You are on page 1of 12

INTRODUÇÃO

Os fundamentos teóricos do serviço social brasileiro na contemporaneidade estão baseados no movimento histórico da sociedade. Sociedade é o produto de relações sociais, de ações recíprocas dos homens entre si. As relações que constituem a sociabilidade humana implicam âmbitos diferenciados e uma trama que envolve o social, o político, o econômico, o religioso, as questões de gênero, a idade, a etnia, etc. Tais fatores se defrontam cotidianamente o serviço social.

A análise dos fundamentos das principais tendências históricas e teórico metodológicas exige conhecimento do complexo movimento histórico da sociedade capitalista brasileira, pelo qual o serviço social incorpora e elabora análises sobre a realidade. Os fundamentos relativos ao processo histórico de constituição das principais matrizes do conhecimento e da ação do serviço social brasileiro, também busca uma aproximação às principais tendências históricas e teóricas metodológicas. A profissão entra, como fato importante, pois busca explicar a intervir sobre a realidade, definindo sua direção social, conforme será comentado mais adiante.

1)Gêneses do Serviço Social Brasileiro Basicamente o ponto de partida consiste em explicar como se constituem e se desenvolvem no Serviço Social Brasileiro as tendências de análise e as interpretações acerca de sua própria intervenção e sobre a realidade social na qual se move. portanto: . 1. Baseiase.PROCESSO DE CONSTITUIÇÃO DAS PRINCIPAIS MATRIZES DO CONHECIMENTO E DA AÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL BRASILEIRO 1)Serviço Social nos Anos 80-Ponto de partida do processo de incorporação pela profissão.

na perspectiva de ampliar seus referenciais técnicos para a . o Serviço social Brasileiro fundamenta a formulação de seus primeiros objetivos político/sociais.6) Divisão Sócio Técnico do trabalho A divisão Sócio técnica do trabalho. de Tomás de Aquino (séc. Através de posicionamentos de cunho humanista conservador. pois. 1. tinha como um dos ideais desenvolver potencialidades. em seu processo de institucionalização no Brasil. 1.2)Relação Igreja Católica e Serviço Social É muito conhecida a relação entre a profissão e o ideário católico. coloca o emergente Serviço Social brasileiro frente à matriz positivista. A encíclica de Pio XI de 1931(Quadragésimo Anno) apela pela renovação moral da sociedade e a adesão à ação social da igreja.5)Movimento Argentino e Chile O movimento Argentino e Chile baseado no racionalismo higienista.XII) os mais marcantes. inicia o magistério social da igreja na busca de restauração de seu papel social na sociedade moderna.4) “Rerum Novarum” e quadragésimo ano O “Rerum Novarum”.de idéias e conteúdos doutrinários do pensamento social da igreja católica. social e moral. 1. 1. na questão da expansão e secularização do mundo capitalista. Relação que consequentemente vai imprimir à profissão caráter de apostolado fundado em uma abordagem da questão social.. -das principais matrizes teóricas metodológicas acerca do conhecimento na sociedade burguesa.3)Postulados filosóficos Foram os postulados filosóficos Tomistas. ideal que exigia a intervenção ativa do estado sobre a questão social pela criação da assistência pública que deveria assumir um amplo programa preventivo na área sanitária. do Papa Leão XII de 1891. 1. morais e sociais. como problema moral e religioso e numa intervenção que prioriza a formação da família e do individuo para solução dos problemas e atendimento de suas necessidades materiais.

