You are on page 1of 10

Índice

Introdução........................................................................................................................02

Desenvolvimento.............................................................................................................03

Conclusão........................................................................................................................09

Referência Bibliográfica..................................................................................................10

os de corrente contínua (DC). .Introdução Iremos abordar o tema motor elétrico que é uma maquina que converte energia elétrica em energia mecânica. de corrente alternada (AC) e os motores universais que trabalha tanto com DC quanto AC. Há três tipos de motores elétricos. estando presente em quase todos os lugares.

o alemão Otto Von Guericke construiu a primeira máquina eletrostática. outras máquinas com o mesmo princípio fossem inventadas. criando a “lei da mão direita” que tomou como base a orientação de uma agulha imantada no sentido da corrente. A partir desse marco muitos inventos surgiram. Os motores dos relógios elétricos devem trabalhar com velocidade constante. poderia ser possível também gerar energia mecânica. foi verificado também que. cerca de quinze séculos. O motor dos secadores de cabelo tem que ser leves e capazes de funcionar em várias velocidades. Por isso. esse intervalo de 35 anos para que o primeiro motor elétrico da história surgisse não atrapalhou que durante esse período. Moritz Hermann Von Jacobi. os motores elétricos são de suma importância no cotidiano de nossas vidas. Ampère. Os motores de arranque dos automóveis precisam desenvolver um torque substancial mesmo quando o eixo está imóvel. provando que Tales de Mileto há quase dois mil anos atrás estava certo. peça que seria importante na composição do motor elétrico e o mecânico francês H. Os cientistas ingleses William Sturgeon e Michael Faraday. Antes dessa comprovação. instalou um motor movido a pilhas galvânicas . até motores de grandes indústrias. muitos outros materiais poderiam atrair se fossem friccionados. um ano depois da conclusão de Oersted. por meio do princípio eletrostático. que transformava energia mecânica em energia elétrica. a resina parecia atrair pequenos corpos. Ritchie inventou o comutador. como fios de cabelo. em 1600. complementou o experimento. o eletroímã. Pixii construiu um gerador composto de um imã em ferradura que girava na frente de duas bobinas presas com um núcleo de ferro. No final do século XVIII. fundamental na construção de máquinas elétricas gigantes e Faraday descobriu enfim a indução eletromagnética. em 1821. o alemão. inspirados pelas descobertas de Oersted e Ampère foram os responsáveis pelos últimos passos rumo à construção do motor elétrico onde Sturgeon inventou. em 1825. com o experimento da pipa percebeu que a eletricidade podia ser captada e conduzida por fios.Desenvolvimento Há vários tipos de motores elétricos. em 1752. Somente após o final do século XVIII. como um liquidificador. Tudo começa com o grego Tales de Mileto que. envolvendo desde trabalhos domésticos. Pixii colocou o invento em prática. pra começar Faraday criou um gerador. com o dinamarquês Hans Christian Oersted e o francês André Marie Ampère que foi dado realmente o primeiro e grande passo ao surgimento do motor elétrico.C. Depois de muito tempo. no final dessa mesma década. descobriu que além da resina experimentada por Tales. William Gilbert. Entre 1831 quando Faraday comprovou o eletromagnetismo e 1886 quando o cientista alemão Werner Von criou o primeiro motor elétrico. o inglês W. assim foi provado a influencia da eletricidade no magnetismo. Foi em 1663. Mileto foi completado pelo físico e inglês da corte. o americano Benjamin Franklin. em 41 a. projetados de acordo com a aplicação que se tem em vista. Oersted observou a agulha magnética de uma bússola desviar da posição original perto de um condutor de energia elétrica e voltar à posição inicial ao ser afastado dele. ao esfregar um pedaço de resina fóssil em um pano.

