É A DA DÚVIDA... E A VONTADE DE SABER O QUE SE PASSA...SE É OU NÃO É...”. A geração Amway não conheceu o Japa de perto, mas já vinha de uma geração que conheceu MMN de perto. Quando alguns dos jovens leitores de Pai Rico Pai Pobre foram convidados a participar das redes de MMN eles se sentiram contrastados pelas idéias de dinheiro fácil e rápido dos primeiros “cabeças da rede” (os que se enquadravam no perfil para ser o Pai Rico) , mas lembraram da experiência do “mestre” na sua infância e seu coração se inclinou para querer acreditar:” O contraste entre suas idéias, especialmente no que se referia ao dinheiro, era tão extremo que eu ficava curioso e intrigado141” . Assim nasceu a geração herbalovers.

141

Ver Pai Rico Pai Pobre, p.11

76

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

4.3 - O Marketing Multinível da Herbalife: a geração herbalovers A geração Amway não teve muito contato com as idéias contidas no livro Pai Rico Pai Pobre, mas a geração herbalife (mais conhecida como herbalovers) é fruto direto da idéia de MMN propagada por Kiyosaki e por outros tantos seguidores deste tipo de forma de agregar capital. Há uma série de discussões a respeito do assunto que sempre versam com base na mesma pergunta: funciona ou não? Ganha-se dinheiro mesmo da maneira como eles dizem? É verdade?. As perguntas começam assim e no final terminam com um tom um pouco diferente: pelo amor de Deus alguém me diga que é verdade! Na comunidade “Pai Rico Pai Pobre” temos dezenas de postagens que giram em torno da mesma pergunta. A história começa da mesma forma. Um internauta curioso (lembre-se da comunidade: “A curiosidade ainda me mata!” rs) que já foi abordado e duvidou na primeira investida pergunta e um outro responde nos moldes da comunidade “Um amigo de um amigo meu” (lembrese do slogan: Um amigo de um amigo meu...Se a frase começa assim, prepare-se). E aí temos o primeiro depoimento: “eu conheci um cidadão em Campo Grande MS que em poucos meses começou a ganhar muito dinheiro com esse tipo de negócio”. Logo depois se segue outro depoimento de um internauta que já faz parte da rede e fatura 3 mil reais, mas fala de um amigo que já esta um pouco mais tempo e fatura 13 mil reais.
Não estou aqui pra defender esta ou aquela empresa, mas você deveria procurar informações concretas, não se basear em boatos, veja a reportagem da Herbalife na Isto é Dinheiro deste mês, eu trabalho à 1 ano, e faturo hoje em médio R$3.000, sei que não é muito mas isto é em tempo parcial pois tenho outra atividade principal, realmente temos um suporte incrível de treinamento agora é um negócio que depende exclisivamente de desempenho pessoal de cada, por este motivo alguns realmente não tem sucesso, pois falta objetivo, perseverança etc... tenho um amigo que trabalha à 3 anos na Herbalife te 24 anos de idade e ganha mais de 13.000 por mês é mole142.

E a partir daí se segue todo um conjunto de debates a respeito da validade ou não das técnicas de MMN tendo alguns leitores de Kiyosaki extrema repudia por este tipo de prática (apesar da indicação de Kiyosaki) que apenas leva as pessoas a serem obsessivas e obstinadas com o sistema.

142

Ver tópico: Vc conhecel alguém q tenha ficado rico... 31/10/2005 - 03:21

77

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Aí começa a tremenda confusão entre confundir a empresa com as técnicas de MMN. Alguns leitores passam a odiar a Herbalife por causa da rede de MMN que ele tem sem se atentar para os produtos em si. Isso é resultado direto das investidas agressivas dos SMMN (soldados do marketing multinível) como bem afirma um internauta da comunidade: “Sinceramente, não sei se isso acontece com vocês, mas eu dou a mesma atençao a um vendedor da herbalife que dou a um crentente tentando mostrar a mim o caminho de Jesus. Já sei que eles vao tentar me convencer a comprar que nao desejo. Acho que o filme deles anda meio queimado e isso é péssimo para o negócio143”. E de fato, em muitos casos, se percebe que muitas pessoas realmente gostam do produto da Herbalife, mas abominam a maneira como eles são oferecidos porque esta oferta geralmente vem com a proposta de “fazer parte da rede” ou do cara ficar fazendo reunião na sua casa ou ainda ficar te oferecendo produto o tempo todo. Um internauta da comunidade “Pai Rico, Pai Pobre” coloca isso com muita clareza: “Eu gosto da herbalife.. produtos de qualidades indiscutíveis.....O único problema é os vendedores.... esses sim são intragáveis!!!! salvo poucos que não estão por aki... Muitas pessoas realmente elogiam abertamente a qualidade dos produtos da Herbalife. Até os próprios associados da empresa, quando se toca no ponto da qualidade dos produtos, tem uma posição bem forte em relação a qualidade apesar de não defenderem abertamente as técnicas de MMN praticas por eles: “Você pode falar o que quiser... pode dizer que não gosta da Herbalife, do sistema, do mmn, ou de qualquer outra coisa, mas a única coisa que vc não pode falar mal são os produtos!!! A Herbalife tem por trás de seus produtos um dos mais respeitados conselhos médicos do mundo, inclusive com um vencedor de prêmio Nobel144. E neste quesito ninguém questiona a validade dos produtos da empresa, mas a bronca toda esta na forma como os vendedores se comportam e o que mais irritam os “anti-herbalife” é que muitas vezes a rede MMN apanha seus próprios amigos e vizinhos que passam a respirar herbalife...

143 144

Ver tópico: Vc conhecel alguém q tenha ficado rico... 31/10/2005 - 03:21 Ver tópico: COMO A HERBALIFE DESGRAÇOU A MINHA VIDA". 14/05/2005 - 05:27

78

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Um internauta, em um tópico chamado “Desabafo” na comunidade “Eu Odeio Herbalife”, se mostra indignado com que a “empresa” (a Herbalife no caso) fez com a cidade dele: “esse lance de herbalaife chegou recente aqui na minha cidade e é impressionante como tem mudado a cabeça de pessoas que antes eram normais e agora se transformaram em zumbis da herbalife q não sabem mais conversar com ninguem que não sejam da herbalife q não sabem falar em mais nada q não seja da herbalife 145”. Um outro internauta da comunidade “Pai Rico, Pai Pobre”, de forma semelhante aquele internauta da Amway, também faz alusão a forma “religiosa” pela qual as pessoas são convencidas a participar de uma rede de MMN da empresa apesar de reconhecer que os produtos realmente são muito bons,
Sou contra o sistema herbalife e nao o produto Acredito que o produto seja bom, mas sou contra o sistema de vendas, quem ja foi a uma igreja universal (so vi na tv) e uma palestra herbalife sabe que é a mesma coisa. Colocam depoimentos de pessoas que ninguem conhece que ganhar 10 mil por mes. E todos ficam fascinados e compram para chegar a essa renda. Levam profissionais da Unicamp (moro em Campinas) que falam muito bem do produto (se a globo conseguiu vender o Collor para presidente, comprar um docente da Unicamp fica fácil). Concluindo é uma lavagem cerebral, quando conhecer alguem que vende isso, vai ver que ele só fala disso. Uma pessoa extremamente chata146.

Claro que uma situação desta é previsível na medida em que as pessoas têm que arregimentar outras. Muitos dos internautas são contra a Herbalife porque ela “transformou” sua rede de amigos em uma rede de vendedores. Aí o pessoal realmente toma uma posição pessoal contra a empresa não por razão dos produtos, mas em razão direta pelos efeitos colaterais que o esquema MMN causa em suas relações pessoais mais próximas. Geralmente as pessoas que entram nestas redes buscam primeiro os colegas e os mais chegados para pode aumentar sua rede e aí se instala o conflito. Mas isso é ainda “fichinha” perto do caso de pessoas que tem seus familiares envolvidos nesta rede de negócios que promete milhares de reais em pouco tempo. Se já desagradável lidar com um vendedor fanático como amigo imagine você lidar com um parente ou um cunhado que jura que vai te tornar rico.

145 146

Ver tópico: DESABAFO! leiam, galera! 17/04/2005 – 16:30 Ver tópico: "COMO A HERBALIFE DESGRAÇOU A MINHA VIDA" 14/05/2005 - 10:30

79

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Muitos internautas tem casos de pessoas que entraram na rede e realmente transtornaram o ambiente familiar. Esse é o caso de uma internauta da comunidade “Eu odeio Herbalife” que relata o envolvimento da irmã na rede de MMN da Herbalife.
Como eu havia comentado, minha irmã brigou com toda a família, há cerca de um mês, depois que bloqueamos a linha telefônica para chamadas interurbanas, a cobrar e celulares. Ela usava o telefone da família para os "negócios" e deixou a conta para a gente pagar. Só que eu pensava que com o tempo, ela melhoraria. Meus pais estão inconformados, pois falam que ela faz a nossa casa de "hotel" (ela só vem para dormir). Não conversa com ninguém, vai viajar (com a Herbalife) sem dar explicações e agora deu para "roubar" combustível dos outros carros (do meu pai e do meu irmão). O pior é que não há diálogo, é só gritos e choradeira. Eu fico muito triste com a situação, mas não dá, até eu cansei. Acabei de chegar de viagem e só ouço lamentos por parte dos meus pais e a minha irmã de cara virada, até comigo, porque não emprestei dinheiro a ela e fui passear147.

Esse é um dos inúmeros casos no qual a rede MMN adentra do espaço privado das pessoas alterando todo o ritmo de convívio. Afinal esta é a lógica da venda direta que se concretiza através dos SMMN: adentrar no lar e nas relações pessoais. Como esta internauta muitas pessoas realmente não duvidam que as redes de MMN sejam eficazes em termos financeiros o que elas são contra é a forma como este “enriquecimento” ocorre as conseqüências que ele traz: “E ela GANHA dinheiro com a Herbalife, só que GASTA MUITO MAIS, seja em eventos, recrutando, ou ostentando, seduzindo outras pessoas a entrar no negócio. O pior é que ela ACREDITA que será a PRÓXIMA PRESIDENTE DA EMPRESA!!!148. Aí entramos no velho dilema da cultura brasileira: não somos um povo poupador. Lembremos sempre do lema da comunidade “Eu n consigo juntar $$$$$” (que congrega mais de 30 mil pessoas): “Comprar? Sim... Juntar? depende... Porque se for pra juntar pra comprar: excelente idéia”. Aquele lance do Kiyosaki de ganhar dinheiro como forma de desenvolver um sistema de aprendizado esta longe da realidade da nossa cultura e talvez longe da realidade de qualquer cultura que esteja baseada no capitalismo. O negócio é ganhar para gastar.

