You are on page 1of 14

Planeta Terra

Atmosfera
Ver artigo principal: Atmosfera terrestre A Terra possui uma atmosfera, cuja pressão na superfície é, em média, de 101,325 kPa, com uma altura de escala de 8,5 km !3" # composta por $8% nitro&'nio e 21% o(i&'nio, com tra)os de *apor de +&ua, di,(ido de car-ono e outras moléculas &asosas A altura da troposfera *aria com a latitude *ariando entre os 8 km nos polos e os 1$ km no e.uador, com al&uma da *aria)ão resultante do tempo e de fatores sa/onais !105" A atmosfera terrestre é composta por diferentes camadas0 troposfera, estratosfera, mesosfera, termosfera e e(osfera, or&ani/adas em ordem crescente da dist1ncia 2 superfície terrestre A -iosfera terrestre alterou si&nificati*amente a atmosfera da Terra desde sua forma)ão 3 sur&imento da fotossíntese, 4+ 2,$ -il45es de anos, permitiu a forma)ão de uma atmosfera composta primariamente de o(i&'nio e nitro&'nio 6sta mudan)a permitiu a prolifera)ão de or&anismos aer,-icos, -em como a forma)ão de uma camada de o/7nio, .ue -lo.ueia a radia)ão ultra*ioleta, permitindo a *ida so-re terra 3utras fun)5es atmosféricas importantes para a *ida na Terra são o transporte de *apor de +&ua, o fornecimento de &ases 8teis, a prote)ão contra pe.uenos meteoros .ue se desinte&ram na atmosfera 9*isto .ue a maioria se desinte&ra de*ido ao intenso calor na entrada atmosférica antes de impactar a superfície terrestre:, e a modera)ão da temperatura !10;" 6ste 8ltimo fen7meno é con4ecido como o efeito estufa0 pe.uenas .uantidades de &ases na atmosfera a-sor*em a ener&ia térmica emitida pela superfície, aumentando assim a temperatura média do planeta <i,(ido de car-ono, *apor de +&ua, metano e o/7nio são os principais &ases do efeito estufa na atmosfera terrestre =em este efeito de reten)ão do calor, a temperatura média na superfície terrestre seria de >18 ?@, e a *ida pro*a*elmente não e(istiria !8A" [editar] Tempo e clima Ver artigo principal: Tempo (meteorologia), clima, troposfera

Bma&em de satélite da ne-ulosidade so-re a Terra o-tida usando o Moderate-Resolution Imaging Spectroradiometer da CA=A A atmosfera terrestre não possui um limite e(terior, tornandoDse cada *e/ mais rarefeita e des*anecendoDse no espa)o e(terior Tr's .uartos da massa da atmosfera terrestre estão contidos dentro dos primeiros 11 km acima da superfície 6sta camada mais -ai(a c4amaDse troposfera A ener&ia do =ol a.uece esta camada, e a superfície a-ai(o,

