You are on page 1of 2

DP da disciplina de Projeto de Urbanismo e Paisagismo: Áreas Periféricas Professora | Ana Cristina Satiro Aluno | Leandro Souza | !

"# $
%&C'A()*+,

-,L*&C./ -a0uel1 )2clus3o +erritorial e 4iol5ncia: , caso do )stado de S3o Paulo1 Cadernos de +e2tos/ 6elo 'orizonte/ 71 8/ pag1 "9! : "$;1

• • •

• • •

• •

A autora menciona o contraste nas condi<=es urbanas 0ue interferem no funcionamento das cidades1 Cita termos como n3o>cidade e centralidades 0ue concentram as oportunidades como também a dificuldade de conectar essas duas partes1 Cita no caso das periferias o termo urbanismo de risco 0ue tem ?a7er com a fragilidade da @rea ocupada em 7@rios termos/ do fAsico ao jurAdico1 Ao passo 0ue o risco se estende para cidade inteira com fatores 0ue n3o est3o isolados a 0uem 7i7e nas periferias1 Assim como também é o objeti7o do te2to fazer ne2o entre os indices de 7iol5ncia e esse urbanismo de risco1 )n7ol7endo toda a cidade numa trama 0ue relaciona a e2clus3o territorial/ e2emplo/ a ocupa<3o de encostas : ocasionando riscos/ ao distanciamento desse territBrio em rela<3o C cidade legal : e o 0ue isso implica em termos de locomo<3o/ piora da situa<3o do trDnsito1 Assim como o planejamento urbano e gest3o polAtica s3o fundamentais para mel?orar ou piorar esse conte2to1 Desse modo a autora enumera em forma de ranEing o Andice de regulamenta<3o fundi@ria em ""F municApios de S3o Paulo1 %ator importante: as situa<=es de urbaniza<ao prec@ria acontecem justamente prB2imo dos polos mais dinDmicos do )stado1 )2: )mbu>Gua<u em S3o Paulo1 *uma clara associa<3o com o desen7ol7imento industrial dessas zonas dinDmicas na década de 9# e sua atra<3o de popula<3o pobre para seu entorno ocasionando por falta de planejamento sua ocupa<3o irregular1 )2: (au@ na periferia do A6C Hpag1 "#8I1 Além do fator industrial é citado o fator turAstico no caso do litoral1 )m seguida s3o citados dois casos: Da forma<3o de Diadema/ 0ue por sua localiza<3o periférica atraiu popula<3o de bai2a renda atraAdos pelo desen7ol7imento industrialJ7i@rio da década de 9#1 Seguido por um plano diretor 7oltando seu parcelamento fundi@rio para indKstria e2cluindo a popul<3o pobre desse fator ocasionando toda ocupa<3o irregular1 Da forma<3o do Guaruj@/ onde a instala<3o industrial aconteceu em maior parte na 7izin?a Cubat3o mas atraiu a aglomera<3o de trabal?adores de bai2a renda formando um nKcleo de 4icente de Car7al?o HGuaruj@I1 Dualizando com a por<3o balne@ria para 0uem o plano diretor de "$9F 7ersou e2clusi7amente1 )m outra dire<3o seguindo o te2to/ s3o mencionados os casos de mel?or Andice situados na regi3o de -ibeir3o Preto/ por conta da agroindKstria 0ue n3o se concentra sendo espraida sua distribuA<3o assim como a distribuA<3o residencial 0ue por esse fator n3o tem super7aloriza<3o sendo mais1 )m seguida 0uando o tema é 7iol5ncia a autora enumera fatores como tr@fico de drogas/ pobreza como fatores 0ue por si sB n3o e2plicam a 7iol5ncia1 DaA a e2press3o e2clus3o territorial é apontada atra7és de nKmeros dos ""F (unicApios analizados sendo 0ue realmente se pode relacionar tantos os piores

• • • resultados como os mel?ores com o altos e bai2os Hrespecti7amenteI Andices de 7iol5ncia1 . termo engloba 7@rios fatores desde irregularidade fundi@ria mas também a falta de infraestrutura/ acesso a e0uipamentos pKblicos como lazer/ mas também na dificuldade de locomo<3o/ acesso a emprego1 (as de no7o Diadema é citada agora no conte2to do 0ue se pode fazer de positi7o ao in7és da polAtica clientelista 0ue a autora cita como em muito casos Knica possibilidade de se fazer algo para a popula<3o desse territBrio1 Sendo esse (unicApio um e2emplo do esfor<o no sentido da insers3o baseada na regulariza<3o pre7ista no Plano Diretor atra7és de um conte2to de press3o da popula<3o organizada1 Dados do te2to: L)m "$$ / "8" fa7elas das "$9 tin?am sido urbanizadas/ a rede de @gua cobria $ M dos domicAlios a rede de esgotos c?ega7a a .M das ruas eram pa7imentadas e iluminadas111L Hpag1 "#$I1 .#M deles/ $.