147 148

Ver tópico: Problemas em Família, 09/02/2006 - 14:44 Ver tópico: Problemas em Família, 09/02/2006 - 14:44

80

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

E os soldados marketing multi nível são atraídos por isso. Os soldados marketing multi nível são focados no seu objetivo: ganhar dinheiro fácil e rápido atraindo pessoas. Claro que essa é uma proposta tentadora e tentação é tentação. É como bem definiu um internauta da comunidade “Tentação” (que congrega mais de 31 mil pessoas) a respeito da tentação: “Uma tentação é algo que mexe tanto com a gente, que quando a gente resiste, acaba se arrependendo e fica pensando em como seria se tivesse aceitado149”. A maioria dos que entram como SMMN são realmente tentados com as propostas de enriquecimento rápido, mas nem todos acordam do canto da sereia e outros tantos fazem tudo para não acordar. Um internauta da comunidade “Eu Odeio Herbalife” narra como foi tentado pela rede MMN e como acordou depois de um profundo sono de sonhos de glória fácil e rápida.
Me prometerão que eu ia ganhar R$ 5.000,00 trabalhando 3 horas por dia a partir da minha casa e naum era isso que estava acontecendo. Eu vivia Herbalife 24 horas por dia no trabalho, em casa e com os amigos falando e fazendo propaganda. Não tinha tempo pra nimguém. Estava perdendo meus amigos por bancar o chato, querendo que eles entrasem pro negócio e brigando com quem discordava que o negocio desse lucro. Tinha que assumir toda a responsabilidade se o produto não funcionase com o cliente. Tinha que engolir cheques sem fundo. A qualidade de vida que eles me prometerão eu nunca tive, so trabalhava, trabalhava e me estressava com esse negocio. Por que ouvi muitos relatos de pessoas inclusive umas muito próximas, de que esse negocio acabou com a vida deles.150

Esse ainda acordou, mas difícil saber se podemos culpar o internauta por acreditar numa proposta destas (5 mil reais trabalhando três horas por dia a partir de casa? Para cima de Moa...rs) ou devemos culpar a empresa por permitir que isso seja difundido de forma tão escancarada como é feito? Será que podemos afirmar que as redes de MMN falam mentira? Mas, o brasileiro odeia mentira! Temos a comunidade “Eu odeio Mentira!” que tem mais de 138 mil pessoas, mas porque então o brasileiro acredita em histórias de enriquecimento rápido e fácil. Como acreditar que é possível ganhar 5 mil reais trabalhando três vezes por semana a partir da sua casa? Acaso isso não seria mentira? Mas, tem uma comunidade chamada “Sabedoria da Mentira” que define bem o conceito de mentira: é artifício da imaginação em iludir com
149 150

Ver tópico: Resistir a uma tentação? 19/08/2005 - 09:31 Ver tópico: PORQUE SAI DA HERBALIFE!, 27/03/2006 - 06:16

81

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

destreza, sobre a formulação e desenvolvimento de estórias estruturadas, para alcançar a máxima dos fatos não contraditórios. Essa definição de mentira é verdade! Os fatos que não são contraditórios é que se ganha dinheiro com MMN, mas os fatos contraditórios é que só uma minoria ganha dinheiro com MMN apesar das promessas se estenderem a todos. Mas, claro que a maioria dos integrantes acredita que ele herdará o beneficio de estar no topo da cadeia (ganhar dinheiro sem fazer muito esforço) a partir do momento em que colocar mais pessoas na base (perdendo dinheiro e se matando de trabalhar). Neste contexto a Lei de Gerson vigora: levar vantagem. O problema é que na maioria dos casos em se querendo ludibriar se é ludibriado como bem afirma uma internauta da comunidade “Eu Odeio Herbalife”.
Travei discussão com alguns herbalovers e depois de um ano revendo seus profiles, já parecem não amar tanto assim a herbalife... No lugar onde aparecia : "Trabalho p/ uma excelente empresa e tal, tal..." já não mais existe nada escrito..., fotos mudaram... e por aí vai... Fico admirada em ver como ainda existem pessoas que estão cegas... Não tratam a herbalife como um investimento , onde elas deveriam ver os prós e contras, tratam como uma paixão, algo passional demais!! Talvez se eles (herbalovers) fossem à forca e tivessem que escolher entre uma latinha de shake e a sua própria vida, acho q eles escolheriam salvar a latinha de shake...afinal, eles acreditam que a latinha de shake pode salvar o mundo!!!... enquanto eles, simples sementinhas da disseminação da super fórmula !!!...151

Os herbalovers, como eles são chamados pela maioria dos internautas, vivem realmente uma realidade a parte. Na comunidade “Herbalife – Geração H” temos mais de 3.500 pessoas que realmente esta satisfeitas com a rede de MMN que é criada em torno da empresa. Há alguns “anti-herbalife” na comunidade, mas um dos internautas criou um “recanto” para eles e colocou bem a base que separa os “anti-herbalife” dos “herbalovers”: Sendo assim, gostaria de pedir ao pessoal que não acredita, não gosta ou odeia Herbalife a centralizarem suas dúvidas neste Tópico152”. A grande maioria dos integrantes desta comunidade é empolgada com o produto tanto quanto é empolgada com a rede MMN que a envolve. Muitos afirmam que estão ganhando como bem o fez um internauta que fora questionado sobre a “chegada dos cheques”: O cheque deste mês veio de

151
152

Ver tópico: olha o desespero dessa coitada gente, 02/03/2006 - 17:31 Ver tópico: PARA O PESSOAL QUE É ANTI-HERBALIFE, 29/03/2006 - 15:27

82

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

R$ 5600,00 líquido e R$ 8 mil e pouco bruto. Só no ano de 2005 foi mais de R$ 80.000 só de cheque fora as vendas. Funciona153 Muitos garantem que somente quem não trabalha não ganha dinheiro na Herbalife. Qualquer relato de insucesso na rede é entendido como preguiça de trabalhar: “Não da certo na Herbalife o cara que compra um estoque... Poe uma mesa e uma cadeira na varanda de casa... Senta e espera uma fila se formar e dar a volta no quarteirão... Fila que está desesperada parar comprar os produtos... Esse cara não vai dar certo na Herbalife... E o pior de tudo é que existem vários assim..” Tirando as derrotas à parte tudo é maravilhoso na rede. Realmente é possível se surpreender com a rede de MMN da Herbalife. Podemos dizer que é uma família e em muitos casos podemos afirmar isso literalmente na medida em que muitos pretendem encontrar seu amor na própria rede de MMN da empresa. Sabe como é, para facilitar os negócios. Em um tópico chamado “Já encontrou sua ( seu ) herbalove” alguns integrantes falam de suas expectativas de encontrar seu grande amor dentro da rede de MMN: “Existe um para casa pessoa, vc pode ter entrado na Herbalife já com seu Herbalove ou ainda encontra-lo em um STS bem pertinho de vc. Tá acontecendo tantas maravilhas na minha vida que agora o próximo passo é encontrar meu Herbalove154”. E no caso é melhor ter um relacionamento dentro da rede mesmo porque os relacionamentos que ficam fora dela não resistem como relata um internauta na comunidade “Herbalife – Geração H”: “Minha ex Namorada entrou nessa merda e e acabou perdendo quase todos amigos e eu principalmente...não impedi ela de fazer nada que queria , e oque resultou....tristesa...vcs são um monte de ilusão....pegam as pessoas e deixam elas desesperadas, para vender e ver o suposto dinheiro retornar... ela entrou como supervisora.....vcs falaram prá ela que ela pode desistir...”.

No caso da garota falaram para ela desistir dele (rs). E na grande parte dos tópicos fica evidente que ser “supervisor” é a chave dos sucesso dentro da rede MMN da Herbalife. Muitos tem um enorme desejo (e uma esperança ainda
153 154

Ver tópico: Alguém daqui já ganhou o cheque da Herbalife? 21/02/2006 - 08:06 Ver tópico: Já encontrou sua(seu) Herbalove??? 15/01/2006 - 19:47

83

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

maior) de serem colocados na posição se supervisão. Em um tópico chamado “Conte como você conseguiu dinheiro para supervisão” fica-se maravilhado com o empenho que as pessoas colocam para ser supervisor. Um internauta narra como esta tentando levantar a grana para ser um supervisor:
Eu ainda estou tentando, mas já tenho o que falar: Assumi publicamente nuna STS q iria ser supervisor! (só não sabia como, meus parentes riquinhos me negaram, amigos idem, não consegui empréstimo em financeiras pq n tenho cheque, hj abri uma conta só pra ter cheque e pegar o $$$, já tenho R$ 5.000, 00 guardados, fruto de 2 anos de trabalho, só faltam mais 5, esse mês chego lá! quem quiser me emprestar, é só me falar ehehe155

Outro internauta chega e, é solidário com o amigo na empreitada: “Noussa o meu foi difícil...tive q fazer uma salada, um pouco no cartão, amigos, emprestimos...ixi esse foi o mais dificil, o gerente me dizia q nau ia me emprestar pq nau tinha nada no meu nome”. Um outro diz: “Foi um pavor, ninguém me emprestou(pais, avós, banco) aí vendi a minha moto 250 cc e refinaciei uma 125 com troco na troca, como meu supervisor me doou uma parte, só precisei comprar 1500pv...”. Um outro ainda diz: “Ainda bem q minha mãe tinha!! :D Peguei emprestado e agora to trabalhando q nem um cavalo doido pra pagar ela!! minha mãe merece... sempre deixou de ter as coisas delas pra dar para os filhos! certeza!!!.” Independente da forma como se levantou a grana, todos afirmam que valeu a pena entrar nos empréstimos bancários ou levantar a grana com familiares. Os resultados desta história? Vocês podem acompanhar pelo orkut porque os depoimentos não são teóricos, mas são histórias de pessoas reais igual a nós. Mas, é certo que a lei da natureza que reza que “tudo o que tem vida se reproduz” esta funcionando para a Herbalife e seu sistema de MMN porque outras redes começam a se formar com a mesma base e muitas outras pessoas também querem acreditar. Sabe como é, sou brasileiro e não desisto nunca... Mas ela vai ter muito em troca!! pode ter

4.4 – O Marketing Multinível da Forever Living: produtos divinos

155

Ver tópico: Conte como vc conseguiu o dinheiro pra supervisão? 22/12/2005 -

84

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

A cultura do brasileiro é extremamente ligada à natureza. Claro que com o país que temos como não poderíamos ser ligados à natureza! Isso pode ser surpresa para um alemão ou um russo, mas para um brasileiro isso é normalidade. E por conta disso somos um povo também ligado muito mais a soluções naturais do que soluções de farmácia. É só lembrar das dicas a respeito de doenças cotidianas (resfriado, por exemplo) que sempre envolvem algum tipo de chá ou solução caseira que facilmente se comprova isso. Ora melhor maneira não há de começar um papo entre senhoras do que trocando receitas de simpatias caseiras que envolvem plantas. Quem já não tomou um bom chá de boldo não pode se dizer brasileiro! Há inúmeras comunidades relacionadas ao assunto no Orkut. A maior das comunidades referentes a esse tema é a comunidade “Plantas Medicinais” na qual muitas pessoas debatem a respeito de cura através das plantas. Há inúmeros tópicos onde as pessoas trocam “receitas” a respeito de cura através das plantas. Em um dos tópicos há até uma receita para clarear a pele que iria poupar muito trabalho (e dinheiro) se Michael Jackson tivesse atentado para a maravilha que é o Orkut no que se refere ao compartilhamento de conhecimentos. Ele ficaria branco rapidinho se atentasse para a receita desta internauta a respeito de clareamento de pele, pois a receita envolve até um sabugueiro:
Cosmética: A infusão de sabugueiro é usada para clarear e amaciar a pele, em cremes contra rugas, loções tônicas e loções para os olhos. Receita creme de proteção para trabalhos pesados: 4 colheres de sopa de vaselina e dois punhados de flores frescas de sabugueiro. Derreter a vaselina em fogo brando e juntar-lhe as flores de sabugeiro. Deixar macerar durante 45 minutos, derretendo a vaselina sempre que esta se solidificar.. Aquecer e coar com uma peneira passando para um frasco com tampa de rosca. Deixar esfriar e fechar156

Eu também fiquei meio tonto e tive que ler três vezes, mas ainda não consegui entender a receita (rs). Mas, é dentro desta tendência natural para o brasileiro usar plantas e receitas caseiras que a Forever Living parece tirar suas forças para crescer em território nacional. Claro que a idéia de MMN também ajudada bastante o
156

Ver tópico: Para clarear a pele, 23/03/2006 - 12:05

85

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

crescimento na medida em que também oferece ganhos substanciais em termos de venda direta. Mas, um diferencial significativo entre os vários produtos que circulam na internet para os produtos da FLP (Forever Living Products) é o efeito atribuído a estes. Muitos dizem obter resultados “divinos” no sentido real da palavra. No texto de entrada da comunidade “Forever Living Products” tem o seguinte texto: “A Aloe Vera ou Babosa, por suas propriedades curativas, é mencionada em passagens bíblicas e nos antigos hieróglifos egípcios; há quem diga de passagem que Niffertit e Cleópatra se banham com Aloe e Vera para garantir beleza e poder”. Este aspecto “curativo” e “divino” é extremamente forte na rede de MMN da FLP (Forever Living Products). O fato de “constar na Bíblia” que aloe vera cura é realmente um ponto no qual alguns vendedores “forçam a barra” no sentido de afirmar que os produtos são milagrosos. Um internauta chega a transcrever o trecho no qual consta que Jesus Cristo foi envolto com mirra e aloés (o produto não era Forever Living porque a empresa ainda não existia), mas ningué chegou a afirmar que ele só ressuscitou porque usou o produto. Isso AINDA não falaram.
João 19:38 "Depois disto. José de Arimatéia, que era discípulo de Jesus, ainda que ocultamente pelo receio de que tinha dos judeus, rogou a Pilatos lhe permitisse tirar o corpo de Jesus. Pilatos lho permitiu. Então foi José de Arimatéia e retirou o corpo de Jesus. 39 E também Nicodemos, aquele que anteriormente viera ter com Jesus à noite, foi levando cerca de cem libras de um composto de mirra e ALOÉS.. (Aloe)157