com as re&i5es clim+ticas caracteri/adas por massas de ar relati*amente uniformes A classifica)ão clim+tica de IJppen.ue atin&e a Terra diminui com o aumento da latitude A latitudes mais altas a lu/ solar atin&e a superfície com 1n&ulos de incid'ncia menores e tem de atra*essar colunas mais espessas da atmosfera @omo resultado.uatorial até aos 30E de latitude e nos *entos do oeste nas latitudes entre 30? e . a temperatura média anual do ar ao ní*el do mar diminui cerca de 0. temperados e polares !112" 3 clima tam-ém pode ser classificado com -ase na temperatura e precipita)ão. 48mido de latitude moderada. locali/aDse a e(osfera.ue nos afastamos do e. .uente e 48mido. especialmente a circula)ão termoalina. .0? !108" As correntes oce1nicas tam-ém são fatores importantes na determina)ão do clima.&icos 3s padr5es de precipita)ão *ariam amplamente. e *olta 2 superfície na forma de precipita)ão !10$" A maior parte desta +&ua é então transportada para re&i5es mais -ai(as da superfície terrestre pelos rios. e usualmente re&ressa aos oceanos ou é depositada em la&os 6ste ciclo da +&ua. é um mecanismo *ital para a manuten)ão da *ida na Terra.ue estão di*ididos em su-&rupos mais específicos !108" [editar] Alta atmosfera A Kua parcialmente o-scurecida e deformada pela atmosfera terrestre Acima da troposfera. estes são os climas tropicais.uatoriais para as re&i5es polares !10A" 3 *apor de +&ua &erado pela e*apora)ão superficial é transportado pela circula)ão atmosférica Fuando as condi)5es atmosféricas permitem a ascensão de ar .prio &radiente adia-+tico. por meio da redistri-ui)ão da ener&ia térmica !10$" As principais fai(as de circula)ão atmosférica consistem nos *entos alísios na re&ião e. inclui cinco &rupos 9tropical 48mido." @ada uma destas camadas possui o seu pr. . *ariando desde *+rios metros de +&ua por ano até menos de um milímetro 6sta *aria)ão é determinada pela circula)ão atmosférica. definindo a ta(a de *aria)ão da temperatura com a altitude Para l+ destas camadas.uador para os polos.ue se des*anece na ma&netosfera onde o campo ma&nético . muito utili/ada. su-tropicais. e é um fator prim+rio na erosão de formas da superfície terrestre ao lon&o de períodos &eol.uantidade de ener&ia solar . +rido.ue distri-ui a ener&ia térmica dos oceanos e.&icas e diferen)as de temperatura !110" A . esta +&ua condensaDse em nu*ens.uador !111" A Terra pode ser su-di*idida em *+rios fai(as latitudinais de clima apro(imadamente 4omo&'neo Hariando do e.G ?@ por cada &rau de latitude 2 medida . a atmosfera é &eralmente di*idida em estratosfera. mesosfera e termosfera !10.causando a e(pansão do ar 6ste ar menos denso ascende e é su-stituído por ar mais frio e mais denso 3 resultado é a circula)ão atmosférica. continental e polar frio:.ue &era o tempo e o clima no planeta. características topol. .

um componente .ue al&umas moléculas na orla e(terior da atmosfera terrestre ten4am a sua *elocidade aumentada ao ponto de poderem escapar 2 &ra*idade terrestre Bsto resulta na perda &radual e constante da atmosfera para o espa)o 3 4idro&'nio não fi(ado. a principal causa da perda de 4idro&'nio na atmosfera é a decomposi)ão do metano na alta atmosfera !118" [editar] Campo magnético <ia&rama da ma&netosfera terrestre Ver artigo principal: Campo magnético terrestre 3 campo ma&nético terrestre possui apro(imadamente o formato de um dipolo ma&nético. por essa ra/ão. onde o calor &era deslocamentos con*ecti*os de materiais condutores. o campo ma&nético terrestre é &erado no interior do n8cleo e(terior em fusão.uador do campo ma&nético.ue se desen*ol*eu no planeta !11$" Ca atual atmosfera rica em o(i&'nio. pode atin&ir a *elocidade de escape mais facilmente e por isso a ta(a de perda de 4idro&'nio é maior do . a lin4a de I+rm+n.ue a Terra ten4a passado de um estado inicialmente redutor para o seu estado o(idante atual A fotossíntese forneceu uma fonte de o(i&'nio li*re. produ/em o campo ma&nético terrestre 3s deslocamentos con*ecti*os no n8cleo e(terno são ca. com os polos presentemente locali/ados pr. uma re&ião 100 km acima da superfície terrestre.ticosN os polos ma&néticos mi&ram e o seu alin4amento muda periodicamente Tal resulta em .05 L 10>5 T. é utili/ada como uma defini)ão funcional de fronteira entre a atmosfera e o espa)o !11G" A ener&ia térmica fa/ com .A1 L 1015 T mM !11A" <e acordo com a teoria do dínamo. porém. a maior parte do 4idro&'nio li*re é con*ertida em +&ua antes de ter a oportunidade de escapar Ao in*és disso.ue a de outros &ases !115" A perda de 4idro&'nio para o espa)o contri-ui para ." Assim sendo.ue a-sor*e uma parcela si&nificati*a da radia)ão ultra*ioleta solar e .ue a perda de a&entes redutores como o 4idro&'nio foi um fator necess+rio para a acumula)ão em &rande escala de o(i&'nio na atmosfera terrestre !11. a for)a do campo ma&nético 2 superfície do planeta é 3. importante para a *ida na Terra Cão e(iste uma fronteira definida entre a atmosfera e o espa)o.terrestre intera&e com o *ento solar !113" Ca estratosfera encontraDse a camada de o/7nio. de*ido 2 sua -ai(a massa molecular. por seu lado. mas acreditaDse .ue é.(imos aos polos &eo&r+ficos do planeta Co e. com momento de dipolo ma&nético &lo-al de $. o escape de 4idro&'nio pode ter influenciado a nature/a da *ida . &erando correntes elétricas 6stas.

