You are on page 1of 4

Contabilidade

A Contabilidade é um instrumento que fornece um número muito de grande de informações úteis, para a tomada de decisões dentro e fora da empresa. Ela é muita antiga e sempre existiu para auxiliar as pessoas a tomarem decisões. Com o passar do tempo as autoridades governamentais, principalmente aquelas que tem a incumbência de propiciar arrecadação de tributos, começaram a utilizar-se dela para aumentar a arrecadação e torná-la obrigatória para a todas as empresas e pessoas físicas, quando seu movimento ultrapassar a limites estabelecidos pela Secretaria da Receita Federal. É bom lembrar que a contabilidade não deve ser feita unicamente para atender a exigência do fisco e sim, para que ela sirva de instrumento seguro e confiável para o administrador tomar decisões. A contabilidade tem a incumbência de registrar todas as operações da empresa, as quais, em certo momento, devem ser tabuladas e quantificadas monetariamente, para que em seguida, sejam elaborados os respectivos relatórios contábeis que são entregues aos interessados em conhecer a situação da empresa. Esses interessados, por meio dos relatórios contábeis, recordam os fatos acontecidos, analisam os resultados obtidos, as causas que levaram àqueles resultados e tomam decisões em relação ao futuro. Portando, a contabilidade é um instrumento retrospectivo para a tomada de decisões futuras.

Objeto, Objetivo e Finalidade da Contabilidade
A contabilidade tem como objeto o Patrimônio das Entidades econômico-administrativas, seu objetivo é permitir o estudo e o controle dos fatos decorrentes da gestão do patrimônio dessas entidades com a finalidade de propiciar a obtenção de informações econômicas e financeiras acerca da entidade.

A aplicação da Contabilidade
A Contabilidade pode ser estudada de modo geral (para todas as empresas) ou em particular (aplicada em certo ramo de atividade ou setor da economia).

Os usuários da Contabilidade
Os usuários são as pessoas que utilizam as informações produzidas pelos administradores, que se interessam pela situação da empresa e buscam, inclusive, na contabilidade, suas respostas. Evidentemente, os usuários internos, ou seja, os gerentes (administradores) e os empregados não são os únicos, internamente, que utilizam a Contabilidade. Quanto aos usuários externos, que são, por exemplo, os investidores (sócios ou acionistas), ou seja, aqueles que aplicam dinheiro na empresa estão interessados basicamente em obter lucro, por isso utilizam os relatórios contábeis, analisando se a empresa é rentável. Os fornecedores de mercadoria a prazo querem saber se a empresa tem condições de pagar suas dívidas. Os bancos, por sua vez, emprestam dinheiro desde que a empresa tenha condições de pagamento. O governo quer saber quanto de impostos foi gerado para os cofres públicos. Outros interessados desejam conhecer melhor a situação da empresa: os sindicatos, os concorrentes etc. (MARION, 2004 p. 27).

agrícolas. . é todo o ser humano. todos os interessados em conhecer a real situação financeira de uma empresa e usar essas informações para tomada de decisões devem ser considerados usuários da contabilidade. formam uma nova pessoa. Quanto ao fim a que se destinam. titular. é todo indivíduo. Exemplo: empresas comerciais. todo o ser capaz de direitos e obrigações. de serviços. A existência da pessoa física termina com a morte. Pessoa Física é a pessoa natural. Considera-se pessoa. capital. etc. Entidades Econômico-administrativas. etc. as entidades econômico-administrativas podem ser assim classificadas: a) Entidades com fins lucrativos – chamadas empresas. Para quem é mantida a Contabilidade A Contabilidade pode ser feita para uma Pessoa Física ou Pessoa Jurídica. clubes sociais. que visam lucros para preservar e/ou aumentar o seu patrimônio líquido. com personalidade distinta da de seus membros. patrimônio. visam atingir superávit que reverterá em benefício de seus integrantes. ação administrativa e fim determinado. Pessoa Jurídica é a união de indivíduos que. Exemplo: associações de classe. 27) De uma forma geral. através de um contrato reconhecido por lei. São as chamadas. industriais. que se caracterizam como organizações que reúnem os seguintes elementos: pessoas. juridicamente falando. b) Entidades com fim socioeconômico – intituladas instituições.Fonte: Marion (2004 p.