Mas,

o

moderador

da

comunidade

interveio

logo

e

afirmou

categoricamente: ALOÉS significa: MADEIRA ODORÍFERA o aloés da Escritura não tem relação com a florida planta dos jardins modernos, mas representa uma madeira odorífera, que desde tempos remotos foi empregada no oriente para fins sagrados e comuns. PORTANTO DIZER QUE O ALOE VERA ESTÁ NA BÍBLIA ESTA ERRADO. CASO NÃO ACREDITEM ENTÃO PESQUISEM VOCÊS MESMO! O moderador foi enfático, mas o internauta da rede MMN continuou afirmando que o produto é bíblico. Em outros tópicos outros internautas também passam a debater sobre os efeitos milagrosos dos produtos da FLP e alguns afirmam que realmente tiveram resultados milagrosos. Um internauta
157

Ver tópico: Consta na bíblia ? 03/02/2006 - 11:44

86

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

(que é vendedor dos produtos da FLP) chega a afirmar que o produto da FLP consegue até mesmo anular os efeitos colaterais da quimioterapia. Ele recomendou o produto para a irmã da namorada (como sempre os parentes mais próximos são os primeiros a comprar) e esta emocionado com os resultados que se mostram “divinos”.
A irmã da minha namorada extraiu um dos seios por câncer de mamas, sabe o que ela está usando pra aumentar a imunidade do seu organísmo no tratamento de quimioterapia? Aloe Vera Gel e o resultado é espetacular! ela não tem enjoos, mal estar e quedas dos cabelos, o médico dela está recomendando os produtos para outros(as) paciêntes dele ISSO É UM FATO. Confesso que chorei, quando ela me abraçou e me agradeceu. ISSO É DIVINO! OS NOSSOS PRODUTOS NÃO CURAM! ELES POTENCIALIZAM O NOSSO ORGANÍSMO COMO SUPLEMENTOS ALIMENTARES158.

Este é ponto que diferencia a Herbalife da Forever Living. Na primeira a ênfase milagrosa é nos ganhos exorbitantes que se consegue em pouco tempo, na segunda a ênfase é dada pelas “curas divinas” que produto consegue. Nos dois casos os soldados marketing muiti nível tem como objetivo ampliar a rede. Uns ampliam de um jeito outros ampliam de outro, mas sempre estão buscando ampliar. Um dos internautas denuncia este tipo de abordagem de “cura divina” que os SMMN da FLP fazem: “O que quero deixar claro, é a maneira como todo o trabalho vem se desenvolvendo. Em reuniões é colocado sim, indiretamente, de maneira subliminar, que nossos produtos CURAM”. Mas, alguns internautas realmente falam que foram curados e por isso querem entrar na rede e repassar essa libertação a outras “pessoas” que ainda estão presos a suas doenças.
Eu estou na FLP pq me curei da minha ASMA e RENITE forte, usava inalação e bombinha direto, tomava muitos antibioticos para renite, dor de garganta, e muitas outras enfermidades. Após começar a tomar o pollen, vitamina c, forever kids eu melhorei muito. E até hoje não sei o que é ter uma crise de asma e ter uma gripe159

Mas, como um produto tão bom quanto esse (para falar a real, um produto milagroso como esse) ainda não explodiu no Brasil? Na realidade, não é porque não vemos algo que ele não existe. A Forever Living, através da rede de MMN cresce e muito no Brasil: Sem campanhas publicitárias, contando com
158 159

Ver tópico: Forever Living - A história se repete. 10/02/2006 - 12:43 Ver tópico: Jornal da band alguém viu? 16/01/2006 - 20:30

87

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

a propaganda “boca-a-boca” dos 100 mil distribuidores que atuam no País, a filial brasileira apresentou, em 2005, um surpreendente crescimento de 242%, atingindo uma receita de US$ 20 milhões160. O negócio dá dinheiro, mas como sempre onde há pessoas, sonhos e desejos a coisa acaba escapando do controle como bem diz um internauta que faz parte da FLP: “TEM GENTE DA FOREVER FALANDO EM DINHEIRO FÁCIL, TEM GENTE EM REUNIÕES PROMETENDO MUITAS COISAS161. E aproveitando a onda a imprensa também começa a falar um monte de coisas de pessoas falando um monte de coisas a respeito da Aloe Vera (a famosa babosa)
HJ ás 129,30 teve uma reportagem falando mal da Aloe vera, que td é charlatanismo(dito por um médico),que nos aproveitamos da carência emocional das pessoas...,Num escritorio apareceu um reporter com camera escondida e a atendente disse que aloe vera cura Aids,câncer e muitas outras doenças ,inclusive o panfleto verde com os sucos da Forever que apareceu na revista época ela apresentou...Disseram tbem que no Japão ela está em testes e que no mínimo em 05 anos eles terão uma resposta sobre os efeitos da babosa...Fiquei indignada... com,o podem falar de algo que não conhecem... e em rede nacional.... Nosso sucesso tá incomodando muitos !!!!!!!

A empolgação de alguns internautas que fazem parte da rede de MMN da FLP com os produtos realmente é grande de modo que eles não querem acreditar em nenhuma noticia contrária a que receberam da empresa em que eles trabalham: “Todas as mídias gostam de fazer isso. A Globo exibiu no fantástico sobre suplementos alimentares e só falou mal.... Realmente não sei qual é a intenção disso tudo”. Com certeza é incômodo”. Sabe que brasileiro é vidrado em teoria da conspiração, temos lá nossa comunidade com mais de 100 mil pessoas e vira e mexe inventamos uma.

Não demorou para um internauta arrumar uma explicação porque a Globo e a Band falaram mal da FLP de forma tão agressiva questionando abertamente as curas milagrosas efetuadas pelo produto. O internauta, com sua denúncia, de desmascarar todo o complô da indústria farmacêutica (que lógico esta aliada com todos os canais de televisão) para barrar o avanço das
160 161

Ver site: http://www.terra.com.br/istoedinheiro/438/negocios/fortuna_natural.htm Ver tópico: Forever Living - A história se repete. 10/02/2006 - 12:43

88

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

“pesquisas” (diga-se pesquisas de FLP) sobre babosa perfeitamente trazer a cura para muitas enfermidades humanas.

que

podem

Você acha que com a tecnologia que nós temos a gente ainda não criou vascinas contra AIDS e CANCÊR? Claro que já criaram mas não vão nunca divulgar isso na mídia. O que valeria mais apena para eles alguem pagar 300 reais em uma vacina contra CANCÊR ou fazer uma quimioterapia por semana que cada uma custa 1000 reais? Fora os efeitos colaterais que causam a quimioterapia e os remédios para aids e cancêr. Você já notou que quando tomamos um remédio prescrito por um médico a gente sempre volta com outra dor? Vocês já perceberam que o leite não calcifica os ossos? Porque se calcificase 80% das mulheres não teriam ostoporose, porque, já nascemos tomando leite. Se não foce necessário tomar suplimentos nutricionais nós não precisariamos de médicos, porque, a gente supriria todas as vitaminas necessáris para o nosso organismo assim evitando termos qualquer tipo de doença162.

Você já notou que quanto tomamos um remédio prescrito por um médico a gente sempre volta com outra dor? Já perceberam que o leite não calcifica os ossos? Porque se calcificasse 80% das mulheres não teriam ostoporose, porque já nascemos tomando leite. Você já notou que os Flintstones comemoravam o Natal se eles viviam numa época antes de Cristo?? Você já notou que depois do banho estamos limpos, mas mesmo assim lavamos a toalha??? Você já notou que o Pato Donald não usa calças, mas quando ele aparece saindo do banho ele amarra uma toalha na cintura??. Brincadeira! Dos Flinstones para cá eu tirei da comunidade “Conspiração163”, mas o restante é do internauta da FLP. Outros internautas, membros até da rede de MMN da FLP falam com mais prudência a respeito da conspiração.
Marcia, não existe nenhuma conspiração de concorrentes ou má-fé dos jornalistas, apenas o registro da divulgação de informações não-comprovadas e potencialmente perigosas. A comunidade científica ainda não comprovou nada a respeito da eficiência da babosa. Embora o uso da Aloe Vera tenha sido autorizado nos Estados Unidos para testes em pacientes com Aids e câncer, desde 1994, ainda não foi registrado nenhum resultado positivo. Concluiu-se também que seu consumo não deve ser indiscriminado, pois pode provocar dores abdominais, fortes diarréias e, em doses elevadas, pode causar até inflamação nos rins.

Bom, conspirações à parte o fato é que apesar de muitos, também, elogiarem a qualidade dos produtos da Forever Living a questão do MMN também é colocada como um negócio agressivo, mas outros dizem que não. Pode-se perceber que muitas pessoas que trabalhavam nas redes de MMN da da Herbalife estão passando para a FLP: “Em apenas 13 meses neste negócio,
162 163

Ver tópico: Jornal da band alguém viu? 16/01/2006 - 20:30 Ver tópico: Conspirando ! 30/03/2006 - 10:05

89

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

hoje sou Gerente Senior, já ganhei o bonus de u$400, e os clientes adoram os produtos. Sofri bastante na Herba tb e muito mais como GET durante 6 anos164” Alguém deve ganhar dinheiro com MMN! Se assim não fosse esse sistema não seria tão reproduzido durante décadas! Já são quase três décadas só no Brasil com sistemas que abrangem o país! Mas, infelizmente essas pessoas não querem aparecer e muito menos vão escrever no orkut! (rs). Agora o desejo de ficar rico persiste em todos aqueles que adentram em um sistema de MMN. O pessoal é honesto e batalha e temos que dar o braço a torcer quanto a isso! Agora se dermos uma voltinha no orkut e analisarmos as maneiras como grande parte das pessoas entendem como ficar ricas aí vamos dar mais apoio ainda ao pessoal de MMN. Na comunidade “Um dia eu Fico Rico (a)!!” há um tópico chamado “idéia de como fikar rico” que realmente vai levar o leitor a incentivar o pessoal de MMN. Um internauta resume bem as alternativas do brasileiro que fica meio desesperado para ficar rico logo. Mas, olha lá heim o cara só esta dando a opinião dele e não está aconselhando ninguém!
So estou dando minha opinião, não acomcelhando ninguém: 1.JOGAR E GANHAR NA LOTERIA,2.CASAR COM UMA PESSOA MUITO RICA, OU 3.ENGRAVIDAR SE FOR MULHER, 4.CONVENCER ALGUÉM A TE COLOCAR COMO HERDEIRO DE UM TESTAMENTO, 5.SER UM POLITICO DESONESTO, 6.SEQUESTRAR E NÃO SER PEGO, 7.ENGANAR, 8.TRAPACEAR, 9.SER LIDER DE UMA IGREJA UNIVERSAL, 10.TRABALHAR 20ANOS GANHANDO PELO MENOS R$ 1.000,00 DAR A JUROS E NAO GASTAR NEM UM CENTAVOS. REAPLICAR POR MAIS 20ANOS165.

