You are on page 1of 10

Eclesiásticos

Modos litúrgicos ou

Modos gregos

.Repartição dos intervalos numa escala tipo de um sistema habitual” (Candé.” (Wisnik. unidades distintas que serão combinadas para formar sucessões melódicas.. 1989) .a maneira como as notas estão situadas em relação a um determinado som central (relação intervalar)” (Persichetti. 1985) “. 1984) “O modo é uma estoque de intervalos.O conceito de modo “...

Hipodórico => Lá Lídio => Dó. Hipofrígio => Sol . Hipofrigio Sistáltico: êxtase => Frígio.Sistema modal na Grécia antiga Algumas categorias Helicástico: apaziguador => Dórico . Hipolídio Dórico => Mi. Hipolídio => Fá Mixolídio => Si Frígio => Ré. Mixolídio Distáltico: heroismo => Hipodórico. Lídio.

#São as escalas usadas pelos músicos da Igreja nos finais do século XVI. Os modos Litúrgicos ou Eclesiásticos . embora o sistema dos gregos era bem diferente a este usado na Renascença. #Elas recebem os nomes gregos.

Refere-se a o caráter. como apontam as observações dos teóricos do Séc. A nota mais importante era a Finalis (F). Ao longo da história houve transformações sobre este tema. invertido 4a abaixo do modo autêntico (é mesma gama começando uma 4a abaixo. espécie de tônica Uma segunda nota em hierarquia era a Confinalis (C). XV e XVI. da gama de ré o plagal começa em lá) O ethos de cada modo Sobre os modos Os formatos dos modos . quase uma representação da dominante tonal moderna Autêntico: tessitura (ambitus) dentro da gama ( ex: de ré até ré) Plagal: tessitura mais grave. afeto ou sentido de como era interpretada cada escala ou gama.

Sistema modal do Século XI Segundo alguns tratadistas estes modos tem diferentes características ou afetos Principais tratadistas: Contractus. Michelisburg. Para eles. cada modo tinha um caráter diferente. Aflighemensir. Os modos recebem os nomes em latim: Protus (ré) Deuterus (mi) Tritus (fá) Tetrardus (sol) Todos eles tinham sua forma autêntica e plagal .

.

ré Lá-lá Mi-mi Si-si Fá-fá Dó-do Sol-sol Ré-ré Finalis ré ré mi mi fá fá sol sol Confinalis lá lá dó dó dó dó ré ré Nome Dórico Hipodórico Frígio Hipofrígio Lídio Hipolídio Mixolídio Hipomixolídio Burtius -1487 Todos os afetos Pesaroso Desgostoso Prazeiroso Recatado. belicoso Mercúrio. vivacidade Lua. contente Finch -1556 Sol. paciente (esposa acalma o marido) . amigo Vênus. puro Deleitoso Divertido Alegre. eloquente Rude (marido) Calmo. parasita bajulador Gentil. seriedade Marte.Gama Ré. áspero Saturno.

#Objetivos das alterações: evitar o trítono.Música Ficta (fictícia!) #Música modal em que foram introduzidas as alterações nos modos. impedir a terça menor no encontro final de vozes (a três ou mais vozes) #Este tipo de música representa a transição do modal para o tonal. . enfatizar a finalis.

com movimento contrário #Ponto culminante. Evitar trítono! #Extensão: no máximo 10ª #Evitar sequencias (desenho). pode 8ª! #Nunca intervalo aug/dim. menor melódico (evitar 2ª aug da esc. grave ou agudo sem repetir #Saltos nunca não maiores que 5ª. Usar modos litúrgicos.Algumas diretrizes para elaborar o Cantus Firmus #Início e fim na finalis do modo. menor harmônica) . sempre por passo #Não modula #Evitar arpejos #Não repetir a mesma nota mais que duas vezes #Depois de salto segue por passo.