minutos. o dia sideral é menor do . em média a cada mil4ão de anos A in*ersão mais recente ocorreu 4+ apro(imadamente $00 mil anos !120"!121" 3 campo ma&nético forma a ma&netosfera terrestre.cios.uador celeste isto é e. cada dia é entre 0 e 2 ms mais lon&o !12G"!125" 3 período de rota)ão da Terra relati*amente 2s estrelas fi(as.ue em arco est+ locali/ada a cerca de 13 raios terrestres A colisão do campo ma&nético com o *ento solar forma os cintur5es de Han Allen. 5.0A053083288 se&undos !A" Portanto.G milisse&undos !12. minutos.A1 se&undos !A"!nota 12" 3 período de rota)ão da Terra relati*amente 2 precessão dos e.G.G.uin.2R2005 !128" 6(cluindo meteoros no interior da atmosfera terrestre e satélites de . o mo*imento aparente dos corpos celestes no céu terrestre fa/Dse para oeste.23R2005!12$" e 1A. ou 23 4oras.ui*alente ao di1metro .ue o dia estelar em cerca de 8. 5.0025 se&undos =B: !123" @omo o dia solar da Terra é atualmente um pouco mais lon&o do . ou 23 4oras.r-ita -ai(a. o c4amado dia estelar de acordo com o =er*i)o Bnternacional da Pota)ão da Terra 9=BPT:. . 2 ra/ão de 15?S4 T 15USmin Para corpos pr. é de 8. um par de re&i5es de partículas carre&adas conc'ntricas e em forma de toro Fuando o plasma do *ento solar entra na atmosfera terrestre nos polos ma&néticos é criada uma aurora polar !122" [editar] Rotação e translação [editar] Rotação Ver artigo principal: Rota !o da Terra A inclina)ão a(ial terrestre e sua rela)ão com o ei(o de rota)ão e o plano or-ital 3 período de rota)ão da Terra relati*amente ao =ol 9um dia solar: é de 8. G. G00. é de 8. G.0A8A03. de*ido 2 acelera)ão de maré. o c4amado dia sideral." A dura)ão do dia solar médio em se&undos =B est+ disponí*el no =BPT para os períodos 1. 1.(imos do e.A1 se&undos de tempo solar médio 9QT1:.ue des*ia as partículas do *ento solar A orla de sota*ento do c4o.0A8A03.in*ers5es &eoma&néticas a inter*alos irre&ulares. 1.ue era durante o século OBO. G00 se&undos de tempo solar 98.0A053083288 se&undos de tempo solar médio.

