You are on page 1of 4

Gravidez na Adolescência

O Brasil a cada ano que passa revela números assustadores sobre os casos de gravidez na adolescência que acontecem no país. Cada vez mais as “meninas” perdem suas vidas, suas chances de viver para cuidar de outra(s) vida(s) que chegam ao mundo de formas inesperadas e gradativamente este problema acomete as faixas etárias mais baixas. Antigamente era até comum ver jovens moças desfilarem seus barrigões pelas cidades, porém sempre acompanhadas de seus respectivos e legítimos maridos, mas hoje em dia o assunto é bem mais grave, pois as crianças desfilam agora sozinhas e muitas vezes sem nem saber quem é pai ou então sem o reconhecimento paterno do próprio.
Mesmo conhecendo métodos como a pílula, as adolescentes não usam .

Além da dificuldade de acesso, têm receio dos efeitos colaterais. A educação sexual nas escolas, é fundamental para que os jovens possam falar sobre a sua sexualidade, sem preconceitos, superando os tabus. A gravidez precoce é um problema que também envolve os homens. Deve ser tratado também com os meninos, em todos os seus aspectos, do moral ao social. Os pais estão despreparados para tratar desta questão com os filhos. Às vezes, a adolescente até quer contar a eles suas experiências, mas muitos não querem ouvir ou fantasiam ter uma eterna criança dentro de casa.

Ser mãe

Entre pré-adolescentes de 10 e 11 anos, uma menina fez a seguinte declaração: "A coisa que mais quero na vida é ser mãe, sentir o filho se desenvolvendo na minha barriga e depois saindo de mim. Eu jamais adotaria uma criança, porque filho pra mim tem que sair da barriga" . Por esta afirmação é possível perceber que, apesar de todas as mudanças ocorridas nos últimos anos, ainda faz parte da socialização de qualquer menina que seu grande valor está numa maternidade futura. Mesmo nos dias de hoje, o papel de mãe não se vê ameaçado; ao contrário, é amplamente valorizado e desejado.

o adiantamento do projeto escolar. muitas delas ficam estéreis e cerca de 20% morrem em decorrência do aborto. Fonte: Blog Brasil / Cola da Web Escrito por Nicoly às 14h46 [(1) Apenas 1 comentário] [envie esta mensagem] [link] Aborto . televisão frequentemente. O resultado mais comum em uma gestação precoce é o nascimento de um bebê com peso abaixo do normal o que exige cuidados médicos especiais de acompanhamento do recém-nascido. os prejuízos sociais para a jovem mãe.Problemas da Gravidez Os médicos tem alertado que as conseqüências de uma gravidez na adolescência não se resumem apenas aos fatores psicológicos ou sociais. Na faixa dos 14 anos a mulher ainda não tem uma estrutura óssea e muscular adequada para o parto e isso significa uma alta probabilidade de risco para ela e para o feto. os riscos psíquicos dessa experiência. dos 4 milhões de abortos praticados por ano no Brasil. 1 milhão ocorrem entre adolescentes. O medo da gravidez leva muitas adolescentes à solução do aborto clandestino. A gravidez precoce põe em risco de vida tanto a mãe quanto o recém-nascido. Jornais. apontam os riscos físicos de uma gravidez precoce para a adolescente. o afastamento do grupo de amigos. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde. revistas.

Aborto Espontâneo O aborto espontâneo também pode ser chamado de aborto involuntário ou "falso parto". o aborto voluntário será permitido quando necessário. esses embriões são portadores de anomalias cromossômicas incompatíveis com a vida. para salvar a vida da gestante ou quando a gravidez for resultante de estupro. com sérios riscos para a saúde da mulher. sendo que 3/4 ocorrem nos três primeiros meses de gravidez. a maioria em condições precárias. Em cerca de 70% dos casos.No Brasil. está sujeito a pena de detenção ou reclusão. no qual o ovo primeiro morre e em seguida é expulso. Calcula-se que 25% das gestações terminam em aborto espontâneo. pela extração do feto da cavidade uterina. Estima-se que seja realizado anualmente no mundo mais de 40 milhões de abortos.5 kg ou 20 semanas de gestação é considerado abortado. Pode ser espontâneo ou provocado. fora esses casos. . junto com os anexos ovulares. O aborto.O que é Aborto? Aborto é a interrupção da gravidez pela morte do feto ou embrião. Aborto Provocado Aborto provocado é a interrupção deliberada da gravidez. O feto expulso com menos de 0.