Mas, os leitores de Kiyosaki (ufa, enfim voltamos ao japa) são mais criativos e tem idéias mais seguras (e honestas) para ficarem ricos de forma rápida, segura e (claro) sem trabalhar muito! Capítulo V – Afinal qual o caminho mais seguro para ganhar dinheiro 4.1 – Fazendo faculdade: ouço sentado ou aprendo caminhando? Um dos maiores dilemas que um leitor de Kiyosaki tem que enfrentar é
164 165

Ver tópico: Forever Living - A história se repete. 10/02/2006 - 12:43 Ver tópico: ideia de como fikar rico 16/04/2006 - 18:03

90

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

adequar a cultura na qual as idéias de Kiyosaki foram elaboradas (a cultura norte-americana) a nossa cultura. É sempre bom lembrar que os caras lá tem a cultura do “com que idade você ganhou seu primeiro milhão” que é fortíssima. Nós aqui também temos nossa versão tupiniquim do conceito lá na comunidade “Meu Primeiro milhão aos 30!!” que conta apenas com 23 membros. Mas, independente do número de participantes lá esta escrito: Comunidade dedicada à aquelas pessoas que sonham e lutam para conseguir seu 1º milhão antes dos 30 anos de idade . Dedicada à aqueles que querem curtir sua aposentadoria mais cedo ! Sem sarros pessoal! Toda grande jornada começa com um primeiro passo. Agora tem jornadas que começam com muitos primeiros passos tal como a jornada do primeiro emprego. Nessa jornada os norte-americanos também tem nos dado uma bela força em termos de cultura. Quando buscamos o termo “primeiro emprego” (muitos leitores de Kiyosaki afirmam que esta é a cultura que impera no nosso país. A cultura do primeiro emprego ao invés da cultura da primeira empresa) vemos que nossos irmãos yankes estão conosco. A comunidade “McDonalds-meu primeiro emprego” congrega mais de dois mil brasileiros que tiveram sua vida profissional iniciada na rede de fastfood norte-americana. O primeiro emprego não é tão ruim assim principalmente se for em uma rede fast-food. Na comunidade ninguém reclama de nada a respeito desta atividade.
Lá na "Mc Senzala" onde eu trabalhava, fui "McEscrava"... Meu brake era pequeno(Cheesburguer, batata peq e refri peq) e ainda tinha dia que saía com o lanche no saquinho pra casa, pois não dava pra brecar... Ó dias cruéis que passei nesta senzala... e ainda tinha que sorrir pra todos aqueles clientes idiotas... Hoje estou numa boa, e longe é claro, da Mc Senzala

Brincadeiras a parte a maior parte dos ex-funcionários reclama de excesso de trabalho, mas é difícil você encontrar alguém reclamando do ambiente de trabalho. O brasileiro é muito chegado a estar em grupo e se divertir em grupo. Não temos muito aquele lance de lobo solitário (figura do empreendedor) que sofre sozinho e persiste no seu ideal de ascensão social. É como eu disse

91

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

antes, o brasileiro é a cara da comunidade “A gente se f. mas a gente se diverte”. Não é a toa que conta com mais de um milhão e trezentas mil pessoas. É a maior comunidade do orkut brasileiro. Claro que todos estamos ficando afeitos à idéia de empreendedorismo e a idéia de começar um negócio próprio, mas esse processo de “aceitação” começa com a aceitação de figuras lá do alto para depois começarmos a aceitar as figuras cá de baixo. Quando ouvimos falar de um Constantino (Gol – linhas aéreas) ou de um Abílio Diniz (Pão de Açúcar) acreditamos que realmente o empreendedorismo é um fato. Quando alguém lê o livro “Caminhos e Escolhas” de Abílio de Diniz se emociona e até deseja seguir a mesma trajetória. Mas, entre o desejo de ser empreendedor e a concretização do desejo pelo ato de iniciação de um negócio o cara lembra das baladas, das festas, das amizades e... Por isso os leitores de Kiyosaki reclamam que quando vão expor suas idéias sobre o assunto sentem resistência forte por parte dos seus colegas. Todos querem ser empreendedores, mas nem todos querem pagar o preço do risco de ser um empreendedor. Se eu sou emprego e minha empresa quebra eu não sou o fracassado ou o falido. Eu sou apenas o cara que ficou desempregado devido a incompetência do meu patrão, mas eu não sou um fracassado. Mas, agora quando alguém se mete (a besta, no dizer dos críticos) a abrir um negócio e vai à lona ele sim é um fracassado. Todo mundo vai imputar a ele a culpa pelo fracasso da empresa que ele mesmo abriu. É o que todo mundo teme: o fracasso. Ser desempregado é uma coisa. Eu posso culpar o governo e a globalização por isso, mas quebrar um negócio é outra coisa. Posso culpar o governo também, mas no fundo a pessoa sempre tem o sentimento de que alguém a acusa de incompetência.

É esse sentimento que leva muitos leitores de Kiyosaki a hesitarem em cair de cabeça em um negócio próprio. Se de um lado elas tem a dúvida se podem acertar ou não na vida entrando em um negócio próprio de outro lado parece que elas tem tido cada vez mais certeza de que o caminho das “vacas” 92

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

(o caminho já traçado pelo rebanho anterior) não é tão seguro e certo como se pensava. No Orkut tem uma comunidade chamada “Meu Diploma ta lindo na parede” onde inúmeras pessoas relatam como desistiram de insistir em suas carreiras “profissionais” e se tornaram empreendedoras em outras áreas. São muitos depoimentos interessantes que mostram como as pessoas entenderam que o diploma não era a tábua de salvação. Na comunidade “Vida de recém formado” (a imagem da comunidade é sugestiva..rs) temos também uma “penca” de pessoas que enfrentam a idéia de se formarem e acabarem por não exercer a profissão pretendida. Em um dos tópicos chamado “Até onde vc chegou com o diploma nas mãos” dá para sentir o clima da galera quanto ao futuro de suas carreiras. O tópico inicial parece até coisa de Kiyosaki, mas é realidade brasileira mesmo. O pessoal não é vidrado nas idéias do japa, mas tem olhos abertos para a realidade nacional.
Bom... depois de 4 ou 5 anos na faculdade, virando noites estudando e fazendo trabalhos, estudando e correndo atrás de estágios remunerados ou não, eis que chega o grande dia para o universitário: a conclusão!De posse do diploma, o indivíduo começa a questionar aquelas idéias do colegial, onde os professores, familiares e amigos diziam "VC PRECISA ESTUDAR PARA ENTRAR NA FACULDADE E SER ALGUÉM NA VIDA". A partir daí, começam a surgir questionamentos, dúvidas e problemas dos mais diversos. Por isso, quero saber de vc: Até onde vc chegou com o DIPLOMA nas mãos?

As respostas não são das mais animadoras: “Eu me formei há 5 anos e nunca consegui uma boa colocação no mercado. E olha que me formei na PUC e tudo!! Não quero desanimar ninguém, mas o emprego formal está desaparecendo, principalmente nas grandes empresas” outra internauta diz: “saí da faculdade desempregada e com dívidas da faculdade! Ninguém merece essa vida....” Mas, então porque as pessoas ainda persistem no caminho da faculdade e resistem a idéia de que a faculdade não pode dar o tão pretendido livramento?

A resposta é obvia: a faculdade é um caminho seguro e reto onde eu aprendo toda a dinâmica do mundo sentado em um banco apenas tendo o trabalho de ouvir. Claro que de vez enquanto em anoto alguma coisa, faço um trabalho e colo em algumas provas, mas na maioria dos casos fica-se ouvindo 93

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

mesmo. Quando se passa 5 anos em uma rotina dessa acredita-se que no mundo real a coisa se processa da mesma forma. Claro que isso não é verdade, mas muitas vezes compramos o que parece ser verdade como a verdade porque desejamos comprar essa imagem. Muitos compram a idéia de que o desempenho da faculdade serve de parâmetro para medir nosso desempenho na vida real. Ledo engano! O desempenho na faculdade é como uma experiência de laboratório em ambiente isolado: só serve como experiência sem que outros fatores do cotidiano sejam levados em conta. Por isso que quando cientistas testam remédios em ratos e depois vão aplicar em seres humanos a principal preocupação deles é com os efeitos colaterais. E qual o efeito colateral de um aluno que acredita que seu desempenho escolar (condições isoladas e controladas) é parâmetro para medir o seu desempenho no mundo real (com todo um conjunto de fatores convergindo)? O resultado não poderia ser melhor expresso:
Desde o 1° ano da faculdade sempre fui uma ótima aluna na faculdade, com dedicação conseguia as melhores notas da turma... Era motivo para ser de muito orgulho, se não fosse o fato de ser uma BRILHANTE RECÉM-FORMADA DESEMPREGADA! Poxa como é frustante isso! O mercado não leva isso em consideração!!! Alguém passa por situação semelhante?

Muitos devem passar por situação semelhante. Os leitores de Kiyosaki são mais avisados em relação a esse fato: “A idéia de que quem estuda, vai terminar os estudos e procurar um bom emprego nem sempre é real”. Mas, alguns leitores de Kiyosaki às vezes exageram na idéia de que a universidade é algo “dispensável” e que é perfeitamente possível caminhar sem ela. Uma internauta, leitora do japa, narra como a filha também passou a entender que não deveria se aplicar nos estudos entendendo que o autor afirma ser “inútil” estudar porque o estudo não faz diferença na hora de ser um empreendedor.

Realmente ela tem razão em afirmar que esse raciocínio é errado e nada tem a ver com as idéias do japa. Na realidade é uma adequação cultura de uma juventude própria da terra brasilis. 94

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Minha filha de 14 anos leu “pai rico pai pobre” e agora não está dando importância para os estudos. Tento alertar os leitores sobre “usar”a inteligência para saber separar os valores, as dicas e a experiências de Kyosaki. Ele diz que quando quer ganhar dinheiro faz a pergunta para ele mesmo “Como posso fazer para beneficiar um maior número de pessoas?” Trabalhar para produzir, prestar serviços e beneficiar a comunidade, o Estado, o País ou o Mundo. Para se chegar a isso, precisamos de princípios, estudo e pesquisa.

A internauta esta coberta de razão em afirmar que a faculdade realmente lhe fornece os princípios para elaborar propostas empreendedoras. Precisamos entender a diferença entre princípios e resultados. Um principio bem compreendido sempre gera bons resultados, mas nem sempre bons resultados geram bons princípios. É aquele lance de vc arrumar um negócio no computador de forma rápida e eficiente (resultado) e quando alguém chega para vc e diz “olha vc arrumou o seu arruma o meu também” vc responde “puxa fiz aquela hora, mas não sei como fazer agora! Foi um lance de sorte”. É o que a internauta leitura de Kiyosaki diz a respeito da pessoa que se entrega a escola buscando resultados e não princípios: “Um indivíduo que valorizar somente o que a escola ensina, é um sujeito sem espírito de luta. Estudo é um complemento, uma ferramenta que usamos todo o momento. Podemos distinguir os valores”. Mas, vamos falar a verdade, que não se empolga com a conquista de um canudo e com uma formatura exuberante. Talvez nós, brasileiros, também soframos da síndrome de Cinderela: “Tem muita princesa por aí, esperando pelo príncipe encantado! A maioria beija o sapo e não leva o príncipe... É, as coisas andam difíceis mesmo...”. É o barato é louco, mas o processo é lento como dizem os manos! Todos sabem que o caminho se faz andando, mas se possível quero trilhar meu caminho seguro ouvindo e sentado em um banco de faculdade. É como diz lá o pessoal da comunidade “Quer moleza? Senta no pudim!” que tem logo no texto de abertura: “Reclamando da vida?? a vida ta dura?? quer moleza??? senta no pudim e para de reclamar vagabundo!!!”. Os leitores de Kiyosaki até que não reclamam da vida e sabem que o caminho se faz ao andar, mas que eles também acabam escutando um “montão” acabam. Não é só no banco da faculdade não meu! Um internauta 95

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

relata como um leitor de Kiyosaki aprende ouvindo também.
Primeiro, a família de minha sogra inteira ficou me sacaneando, dizendo que eu tinha entrado para o clube dos idiotas que compram livros para ensinar a ficar rico e que só deixam rico o escritor. Então, minha irmã ficou maior de idade e começou a se ferrar logo no primeiro contato com o mundo financeiro. Aí eu inventei de emprestar o Pai Rico para ela... para quê? Minha mãe veio toda sorrateira "Filho, que livro é este? seu pai leu o título e ficou todo triste, você está dando livros de auto-ajuda para ela?" Outro dia eu tava na Siciliano com uns amigos e vi um dos novos volumes, o "Como Ficar Rico sem eliminar seu Cartão de Crédito". Os amigos estavam longe e fui indo para o caixa. De repente o povo chegou e eu fui discretamente virando o livro de cabeça para baixo, pois já antecipava a má interpretação por parte deles. Putz, aí é que chamou a atenção mesmo. Todos chegaram, olharam, fizeram o maior escândalo na loja, rindo da minha cara, me chamando de trouxa. Até a vendedora falou "Esse livro ensina a ficar rico, é? Então se funcionar você volta aqui e me conta, ok?".