a cada 2$.ueda de um corpo. o .uatro 4oras !3" A Kua &ira com a Terra em torno de um -aricentro comum.aparente do =ol ou da Kua a cada dois minutos. relati*amente 2s estrelas.5 Ym 91 500 000 km: !133"!nota 13" 6sta é a dist1ncia m+(ima dentro do .$A.00 km: em sete minutos.32 dias. ou esfera de influ'ncia &ra*itacional. é de 2A. ou um di1metro aparente do =ol ou da Kua a cada 12 4oras Por causa deste mo*imento.G dias solares médios.uedas. a dire)ão aparente da transla)ão terrestre em torno do =ol é antiD4or+ria 3s planos or-itais e a(iais não estão precisamente alin4ados0 a Terra apresenta uma inclina)ão a(ial de 23. o período do m's sin. CeWton utili/ou a ideia de se o-ser*ar um enorme n8mero de . ou poderão ser li-ertados pela pertur-a)ão &ra*itacional do =ol .8 kmSs 910$ 000 kmS4:. *erificar se 4a*ia um deslocamento no sentido da suposta rota)ão Xas como o efeito era muito difícil de se detectar. a cada 3. o mo*imento da Terra. numa troca de cartas com Po-ert Vooke. desde uma posi)ão acima dos polos norte dos dois corpos celestes.ueno detect+*el Vooke reali/ou a e(peri'ncia e o resultado foi positi*o. ocorreriam eclipses a cada duas semanas.dico. são todos antiD4or+rios Fuando a Terra e o =ol são *istos do espa)o.ue os taman4os aparentes do =ol e da Kua são id'nticos . de uma lua no*a 2 se&uinte. a Terra le*a em média 2G 4oras D um dia solar D a completar uma rota)ão completa em torno do seu ei(o até o =ol retornar ao meridiano A *elocidade or-ital média da Terra é de 2A. alternando entre eclipses lunares e solares !3" !132" 3 raio da esfera de Vill. e o plano TerraDKua tem uma inclina)ão de 5 &raus em rela)ão ao plano TerraD=ol Ca aus'ncia desta inclina)ão. tendo sido a primeira demonstra)ão do mo*imento de rota)ão da Terra !131" [editar] Órbita Ver artigo principal: Transla !o da Terra A Terra or-ita o =ol a uma dist1ncia média de cerca de 150 mil45es de . Bsaac CeWton prop7s uma e(peri'ncia para sa-er se a Terra &ira*a ao redor dela mesma0 Atra*és da simples o-ser*a)ão da .5.53 dias Histos do polo norte celeste.5 &raus. a uma ta(a de 1?Sdia.ue marcou um dos primeiros usos das pro-a-ilidades para tornar um efeito muito pe. a contar da perpendicular ao plano TerraD=ol. da Terra é de 1.ual a influ'ncia da &ra*idade da Terra é maior do . isto d+ ao =ol um mo*imento aparente em dire)ão a leste. uma *e/ . da Kua.uil7metros. ou um ano sideral A partir da Terra.ue a influ'ncia da &ra*idade do =ol e dos outros planetas !13G" 3-jetos or-itando a Terra precisam ficar dentro desta esfera.uando o-ser*ados desde a superfície do planeta !12A"!130" 6m 1.25. e suas rota)5es a(iais. r+pido o suficiente para percorrer o di1metro do planeta 9apro(imadamente 12 . relati*amente 2s estrelas de fundo Fuando com-inado com a re*olu)ão comum do sistema TerraDKua em torno do =ol. e a dist1ncia entre a Terra e a Kua 938G 000 km: em .

Blustra)ão da Hia K+ctea. mostrando a locali/a)ão do =ol A Terra. e o in*erno ocorrendo .uantidade de lu/ solar rece-ida por um ponto .ual. a .uer na superfície terrestre *aria ao lon&o do ano Bsto resulta na *aria)ão sa/onal do clima. *isto . com os *er5es no 4emisfério norte a ocorrerem . e o =ol so-e mais alto no céu <urante o in*erno. sendo um caso e(tremo o .ue se *iaja em dire)ão aos polos. os dias são mais lon&os.uando o polo est+ *oltado para a dire)ão oposta 2 do =ol Co 4emisfério sul. o =istema =olar est+ locali/ado 20 anosDlu/ acima do plano e.ue ocorre acima do @írculo Polar \rtico e a-ai(o do @írculo Polar Ant+rtico. durante uma parte do ano em .uando o polo est+ *oltado para o =ol. e os dias mais curtos As diferen)as sa/onais aumentam 2 medida . a Terra pode ser *ista a passar por fases similares 2s da Kua . o clima tornaDse no &eral mais frio. est+ locali/ada dentro da &al+(ia Hia K+ctea. or-itando a cerca de 28 000 anosDlu/ do centro da &al+(ia Presentemente. a situa)ão é in*ertida. em conjunto com o =istema =olar.ue o polo sul est+ orientado na dire)ão oposta do polo norte <urante o *erão.uatorial da &al+(ia. no Zra)o de [rion !135" [editar] Inclinação axial Ver artigo principal: Inclina !o a"ial Por causa da inclina)ão a(ial da Terra.ue tais re&i5es não rece-em lu/ solar D uma noite polar A Terra e a Kua *istas de Xarte pelo Mars Reconnaissance #r$iter <o espa)o.

