You are on page 1of 1

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS

CAMPUS VII - UNIDADE TIMÓTEO LISTA 2 – Calor Sens !el – Calor Es"e# $%#o e Ca"a#%&a&e T'r(%#a C)rso* T'#n%#o e( Al)no* D%s#%"l%na* F s%#a II Pro$essor* Ale+an&re ,al&eDa.a*////0////0/////

T)r(a*

1- (UFPE) O gráfico representa a temperatura em função do tempo para 1,0 kg de um !"uido não #o áti , inicia mente a $0%&' ( ta)a de a"uecimento foi constante e igua a * +00 ,-min' .ua o ca or espec!fico desse !"uido, em unidades de 10$,-(kg %&)/ $- (UFE0) 1ois o23etos, ( e 4, são constitu!dos do mesmo materia e rece2em a mesma "uantidade de ca or' O2ser#a-se "ue a #ariação da temperatura do o23eto A 5 o do2ro da #ariação da temperatura do o23eto B' Podemos, então, afirmar "ue6 a) a capacidade t5rmica de B 5 o do2ro da de A 2) o ca or espec!fico de B 5 o do2ro do de A c) a capacidade t5rmica de A 5 o do2ro da de B d) o ca or espec!fico de A 5 o do2ro do de B e) os dois o23etos t7m coeficiente de di atação t5rmica diferente' 8- (UF(9) O ca or espec!fico do c:um2o 5 0,081 ca -g ; %&' Em um tra2a :o cient!fico, esse #a or de#e ser e)presso, no 0istema <nternaciona , em ,-kg ; =' 9em2rando "ue 1 ca ; *,1>+ ,, o ca or espec!fico do c:um2o 5, no 0istema <nternaciona 6 a) 1,8 ) 10-$ 2) 1,8 ) 10-1 c) 1,8 d) 1,8 ) 10$ e) 1,8 ) 101 *- (UFPe -?0) @o nordeste do 4rasi , as condiçAes de inso ação fa#orecem o uso do fogão so ar, cu3o funcionamento 5 2aseado na concentração de energia por meio de espe :os' ( água a2sor#e $ ) 10 * ca orias por minuto "uando a"uecida num determinado tipo de fogão so ar' 1etermine o tempo necessário para a"uecer * kg de água de 80 %& a >0 %&' &onsidere o ca or espec!fico da água a 1 ca -g %&' B- (<C(-0P) O ar dentro de um automD#e fec:ado tem massa de $,+ kg e ca or espec!fico de E$0 ,-kg %&' &onsidere "ue o motorista perde ca or a uma ta)a constante de 1$0 3ou es por segundo e "ue o a"uecimento do ar confinado se de#a e)c usi#amente ao ca or emanado pe o motorista' .uanto tempo e#ará para a temperatura #ariar de $,* %& a 8E %&/ a) B*0 s 2) *>0 s c) *$0 s d) 8+0 s e) 800 s +- (FFCF-FG) Uma 2arra de c:oco ate de 100 g pode fornecer ao nosso organismo cerca de *E0 kca ' a) 0e essa "uantidade de ca or fosse transferida H água a 0 %&, na fase !"uida, "ue massa de água poderia ser e#ada a 100 %&/ 2) 0e uma pessoa de massa >0 kg "uisesse consumir essa energia su2indo uma escadaria cu3os degraus t7m $Bcm de a tura, "uantos degraus e a de#eria su2ir/ 1ados6 ca or espec!fico da água I 1 ca -g %&J 1 ca I *,$ , e g I 10 m-s $' E- (U@<&-FC) Uma mani#e a 5 usada para agitar 100 gramas de água contida num recipiente termicamente iso ado' Para cada #o ta da mani#e a 5 rea iKado um tra2a :o de 0,1 3ou e so2re a água' O nLmero de #o tas necessário para "ue a temperatura aumente de 1 %& 56 (&onsidere6 1 ca I *,$ ,') a) $ >00 #o tas 2) 8 E00 #o tas c) B B00 #o tas d) 8 000 #o tas e) * $00 #o tas >- (Unitau-0P) Uma garota ingeriu, durante uma refeição, 1,0 ) 10 8 ca orias em a imentos, "ue corresponde a 1,0 ) 10+ ca orias das "ue norma mente se usa em F!sica' ( fim de Me iminarN essas ca orias, a estudante reso #eu praticar e)erc!cios e, para tanto, se propOs a e#antar #árias #eKes um corpo de massa B0 kg at5 uma a tura de $,0m e depois so tá- o' .ua o nLmero de #eKes "ue o e)erc!cio de#e ser repetido at5 "ue se3am M"ueimadasN todas as ca orias ingeridas/ &onsidere6 1 ca I *,1> ,J ace eração da gra#idade6 g I 10 m-s $'