Esse tópico da comunidade “Pai Rico, Pai Pobre” retrata bem o drama dos leitores de Kiyosaki dentro do contexto familiar brasileiro que ainda vive a idéia do “trabalho seguro” e “diploma na mão”. Quem quer ir contra a maré tem que saber nadar nego! O internauta que postou esse trecho sabem bem a respeito desta realidade que ele quer viver com base nas idéias de Kiyosaki: Então, estas críticas são na verdade uma parte da tão esperada confirmação de que eu estou indo contra o "senso-comum" ou "contra a maré". Enfim, ser diferente dá nisso, né? Não querer mais fazer parte da "Corrida dos Ratos" leva a isso. Um leitor de Kiyosaki não poderia esperar menos do que resistência afinal a própria história do livro versa sobre conflito familiar: Pai Rico versus Pai Pobre. E todos sabemos que quando o turbilhão da insegurança assola o barco do emprego privado todos querem correr para o lugar mais seguro:o emprego público. Se o canudo não mão não esta garantindo emprego pelo menos serve para prestar concurso!

4.2 – Prestando concurso: choro agora, mas me alegro depois

96

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

A idéia do emprego seguro hoje esta simbolizada pelo emprego público. Muitos jovens hoje já estão cursando a faculdade somente para pegar o diploma e prestar concurso público. Claro que há algumas áreas tradicionais, como Direito por exemplo, que sempre foram mais intimas do setor público, mas hoje o negócio está mais “dinâmico” vamos assim dizer. Hoje não se separa muito por disciplinas ou áreas afins para prestar concurso basta saber o seguinte: “nível segundo grau” – “nível superior” – “nível primário”. Sabendo-se isso tudo esta claro e bem explicado. Claro que o salário também conta, mas em muitos casos isso é o de menos. Em um artigo chamado “Universitários no Lixo” um cronista examina a situação de desespero de muitos universitários por concursos públicos. Ele fala de um Concurso que foi realizado pela Conlurb (Companhia de Limpeza Urbana) no Rio de Janeiro para vagas de gari (lixeiro). O concurso é concorridíssimo e nada menos do que 130 mil pessoas se inscreveram no ultimo concurso que foi realizado em 2003. Para o ano de 2005 esperava-se que este número simplesmente triplicasse. O interessante é que os organizadores do concurso tiveram que colocar no Edital que este concurso também se dirigia à pessoas de nível superior a fim de que ficasse bem claro para os candidatos que tivessem esse perfil que eles poderiam concorrer em pé de igualdade com as pessoas que tinha a quarta série do primeiro grau ao qual o concurso era dirigido. O autor ainda conclui a respeito da trágica situação dos universitários cariocas que foram exigir seus “direitos de igualdade”
O mais trágico nessa história é constatar que ela acontece numa cidade de gigantesco potencial turístico. Essas pessoas que estão disputando uma vaga de gari poderiam ser melhor empregadas em hotéis, restaurantes, agências de viagens, etc. Até porque muitas delas estão superqualificadas para um emprego de gari. Mas há um lado bom. Os cariocas e os minguados turistas que visitam a cidade (poderiam ser dezenas de milhões por ano) não mais desprezarão os garis. Além de garis bilíngües haverá garis-advogados, garis-engenheiros e garisfilósofos, todos capazes de entreter eruditas discussões com seus interlocutores.

Mas, claro que a galera sabe a respeito da situação em que estão. Mas porque o pessoal que se formou com nível superior quer uma vaga de gari? É o lance do emprego seguro. Em épocas de turbulência sempre se opta com mais 97

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

freqüência pelo certo do que pelo duvidoso. Um emprego público, por menos que se ganhe, se ganha todo o mês. Mas, o lance do autônomo não é bem assim. É o velho ditado popular: “melhor pingar do secar”. Esse ditado é da terra brasilis! E o leitor de Kiyosaki tem que lidar com isso todos os dias! E se esse leitor tiver um parente, amigo ou irmão que passou em um emprego público e esta “bem de vida” aí o cara ta encrencado mesmo! Esse é o caso deste internauta.
Ele deve está por aí, está ficando louco com a idéia do Pai rico Pai Pobre..." este colega começou a rir e também falou: "Mais um que caiu no mundo da Auto-Ajuda", como se não bastasse meu irmão passou em um concurso público, e minha mãe vive me enchendo para que eu estude e passe também, pois segundo ela terei um emprego "seguro" para poder ficar rico, e não precisarei me matar de trabalhar como na iniciativa privada... só que desta vez minha mãe solta: "Você pensa que vai ficar rico indo na onda do Pai Rico é? Se você seguir os conselhos dele você vai é se ferrar..."

E o lance é esse mesmo: pare de ler estas porcarias e vá estudar para fazer um concurso público! O negócio de concursos, e podemos chamar assim no termo literal da palavra, gera empregos privados aos montes. Gera tanto dinheiro que foi possível até fundar uma Faculdade de Concursos. Isso mesmo! A FACON (Faculdade dos Concursos) é especializada em formar pessoas para prestar concursos públicos. Pelo menos lá ninguém pergunta a respeito da finalidade do conhecimento adquirido! Ninguém vai reclamar que saiu e não encontrou emprego no mercado (rs). E a tendência é que esta onda de “concursos públicos” aumento cada vez mais de modo que esta não vai ser a última faculdade do gênero no Brasil. E ela já esta no Orkut representada pela comunidade “FACON – Faculdade dos Concursos”. Lá ninguém se queixa da faculdade não! Ninguém também tem dúvidas sobre o que fará depois de terminar a faculdade: fará concursos! É uma faculdade assim simplifica muito as coisas...rs. Mas, os leitores de Kiyosaki são meio resistentes a idéia de concurso público. Muitos acham que isso é admitir a falta de criatividade ou iniciativa, mas também não se pode afirmar que a maioria dos leitores do japa sejam adeptos incondicionais do empreendedorismo. Há muita dúvida a respeito do que fazer 98

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

com o conceito de “empreendedorismo” e “negócio próprio” quando a questão envolve economia, estado e sociedade brasileira. Claro que há sempre os que são confiantes e já passaram pela experiência do emprego seguro e agora tem certeza do caminho a seguir tal como esse internauta abaixo;
Hoje, depois de 22 anos de carteira assim"nada", (e olhe que meu salario e razoável + - R$2.000,00 liquidos), eu digo a você com toda a experiência desse anos todos, corra riscos, lute e com certeza vencerás... HOJE, após 22 anos estou começando do zero... só como exemplo: estou numa empresa a FOREVER LIVING PRODUCTS, e em poucos dias estarei ganhando acima disso, e em escala sempre ascendente, com certeza...Espero ter contribuido com algo útil pra toda sua vida... CARTEIRA ASSIM"NADA" É FURADA...

Acho que já li algo parecido em algum lugar! (rs). Mas, sei lá cada um na sua não é. Muitos leitores acabam de Kiyosaki afirmam que emprego seguro não existe, que o desemprego é grande entre os universitários, que se dedicar a empresa dos outros (trabalhar para os outros) não compensa e é furada, mas na hora de falar realmente sobre a decisão de começar um negócio próprio a coisa se complica. A maioria dos leitores de Kiyosaki acredita que pode ficar rica usando a fórmula de negócios do japa, mas o que eles tem medo é o quanto tempo isso pode demorar e se eles agüentarão a pressão que vai ser feita pelos parentes e amigos. Um internauta coloca de maneira clara a questão: “O mal d muitas pessoas ao investir em algum negócio próprio,é pensarem q vão ficar ricas d um dia para o outro e não percebem q esse processo é a longo prazo(20,30anos). Muitas acabam desanimando com isso,pulando do barco ai mesmo” A galera quer seguir os ensinos do japa para se aposentar aos 30 anos e não seguir os ensinamentos dele para ter 30 anos de trabalho a partir da aplicação das idéias dele. Se não como vai dar tempo de curtir a vida? Aí entra o conflito entre ser Kiyosaki (empreendedor, inovador, grana rápida, padrão de vida bom com aposentadoria aos 30) ou ser Halfeld (empregado, poupador, grana à longo prazo, padrão de vida bom com aposentadoria os 60 anos). Aí entra o lance do emprego público como uma alternativa a esses dois extremos. A pessoa pode fazer um concurso público, juntar uma grana e depois de um tempo sair para tentar montar seu negócio próprio como bem diz um 99

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

internauta: “é sempre bom, pelo menos no começo, ter um bom emprego publico, pois vc precisará de renda para investir nem sempre os investimentos irão corresponder às suas espectartivas, por isso seu emprego publico pode ser uma garantia, depois que seus negocios estiverem bem, ai vc chuta o balde mesmo” Claro que isso pode vir a acontecer, mas o japa é bem claro em suas colocações que são baseadas na bela experiência que ele teve com o Pai Rico que logo fez questão de se diferenciar do seu pai biológico: "Seu pai e eu somos exatamente os opostos. Ele é um burocrata do governo, eu sou um capitalista”. É são coisas opostas hein? E a criatividade que você iria exercer na iniciativa privada? E o lance do “negócio próprio” como fonte de aprendizagem para vida? É, mas e a realidade brasileira, e o desemprego global e a família que eu quero ter. E aí os sentimentos vão pesando e o sucesso começa a ficar mais longe e o desanimo começa a bater. E aí eu acredito sim que há emprego segura sim:
Emprego seguro existe: funcionário público é um bom exemplo. Qtos vemos "relaxados"? E continuam lá, com o seu ordenado mensal. Concordo qdo falam que pode-se ter um emprego e ser, juntamente, empreendedor. Mas dependerá, sem dúvidas, do tipo de emprego e empreendimento, pois mtas vezes requer um tanto de dedicação.Daí, necessitará canalizar energia p/ ambos os lados...tarefa difícil!

Claro que é uma tarefa difícil conciliar emprego público com empreendedorismo, mas mais difícil ainda é conciliar emprego privado (emprego-peão) com empreendedorismo. Neste esquema você escolhe: pão na mesa ou coração na mão.

4.3 – Sendo empregado ou sendo patrão: pão na mesa ou coração na mão

100

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Nós somos um povo trabalhador! Trabalhador e esperançoso! Isso ninguém pode negar! O grande problema é que gostamos também de uma farra de vez enquanto quase sempre. Por isso aquele cara que esta empregado hoje sempre esta a beira de ser mandado embora por causa dos seus hábitos de final de semana. Ele esta sempre tentado a sair do trabalho quando este interfere na sua rotina de final de semana. Conciliar uma cultura de trabalho com uma cultura de farra não é uma tarefa fácil...rs No Orkut tem uma comunidade chamada “Eu vou trabalhar de Ressaca” que congrega nada mais do que 18 mil pessoas que vão trabalhar de ressaca depois da farra do final de semana. São inúmeros tópicos onde jovens relatam como vão trabalhar e em que estado trabalham depois de passar a noite na farra. Digo a noite para ser otimista porque muitos começam a beber na quinta-feira e só param de beber na porta do trampo. Em um dos tópicos chamado “Nao aguento mais. Vou pedi pra ir embora...” desta comunidade um internauta relata como as “baladas” já acabaram interferindo no seu cotidiano profissional e quase resultaram em sua demissão.
nem fale em pedir pa ir embora. Eu já fui mandado voltar pra casa 2 vezes porque tava mal no trabalho, dormindo no chão da sala e as porra. A sorte é que a geente é minha prima e me aliviou. heheheheehe. Mas se fosse em outro lugar eu tava fudido. Eta caxaça da peste.