. o e. com um período principal de 18. o solstício de *erão em 21 de jun4o.cio de prima*era em 20 de mar)o. as .cio de outono em 23 de setem-ro !13.uarto da.ue a rece-ida pelo 4emisfério norte.uatro esta)5es do ano são determinadas pelos solstícios D os pontos de maior inclina)ão a(ial na .dico Além do componente anual deste mo*imento.ue or-ita. a . Plutão 3s satélites naturais or-itando outros planetas são c4amados de ]luas]. o periélio da Terra ocorre em 3 de janeiro. este efeito é muito menos si&nificati*o do .$ m Ver artigo principal: %ua A Kua é um satélite natural. esta inclina)ão sofre nuta)ão D um mo*imento li&eiro e irre&ular.ue são c4amados coleti*amente mo*imento . relati*amente ao afélio Histo .uele da Terra # o maior satélite do =istema =olar. em compara)ão ao planeta anão .cios. de*ido 2 precessão e outros fatores or-itais .uatorial do planeta Ca perspeti*a da Terra.ue se&uem padr5es cíclicos con4ecidos como ciclos de Xilanko*itc4 A dist1ncia *ari+*el entre a Terra e o =ol resulta em um aumento de . ." 3 1n&ulo da inclina)ão a(ial da Terra é relati*amente est+*el durante lon&os períodos de tempo Porém.ue a *aria)ão total da ener&ia de*ida 2 inclina)ão a(ial. c4amado de -am-oleio de @4andler A *elocidade de rota)ão da Terra tam-ém *aria.. e(iste um ciclo de 1G meses.Por con*en)ão astron7mica.uin. e o e.uasiDperi.uin. e a maior parte deste e(cesso é a-sor*ida pela maior propor)ão de +&ua e(istente no 4emisfério sul !138" [editar] L a Caracter!sticas "i#metro 3 G$G.uantidade de ener&ia solar rece-ida pelo 4emisfério sul é li&eiramente maior do . ao lon&o de um ano Porém. . completando uma precessão circular a cada 25 800 anosN esta precessão é a causa da diferen)a entre um ano sideral e um ano tropical Am-os os mo*imento são causados pela atra)ão &ra*itacional *ari+*el do =ol e da Terra so-re a sali'ncia e. relati*amente &rande e similar a um planeta tel8rico com di1metro cerca de um . relati*amente ao taman4o de seu planeta.A%!nota 1G" na ener&ia solar . e o afélio em torno de G de jul4o Porém. em refer'ncia 2 Kua da Terra A atra)ão &ra*itacional entre a Terra e a Kua causa as marés na Terra 6ste mesmo efeito na Kua condu/iu ao seu c4amado acoplamento de maré0 os períodos de rota)ão e de transla)ão da Kua 2 *olta da Terra são i&uais @omo resultado.ue o 4emisfério sul da Terra est+ inclinado em dire)ão ao =ol apro(imadamente no mesmo período do periélio. em-ora @aronte possua um maior taman4o relati*o.r-ita terrestre D e os e.uin. apresentaDse sempre . anos A orienta)ão do 1n&ulo tam-ém muda com o tempo.8 km $assa $. em um fen7meno c4amado de *aria)ão da dura)ão do dia !13$" 6m tempos modernos.ue alcan)a a Terra no periélio. os polos terrestres tam-ém mi&ram al&uns metros por ano ao lon&o da superfície do planeta 6ste mo*imento polar possui *+rios componentes cíclicos.uando a dire)ão da inclina)ão a(ial e a dire)ão ao =ol são perpendiculares 3 solstício de in*erno ocorre em 21 de de/em-ro. estas datas *ariam ao lon&o do tempo.3GAL1022 k& %emieixo maior 38G G00 km Per!odo orbital 2$ d $ 4 G3.