O conservadorismo como forma de pensamento e experiência prática é resultado de um contramovimento aos avanços da modernidade. A teoria social constitui conjunto explicativo totalizante. particularmente expressas em suas mobilizações. processo de revisão global para mudanças econômicas. entre outros. com a busca de padrões de eficiências.8)Matriz Positivista Método que trabalha com as relações aparentes dos fatos. e base para um sistema religioso.7)Conceito Doutrina/Conservadorismo/Teoria Social e Método A doutrina caracteriza-se por ser uma visão de mundo abrangente fundada na fé de dogmas. acerca do ser social na sociedade burguesa.o que caracterizou os anos iniciais do Serviço Social Brasileiro devido às suas propostas de trabalho permeados pelo caráter conservador da teoria social positivista. particularmente da ordem capitalista. ontológico. exigia a qualificação do profissional e sistematização de seu espaço sócio ocupacional tendo em vista atender às requisições de um estado que começa a implementar políticas no campo social. políticas. configurando para a profissão propostas de trabalho ajustadoras e um perfil manipulatório. filosófico. voltado para o aperfeiçoamento dos instrumentos e técnicas para a intervenção. político. 1. portanto organicamente vinculado ao pensamento filosófico. sociais e culturais na época da expansão do capitalismo mundial. foram apenas fatores contribuintes no processo histórico. e surgiu. suas reações são restauradoras e preservadoras. o movimento teórico que se observa na explicação sobre o ser social. e. do qual Araxá e Teresópolis são as melhores . com as metodologias de ação. e nesse sentido. conjunto de princípios e crenças. 1. O método é a trajetória teórica. Este movimento de renovação surge no serviço social na sociedade latinoamericana e impõe aos assistentes sócias a necessidade de construção de um novo projeto comprometido com as demandas das classes subalternas.nos anos 40. È absorvida no serviço social. evolui dentro do que já contido e busca regularidade.9)Movimento de Reconceituação Um amplo movimento nos anos 60. diagnóstico e planejamento. O conservadorismo e o doutrinarismo não constituem teorias sociais. sofisticação de modelos de análise. 1. reproduz conceitualmente o real. No Brasil em seus primeiros momentos era priorizar um projeto tecnocrático/modernizador. as abstrações e as relações invariáveis. e a seu processo de constituição e de reprodução.profissão. já que para atender às novas configurações do desenvolvimento capitalista.

1. É no Âmbito da adoção do marxismo como referencia analítica. em primeiro momento. 1. são divididas em: -Vertente modernizadora. aproximou-se em primeiro momento ao marxismo sem o recurso ao pensamento de Marx.expressões. que no Brasil. que emerge como metodologia dialógica. 1.11)Ditadura Militar As Ditaduras deixaram suas marcas nas ciências sociais e na profissão.12)Vertentes do Movimentos de reconceituação Influenciada pelos pensamentos de autores latino-americanos. e outros. configurou-se.que são mediatizadas por situações.10)Teoria Social de Marx A Vertente Marxista que remete a profissão à consciência de sua inserção na sociedade de classes que no Brasil. a teoria social de Marx teve efetiva interlocução com a profissão. caracterizada pela incorporação de abordagens funcionalistas.1)Relações Sociais No Início dos anos 80. como uma aproximação ao marxismo sem o recurso do pensamento de Marx.instituições. 2.a abordagem da profissão como componentes da organização da sociedade inserida na dinâmica das relações sociais participando do processo das relações sociais. 2)Década de 80:as tendências históricas e teórico metodológicas do debate profissional 2. estruturalistas e mais tarde sistêmicas. que se torna hegemônica no serviço social no pais.2)Ações voltadas à formação do Profissional As ações voltadas à formação de assistentes sociais na sociedade Brasileiras foram: .que ao mesmo tempo revelam/ocultam relações imediatas. -Vertente marxista que remete a profissão à consciência. que depois de avançarem em uma produção critica nos anos 60/70 são obrigadas a longo silêncio. -Vertente Inspirada na fenomenologia.