Em busca de maiores fatias do mercado. O motor. O italiano Galileu Ferraris. que ao analisar mais detalhadamente os aspectos técnicos do motor elétrico. pela primeira vez. O segundo fator deve-se à competição. lançando equipamentos diferentes da concorrência. cujo peso representa somente 8% das máquinas com a mesma potência fabricadas no início do século XIX. além de apresentar problemas técnicos. ou seja. Siemens em conjunto com Johann George Halske. relativo silêncio durante o funcionamento e baixa complexidade o que facilitava a manutenção. Simultaneamente. uma máquina eletrodinâmica que converte força mecânica em corrente elétrica e provou que a tensão necessária para o magnetismo podia ser extraída do próprio enrolamento do rotor. foram necessários diversos motivos. construiu um dínamo. Para que desenvolvimentos e inovações ocorressem. o construtor russo já tinha conseguido produzir o novo equipamento em série. assim. começaram a aparecer as primeiras indústrias de motores que logo se tornaram muitas. Em 1891. Michael Von. Em 1890. indústrias de motores buscavam destaque.dentro de uma lancha e transportou 14 pessoas durante algumas horas foi ai que se mostrou. mas logo se mostram inútil. tornando-o mais seguro para a operação. que a energia elétrica podia ser utilizada a favor do trabalho mecânico. Os equipamentos se padronizaram e aos poucos diminuíram de tamanho e peso os motores de hoje. por apresentar alto rendimento. consolidaram a teoria necessária para que construtores pudessem a partir delas realizar melhorias. A terceira razão foi o uso de matérias-primas mais nobres e apropriadas na estrutura dos motores. desenvolveu um motor trifásico de corrente alternada com potência contínua de 80 watts e rendimento de aproximadamente 80%. Novas evoluções foram surgindo. então suas descobertas pareciam solucionar os problemas em um primeiro momento. apesar de mais barato que no início. em 1866. porem o custo fez com que o invento se tornasse um item de luxo. apresentou uma nova invenção: uma locomotiva movida por um motor elétrico de dois quilowatts. em 1879. Werner Von Siemens. que também funcionava como motor quando alimentado por energia elétrica. Com preço menor. A quarta talvez mais importante foi o uso em grande escala dos motores pela população mundial que impulsionou os fabricantes a desenvolverem mais e melhores produtos. assim eram colocados à disposição dos consumidores motores com potência igual. continuava com o custo muito elevado para ser produzido em escala industrial. De acordo com o tipo de fonte de alimentação os motores podem ser divididos em: . já tenha criado um gerador de tensão elétrico baseado no princípio de indução eletromagnética. o iugoslavo Nicolau Tesla e alemão Friedrich Haselwander passar a estudar a maquina e tentar tornar mais viável. que antes. estavam criadas as condições para uma maior propagação do invento. o cientista russo enraizado na Alemanha. ótima partida. O equipamento mostrou-se ideal para os planos da indústria. a máquina podia gerar sua própria energia e não ficar dependente dos imãs então a invenção barateou o gerador.mas cada vez menor. O primeiro deles pode ser creditado na conta dos estudiosos da área.

Uma rede destinada à alimentação de motores deve conter um dispositivo para proteção contra curto-circuito (fusível ou disjuntor). Estima-se que 90% dos motores fabricados são motores de indução de gaiola. Os motores trifásicos podem ter 2 tipos de rotores: . não é fechado em curto internamente e tem suas bobinas ligadas ao coletor no qual é possível ligar um reostato. • Motores universais: esse motor pode funcionar tanto com alimentação DC como AC. dão rendimento mais elevado e são encontrados em potências maiores. 9 ou 12 pontas.• Motores de Corrente Alternada (AC): são os mais utilizados. precisam de uma fonte de corrente contínua. ou de um dispositivo que converta a corrente alternada comum em contínua. um verdadeiro motor AC (como veremos) não aceita alimentação DC (essa não oferecerá as convenientes alterações do sentido da corrente para o correto funcionamento do motor) A ligação de motores Partindo do princípio do fechamento das bobinas do motor para o correspondente nível de tensão.Motores Trifásicos Assíncronos Motores trifásicos são motores próprios para serem ligados aos sistemas elétricos de três fases e são os motores de emprego mais amplo na indústria. São motores de custo mais elevado e.Rotor bobinado. As chaves magnéticas permitem um comando manual local. • Motores de Corrente Contínua (DC): conhecidos por seu controle preciso de velocidade. porque a distribuição de energia elétrica é feita normalmente em corrente alternada. O relé térmico funciona somente se o dispositivo para ligação e desligamento do motor for uma chave magnética. . Um verdadeiro motor elétrico DC não aceita alimentação AC (essa inverte o sentido da corrente a cada meio ciclo e isso apenas causaria trepidações).Rotor tipo gaiola de esquilo ou em curto-circuito. . um dispositivo para definir o estado operacional do motor (disjuntor ou chave magnética) e um dispositivo de proteção contra sobrecarga (relé térmico). deve-se proceder ao acionamento. No estator do motor assíncrono de CA estão alojados três enrolamentos referentes ás três fases. ou manual a distância e ainda o comando automático de motores. Oferecem melhores condições de operação do que os motores monofásicos porque não necessitam de auxílio na partida. Normalmente se utilizam botoeiras (chaves com mola) para energizar e desenergizar a bobina da chave magnética. do mesmo modo. Esses três enrolamentos estão montados com uma defasagem de 120º. o que permite e . do mesmo tipo usado em motores monofásicos. O acionamento define o estado operacional e as condições de operação do motor. além disso. 6. onde a tensão é mais baixa depois do transformador de comando. o operador não se expõe a riscos de choques elétricos. um dispositivo de seccionamento para manutenção (seccionador ou chave faca ou disjuntor). Quando se utilizam botoeiras para o acionamento de chaves magnéticas (contactores). pois a botoeira fica no circuito de comando. Do enrolamento do estator saem os fios para ligação do motor á rede elétrica que podem ser em número de 3.