O barato é louco, mas o processo é lento como dizem os manos. E o processo de cura de uma ressaca realmente é lento e doloroso apesar da sensação de se embreagar ser louca e agradável como bem afirma um internauta que sofre com os efeitos da cachaça: “Esse sao as dispistas, qdo passa das nove e vc nao parra de soar frio , de ter calafrios...paresse que tudo vai acabar, que seu corpo esta lhe rejeitando.” Há inúmeras comunidades deste tipo que relatam tais experiências! Uma outra comunidade chamada “Da Balada ao Trabalho”, que congrega mais de 1.500 pessoas também há muitos relatos deste tipo. Na maioria dos casos os caras só não são mandados embora por clemência ou conivência do chefe. Quando ele próprio (o chefe) não vai para balada ele compreende as razões de quem vai e “pega leve”. Este internauta 101

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

narra bem como a clemência dos chefes é fundamental para a manutenção do emprego em plena segunda-feira.
A mesa do meu chefe era na frente da minha, e pra piorar, virada para mim. Dei uma fizgada num peixe tão grande que dei com a testa no teclado... A pancada foi tão grande que o barulho foi impossível de ser ignorado... Para disfarçar (como se desse pra disfarçar as marcas de teclas na minha testa...) eu levantei e disse: "- Chefe, vou tomar um café... O sr. quer um também?" com aquela cara de bêbado de sono... Ainda bem que ele era gente fina e caiu na risada... Se fosse um chefe carniça eu tava na roça...

O brasileiro sempre dá um jeitinho para adequar o trabalho ao lazer, mas em muitos casos a coisa acaba mal. E o álcool é uma coisa séria na terra brasilis. Uma outra comunidade chamada “EU JA FALEI Q NUNCA + IA BEBER” congrega mais de 91 mil pessoas que afirmam querer parar de beber e não conseguem. Claro que na comunidade não há declarações dramáticas de quem quer parar de beber, mas todos admitem que já passaram situações bem constrangedoras com ela e entenderam que era necessário parar, mas só entenderam não pararam. Fora isso ainda tem as próprias condições de trabalho do país que vão desde pequenos salários e a falta de condições propícias até abuso de poder por parte dos chefes. Uma internauta relata, na comunidade “Meu trampo é uma merda” como é a vida de empregado do brasileiro em geral: “eu faço trampos de officeboy, contabilidade, administração, secretária, gerente, supervisora, abro e fecho a empresa e ganho pouco mais que um salário minimo e a condução...só....ainda levo marmita e tenho que comer fria pois nao tenho onde esquentar e nao recebo vale refeição!!!. Esta, falando na real, é a situação de grande parte dos trabalhadores do país que não tiveram a sorte de trabalhar para o pai, ter um tio na gerencia de uma multinacional ou não nasceram com dons especiais do tipo X-men.

Agora independente disso o brasileiro sempre é bem humorado. Somos um povo que é a cara da comunidade “A gente se f. mas se diverte”. Olha este internauta relatando como é o seu ambiente de trabalho! 102

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

o que me deixa puto e gente idiota, eu trabalho numa firma, onde o encarregado e gago, o outro pareçe o sherek,um parece o ney matogrosso...um tem o apelido de caixa d'agua... e não e encarregado porra nehuma, e um puxa saco lafranhudo e proxeneta, tem um chefe que so fala na realidade isso ou na realidade aquilo, o programador so fala que se eu continuar fumando meu ___ vai cair (ACHO QUE ELE QUER ___ PRA MIM),O gerente tem nome de nazista, o empilhador tem mania de chupar o dedo do pé...dos outros... e ainda por cima a copeira apalpou minha bunda!!!!!!!!!!!!!!!

Não vou colocar a fonte do comentário para não comprometer o cara, mas sem dúvida este deve ser o ambiente de trabalho mais engraçado do país! Brincadeiras à parte, mas a vida de empregado não é fácil. Os leitores de Kiyosaki tem certa razão em rejeitar de certa forma o trabalho assalariado. O próprio japa disse que “quando era jovem” trabalhou em grandes empresas, mas não se adaptou porque era um empreendedor: “Quando jovem, trabalhei em grandes organizações como a Standard Oil da Califórnia, a Marinha dos EUA e a Xérox Corp. Apreciei o tempo que lá passei e tenho boas lembranças, mas eu sabia lá no fundo que não era um homem de organização”. É mais o japa foi prudente em relação ao conceito de empreendedorismo tal como o Pai Rico lhe aconselhará a ser.
Durante anos, mesmo quando estava na Marinha ou na Xerox, fiz o que aconselhava meu pai rico. Fiquei no meu emprego, mas ainda assim cuidava dos meus negócios. Estava atento à minha coluna de ativos. Negociava com imóveis e ações. Pai rico sempre destacava a importância da alfabetização financeira. Quanto melhor eu entendesse a contabilidade e a gestão do dinheiro, melhor eu poderia analisar investimentos e, por fim, construir minha própria empresa

Claro que quando falamos de empreendedorismo falamos de Bill Gates (Microsoft) , Michael Dell (Dell Computers), Larry Page e Sergey Brin (Google), Jeffrey Bezos (Amazon) e outros tantos X-men do mundo dos negócios. São caras que com muito pouco, ou quase nenhum dinheiro, construíram impérios financeiros que geram bilhões de dólares por ano.

Claro que a maioria dos leitores de Kiyosaki opõem um ao outro. Vão de um extremo ao outro comparando um empregado (escravo, subordinado e incapaz de pensar) com um empreendedor (livre, independente e 103

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

extremamente criativo). O que eles ás vezes tem que repensar é que a ausência de um patrão não nos faz automaticamente um empreendedor porque se assim fosse o país teria mais de 20 milhões de empreendedores (são mais de 20 milhões de desempregados). O próprio Kiyosaki é cuidadoso em relação ao tema “sair do emprego” apesar de incentivar isso em outros trechos: “Em certos casos, quando a pessoa não consegue um emprego, iniciar uma empresa pode ser uma solução. As chances entretanto são adversas: nove entre dez empresas quebram em cinco anos”. Agora se a pessoa esta desempregada ou tem um trampo do tipo dos que foram relatados acima (a grande maioria) o negócio é ser criativo mesmo e adentrar na idéia do empreendedorismo. Mas, aí fica bem claro: em falta de um trampo bom. Como isso se aplica a mais da metade dos brasileiros então somos um país que tem “tendência” para ser um país empreendedor. Agora isso requer trabalho e tempo. Nem o próprio japa saiu assim ficando rico de uma hora para outra. O cara cresceu, criou barriga e só depois de um tempão (se passaram mais de 30 anos sim, pois ele era um garotinho quando aprendeu as lições do Pai Rico e hoje já ta quarentão) para ficar rico. Agora tem leitor de Kiyosaki achando que é um X-men que pode fazer e acontecer. Porque estou insistindo no termo “x-men”? Ora porque esse é o desejo de mais de uma centena de estagiários que estão na comunidade “Eu quero ser um XMEN” e desejam se livrar da vida dura de estagiário durango! rs
Você, que é estágiario de direito, que passa horas indo para foruns, protocolando, indo e voltando... [e ganha mal ainda].Você que passa anos no cursinho pra passa na faculdade... Você, designer, que faz catalogozinhos aqui, manuais a colá. Você que trabalha a semana toda e não tem UM PUTO nunca... pois é! Seus problemas acabaram...Venha ser um X men você também!!! Eles NÃO trabalham, NÃO acordam cedo, mas... porra, MORAM NUMA MANSÃO, SÃO RICOS, BONITOS, CONHECEM O MUNDO INTEIRO [voce provavelmente nunca saiu da sua cidadezinha ... ],NÃO TEM UM GORDO E FEIO, TEM AVIÕES E O MAIS LEGAL... S.U.P.E.R. PODERES!!!! Vai falar que não te deu inveja?! ...[seja sincero com você mesmo!!! te deu sim vai!!!!!]

É realmente deu inveja heim! Ser um empreendedor mutante heim! Já pensou ser o Charles Xavier para entrar na mente das pessoas e fazer elas comprarem meu produto? Só não dava para vender peruca! Ou ser o Magneto 104

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

para recolher todas as latinhas de alumínio do meu bairro em um bater de palmas! Nossa eu iria ter o maior ferro velho do mundo! Wolverine para vender espetinho de churrasco ou então montar uma empresa de jardinagem? Quem sabe um cabeleireiro? Ahh, mas já tem o Edward Mãos de Tesoura! A vaga de manicure ainda esta aberta! Com aquelas unhas do Wolverine dá pra vender muito esmalte! Ora não custa soltar a imaginação não é?? Rs Mas, o fato é que entre andar com o coração na mão vivendo as turbulências de se ter um negócio próprio e ter o pão na mesa (ou a cerva na mesa) garantida sem ter que queimar os miolos com preços e custos a maioria dos leitores de Kiyosaki (na prática) acabam por optar por ter um emprego seguro. A grande maioria não toma partido de forma decidida quando o negócio é sair do emprego e montar uma empresa. Mas, tenho que admitir que os leitores de Kiyosaki que tomam partido de montar um negócio próprio e ser empreendedores realmente o fazem de maneira decidida. Realmente os caras mostram o pau e matam a cobra...

4.4 – Tendo um negócio próprio: mostro o pau e mato a cobra Montar uma empresa no Brasil é coisa de macho! Sem desmerecer as 105

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

mulheres é claro! Só uso a expressão para afirmar que a parada é dura. É coisa de macho tal como diz a comunidade “Macho que é macho não toma mel come a abelha”. Para montar um negócio bem sucedido no Brasil tem que ser homem (ou mulher) desse quilate. Se começar a chorar por causa de impostos, falta de incentivo fiscal, carga previdenciária, fiscalização corrupta, burocracia e outras tantas facilidades que o país oferece é melhor nem começar o lance. O japa disse bem quando aconselha o seguinte “cuide de seus negócios” e não “chore pelos seus negócios”. Se quer enfrentar a parada tem que comer a abelha ao invés de mel...rs
Quando digo "cuide de seus negócios", refiro-me à formação e à manutenção de uma sólida coluna de ativos. Se um dólar entrar nela, nunca o deixe sair de lá. Pense deste modo, uma vez que um dólar entra na coluna dos ativos, ele se transforma em seu empregado. O melhor do dinheiro é que ele trabalha 24 horas por dia e pode fazê-lo durante gerações. Fique no seu emprego, seja um ótimo empregado, mas construa essa coluna de ativos.

Ele disse “coluna de ativos”, “dólar” e “emprego”. O cara tem que conciliar as três coisas antes de criar as bases para o sucesso segundo Kiyosaki. Se a pessoa é um consumidor voraz (a maioria dos brasileiros é composta por consumidores vorazes) não é fácil manter uma coluna de ativos; se não consegue manter o seu negócio enxuto e ágil (não vai poder ficar saindo para as baladas e deixando a empresa na mão do empregado porque ele pode ser fatalmente um outro baladeiro) e se não quer ficar no trampo porque é coisa de pessoa medíocre e sem criatividade (a maioria dos leitores de Kiyosaki realmente não associada a idéia de emprego e empreendedorismo) sem chance nego. As chances já estão muito reduzidas para chegar na base que o japa construiu, mas nesse lance de se dar bem não tem muito padrão. Tem caras que conseguem conciliar estes três elementos e ainda conseguem ficar na zueira a noite inteira. Em uma comunidade chamada “Catadores de Latinha” um cara tem as manhas de antes de ir para a balada organizar os seus empregados para catar latinha para ele vender próprio vender! Esse é capitalista mesmo! Segundo o próprio: “o Quilo da latinha ta 3,50!!! Eu por noite ganho por media 70 reais com latinha!!! Quer dizer, eu nao... eu estou zuando na festa... meus funcionarios que catam para mim!!!”. E de fato, o cara vive na night, mas 106

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

não esquece de tomar conta do seu negócio como bem disse o japa: “Quando digo "cuide de seus negócios", refiro-me à formação e à manutenção de uma sólida coluna de ativos”. Se ele consegue gastar menos do que 70 reais na balada é outro esquema, mas que é um fato que enquanto ele zoa a coluna de ativos dele se movimenta é verdade. Mas, uma pessoa assim pode não ser entendida exatamente como uma pessoa empreendedora. De fato, ela pode ser entendida como um muquirana fominha e ganancioso. Imagina mandar o pobre do funcionário (que já deve ganhar uma merreca) catar as latas de alumínio para o patrão para que este venha a vender e ficar com a grana. O funcionário se mata de ficar sacudindo latinhas de alumínio pela noite a fora para manter a coluna de ativos do patrão enquanto “o gracinha” fica na balada. Esse rapidinho sai do conceito de “empreendedor” para entrar no conceito de “muquirana” tal como esta descrito na comunidade “Eu conheço um MUQUIRANA”. Mas, é fato também que estamos em uma sociedade democrática e livre e cada um faz o que quer, apesar de nem sempre ouvir o que quer. Talvez o cara não goste de ser associado a idéia de um muquirana tal qual esta descrito na comunidade em questão.