com mudan)as ca.tese do &rande impacto.ual permite .ue a Kua se formou ap. como aparenta ser o caso de Xarte !1G2" A Kua est+ locali/ada a uma dist1ncia da Terra a . criando as fases lunaresN a parte escura da Kua é separada da parte *isí*el pelo terminador <etal4es do sistema TerraDKua Além do raio de cada o-jeto.ue a Kua. por e(emplo.ue a. incluindo 3$53 @ruit4ne e 2002 AA2A !1GG" !1G5" .ues e(ercidos pelo =ol e planetas so-re a sali'ncia e.ue. a 4ip. o ei(o de rota)ão desta 8ltima poderia ser caoticamente inst+*el. ten4a um di1metro aparente apro(imadamente i&ual ao do =ol 3 di1metro an&ular destes dois corpos é -astante similar. estas pe. pois apesar de possuir um di1metro real cerca de G00 *e/es maior do .ue 22 4oras: !1G0" A Kua pode ter afetado dramaticamente o desen*ol*imento da *ida ao moderar o clima do planeta 6*id'ncias paleontol.ue a Kua or-ita a Terra.ricos acreditam .uenas modifica)5es D e o aumento da dura)ão de um dia terrestre em cerca de 23 microsse&undos por ano D resultam em altera)5es si&nificati*as !13A" <urante o período <e*oniano. 94+ cerca de G10 mil45es de anos: um ano terrestre tin4a G00 dias 9com cada dia a durar li&eiramente menos .ticas ao lon&o de mil45es de anos.u'ncia do seu ac4atamento nos polos:.uando *ista da Terra ^ medida .tese e(plica 9entre outras coisas: a menor a-und1ncia relati*a de ferro e elementos *ol+teis na Kua.&icas e simula)5es de computador mostram . diferentes partes da Kua são iluminadas pelo =ol.s a colisão entre a Terra e um protoplaneta com o taman4o de Xarte c4amado T4eia 6sta 4ip. a Kua afastaDse da Terra 2 ra/ão de 38 milímetros por ano Ao lon&o de mil45es de anos.uasiDsatélites.uela entre a Terra e a Kua A teoria mais aceita so-re a ori&em da Kua. é indicado o raio ao -aricentro de TerraDKua Bma&ens da CA=A <ados da CA=A 3 ei(o da Kua é determinado por meio da terceira lei de @assini <e*ido 2 intera)ão das suas marés. e o fato de a sua composi)ão ser -astante similar 2 da crosta terrestre !1G3" A Terra possui ao menos cinco .ue a inclina)ão a(ial do planeta é esta-ili/ada pelas intera)5es de maré com a Kua !1G1" Al&uns te. . ar&umenta . o =ol tam-ém est+ situado a uma dist1ncia G00 *e/es maior .ue sem esta esta-ili/a)ão contra os tor.uatorial da Terra 9conse.uando *ista desta 8ltima.com o mesmo lado .

amente o clima.ol atin)am o planeta de forma desigual em cada uma delas" alterando significati. Fatores Climáticos: .el direta pelas diferentes estaç-es do ano" pois fa# com que os raios de .uele .ue se cr'em necess+rias ao aparecimento e manuten)ão da *ida no planeta !1G$" . . um am-iente onde moléculas or&1nicas comple(as se podem formar. e ener&ia suficiente para sustentar o meta-olismo !1G. + relação entre a latitude / radiação solar .ai definir as cinco 0onas Térmicas ou 1om%nios 'lim*ticos da Terra.ue são +&ua no estado lí.e" em termos de ocupação humana (densidade demogr*fica).uido. 4ist.egetação" no solo" na hidrografia e" inclusi.ria &eol.&ica.Pepresenta)ão. + inclinação do ei!o da Terra é a respons*. . 'ada qual com caracter%sticas clim*ticas distintas que . (u se)a" a temperatura diminui na medida em que nos afastamos das *reas de $ai!a latitude indo para as de altas latitudes. todos contri-uem para produ/ir e manter as condi)5es . 2 escala. Latitude: corresponde à distância medida (em graus) de um ponto qualquer da Terra em relação à linha do equador (0ᵒ). dos taman4os relati*os e da dist1ncia média entre a Terra e a Kua [editar] &abitabilidade Ver artigo principal: &a$ita$ilidade planet'ria Qm planeta 4a-it+*el é a. mesmo .ão influenciar diretamente na . -em como sua e(centricidade or-ital.ue pode sustentar *ida. sua atmosfera e seu campo ma&nético protetor." A dist1ncia entre a Terra e o =ol. ta(a de rota)ão. 'omo sa$emos" a região da linha do equador é a mais iluminada e a mais quente do planeta e" em função disso" conforme nos afastamos desta" indo em direção às #onas polares" a temperatura diminui. inclina)ão a(ial. Em função de sua forma esférica (ge ide) e do seu ei!o inclinado" nem a lu# solar e nem o calor são distri$u%dos de forma homog&nea na superf%cie terrestre.ue esta não se ten4a ori&inado nesse planeta A Terra fornece as condi)5es atualmente entendidas como necess+rias.