2 e 3 são ligados á rede. 220 V. Padronização da Tensão dos Motores Trifásicos Assíncronos Os motores trifásicos são fabricados com diferentes potências e velocidades para as tensões padronizadas da rede. Essas fases são interligadas. 5 e 6 são interligados e os terminais 1. 2. Os motores trifásicos de uma só velocidade podem dispor de 3. ou seja.regulagem da corrente que circula no rotor. . 6. na frequência de 50 e 60 Hz. Isso proporciona uma partida suave e diminui o pico de corrente comum nas partidas dos motores. 380 V. formando ligações em estrela[ = 380 V] ou em triângulo [= 220 V] para o acoplamento á uma rede trifásica. Na ligação em estrela (380 V) os terminais 4. Na ligação em triângulo (220V). Ligação dos motores trifásicos O motor trifásico tem as bobinas distribuídas no estator e ligadas de modo a formar três circuitos simétricos distintos. A ligação de motores trifásicos com três terminais á rede é feita conectando-se os teminais 1. o início de uma fase é fechado com o final da outra e essa junção é ligada á rede. chamados de fase de enrolamento. e 3 aos terminais de rede RST em qualquer ordem. Para isso. 440 V e 760 V. 9 ou 12 terminais para a ligação á rede elétrica. deve-se levar em conta a tensão na qual irá operar.

OBS: Nos motores de seis terminais. Os motores com doze terminais tem possibilidade de ligação em quatro tensões: 220/380/440/760V. e Z. . 3. é comum encontrarmos as marcações U. Esses motores são ligados em triângulo na menor tensão e em estrela. por exemplo: Os motores trifásicos com seis terminais só tem condição de ligação em 2 tensões: 220/380V. X.OBS: Para inverter o sentido de rotação do motor trifásico. e 6. 5. 4. basta inverter duas fases R com S. respectivamente. ao invés de 1. Y. V W. Para se instalar adequadamente o motor é imprescindível que o eletricista saiba interpretar os dados da placa. ou 440/760V. Os motores com nove terminais tem possibilidade de ligação em três tensões: 220/380/440V. colocada pelo fabricante. na maior tensão. Placa de Ligação Indentificação de Motores Trifásicos (placa do motor) Os motores elétricos possuem uma placa identificadora. A figura a seguir mostra uma placa de ligação desse tipo de motor. 2.

2 A.A figura nos dá o exemplo de uma placa de um motor trifásico. Os dados mais importantes são:  a potência do motor. a potência do motor é de 3 CV. dada em HP ou CV (1 HP = 746 W. porém os motores de corrente contínua têm tradicionalmente grandes aplicações nas indústrias sendo que. para dimensionar os condutores de alimentação e os dispositivos de proteção. a frequência exigida da tensão alimentadora (60 Hz). Atualmente componentes eletrônicos de tensão alternada já são capazes de controlar a velocidade do motor assíncrono facilmente e pelo seu menor custo e recursos de aplicação estão substituindo os motores de corrente contínua na maior parte das aplicações. dependendo da tensão alimentadora). se esse motor é capaz de executar o trabalho desejado (no caso do exemplo da figura acima). 1 CV = 735 W). são eles que permitem variação de velocidade como de uma esteira ou de um comboio por exemplo. . a letra-código para dimensionar os fusíveis (no exemplo H). . A energia elétrica utilizada hoje em dia na distribuição e transporte da mesma é a corrente alternada.a tensão alimentadora que o motor exige (220 ou 380 V). a corrente nominal que o motor consumirá (9 ou 5.     Máquina de corrente contínua é uma máquina capaz de converter energia mecânica em energia elétrica (gerador) ou energia elétrica em mecânica (motor). para saber.as rotações que o motor fará por minuto (3510 RPM). . o esquema de ligação que mostra como os terminais devem ser ligados entre si e com a rede de alimentação.

Nos motores elétricos as operações de controle de materiais e equipamentos têm na sua maioria um efeito direto sobre o estudo mecânico e elétrico destes equipamentos. se adotadas pelos técnicos de manutenção. a economia de energia. portanto. equipamentos sobre os quais é preciso buscar. prioritariamente. São. onde representam em média mais de 50% do consumo de eletricidade dessas instalações. bem como numa maior vida útil dos componentes do mesmo .Conclusão: Os motores elétricos são responsáveis por grande parte da energia consumida nos segmentos onde seu uso é mais efetivo. como nas indústrias. resultarão na melhoria do rendimento dos motores existentes em suas instalações. Apresentaremos agora ações que. agindo direta ou indiretamente sobre seus rendimentos.

coladaweb.com/fisica/eletricidade/motores-de-corrente-continua http://www.ebah.pdf http://www.com.Referências Bibliográficas: http://www.br/Toro/maio20019/Manutencao_em_instalacoes_eletricas.com.verriveritatis.br/content/ABAAABaTuAAG/motores-eletricos .