Esta comunidade é voltada para aquele seu amigo ou conhecido MUQUIRANA, que sempre procura estar na ABA dos outros...Ele(a) pede roupa emprestada, toma seu chopp, pede um pedaço de qq coisa que você está comendo, nunca tem dinheiro (e as vezes ainda pede emprestado) e sempre quer entrar de graça em todos os lugares... Na hora de pagar a conta tira a calculadora do bolso e diz que só bebeu uma garrafa de água, Recolhe qualquer lixo da rua na certeza de que aquilo irá servir para alguma coisa, Vai na sua casa ler o jornal de graça e comete outros atos muquiranas, Quem não tem no mínimo, no mínimo, 1 amigo desse???

Claro que a maioria dos leitores de Kiyosaki são mais sofisticados e menos muquiranas, mas mesmo assim não fogem do perfil das pessoas que não são bem quistas em nossa sociedade. Os leitores Halfeld estão mais para muquiranas, mas os leitores de Kiyosaki estão mais para ambiciosos. São pessoas que não tem medo de se mostrar como tal. Alguns leitores de Kiyosaki são realmente ambiciosos, mas dando uma volta pelo orkut eles parecem até humildes. Realmente ambiciosos são os

107

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

internautas que fazem parte da comunidade “Poder e Ambição”. Estes sim sabem o que é ambição... No tópico chamado “Qual sua ambição?” vemos o que realmente as pessoas entendem como ambição tal como esse internauta: “Eu acho que o mundo não é o bastante quando se tem um universo inteiro pra se conquistar...humildade é um erro e a ambição é a cura!”; ou que tal esse: “Crescer ..... ser milhonário, ter tudo e todos aos meus pés, esperando uma simples ordem de cabeça baixa, ser reconheçido ,imortalizado” ou ainda esse: “Somente mostrar ao Brasil e ao mundo os erros já cometidos, e que o sentimentalismo não tem mais lugar. Acabar com o poder das religiões, a ignorância, o egoísmo, a inpunidade, tornar o mundo um lugar agradável, nem que precise ser radical”. Dentro deste contexto o que diríamos se um leitor de Kiyosaki dissesse que quer montar um negócio próprio e faturar 1,5 milhão até 2007. Fica mais agradável de se compreender e de se aceitar depois de dar uma passada na comunidade “Poder e ambição”. Outros internautas são um pouco mais comedidos e falam em cifras de 10 milhões em dez anos, mas são dão justificativas plausíveis: Pode lhes parecer ganância ou avarice. Na verdade, não. Estes bilhões não serão para mim. Pretendo ter muitos filhos, uns 10, pelo menos e será tudo deles. Outros tantos internautas também se exercitam em traças suas metas financeiras, mas muito poucos têm realmente um alvo claro e preciso no qual investir. Eles sabem que tem que investir para gerar capital, mas não sabem exatamente no que. Nas comunidades relacionadas ao livro “Pai Rico Pai Pobre” tem inúmeros exercícios financeiros do tipo “no que você investiria se tivesse 100 reais”. Os valores variam de 5 reais até 10 mil reais, mas os exercícios sempre terminam em muita teoria e pouca prática.

É como um internauta bem definiu a respeito da prática de investir em um negócio próprio: Realmente depois de lermos Pai rico pai pobre ficamos doidos pra juntarmos algum dinheiro pra investir, mas qdo o dinheiro está 108

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

juntado vêm a duvida!!! Investir é uma palavra bem ampla!! !Neste tópico os internautas fazem um exercício a respeito do investimento que se iniciaria com 1.000 reais. O discípulo de Kiyosaki esta em dúvida a respeito de “investir em um negócio” (apesar de ter adorado o livro) e conclama seus companheiros a ajuda-lo na tarefa de colocar as idéias do japa em prática: “Caros amigos, estou começando agora a estudar sobre investimentos. Tenho R$ 1000,00 para investir em alguma coisa e gostaria de saber de vcs qual a melhor maneira de começar, utilizando os conceitos de Robert Kiyosaki de fazer o dinheiro trabalhar pra mim. Desde já muito obrigado!!!. Muitas pessoas argumentam, mas ninguém dá uma dica concreta a não ser um internauta que sabe exatamente no que é possível investir o dinheiro.
Quer saber mesmo? De boa, R$ 1.000,00 eu gasto no Cafe Photo, tipo R$ 168,00 de entrada, mais uns R$ 600,00 numa mina, uns R$ 10,00 de caixinha para o manobrista e mais uns R$ 200,00 num motel e os R$ 22,00 que sobrou eu pagava uma bebida pra mina...Muito pouco R$ 1.000,00 hoje em dia essa grana é pra gastar na balada...

Esse foi o internauta mais claro e seguro quanto ao investimento na comunidade “Pai Rico, Pai Pobre”. Se vai ter retorno só ele é que sabe, mas que ele é decidido em termos de investimento é! O fato é que a maioria dos leitores de Kiyosaki no Brasil não tem a mínima idéia de como montar um negócio e muito menos como transformá-lo em um negócio próspero. Por isso a grande maioria deles acaba se tornando investidor financeiro ao invés de se tornarem verdadeiramente empreendedores. Um internauta da comunidade “Pai Rico, Pai Pobre” questiona a respeito de como investir seus mil reais e é aconselhado a investir na Bolsa de Valores e quando volta da “sondagem” no mercado financeiro declara o seguinte:
Agradeço a todos que me deram idéias bem oportunas.Fui além e obtive maiores dados: Ações de Dividendos BB Mínimo de Investimento:R$200 Mínimo de Saque: RS200,00 Mínimo no Investimento:R$200,00. 20% Imposto de Renda sob lucro 3% taxa administrativa sob lucro. Tempo mínimo que pretendo deixar o dinheiro investido: 1 ano

Misericórdia! Onde esta a emoção do empreendedorismo? Onde esta o lance do lobo solitário que sai para pegar a presa chamada “sucesso”. Um internauta justifica sua opção pelos fundos de investimento: “a filosofia dos

109

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

fundos de investimento é livrar o investidor do acompanhamento diário dos mercados. Quando vc precisa entrar no mercado de ações vc efetivamente precisa cuidar o momento certo de entrar e de sair,mas no caso de um fundo de investimento não”. Ora isso contradiz as próprias palavras do japa que fala que investimento é emoção, estratégia, fórmulas que aguçam o lado direito do cérebro (o lado criativo) gerando emoções seqüenciais!
Investimento: O que eu chamo de ciência do dinheiro que faz dinheiro. Isso envolve estratégias e fórmulas. E o lado direito do cérebro, ou o lado criativo. Entendimento dos mercados: A ciência da oferta e da demanda. Há necessidade de conhecer os aspectos "técnicos" do mercado, o que está relacionado à emoção. O boneco Tickle Me Elmo, no Natal de 1996, é um caso de mercado técnico ou conduzido pelas emoções.

Neste quesito os leitores de Kiyosaki deixam muito a desejar porque acabam se escondendo atrás de investimentos financeiros ao invés de colocar o “coro” à prova na labuta diária para a conquista de clientes. O próprio japa disse que QI financeiro “é na verdade a sinergia de várias habilidades e talentos”. Como podemos entender isso?. Olha o Orkut explica! Quando os irmãos McDonalds resolveram investir em hambúrgueres eles não inovaram em termos de produto. Havia centenas de milhares de pessoas que faziam hambúrgueres. Mas, eles reuniram suas habilidades e talentos para transformar o hambúrguer em algo especial já que hambúrguer era algo comum. Sabe o lance das atrizes maquiadas? É a mesma coisa! Ahh, Bira você esta viajando e deu para falar de X-Men agora também? Não estou não! Falo de pessoas sem poderes especiais que não possuem raios laser, mas possuem um bom senso de observação e senso de oportunidade! Coisas simples! Vejamos uma coisa simples de se exemplificar. Hambúrguer é muito sofisticado para o nosso país! Mas, que tal uma coxinha! É uma coisa bem cotidiana e qualquer pião sabe fazer e qualquer buteco sujo tem. Certo? Certo, mas a Padaria Real tem uma coxinha que é reverenciada por mais de 17 mil clientes! Duvidas? Então vai lá na comunidade “Coxinha da Real”. Veja por si só o que é um diferencial qualitativo! Como alguém pode 110

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

encantar clientes de todo o estado com uma simples coxinha como afirma esse cliente que não mora mais na região de Sorocaba: “estou procurando mais ate hoje nunca achei uma coxinha comparada a da real,huahuahuahu alguem ja encontrou??”. Um outro diz:
Sou de Sampa, nasci lá e moro em Soro há 16 anos. Comi muita coxinha da Ofner pq trabalhava do lado e, nem por isso. Também comi de muitas outras famosas de Sampa. Morava em frente à Brunella (super badalada) e me esbaldei de comer coxinha lá, fora muitas outras famosas e tradicionais de Sampa. Não adianta! Ninguém bate a coxinha da Real, e tenho o dito!!!!!!

São depoimentos entusiasmados afirmando que uma padaria do interior de São Paulo produz um produto melhor do que a Ofner que é uma marca mundialmente conhecida pela sua qualidade. Os clientes não somente estão satisfeitos, mas saem a defesa da padaria quando alguém questiona a veracidade desta devoção a “coxinha da Real”: A Real ganhou premio d 3ª melhor padaria do Brasil, dando destaque pra coxinha....ou seja, realmente tem q ser mta boa...e naum soh eh mto boa, como eh perfeita! Jah matei aula pra ir comer uma!”. Esta surpreso? E se eu te falar do Tonho! Isso mesmo! O Tonho de Recife meu nego! Tu não conheces o Tonho? Então tu não é de Recife meu nego porque se tu fosse você saberia quem é o Tonho! Pois esse simples vendedor de coxinha tem uma comunidade no Orkut que congrega mais de 4 mil pessoas que admiram a coxinha dele! Isso mesmo! Um vendedor de coxinha tem mais de 3 mil clientes que se reúnem para falar bem do produto dele! E olha que é uma coxinha! Mas, não é qualquer coxinha! É a coxinha do Tonho! Quem pode se dar ao luxo de manter um cliente por mais de 14 anos consecutivos com um entusiasmo destes:
Noooosssa!Desde aquela época do cachorro do Danda e pastel do Tonho!!Além da coxinha maravilhosa lembro de um pastel de acúcar com doce de leite!!E isso aconteceu a uns 14 anos atrás!!É uma vida.. uma vida de delícias! E dá-lhe Tonho!!166

Como é possível produzir uma coxinha que gere este efeito em um cliente: “caramba eu era jardim 2 tinha uns 5 anos...foi isso mesmo vai fazer exatamente 7anos q eu comi minha primeira coxinha!!!”. Ou então esse
166

Ver tópico: Quando vc comeu a sua 1a coxinha do Tonho? 26/01/2005 12:10

111

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

efeito:”Vinte e três anos atrás, quando nem sabia o que era coxinha. SEMPRE GOSTOSA, ADORO TONHO E SANDRINHA”. Pois, é! Uma simples coxinha! E hoje tem cara ganhando dinheiro para dar palestra sobre fidelidade do cliente! Tem que perguntar para o Tonho que faz isso antes mesmo que o conceito existisse no Brasil! Nem o Tonho mesmo parece acreditar que produziu tanta fidelidade em seus clientes a ponto deles o homenagearem com uma comunidade: “Falei com Tonho hj sobre a comunidade e ele meio que não acreditou na existencia dela... Dise que alguém havia comentado com ele, mas acha que isso não passa de um boato!167”. Quer aprender com fidelização fale com o Tonho que tem mais de 3 mil clientes! Mesmos as pessoas que mudam de Recife quando vão lá ainda passam na banca dele! Eita Tonho porreta! Mas, quem quiser aprender na teoria tem a comunidade “Primeira Fidelização de Clientes” que conta com 14 membros!
Comunidade Pró-ativa, para você participar e conhecer profissionais que têm afinidade no relacionamento duradouro com clientes, nas ações estratégicas voltadas à conquista de clientes e nas ações exclusivas de fidelização. Vale postar e falar de cases de sucesso, de idéias a implantar, de metodologias, de potenciais de consumidores, de estratégias e de negócios voltados especificamente ao relacionamento com o cliente.