5)Pós-Graduação Configura-se. como espaço privilegiado de interlocução e diálogo entre as áreas do saber e entre diversos paradigmas teórico-metodologicos. pelo fato de defrontar com restrições por se constituir em disciplina interventiva e das dificuldades na apropriação das teorias sociais.6)Pesquisa Importante ressaltar que o país. iniciada na década de 70. obteve respeito de seus pares no âmbito interdisciplinar e alcançou visibilidade na interlocução com as ciências sociais. apesar das dificuldades decorrentes da falta de experiência em pesquisa. com seus cursos de mestrado e doutorado. dos movimentos . espaço. o Serviço Social brasileiro desenvolveu-se na pesquisa acerca da natureza de sua intervenção. 2. de sua formação. 2. das políticas sociais. a qualidade no processo de recriação da profissão e avanço da produção de conhecimentos. Tais ações tinham como duas principais finalidades. 2. 2.8)Avanços de Compreensão Avançou na compreensão do Estado capitalista. mas que supõe uma direção hegemônica. desde os anos 80.4)Produção Teórica do Serviço Social A produção teórica do Serviço Social Brasileiro vem gerando uma bibliografia própria. Nesse espaço o serviço social brasileiro vem dialogando e se apropriando do debate intelectual contemporâneo no âmbito das ciências sociais dos pais e do exterior. sobretudo. 2.3)Pluralismo O debate plural implica na convivência e no dialogo de diferentes tendências. acerca da realidade social. Avançou também na compreensão do estado capitalista. política. também. de sua historia e. neste. encontros e seminários. por definição. A questão do pluralismo. um elemento impulsionador. e que tem na criação a expansão da pós-graduação. sem dúvida uma das questões do tempo presente.os eventos acadêmicos e aqueles resultantes da experiência associativa dos profissionais. econômica e cultural onde se insere como profissão na divisão social e técnica do trabalho. de seus procedimentos. como suas convenções. congressos.

do processo de trabalho.11)Pós constituição de 1988 É nesse contexto histórico que os profissionais de serviço social inicia o processo de ultrapassagem da condição de executores de políticas sociais.pois a pobreza vai converter em tema central na agenda social devido sua crescente visibilidade. dos direitos sociais.Surge então um novo perfil para a questão social.Foi uma época também marcada do ponto de vista econômico em que a pobreza se torna tema central na agenda social 3)Políticas Sociais –O serviço Social nos anos 90 3.10)Maturação Do Serviço Social A maturação expressa na passagem dos anos 80 para os anos 90. Ganhou visibilidade na sociedade brasileira em vários aspectos. 2. se expressa pela democratização da convivência de diferentes posicionamentos teórico-metodologicos e ideopoliticos desde o final da década de 1980. da democracia. a opção neoliberal por programas seletivos e focalizados de combate à pobreza e o avanço do ideário da sociedade solidária que implica no deslocamento para sociedade das tarefas de enfrentar a pobreza e a . 2.situação de endividamento. Efetivamente. da cidadania.conseqüência do aumento considerável do numero absoluto de pobres. Essa maturidade profissional que avança no novo milênio. do poder local.9)Desafios Apesar de todas as dificuldades o pai enfrentou o desafio de repensar a assistência social colocando-a como objetivo de suas investigações 2.como o FMI.a presença de organismos de Washington. nos processos de implementação da lei Orgânica da Assistência Social (LOAS). da realidade institucional e de outros tantos temas. pela intervenção dos assistentes sociais. através de seus organismos representativos.BANCO MUNDIAL.para assumir posições de planejamento e gestão de pessoas.1)Desafio/Opção Neoliberal/Desafio década de 90 Nesse período a profissão enfrenta o desafio de decifrar algumas lógicas do capitalismo contemporâneo particularmente em relação às mudanças no mundo do trabalho e sobre os processos desestruturadores dos sistemas de proteção social e da política social em geral.sociais.

não só do ponto de vista de sua intervenção.2)Novas temáticas para o serviço Social A partir da década de 90. com intuito de combater a pobreza. as discriminações por questões de gênero e etnia. e a penalização dos trabalhadores na sociedade capitalista contemporânea. qualificada como política publica. Nesta década o serviço social está confrontado com muitas transformações societárias. os indivíduos com deficiências.8.4)Serviço Social atual /Direção Social Atual Polêmica/Desafio atual A Direção Social tem como referência a relação orgânica com o projeto das classes subalternas. a moradia nas ruas ou em condições de insalubridade. Previdência e Assistência social). reafirmado pelo código de Ética de 1993. Constitutiva da Seguridade Social. o trabalho infantil. os doentes mentais. o envelhecimento sem recursos. mas também do ponto de vista da construção de seu corpo de conhecimentos. o trabalho precário. Começaram a parametrar diferentes modalidades de intervenção no campo social na sociedade capitalista contemporânea. a subalternidade e à exclusão com suas múltiplas faces.3)Eixos Articuladores do debate Profissional Destacam-se alguns dos eixos articuladores do debate profissional: -A Seguridade Social. já que havia precarização do trabalho. 3.662 de . -A questão da municipalização e da descentralização das políticas sociais públicas e outros aspectos. afirma o direito dos cidadãos a um conjunto de direitos no âmbito das políticas sociais (Saúde.exclusão social. os sem terra. 3. as drogas. começam a parametrar diferentes modalidades de intervenção no campo social na sociedade capitalista contemporânea. sendo necessário intervir com novas configurações e manifestações quanto à questão social. as crianças e adolescentes nas ruas. de Proteção Social. -Assistência Social. temas de estudos e pesquisas. novas questões se colocam ao serviço social. a expansão da AIDS. 3. e outras tantas questões e temáticas relacionadas à pobreza. pelas diretrizes Curriculares de 1996 e pela Legislação que regulamenta o exercício profissional (Lei n. a violência doméstica. Devido à grande exclusão social ocasionado pelo capitalismo surgiram novas temáticas e questões como: o desemprego.