ol incidir so$re <emisfério .ertical medida entre um ponto qualquer da Terra em relação ao n%.Imagem capturada na Internet (Fonte: Geogra ia !et" #ltitude: refere2se à distância . +lém da radiação solar" nas *reas de $ai!a altitude" a atmosfera mais densa retém e conser. 4.el do mar. Em função do ei!o da terra ser inclinado 57: isso gera um efeito do clima da Terra" criando as estaç-es. .ada" o ar é mais rarefeito e" por isso" apresenta menor capacidade de conser. Enquanto que" nas *reas de altitude ele.olta do .a o calor por mais tempo.ol. se a lu# do .Zonas Térmicas da Terra .endo uma elipse alongada" em 789"7 dias" ou um ano. 3uanto maior a altitude" menor ser* a temperatura.ul diretamente teremos o .ar o calor do .erno no norte.imento e!ecutado pela Terra" de oeste para leste" em .6o.erão no sul e in.ol" descre. + temperatura diminui em média 4 ᵒ' a cada 500 metros de altitude. Translação da Terra.

guia.ul 1o mesmo modo" durante o (utono e @n.aria" portanto" à medida que nos afastamos do equador" para ?orte ou para .erno no hemisfério ?orte" é sempre dia no p lo .ptBastroBhuBmo.nom.htm .ul.era e >erão no hemisfério ?orte" é sempre dia no p lo ?orte e é sempre noite no p lo .uc.html http:BBCCC.$rBsistemaDsolar. Aontes: http:BBnautilus.iBcorpo.ido à inclinação do ei!o de rotação da Terra" durante a =rima.1e.fis. + duração dos dias e das noites .ul e é sempre noite no p lo ?orte.heu.

ol a Terra passa por quatro momentos $em definidos e que marcam o in%cio das estaç-es do ano. . (s solst%cios marcam o in%cio do .amente o clima.ul dessa linha" enquanto no solst%cio de .ermelha. . ?os equin cios" entretanto" o .$staç%es 1urante sua translação ao redor do .eremos que durante o solst%cio de in.erno o .9 graus.9 graus ao ?orte.el pelas estaç-es do ano.erno enquanto os equin cios marcam a prima. Cru&amento $'uatorial +qui da Terra" diariamente o .isto e!atamente so$re ela" como mostra a figura. Essa inclinação é diretamente respons*. 'rédito: +polo44.ol aparenta se deslocar do leste para o oeste" so$re uma linha imagin*ria denominada ecl%ptica" .ista no gr*fico do topo da p*gina como uma linha . Er*fico e!emplifica a posição da Terra durante as estaç-es do ano. Fepare a inclinação do ei!o terrestre" respons*.era e o outono.ol é .el pelas diferentes estaç-es do ano" pois fa# com que os raios de .erão e do in. + Terra não gira so$re seu ei!o no mesmo plano da translação e sim com uma inclinação acentuada de 57.ol se posiciona e!atamente 57.erão o astro aparentaria estar 57.e imaginarmos a linha do equador da Terra (linha a#ul) pro)etada na a$ $ada celeste" .9 graus ao .ol atin)am o planeta de forma diferente em cada uma das estaç-es" alterando significati.

e que antes do equin cio de setem$ro o . .erde). ($ser.ol alguns meses antes e depois de setem$ro. Esse cru#amento s ocorre durante os equin cios de março e setem$ro.ol não ultrapassa a linha do equador celeste (linha a#ul). Enquanto às 4Gh4G de )ulho o .ol se p-e mais tarde a$ai!o do hori#onte (linha . Fepare tam$ém que à medida que os meses passam" o .em$ro ele ainda est* acima do hori#onte.+ linha amarela mostra a posição do .ol )* est* $em a$ai!o do hori#onte" neste mesmo hor*rio em no. Inclinação do eixo da Terra é responsável pelas diferenças sazonais.

cios de setem-ro e mar)o 3 =olstício de jun4o ocorre nos dias 20 ou 21. os meses de jun4o. 2 meiaDnoite .ue as noites Cas +reas contidas no @írculo \rtico.uador. o =ol nunca se p5e. -em como os 6. porém acima do 4ori/onte.uentes do ano Co 4emisfério norte. os dias são mais lon&os . mas se ele*a.uin.pico de @1ncer # a época de muito calor nessas re&i5es e para as latitudes mais altas. a uma altura m+(ima no 4ori/onte.(imas ao \rtico. em especial no Tr. jul4o e a&osto serão os mais . pr. marcando o Herão no 4emisfério norte com muita luminosidade acima do 6. tipicamente. para atin&ir o ponto mais -ai(o. correspondendo ao meioDdia.Eixo de inclinação da Terra e intensidade da radiação solar incidente: diferenças na intensidade dos hemisférios norte e sul da Terra Co dia&rama a-ai(o *emos os =olstícios de jun4o e de/em-ro.