Poxa põe a foto do Tonho aí pô! Ta certo que ele não é um dos cabras mais bonitos do Orkut, mas sabe o que é fidelização de clientes! Para o cara lembrar de uma coxinha que comeu a 23 anos atrás deve ser “a coxinha”. Quando eu for a Recife vou passar na banca do Tonho! Ahh, mas alguém vai dizer: “O cara tem um ponto comercial pelo menos eu nem isso tenho! Para mim é mais difícil montar um negócio próprio”. Beleza, vamos então para a comunidade “A Tia do chiclete é Show!!!” que congrega mais de 500 clientes de uma ambulante que vende balas e chicletes na noite paulistana! E como ela consegue ser tão popular a ponto de ter uma comunidade no Orkut sendo que ela nem tem perfil no site e talvez nem computador tenha! Seus próprios clientes narram o porque gostam dela: ela é uma cantora feliz e empolgada!
pra tira o bafo d frango, vem compra meu halls morango, pra vc danca um tango!! pra tira as caca do dente, vem compra o meu trident, pra vc bja com os dente!! pra tira o bafo da breja, vem compra meu halls
167

Ver tópico: Falei com Tonho hoje... 09/09/2005 - 06:45

112

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

cereja.. pra vc nao zera, vem aki e compra ja bla bla..compra pirulito pra bja moço bunito compra o de cereja pra tirar bafo da breja compra o de mentinha pra bja gatinha. Olha o Halls de cereja pra agradar qm você bja! Olha o Halls limão pra vc fisga akele gatão! Compre um mentolato p/ arranjar um gato...168

A Tia do chiclete não usa a “estratégia” de ficar usando frases do tipo “compre meu chiclete para me ajudar, tenho filhos e estou passando dificuldade”. Ao contrário, pelo que seus clientes narram, ela parece estar tão alegre e bem disposta na noite como alguém que acabara de ganhar na loteria. A mulher tem alegria e emoção transbordando e por isso atrai tanto os jovens. Uma jovem internauta relata como ela deixa o astral “para cima” e alegra a todos que encontra: “Essa tia do chicleteee..ahaahuah foi ela q me fez compahia no dia dos namorados, e quando eu sai do Vila Isabel triste !!.. Sempre me dá várias balas...pra me deixar feliz!!...Ela eh demaaissss...sempre me faz rir quando to depressiva!! aahu BJOOOOKAA PRA ELA!””. A mulher não tem um ponto comercial tipo “pessoa jurídica” tal como a Padaria Real, como também não tem um ponto fixo tal como o Tonho de Recife, mas ela tem, como eles, a alegria de tocar um negócio próprio. Eis o grande diferencial que Kiyosaki quis demonstrar quando falou de emoção. O próprio Kiyosaki citou o poema de Frost: “Dois caminhos se separaram em um bosque e eu... / Eu escolhi o menos percorrido / E isso fez toda a Diferença”. Tal como a Padaria Real e o Tonho de Recife, a Tiazinha do Chiclete também escolheu trilhar um caminho diferente dos demais vendedores de chiclete. Ao invés de cobrar do governo ou da sociedade a dívida que estes tem com ela em termos de bem-estar (e realmente o governo e a sociedade tem esta dívida com todo o cidadão, mas ter uma dívida e pagar a dívida são termos bem diferentes) ela distribui bem-estar ao seus clientes.

E, como bem dizem seus clientes, o diferencial da Tiazinha não esta no preço!: “Com um puta sorriso, de guarda-chuvinha e de cabelinho preso. Após comprar um Trident a R$2,00 (facada!), ela me lança com um jeito único, a
168

Ver tópico: musiquinhas 27/10/2005 - 06:26

113

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

seguinte frase: "Eu sou a tia do chiclééétiii E eu tô na internetiiii169”. A fama desta guerreira já começa a percorrer outros estados da federação porque ela de fato é um caso exemplar de fidelização de clientes tendo como base não sistemas sofisticados de pesquisa ou atendimento. O sistema de fidelização dela consiste em uma única tática: alegria...
Dá um abraço na tia pra pq moro em Recife! Olha, maravilha esta comunidade viu! Você foi fantástica e reconheceu um talento nato na arte de fidelizar clientes e olha que os recursos dela são bem poucos e sequer tem um computador pra acompanhar toda a sua popularidade, acredite, soube da fama da tiazinha no portal da www.syxt.com.br, aliás por um dos managers de lá! Pois é, esse é um talento puro, cristalino digno de servir de exemplo para todos nós! Por favor, dá um abraço nela pra mim e os parabéns!!!

São exemplos assim que nos fazem atentar a questão do “investimento” tal como exemplificou o japa: “Investimento. O que eu chamo de ciência do dinheiro que faz dinheiro. Isso envolve estratégias e fórmulas. E o lado direito do cérebro, ou o lado criativo. A Tiazinha do Chiclete é muito mais criativa do que um empreendedor que investe no Mercado Financeiro e, com certeza, leva muito mais alegria as pessoas. Com bem afirma Kiyosaki “Há necessidade de conhecer os aspectos "técnicos" do mercado, o que está relacionado à emoção”. Os aspecto técnicos dizem respeito a uma coxinha que atrai mais de 17 mil pessoas, dizem respeito ao Tonho que emociona pessoas com uma simples coxinha mesmo depois de 23 anos e diz respeito a Tiazinha do Chiclete que conforta jovens em suas angústias tanto quanto os alegra com suas rimas. A verdade seja dita: precisamos de mais exemplos assim de pessoas simples que conseguem fazer tanto com tão pouco! O livro de Kiyosaki seria bem melhor entendido através de exemplos de vida, pois foi assim que ele se tornou bem sucedido.

Ele também encontrou alguém que o estimulou e o incentivou a fazer muito com o pouco que ele tinha quando na mente dele começava a se formar os primeiros sentimentos de inferioridade: “Tenho a impressão de que Mike e
169

Ver tópico: Ela sabe q estáno mundo virtual! 21/01/2006 - 12:39

114

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

eu éramos os únicos garotos pobres da escola. Não éramos pobres de verdade, mas sentíamos como se fôssemos porque os demais garotos tinham luvas de beisebol novas, bicicletas novas, tudo novo170”. Não era pobre, mas se sentia como tal. Perigoso esse caminho que leva a insatisfação, a inveja e ao desanimo. Mas, ele encontrou alguém que, pelo próprio exemplo de vida, lhe colou os parafusos no lugar:
E melhor que você mude seu ponto de vista. Pare de culpar-me pensando que eu sou o problema. Se você pensa que eu sou o problema, então terá que me modificar. Se perceber que você é o problema, então poderá modificar a si mesmo, aprender alguma coisa e tornar-se mais sábio. A maioria das pessoas quer que todos no mundo mudem, menos elas próprias. Mas eu lhe digo: é mais fácil mudar a si próprio que a todos os demais171.

É o que precisamos! Precisamos de exemplos de pessoas que não culpam os demais pela situação de desvantagem pela qual começaram o jogo da vida. Uns nascem mais na frente (nascem ricos), outros nascem mais atrás (nascem classe média) e outros nascem lá no fundão (os pobres), mas o fato é que todos nascemos! Isso por si só, o dom da vida, já deveria ser mais do que suficiente para nos empolgarmos com a possibilidade de vencer. Afinal, toda a corrida sempre tem um azarão. E temos inúmeros azarões por aí. Temos muitas pessoas que começaram a corrida em desvantagem (classes médias que se tornaram ricos), mas temos muito mais pessoas que começaram a corrida em extrema desvantagem (pessoas que nasceram com uma mão na frente outra atrás para dizer o português claro) e realmente conseguiram estabilidade para viverem suas vidas de maneira digna. Umas se tornaram ricas, outras se tornaram classe média e outras conseguem comer bem. Mas, o importante é que em todas se pode notar a alegria da vitória tal como se nota na Tiazinha do Chiclete! Outras ainda, alcançaram lugares privilegiados tendo não tendo o pouco para começar tal como nosso querido David Portes (o David Camelot) que relata como no início da sua vida enfrentou um pequeno problema financeiro.
170 171

Ver Pai Rico Pai Pobre, p.17 Ver Pai Rico Pai Pobre, p.29

115

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Mas havia um pequeno problema: eu tinha que pagar o aluguel de um pequeno barraco que eu tinha alugado para minha família. E eu não tinha dinheiro para pagar! Depois disso fui despejado do barraco e tive que morar na rua com a minha família, que na época era formada pela minha mulher e meu filho, que ainda estava na barriga dela172

Este era o pequeno problema do cara! Quer saber como ele resolveu? Vi lá no site dele ou filie-se a comunidade “David Portes, the camelot” que conta com apenas 53 membros. Ou ainda assista a entrevista dele na www.Endeavor.org.br que é um excelente canal para o empreendedor brasileiro. Esta entrevista esta sob o título “Como transformar R& 12,00 reais em R$ 100.000,00. Uma lição de vida e de marketing com o 2º Camelô mais bem sucedido do Brasil”. Justamente! Esse é o cara que foi despejado do barraco e olha que ele diz que hoje já são BEM MAIS de 100 mil reais! Há inúmeros exemplos dessas pessoas no Brasil, algumas ganham mais outras ganham menos, mas a lição que sempre fica é que é possível fazer mais com menos. O Pai Rico, o que não era pai biológico, mas pai em termos de valores sociais, ensinou bem essa lição ao jovem Kiyosaki: “não culpe ninguém pelos seus fracassos, porque eles podem lhe ser úteis algum dia”. Como bem afirmou Kiyosaki, aprender um ponto de vista diferenciado faz uma diferença muito maior do que diplomas universitários na luta por uma vida bem sucedida.
Foi nesse momento que pai rico me mostrou o ponto de vista central que o separava de seus empregados e de meu pai pobre - e que mais tarde o levou a tornar-se um dos homens mais ricos do Havaí, enquanto meu pai, muito instruído mas pobre, lutou com problemas financeiros durante toda sua vida. Era um ponto de vista singular que fez toda a diferença durante uma vida inteira173.

Comunidades como a “Figuras de Transição”, do empolgado Alex Santos, são repletas de exemplos de pessoas empreendedoras que fizeram a diferença porque tiveram pontos de vista empreendedores. Esses caras também foram para a escola (alguns não tiveram chance), alguns deles também fizeram faculdade (outros não), tiveram família para sustentar ou não tiveram para começar. Mas, o fato é que todos passaram por
172 173

Ver site: http://www.bancadodavid.com.br/ocomeco.asp Ver Pai Rico Pai Pobre, p.30

116

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

uma escola que é comum a todos eles: a escola da vida. Isso mesmo! Os antigos (nossos avós) já nos diziam isso: a vida ensina, na vida você vai aprender. É como esta lá na comunidade “Escola da Vida”.
A Vida nos proporciona, muitas emoções, Lições e experiências únicas. Sabemos mais do que ninguém que é a "Escola" da metodologia mais difícil e eficáz que existe, e que temos um “Pezinho lá”. "Estamos todos matriculados na Escola da Vida, onde o Mestre é o Tempo".

Alguns querem fugir dela, ou cabulam aula, mas que estão matriculados estão....rs Conclusão Acabou de ler tudo? Então tire as suas próprias conclusões....

117

Livro Criado por UBIRATAN CARLOS MACHADO_ todos os direitos reservados: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

Contato: http://www.syxt.com.br/ubiratan34

http://rapidshare.de/files/36374095/HISTORIAS_DO_PAI_RICO_PAI_POBRE_ORKUT _LIVRO_internet.doc.html

118