a Contabilidade transforma dados contábeis. Tem como base os dados da Contabilidade Financeira e utiliza-se de informações não constantes desta para: identificar. Tal ambiente tem características que afetam a qualidade da informação contábil. controlar os bens. Exemplo: a União. Tais pessoas tem capacidade restrita de analisar e compreender. reportar e analisar informações sobre os eventos econômicos das empresas. por meio de análises. relacionamento com fornecedores e novos contratos). A Contabilidade Gerencial. 5). o comprador quer obter o melhor produto e pagar o menor preço. as transações e suas variáveis (informação e racionalidade limitadas). mas não existe Contabilidade Gerencial. Em adição. Faz-se Contabilidade Gerencial quando se utilizam as informações contábeis como ferramentas de administração.c) Entidades com fins sociais – também chamadas instituições. disponibilizando-as para subsidiar a tomada de decisão por usuários internos e externos à entidade. Uma empresa pode ou não fazer Contabilidade Gerencial. vejamos algumas. Cabe ressaltar que existe Contabilidade Financeira. mesmo que isto lhe custe tempo e dinheiro (custo da informação). As atividades econômicas são desenvolvidas por pessoas (em conta própria ou em nome das firmas nas quais trabalham). dentre muitas outras funções. A rigor . mensurar. o ambiente. as partes não necessariamente tem seus interesses alinhados. A essência dos registros x informações contábeis As informações advindas do sistema contábil são importante instrumento para a tomada de decisões que provoquem impactos no patrimônio administrado. mesmo que o comprador e o vendedor queiram chegar a um acordo. não pode negar a existência da Contabilidade Financeira. os Estados e os Municípios. Uma análise econômica da informação contábil A Contabilidade tem por propósito refletir as transações e as atividades econômicas realizadas pelas entidades. 1999 p. Como as pessoas tem conhecimentos distintos quanto ao estado das variáveis relevantes a transação (assimetria internacional). (ATKINSON. entretanto. mensurar. Esta última é um fazer e não um existir. Portanto. As transações pressupõem a interação de pessoas (no mínimo duas). mesmo que seja necessário conjugá-las com informações advindas de outras fontes (por exemplo: satisfação de clientes. Contabilidade é um sistema de informação que provê os usuários de relatórios acerca das atividades econômicas e condições do negócio (WARREN. por seu turno. 36). os interesses podem ser conflitantes entre si (por exemplo. e potencializado pela assimetria internacional. portanto. enquanto o vendedor quer receber o . taxa de juros. 2000 p. é feita para os usuários internos e não se sujeita aos princípios e normas contábeis. se desenvolve no mesmo ambiente em que as transações e as atividades econômicas ocorrem. em informações gerenciais. que têm por obrigação atender às necessidades da coletividade a que pertencem. não conseguem antecipar todas as características e os atributos atuais e futuros das variáveis relevantes a cada atividade. as partes envolvidas na transação buscarão obter informações sobre a situação das variáveis. (PADOVEZE. 1997 p. 27). Além de registrar fatos contábeis.

se comportar de forma contrária ao que dele se esperava antes da contratação. e há custos em fazer contratos muito elaborados. transações e eventos) realizadas pela entidade e seus impactos no respectivo patrimônio e desempenho. Manual de Contabilidade Societária. 2010 . o não alinhamento de incentivos potencializa o desvio de conduta por parte do agente. Compreendido as características do ambiente econômico e considerando que a contabilidade representa (em termos monetários e em demonstrações estruturadas) as transações econômicas. eles não determinam o resultado da transação em todas as contingências que possam ocorrer. como o nome sugere. a assimetria de informação é natural as transações e os custos de transação são positivos – até mesmo. A seleção adversa. podemos dizer que estas também são características do ambiente de atuação da contabilidade. ed. Atlas. Considerando-se que a contabilidade tem por objetivo representar as atividades econômicas (atos e fatos. MARION. Contabilidade Empresarial. podemos dizer que a Contabilidade tem por objetivo sistematizar os dados relativos a tais atividades e reduzir a assimetria internacional. 2010 MARION. 1. Por este motivo estudamos Contabilidade. isto é. São Paulo. decorre de fato de o principal escolher o agente “errado”. Sergio de. quando um é o dono do recurso (principal) e o outro o gesto do recurso (agente). José Carlos. Portanto. o que aumenta a demanda por informações e o custo a ser incorrido pela contraparte. GELBCKE. 9. é necessário observar que os contratos são incompletos. Referencias Bibliográficas IUDÍCIBUS. Afinal. Eliseu. após a contratação. Atlas. 2010 IUDÍCIBUS. Consequentemente. Uma das formas pelas quais as pessoas fazem isso é o apelo pelo uso da assimetria internacional a seu favor. ed. bem como contribuir no processo de estabelecimento de mecanismo de incentivos e monitoramento do desempenho das partes envolvidas nas relações econômicas. Neste caso.maior preço). as partes têm racionalidade e informação limitada. Sergio de. MARTINS. São Paulo. Já o risco moral decorre do fato de o agente . quando se está elaborando os contratos. em função deste se apresentar como titular de habilidades que efetivamente não tem. O risco moral acontece frequentemente no contexto em que a relação entre as partes é do tipo principal agente. as quais também potencializam o risco moral e aumentam os custos de transação. Além dessas características do ambiente econômico. Muitas das vezes é impossível listar todas as contingências possíveis. ed. 15. Contabilidade Comercial. José Carlos. São Paulo. sem a informação contábil seria muito mais difícil tomar decisões acertadas e monitorar e avaliar o desempenho de pessoas e de entidades. isto é. Os dois principais tipos de assimetria de informação são a seleção adversa e ao risco moral. Consequentemente. os contratos contem brechas. é razoável que as partes queiram priorizar seu auto interesse em detrimento do interesse da contraparte. Atlas. o que aumenta os custos por parte do principal (custo de agencia). Ernerto R.