O CRAS e o CREAS. Os assistentes sociais que estão implementando o suas. No início do milênio o Serviço Social brasileiro enfrenta a difícil herança do final do século anterior.a organização e apoio à representação dos usuários.o estabelecimento de indicações e padrões de qualidade e de custeio dos serviços. com seus processos de globalização em andamento. suas estruturas mundiais de poder e as graves conseqüências desta conjuntura para o tecido social em geral.o monitoramento e avaliação política. com sua valorização do capital financeiro. o crescimento do trabalho informal e das formas de trabalho precarizado e sem proteção social. a insegurança e a vulnerabilidade do trabalho e das condições de vida dos trabalhadores que perdem suas proteções e enfrentam problemas como o desemprego.07/06/93). seus mercados. configurando um novo perfil para a questão social.do direito e da cidadania .contribuindo para a construção de uma cultura democrática. a consolidação e a democratização dos conselhos e dos mecanismos de participação e controle social. suas grandes corporações transnacionais. enfrentando inúmeros desafios entre os quais se destaca a reafirmação da assistência social como política de Seguridade Social. suas mídias.a elaboração de diagnósticos de vulnerabilidade dos municípios.a NOB.a participação nos debates sobre o SUAS. no qual se destaca a precarização.

CONCLUSÃO “O profissional de Serviço Social. pois segundo Yolanda Guerra. tem um grande desafio em suas mãos. Deixa para trás um modelo assistencialista e caridoso. Ética). A nova vertente do Serviço Social traz uma prática mais interventiva. hoje. a existência da profissão está diretamente ligada ao seu caráter interventivo. e que mais tarde se transformou em uma prática ligada apenas a negação e denúncia do tradicionalismo onde não visávamos à transposição de um modelo castrador e autoritário em relação aos desejos e necessidades da “classe trabalhadora”. materialidade e funcionalidade profissional. dele depende sua existência. O Assistente Social é chamado a atuar (respondendo) junto às necessidades legítimas da “classe trabalhadora” quando são solicitados para mediar suas lutas políticas com o objetivo de terem seus direitos sociais reconhecidos como modo de garantir a sua . pelo fato de ter como uma de suas metas a defende os direitos humanos e recusa do autoritarismo e do arbítrio” (Cod.

própria sobrevivência. .

abril.50. A Metodologia Dialógica: o Serviço Social num caminhar fenomenológico. Ensaios Críticos. Ditadura e Serviço Social. ln:Cadernos ABESS n. ln:Pesquisa em Serviço Social. . FALEIROS.n. São Paulo: Cortez.Ensino em Serviço Social:Pluralismo e formação profissional.Cortez. IAMAMOTO. Pluralismo: Dimensões teóricas e políticas.1992. São Paulo:Loyola. Vicente de Paula.Rio de janeiro. Condição Pós Moderna. Renovação e Conservadorismo no Serviço Social. Carlos Nelson. José Paulo. Serviço Social: Questões presentes para o futuro.4.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALMEIDA.São Paulo:Cortez. Marilda V. NETTO. COUTINHO. David. 1992. São Paulo: Cortez Ed. ln:Serviço Social e Sociedade.1990.1996 HARVEEY.São Paulo.maio de 1991. 1994. Ana Augusta.ANPESS/CBCISS.